sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Dona Redonda explode e Vera Holtz brilha em "Saramandaia"

A complexa Mãe Lucinda, de "Avenida Brasil", continua viva na memória do público. Porém, essa foi apenas mais uma personagem bem interpretada por Vera Holtz, uma atriz marcada pelo profissionalismo e pela dedicação aos seus personagens. E seu vasto currículo acaba de ficar ainda mais rico com a Dona Redonda, que explodiu no capítulo da última quinta-feira (05/09) e saiu de cena como um dos poucos acertos de "Saramandaia".


Após o sucesso da trama de João Emanuel Carneiro, Vera recebeu um convite de Ricardo Linhares para participar do remake da clássica obra de Dias Gomes. Ela aceitou, mas pediu para ser a Dona Redonda. O autor concordou com a 'condição' e o resultado foi o melhor possível. A personagem, que já havia feito um imenso sucesso na trama de 1976, novamente conseguiu se destacar e ainda teve uma sobrevida na segunda versão, já que na original explodia logo no início da história.

Vera Holtz conseguiu imprimir um tom farsesco à personagem que sofre de obesidade mórbida e se orgulha disso. Os gritos, a gargalhada, o jeito de andar, o fanatismo religioso, o preconceito, enfim, tudo foi muito bem trabalhado pela atriz e acabou resultando em um conjunto impecável. O próprio figurino expressava
a extravagância de Dona Redonda, que desde o início foi apresentada como um tipo caricato. Aliás, a história em si é repleta de tipos exagerados que são totalmente apropriados para o contexto da obra. E entre as 'fantasiosas criaturas', a esposa de Seu Encolheu (Matheus Nachtergaele) se sobressaía em todos os sentidos.

A caracterização da personagem também mereceu inúmeros elogios. A atriz ficou absolutamente irreconhecível dentro de todo aquele enchimento e o sacrifício de ficar quatros horas esperando a equipe produzi-la valeu a pena. Somente a boca e os olhos eram de Vera, o resto era artificial. A peruca ruiva foi outro ponto positivo, que acabou ajudando nessa impressionante transformação. E obviamente que todo esse conjunto, somado ao talento da veterana, só poderia ter resultado no acerto que foi visto no ar.

O trágico fim da personagem, que até hoje é lembrado pelos saudosistas e noveleiros, proporcionou grandiosas cenas e ótimos efeitos especiais. Se em 1976 foi audacioso e chocante exibir uma gorda explodindo, em 2013 o fator surpresa impediu que o momento surpreendesse o telespectador; porém, a tecnologia usada hoje em dia foi o fator primordial para ter despertado a curiosidade em cima da emblemática sequência.

E valeu a pena assistir. Vera Holtz brilhou do início ao fim. Desde quando Redonda se frustra e sofre ao constatar que nenhum amigo foi na sua festa, quanto na hora em que descobre as asas de João Gibão (Sérgio Guizé) e ainda no instante em que explode no meio da praça, pouco antes de contar o segredo de seu grande inimigo. A atriz conseguiu mesclar emoção com raiva, sofrimento e desespero. A boa atuação de Vera foi bem acompanhada dos efeitos especiais, que impressionaram na exibição do inchaço da personagem, seguida da explosão, que abriu uma cratera na praça, tremeu a cidade e ainda provocou um efeito psicodélico nos ares de "Saramandaia". Todos os envolvidos nesse trabalho merecem aplausos.

Com mais de 25 novelas e muitos personagens na 'bagagem', Vera Holtz se despediu da Dona Redonda acrescentando essa senhora obesa e intolerante, criada por Dias Gomes e reescrita por Ricardo Linhares, em seu riquíssimo currículo. Mas a atriz continuará esbanjando seu talento ainda no remake de "Saramandaia", voltando na pele de Dona Bitela, irmã da finada Redonda. Ou seja, mais uma personagem para engrandecer sua carreira e mais um maravilhoso presente para o público.

36 comentários:

Bruno Marques disse...

De fato Vera Holtz brilhou.Aliás dizer que ela é uma excelente atriz é chover no molhado!!!
Gostei muito da cena da explosão!!!
Os efeitos foram perfeitos e toda a sequência foi sensacional.
uma pena que Saramandaia tenha demorado tanto pra apostar no realismo fantástico!!!
Abraços Sérgio!!!

Celina Alves disse...

Vera Holtz é excelente, um monstro de talento. Não vi a cena mas acho que se repete hoje, espero!
BjoBjo
Celina Alves
Luxos e Luxos

Thallys Bruno Almeida disse...

Perfeito artigo, Sérgio.

Vera merece os aplausos pela coragem, ao pedir pra assumir o desafio de interpretar uma personagem tão marcante em se tratando de Saramandaia, cuja explosão original até hoje está marcada no imaginário do povo brasileiro.

Dona Redonda, juntamente com seu apetite "nababesco", também trazia em si uma forte abordagem do preconceito que existe até hoje. Ela que adorava julgar de forma preconceituosa quem era diferente, como Gibão e Aristóbulo. Porém, o bullying que ela praticava passou a se voltar contra a gigante.

A cena da explosão impactou pela tecnologia empregada e também despertou uma boa curiosidade através da forma como foi divulgada em suas chamadas, por isso, considero a nova cena tão boa quanto a original.

Linhares fez bem em adiar a explosão mais para o final, afinal não se dava pra abrir mão de uma atriz do porte de Vera Holtz logo no início da trama. E, felizmente, presenteou Vera com a irmã gêmea da Redonda, que confundirá Encolheu (Matheus Nachtergaele, ontem especialmente emocionante no sofrimento dele ao perder sua amada).

Vera merece todos os aplausos e será lembrada como um dos poucos acertos do remake, que fatalmente não deixará saudades por ter tido uma história tão desinteressante e demorado a focar no realismo fantástico que consagrou a original. Abçs!

Agora tô pronta disse...

Eu adorei, foi muito bem feita a cena, e ela é uma ótima atriz!

https://www.facebook.com/Agoratopronta?ref=hl
http://agoratopronta.blogspot.com.br/

Xoxo

Thallys Bruno Almeida disse...

PS: deixei um comment sobre Amor à Vida no seu último post da trama (o sequestro da Paulinha).

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Fiz questão de assistir a cena da explosão, pois estava curiosa para ver como ela se desenrolaria. Demais! Vera Holtz merece seus elogios, pois é mesmo uma atriz sensacional e de grande talento.
Que trabalheira para se produzir para tal personagem! É preciso mesmo muito profissionalismo e amor ao que se faz.

Boa noite e excelente final de semana.

Beijo.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia
Sérgio
concordo com sua análise, foi muito bem feita a cena,com a ajuda da computação gráfica e efeitos especiais,e fico aqui imaginando, a dificuldade de gravar essa cena, em 1976.Vera tem um talento enorme, é uma ótima atriz, gosto muito dela!
Agradeço
Belo final de semana
Abraços

Rita disse...

Bom dia ,bom final de semana!
Serginho não assisti dessa vez, da outra sim, mas a Vera é divinamente uma atriz que adoro, o jeitão caipira dela agrada a qualquer um, mas deve ter sido bom pelo que vi nas chamadinhas bjão

Abraços com carinho
De um feriado feliz..

└──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

✿ chica disse...

Não assisti, apenas as propagandas e nem sei como ela consegue ser tão maravilhosa em cada papel que recebe!

Artista perfeita e merece os aplausos, reconhecimento! abração,lindo feriado! chica

Patricia Galis disse...

Vi na nete pois não consegui ver o capitulo realmente foi muito bem feito, qdo a Vera uma das maiores atrizes que temos espero que continue a brilhar pq a globo as vezes deixa de lado alguns talentos e coloca outros que não tem nada haver.

MARILENE disse...

Ela é ótima, Sergio. Não acompanho Saramandaia, mas essa cena quis ver, atraída pelas chamadas. Foi sensacional. Bjs.

Barbie Californiana disse...

Ela é tão boa que eu demorei a perceber que a Dona Redonda era a Vera Holtz... vi o capítulo e ela deu um show de interpretação, Sérgio. beijinhos

Neli Souza disse...

Sergio, venho acompanhando irregularmente esta versão de Saramandaia. Mas, não poderia perder a cena emblemática da explosão da Dona Redonda.E foi uma cena perfeita. Direção competentíssima. Vera Holtz brilhante e, na pós-explosão, Matheus Nachtergaele absurdamente genial e comovente.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Vera Holtz está na lista das nossas melhores atrizes. Ela é talentosa e versátil, agrada no drama e na comédia. Dona Redonda foi a personagem mais interessante de Saramandaia. Assisti à versão original de 1976 e lembro da explosão da personagem, vivida por Wilza Karla, que não tinha a dimensão dada neste remake. As sequências da explosão foram bem feitas: ela morreu de tanto comer e de tanto ódio pelo João Gibão. Comovente a atitude do apaixonado Encolheu, em mais uma boa atuação de Mateus Nachtergaele.

Mary disse...

Vera Holtz esteve realmente fantástica, lembro algumas cenas da versão de 1976 e amei ver a caracterização feita nesta versão, realmente perfeita.. aproveitando, tenho acompanhado teus posts e comentários de novelas via face e estou adorando amigo.. beijos mil e ótimo domingo..

LUZ disse...

Olá, Sérgio!

E eu estou de olho no bichano que escolheu para o perfil de seu blog. LINDO, E QUE OLHO!

Eu postei no blog do Felis Júnior, e você talvez tenha passado em meu blog, mas como não disse nada, fiquei sem saber se conseguiu passar ou não.

De qualquer jeito, eu tive curiosidade em conhecer seu blog, mas os temas que aqui são tratados, são de novelas, enfim, de atores e atrizes brasileiras, e eu sou portuguesa, portanto, não tenho acesso a esse tipo de programas.

Lindo domingo, para você.

Beijo da Luz.

PS: eu tenho dois blogues, e o meu mais recente post está no "Afetos e Cumplicidades". No outro, os comentários, se encontram, por hora, fechados. OBRIGADA!

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio! Fantástica a atuação da Vera, penso ser um dos melhores papeis que desempenhou até agora, ainda mais com a carga de responsabilidade de se sobressair em um papel que outrora já havia feito tanto sucesso. Merecidos elogios e reconhecimento. Um abraço!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Bruno. Demoraram tanto pra explorar o realismo fantástico que acabaram desvalorizando o que essa novela tinha de melhor.

Mas a explosão foi muito bem feita e Vera é extraordinária. Abçs

Sérgio Santos disse...

Celina, repetiram. Espero que tenha visto, foi muito legal. bjs

Sérgio Santos disse...

Vera foi corajosa mesmo, Thallys. Valeu a pena vê-la de Dona Redonda e a explosão ficou ótima. A chamada também ficou criativa.

O lado positivo do remake foi adiar a morte dela, mas pena que não tenha explorado a fantasia da obra com competência. Mateus emocionou mesmo na hora da morte da Redonda. Abçsss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Xoxo. bjs

Sérgio Santos disse...

Acho que todo mundo deve ter ficado curioso para ver a nova explosão, Vera. E valeu a pena porque foi muito bem produzida e Vera ainda deu um show de talento. Foi uma grande cena. Realmente era um trabalhão para caracterixzar a atriz: 4 horas sentada e imóvel não deve ser fácil. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Nossa, Felis, é verdade, deve ter sido de uma dificuldade absurda a realização dessa cena em 76. Se agora, com toda a tecnologia disponível ainda é, imagine naquela época... Mas o resultado ficou impecável. abçs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Rita. bjs

Sérgio Santos disse...

A Vera é maravilhosa mesmo, Chica. Sou fã. bjs

Sérgio Santos disse...

Muito bem realizado mesmo, Patrícia. E que bom que vc viu no site. E a atuação da Vera só beneficiou o conjunto cênico. bjs

Sérgio Santos disse...

Marilene, mesmo quem não acompanha o remake quis ver a explosão, afinal, foi uma cena marcante. E foi muito bem feita. bjsss

Sérgio Santos disse...

De início foi difícil mesmo identificar que era ela, Barbie. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Eu também acompanho esse remake irregularmente, Neli. Não me conquistou para acompanhar diariamente. Mas Vera foi fantástica e a cena primou pelo capricho. Bjão

Sérgio Santos disse...

É verdade, Elvira, está na lista mesmo. E Vera se sai bem no drama e na comédia, fato. A Redonda na primeira versão era uma personagem sem importância, mas a explosão ficou tão marcada que no remake ganhou um merecido destaque. Sorte da Vera e do público. Mateus emocionou mesmo. bjsss

Sérgio Santos disse...

Oi Mary! Foi uma cena muito boa, né? E que bom que vc tem me acompanhado pelo Facebook. Agora estou mais ativo lá. Me cobraram pra postar mais coisas na página também e tenho feito isso. Que bom que tá gostando. bjs

Sérgio Santos disse...

Gostou do gato, Luz? Ele é antigo aqui. rs Olha, não cheguei a passar não, mas darei uma olhada, prometo. bjss

Paty Michele disse...

Perdi essa cena antológica!
Na verdade deixei de assistir à novela por causa do horário.
Acordo mto cedo.

um beijo, Sérgio.

Filha do Rei disse...

Realmente, a Vera foi um espetáculo e tudo é muito bem cuidado na Saramandaia. Bjs

Sérgio Santos disse...

Tente ver no site, Paty! bjsss

Sérgio Santos disse...

Vera é maravilhosa, Cléu. bj