quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Programa da Tarde: mais uma mesmice na programação vespertina

Nesta segunda-feira (11/09) estreou o "Programa da Tarde", nova atração vespertina da Record. Com uma programação que pouco consegue apresentar um entretenimento de qualidade para o telespectador, o horário da tarde estava precisando de alguma novidade e esta estreia foi vista com bons olhos. Porém, com três programas já transmitidos, pode-se dizer que o público continua muito mal servido nas tardes das emissoras abertas.


Como se não bastasse o "Programa da Tarde" ter esse nome tão óbvio, a atração é um verdadeiro 'amontoado' de quadros já existentes em todas as concorrentes, incluindo a própria Record. Há uma mistura de entrevista, matérias apelativas, vídeos de internet, entrevistas, debates, enfim, tudo o que todos estão cansados de ver neste horário. Brito Júnior (apático e sem carisma como de costume) e Ana Hickmann (bem à vontade e segura) ficam em uma bancada idêntica a de um telejornal, mas também andam pelo palco e mudam de lugar dependendo do assunto.

Na estreia, o agora deputado federal Tiririca contou algumas coisas de sua vida pessoal no quadro "Os Donos do Jogo", após as perguntas dos apresentadores, e acabou se emocionando. Uma participação totalmente desnecessária. Ainda teve uma longa matéria, com mais de 50 minutos, onde Ana 'entrevista' o humorista Shaolin, que se encontra imobilizado em uma cama, sem
conseguir falar, após um acidente de carro. Houve muito choro e comoção entre todos os presentes no palco, o que apenas enfatizou o nível de apelação que se buscava com aquilo tudo.

Já no programa desta quarta-feira, apresentaram uma matéria de um menino que sofria de leucemia e também exibiram uma extensa dramatização em que o tema era se 'a amante aceitaria salvar o filho do marido', com direito a especulações sobre o assunto após a encenação no vídeo. O "Encontro com Fátima Bernardes" também tem um quadro em que há uma dramatização com direito a debate na platéia. Aliás, é uma fórmula nada inovadora. Ainda teve exibição do "Top 7", uma espécie do "Top Five" do CQC (humorístico da Band), onde foi mostrado vídeos de erros de gravação de programas estrangeiros e tombos de modelos. Viviane Araújo participou do quadro "Os donos do Jogo" (citado anteriormente), em que os apresentadores sorteiam perguntas para o convidado, e há dinheiro no meio. Porém, não passa de uma entrevista disfarçada.

O "Programa da Tarde" conseguiu levantar a audiência da Record à tarde, que agora consegue se manter na vice-liderança com certa tranquilidade, mas o que se viu na atração é o retrato da mesmice. Resta ao público que fica em casa neste horário, e só tem a televisão aberta como opção, ver o "Vale a Pena Ver de Novo" e os filmes repetidos da "Sessão da Tarde" na Globo; as reprises de novelas e o apelativo "Casos de Família" no SBT; as fofocas inúteis do "Muito +" na Band, a morbidez do "A Tarde é sua" na Rede Tv! ou esta junção de vários quadros, que misturam apelação com repetição, no "Programa da Tarde na Record. Coitado do telespectador vespertino...

24 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, Eu tinha visto o primeiro programa e até que tinha o saldo até positivo. A matéria com o Shaolin é daquelas que dividem opiniões, uma vez que eu gostava das imitações dele. O Britto, por mais incrível que pareça, funciona melhor nesse tipo de programa do que na Fazenda. Consegui achá-lo mais dinâmico, até por sua experiência no matinal Hoje em Dia, da mesma Record. Ana Hickmann também agrada mais aqui do que no Tudo é Possível, aos domingos.

Os outros dois programas eu não vi, mas se já apelaram pra vídeos de internet e coisas do gênero, é sinal que já começou a desandar. Se é pra ser imparcial, tanto o Encontro da Fátima Bernardes quanto o novo programa da Record só lideraram no primeiro dia porque eram estreias, motivando a curiosidade.

Pelo menos essas foram as primeiras impressões, mas vou tentar ver alguns outros vídeos pra ver se essa minha opinião se consolida.

PS: A Viviane Araújo e o Tiririca participaram do mesmo quadro (Os Donos do Jogo, "importado" do Hoje em Dia). E já houveram rumores de que por causa da participação da Viviane hoje, a Nicole Bahls, que comandaria um quadro com o patético Theo Becker, não irá mais participar do programa.

paulo disse...

Estava mesmo esperando pela sua análise desse programa e mais uma vez voce mostra-se bastante imparcial. Concordo que o programa é repetitivo, apelativo e tals, mas e o tal programa da Fátima Bernardes não é? Qual a grande inovação que o encontro com FB trouxe? Não sou nem um pouco fã da Record, muito menos da globo, mas é visível a sua má vontade com a emissora paulista e um puxa-saquismo da emissora carioca. Quer saber, quem quer qualidade a tarde pode, e deve, ficar com o sem censura da TVE, mas televisão é entretenimento, é sair um pouco do stress do dia-dia, e nesse aspecto acho que o muito mais da Galisteu é o melhor, ou menos pior do horário. E o (não)vale a pena ver de novo da globo é dispensável, chocolate com pimenta nem inédita valia a pena qto mais pela terceira vez, nesse horário eu fico com Top Model no canal viva! Abrçs.

Marcos Mariano disse...

Por curiosidade eu assisti um pouco desse programa, e bastou alguns minutos para eu me senti entediado, a TV Brasileira carece de mentes criativas. Como já dizia o Velho Guerreiro Chacrinha: Na televisão nada se cria, tudo se copia. Mas eu acho que essa frase só serve pra TV brasileira, pq la fora a coisa é bem diferente, principalmente nos EUA, que sempre ousam na elaboração de novos programas e novos formatos.

As vezes eu sinto, que no Brasil, eles ficam presos nesses formatos batidos, justamente pq tem medo de arriscar, tentar o novo e perder patrocinador.

Abraços

Sérgio Santos disse...

Thallys, obrigado pelo comentário. Eu não tinha nada contra o Shaolin, mas daí a mostrá-lo imobilizado numa cama impossibilitado de falar achei o cúmulo do absurdo. Obrigado pela lembrança sobre o Tiririca, modifiquei um pouco o texto.

Eu deixei gravando o programa da estreia e o de hoje. Obviamente que não tive paciência pra ver mais de seis horas de programas, foi inevitável não 'adiantar', mas enfim...

O Programa da Fátima também não tem nada de novo, a Silvia Poppovic fazia quase a mesma coisa há anos atrás. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Paulo, obrigado pelo comentário. Não acho o Programa da Fátima apelativo e sim MUITO chato. Eu nunca disse que ele era inovador, aliás, nos dois textos que escrevi sobe o programa tiveram mais críticas que elogios.

Mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não é porque o "Encontro" é ruim que faz o "Programa da Tarde" ser legal.

Os que podem ficar em casa à tarde e tem tv a cabo, com certeza tem muito mais opções interessantes. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Marcos, obrigado pelo comentário. O Chacrinha sabia das coisas mesmo, porém, não se engane, as emissoras estrangeiras também não são melhores, não. Aliás, os que viajam não se cansam de dizer que lá fora a programação televisiva é bem pior que a daqui. Claro, que há exceções, mas enfim... Abração!

✿ chica disse...

Passando aqui fico sabendo do que acontece, de bom ou ruim no mundo da tv. abraços,chica e um lindo dia!

Carlos disse...

Dessa vez não li sua crítica e nem vi esse programa. Motivo: tenho preguiça desses dois. Sério, sempre os achei chatos, falsos, Sem carisma, péssimos profissionais... Até o Rodrigo Faro, que também acho ruim, seria mais aturável. Pq não dão um programa pra Cris Flores? Panelinha na Record?

Abraço

Fernando Oliveira disse...

Em se tratando de Record, tudo é possível, inclusive nada! O que acho mais chato é que as matérias que vão ao ar a tarde são reprisadas a noite no tudo a ver. Falando em Tudo a Ver, esse sim foi um bom programa nos finais de tarde, quando estreou em 2004, mas só aquele inicio com o PH Amorim, Janine, Faccioli e Patricia Maldonado, depois degringolou, virou pizza!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Sérgio!
bem..desse mal não padeço!Dificilmente eu assisto televisão no horário vespertino, e lendo sua "crítica" não estou perdendo nada...é a velha forma da banalização da "dor que comove as(os) donas(os) de casa", a mesmice em formato novo!
Obrigado!
Boa quita feira!
Abraços

Milene Lima disse...

Era óbvio que a Ana Rickman se aproveitaria ao máximo do caso do Shaolin, novidade nenhuma até aí. Pelo que li, novidade nenhuma mesmo, né?
Não assisti nenhum dia, não assisti ainda ao Encontro da Senhora Bonner e nem estou em comichão por isso. Pra mim o diferencial é que a Fátima é grande jornalista, enquanto a Ana Rickman é uma grande pessoa (alta que só!). Em se tratando de entretenimento, boa conversa e etécetera, ninguém supera a Regina Casé.

Apenas as minhas desimportantes considerações.
Beijo, Sérgio.

Sissym disse...

Adoro não assistir programas, e quando percebo que (raramente) estou fazendo isso, aiiii fico danada!

bjs

Rita disse...

Olha eu vi um pouco desse programa
na hora que o Tiririca estava, mas não pude ver tudo.
Será que vai CAUSAR como fala a Galisteu?

Não sei não, não vejo , pq não da mesmo então nem posso falar se é ou não bom pra assistir

Bjuss de boa tarde pra vc com todo meu carinho
Rita!!!!

Clau disse...

Olá Sérgio :)
Pelo jeito eu não perco nada deixando de ver essas mesmices.
Agora de pouco,meu sobrinho estava comentando comigo que as raras vezes que ela sintoniza os canais abertos na parte da tarde,só vê matérias apelativas e maçantes.
Como escreveu vc :
'Coitado do telespectador vespertino...'
bjs!


Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, não tenho muito a comentar, porque não costumo assistir aos programas vespertinos. Já o fiz no passado, algumas vezes, e desanimei. Ana Hickmann me parece uma boa apresentadora, gostei dela no "Hoje em Dia" e no "Tudo é Possível", mas Britto Jr. é muito formal. As atrações que você citou no "Programa da Tarde" não me interessariam.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica, obrigado pelo carinho! Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Carlos, gosto da sua sinceridade! rsrs Não morro de amores pela Ana, mas vejo muita evolução nela. Já o Brito...

Gosto muito da Cris Flores também e acho que um programa só dela seria uma ótima ideia. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Fernando, obrigado pela visita! Bom te ver aqui! Sim, ainda tem as reprises no Tudo a Ver noturno. A matéria apelativa do Shaolin, por exemplo foi repetida no programa. Essa nova atração da Record não tem nada de novo e é um amontoado de quadros já existentes. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, pois é, sorte de quem não vê. Deixei gravando dois programas e digo: não voltarei a ver tão cedo. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, que desimportantes que nada! Adoro seus comentários. Olha, sim, não há novidade ALGUMA. E nem ache que você está perdendo muito ao não assistir esse programa.

E o Encontro com Fátima Bernardes também não tem nada que prenda o telespectador, pelo contrário. Também gosto da Regina. Beijos e obrigado pelo comentário!

Sérgio Santos disse...

Sissym, adorei seu comentário! rsrsrs Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, eu que agradeço o seu carinho! Olha, não creio que vá 'causar', não. O programa não tem nada para despertar muito interesse. Mas é provável que venha disputar a vice-liderança. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, não perde mesmo. A programação da televisão aberta á tarde é sofrível. Só tem a audiência que tem por causa das pessoas que deixam a tv ligada, mesmo fazendo outras coisas, e também por causa das salas de espera das clínicas! rs Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, faz bem! Deixei gravando porque achava necessário falar, caso contrário diriam que eu estava com má vontade. A Ana era péssima, mas foi evoluindo e agora a acho uma boa apresentadores. Mas o Brito é muito ruim! Beijos!