quarta-feira, 26 de junho de 2013

Manifestações, imprensa, Caco Barcellos e a superioridade do "Profissão Repórter"

O Brasil parece ter acordado. Nas últimas semanas, uma onda de manifestações contra os abusivos aumentos do custo de vida, a precariedade dos transportes, a vergonhosa saúde pública, a triste educação, a inescrupulosa corrupção que assola o país, entre inúmeras outras reivindicações, tem tomado conta das ruas. A revolta gerou até uma declaração extraordinária da Presidente Dilma Roussef prometendo uma reforma política. E, obviamente, a cobertura da imprensa tem sido feita desde o início dos protestos. Todas as emissoras passaram a dedicar várias reportagens em cima desse tema.


Entretanto, a hostilidade de parte dos manifestantes acabou impedindo o trabalho dos repórteres, principalmente os da Globo. Para evitar que seus profissionais sofressem agressões, a emissora carioca optou por retirar a canopla (logotipo da empresa) dos microfones enquanto os jornalistas estivessem no meio da multidão cobrindo as manifestações. Agora há até uma medida mais drástica: muitos deles cobrem os protestos dentro de helicópteros ou então em cima de prédios.

Porém, todas essas medidas só ganharam força depois da tentativa de censura sofrida por Caco Barcellos. O "Profissão Repórter", exibido na terça-feira da semana passada (17/06), mostrou a coragem e a determinação desse renomado repórter e ainda enfatizou o importante papel da imprensa. Logo no início do programa, Caco exibiu as vaias e os xingamentos de um grupo contra ele e sua equipe. Tentando
ignorar, o apresentador disse que iria continuar sua cobertura e que a única vez que teve seu trabalho censurado foi na época da ditadura e sob tortura. Aos poucos os 'revoltosos' se foram e a reportagem pôde ser exibida normalmente. E, como de costume, foi um grande programa.

Essa situação apenas reforçou um fato que já está claro há muito tempo: o "Profissão Repórter" é o melhor jornalístico da televisão brasileira. Apesar do curto tempo de duração (tem menos de 30 minutos), a atração sempre consegue mostrar tudo o que é realmente necessário para uma boa reportagem e no dia dos protestos não foi diferente. Exibiram uma matéria excelente ---- que conseguiu abordar todo o contexto da indignação popular, falando dos vandalismos, das manifestações pacíficas e dos problemas do país ---- e ainda fizeram questão de não cortar a parte em que Caco, a equipe e a Globo são xingados. O clichê do 'jornalismo verdade' esteve presente do início ao fim. Abordaram todos os ângulos da reportagem ('lema' repetido sempre ao final de cada edição) com maestria.

As manifestações populares foram um verdadeiro avanço para o país. Após muito tempo tendo uma população calada e passiva, os estudantes e, principalmente, a chamada antiga classe média acordaram e conseguiram ganhar uma legião de adeptos ao movimento. Porém, impedir o trabalho da imprensa é censura. Xingar e hostilizar jornalistas da Globo, queimar carros de reportagem (como fizeram com um veículo da Record e outro do SBT) e tentar agredir repórteres da Veja não é protestar. Cada um tem o direito de odiar quem quiser e também de repetir várias vezes o famoso discurso a respeito da "mídia golpista e manipuladora", entretanto, nada justifica essas atitudes lamentáveis.

É bem verdade que a mídia em geral começou a tratar as manifestações como ataques de um grupo de vândalos, assim como a polícia. A própria população chegou a crer nisso. Havia uma grande dúvida a respeito do que estava acontecendo no Brasil. Demorou uns dias até todos perceberem que era algo maior surgindo. Após essa percepção, o comportamento da imprensa mudou. Mas não só o dela. O dos manifestantes pacíficos também, que passaram a hostilizar e a reprimir a ação dos vândalos infiltrados, exigindo paz de todos. Já polícia passou a se controlar mais, embora muitas vezes ainda acabe exagerando. Ou seja, todos os envolvidos apresentaram significativas modificações, inclusive os políticos, que enfiaram a arrogância no bolso e passaram a temer o poder do povo.

A verdade é que meio a todos esses protestos, brigas e polêmicas, o "Profissão Repórter" mais uma vez conseguiu se diferenciar dos demais jornalísticos. Fugindo do 'jornalismo de espetáculo', muito praticado por José Luis Datena (Band) e Marcelo Rezende (Record), o programa de Caco Barcellos ---- que também conta, é bom lembrar, com uma competente equipe de jovens repórteres ---- recebeu uma merecida avalanche de elogios nas redes sociais e a cada ano que passa se mostra um dos maiores acertos da Globo.

22 comentários:

Milene Lima disse...

A questão da hostilidade à Globo é que, mediante o imenso alcance que tem, sendo a maior emissora do país, das melhores do mundo, ela direcione a notícia do jeito que melhor lhe aprouver. A maioria da população que só assiste a Globo segue desinformada, como por exemplo estava acontecendo em relação aos protestos, quando no início só era mostrado as agressões aos PMs, os atos de vandalismo,enfim.
Ainda bem que o Caco, que é um grande profissional, conseguiu concluir a matéria e mostrar a manifestação bem de dentro. Mostrou que é possível se fazer jornalismo de verdade mesmo dentro de uma emissora tão tendenciosa.
No geral, será sempre assim, manipulação da mídia pra que a população veja só o que for de acordo.
E isso nem é papo de revoltoso que odeia a Globo e outros veículos de imprensa, é apenas uma questão de observação.
Que um dia isso mude e a imprensa de fato trabalhe em prol de oferecer informação genuína, sem arranjo pra se favorecer esse ou aquele.

eder ribeiro disse...

Não é de desconhecimento da população que a mídia televisiva é tendenciosa e apoia o governo da vez, pouco importando a sua bandeira, bandeira essa em desusu, pois quem governa mesmo é o mercado. Lembro da campanha do Collo para presidente da República e uma novela da Globo tocava uma música da Legião Urbana, cujo refrão era: "Quero colo, vou fugir de casa". Dito isso, a Globo só acordou para as manifestações muito tempo depois de elas estarem correndo, contudo, as outras emissoras, ao invés de mostrar realmente o q estava acontecendo, torcia para q acontecesse vandalismo para explorar esse filão em busca de audiência. Foi deprimente os papeis de Datena e Marcelo Resende, esse último chegando a incitar manifestações com um contigente maior de pessoas com o intuito do confrontto com a polícia.
Houve uma época que o Globo repórter foi um dos gdes programas jornalístico da Rede Globo e aos poucos tornou-se uma revista de paisagem. A Globo qdo faz um programa bom, sempre o transmite na madrugada. O Caco já provava no Fantástico que tinha um produto de qualidade nas mãos. Ele pratica o verdadeiro jornalismo investigativo, pena que a mídia televisiva não investe em programas assim pq vai ferir o seu interesse escusos. Abçs, Sérgio.

Danizita L. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danizita L. disse...

Pois é Sérgio, foi triste, os protestos devem ser voltados ao governo, aos gastos absurdos com a Copa, ao nosso péssimo Código Penal, e não aos profissionais que somente estavam fazendo o trabalho deles. Se não gosta de emissora A ou B simplesmente não assista, mas isso não dá o direito de cercear a liberdade de quem quer assistir e dos jornalistas, isso é atitude de extremista fanático, esses tipos geralmente tem raiva da imprensa mesmo ( acredita que no caso dos veículos da Record e do SBT vi gente dizendo que aquilo foi armação das emissoras pra posarem de vítimas e gerar notícia?!É o cúmulo da paranoia!).
Existe manipulação na imprensa? Existe, no mundo inteiro é assim. Sempre há um segredo sujo em todas elas, a Globo tem os seus também, mas não se pode generalizar e sair atacando todos os funcionários. Cabe a cada um ter o senso crítico de analisar o que elas apresentam.

Bjs ; )

Clau disse...

Olá Sérgio,bom dia!
Profissão Repórter é um programa de alto nível.
Desde que passava no Fantástico
já era possível perceber um conteúdo jornalístico de primeira qualidade.
É muito legal assistir os bastidores da notícia,sem o sensacionalismo barato de Datena e Marcelo Rezende.
Enfim Caco Barcellos e sua jovem equipe de repórteres são brilhantes.Adoro!
Bjs :)

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Vamos aos meus comentários! 1 - Não gostei da estreia de Saramandaia. Portanto, não acompanharei a novela das onze (é muita novela. Rs...). 2 - Caco Barcellos representa a Globo na cobertura das manifestações. Portanto, é alvo das críticas. 3 - A Fazenda: aaahhh.. não gostei daquela bomba.. O telespectador perde o direito em definir os finalistas. Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo artigo, Sérgio.

Essas manifestações tomaram o Brasil de uma proporção que fatalmente entrarão para os livros de história, ainda mais depois de duas vitórias populares que foram a freada do aumento das passagens e a derrubada da PEC 37, viradas essas que são só o comecinho. Uma coisa gratificante ver o povo brasileiro, das mais variadas classes, apoiando e se mobilizando. E nesses momentos, a cobertura da mídia divide opiniões de uma forma que nunca se sabe quem reflete mais a realidade.

A expulsão de Caco Barcellos por parte de certos manifestantes foi lamentável, assim como a agressão a Rita Lisauskas da Band e os incêndios aos carros da Record e do SBT. Ainda mais que, na época em que foram mostrados os abusos policiais, muitos no twitter relembraram o livro Rota 66, de Caco, em que ele relatou abusos policiais cometidos pela ROTA de SP, sofreu ameaças e teve que morar fora do país pra escapar da morte. O Profissão Repórter fez jus ao slogan dos ângulos da reportagem ao mostrar os gritos de ordem contra a emissora e também os abusos de policiais e vândalos infiltrados em meio aos manifestantes de bem. Não é à toa que tem sido o melhor jornalístico da emissora. Abç!

Anônimo disse...

Profissão Repórter em mais uma matéria brilhante, se destacando num tema onde a mídia, em geral, está dando uma atenção exagerada ao vandalismo, claro que é necessário mostrar a ação desses bandidos infiltrados na manifestação, mas os manifestantes recebem duas frases na maioria das matérias contra 30 minutos dedicados ao vandalismo.
Profissão Repórter e o Conexão Repórter pra mim, são os melhores jornalísticos da tv aberta.

Sérgio Santos disse...

Milene, obrigado pelo comentário. Mas não foi só a Globo que mostrou os vandalismos quase que exclusivamente no início. Todas fizeram o mesmo. Mas, ao menos, depois, todos tentaram corrigir o 'erro' e enfatizaram 500 vezes que a maioria era pacífica. Enfim... bjão!

Sérgio Santos disse...

Eder, obrigado pelo comentário! O problema é que há muita gente que muda de opinião constantemente. Primeiro dizem que a Globo tentou criminalizar os protestos para proteger a Dilma, depois dizem que a emissora tentou reforçar o apartidarismo para prejudicar o PT. Ou seja, no fundo tudo cai nas costas dela. Eu particularmente não acho que a Globo seja a favor do governo do PT, muito pelo contrário.
Abraços!

Sérgio Santos disse...

Danizita, assino embaixo do seu comentário! Outro comentário que eu ouvi era de que a Globo foi quem mandou queimar os carros da Record e do SBT. OI? É muita paranoia. bjssss

Sérgio Santos disse...

Verdade, Clau. Não foi por acaso que o quadro do Fantástico ganhou vida própria. Merecido. njssss

Sérgio Santos disse...

Fabio, obrigado pelo comentário. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Verdade, Thallys. Cada um culpa quem quer, mas a verdade é que a Globo não é responsável pela saúde pública, nem pela educação e muito menos pela segurança. Para algumas pessoas, principalmente esquerdistas, tudo é culpa da Globo, da Folha, do Estadão e da Veja.

Boa lembrança desse livro do Caco. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, é verdade. Mas o problema é que os atos de vandalismos chocam mais e deixam um rastro de destruição. É preciso mostrar. E nas últimas semana a Globo tem enfatizado, até demais na minha opinião, que os vândalos são minoria. Conexão Repórter é um ótimo programa também. abçs

Barbie Californiana disse...

Sérgio,

Creio que essa hostilidade, contra a Globo, se deu ao fato deles terem focado, no começo, em cima do vandalismo, como se a maioria que tivesse na rua fosse vândalo, só depois de muitas críticas é que a emissora mudou a forma de conduzir as notícias. E mostram que na verdade, os vândalos eram a minoria.

A forma de protestar dos dias atuais, está muito diferente de épocas passadas, pois com a inserção da redes sociais, principalmente, do Facebook, na vida das pessoas, as notícias chegam a elas em tempo real e a todo momento, então se um manifestante está na rua, ele narra, filma, fotografa e publica para o "mundo" ver...

Bem, na minha opinião, a Rede Globo, é uma das melhores emissoras que tem em rede aberta, só que como todas as mídias (Revista, Rádio, TV, Jornal, etc), eles vão mostrar o que eles acham que é mais "vendável", independente de ser verdade ou não... em relação a esse assunto, só resolveram mudar de ideia, pois viram que os tempos mudaram muito e quem não muda junto, fica para trás.

Não pude ir às ruas, ainda, mas desejo ir, nem que seja para ver de perto tudo o que se passa, pois apoio esta linda causa e estou torcendo para que o desfecho seja o melhor possível... Quero um Brasil melhor! =D

beijos e linda semana.

Barbie Californiana disse...

Ps.: E sei que o que eles mostraram, no começo, não era totalmente mentira, só que não era totalmente verdade... Não era o que realmente acontecia! Agora é que eles estão mostrando que há vândalos, mas eles são minoria, e que a maioria que está nas ruas, são protestantes pacíficos e que a causa pela qual eles estão lutando é algo muito bom! Tanto que alguns resultados (PEC 37 derrubada; Renan Calheiros já apoio o passe livre; o projeto que trata a corrupção como crime hediondo, já foi aprovado pelo Senado; a reforma política está sendo discutida; etc) já estão aparecendo. =]

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Também acho que a mídia começou a abordar os protestos populares de maneira equivocada, até o momento em que foi vítima da truculência policial. A partir daí, a voz do povo ganhou as principais manchetes e a maior parte da imprensa se posiciona positivamente.
Concordo que os vândalos tiram o fofo dos protestos legítimos e dão munição para o governo endurecer os seus discursos. Caco Barcellos e equipe se saíram muito bem, mais uma vez.
A Globo acertou no dia em que dedicou horas contínuas à cobertura dos protestos Brasil afora, deixando de lado sua programação normal.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, gostei do comentário. Sim, vc tem razão. Mas é importante ressaltar que o comportamento de todo mundo mudou, inclusive dos manifestantes que passaram a coibir os vândalos.

Tomara que o país não volte a dormir e espero que os protestos continuem. Também ainda não fui às ruas. E o fato do Renan Calheiros está a favor do passe livre e contra a corrupção prova o quanto que esse país é ridículo, afinal, um cara como esse nem era pra ter voltado depois dos escândalos publicados. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira! É verdade, a agressão aos jornalistas também foi um fator que fez a mídia acordar. Também achei válido a Globo dedicar horas para exibir a quantidade de manifestantes nas ruas. Beijos!!!

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio. Realmente, o Profissão Repórter é excelente. Têm algumas pessoas que possuem algo raro nos nossos dias: a credibilidade e Caco Barcelos é um deles. Sempre o admirei com a postura que ele tem, e ele começa algo e sei que vale a pena ouvi-lo.
Tenha uma abençoada semana. Bjs

Sérgio Santos disse...

Cléu, eu também. Caco é fantástico! Profissionalismo é com ele! Bjs e boa semana!