terça-feira, 23 de setembro de 2014

"Sessão de Terapia" encerra mais uma temporada esbanjando profundidade e qualidade

Novamente dirigida com brilhantismo por Selton Mello, mais uma temporada de "Sessão de Terapia" chegou ao fim no canal a cabo GNT. E a terceira temporada teve um gosto especial por se tratar de um produto 100% nacional, cujos personagens foram desenvolvidos pela roteirista Jaqueline Vargas. Ao contrário da versão original israelense, que durou apenas duas temporadas, a versão brasileira deu tão certo que continuou no ar e continuará por mais tempo, pois uma quarta temporada está prevista para estrear em 2015.


Uma das principais qualidades desta série tão bem realizada é a capacidade de surpreender o telespectador com um novo drama e uma nova história. E todas as novas situações compõem perfeitamente o universo de Theo, um protagonista magnificamente vivido pelo ator Zécarlos Machado. Na terceira temporada, novamente o público foi envolvido com questões profundas e personagens impecavelmente bem escritos, com direito até a algumas reviravoltas surpreendentes.

A paciente de segunda-feira, por exemplo, Bianca, vivida muito bem por Letícia Sabatella, iniciou suas sessões se mostrando uma mulher oprimida pelo marido e que era constantemente espancada por ele. Theo, inclusive, a aconselhou denunciá-lo à polícia. Entretanto, nas últimas semanas da temporada, foi revelado que ela mentia para o terapeuta.
Na verdade, Bianca era uma ciumenta possessiva e se agredia para ameaçar o marido e impedi-lo de deixá-la. A sessão onde Theo descobre, através do marido da paciente, toda a verdade foi tensa e o público também se viu enganado. Foi uma reviravolta ótima.

Já o paciente de terça, Diego, interpretado com competência pelo jovem Ravel Andrade, fez Theo entrar em conflito consigo mesmo, principalmente por conta do problema com drogas que enfrentava com seu filho. Como o garoto bebia muito para fugir dos problemas, o psicólogo achava que poderia transferir o que estava vivendo na sua vida pessoal para a profissional. E as sessões com Diego eram especialmente profundas e emocionantes. Aliás, este paciente também foi responsável por uma grande reviravolta da trama. O desprezo que o pai sentia por ele era na verdade por achar que Diego não era seu filho, o que foi negado após um exame de DNA, na última semana.

As sessões de quarta, com Felipe (ótimo Rafael Lozano), um homossexual reprimido pelo excesso de controle que a mãe tinha na sua vida, eram as mais fracas, em comparação com as demais. Porém, não menos intensas. Foram grandes cenas e a trama daquele rapaz que sofria por não poder assumir o amor que sentia por outro homem envolveu quem assistiu. Vale citar até o ponto alto, quando seu namorado foi até o consultório de Theo para conversar com Felipe cara a cara.

E a quinta-feira foi o dia mais intenso desta temporada. Milena tinha Transtorno Obsessivo Compulsivo e ainda era a única paciente nova que tinha ligação com as temporadas anteriores, pois era viúva de Breno (Sérgio Guizé), paciente que havia se suicidado. A entrega de Paula Possani foi impressionante e sua atuação está entre as mais impactantes da série, incluindo todas as temporadas da mesma. Era perceptível ver toda a angústia daquela mulher, que não podia ver nada fora do lugar ou desalinhado. E a atriz chorava praticamente durante todas as sessões e deu um show de atuação. Merece mais oportunidades na televisão ----- vale lembrar que ela já atuou em "Tempos Modernos" e "Malhação".

A grande novidade da terceira temporada estava nos episódios de sexta-feira. Dora (maravilhosa Selma Egrei) saiu de cena momentaneamente para Theo participar de uma supervisão com outros colegas psicólogos, onde todos discutiam sobre a profissão e os pacientes. Fernando Eiras (Evandro), Celso Frateschi (Miguel) e Camila Pitanga (Rita) fizeram ótimas participações, mas foi ótimo ver Dora de volta nas últimas semanas da série, fazendo uma grande e já conhecida dobradinha com Zécarlos Machado. Aliás, vale citar que Camila fez um casal quente com o ator e Rita combinou com Theo. Ainda é preciso elogiar as participações de Mayara Constantino (Malu), Luana Tanaka (Lia), Marco Antônio Pâmio (pai de Diego), Johnnas Oliva (Rafael) e Giulio Lopes (Nestor).

"Sessão de Terapia" encerrou mais uma grandiosa, profunda e envolvente temporada, prometendo novos dramas para o ano de 2015. Constatar que esta produção é a melhor série nacional não é exagero e durante mais uma temporada isso foi apenas confirmado. Que Theo, Dora e companhia voltem logo, com mais histórias e conflitos emocionantes. O telespectador estará aguardando.

25 comentários:

Zyon Waisterg disse...

Essa série é o melhor produto nacional que temos na televisão a cabo. E uma das melhores séries já feitas. Uma profundidade fascinante e uma densidade grande. Mais uma vez acompanhei com afinco mais uma temporada e não me decepcionei. Foram lindos e ricos episódios com um elenco magistral. Que venha a quarta temporada! Excelente crítica!

Anônimo disse...

Pena que acabou. Já tá fazendo falta.

Van disse...

Ai que vontade me deu de assistir isso, questões psicológicas me atraem muito.Produtos televisivos bem feitos, também!

Sergio, meu querido amigo,
dê cá um abraço para comemorar nosso reencontro.
Você como vinho, cada vez escrevendo melhor.

Beijos

Anônimo disse...

A qualidade dessa série é gigantesca. Todos os episódios foram divinamente trabalhados. Querendo a quarta temporada imediatamente.

Ana Carolina disse...

Sou fã dessa série, Sérgio. E concordo com toda sua crítica, principalmente na parte que vc destaca Paula Possani como a melhor atuação da temporada. Ela foi muito intensa com sua Milena mesmo e o TOC dela foi angustiante. E Zécarlos Machado e Selma Egrei formam uma dupla maravilhosa.

OX disse...

Sérgio, acompanhei a terceira temporada desta série e concordo com a sua crítica. Foi impecável e repleta de densidade e personagens profundos. Bom saber que em 2015 está prevista mais uma temporada. Zécarlos Machado é um grande ator e estava merecendo um personagem como o Theo, assim como Selma Egrei como Dora. É uma produção que vale a pena acompanhar. Abraço.

Amanda Ventura disse...

Gostei demais das temporadas anteriores, mas infelizmente não pude acompanhar a última. Mas verei depois com certeza, já que, pelo que li aqui, a série continua impecável.

Fabrício disse...

O melhor dessa série é a complexidade humana do texto. É tudo mt bem escrito e elaborado e os sentimentos sempre estão a flor da pele. Concordo plenamente com sua crítica, Sérgio. Parabéns!

Vera Lúcia disse...


Que interessante, Sérgio.
Não vi nenhuma temporada. Pela sua descrição tenho certeza de que teria gostado. Não tenho hábito de ver o canal GNT, mas vou ficar atenta para assistir à próxima temporada.

Abraço.

Anônimo disse...

Parabéns pela sua crítica! Tão boa quanto foi essa série!

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, eu vi a série através das maratonas que o GNT promovia nos fins de semana e foi mesmo uma série incrível de novo. Ela não se desgasta e os dramas continuam despertando interesse. Amo o Theo e a Dora. Nessa temporada também me apeguei mais a Milena da Paula Possani. A reviravolta da personagem Bianca me deixou boquiaberta. Eu fui tão enganada quanto o Theo. Foi uma ótima temporada. Ótima crítica.

Sérgio Santos disse...

Estou de pleno acordo com vc, Zyon. E obrigado pelo elogio. abçs.

Sérgio Santos disse...

Pena mesmo, anônimo. Aliás, nas últimas semanas acabou O Rebu e depois Sessão de Terapia. Duas produções de mta qualidade.

Sérgio Santos disse...

Há quanto tempo, Van! Bom te ver de volta! =) bjsssssss

Sérgio Santos disse...

Tb estou ansioso pela quarta temporada, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Ana. Nossa, o trabalho da Paula foi fascinante. Ótima atriz. E Zécarlos e Selma dispensam comentários. Bjssss

Sérgio Santos disse...

É verdade, OX, o Zécarlos estava merecendo um tipo como o Theo e que bom que Selton Mello fez a escolha certa. Selma Egrei é outra atriz fabulosa. Aliás, o elenco é sempre mt bom, os fixos e as participações em cada temporada. abçs

Sérgio Santos disse...

Amanda, faça o possível para ver essa terceira pq foi tão boa quanto as outras. Bjão

Sérgio Santos disse...

Perfeito, Fabrício. Obrigado.

Sérgio Santos disse...

Vera, vc é fala de sentimentos com tanta propriedade com certeza iria adorar essa série. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Ela não se desgasta mesmo, Andressa. A Milena da Paula foi brilhantemente defendida pela atriz que merece mais oportunidades na televisão. E tb fiquei espantado com a reviravolta do caso da Bianca. Me senti enganado tb. E como é bom ser surpreendido! Letícia Sabatella deu show tb. Enfim, já com saudades. bjs

MARILENE disse...

Sergio, só ouço elogios a essa série. E o tema muito me atrai. Lamento não ter acompanhado as temporadas que findaram. Logo que sair em DVD, certamente vou assistir. Bjs.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Nem sei se lançarão, Marilene, mas caso lancem, vc precisa mesmo ver. bjs