domingo, 30 de setembro de 2012

Hebe se foi, o telespectador está de luto e a televisão perde parte de sua graça

Um blog sobre tevê não poderia deixar passar em branco a morte de Hebe Camargo. Após uma corajosa batalha contra o maldito câncer, a apresentadora deixou o Brasil mais sem graça ontem. A trágica notícia chocou a todos, mesmo que esta possibilidade já tenha sido cogitada quando a doença passou a enfraquecê-la cada vez mais. Difícil colocar qualquer coisa que ainda não tenha sido falada ou escrita sobre a rainha da televisão brasileira. Hebe é Hebe e ponto final.


Crianças, jovens, adultos, idosos, ricos, pobres, enfim, todos gostavam de Hebe Camargo. Dizem que a unanimidade é burra, mas neste caso é muito sábia. Hebe era um patrimônio nacional. Mesmo tendo a cara e a identidade do SBT, a apresentadora era de todas as emissoras. Sua presença era bem-vinda em todos os espaços e em todos os programas.

Muito merecidamente, Hebe recebeu uma homenagem no "Domingão do Faustão" em 2010, ganhando o Troféu Mario Lago. Ano passado a rainha voltou ao palco para entregar o troféu e passar o bastão para Regina Duarte, a homenageada de 2011. Não deu para saber se Hebe estava mais feliz quando ganhou o prêmio ou quando o transferiu para Regina. Também
não é preciso dizer que a simpatia deste ícone contagiou a todos --- e o próprio Faustão (quem diria)  ficou sem falar por vários minutos --- enquanto a eterna rainha dominava o palco nas duas vezes em que foi ao programa. Agora, obviamente, a gracinha Hebe deve estar batendo altos papos com sua amiga Nair Bello lá no céu. E já deve ter dado selinho em todo mundo.

Hebe Camargo terminou sua carreira feliz. Após sair do SBT, sua eterna casa, magoada com Silvio Santos, e ir para a Rede Tv!, a apresentadora saiu da concorrente após ter seu salário atrasado por vários meses. Postou no Twitter que estava muito feliz porque havia assinado contrato com o SBT e voltaria para a emissora que tanto amou. Mas não deu tempo. Hebe partiu antes de concretizar seu desejo.

A imagem do ano é, sem a menor sombra de dúvida, a foto em que Silvio Santos dá um último selinho em Hebe, durante o velório da eterna rainha. O povo brasileiro se viu representado pelo melhor apresentador da televisão brasileira naquele momento de dor. Era a despedida. Dele e de todos nós. Siga em Paz, Hebe Camargo. Jamais te esqueceremos.

43 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Belíssimo texto, Sérgio. Todas as homenagens a Hebe são merecidas, haja visto o carinho, a simpatia e a alegria de viver, mas sempre mostrando personalidade na hora certa, que marcaram essa grande dama de nossa TV.

Nair Bello, Dercy Gonçalves, Ronald Golias e tantos outros que nos alegraram por gerações devem estar felizes lá em cima.

Faustão, mesmo com todos os seus defeitos, teve a humildade de homenageá-la por duas vezes e justamente em vida, com o Troféu Mário Lago em 2010 (quando ela o recebeu) e 2011 (quando o entregou a Regina Duarte).

O legado de Hebe independe de emissora. Será eternizado para as atuais e futuras gerações.

EDER RIBEIRO disse...

Apesar de não ser fã da Hebe, o seu texto é primoroso. Abçs e uma ótima semana.

EDER RIBEIRO disse...

Apesar de não ser fã da Hebe, o seu texto é primoroso. Abçs e uma ótima semana.

Barbie Californiana disse...

Soube da morte dela pelas redes sociais e só depois é que vi na mídia... Parabéns pelo texto-homenagem, você escreveu tudo muito bem! beijos e lindo começo de semana.

Barbie Californiana disse...

Ps.: O Brasil perdeu uma grande gracinha de artista! :")

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, de fato não podia mesmo passar em branco, jamais, eu assisti muito a Hebe nas segundas a noite, gostava dela, ultimamente não acompanhava mais na nova emissora! Vc tem razão a imagem do ano foi este selinho dado por Silvio Santos, que bom que ela tinha assinado novamente com o SBT, embora dizem que o sonho dela fosse entrar p Globo, mas ela se foi, feliz e deixou a gargalhada p gente se lembrar dela! Abraçosssss

Sissym disse...

Sergio,

Eu sempre a admirei pela intensa alegria e educação. Uma pessoa capaz de se comunicar de maneira excepcional. E quando esteve doente, foi um exemplo de coragem.

Beijos

Guilherme Freitas disse...

Hebe foi sem dúvida um mito da TV brasileira. A TV e os fãs perdem em muito sem ela, mas os bons momentos ficarão sempre na memória.

Neli disse...

A história de vida da Hebe se mistura com a História da criação e desenvolvimento da televisão no Brasil.Só assim pra gente se dar conta do quanto a nossa TV é recente e do papel de protagonista que a Hebe desempenhou nesse período.Uma vida associada aos mais populares meios de comunicação do país (o rádio,inicialmente,e a TV em seguida)com tamanha alegria e carisma só poderia estar gravada no coração do público.E deixar tamanha saudade em seu desfecho.

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, obrigado. Hebe merece tudo e mais um pouco. Faustão é uma pessoa humilde e que ajuda muito as pessoas, isso é fato conhecido no meio televisivo.

Essa trupe citada por você deve estar feliz mesmo. Assisti novamente ao especial "Romeu & Julieta" que o SBT reapresentou e ri de novo. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Eder, obrigado pelo comentário. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, muito obrigado. Perdemos mesmo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, essa imagem foi marcante mesmo. Hebe gostaria mesmo de ir para a Globo e mostrou isso quando foi ao Domingão do Faustão, mas estava feliz por ter voltado ao SBT. Beijos e boa semana.

Sérgio Santos disse...

Oi Sissym, alegria e coragem sempre estiveram ao lado de Hebe. Era querida pelo país e todos choraram a morte dela. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Guilherme, sem dúvida. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Neli, que belo comentário você escreveu. Assino embaixo! Beijos! :)

Dorli disse...

Oi Sérgio!
Vim agradecer o comentário que você colocou na minha poesia, lá no blog do Viviani e dizer que senti muito a morte da Hebe, uma figura carismática que vai deixar saudades.
Abração
Lua Singular (Dorli)

vendedor de ilusão disse...

Olá Sergio, sua presença e comentário no Prosas Poéticas causou-me muita satisfação, por essa razão venho visitar seu blog. Aliás, digo de passagem, gostei muito do blog, tanto que já o sigo. Dê-me a honra e faças o mesmo. Espero você por lá!
Abraços.

vendedor de ilusão disse...

Olá, sua presença e comentário no Prosas Poéticas causou-me muita satisfação, por essa razão venho visitar seu blog. Aliás, digo de passagem, gostei muito do blog, tanto que já o sigo. Dê-me a honra e faças o mesmo. Espero você por lá!
Abraços.

Clau disse...

Oi Sérgio!
Fiquei tão triste com a morte da Hebe...
Ela era única.Admirava o espírito sempre jovial dela.
Adoraria ter conhecido-a pessoalmente.
Amei o post homenageando essa estrela.
Bjs \o/

Regina Rozenbaum disse...

Sabe Sérgio, fiquei imensamente triste...Aprendi a admirar essa Mulher com minha mãe. Sua alegria de viver era inigualável. Infelizmente outro gol marcado por essa doença "maledita"...
Beijuuss

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

De fato, uma grande perda para a televisão brasileira. Hebe foi uma apresentadora extraordinária e, a meu ver, insubstituível. Seu sorriso aberto ficará registrado eternamente na memória de todos os seus fãs.
O selinho de Silvio Santos foi realmente surpreendente e marcará a despedida desta charmosa e brilhante apresentadora.
Outro fator que me chamou a atenção foi a guarra desta mulher na luta contra o câncer. Não espelhou, em momento algum, dor ou sofrimento, ao contrário, esteve sempre sorrindo, demostrando esperança e amor pela vida.
Que ela descanse em paz, distribuindo sorrisos do outro lado.

Ótimo dia.

Beijo.

Diego disse...

Não a acompanhava na tv, mas a admirava seu alto astral, disposição, e humildade... Um exemplo primoroso! Fora a importância e marco de ter sido um profissional feminina, num tempo onde mulher que trabalhava fora de casa, ainda mais com artes, eram mal vistas! Senti como se fosse alguém próximo de mim! Que leve sua energia positiva e alegria onde estiver!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Sérgio...
é verdade!Não tinha como seu blog não falar da morte da Hebe, e a imagem do selinho q Silvio deu foi emocionante.
E mais, foi um gesto muito generoso dele, Silvio, ter contratado Hebe, mesmo sabendo , de antemão, que ela não iria fazer sua estréia...não se trata da morte de uma apresentadora, ou artista, e sim, de uma pessoa q está intimamente ligada à muitos lares...
Amém!
Obrigado!
Boa semana!
Abraços

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gostei do texto, Sérgio. Hebe cativou o público com seu jeito espontâneo e sua alegria de viver. Que sua alma descanse em paz.

BIA disse...

Olá Sérgio!!!

Acho muito difícil que vá aparecer outra apresentadora tão graciosa como ela, pessoas autênticas e sinceras são as que marcam, ela jamais será esquecida!!!
Obrigada por sua visita em meu blog, seja sempre bem vindo!!!
Igualmente uma boa semana!!!
Bjs :)

Zilani Célia disse...

OI SÉRGIO!
ESTÁS A HOMENAGEAR COM ESTE BEM ESCRITO TEXTO A UMA MULHER QUE DEIXOU SUA MARCA NA NAÇÃO BRASILEIRA, POR SUA SIMPATIA E CARINHO COM QUE SEMPRE TRATOU A QUEM DELA SE ACERCOU.
PARABÉNS.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Marcos Mariano disse...

Não acompanhei a carreira da Hebe, nem muito menos assistia a seus programas, mas reconheço seu valor e importância para TV brasileira.

Parabéns pelo texto

Carlos disse...

Apesar de não ser fã, respeito a mulher que foi. Tomei um susto ao ver falar sobre ela na TV, até briquei ao perguntar aqui em casa se ela tinha morrido. Tomei um susto ao descobrir que havia sido verdade. Apesar da doença e da idade, ela é uma das artistas que nós imaginamos serem imortais. Após saber da notícia me envergonhei pela piada que fiz mas ao mesmo tempo fiquei triste pq infelizmente essas homenagens eles não veem em vida. Só não fiquei tão mal pq ela já tinha sido homenageada em vários outros momentos, se eu não me engano até antes da doença.

Não vou ser hipócrita em ficar dizendo saudades eternas, luto, etc, pq eu não a acompanhava, mas não tem como deixar de lado a importância dela na TV, a alegria de viver, a coragem dela em falar sobre o país em seu programa, resumindo não posso ignorar sua história, por isso, apesar de ter sido um dos muitos a falar que ela ja tinha cansado, tenho que dar um braço a torcer e dizer que ela foi sim a rainha da tv brasileira e que merece agora descansar após tanta luta.

Que ela descanse em paz.

Paty Michele disse...

ah, eu curtia muito a Hebe! Um verdadeiro ícone da TV brasileira. Deixou sua marca, seu sorriso, sua alegria de viver.
Tem uma frase dela que eu adoro:
"Eu não tenho medo de morrer. Eu tenho pena, porque viver é tão bom..."
E tão simbólica agora, né?

:(

Um abraço, querido!

Sérgio Santos disse...

Oi Dorli, o seu convite foi mais do que aceito e não podia não ir. Obrigado pelo comentário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi J.R., obrigado pelo seu comentário e foi um prazer ver a Dorli lá. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, quem não ficou, né? Hebe foi muito querida por todos. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Regina, minha avó amava a Hebe, mas ela partiu antes de ver sua ídola morrer. Mas ela era querida por todas as idades e essa doença é a destruidora de muitas famílias. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, bonita mensagem a sua. Hebe era admirável mesmo e sua garra impressionou. Será inesquecível. Hoje o Programa do Jô reprisou a hilária entrevista dela com Lolita e Nair. Valeu a pena rever. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Diego, também senti como se fosse alguém próximo, por isso mesmo imagino a dor da Lolita Rodrigues. Abração.

Sérgio Santos disse...

Felisberto, é verdade, Silvio foi generoso mesmo porque sabia da falta de condições que Hebe tinha em voltara fazer um programa mas mesmo assim realizou o desejo dela e assinou um novo contrato. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado. Que ela descanse mesmo. Merece. Bjs!

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, será impossível termos outra Hebe! Eu que agradeço sua presença. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Zilani, obrigado. Toda homenagem será pouco pelo o que Hebe foi. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Marcos, obrigado. Raramente assistia aos programa dela, mas a admirava muito. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos, raramente via os programa delas, mas era fã da sua alegria e da espontaneidade dela. A homenagem que ela recebeu do Faustão em 2010 foi muito merecida e fiquei feliz que tenha sido numa época em que ela ainda estava podendo ir aos programas.Fará falta, sem dúvida. Abração.

Sérgio Santos disse...

A frase marcou muito, Paty. Aliás, uma frase semelhante foi dita pelo saudoso Chico Anysio: "Eu não tenho medo de morrer, eu tenho pena!" Beijos!