quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Os 20 anos do "Castelo Rá-Tim-Bum"

Uma das melhores e mais bem-sucedidas atrações infantis completou 20 anos no dia 9 de maio de 2014. É o "Castelo-Rá-Tim-Bum, programa educativo que foi produzido pela TV Cultura (em parceria com Siesp, Sesi e Senai) e transmitido pela mesma emissora ---- que completou 45 anos no dia 15 de junho. Deixou de ser produzido em 1997, mas, entre uma pausa e outra, ainda é reprisado até hoje ---- tem sido exibido atualmente, inclusive, obtendo ótimos índices de audiência. É quase um "Chaves" (série mexicana até hoje exibida pelo SBT) brasileiro, fazendo uma comparação em termos de longevidade na grade e guardando as devidas proporções.


A história de Nino (Cássio Scapin), um aprendiz de feiticeiro solitário, de 300 anos, que vive em um grande castelo no meio da cidade com seus tios (Morgana - Rosi Campos e Victor - Sérgio Mamberti), serve de pano de fundo para vários momentos didáticos, que contribuem para a educação das crianças e ainda por cima entretém, evitando qualquer tipo de situação que possa parecer entendiante para os pequenos. Na trama, o protagonista conhece Biba (Cinthya Raquel), Zeca (Fred Allain) e Pedro (Luciano Amaral) e passa a se divertir com os amigos todas as vezes que eles o visitam.

Entre os personagens interpretados pelos atores, há vários fantoches que viraram clássicos do programa. Vide a cobra Celeste, o Mau e o Godofredo, a gralha Adelaide, o Porteiro, o Relógio falante, o gato bibliotecário, o ratinho (de massa de modelar que ama tomar banho), João de Barro e as Patativas (que tocam cada dia um instrumento novo),
Fura-Bolos (os dedos que amam um rock), enfim, tipos que encantam as crianças não faltam. E todos acabam sendo objetos que transmitem lições para o público, onde os atores principais funcionam como 'ouvintes', representando o telespectador.

Mas o bom da produção é que há uma trama fictícia condutora, com presença até de um vilão, o Dr. Pompeu Pompilho Pomposo, conhecido como Dr. Abobrinha (Pascoal da Conceição), que tem como principal objetivo comprar o castelo de Nino para demoli-lo. O entregador de pizzas Bongô (Eduardo Silva), o Etevaldo (saudoso Wagner Bello), a Caipora (Patrícia Gaspar), a Penélope (Angela Dip), os cientistas Tíbio (Flávio de Souza) e Perônio (Henrique Stroeter) e as fadas Lana (Fabiana Prado) e Lara (Theresa Athayde) são outros personagens que compõem a história.

É uma pena que produções deste nível tenham perdido espaço na tevê aberta, principalmente por causa da falta de incentivo e também pela dominação dos canais a cabo, que (com canais exclusivamente voltados para o público infantil) acabaram captando boa parte da audiência. Mas o sucesso deste programa prova que criança também gosta de qualidade, assim como qualquer adulto.

E desde o mês de julho, o Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, começou a promover uma grande exposição com cenários e figurinos do programa que marcou gerações. O retorno do público foi imediato e o evento foi (e está sendo) um baita acerto, comprovando que o tempo não passou para o programa. Inclusive, vários atores que participaram da trama fizeram questão de marcar presença no local, cuja visitação é constante.

Vale lembrar, também, que a TV Cultura foi a responsável por outras ótimas produções infantis. Vide "Vila Sésamo" (1970), "Bambalalão" (1977), "Glub Glub" (1991), "X-Tudo" (1992) e "Cocoricó" (1995).

Mas, apesar da TV Cultura ter apresentado vários outros produtos tão bons quanto este, os vinte anos do "Castelo Rá-Tim-Bum" ----- criação de Cao Hamburguer e Flávio de Souza ---- merecem ser especialmente comemorados e o legado que o programa deixou será para sempre. Afinal, as crianças crescem, mas novas chegam para acompanhar e se divertir com esta história tão educativa e simpática.

30 comentários:

Clau disse...

Oi Sérgio,
Castelo Rá-Tim-Bum, que saudade...
Assistia todos os dias,
como eu gostava do Nino, Zequinha e Pedro!
E já se passaram 20 anos.
Bons tempos!
Adorei o post.
Bjs!

Danizita L. disse...

Maravilhoso seriado, educativo sem ser chato, gostaria muito de conhecer essa exposição do MIS.
Também adorava a Fazenda Cocoricó!

Bjs Sérgio ;-)

Anônimo disse...

Tô gostando dessas suas seções de volta ao passado. Boa homenagem!

Felisberto Junior disse...

Olá, Sérgio
sim, uma das mais bem-sucedidas atrações infantis...puxa, 20 anos já.Outro dia, vi a foto atual do "menininho" Luciano Amaral,hehehe! Foi bem na "comparação", em termos de longevidade na grade ,e guardando as devidas proporções,com o Chaves...vira e mexe,quando "passo" pela Cultura lá está o Castelo...assisti muito!
Bela homenagem/análise!
Obrigado pelo carinho belos dias,abraços!

Paulo Roberto disse...

Amo o Castelo. Excelente programa. Meu filho adorava quando era criança

Anônimo disse...

Ha vinte anos atrás eu já era jovem então nunca parei pra assistir esse programa, mas já vi trechos dele e ouço sempre falar muito bem. Acho que é o Sitio do Pica pau amarelo dos anos 90. Parabéns por estar mudando um pouco o foco do seu blog pra coisas nostálgicas porque a TV atual esta um verdadeiro lixo, e as novelas nem compensam assistir.

Uma Interessante Vida disse...

Era uma bom programa. Vi fotos dessa exposição pelas redes sociais de parentes e amigos paulistas. É uma pena essa exposição não vir para o RJ... vou fazer um protesto contra isso... rs rs rs beijinhos

Andressa Mattos M. disse...

É uma pena mesmo que não se tenha mais produtos como esse na tv aberta. O canal a cabo foi uma evolução mas implicou em coisas ruins também. Eu queria muito ver essa exposição pra relembrar aquele tempo.

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Como eu amava o Castelo Ra-tim-bum, principalmente os fantoches. Tem que ser reprisado sempre para dar oportunidade para as crianças de hoje conhecer um programa infantil de qualidade.
Que bacana você se lembrar e fazer postezito pra nós!! Cada um dos personagens desfilou em minha mente.
Beijus,

Anônimo disse...

Levei um susto quando vc escreveu saudoso no nome do ator que fez o Etevaldo. Não sabia que ele tinha morrido.

Bell disse...

Eu gostava, das cores, das músicas e da magia.
Uma pena hj não ter mais, a TV cultura investiu muito no universo infantil, de forma educativa.
Minha infância eu me deliciava com essas maravilhas.

bjokas =)

MARILENE disse...

Sergio, nunca vi o programa, mas sempre ouvi referências positivas a ele. Pelo que narrou, um brinde para a criançada. Bjs.

Sérgio Santos disse...

O tempo voa, Clau. Eu via sempre e marcou minha infância. Era um ótimo programa. bjs

Sérgio Santos disse...

Queria mt ir nessa exposição, Danizita. Mas como não virá pro RJ não poderei, pena. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Tb vi a foto do Luciano, Felism, e deve ser a mesma que vc viu. O tempo passa. Mas o sucesso desse programa continua. abç

Sérgio Santos disse...

Era mt bom mesmo, Paulo.

Sérgio Santos disse...

Boa comparação, anônimo. E que bom que está gostando. Das novelas atuais destaco a qualidade de O Rebu, impecável.

Sérgio Santos disse...

Me chama que eu protesto com vc, Barbie. Tb queria ir na exposição e pena que não veio pro Rio. Quem sabe depois vem... bj

Sérgio Santos disse...

Pois é, Andressa, tudo tem um ônus e um bônus. bj

Sérgio Santos disse...

Era bom, né Luma? Mas tá sendo reprisado. Que bom pq o público se renova sempre. Bjão

Sérgio Santos disse...

Morreu sim, anônimo, infelizmente. Na época que o programa estava no ar, inclusive. Uma pena.

Sérgio Santos disse...

Bons tempos, Bell. Tb gostava de tudo isso. bjs

Sérgio Santos disse...

Era mt bacana, Marilene. bjs

Patricia Galis disse...

Merecem sim toda a comemoração, faz tempo que não vejo nada parecido pela tv. Uma pena adorava o Nino, alias é o nome do meu filhote (calopsita)

Entojada disse...

Fãs de Além do Horizonte acho que vocês já lamentaram o suficiente. Tá na hora de aceitar de essa novela foi uma B**** . Eu já aceitei que Geração Brasil foi a pior novela que já vi na vida. De que adianta um elenco tão bom se os personagens são um decepção?.

Sérgio Santos disse...

Nino é o nome do seu Calopsita, Patrícia? Lega. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Entojada, achei ADH péssima em seu começo, mas depois a novela soube contornar os erros e ficou ótima. No caso de GB, não há salvação. Acho infinitamente pior. bjs

Anônimo disse...

Classico define esse programa,tanto que ate hoje é reprisado é faz sucesso,adoro muito,tanto que deu sequencia a franquia com Ilha ra tim bum,Sergio vc viu esse seriado,a ilha,e o que achou ?? eu adorei

Sérgio Santos disse...

Anônimo, não vi. Eu vi só o Rá-ti-Bum, além do Castelo. Essa ilha eu não estou lembrado. Via Glub Glub, outro bom programa infantil. Bons tempos.