quarta-feira, 19 de maio de 2021

No ar em quatro novelas, Rafael Cardoso domina a grade da Globo

 A Globo precisou apelar para as reprises em virtude da pandemia do novo coronavírus, que ainda está longe de acabar. Não só ela. Todos os canais estão reexibindo várias novelas enquanto as gravações das inéditas ainda não podem ser normalizadas. Mas ao menos a líder tinha um pouco de preocupação a respeito do desgaste da imagem dos atores, ainda que a regra tenha diminuído nos últimos anos por conta da não renovação de vários contratos de atores. Agora a missão ficou impossível e a maior prova é Rafael Cardoso. 


O ator está no ar em todas as novelas da Globo. A única exceção é "Malhação Sonhos", que não é considerada um folhetim e, sim, uma série de várias temporadas. Antes da interrupção das produções inéditas, Rafael estava em "Salve-se Quem Puder", no horário das 19h, na pele do dúbio Renzo. Após duas reprises ("Totalmente Demais" e "Haja Coração"), a emissora reprisou a trama de Daniel Ortiz desde o primeiro capítulo até entrar a parte final nesta segunda-feira (17/05), toda inédita, com 53 capítulos. 

Na faixa das seis, o intérprete está no ar com um de seus mais marcantes papéis: o Rodrigo, de "A Vida da Gente" (2011). Foi a primeira grande oportunidade de Rafael na Globo e soube aproveitar. Lícia Manzo escreveu muitas cenas dramáticas intensas e difíceis para um profissional mais limitado. A autora exigiu e o ator correspondeu. Sua química com Marjorie Estiano (Manu) foi arrebatadora, assim como sua boa sintonia com Fernanda Vasconcellos (Ana). Rafael ainda segurou bem seu desempenho na fase em que seu personagem fica irritante e até sonso. Tem sido um prazer rever. 

Já na grade vespertina, o ator está na reprise de "Ti Ti Ti", remake de sucesso escrito por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. A novela é de 2010 e na época Rafael ainda estava sem grandes oportunidades. Foi um ano antes de estourar em "A Vida da Gente". Mas se saiu bem na pele do playboy Jorgito. Mesmo com poucas cenas teve alguns bons momentos e fez um lindo casal com Mayana Neiva (Desirré). O público comprou o romance, que ganhou um final feliz, até então não planejado pela autora. 

Recentemente, após o término de "Amor de Mãe", o intérprete também entrou na faixa nobre da Globo. Como as gravações de "Um Lugar ao Sol", de Lícia Manzo, precisaram ser interrompidas, a emissora escolheu "Império" para preencher a grade. A trama de Aguinaldo Silva fez sucesso e Rafael viveu o mocinho 'jovem' do enredo, pois o comendador José Alfredo (Alexandre Nero) foi o grande protagonista. O triângulo amoroso protagonizado ao lado de Andreia Horta e Leandra Leal não empolgou, mas o ator convenceu em cena. O perfil era muito corretinho e Rafael conseguiu fugir da imagem de 'mocinho chato'. 

Rafael Cardoso tem dominado a grade da Globo e essa ''overdose" de sua imagem acaba expondo o talento de um dos atores mais requisitados da emissora. Há quase uma 'escassez' de intérpretes talentosos entre 30 e 40 anos e não por acaso Rafael emenda tantas novelas. Vários autores, vale lembrar, costumam reclamar do fato. É verdade que falta também boa vontade em pesquisar e revelar novos nomes para o público. Há vários talentos no teatro. Mas, enquanto seguem investindo nos mesmos profissionais, a atual fase de reprises não deixa de evidenciar a versatilidade de Rafael.

13 comentários:

Anônimo disse...

Eu adoro ele.

Gabriella disse...

E em todas com o mesmo personagem.

Chaconerrilla disse...

Ele é maravilhoso!!!! AMANDO ter ele em todas.

Anônimo disse...

O melhor papel dele foi o Rodrigo de A Vida da Gente.

Unknown disse...

Queria que reprisasem alem do tempo,outra novela dele,aliás acho o felipe o melhor personagem dele

Anônimo disse...

essas reprises só deixam mais claro o quanto ele é limitado e atua com a mesma expressão sempre ��

Sérgio Santos disse...

Tb, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Discordo, Gabi.

Sérgio Santos disse...

É talentoso sim, chaconerrilla.

Sérgio Santos disse...

Concordo, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Tb amei essa novela,anonimo.

Sérgio Santos disse...

Discordo, anonimo.

Anônimo disse...

Esse sim, domina sem afetação seus personagens e é o verdeiro rei das reprises.