sexta-feira, 7 de junho de 2013

Saída de Gugu Liberato expõe amadorismo da Record e destaca o período crítico da emissora

Mergulhada na crise e abusando das demissões nos últimos meses, a Record viu sua ferida ser novamente exposta na última quinta-feira (06/06), com a ampla divulgação da notícia a respeito da saída turbulenta do Gugu. Depois de muitas especulações, a situação finalmente foi confirmada. Após quatro anos, Gugu Liberato deixou a emissora de uma forma nada amistosa. Pressionado por causa do corte de verbas do seu programa, o apresentador resolveu sair mais de quatro anos antes do término do seu contrato, expondo ainda mais o período crítico da emissora.


Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, Gugu não via mais condições de fazer o programa, uma vez que a emissora cortou quase todas as suas verbas de produção. Por causa do elevado salário do apresentador (algo em torno dos três milhões), os bispos da Universal já estavam pressionando para que houvesse uma redução brusca de custo no "Programa do Gugu". Apesar do rompimento representar um alívio para as finanças, obviamente que essa saída do Gugu expôs ainda mais o período crítico da Record, piorando a imagem da empresa. 

Seduzido pela proposta milionária dos bispos e acreditando na promessa de que teria um talk show na RecordNews (o que nunca aconteceu), Gugu assinou o contrato com a concorrente do SBT em junho de 2009. Ele foi apenas um dos artistas contratados a peso de ouro na época em que a Record ostentava sua fortuna para
tirar vários profissionais da concorrência em busca da tão sonhada liderança. Vários atores, jornalistas e diretores da Globo também fizeram parte desse pacote. 

Entretanto, o primeiro lugar não chegou e todo esse dinheiro investido acabou não surtindo o efeito esperado; até chegar o momento da emissora ver sua já consolidada vice-colocação ameaçada novamente pelo SBT. O amadorismo envolvendo a 'overdose' de contratações ficou evidente. Não demorou muito para a crise se instaurar e chegar no ponto em que está: demissões, ameaça de terceirização em diversos setores e a extinção de vários programas. 

No caso da saída do Gugu, é bem provável que a Record coloque Rodrigo Faro e seu "Melhor do Brasil" aos domingos, deixando o horário de sábado vago. As minisséries bíblicas também serão novamente usadas como 'tapa-buraco' e o alvo da vez é "José do Egito", que já teve a exibição de um capítulo inédito confirmada para o domingo ---- sendo que a produção sempre foi exibida somente nas quartas-feiras e essa mudança representa uma gritante falta de respeito para com o público. Aliás, a audiência da trama vem caindo e não tem conseguido mais de 10 pontos de média. 

Infelizmente, mesmo diante da crise, os 'poderosos' da emissora parece que não aprenderam a lição. O vice-presidente Honorilton Gonçalves, bispo licenciado da Universal e braço direito de Edir Macedo, deu a seguinte declaração para a jornalista Keila Jimenez: "Esta é a fase mais importante da Record, pois estamos preparando a empresa para ser ainda mais competitiva para o caminho da liderança. A Record nunca esteve tão pronta para enfrentar a Globo." Como se observa, a arrogância continua presente e as promessas (as mesmas feitas em 2004) persistem. Como um eleitor sem esperanças nos políticos, fica difícil para o telespectador acreditar no que foi falado.

A obsessão pela liderança fez a Record meter os pés pelas mãos e todo esse período crítico não deixa de ser uma 'tragédia anunciada'. Se não fosse o alto investimento da igreja, não seria nada surpreendente se a emissora estivesse na mesma situação da Redetv!. Só não está porque há um forte suporte para isso. E ainda assim, mesmo com essa gorda ajuda, não conseguiu se livrar dessa avalanche de demissões e corte de custos implantados.

Com a saída de Gugu, não há mais nenhuma figura de peso da concorrência na Record. Todos que saíram das suas respectivas emissoras já fizeram o devido caminho de volta. No caso do apresentador, não dá para saber se ele voltará para o SBT como fez Eliana, até porque Celso Portiolli assumiu o "Domingo Legal" e dificilmente abrirá mão por Gugu. Entretanto, não há dúvida que para a emissora dos bispos ele não volta mais. 

Os bispos compraram a Record e quiseram fazer dela uma cópia da Globo. Por um tempo essa estratégia até chegou a funcionar e eles conseguiram tirar a vice-colocação que o SBT ostentava há anos. Novelas muito bem produzidas como "Essas Mulheres" e Prova de Amor" fizeram um merecido sucesso, enquanto que o "Domingo Espetacular" chegava a ameaçar a liderança do "Fantástico". Porém, os anos foram passando e a emissora foi se perdendo: mudanças constantes na grade em busca de um maior ibope, novelas fracassadas e programas que abusavam de reportagens apelativas começaram a fazer parte da rotina da empresa. Com isso, a Globo continuava líder sem ser importunada e a diferença entre Record e SBT foi diminuindo. O sinal de alerta começou a gritar em 2012, mas a crise chegou no ápice em 2013.

Edir Macedo e Honorilton Gonçalves estão vendo todos os seus devaneios irem por água abaixo, mas, infelizmente, quem está pagando caro por esse amadorismo são os funcionários da emissora. Vários profissionais foram demitidos e ao que tudo indica essa leva de 'cortes' ainda está longe de acabar. É lamentável ver tanta gente sendo colocada na rua por causa de um grande equívoco de planejamento e excesso de autoconfiança. O curioso é que nenhum 'poderoso' da emissora foi mandado embora. Fica parecendo que a culpa de toda essa crise atual é dos empregados. Mas não é.

A saída do Gugu não representa grande coisa para o telespectador. Seu programa era repleto de matérias apelativas e nos últimos meses só conseguiu audiência através da exploração da vida de um anão. A atração, aliás, nunca conseguiu o ibope que a Record almejou. Trocou de horário inúmeras vezes e ainda assim era comum ficar em terceiro lugar. A verdade é que o rompimento dessa 'relação' acabou sendo benéfico tanto para a Record quanto para o Gugu. O fato em si apenas serviu para expor ainda mais o período crítico que a emissora dos bispos enfrenta.

Se a Record não tivesse colocado a 'carroça na frente dos bois', como diz o ditado, não estaria passando por essa desanimadora fase e nem teria contratado tantos profissionais indiscriminadamente para depois ter que demiti-los de uma forma irresponsável. Agora resta recolher os pedaços e tentar uma volta por cima. Entretanto, se os 'poderosos' da emissora continuarem com o mesmo pensamento e a mesma ideologia de anos atrás, todo esse sacrifício terá sido em vão.

62 comentários:

Anônimo disse...

Quanto a "overdose de contratações" lembre-se que em 99 a globo abusou e tirou vários apresentadores das concorrentes: o Cazé da MTV, Jô e Serginho do SBT, Ana Maria Braga da RECORD, Luciano Huck da BAND, tudo de uma vez só. O primeiro ficou na geladeira, estreou e não ficou nem um mês no ar e teve seu contrato reinscidido voltando pra MTV. O mais você da Ana começou a ir ao ar a tarde e trocou de horário varias vezes até ir pra manhã. O Jõ nunca teve na globo com seu talk show a repercussão que tinha no sbt, assim como o Serginho tinha com o programa livre. Talvez o Luciano Huck tenha sido o único acerto dessas contratações. E qual o problema de uma emissora buscar a liderança se constantemente ela esta em segundo lugar, me parece lógico ou não? E crise de ibope pergunte a globo como andam suas novelas, sucesso?

Barbie Californiana disse...

Penso que o Gugu nunca deveria ter abandonado o SBT, Sérgio... e como diz o ditado: time que está ganhando, não se mexe! beijos e lindo final de semana.

Thallys Bruno Almeida disse...

Perfeito artigo, Sérgio. A coisa tá feia na Record. Uma hora ou outra a incompetência da cúpula da Record daria nisso.

Demissões nas produções, na dramaturgia, nos mais variados setores... menos na cúpula. Tirar os caras que causaram tudo isso que é bom, nada. E duvido mto que aconteça do jeito que tá. Cada entrevista que o sr Honorilton dá é um show de stand-up comedy. É uma resposta mais hilária que a outra de tão absurda.

Dona Xepa, por exemplo, mesmo com as qualidades, não me despertou o interesse de seguir acompanhando por causa dessas incertezas na grade. E eles vão continuar seguindo o horário das 22h como ideal. Negaram os rumores de cancelamento das outras séries bíblicas, mas José do Egito ir ao ar no domingo como capítulo inédito e ainda ter a cara de pau de chamar de exibição especial é demais pra paciência de qualquer um. E já tão cogitando o horário do Faro no sábado pra colocar o Cidade Alerta.

Enquanto a Globo se preocupou em desfazer a imagem de "sisuda" que ainda tem com certos setores buscando se aproximar do público especialmente no ano passado, a Record só fez afastar o mesmo público que conquistou com ataques a outros veículos de comunicação e matérias como a "defesa do Pica-Pau" e o ataque a "O Canto da Sereia".

Enfim, toda a soberba da cúpula da Record acabou dando nessa situação lamentável de demissões. A total falta de planejamento e o desrespeito ao telespectador com tanta mudança de grade contribuíram e mto. Abçs!

Thallys Bruno Almeida disse...

Sobre a audiência, o Programa da Tarde nessa sexta chegou a ficar em sétimo, perdendo até pra TV Cultura, com 1 ponto só. A única vez em que vi algo parecido foi quando a reprise de Vidas Opostas deu 1.2 no horário nobre.

Sérgio Santos disse...

Eu lembro disso, anônimo. Mas não há nada de errado em contratar um bando de gente desde que tenha condições para mantê-los. Ana Maria, Braga, Jô, Luciano Huck e Serginho Groismann foram demitidos 3 anos depois de contratados? Ou continuam na emissora cada vez mais estabilizados e tranquilos com seus programas?

É ótimo uma emissora almejar a liderança, mas ao declarar isso aos quatro ventos sem nem ao menos conseguir se fixar na vice-colocação, transmite uma total falta de planejamento, amadorismo além de arrogância ao desmerecer as demais concorrentes. A Record esbanjou dinheiro e não se preocupou com a chance da fonte secar. Isso é irresponsabilidade.

Vc acha mesmo possível comparar o período crítico da Record com as novelas da Globo? As novelas não andam bem de ibope mesmo, assim com as três anteriores que terminaram, entretanto, a audiência ainda é maior que todos os números somados das concorrentes. Vc acha mesmo que ela está com uma crise parecida com a da Record? Por favor...

Sérgio Santos disse...

Olha, Barbie, sempre considerei o Gugu um bom apresentador, mas depois daquele caso da contratação de ator para fingir que eram sequestradores ele se perdeu tanto... Acho que agora em qualquer emissora ele é ruim. Mas, de fato, essa saída dele do SBT foi um equívoco. bjs

Sérgio Santos disse...

A situação não tá boa mesmo, Thallys. E ainda li no Flávio Ricco que Lauro César Muniz e Marcílio de Moraes estão sem projetos. Ou seja, estão esperando mesmo pra ver no que vai dar a novela do Carlos Lombardi. Sim, Dona Xepa tem qualidades mas já teve uma queda vertiginosa de audiência.

Exibir capítulo inédito de José do Egito no domingo é o cúmulo da falta de respeito com quem assiste.

Fiquei surpreso quando soube que Programa da Tarde ficou em sétimo. Gostaria de saber o que o Britto Jr. acha disso já que ele fez questão de menosprezar o Encontro com Fátima Bernardes antes de estrear isso.

Também não acho que algum bispo sairá e isso só causará mais danos à Record. A emissora precisa se desvincular da igreja, mas isso é impossível. Abraços.

Mary disse...

e gostava muito da record de alguns anos, época de a escrava isaura e essas mulheres, toda programação era atrativa, até a tardinha costumávamos ver alguns telejornais mais divertidos que eram apresentados.. agora está um caos.. li sobre a demissão em massa e já fiquei pensando como pagariam o gugu, que ganhava muito, ele saiu do sbt reclamando e agora da record tb.. agora é esperar pra ver onde irá se colocar.. qto à record, se eles não mudarem um tanto a mentalidade e reorganizarem bem a programação, não sei como vão se recuperar.. beijos mil e ótimo final de semana..

Anônimo disse...

Engraçado o Sergio, quando é pra defender a globo fala que o ibope é muito maior que o das concorrentes mas não admite que para os padrões dela, a tal meta, é baixo sim! Ou vai dizer que a globo esta satisfeita com o ibope atual das suas novelas? Se uma produção não atinge a meta estabelecida com os anunciantes no horário é prejuízo pra globo do mesmo jeito. E até onde eu saiba o gugu não foi demitido mas pediu demissão, ou seja, vai ter de reembolsar a record por quebra de contrato. E vem ai A Fazenda, com ibope ou não é o melhor reality da TV.

Sérgio Santos disse...

Oi Mary. O remake de Escrava Isaura foi bom esmo. Mas a Record foi se perdendo e metendo os pés pelas mãos. Imagina a situação de todos esses profissionais demitidos? Coitado foram penalizado por causa do erros dos outros. Bjs e bom final de semana.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu não estou defendendo a Globo, eu estou apenas colocando um fato. Eu concordei que as audiências não estão boas e, aliás, já disse isso aqui várias vezes. Porém, vc quis comparar isso com a crise aguda da Record, aí tive que lembrar que mesmo estando com as novelas em baixa, a audiência das mesmas ainda é maior do que toda a concorrência somada.

O Gugu pediu demissão porque tiraram dele condições de trabalho cortando os custos do programa. Dificilmente ele terá que indenizar a emissora, já o contrário poderá ser mais possível. Ou então ambos encerram o assunto como está.

Bem, as últimas edições da Fazenda foram imensos fracassos, incluindo a de Verão. Que bom que vc gosta. Terá um bom divertimento. Quanto a ser o melhor reality da tv, há muitas controvérsias.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia
Sérgio
Belo texto e análise!
Bem...quanto a audiência do Gugu,na Record, o resultado artístico obtido pelo programa nunca esteve nos melhores da casa.Portanto,os cortes de verba , considero até plausível e realizável.
Agora, que para a Record faltou preparo técnico, ou como vc disse,muita auto suficiência, não restam dúvidas.Não adianta ter dinheiro e não ter planejamento eficaz.Inclusive com as diversas mudanças de horário em sua grade. Enfim,me parece, que os bispos sabem mesmo é brincar de fazer televisão.
Obrigado pelo carinho de suas palavras em meu blog
Bom final de semana
Abraços


Sérgio Santos disse...

Isso é, Felis, os resultados nunca foram bons e os cortes eram mais do que justos. Mas foram feitos para obrigar o Gugu a pedir pra sair. Conseguiram o objetivo. Mas muitas vezes parece que os bispos usam a Record como um brinquedo para levantar o ego e atacar quem os desagrada. Abraços e não tem o que agradecer.

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Acho que colocar na geladeira é diferente de estar no ar!
O que faz um programa ir para o ar? Patrocínio...
Não adianta a emissora apostar num personagem como o Gugu e os patrocinadores irem para outro canal.
Nem sempre a culpa é da emissora, mas da credibilidade que o apresentador passa aos telespectadores. No SBT, o Gugu tinha muito apoio do SS e também saiu em um momento de crise. A minha curiosidade agora é saber para onde ele vai...
O tal do Celso Portiolli também é chato pra dedéu! Tanto ele quanto o Gugu parecem robozinhos cumprindo a mesma tarefa desde sempre! Está na hora de fazer algo mais substancioso, afinal, o povo não é mais tão ignorante...
Bom fim de semana!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Isso é como no jogo das cartas...
...baralham ...partem ...dividem e jogam com todos os trunfos e outros que vão descobrindo

✿ chica disse...

Nossa, nem sabia disso! Nunca mais o vi desde o SBT! Tomara se dê bem em alguma outra! abração,tudo de bom,chica

Aziza disse...

Celsinho Portioli é ótimo não falem mal dele! Sérgio gosto muito dos seus twitts estou conhecendo seu blog agora. Vc não acha que a queda do ibope tem haver com a popularidade dos canais a cabo e Internet?

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Ótima análise, Sérgio. Gugu deve estar arrependido por ter saído do SBT. Fica difícil trabalhar sob pressão, sob a ameaça de demissões, como vem ocorrendo. No passado, gostei de "Essas Mulheres", "Prova de Amor" e "Cidadão Brasileiro", mais recentemente, de "Rei Davi".

Letícia disse...

Bom dia Sérgio, tudo bem?

Pois é, a Record começa a pagar pela sua arrogância, aliás ela não e sim os funcionários que ela contratou a peso de ouro e agora são dispensados como se não fossem grande coisa. O grande problema da emissora é sua administração. Não houve a preocupação do proprietário de colocar no comando da rede profissionais de televisão (gente que trabalha e entende o funcionamento de uma emissora de tv, era o básico) e agora paga um preço por isso. Outro grande problema é não admitir isso. A administração de uma igreja-empresa é diferente de uma rede de televisão.

Mandar funcionários embora e não mudar a forma de gestão, ou melhor mudar a diretoria é continuar persistir no erro. No início o problema não era financeiro, afinal de contas a rede contava com o apoio do capital da igreja, mas agora parece que os dirigentes perceberam que fazer televisão é extremamente caro e precisa de retorno que vem com os anunciantes, se não há audiência, não há quem anuncie, não há retorno. Sem contar que ninguém com credibilidade irá querer seus produtos anunciados no em programas sensacionalistas e de quinta.

Ou os dirigentes da Rede Record, ou melhor ainda, seu proprietário, muda a forma de pensar e começa a ver sua emissora como uma empresa séria ou verá que ainda está no início do abismo.

Como disse a alguns posts atrás, o problema da Record é querer ser a Globo, mas obviamente que ainda não tem cacife para isso e falta do know how para isso. Como vê antes não era um problema de dinheiro, mas agora é, e quem não tem culpa é que paga dela imprudência e arrogância dos outros, como sempre a corda arrebenta do lado mais frágil.

Um abraço e um excelente final de semana...

paulo disse...

Olha, se eu fosse a globo dava uma reformulada na grade dela que tem programas, séries e novelinhas alí que vão completar 100 anos no ar daqui a pouco. Não vou nem citar quais pois o Sergio com certeza é fã e vai retrucar. Mas o ibope só cai a cada temporada, fato! E o gugu eu só gostava na época do viva a noiteeee!!!
Abrçs!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

É como dizem: 'quem não tem competência não se estabelece'. A Record já teve fase de acertos e chegou a transmitir uma imagem de boa concorrente em relação à Globo, mas faltou-lhe profissionalismo, ética e boa administração.
Gugu, por sua vez, deu um tiro no escuro quando trocou a Globo pela Record. Há muito deixei de apreciar os programas do Gugu e desde aquele episódio dos falsos sequestradores ele perdeu sua credibilidade. Lamento por ele, que tem qualidades como apresentador e espero que se acerte em outra emissora. Quanto à record, é aconselhável que o Bispo contrate alguém de gabarito para cuidar de sua gestão antes que seja tarde demais.

Como sempre, Sérgio, você é perfeito em suas considerações.

Excelente final de semana.

Beijo.

Paty Michele disse...

Não te falei? Amadores... e ainda por cima, ambiciosos!

Acho que Gugu já foi tarde,o programa dele não tem novidade, nem nada de interessante, só apelação.
Por mim ele fica fora do ar "ad eternum".

kkkkkkk

beijos.

Rita disse...

Olá boa tarde !!!
depois que ele saiu do SBT nunca mais
assisti o programa, então nem sei se está bom ou não, mas é uma pena que a emissora não vai bem ......tbém pelo que ele ganha la tem que sair mesmo né....muita grana para uma pessoa só eu acho!

Abraços de bom final de semana
Bjuss
Rita!!!!!
(¯`v´¯)
`·. ¸.·´
☻/
/▌

Clau disse...

Oi Sérgio!
No SBT até assistia vez ou outra,mas na Record,vi o Gugu pouquíssimas vezes.
Tô curiosa,pra saber qual o próximo destino dele.Mesmo tendo um estilo apelativo,ele é carismático.
Bjs \o/
Bom fim de semana.

Sissym disse...

Sergio,

Eu nao costumo assistir aos programas dele, mas alguns apresentadores tem passado por períodos conturbados em algumas emissoras desde a ultima decada.

Beijos

VERINHA TIBURSKI disse...

Oi Sérgio tudo bem?
Concordo com você, no começo do domingo espetacular, achamos com certeza que iria bater o Fantástico, as matérias eram excelentes, mas com o decorrer dos anos decaiu muito a qualidade do programa, nunca assisti uma novela da Record, nada convidativa. O Gugu sinceramente fez muito sucesso através da apelação da pobreza e desgraça dos outros e na Record piorou, mas mesmo assim se fosse o SS o contrataria urgente porque o Sergio é muito chato e não tem nada a ver com o programa. Eu acho que a ruína destas emissoras é o desespero em querer derrotar a Globo, onde acabam enfiando os pés pelas mãos, a Record perdeu tanto tempo atacando a Globo que esqueceu que o povo não é burro em acreditar naquelas sandices todas.
O Gugu esta certo de sair fora, pois quando foi para a Record, decepcionou muitos fãs. Fiquei curiosa em saber para onde ele vai agora.
Um maravilhoso domingo e obrigada por sua visita.
Beijos.

MARILENE disse...

Gosto de ler suas postagens porque me atualizam com relação ao que acontece no mundo da televisão. Não vejo programas da Record e tenho certa "antipatia", vamos dizer assim, dos donos da emissora. Também fico sensibilizada com a situação dos que perdem seus empregos e não têm o cacife de outros, para logo obter uma colocação. Quanto ao Gugu, já perdeu
a confiança de todos, depois daquele grande escândalo em que se envolveu, quando ainda estava na Globo. Bjs.

eder ribeiro disse...

Sérgio, o q falta a Record é profissionais de televisão no comando da empresa. Vc sintetizou bem qdo diz que há mto amadorismo na empresa. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Luma. Mas nesse caso a culpa é da Record sim que o contratou a peso de ouro e depois não conseguiu bancá-lo. Acho que por enquanto ele vai ficar descansando e curtindo sua fortuna. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Luis. abçs

Sérgio Santos disse...

Não perdeu nada, Chica. rs bjs

Sérgio Santos disse...

Aziza, obrigado. O crescimento da tv por assinatura tem sim influência nisso, mas no caso do Gugu foi um erro mesmo de planejamento da Record. Investiram alto em algo que não apresentava nada de novo a não ser apelações. Já no SBt ele tb só conseguia ibope apelando. abçs

Sérgio Santos disse...

Deve ter se arrependido mesmo, Elvira. Se o Silvio Santos tiver o mínimo de respeito pelo Celso Portiolli e um pingo de orgulho, não o aceitará de volta. bjsss

Sérgio Santos disse...

Letícia, mais uma vez eu assino embaixo de tudo o que vc escreveu. Nada mais a acrescentar. ;) Beijos e boa semana!!!

Sérgio Santos disse...

Paulo, como todo fã da Record que se preze, vc resolveu falar da Globo num post sobre a crise aguda da Record. Bem, eu acho que a Globo deveria manter a grade do jeito que tá pq apesar do ibope das novelas estarem baixos, ainda são a maior audiência da emissora. Do Gugu eu gostava até ele contratar dois atores para simular que eram sequestradores. abçs

Sérgio Santos disse...

Vera, muito obrigado pelo carinho. Na verdade o Gugu trocou o SBT pela Record, e não a Globo. Mas eu concordo com absolutamente tudo o que vc disse e mais um pouco! Infelizmente acho que com essa administração não há muita luz no fim do túnel. bjssss

Sérgio Santos disse...

Olha, Paty, por mim também, viu? rsrs Realmente essa saída era só uma questão de tempo! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Rita, é muita grana mesmo. Eu também pouco via esse programa. E não perdi nada. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Clau, obrigado pelo comentário. Olha, por mim ele pode ir pra qualquer lugar porque eu não verei mesmo. rs bjs

Sérgio Santos disse...

Sissym, eu também não costumava ver. Aliás, era um programa muito ruim. bjssss

Sérgio Santos disse...

Verinha, a Record foi se perdendo ano a ano e em 2012 tudo foi por água abaixo. Em 2013 tudo está desmoronando. Colheram o que plantaram. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Marilene, o Edir Macedo deveria estar há um bom tempo num lugar bem fechado, sem direito a visitas, mas deixa eu ficar quieto. Gugu é outro que nunca mais conseguiu melhorar sua imagem depois do caso da farsa da tal matéria com os 'bandidos'! Beijos e obrigado pelo carinho.

Sérgio Santos disse...

Isso, Eder. Bispo não entende de tv e é justamente essa turma que manda e desmanda. Aí fica difícil... Abraços.

Thallys Bruno Almeida disse...

Sérgio, a partir da tua resposta à Elvira, pensei uma coisa sobre o Gugu:

Fatalmente ele volta pro SBT. Na Globo o programa dele não tem espaço (até porque o chamado assistencialismo quem faz é o Huck, como muitos apontam). RedeTV é limbo total. Band não tem espaço principalmente por causa do esporte, pelo menos na grade atual. E no SBT ele tem todo o histórico de sua carreira, como o Viva a Noite dos 80 e a época de ouro do Domingo Legal. Se não voltar pro DL, ele ganha outro programa. A menos que: o Gugu volte pro DL e o Celso Portiolli ganhe um outro programa no estilo game-show, já que esse gênero sempre foi a "praia" do Celso (como o antigo Curtindo Uma Viagem e uma das últimas fases do Passa ou Repassa). Eu o vejo fatalmente voltando à emissora da Anhanguera. Abç!

Anônimo disse...

Boa tarde Sérgio!
Li sua opinião no blog e percebi que é totalmente preconceituosa e sem fundamentos. qualquer pessoa que vê um pouquinho de TV verifica que a globo ao na última década a globo abusou de contratações, se endividou e buscou sanar seus problemas de inadimplência buscando o BNDES, que por sinal não tem nada que emprestar o dinheiro dos cofres públicos para essas fins, busque a imparcialidade ao invés da parcialidade.

Anônimo disse...

Gente! vocês não leem não? chamar aquelas pessoas de amadoras? de amadores eles não tem nada! o que era a Record antes senão: a emissora de TV mais antiga do Brasil em atividade? toda velha, sem recursos,sem estrutura um verdadeiro museu e vejam a dimensão da estrutura que tem hoje até os que vêm da globo ficam assombrados.

Caruso disse...

Pelo amorrrrrr de Deus! ô povinho mais ignorante (no sentido de ignorar, mesmo) qual é a emissora que mais investe em teledramaturgia atualmente?

Thallys Bruno Almeida disse...

Já que apareceram esses comentários anônimos abaixo do meu, vou completá-lo: essa é a típica atitude que os talifãs da Reocrd adotam. Desviar a atenção dos problemas que a prória emissora tem, e que estão muito na cara, pra forçar a pessoa a criticar a Globo. É sempre assim. Ah, anonimato é fácil.

A Record era a mais antiga em atividade por causa de um cara chamado Paulo Machado de Carvalho. E nos anos 70 e 80 teve o Sílvio Santos dividindo tudo com a família. A IURD é que ferrou tudo.

Thallys Bruno Almeida disse...

E para essas pessoas, imparcialidade = "meta o pau na Globo o tempo todo e elogie a Record o tempo todo". Assim é fácil.

Anônimo disse...

Thallys Bruno Almeida, a verdade é a seguinte: Não é pura e simplesmente "meter o pau na Globo" não se você fizer uma pequena pesquisa em qualquer universidade do Brasil, verá que ela representa um câncer a população brasileira.

Anônimo disse...

A Record não "era a mais antiga em atividade" ela é a mais antiga em atividade.

Thallys Bruno Almeida disse...

E daí, meu caro anônimo? eu conheço mto bem a história da emissora e suas ligações com ditadura militar, apoio ao Collor, ocultação das Diretas Já, caso Proconsult e tudo mais. Só que, ao seu contrário, eu sei separar as coisas. Esse papo de "a verdade é que a Globo é um câncer ao Brasil": dá pra contar nos dedos quem é realmente convicto disso. Enfim, paro por aqui.

Filha do Rei disse...

Oiii!! Na verdade os programas de auditório tornaram-se cópias um do outro, não existe criatividade, coisas inéditas. E o Gugu realmente tem a cara do SBT, mas se não houver crescimento nas estruturas, não importa em que emissora estiver.

Sérgio Santos disse...

Thallys, eu espero que ele não volte. Quem sabe não vai pra um canal a cabo... Acho sacanagem tirarem o Celso do Domingo Legal. Seria uma grande falta de respeito. E graças a Deus que na Globo ele não terá chance nunca. abçs

Sérgio Santos disse...

Boa noite, Anônimo. A Globo cortou custos? Eliminou alguma faixa da teledramaturgia? Promoveu demissões em massa?

E me desculpe, mas o que eu mais fiz nesse texto foi expor fundamentos.

Só não entendo o que o seu comentário tem a ver com a crise da Record. Esse empréstimo que a Globo pediu no passado afeta em quê esse momento catastrófico que a Record enfrenta? O que vc quer dizer com imparcialidade? Vc quer que eu escreva um texto falando de uma crise que não afetou em nada a estrutura da Globo? Por favor...

Sérgio Santos disse...

Caruso, obrigado pelo comentário. abç

Sérgio Santos disse...

É verdade, Cléu! Beijos!

Anônimo disse...

Bom dia Sérgio Santos! ao fazer o meu comentário, eu quis apenas fazer a seguinte comparação: Se uma determinada emissora enfrentou várias crises, também por incompetência- e o pior: sendo profissionais de TV, e contou com o apoio de uma entidade estatal, então outras que passam pelo mesmo problema analogamente também teriam o mesmo direito, e com relação ao "momento catastrófico que a Record enfrenta", este só existe na sua cabeça. com relação a imparcialidade, eu me referia a você colocar as ideias de forma clara e justa, não pendendo para este ou aquele lado ok? termino por aqui.

Sérgio Santos disse...

Ok, Anônimo. Realmente a crise da Record só está na minha cabeça. Ninguém foi demitido, programas não foram extintos, faixa da teledramaturgia não foi eliminada, Dona Xepa não marca 5 pontos, marca 20 e é um sucesso, e está tudo maravilhoso. Como disse o vice-presidente, essa é a melhor fase da Record.

E uma emissora que já tem grande parte de seu suporte financeiro vindo de uma Igreja Evangélica ainda querer empréstimo de banco é pouco demais... Se nem assim conseguiu evitar uma crise é porque houve muita incompetência. Sem problemas, também termino por aqui.

Anônimo disse...

Não gostei !!! Vou parar de assistir a record !!!Porque eu odeio o "Melhor do Brasil" se o diretor da record quer mais audiência vai ter que pelo menos melhorar esse "Melhor do Brasil!" colocar novos quadros melhores !!! PORQUE ESSE PROGRAMA NÃO É O MELHOR DO BRASIL !!! É AO CONTRÁRIO...

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, anônimo!