terça-feira, 4 de junho de 2013

Apesar do novo cenário, "Encontro com Fátima Bernardes" continua sem despertar interesse

No dia 25 de junho de 2013, o "Encontro com Fátima Bernardes" completa um ano de vida. Sendo tratado como a grande promessa das manhãs da Globo, o programa ---- que 'tirou' Fátima da bancada do "Jornal Nacional" e a lançou como apresentadora ----  causou uma grande frustração após a aguardada estreia. Um cenário escuro e que nada combinava com o horário matutino gerava um desconforto em quem assistia, o formato era cansativo e o conteúdo da atração também não ajudava. O tempo foi passando e os ajustes foram acontecendo esporadicamente. Atualmente é possível ver um 'amadurecimento' do programa.


Não que muita coisa tenha mudado desde então, porém, após a entrada de Boninho na direção-geral --- em fevereiro ---, a atração passou por leves alterações e um dos principais equívocos já foi consertado: o cenário. Essa foi justamente a mudança mais drástica. Agora o "Encontro" parece mesmo que foi feito para as manhãs da Globo. O palco ficou mais espaçoso sem a presença da plateia, enquanto que as cores ficaram mais alegres e vivas. Agora também há um espaço próprio para as bandas e os convidados ficam todos sentados juntos. Não há mais aquelas cadeiras que circuncidavam o palco, fazendo a apresentadora rodopiar o tempo todo para ouvir as pessoas. Foi uma mudança radical e bem-vinda.

Também é possível observar que o programa está mais musical e prioriza mais a exibição de matérias, ao invés de ficar muito tempo focado nos debates sobre os temas propostos. Entretanto, com exceção do cenário, são
alterações muito sutis. Apesar das boas intervenções de Boninho, o "Encontro" ainda está muito longe de ser um produto atraente.

A atração peca pela abordagem de assuntos que já foram amplamente explorados e ainda tem a dura missão de evitar repetir temas abordados recentemente no "Mais Você" e "Bem Estar". Para piorar, ainda leva artistas e especialistas para debaterem 'ao vivo' inúmeras questões, sendo que muitas delas são complexas ou desinteressantes demais. E quase sempre os 'famosos' (atores, atrizes, cantores...) pouco acrescentam com suas declarações, deixando a (óbvia) impressão de só estarem lá para atrair o telespectador.

Fátima Bernardes está bem mais à vontade no comando, porém, ainda não conseguiu controlar sua ansiedade. Muitas vezes é perfeitamente possível perceber que a apresentadora está querendo que o convidado pare de falar por causa da falta de tempo. Claro que é necessário controlar a duração do programa, afinal, a grade da emissora não pode atrasar, entretanto, esse controle não pode ser transmitido para o telespectador. É necessário que haja a sensação de um bate papo descontraído e sem qualquer tipo de preocupação com o tempo.

O "Encontro com Fátima Bernardes" está em pleno mês de 'aniversário' mas não tem muito o que comemorar. Com uma audiência praticamente estabilizada em torno dos 6/7 pontos, o programa não desperta interesse e pouco repercute. Apesar da mudança bem-vinda no cenário e das alterações sutis no formato, que transmitiram uma boa sensação de amadurecimento, ainda há muito o que fazer para deixar a atração de fato interessante. Boninho tem muito trabalho pela frente.

45 comentários:

paulo disse...

Esse programa é de uma inutilidade que não tem tamanho. É um superpop matutino um pouco menos apelativo. Que mico ver a insossa apresentadora "debatendo" assuntos nada interessantes e as vezes até dançando(mico total), cantores e grupos musicais chatos, e atores da casa batendo cartão ali. Com o salário dela eu preferia a geladeira e ia aproveitar a vida, fazia umas viagens e ainda levava junto a Xuxa e cia. Mas a TV nesse ponto se parece com a politica, quem experimenta não quer mais sair.
ABRÇS!

Carlos disse...

O problema é que as manhãs da Globo estão muito adultas. Sei lá, acho que o programa dela deveria ser de tarde e com uns temas mais interessantes, mais dinamismo e matérias. Preferia o palco de antes, era mais convidativo e sério. Agora tá feliz demais pra um programa que quer ser sério. Eles separaram tanto que se a Fátima quiser pode até chamar alguém pra participar da gincana do dia rsrs.

Engraçado que no JN, a Fátima parecia muito carismática, mas com um programa próprio... Mas ainda acho que o maior erro é o trio: mais vc, bem estar e encontro. É muito programa "dona de casa" de uma vez só. Se ainda tivesse um jornal entre eles, acho que daria um diferencial. Ou até um infantil. Mas como eles querem abandonar essa ultima opção.

Abraços

eder ribeiro disse...

Sérgio, nunca assisti ao ECFB, mas lendo a sua crítica, fico com a impressão q o programa dela copia o Altas Horas, é isso mesmo? O q eu posso dizer é q a saída dela do JN fez um bem ao mesmo, pois a Patrícia Poeta casou bem com o JN. Abçs.

✿ chica disse...

Assisti metade de um programa dela até hoje. Mas leio, ouço as críticas e não emplacou mesmo. E ela é tão querida por todos, pena! abração,chica

Patricia Galis disse...

Tbm fico pensando o que falta?
Talvez seja culpa da globo que trás e programas que as vezes tratam do mesmo tema sei lá..

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde
Sérgio
A Fátima continua linda.Eu gostava do antigo cenário, achava "divertido" com a participação do público. Alguns temas do dia era meio previsível e chato,mas no geral, não era um bom programa. Pela foto achei que o cenário ficou um pouco frio….
Obrigado!
Boa semana
Abraços

Anônimo disse...

Quem gosta de TV e não tem cabo hoje em dia tá lascado. A programação em geral é totalmente desinteressante. Aguentar Mais você+bem estar+fatima Bernardes é pra leão! Ou aturar João Kleber na redetv, carrossel DESanimado no sbt, mas talvez o melhorzinho ainda seja o hoje em dia na Record.

Adriana Helena disse...

Sérgio, tudo bem amigo?
Boa tarde!
Ah, já tive a oportunidade de ver esse programa duas vezes...
Na verdade, nem reparei no cenário, sou tão distraída para essas coisas e agora que você muito bem me informou sobre a mudança, fiquei até curiosa para dar outra olhadela..rsrs

Mas sabe Sérgio, o programa é desinteressante: Você disse tudo! Os convidados estão lá para chamar a atenção, entretanto os debates se tornam cansativos e repetitivos por demais!
A Fátima até que se esforça, mas considero que ela tem talento para o jornalismo e não para um programa de variedades e comportamento! Ela tenta ser simpática, natural... mas até o sorriso sai forçado! Mas como você disse, deve ser pressão dos horários não é mesmo?
Preferia ela na bancada do Jornal Nacional!

Bem amigo, obrigada por mais essa excelente análise!!
Beijos e uma semana maravilhosa!! :)

Clau disse...

Olá Sérgio,tudo bem?!
Podem colocar o cenário que for...
a apresentadora não dá conta do recado.
É uma excelente jornalista,mas tem uma simpatia forçada e o conteúdo do 'Encontro' é irrelevante.
Acho que nem o boninho salva essa atração.
Bjs \o/

Rita disse...

Olá Sergio, tenho assistido sempre o programa, talvez não da tanto ibope por ser no horário do almoço,acho legal os assuntos que são muitos, mas
como vc disse é pouco tempo para discutir, quando começa ficar bom ,vem outro assunto ou musica.
Mas eu adoro a Fátima acho ela um encanto, uma mulher que sabe se comportar muito bem,o cenário achei meio frio, mas quem sabe da uma melhorada
Abraços
Rita!!!

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio. Se mpre admirei muito a Fátima Bernardes:talentosa,inteligente,sempre atenta e corajosa pela mudança que fez. Mas, acredito que o grande problema é que ela não é das manhãs,acredito que funcionaria mais se o programa fosse à noite, também com modificações.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Um ano já? O tempo está mesmo voando-rsrs.
Não assisto o programa. Já ouvi opinião no sentido de que ele havia melhorado, mas opinião por opinião, fico com a sua, que é mais abalizada.
Tomara que o programa ajuste seus ponteiros, pois a Fátima merece destaque. Não é fácil pular de jornalista para apresentadora, pois esta função exige muito preparo, desembaraço, carisma e até um pouco de autoridade, para manter a ordem entre os participantes.

Beijo.

Barbie Californiana disse...

Como apresentadora, a Fátima Bernardes é uma ótima jornalista, Sérgio... rs rs rs beijins

Regina Rozenbaum disse...

Não posso dizer nada a respeito pois nunca assisti a um sequer. O que ouço de quem já viu é o que o pessoal aqui já comentou:sem graça,bobinho demais, etc e tal...e tb o que a moça Barbie disse aí!
Beijuuss

Paty Michele disse...

Ah, eu gosto...
é um dos poucos programas da TV aberta que eu assisto, pq passa na hora em que e estou na esteira. rsrsrs
Mas sempre tem algo de interessante, um tema, um convidado.
Enfim, vamos aguardar melhoras.

bj Sérgio.

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, eu digo que o programa alterna altos e baixos, porque de vez em quando sai uma pauta mais inspirada. O quadro de música com o Branco Mello, por exemplo. Mas de fato, no fim das contas, o Encontro ainda não disse a que veio. A Fátima melhorou, mas ainda parece não ter se livrado totalmente do jeitão formal após mais de 20 anos de jornal.

Para as emissoras em geral, tem sido quase impossível fazer esse tipo de programa sem cair na repetição. Ainda mais quando pautas parecidas são temas de outros programas. Nessas, é difícil não mencionar o exemplo do SBT, que se manteve fiel ao público infantil e, por isso, brigado de igual pra igual no horário. Abç1

Ana Paula Filgueiras disse...

Acho que esse programa não é feito para a pessoa parar e assistir. Nesse horário as pessoas estão fazendo outras coisas: na academia, na cozinha ou na espera em um consultório. Eu assisto uns pedacinhos pq também estou sempre ocupada com algo. Gosto do programa pq é leve e superficial e ajuda a fazer o tempo gasto com coisas chatas passar mais rápido.

Sérgio Santos disse...

Paulo, vc e seus radicalismos. Acho programa chato mas daí a compará-lo com o Superpop... Calma lá... O "Encontro" não tem nada de baixaria, muito pelo contrário. E nem se compara a Fátima com a Luciana Gimenez... Sobre as bandas, é aquilo que já falamos várias vezes, é o que o mercado tem a oferecer. Uma legião de coisa ruim para uma coisa boa perdida. Isso não é culpa do programa. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Achava aquele cenário ruim, Carlos, porque ficava focalizando na cara de tédio da plateia. Fora que eles ficavam que nem múmias com medo da câmera filmar qualquer coisa. E, involuntariamente, acabava lembrando aquele finado programa da Silvia Popovic.

A Globo tirou a TV Globinho do ar porque há anos que estava perdendo para o SBT (que tb exibe desenhos) e pro Hoje em Dia. Agora, mesmo tendo pouca repercussão, o programa ao menos ganha da Record. Nisso eles acertaram. Só que tinham certeza que daria mais de dois dígitos e isso só aconteceu na estreia.

Acho o Bem Estar um bom programa e o Mais Você está bem mais agradável. Porém, esse da Fátima ainda tá bem errado. Não sei se tem solução, mas enfim... Abraços.

Sérgio Santos disse...

Não, Eder, é bem diferente. A plateia não interage muito não, só esporadicamente. É um programa de debates mesmo. Nada demais abçs

Sérgio Santos disse...

Eu tb quase nunca vejo, chica. Aliás, precisei deixar gravando pra poder escrever algo sobre. bjs

Sérgio Santos disse...

Essa pergunta é pertinente, Patrícia. Difícil saber o que falta. Claro que em comparação com o início, melhorou muito. Mas ainda segue desinteressante. bjs

Sérgio Santos disse...

Felis, realmente a plateia perdeu a 'importância'. Foi jogada lá pro fundão. Talvez por causa das críticas que surgiram em cima do "desânimo" do público presente. abraços.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, a programação matutina é praticamente voltada para mulheres e crianças. E, obviamente, acaba ficando repetitiva. abç

Sérgio Santos disse...

Adriana, obrigado pelo carinho de sempre. Os atores só vão lá para atrair público. Nas vezes em que eu vi pouco acrescentaram ao debate. Ás vezes há um assunto bom, mas costuma ser exceção. Beijos!!!

Sérgio Santos disse...

O Boninho conseguiu dar uma boa melhorada, Clau. Embora, como eu disse, ainda não tenha conseguido atrair o interesse do público. Fátima quis tanto esse programa que a Globo acabou cedendo. bjssss

Sérgio Santos disse...

O horário não é lá muito bom mesmo, Rita. Boninho deu uma melhorada, mas nada de mt significativo. Quem sabe com o tempo... bjssss

Sérgio Santos disse...

Cléu, talvez o programa ficasse melhor de tarde, no lugar do esgotado "Sessão da Tarde". Mas acho impossível a Globo fazer isso. bj

Sérgio Santos disse...

Pois é, Vera, dia 25 completa um ano. Passou rápido mesmo. Melhorar, melhorou mesmo. Mas, tirando o cenário, não foi nada mt significativo. A Fátima se arriscou mt ao sair de sua posição de conforto. Mas era um desejo antigo dela. Beijos!!!!!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie. Ela ainda não está totalmente à vontade mesmo. Isso fica bem claro. bjão

Sérgio Santos disse...

Regina, obrigado pelo comentário. bjssss

Sérgio Santos disse...

Paty, vc continua nessa neura de emagrecer, é? Não acho o programa uma porcaria, apenas desinteressante.l Claro que de vez em quando deve surgir algum tema interessante. Eu fiz questão de gravar o programa em que foi o elenco de Guerra dos Sexos. HNesse dia, eu confesso, gostei muito. O papo foi descontraído e foi mt bom ver Silvio de Abreu, Irene Ravache, Glória Pires, Tony Ramos, Mariana Ximenes e Gianecchini conversando. bjssss

Sérgio Santos disse...

Isso é, Thallys. Às vezes surge um bom assunto. Aí o programa rende. Esse quadro do Branco eu acho bem chato, confesso. Vi umas duas vezes e não gostei. Provavelmente porque as bandas escolhidas não eram do meu agrado, mas enfim...

Fátima tá bem melhor mas ainda vejo nela muita ansiedade que acaba transparecendo. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Isso é, Ana. Nessa hora as donas de casa estão preparando o almoço e outras pessoas estão na rua ou então em algum consultório na sala de espera. Bjsssss

Raylan disse...

O programa deveria ser no período da tarde no lugar da "Sessão da Tarde", pois de manhã já tem o "Mais Você" da Ana Maria Braga, que convenhamos é bem mais interessante. Podemos dizer que o "Encontro" foi um insucesso anunciado, visto que não tem cabimento três programas adultos seguidos no mesmo período, acaba não tendo como não repetir pauta ou convidado. A Globo até poderia esticar o Bom Dia Brasil e empurrar o "Mais Você" para mais tarde. Ou voltar com a TV Globinho, que ao menos tinha a função de criar o público futuro.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo, Sérgio. A expectativa em torno da saída da Fátima Bernardes da bancada do JN e da estreia do Encontro era grande e foi minguando, minguando... Raramente, os assuntos e os convidados são interessantes. O meu preferido foi a apresentação de André Rieu e também alguns cantores convidados. Lembro que as maiores audiências aconteceram de maneira pontual: quando Fátima falou de futebol e de Avenida Brasil. Ela continua pouco natural.

MARILENE disse...

Você sempre faz avaliações bem fundamentadas. Nem acredito que já se passou um ano! Não assisti nenhuma vez o programa e não tenho obtido referências estimulantes dele. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Raylan, também acho que esse programa tem tudo a ver com o horário vespertino. A Sessão da Tarde só tem filme repetido, poderiam muito bem substituí-la pelo "Encontro". Mas a Globo é muito "turrona" nisso de mexer na grade. Acho que a TV Globinho deveria acabar mesmo porque perdia quase sempre pra concorrência. Ficou de bom tamanho só aos sábados. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Elvira, não tenho como estabelecer um preferido porque pouco vejo. Mas eu gostei muito do especial sobre Guerra dos Sexos. Ali eu vi um bom programa. Mas foi uma exceção. Também não acho a Fátima natural. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Marilene! Pois é, dia 25 completa um ano. Passou rápido. bjs

Carlos disse...

Mas o programa era um tédio. Eles ficavam parados sem dar pitaco. Não querendo comparar, mas nisso eles podiam copiar a plateia de Casos de Família ou do João Kléber. Não vou nem na baixaria, poderia ser do Silvio Santos. Mas a Fátima não tem esse apelo popular pra lidar com o público.

Quanto ao TV Globinho só perder, vamos combinar: repetiam os mesmos desenhos sempre e para piorar faziam que nem no vídeo show, com os apresentadores falando textos decorados. Como ganhar com um programa porco desses? Acho que um programa infantil sairia mais barato do que essa chatice de encontro que todo mundo só dá bolo.

Bem Estar é bom, Mais Você acho muito parado, mas por ser um programa "café da manhã" é aceitável. Só que aí está o problema. Os 3 programas são "café da manhã", são paradinhos, bem feitinhos, não tem tempero. Deles só gosto do bem estar, um programa útil no meio de tanta inutilidade na tv brasileira.

abraços

Abraços

Sérgio Santos disse...

Por isso mesmo, Carlos, já que o programa é um tédio nada mais normal do que colocar a plateia pro fundão. A Fátima não tem mesmo apelo para lidar com o público.

Sobre a TV Globinho eu não sabia que reprisavam desenhos, mas o SBT deve reprisar também, isso é normal quando acabam as temporadas. E até no sábado, a TV Globinho tem lutado para ficar em primeiro. Ou seja, a Globo se livrou de um tormento. Aqueles apresentadores mirins eram péssimos mesmo. Mas hj em dia criança não gosta mais desses programas estilo Xuxa e Eliana de antigamente. Agora é só desenho msm e olhe lá.

O Bem Estar e Mais você são interessantes, mas é verdade, com a entrada do Encontro ficou muita coisa 'parecida' no ar. abraços.

Anônimo disse...

Fatima você e boa apresetadora mas este programa é uma merda é mais um lixo da globo bado de metidos fale sobre a realidade do brasil nasistas

Anônimo disse...

Não acredito que esse programa tem 9 potos quem ver esse programa ?

Anônimo disse...

Uma pergunta pra globo voces são nazista ?