quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Mundinho Falcão, Gerusa, Juvenal e Lindinalva: dois casais que conquistaram o público em "Gabriela"

Walcyr Carrasco está escrevendo com competência a nova adaptação da obra de Jorge Amado e vem apresentando uma boa novela para os telespectadores que ficam até tarde esperando a trama começar. "Gabriela" --- apesar dos protestos de alguns por não estar retratando fielmente o livro e nem a novela exibida em 1975 --- tem sido um ótimo remake e várias cenas são merecedores de elogios, assim como grande parte do elenco escalado. Mas se o romance de Nacib (Humberto Martins) e Gabriela (Juliana Paes) não agradou nesta nova versão, não se pode negar que dois casais despertaram a paixão do público: Mundinho Falcão e Gerusa, assim como Juvenal e Lindinalva.


Este quarteto sempre protagoniza grandes cenas. Os atores conseguem brilhar tanto nas situações de romance quanto nas sequências mais pesadas de "Gabriela". Mateus Solano, Luiza Valdetaro, Marco Pigossi e Giovanna Lancellotti são muito talentosos e se destacam em meio a uma história que mescla política, conflitos amorosos e costumes rigorosos de uma época, onde a mulher era, quase sempre, tratada como lixo e não tinha vez.

Se antes Gerusa era uma moça submissa e que aceitava as ordens de seu avô (Ramiro Bastos - Antônio Fagundes), ao se apaixonar pelo inimigo número um do Coronel, passou a perceber que os ideais feministas de sua melhor amiga (Malvina - Vanessa Giácomo) não eram tão absurdos quanto supunha. Assim, a personagem passou a
ceder aos encantos de seu grande amor e, enfim, teve a primeira noite com Mundinho. Uma cena linda e muito bem interpretada pelos atores. O entrosamento entre Mateus e Luiza ficou evidente desde o início e a boa aceitação do romance é natural. O ator também mostra talento quando o ativista político enfrenta Ramiro de igual para igual e a atriz emociona quando Gerusa sofre por não poder casar com quem quer. São tipos bem escritos e defendidos com competência pelos intérpretes.

Outra trama que sempre mostrou sua força nesta nova adaptação foi a triste história de Lindinalva. É uma personagem que sofre muito e já entrou para a galeria de mocinhas que mais padeceram em uma novela. Impossível o telespectador não se envolver com esta cativante menina que perdeu os pais, foi estuprada pelo noivo, hostilizada pela cidade e virou prostituta por não ter casa para morar. Seu romance com Juvenal apenas enriqueceu um núcleo que já fazia muito sucesso com o público. Nos recentes capítulos, o rapaz descobriu que Berto (Rodrigo Andrade) havia tentado matar Lindinalva a mando de Dorotéia (Laura Cardoso) e deu uma surra de chibata no irmão na frente da cidade toda. Antes disto, o casal já havia se reconciliado em uma bonita cena, onde Teodora (Emanuelle Araújo) conta para ambos que tudo não passou de uma armação da família de Juvenal. Marco Pigossi e Giovanna Lancellotti têm química e a torcida que seus personagens despertaram nos telespectadores é imensa.

O remake de "Gabriela" é justamente interessante porque não parece uma cópia do livro ou da novela original exibida anos atrás, e sim uma nova adaptação, havendo outros destaques e despertando novas paixões. Em 2012, Gabriela e Nacib não tiveram vez. Atualmente, os casais que conquistaram os telespectadores são Mundinho Falcão, Gerusa, Juvenal e Lindinalva. Um quarteto bonito de se ver.

29 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Sergio, creio q a falta de empatia do público com as personagens Grabiela e Nacib deve a má escalação dos atores que as interpretam. Abçs

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, concordo com vc, eu assisto pouco mas o casal Gabriela e Nacib de fato p mim não tem brilho, prefiro os outros que vc citou! Abraçoossss

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também gosto desses casais, tanto pelo enredo quanto pelas convincentes atuações.
Concordo com os comentários abaixo, de que Gabriela e Nacib não conseguiram me empolgar, nos dois aspectos mencionados acima.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Sérgio!
é...penso que Gabriela, não traz nada de novo e o que assistimos até agora é o que já estamos cansados de ver em várias novelas que abordam o Nordeste, fora a falta de empatia dos protagonistas, apesar de ser uma telenovela com um trabalho estético impecável. Creio que o conteúdo é um arrastado reciclar de estereótipos e tipos, apesar dos quatros personagens que "cairiam nas graças do telespectador"...e que você citou ter se destacado um pouquinho mais...vamos aguardar!
Obrigado!
Boa quinta feira!
Abraços

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, pra começar, me atendo ao quarteto, de fato os dois são os melhores pares de Gabriela. Gerusa, a típica moça sonhadora, que aos poucos foi adquirindo idéias mais contestadoras, graças à amizade com Malvina e o namoro com Mundinho Falcão. E Lindinalva, a moça sofrida, que perdeu os pais, se prostituiu pra tentar sobreviver, sofreu um atentado, foi tachada de quenga pela sociedade machista da época, etc... Difícil não se encantar com o drama dessas duas.

Juvenal, um jovem que primou pela sensibilidade, uma vez que visitava o Bataclan não para transar e assim ganhou uma ótima confidente. E Mundinho, um jovem gentil, de novos ideais, sem medo de contestar a velha política da época. Dois grandes personagens masculinos em meio a tantos deploráveis, como Berto e Rômulo (isso sem contar os coronéis).

Falando de uma forma racional, é fato que Gabriela e Nacib versão 2012 não emplacaram. O desempenho da Juliana Paes poderia ter rendido mais? Poderia. Mas sei lá, não consigo de nenhuma forma odiar sua Gabriela nem achá-la idiota, retardada ou coisas do tipo. O Nacib me irrita infinitamente mais, ele é quem não entende a mulher que tem e cai facilmente nas armadilhas da Zarolha.

Parece até que, pela escalação dela ter dividido opiniões, fica uma sensação chata de que é obrigatório achar a Juliana péssima no papel e é com isso que eu não concordo nem um pouco, não acho justo dizer que a culpa da personagem Gabriela de 2012 não ter rendido é única e exclusivamente da atriz. A própria história da segunda versão também não permite à JP muita coisa. A própria Vanessa Giácomo, que você considera que seria uma Gabriela perfeita, pra mim, tá com um papel que permite muito mais possibilidades de se destacar e vem fazendo isso com louvor, por isso que é uma das melhores. Bem, não vou mais me estender, acho que vc sabe bem que eu gosto da Gabriela da Juliana, mesmo que seja o único... rsrsrsrs...

Pra descontrair: já viu o segredo da véia Dorotéia? rsrsrsrs Abraços!

Anônimo disse...

Sérgio muito bem colocado! adoro esses casais, eles salvam a novela Gabriela. Atualmente são dois dos tres casais que mais gosto nas novelas globais, vindo logo depois de roni e suelen de avenida.Além de um ótimo texto belíssimas interpretações, impossível não se emocionar!!

Barbie Californiana disse...

Adoro Gabriela, mas fiquei um tempinho fora e nem pude acompanhar... vi só ontem e gostei!
Obrigada pelo carinho de sempre, Sergio... beijos e linda tarde!

Rita disse...

✫. `⋎´ ✫❤✫..
Boa tarde!!
Como já li o livro, e assisti a outra
Gabriela, não posso dizer nada,dessa
pq não vejo, só sei dizer que os
artistas são ótimos
Abraços com carinho
Rita!!!
✫. `⋎´ ✫❤✫..

Regina Rozenbaum disse...

Como escrevi assim que começou o remake, o horário me condena... Morfeu é ciumento de um tanto, o que me fez assistir a poucos capítulos. De qq maneira me divirto é com o trabalho de interpretação de Marcelo Serrado.
Beijuuss n.a.

Fabio Dias disse...

Sérgio eu fico impressionado com sua criatividade em atualizar seu blog!
Sozinho e sempre consegue desenvolver temas sobre as tramas em exibição!

E esse é mais um ótimo!
Os casais citados são lindo de se ver!
Gabriela me surpreendeu muitoooooo

Sérgio Santos disse...

Oi Eder, é exatamente isso. Os atores não convenceram e o casal não agradou. Na segunda semana de novela já estava havendo rejeição. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, obrigado pelo comentário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, é isso. O casal 'teoricamente' protagonista ,não emplacou e o fraco desempenho dos atores foi fatal para a rejeição. Esse quarteto despertou a paixão do público logo de cara. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, obrigado pelo seu comentário. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, sim as histórias das duas é muito mais rica que a da Gabriela, sem dúvida, mas se as atrizes fossem fracas muito provavelmente também fracassariam.

Discordo da sua opinião de dividir a culpa do fracasso do casal protagonista. Não acho que Walcyr tenha culpa, uma vez que o início da história a Gabriela não aparece muito mesmo e só vai crescendo aos poucos. Dessa vez isso não evolui porque a Globo fez uma pesquisa com um grupo de discussão (o que ela sempre faz) e a equipe da novela descobriu o que todos os internautas já estavam casados de saber: que justamente ela e Nacib eram a parte rejeitada da novela e Marcelo Serrado também não agradou. Coincidência ou não, os três personagens tiveram as respectivas importâncias bem diminuídas e as tramas paralelas foram se sobressaindo mais e mais. Então vejo como culpa deles sim, mas respeito sua visão e sei que você gostou da escalação da Juliana desde o início.

Ah, sim, eu li sobre a Dorotéia e sobre o caso do Pirangi! Walcyr é um gênio! rsrs Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi "anônimo" é um belo quarteto, né? O sucesso e a boa aceitação são merecidos. Bons atores e bons personagens. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Corrigindo minha resposta ao Thallys: *são muito mais ricas

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, senti sua falta. Foi bem de viagem? Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, obrigado pelo comentário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Regina, sim o horário acaba impossibilitando muita gente de acompanhar mesmo. Normal. Olha, você é uma das poucas que gosta do desempenho do Serrado no remake. rs Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Fabio, olha as ideias costumam vir espontaneamente. Mas é bem difícil manter o blog atualizado, às vezes nem dá. Ante publicava bem menos textos e depois fui aumentando como você notou. Mas não sei até quando vai durar. rs

Gabriela é muito gostosa de se assistir. Sempre confiei no trabalho do Walcyr e mais uma vez não me decepcionei. Abração.

✿ chica disse...

Infelizmente, só ouço as críticas e leio.Não vejo! Como vês, não vejo quase nada na tv. abração,lindo fds!chica

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Seu trabalho com este espaço é digno de nota. Suas observações e artigos são ótimos e muito agradáveis de ler. Parabéns!

Comungo da opinião quase geral de que o casal dito protagonista perdeu espaço em razão de um desempenho que não convenceu e nem agradou, talvez por falta de sintonia e carisma.

Ótimo dia.

Beijo.

ELAINE disse...

Amigo Sérgio! Como está você? Desculpe pela demora.... Não tenho conseguido visitar a todos como gostaria..... Parabéns pelo texto, como sempre, muito bem escrito! Apesar de não assistir, às vezes dou umas espiadinhas básicas.... Concordo com você quanto às interpretações comentadas; Mas, em minha opinião, apesar de admirar o talento de Juliana Paes, este personagem não foi feito pra ela.... Será que nunca, ninguém pensou em Morena Bacharin?... Um abençoado e feliz final de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

MARILENE disse...

É até bom que o casal principal não tenha merecido aplausos (rss), porque deixou espaço para outros grandes atores. Não consigo ver neles o charme de Gabriela e o encanto de Nacib. Não convencem. E você deu relevância a quem, de fato, está a nos alegrar. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica, obrigado pelo comentário e por vir ao meu blog mesmo sem ver muita tv! Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, você sempre carinhosa, obrigado. Sim, houve falta de sintonia no casal principal assim como erro na composição dos personagens. O resultado perante o público foi fatal. Já o quarteto é encantador. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Elaine, obrigado pelo comentário. Não há problema algum. Sim, o Walcyr não a queria como Gabriela, mas os diretores impuseram a escolha, fazer o que. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Marilene, obrigado pelo comentário. Olha, analisando por esse ângulo até que tem sentido. Os outros se beneficiaram mesmo e não jogaram a chance única fora. Beijos.