segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Vilões movimentam reta final de Amor Eterno Amor

A atual novela das seis da Rede Globo entra em sua última semana de exibição. "Amor Eterno Amor" se encerrará no dia 7 de setembro e é uma pena que só tenha começado a apresentar alguma agilidade ao telespectador na reta final. Após meses de muita enrolação e trama estagnadas, a novela engrenou nos últimos dias e este fato se deve exclusivamente aos vilões da história.


A víbora Melissa se encontra cada vez mais encurralada e seus crimes estão vindo à tona. Obviamente que Cássia Kiss Magro está sabendo como ninguém conduzir a personagem e suas cenas estão excelentes. Se no início a atriz estava exagerada e fora do tom, nos últimos meses dominou completamente o papel e tem dado aquele show de atuação que todos conhecem bem.

Já a entrada de Elisa, ou melhor, Amparo, fez com que Mayana Neiva mostrasse uma faceta ainda desconhecida do grande público. Após a desajeitada Desireé em "Ti ti ti", a atriz está muito bem dando vida a esta prostituta, que se fez passar pelo amor de infância de Rodrigo (Gabriel Braga Nunes). Mas esta mau-caráter não
chegou sozinha na história: a ótima Sandra Corveloni também entrou para o time de vilões, vivendo a trambiqueira Solange, e formou uma boa dupla com Mayana. Com a derrocada das duas, Melissa acabou ficando vulnerável e a trama finalmente começou a caminhar mais rapidamente.

É impossível falar de vilanias sem citar o impagável Virgílio, do grande Osmar Prado. O ator, desde que voltou a fazer parte da novela, vem divertindo com seu jeito peculiar de falar (como por exemplo a forma de chamar a vilã: "Dona Miliiiiissa!") e acaba não despertando ódio pelo seu personagem, uma vez que o padrasto do protagonista quase nunca se dá bem. Carmo Dalla Vechia está sabendo conduzir a psicopatia do Fernando e sua obsessão por Miriam (Letícia Persiles). Já Luis Melo, apesar de ser um grande ator, tem exagerado nos sussurros de Dimas, um vilão que tem se mostrado cada vez mais arrependido de seus atos.

O início da queda de todos os 'malvados' deu uma reviravolta na trama que dificilmente tinha algo de relevante para contar desde que estreou. Apesar de ser normal que uma novela das seis tenha uma ritmo mais desacelerado, não foram poucas as vezes que o público tinha a clara sensação de enrolação. Já no segundo capítulo tinha-se a impressão que faltavam acontecimentos.

Graças a esta turma de vilões que "Amor Eterno Amor" saiu da monotonia e finalmente conseguiu dar alguma  agilidade ao telespectador. Uma novela tão bem escalada quanto esta, acabou deixando vários atores sem o destaque merecido e apresentou histórias paralelas que pouco se desenvolveram, além de não serem nada atraentes. Elizabeth Jhin pecou muito nesta sua obra, mas, ao menos, se preocupou em melhorar o ritmo da trama nesta reta final. Pena que tenha demorado tanto.

Links relacionados:
Suzy Rêgo faz crescer sua participação em Amor Eterno Amor
Cássia Kiss: um dos poucos atrativos de Amor Eterno Amor
Entrada de Mayana Neiva melhora trama central, mas não altera ritmo de Amor Eterno Amor
                           

42 comentários:

Thairys Moreno disse...

Adorei a escalação dos vilões, não poderia ser melhor, mas desde o começo achei que faltasse um "q" á mais nessa novela, faltou história, movimento, ação, apesar do tema apresentado ser muito bom, a discussão sobre "amores eternos", que ultrapassam o tempo e as barreiras... No início achei que a novela tinha tudo pra ser um sucesso, o mundo da espiritualidade é tão amplo, bem que a autora podia ter ido mais fundo, isso ficou á desejar. Além da estagnação da novela por um longo período, já nem me empenhava mais em assistir todos os dias, foi uma pena a novela só ter começado á engrenar agora!
Beijos.

Sérgio Santos disse...

Thairys, concordo plenamente. Pelas chamadas iniciais também cheguei a achar que seria uma excelente novela. Mas não foi. Atores subaproveitados, história fraca, ritmo arrastado, enfim... Beijos e boa semana.

MARILENE disse...

Não vejo essa novela, mas os atores, pelo que menciona, são ótimos. Vilões sempre tornam a trama mais interessante, desde que a crueldade não fique gritante e/ou capaz de funcionar como exemplo na vida real.
(Fiquei feliz por ter encontrado o caminho do meu canto. As portas estarão sempre abertas.)
Tenha uma excelente semana. Bjs.

And disse...

Não conheço esta novela, mas gosto muito das novelas brasileiras que passam cá em Portugal :)

ELAINE disse...

É tradicional sempre "torcer" pra que tudo termine bem pros "heróis " das novelas, mas ultimamente os "vilões" estão tão mais interessantes e mais bem interpretados.... Vamos esperar o final ver no que vai dar....
Hoje, 03/09, tem post novo!
Um abençoado início de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo com a análise, Sérgio. Além da presença dos ótimos atores nos papeis dos vilões, tenho gostado das cenas de tolerância, perdão e reconciliação das personagens Angélica (Denise Wainberg) e Verbena (Ana Lucia Torre) e de regressão a vidas passadas, a cargo da talentosa Carolina Kasting.
Vez por outra, também se destacam Suely Franco e Carlos Vereza, nas cenas de tapas e beijos dos apaixonados na terceira idade.
Gabriel Braga Nunes e Letícia Persiles são os responsáveis pelas mais lindas cenas de amor da trama.
Pena que atores talentosos - como Marina Ruy Barbosa, Miguel Rômulo, Giulia Gam, Suzy Rêgo - tenham tido poucas oportunidades de se destacar.

Mery disse...

Sérgio, não assisti a novela, pelo horário nem dá pra ver.
Penso q exageram na dose em relação ao lado espiritual... "aquela menina" vi no comecinho da novela, era o quê? Via tudo e conversava com mortos e ...blá blá blá.
No caso dos artistas, lamento pois acho a Cássia Kiss uma excelente atriz. Amo vê-la interpretar.
Abraços

A viajante disse...

Eu sou apaixonada por Rodrigo, vivido por Gabriel Braga Nunes. O par romântico dele com Míriam é lindo de se ver... queria um amor romântico assim, como o deles... risos... adorei a crítica! Adoro Cássia Kiss e Osmar Prado, ambos com atuações memoráveis! Abraço, Sérgio!

Carlos disse...

Essa novela é tão sem sal e sem açucar que vai acabar e ninguém vai notar. Nem os vilões dessa novela são interessantes. Tentei assistir essa novela um outro dia e dormi antes da abertura, que aliás é bem chata e com aquela musiquinha lenta então ZzZzZzZ...

Estou é no aguardo de Lado a Lado, essa sim parece que vai ser um novelão, e melhor ainda, ensinará um pouco da nossa história. É uma pena que a Globo não invista nesse tipo de dramaturgia, com clássicos da nossa literatura. Seria bom se fosse as 23h, assim como estão fazendo com Gabriela, mas no caso dessa só fazem por causa do centenário e pq já teve uma novela sobre. Usar a nossa literatura, sem apelação, seria uma grata surpresa e qualidade pra TV.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Tudo bem, Sergio?
...só posso concordar com tudo que vcs "falaram", porque eu realmente,não assisti nenhum capítulo...mas confesso que vi o spoiler desse final em um site! E , nossa, pelo jeito a novela foi bem fraquinha, com ritmo arrastado mesmo, porque nem isso me empolgou!
Obrigado pelo carinho dedicado ao meu blog!Parabéns pelo seu ótimo trabalho!
Boa semana!
Abraços

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, concordo com vc esse final de novela ganhou mais agilidade e dinamismo, mas no todo mesmo com todas as criticas eu até que gostei da novela, passei a ter mais simpatia pelo ator principal de quem eu não gostava muito antes! abraçossss

Patricia Galis disse...

Vou ver se pego esses momentos finais até que me falaram muito bem dessa novela.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Não vi a novela, por isso nada posso opinar. Mas adorei ler o seu relato e me informar a respeito da trama. Os atores são fantásticos. Muitos roteiristas pecam mesmo por não emprestar destaque aos papéis de alguns atores e acabam desmerecendo os respectivos trabalhos.

Grande abraço.

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, como faz muito tempo que não via AEA, preferi ver o capítulo de hoje pra comentar seu artigo.

Infelizmente, AEA se arrastou tanto que não conseguiu um décimo da repercussão de suas irmãs dos horários mais nobres, invertendo a lógica dos últimos tempos, que era novela das 18h superior à das 19h e 21h. Só acelerou na reta final e muito em parte aos ótimos desempenhos da Cássia, do Osmar Prado e da Mayana Neiva, agora ela mostrando versatilidade num papel denso. A sequência de hoje entre ela e o Gabriel Braga Nunes (ótimo, mas mais apagado em relação a IC e seus papéis na Record) foi excelente.

Amor Eterno Amor não deixará saudades e sua autora caiu no meu conceito, até pelo fato de eu já ter detestado Eterna Magia (só Escrito Nas Estrelas foi boa, na minha visão). Muita gente foi desperdiçada com personagens pouco atrativos. Irá tarde. Abçs!

Fabio Dias disse...

Finalmente essa novela conseguiu ficar interessante né!?

Uma pena ser somente na reta final!

Mas fecha com um saldo positivo.

Abraço Sérgio
@FABIODIASR
www.ocabidefala.com

Anônimo disse...

A crítica está perfeita. A Cássia, o Carmo, a Mayana, o Osmar e o Gabriel foram os grandes destaques da novela. De fato, a Mayana provou que é bastante versátil, pois entrou na metade da novela e em pouco tempo a personagem dela passou por uma série de transformações, todas muito bem vividas por ela. Ela teve que encarar a personagem mais difícil da trama justamente por tantas mudanças em tão pouco tempo.

Anônimo disse...

Não assisto mais novelas, nem sabia que novelinha é essa amor eterno amor, só sei que a atual das 9 é muito comentada mas qdo tento assistir desisto, uma gritaria danada, músicas chatas, etc. Novelas só prestaram até meados dos anos 90, depois esquece.

Barbie Californiana disse...

Ah! Sérgio eu nem posso falar muito dessa novela, pois nem estou acompanhando, contudo, tentarei ver o final... ;) beijos e tudo de bom!

Sérgio Santos disse...

Oi Marilene, obrigado pelo comentário. São ótimos mesmo. Tenha uma boa semana você também! bjs

Sérgio Santos disse...

Oi And, puxa, meu blog chegou em Portugal? Que honra! Fico feliz em vê-la aqui, seja bem-vinda! As novelas brasileiras fazem muito sucesso em Portugal desde que a parceria com a Globo se estabeleceu. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Elaine, é verdade, os vilões sempre acabam tendo mais destaque na história e automaticamente nas interpretações. Eles movimentam a trama também, pena que nesse caso tudo tenha sido tarde demais. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado. Também gosto dessas atuações citadas por você, no entanto, Suely e Carlos mal aparecerem e os incluo na lista dos talentos subaproveitados. Ainda tem Rosane Gofman, Nuno Leal Maia, Camila Amado, Tony Tornado, enfim, a lista é grande. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Mery, a menina que você se refere é a Clara, vivida pela Klara Castanho. Confesso que também a acho forçada nesta trama, e a personagem continua do mesmo jeito. Parece uma adulta mirim. Também sou fã da Cássia Kiss. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Ju, obrigado. Gabriel e Letícia formaram um belo par. Também acho que Rodrigo e Miriam combinam. Desse problema a novela não sofreu; o casal protagonista foi um acerto. Osmar e Cássia são ótimos mesmo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Carlos, é verdade. Amor Eterno Amor não será uma novela que ficará marcada na memória; será facilmente apagada da lembrança. A abertura foi equivocada e a música escolhida idem.

Também estou muito animado com Lado a Lado. As chamadas estão animadoras. Só lamento que a novela vá estrear justamente durante o horário político, que prejudica a audiência, e enfrentará o horário de verão, um vilão e tanto para o ibope de novelas das seis e Malhação. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, eu que agradeço. O final será bem óbvio e nem precisava de spoiler para se adivinhar o que irá acontecer. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, eu lembro de você dizendo que gostava da novela. Quer dizer que não ia com a cara do Gabriel Braga Nunes? Eu o acho um bom ator, mas me irrita profundamente sua mania de sussurrar em cena. Já como pessoa, eu não gosto mesmo. Beijos e obrigado pelo cometário.

Sérgio Santos disse...

Oi Patricia, obrigado pelo comentário. Tente ver ao menos o último capítulo pra observar se valeu a pena ter perdido ou não. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, obrigado pelo comentário. Pois é, isso acaba sendo comum em algumas tramas; atores sendo desvalorizados. E foi uma pena porque essa novela foi muito bem escalada. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, já tinha um tempinho que eu também não acompanhava assiduamente a novela. Essa reta final acabou ficando interessante, mas demoraram demais a desenvolver tudo.

Adorei Eterna Magia e gostei de Escrito nas Estrelas até a metade, porque depois virou com uma barriga insuportável. Infelizmente a autora repetiu o erro da novela anterior: não aproveitou todos os atores que escalou. Também acho que não deixará saudades. Abração.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Fabio, só na reta final. Demoraram um pouquinho, né? Não acho que tenha deixado um saldo positivo mas respeito sua visão. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi "Anônimo", obrigado. Sem dúvida, Mayana pegou um personagem difícil e foi muito bem na sua missão. Se mostrou versátil. Os demais atores citados merecem elogios e acabaram dando uma movimentada nesta história tão parada. Abraços.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", obrigado pelo comentário. Avenida Brasil é muito comentada e é um fenômeno de repercussão. Há tempos uma novela não conseguia isso. Sou fã da trama. Discordo da sua visão radical sobre novelas, mas respeito. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, olha pouca gente acabou acompanhando esta novela. A repercussão foi muito baixa. Mas obrigado pelo comentário. Beijos.

VERINHA disse...

olá amigo, sabe que fico com peninha que a novela chegou ao fim, tão linda e tranquila, adorava assisti-la apesar que não era sempre por causa do trabalho. Para minha pessoa vai deixar saudades.
Esta atriz Mayana Neiva é uma das minhas preferidas, ela tem um jeito diferente de atuar que encanta e como vilã enganou muito bem.
Um abraço amigo e obrigada pela visita tão carinhosa ao meu blog. Beijinhos.

Milene Lima disse...

Morníssima mesmo foi a história. Nas chamadas eu pensei que o Rodrigo fosse fazer e acontecer, fosse ser o "cara", e tals. Mas depois que o povo deixou a Ilha de Marajó, tudo ficou uma brasa apagada.

Osmar Prado está incrível, morro de rir com a maluquice dele.

Não entendi aquele telefone da Melissa... Isso é tendência ou só loucura da personagem mesmo? Pelamordedeus diga que é a segunda opção.

Os sussurros do Luís Melo me irritam em toda novela. Amei o professor maluco q ele fazia naquela novela cujo nome esqueci (rsrs), em que a Cristiane Torloni fazia gêmeas, mas de lá pra cá, tudo personagem é igual.

Esto na expectativa por Lado a Lado, espero não me frustar outra vez.

Beijo, Sérgio!

Carlos disse...

Anônimo, acho que vc foi radical, toda década tem uma novela boa: "A Favorita", "Cordel Encantado", "Celebridade", "Páginas da Vida" são algumas das novelas boas.

Sérgio, pode até ser que a novela fique com a audiência boa, mas por mais que isso seja relevante pra TV (e a Globo possa acabar interferindo na trama), acho que isso de audiência é uma bobagem sem fim. Vejo fãs de "Avenida" discutindo com fãs de "Fina" por causa de ibope parecendo um bando de crianças sendo que uma trama nada tem a ver com a outra, isso sem esquecer que audiencia e qualidade não caminham juntas, caso o contrário "Fina" teria uma audiência pífia do meio pro fim. E não, não estou defendendo Avenida pq ainda a acho fraca, mas não dá pra negar o sucesso e sua superioridade em relação a novela anterior do horário.

O que espero de Lado a Lado é aprender um pouco da nossa história, mas que o autor não seja seduzido pelo ibope. Colocar trama ágil é uma coisa, agora "inventar maluquices" pra chamar público é outra coisa completamente diferente. Espero que seja tipo "Cordel" que tirando aquela fase Tom e Jerry, foi uma ótima novela.

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio, como vai? Concordo que a autora deixou a trama meio morna no meio, mas de umas duas semanas para cá ficou muito boa. Para ser sincera, das novelas que estão passando, essa é a que eu mais gosto, mas concordo contigo que os bons atores poderiam ter sido mais bem trabalhados. Até então, a única que parecia ter destaque era a Personagem da Cássia Kiss (sempre brilhante em megeras). Um abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Verinha, eu imaginei que você iria sentir saudades da trama. Mayana esteve ótima e essa personagem foi uma belo presente. Ela mostrou que é capaz de interpretar vários tipos e isso só a amadureceu mais na carreira. Beijos e eu que agradeço.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, pois é, o Rodrigo foi um protagonista apático e boboca. Aliás, um perfil que acaba sendo comum em personagens centrais, daí minha preferência por Nina.

Sobre o telefone, olha, sinto em dizer mas já vi gente usando aquilo. Eu acho horrível, mas enfim, gosto é gosto. Também tenho boas perspectivas para Lado a Lado, aliás, a novela já está recebendo vários elogios e ainda nem estreou. Vamos ver. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Carlos, também já vi algumas discussões do tipo e também acho uma bobagem sem tamanho. Concordo plenamente com você sobre audiência não implicar em qualidade e Fina Estampa é um claro exemplo, porém, fico chateado quando uma obra de qualidade apresenta índices pífios e não recebe o devido valor. Por isso acabo temendo por Lado a Lado, embora mesmo que dê um ibope baixo não irá interferir na minha vontade de assistir.

Das novelas que você citou, não gostei de Páginas da Vida, com exceção da trama da Helena, Clarinha e óbvio a impecável Marta. A última novela no Maneco que eu achei espetacular foi Mulheres Apaixonadas. Cordel Encantado eu também adorei, embora tenha andado em círculos nos meses finais. Já A Favorita e Celebridade eu nem preciso comentar. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, sem dúvida nesta reta final a trama engrenou mesmo e ficou interessante! Deveria ter sido assim desde o início. Cássia foi excepcional como de costume. Beijos! =)