segunda-feira, 22 de março de 2021

De mocinha a vilã: a trajetória catastrófica de Sarah no "BBB 21"

 O "BBB 21" tem muito mais gente odiada do que amada. Não por acaso, o início do reality se mostrou tão problemático e controverso. Aos poucos, no entanto, a narrativa de 'mocinhos' contra 'vilões' ganhou corpo e transformou a temporada em uma boa novela. Uma das gratas surpresas do elenco foi Sarah, que começou apagada e de semana em semana foi mostrando uma excelente jogadora, até virar uma das favoritas. Parecia uma forte candidata ao prêmio. Mas só parecia. 

A participante representa um típico 'padrão' de "BBB": a loira linda que logo chama atenção. Toda edição tem pelo menos umas três com tais características. Mas Sarah foi expondo o seu diferencial sem forçar situações. Sua afinidade imediata com Gilberto a beneficiou bastante e uma dupla impagável acabou formada de forma inesperada. Fizeram a primeira prova de resistência juntos, mas o laço só se firmou quando perceberam uma má impressão em comum sobre Pocah. A partir de então uma boa trajetória se iniciou. 

Sarah também confessou uma tática de 'espionagem': deixar sua mala no quarto colorido com o intuito de se arrumar lá e ouvir as conversas dos demais, enquanto dorme diariamente no quarto cordel. E por incrível que pareça conseguiu cumprir seu plano com facilidade.

Poucos percebiam sua presença e parecia até que estava camuflada. Vários memes nas redes sociais viralizaram e até a produção do "BBB 21" se beneficiou e criou ótimas vinhetas com a participante '007'. 

Vale destacar outro ponto de crescimento de Sarah: sua aliança com Juliette. Embora inicialmente tenha feito parte da turma que falava mal da participante, assim como Gil, percebeu que a maioria da casa gostava de pegar alguém para 'Cristo' dependendo das articulações de Karol Conká. Os dois, então, ficaram ao lado de Juliette e a aproximação se tornou inevitável, o que foi benéfico para os três. Tanto que não demorou para o público apelidá-los de "G3". Viraram os finalistas da audiência e os mocinhos da edição, embora nem imaginassem.

A participante ainda tinha uma visão quase perfeita do jogo, o que ajudava muito nas suas articulações. Parecia até que estava assistindo ao programa do lado de fora junto com o público. Percebeu que o enredo de 2021 era o dos 'canceladores', onde Karol Conká, Lumena, Nego Di e Projota eram os articuladores. É preciso ressaltar que a boa visão era compartilhada com Gilberto e Juliette. Também observava com precisão quem estava jogando dos dois lados e em quem podia ou não confiar. Sua única fraqueza era a cegueira em relação a Caio, um dos nada confiáveis do programa. 

Mas no "BBB" é raro alguém manter uma linha reta ao longo dos meses. E Sarah começou a afundar depois da eliminação de Karol. Como indicou Nego Di e Karol e os dois foram eliminados, se deixou levar pela soberba. Logo virou a queridinha da casa e se deslumbrou. Até começar a criticar o tempo inteiro a postura de Carla Diaz. Parte de suas análises eram corretas, mas nunca se deve pegar alguém para 'Cristo' em um reality. E Sarah pegou. Ainda teve o azar de Carla ter ido ao paredão falso e visto tudo o que a participante falava pelas suas costas. O irônico é que os comentários ainda não seriam suficientes para 'queimá-la' com o público. A sua ruína foi ter descartado Juliette simplesmente porque a então amiga discordava de suas opiniões sobre Carla. Acabou formando um quarteto com Gil, Caio e Rodolffo. E todos passaram a criticar Juliette pelas costas. Naquele momento estava decretada a sua ruína. Porque o pior pecado de um BBB é a traição de um amigo. O telespectador não perdoa. Desde a primeira edição, em 2002 ----- alguns casos mais marcantes foram de Daniel e Maria no "BBB 11" e Marcela e Thelma no recente "BBB 20".

E o retorno de Carla abalou Sarah psicologicamente. Seu humilhante pedido de desculpas deu vergonha alheia e o desespero ficou evidente. Ela e Gil ficaram desestruturados. A dupla resolveu pisar no freio para observar melhor seus erros. Parecia uma luz no fim do túnel. Até desculpas para Juliette, por terem falado mal dela pelas costas, pediram. Mas não demorou muito para Sarah seguir falando da 'amiga'  pelas costas alegando falta de confiança. Acabou deixando Carla um pouco de lado e mirou seu alvo para Juliette. Não poderia ter feito escolha pior. E seguiu próxima de Caio e Rodolffo, mesmo depois que percebeu que ambos se afastaram quando perceberam que a 'aliada' poderia ter se prejudicado no jogo com a volta de Carla.

Como se não bastasse sua conduta cada vez pior no jogo, Sarah teve uma queda brusca de seguidores em seu Instagram quando declarou gostar do presidente Bolsonaro. E ainda deu uma declaração absurda que gerou indignação: debochou da pandemia do novo coronavírus e afirmou que quando foi chamada pela produção estava no meio de uma festa. E quando questionada pela direção se a pandemia não existia para ela, ironizou: "Eu não estou sentindo nada". Isso durante uma conversa com Arthur na casa e no dia que o Brasil chegou quase a três mil mortos. Mas não parou por aí. Recentemente voltou a debochar quando tirou uma máscara de sua bolsa e usou: "Pensando aqui nas vítimas da covid", disse aos risos. Mas a sucessão de equívocos prosseguiu. O paredão deste domingo (21/03) teve recorde de audiência, com 28 pontos. E o momento mais marcante foi quando Gilberto tirou o nome de Juliette para escolher a revelação do voto de algum colega. Ela escolheu Sarah, que confirmou seu voto em Juliette. Era a pá de cal que faltava para o jogo rasteiro da participante. 

E como tudo sempre pode ficar pior para Sarah, a jogadora se afundou mais quando descartou Rodolffo após a declaração do cantor sobre Fiuk usar vestido. Aliás, a fala deplorável gerou indignação em Gilberto, que o indicou com razão ao paredão. Mas Sarah não largou Rodolffo para apoiar Gil. Largou por achar que ele está queimado com o público. Tanto que Sarah disse que não viu 'maldade' na fala do amigo, pois é fruto de sua criação. Também impressiona sua necessidade em defender homens. Está sempre ao lado deles. Já com mulher a boa vontade não é a mesma. 

Não é exagero afirmar que Sarah foi a mocinha que virou vilã em apenas algumas semanas. Um 'plot twist' bem interessante para uma novela, mas péssimo para um participante de reality show. É bem provável que a ex-favorita seja eliminada com uma grande rejeição do público no primeiro paredão que for. E seria uma ironia e tanto do destino a jogadora sair do "BBB 21" com uma porcentagem tão significativa quanto a de Karol Conká, Nego Di e Projota, seus maiores desafetos. O jogo do "Big Brother Brasil" não é para amadores. 

38 comentários:

Julia disse...

Análise perfeita!

Leitora disse...

Olá, Sérgio! Ando lendo seus posts, mas nem sempre consigo comentar. Sobre Sarah ela era uma das minhas favoritas junto com a Ju. Eu já via as duas na final e pra mim qualquer uma que ganhasse seria satisfatório. Amava elas juntas. Assim como o Gil também. E olhando agora parece surto. Ela tinha tudo pra ser finalista. Estava com a faca e o queijo na mão e ainda tinha café.
Pra mim os dois piores erros da Sarah são a traição com a Ju. Até ontem tava grudada na menina e de repente ela virou a pior pessoa do mundo só pq divergiu dela? Agora eu questiono sobre o tempo que ela defendeu Lucas. Será que se fosse uma mulher ela agiria da mesma forma? Bom me parece que não.
E o outro ponto que pra mim é indefensável diz respeito a Covid. São falas insensíveis, desprovidas de empatia, consideração e respeito ao próximo. Isso é o que dói e revolta. Fazer deboche com a morte dos outros e a dor alheia não tem graça. Os outros ficaram queimados no jogo. Mas ela virou cinzas.

Anônimo disse...

Vc sempre com as melhores análises e lembro de voce dizedndo no inicio que tinha cara de vilã. Até nisso acertou. kkkkk

mundo dos cupcakes disse...

Eu não suportava Sarah no início. Até ela defendendo o Lucas achei um pouco falso. Mas caí de amores pelo G3 e o tombo tá grande kkkk desde a declaração que gosta do genocida, só espero pela eliminação. Está sendo falsa demais.

John disse...

Sarah tinha tudo para vencer o jogo, pena que foi infeliz em algumas atitudes. Acho exagerado a condenar por conta de uma fala política. Por mais que eu não tenha nada a favor do atual presidente, vivemos em uma democracia e ela tem todo direito de ter o posicionamento que ela quiser. Agora a sua postura quanto a pandemia foi sim um absurdo. É muito fácil para alguém que está trancado em uma casa, recebendo tudo higienizado, sem se preocupar com nada, participando de festas e com uma equipe médica de plantão falar coisas como essa. Sua postura quanto a Juliette foi errada também, mas de santa a Ju não tem nada. Ela sempre tenta reverter a conversa para que seja o centro das atenções, pouquíssimas vezes admite que está errada e sempre quer dar a última palavra. Só está como favorita porque foi uma vítima do 'gabinete do ódio". Voltando a Sarah, foi divertido ver ela como espiã, mas infelizmente ela se perdeu. Restaram apenas plantas na casa e os 'vilões' não conseguem movimentar o jogo de forma eficiente. Perdi o interesse.

Unknown disse...

muito boa analise. concordo em tudo.

Douglas disse...

Comentários sobre pandemia a parte, Sarah só virou "vilã" porque se virou contra a queridinha e insuportável Juliette. Simples. É assim que funciona. Falou mal da intocável = forca.

O voto dela na Juliette é totalmente compreensível. Juliette desmereceu a vitória de na prova do líder, recusou abraço por birra e ainda bateram boca depois. A própria Juliette cogitou votar na Sarah se ela não estivesse imune. Mas óbvio que vão passar pano.

O erro da Sarah é ser burra e não perceber que essa implicância com a Juliette pode ser vista como perseguição e ela acabar como os que perseguiram o Lucas. Preferiu seguir o coração ao invés do cérebro e deu no que deu. Fora isso ela vinha, indiretamente influenciou o Fiuk a colocar o Projota no paredão. Eliminou 3 dos 4 vilões iniciais. Desmascarou a Juliette na história com a Lumena e expôs as contradições da advogada.

A grande verdade é que essa edição é extremamente SUPERESTIMADA. 90% do elenco é planta. O jogo gira em torno de 3 participantes e até a saida do Projota girava em torno do caso Lucas. 2 meses escorado nas duas semanas iniciais. Uma piada. Não merece a audiência que tem.

Unknown disse...

Judas nojenta

Luiza disse...

Amei o texto! E acho digno Juliette campeã por ser uma pessoa íntegra apesar de ter defeitos tbm, e acho justo a Sarah sair com rejeição, confiança é algo que não se deve quebrar por dinheiro nenhum. Só demonstrou que não é amiga de ninguém.

IGOR SANTANA disse...

Para de assistir fiscal de cu

Matheus Nogueira disse...

Sérgio.vc lembra de alguns´´vilões´´da história do BBB,q viraram mocinhos dentro do programa?abraços,amigo.

Unknown disse...

O texto resume a decepção da maioria dos brasileiros

Adriana Helena disse...

Oi Sérgio, que texto bem elaborado, como lhe é peculiar!!
Eu não acompanho o BBB , mas hoje parei para ler o seu texto para ver o que acontece naquela casa que tantos falam.
Achei interessante uma possível mocinha se transformar em vilã em pouco espaço de tempo...Muito boa a sua análise amigo!!
Um grande abraço e proteja-se muito, a pandemia nunca esteve não terrível como agora e essa moça Sarah, cometeu um erro gravíssimo ao debochar dessa situação de sofrimento, o que acabou por tirá-la do jogo...uma pena!
Beijos!

Anônimo disse...

Sérgio, não estava querendo acreditar, mas agora tô começando. Eu acho sim que muito do comportamento da Sarah, principalmente esse ranço repentino pela Juliette, tem a ver com ciúmes. Se for isso, acho até que ela tem problema mesmo, aquele ciúme possessivo. Inclusive esse negócio de colocar o Rodolffo no paredão, acho que ela queria mais que isso, queria que ele votasse nela pra "afastar" os dois e/ou que os dois fossem juntos pra algum sair. O que o Rodolffo disse ontem dela falar logo após a indicação do Gilberto que ia na Juliette, tomara que eu esteja errada, mas parece muito ter sido premeditado. Não queria mesmo acreditar que uma mulher daquelas se perderia tanto por ciúmes de homem, mas tudo tá apontando pra isso... Ainda espero estar enganada.

Paula

Jovem Jornalista disse...

Pra mim a Sarah perdeu o encanto há algumas semanas. É muito difícil torcer pra alguém ali dentro. Eles mudam de postura toda hora. Gostei muito de sua análise sobre a participante.

Boa semana!

Jovem Jornalista
Instagram

Até mais, Emerson Garcia

Lois Racca disse...

Seus textos, tudo pra mim!

Anônimo disse...

E ainda vai ter um tanto de gente para apoiar, inclusive se não me engano você gosta muito dela. Essa glamorização de vilã amada só serve pra mulher loira e branca, fica a pergunta: quantas vilãs pretas nós amamos?

Unknown disse...

Realmente Sarah tinha tudo para ser finalista inclusive campeã + se perdeu drasticamente no jogo. Se juntou com os bastião e manipula o Gil como um ventríloquo.Passa a maior parte do tempo falando mal de juliette para casa toda só fazendo o Ibope da mesma cada vez crescer! Se ela cair no paredão próximo duvido que consiga de safar! Realmente o jogo dela desmoronou.

Anônimo disse...

Seu comentário ficou perfeito!

Ramiro disse...

A melhor definição que li até agora, concordo plenamente!!

Sérgio Santos disse...

Valeu, Julia.

Sérgio Santos disse...

Que bom que voce segue comigo, Leitora, mesmo sem comentar. Assino embaixo da sua opinião, pra variar.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anonimo...

Sérgio Santos disse...

Nosso tombo, mundo dos cupcakes. hahahaha

Sérgio Santos disse...

Ok, John!

Sérgio Santos disse...

Valeu, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Ok, Douglas.

Sérgio Santos disse...

Tb acho, Luiza.

Sérgio Santos disse...

É uma boa pergunta, Matheus.

Sérgio Santos disse...

Nao duvido, Paula.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anonimo!

Sérgio Santos disse...

Sempre é uma honra, Adriana.

Sérgio Santos disse...

Abração, Jornalista.

Sérgio Santos disse...

Lois, vc é uma das antigas.!!!!

Sérgio Santos disse...

Nao mais, anonimo.

Sérgio Santos disse...

E nao conseguiu, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Valeu, Ramiro.