terça-feira, 16 de setembro de 2014

Penúltimo e último capítulos de "O Rebu" honraram todas as qualidades da melhor novela de 2014

O remake de "O Rebu" chegou ao fim na última sexta-feira (12/09) e saiu de cena de forma primorosa. Todos os capítulos da trama de George Moura e Sérgio Goldenberg foram repletos de bons embates, uma boa dose de mistério e um nível de tensão alto. Mas o penúltimo e o último capítulos desta tão instigante obra conseguiram superar todos os outros, encerrando esta produção da melhor forma possível.


Os autores surpreenderam o telespectador ao revelar já no penúltimo capítulo a tão aguardada cena do Bruno (Daniel de Oliveira) levando uma pancada na cabeça e sendo trancado no freezer. Ao invés de esperar o último dia para expor toda a situação do crime, como costuma ocorrer na maioria dos folhetins que usam o recurso do 'Quem matou?', optaram em dividir a revelação em duas partes excepcionais e impactantes.

A primeira parte foi em cima da mensagem de texto que Bruno enviou para Kiko (Pablo Sanábio), pedindo socorro e contando que Duda tinha lhe prendido no freezer, descoberta por Rosa (Dira Paes) e Pedroso (Marcos Palmeira). Esta informação serviu de pretexto para a exibição de uma das cenas mais fortes do remake.
Através de uma recordação de Duda, o público pôde ver o início da discussão, iniciada pelo casal na cozinha, durante a festa, depois que o rapaz conta para a namorada que roubou o dossiê que Angela queria para incriminar Braga (Tony Ramos).

Como a filha adotiva da empresária desviava dinheiro da empresa da mãe, também seria pega pela polícia caso Bruno usasse o conteúdo para chantagem como havia contado. Os dois discutiram feio e trocaram ofensas, principalmente quando ele diz que ambos são iguais. Em um ato de desespero, a menina pega o brinde da festa e bate na cabeça do namorado, que desmaia na hora. Daniel de Oliveira e Sophie Charlotte fizeram uma forte cena e se destacaram.

Achando que tinha cometido um assassinato, Duda coloca o corpo no freezer, tranca a porta dos fundos, impedindo a entrada de Maria Angélica (Camila Morgado) e Mirna (Bianca Muller), e limpa o sangue do chão, enquanto tenta segurar o vômito. Esta cena, aliás, já pode ser incluída como uma das melhores já feitas pela Sophie na carreira. Sua atuação foi de impressionar. Vale dizer o mesmo da sequência onde Duda revela a Angela que matou Bruno. Ela e Patrícia Pillar transbordaram talento e a situação foi cheia de tensão.

E após ter presenteado o público com um penúltimo capítulo revelador ---- vale lembrar também que foi exibida a cena que Severino (Cláudio Jaborandy) mata Pierre (Jean Pierre Noher) ----, os autores deixaram o 'gran finale' para o último capítulo, que não ficou devendo em nada para o penúltimo. Depois de terem exibido toda a sequência em cima da morte de Bruno, faltava revelar quem havia finalizado o 'serviço', já que o rapaz não havia morrido como Duda pensava.

A revelação foi feita através do último acerto de contas entre Angela e sua filha. Em mais uma grande sequência, com show das duas atrizes, foi possível ver com mais detalhes toda a relação doentia que unia a empresária e a filha da empregada. Era uma relação que misturava ciúme, ódio, cumplicidade e amor. Algo doentio que foi rompido na sala da delegacia, onde Duda havia sido presa após ter confessado a autoria do assassinato. O ódio acumulado que a menina sentia da madrasta foi vomitado na hora que ela a acusava de ter matado Bruno, enquanto que a mágoa da poderosa mulher foi explicitada através da confirmação do desvio de dinheiro da empresa. Mas apesar do rompimento, a união doentia não foi completamente destruída, uma vez que a garota assumiu o crime sozinha e a mãe não denunciou a fraude.

A partir de então, o telespectador viu o flashback assustador, onde Angela vai até a cozinha e escuta Bruno gritando e se debatendo dentro do freezer. Em um gesto de completa frieza, a mulher mexe no termostato, colocando a temperatura em -25ºC para agilizar a morte do rapaz. Depois ela e Duda jogam o corpo na piscina, em meio a um forte temporal. Sem dúvida, uma sequência impactante e que fez história. Vale destacar ainda a cena de Braga desabafando com Lídia, com grandes atuações de Tony Ramos e Bel Kowarik; o sofrimento de Maria Angélica ao ser abandonada por Alain (Jesuíta Barbosa), e também a cena da 'libertação' de Bernardo e Gilda, com desempenhos grandiosos de José de Abreu e Cássia Kiss.

Vale destacar ainda o momento que o último capítulo exibe cenas iniciais, do dia da estreia da novela, com a festa em seu ápice, e com Angela e Duda dissimulando perante os convidados. Vendo tudo já sabendo do desfecho da trama, foi possível observar com clareza que todas as pistas estavam ali, explícitas, ao mesmo tempo que escondidas. A própria cena tocante de Maria Eduarda cantando 'Sua Estupidez' já era um forte indício de remorso.

E para finalizar esta magnífica produção nada melhor do que uma sequência chocante e surpreendente: mergulhada em um clima de profunda tristeza ----- após ter rompido com sua filha, vendo-a presa por um crime que ela havia cometido, e ter sido ameaçada por Pedroso, que constatou a participação da empresária no crime através de um botão de madrepérola de sua blusa encontrado no fundo da piscina -----, Angela, solitária em sua imensa mansão, vai em direção à sacada e observa o horizonte. Até que leva um tiro de Severino e cai no chão morta, encerrando o capítulo. Ficou claro que Angela Mahler quis se matar depois de tantas decepções (lembrando que ela já havia perdido o marido e os filhos em um acidente de helicóptero), uma vez que sabia que o sujeito que queria lhe assassinar, a mando de Braga, não tinha sido preso.

Um final forte e sombrio para fechar o ciclo de uma produção impecável. "O Rebu" foi a melhor novela de 2014 e uma das melhores produções da Rede Globo. Se não bastasse todo o conjunto de acertos, como texto bem escrito, elenco de peso, personagens complexos e dúbios, trilha sonora de qualidade, fotografia de encher os olhos e direção primorosa, o remake apresentou um festival de cenas primorosas em seus dois últimos dias de exibição. Sérgio Goldenberg, George Moura, José Luiz Villamarim, Walter Carvalho e equipe estão de parabéns pelo ótimo trabalho. Só resta ao telespectador agradecer o presente que ganhou.

50 comentários:

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, primeiramente obrigada por ter cedido os nossos pedidos por esse outro texto! E hoje foi péssimo não ter O Rebu. O vazio pelo fim da novela ficou mais explícito. E pior é que a novela não será substituída a altura. Pra piorar ainda mais o Horário Eleitoral não acabou.

Adorei a análise que você fez dos dois últimos capítulos e endosso tudo. Foram primorosos e fecharam o ciclo dessa novela em grande forma. Lendo suas respostas no outro post, eu concordo. Acho que a novela teria fôlego de sobra para ter uns 70 capítulos. 36 foram poucos.

A Angela quis se matar de fato e, Sérgio, vc acredita que teve gente achando que não revelaram a identidade do assassino dela? Se não teve capacidade para associar ao Severino realmente dá pra entender a razão de ter gente perguntando pq os personagens não mudavam de roupa.

E a novela poderia ter uma continuação facilmente. Mas claro que não teremos esse prazer. Mas foi bom enquanto durou. bjs

Anônimo disse...

Tu te empolgastes mesmo com essa "novela" hein? Assisti alguns trechos mas não consegui gostar. Tudo muito escuro, atuações meio over, e não parecia novela, não empolgou.

Anônimo disse...

A novela foi impecável e esses capítulos finais fecharam o ciclo de forma igualmente impecável. E olha que o desafio dos autores era difícil porque contar algo em 24 horas e com idas e vindas é pra poucos.

Ana Carolina disse...

E não é que vc escreveu mesmo? Adorei. Assim como a Andressa também estou com um vazio pelo fim da novela e a imagem da Duda com a Angela na delegacia e da Angela morta no chão continuam vivas. Os autores estão de parabéns. E é verdade, a cena da Duda cantando Sua Estupidez já era uma pista clara e foi dada logo no primeiro capítulo. Isso que é ousadia e confiança no taco de que nada seria descoberto ou vazado.

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa no..ops bom dia, Sérgio
sim, parabéns pela bela análise e corroboro com a sua opinião... o remake de O Rebu está sendo a melhor novela, mesmo nesse horário ingrato para quem trabalha no dia seguinte...,mas, mesmo assim, repetindo a mesma fórmula que fez tanto sucesso no passado, "o quem matou"e "tudo" se passando em um dia e com a decisão tomada, e surpreendente, de revelar já no penúltimo capítulo a tão aguardada cena do Bruno , merece todo o aplauso. Aplausos , também, para Sophie Charlotte que deu um "show"...
Obrigado pelo carinho, bela semana,abraços!

Mila Duarte disse...

Só me parece que quem estava tentando entrar quando a Duda trancou a porta eram Maria Angélica e Mirna a personagem da Bianca Muller e não a Roberta.
Mas realmente a novela deixou um grande vazio, uma produção impecável que superou todas as minhas expectativas, ainda mais que de todas as sinopses de novela que li no site do Nilson Xavier muito antes de pensarem esse remake, eu já sonhava que alguém tinha a obrigação de adaptar uma idéia tão genial como O Rebu. Amei do começo ao fim e já quero assistir tudo novamente, foi sem sombra de dúvidas uma obra de arte.

Arthur Silva disse...

Essa novela foi mesmo de uma qualidade rara. Tinha perdido o último capítulo mas consegui ver depois e fiquei impressionado com a qualidade. As outras novelas que estão no ar ficam parecendo algo menor até porque as tramas são bem ruins na minha opinião. Não tenho nada para apontar como negativo em O Rebu a não ser o horário, embora tenha gostado do cancelamento dos capítulos das quartas-feiras.

Tainá disse...

Eu amei essa novela! A última novela que tinha amado tanto tinha sido Lado a Lado, outra produção de encher os olhos. Adorei tudo em O Rebu, do elenco, a trilha, ao texto, aos personagens, ao conteúdo bem elaborado, nossa, tudo mesmo. Os dois últimos capítulos foram grandiosos e surpreendentes. Acho ridículo quem disse que o final foi óbvio até porque todos os finais seriam considerados assim já que todos os convidados eram suspeitos e todos tinham razões para matar. Mas no final a morte ficou em segundo plano diante de toda a engenhosa história. QUE SAUDADE!!!!!!!!!!!!!!

juliana s disse...

Olá Sergio, parabéns por mais um comentário maravilhoso. Eu aprendi a ver novelas de um modo diferente depois que passei a ler suas opiniões. O REBU já deixou saudades uma trama magnífica e única. É impossível destacar só um ator ou atriz que se destacou pois o elenco só tinha ótimos atores. bjos

Anônimo disse...

Novela da melhor qualidade que não teve o devido valor da audiência. Quem perdeu foi quem desprezou esta obra. Só lamento.

Melina disse...

Sérgio, querido, tinha certeza que sua resenha sobre os dois últimos capítulos ficaria primorosa e por isso insisti pra vc escrever, assim como outro leitores fizeram. E ficou mesmo, como previa.

Concordo com tudo e também acho que a quinta e a sexta conseguiram superar todos os outros capítulos que já tinham sido impecáveis. Foram revelações impactantes, cena excelentes, interpretações primorosas e um final incrível.

A cena da Sophie limpando o sangue e segurando o vômito foi mesmo uma das melhores dela na carreira. Só não digo a melhor porque a morte da Simone em Sangue Bom será difícil de ser superada. A cena da Angela levando um tiro foi dilacerante e Patrícia foi maravilhosa. Estou de luto ainda pelo fim da novela e esse luto só fica maior quando vejo as novelas que estão no ar. É triste, viu. E só resta a nós agradecermos mesmo aos autores e a todos os envolvidos desse trabalho. Presentão pra nós. Um beijo.

MARILENE disse...

Sergio, geralmente não lamento o fato de haver perdido uma grande produção. Mas você demonstrou que essa valeu a pena assistir. Vi o último capítulo, apenas, e já me encantei. Uma pena não ter acompanhado a novela, diante de tantos elogios que lhe foram feitos. Bjs.

Milene Lima disse...

Embora tenha visto realmente essa qualidade toda, eu fui parte dos que não se empolgaram com essa novela e por um motivo simples demais, pela overdose de novela todos os dias. Mas, enfim, perdi, né?

Um beijo, Sérgio.

Anônimo disse...

Uma novela que fez história e entrou para a seleta galeria de grandes produções da tv. Achei o penúltimo capítulo avassalador mas consegui achar o último melhor ainda. Valeu a pena ter prestigiado este produto e não conhecia o trabalho desses autores, mas já estão gabaritados a escreverem uma novela das nove. Excelente crítica a sua.





João Mendes

Amanda Ventura disse...

O Rebu já deixou saudade, ontem senti isso claramente. Não dá mais pra aturar Tela Quente. Melhor mudar de canal ou desligar a tv. A emissora só precisa resolver uma questão na próxima produção das 23 h: o horário. Fica difícil acompanhar uma novela que num dia é exibida às 22:30 e no dia seguinte após meia-noite. Alguém comentou no seu post anterior que a Globo está parecendo a Record, que desrespeita o público com horários flexíveis demais. Depois não adianta reclamar de audiência baixa. Novelas têm público fiel justamente porque são apresentadas sempre no mesmo horário. Nem dá para culpar o horário eleitoral e os jogos de futebol, porque isso já estava previsto. Foi falta de planejamento mesmo.

Voltando ao Rebu, foi justamente quando me lembrei que Duda cantou Sua Estupidez aos prantos e dedicou a música a Bruno que passei a desconfiar que ela já sabia da morte dele antes de descobrirem o corpo na piscina. Não tinha certeza de que fosse a assassina, mas que pelo menos sabia de alguma coisa. Também me chamou a atenção ela cantar usando um vestido diferente do que usou durante toda a festa. Achei que a troca de vestido poderia ter relação com o crime, mas depois entendi que foi porque tinha entrado com ele na piscina. A trama foi muito bem montada, foi uma surpresa ver como as coisas se passaram. A cena de Angela baixando a temperatura do freezer enquanto Bruno se desesperava foi de arrepiar.

Li aqui que alguns gostariam que O Rebu tivesse uma continuação, mas acho que isso não faz sentido. A história foi pensada para se passar em apenas 24 horas, não deixou pontas soltas e fechou com chave de ouro, com a morte da solitária Angela. Se houvesse continuação, isso descaracterizaria a obra. Melhor ficar como está e ser lembrada como uma excelente novela.

Anônimo disse...

QUE NOVELÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Italo disse...

Concordo com a crítica! Tão impecável quanto foi essa novela. E eu li que os autores já tem um novo projeto na Globo. Que venha logo!

Anônimo disse...

Uma novela que foi aclamada pela crítica mas que não foi valorizada pelo público. Situação parecida com Lado a Lado. Uma pena, mas merece o Emmy e concordo com tudo no texto.

William O. disse...

A novela foi uma produção de qualidade rara e mereceu os aplausos da crítica e do público que assistiu. Não teve boa audiência mas também não foi "a pior média de todos os tempos" como costumam dizer. Dos males o menor. E quem acompanhou a produção sabe da sua qualidade. Gostei de mais esse texto e ajudou a matar um pouco as saudades que ainda estão altas.

Raquel Mazon disse...

Sérgio, adorei o texto sobre os dois últimos capítulos, que foram maravilhosos mesmo e muito bem escritos. Além de interpretados. Cenas densas e um final que surpreendeu e foi coerente. Conseguiram algo raro. Já estou sentindo falta da novela e é uma pena que não tenha uma substituta a altura. Parabéns pelo texto!

Clarisse P. disse...

Sou frequentadora do blog há muito tempo mas comento pela primeira vez porque O Rebu merece. Mas provavelmente comentarei mais vezes porque gosto muito daqui. Endosso toda a sua bem escrita crítica e essa novela foi grandiosa do primeiro ao último capítulo. Acho que criticar algo assim é até pecado, além de injusto. Patrícia Pillar, Tony Ramos, Cássia Kiss, Zé de Abreu, Vera Holtz, Camila Morgado, Sophie Charlotte, Jesuíta Barbosa, Marcos Palmeira, Dira Paes, Bel Kowarik... Um elenco que fez cenas memoráveis e engrandeceram seus currículos. Os personagens foram mt bem escritos, a trama era bem elaborada e os autores não subestimaram a inteligência do telespectador, como fazer uma troca de bebês ser uma vingança sem o menor sentido ou as coincidência estúpidas moverem a história ou um mundo tecnológico ser explorado de forma besta ou um elenco ser desvalorizado ou um comendador guardar um diamante e chamá-lo de my precious ou uma vilã que cheira cuecas. O Rebu foi a melhor novela do ano e uma das melhores da Globo.

Clau disse...

Oi Sérgio!
Eu teria gostado de assistir 'O Rebu',
é o tipo de trama que chama minha atenção, e além do mais não demorou 8 ou 9 meses pra terminar!!
Bjs :)

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio. Foram cenas marcantes, que deixou claro um trabalho realmente de equipe.
Tenha lindos dias. Bjs

Sérgio Santos disse...

De nada, Andressa. Que bom que gostou. Pois é, tb estou sentindo muita falta e era a única novela que comentava com ânimo. Faz mta falta.

Sim, teve gente que não entendeu que tinha sido o Severino o assassino só pq nao mostraram a cara dele. Mas ficou tão óbvio. E isso de não entender pq os personagens não mudavam de roupa, perdão, mas é mta burrice.

A novela foi boa demais e valeu a pena cada dia. Acho que continuação correria o risco de estragar a obra. Deixa assim. Mas concordo que uns 70 capítulos daria tranquilamente, até pq aí teria mais festa, como alguns pediram. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Me empolguei mt, anônimo.

Sérgio Santos disse...

era um desafio mt difícil mesmo e os autores cumpriram com maestria.

Sérgio Santos disse...

Escrevi, Ana. Prometi e cumpri. Pois é, as pistas estavam todas lá, escondida e evidentes ao mesmo tempo. Depois que voltaram ao primeiro dia deu pra ver tudo tão claramente. Provou apenas como tudo estava bem encaixado. bjs

Sérgio Santos disse...

Foi uma grande novela, Felis. Quem viu não se arrependeu e se sentiu presenteado com tantos capítulos bons. Sophie deu show mesmo. abç

Sérgio Santos disse...

Mila, vc tem razão, era a Mirna mesmo. Fiz questão de rever a cena e corrigi. E foi uma produção impecável mesmo e terem produzido o remake foi um baita acerto. Inesquecível produção.

Sérgio Santos disse...

Arthur, tb achei mt acertado a Globo ter extinto aqueles capítulos de 5 minutos das quartas pq era inúteis. Colocar na segunda foi um acerto. Mas tinha que fazer isso com os demais tbm colocando tudo depois da novela das nove. A audiência agradeceria.

Sérgio Santos disse...

De pleno acordo, Tainá. E como tinha muito suspeito, realmente todos os principais seriam considerados óbvios. Mas foi um final coerente e mt engenhoso. A própria Patrícia Pillar disse que sabia desde o início que era a assassina. Ou seja, escondeu mt bem. bjssss

Sérgio Santos disse...

Que honra, Juliana. Obrigado pelo carinho. =) bjssss

Sérgio Santos disse...

Tb só lamento, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Melina, fico feliz que tenha gostado. E os dois últimos caps conseguiram mesmo superar todos os outros, que já tinham sido excelentes. O Braga entrando em convulsão foi um grande momento, só pra citar um.

Essa cena da Sophie foi extraordinária mesmo. Mas superar a morte da Simone é complicado mesmo. Ainda lmbro da Amora cantando Alfazema pra irmã. Lindo momento e mais emocionante de Sangue Bom.

Pois é, agora a Globo "perdeu" sua melhor novela. Bjssss

Sérgio Santos disse...

E eu tenho plena certeza que vc iria amar, Marilene. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Pois é, Milene, perdeu uma produção primorosa! bjao

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, João!

Sérgio Santos disse...

Eu ainda sinto, Amanda. E será difícil passar tão cedo. Cada capítulo era um prazer de assistir. Mas concordo, essa questão do horário tem que ser vista. Falei do Horário Eleitoral, pq as primeira semanas de O Rebu já estavam com uma média superior a Saramandaia, mas qd começou isso já era, a novela entrou mais tarde e derrubou de vez.

Só que por mim tinha que entrar no ar depois da novela das nove e pronto, resolvido o problema. Pq um problema eles já resolveram que foi a questão das quartas-feiras.

E a cena da Angela foi de arrepiar mesmo. Alías, teve uma cena mais forte que a outra. E certeza que a Sophie já sabia de toda a trama pq os autores devem ter contado para ela esboçar toda aquela dor e angústia na hora do show.

E tb acho que não daria pra ter continuação e nem tinha razão pra isso pq novela nem é série. E tudo foi bem finalizado e amarrado. Ficou uma novela perfeita. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Novelaço!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Italo. Tb li isso e torço para que seja algo tão bom quanto O Rebu.

Sérgio Santos disse...

Mt parecida com Lado a Lado mesmo. Mas quem sabe essas semelhanças não sejam boas e lhe presenteiem com um Emmy que nem a outra? Merece.

Sérgio Santos disse...

Isso é, William, pelo menos não teve isso de pior média e blá blá blá... Mas foi uma grande novela!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Raquel. E concordo com vc! bjssss

Sérgio Santos disse...

Clarisse, que bom que se animou a comentar. E fico feliz que goste do blog. Foi uma produção primorosa mesmo e deixou saudades. O curioso é que identifiquei todas as características que vc citou de novela ruim como Boogie Oogie, Geração Brasil e Império. Claro que foi proposital, mas gostei dessa sua criatividade. bjsss

Sérgio Santos disse...

Teria mesmo, Clau, e foi mt curtinha, pra vc mesmo. bjs

Sérgio Santos disse...

Exato, Cléu. Lindos dias pra vc tb. bjs

Flávia disse...

Sérgio estava fugindo de vc que nem o diabo foge da cruz!!!!!! Não tinha conseguido ver a última semana de O Rebu e fiquei longe daqui! kkkkk Agora que vi já posso voltar e ler tudo. Que novela (desculpe mas vou dizer) FODA! Estou em anestesiada depois do final! E agora? O QUE SERÁ DE MIM SEM A NOVELA???????? Sophie e Patricia fizeram uma parceria fantástica e as duas terem envolvimento na morte do Bruno foi perfeito. O que foi Cássia Kiss? INCRÍVEL! E Tony? Completou 50 anos de carreira em grande estilo!

Reparou que comentei todos seus últimos posts sobre O Rebu? Já fiquei em dia. kkkkk Essa novela deixou uma lacuna na grade da Globo. E sem preenchimento. Bjkkkkk

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, parabéns pelo ótimo comentário.

Sérgio Santos disse...

Então ainda bem que fugiu, Flávia. rs Mas foi um baita final, né? E adorei esses seus comentários de cada post que vc perdeu. Resumiu bem! rs Mas espero que tenha lido todos, hein! Mas tive a mesma sensação de vc e ainda sinto mta falta da novela. bjssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Elvira! =) bj