sexta-feira, 31 de maio de 2013

Félix: o novo amor das nove

"Amor à Vida" estreou muito recentemente. A novela está há menos de um mês no ar. Entretanto, a história de Walcyr Carrasco não demorou muito para mostrar a que veio. A trama principal continua a todo vapor, enquanto as paralelas começam a apresentar seus contornos. O conjunto da obra está melhor do que nunca. E entre vários destaques e muitos acertos, não há dúvida a respeito do sucesso alcançado por um personagem que tem se sobressaído cada vez mais e já caiu nas graças do público e da crítica: o sarcástico e sedutor Félix.


A verdade é que bastou o primeiro capítulo para saber que "Amor à Vida" teria um vilão apaixonante e cheio de pérolas. Mateus Solano conseguiu se destacar assim que surgiu em cena e, é bom ressaltar, em meio a um elenco repleto de grandes nomes. O filho de César (Antônio Fagundes) é a personificação da maldade e, apesar dos poucos capítulos exibidos até então, já praticou vários crimes, não pensando duas vezes antes de cometer suas vilanias. Roubou a filha recém-nascida da irmã e a abandonou em uma caçamba de lixo, começou a desviar dinheiro do hospital do pai e ainda planejou a morte de Atílio (Luis Melo), quando o mesmo descobriu seu esquema fraudulento. Mas, verdade seja dita, o sucesso do personagem não se baseia somente nisso.

Walcyr Carrasco criou um vilão diferente de todos já vistos na teledramaturgia. O autor simplesmente enfrentou a infeliz maldição do politicamente incorreto e inseriu em sua trama um sujeito frio, ambicioso, calculista, irônico e gay. Após inúmeras novelas terem apresentado uma quantidade absurda de homossexuais 'bonzinhos,
atrapalhados ou engraçados (ou tudo isso junto)', finalmente surgiu uma obra colocando um gay sem escrúpulos. Nada mais natural, afinal, se existe hétero mau-caráter também pode existir um homossexual com a mesma característica. E todo esse conjunto ficou ainda mais interessante dentro de um tipo que é casado com uma mulher só para manter a 'boa imagem' e ainda tem preconceito contra si mesmo.

Como se não bastasse toda essa riqueza de características, o vilão ainda é responsável por várias pérolas que agradaram assim que foram proferidas por ele. A mais popular até agora é a famosa frase dita para justificar o desvio de dinheiro: "Não é desonestidade, é falta de terapia!". Além de ter sido uma colocação criativa do Walcyr, a pérola pode ser aplicada em várias situações do Brasil, principalmente em cima dos políticos corruptos, o que acabou aumentando ainda mais a repercussão da expressão. Mas Félix tem sido responsável por muitas outras frases inspiradas: "Você deve ser um ótimo corretor. Vendeu o apartamento e ainda levou minha irmã de comissão", "Se é ex-chacrete já deve estar despencando!", "Ai, como é difícil ser perfeito!", "Mãos hábeis. Que vontade de ter uma apendicite!", "Antes de escovar os dentes eu não beijo nem a Bela Adormecida" e "Eu salguei a Santa Ceia!" são apenas alguns exemplos até agora.

Mateus Solano sabe da responsabilidade de viver um papel tão rico como esse e tem dado um show a cada capítulo. O ator domina esse personagem repleto de nuances de uma forma magistral. Alguns reclamam da 'afetação' do vilão e questionam como a família não percebe que ele é gay. Porém, a família já deu indícios de que sabe a verdade sobre a condição sexual do rapaz. E todas as 'pintas' que Félix dá são vitais para a composição do personagem. Não haveria sentido ter um vilão homossexual se o mesmo não pudesse usar e abusar de alguns trejeitos e utilizar algumas expressões 'características'. É um típico caso onde há a necessidade de explicitar o que está implícito. Até porque é praticamente certo que não haverá beijo gay e muito menos cena de sexo entre homens, ou seja, a homossexualidade do vilão seria quase inútil e pouco acrescentaria ao fascinante mau-caráter se ele 'disfarçasse muito bem'. Além disso, a 'afetação' não compromete em nada a verossimilhança do papel, afinal, fora da ficção há muitos homens que aparentam ser gays, mas são casados, e esse simples fato acaba deixando qualquer um com dúvida a respeito da 'verdade'. Aliás, é justamente por isso que Félix não abre mão de seu casamento com Edith (Bárbara Paz).

E outra situação que pode causar uma certa estranheza a alguns é a ambição do personagem. Afinal, ele já é rico e não tem a menor necessidade de roubar. Porém, esse questionamento é facilmente neutralizado com outra pergunta: "Por que há tantos políticos corruptos se todos ganham salários altíssimos?" Isso sem mencionar a quantidade de empresários que já foram denunciados por envolvimentos em escândalos, apesar de todos serem pessoas muito bem-sucedidas. Portanto, não há nada de equivocado nessa questão. Também é importante enfatizar que a empolgação do público e de parte da crítica ao comparar esse canalha com Carminha, vilã vivida por Adriana Esteves em "Avenida Brasil", não tem o menor sentido. São perfis totalmente diferentes e a comparação só vale no sentido do grande destaque que ambos têm em suas respectivas histórias.

Félix é um vilão original, estiloso, extravagante, sedutor e está sendo interpretado por um grande ator que merecia uma oportunidade como essa há muito tempo. O sucesso que o personagem já está fazendo em "Amor à Vida" é apenas o reflexo de como será a repercussão desse personagem ao longo da novela, que ainda não completou nem um mês no ar. O próprio autor Walcyr Carrasco disse, com razão, que nunca apareceu na teledramaturgia um tipo como o Félix e que o ator superou todas as expectativas ao conseguir interpretar esse complexo papel com tanta profundidade. Mateus Solano ---- que também está no teatro com a peça "Do Tamanho do Mundo", escrita por sua esposa Paula Braun ---- tem tudo para fazer história na pele de um homossexual que transborda crueldade, frieza e muito sarcasmo. Aliás, já está fazendo.

76 comentários:

Douglas disse...

Só não gostei das repetições exageradas das expressões "Pelas contas do rosário" e "Salguei a santa ceia". Faz parecer que Félix é um vilão de bordão. E isso me incomoda! De resto, Solano tá sensacional interpretando a bichá má que todos deveriam odiar, mas amam!

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Confesso que nem faço tantos questionamentos acerca do personagem de Matheus Solano, porque acho que de qualquer forma ele está simplesmente sensacional! A cena em que seu golpe é descoberto e ele passa de negar o fato a chorar copiosamente para justificar seus erros foi demais! Espero que o autor continue conduzindo o personagem com maestria.
Um abraço!

Thiciane Diniz. disse...

Ótimo texto, Sérgio. Assim que soube que Mateus Solano seria o grande vilão de Amor à Vida, eu não tive dúvidas que seria sucesso. Mateus Solano é um ator muito talentoso, e sempre manda muito bem em seus trabalhos. Félix é um personagem altamente complexo, e Mateus conseguiu achar o tom na medida certa. A dobradinha com Bárbara Paz está ótima (a cena em que ela decide se separar foi fantástica). Como a novela está apenas começando, acredito também que alguns personagens secundários ainda irão brilhar e ganhar bastante destaque. Estou gostando demais da trama, e com certeza irei continuar acompanhando as vilanias de Félix. Amor à Vida promete muitas surpresas e reviravoltas pela frente.

Pedro Bertoldi disse...

Oi Sérgio!
Concordo. Amor à Vida está nos ganhando aos poucos, nos conquistando com uma história ágil, uma trama central que empolga e tramas paralelas que despertam interesse, coisa que não se via na finada SJ!
Desde as primeiras notícias sobre a novela eu já tinha grande expectativa pela estreia do Walcir Carrasco no horário nobre, o texto peca um pouco por alguns momentos didaticos demais(característica adquirida dos horários mais leves pelo autor),mas isso não atrapalha de maneira alguma o andamento da obra! Falando do Félix: a cada cena, Matheus se destaca e nos brinda com tiradas excelentes, o papel é um presente pra qualquer ator e ele tem aproveitado isso pra arrasar em cena.
Enfim, depois de termos "salgado a santa ceia" pra aguentar SJ, somos agraciados com o nosso novo amor das nove!
P.S: Comentei tua análise sobre a Record, olha lá!
Abraços!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Concordo com sua ótima análise. A novela está muito boa e Mateus Solano está absolutamente fantástico com o seu personagem Félix. Suas expressões faciais são perfeitas e revelam o quanto Félix é um 'cara' doente emocionalmente.
Tudo indica que a trama será um sucesso.

Excelente final de semana.

Beijo.

Carlos disse...

Não tenho visto, mas é aquilo que já tinha falado. Acho esse jeito explícito dele muito inapropriado porque não é sutil. Ele seria um gay enrustido, pois como vc disse muitos são casados mesmo sendo gays, só que duvido que muitos fiquem chamado a mãe de "Mãe maravilha" rsrs. Como já disse aqui uma vez, ele poderia ser um gay que deslizasse as vezes, através de gestos ou uma palavra "mole" tipo "chiclete" ou "jogos amistosos" rsrs. Isso claro, se eles fosse enrustido. A única cena que ele foi perfeito e fez isso que eu falei foi quando ele implorou pra esposa ficar com ele. Ali ele deslizou uma vez na cena toda. De resto, é só pra dizer pro público que é gay e ficar fazendo piadinha sobre o personagem na internet.

Claro que isso não tira credibilidade da trama, dá pra voar, mas pra quem é um pouquinho mais exigente, isso fica gritante. Não dá pra acreditar que ele tenha tanto medo de sair do armário, porque ele já saiu faz tempo. Os outros ainda terem dúvida só porque ele tem uma esposa, chega a ser cômico. Ele diz umas frases bem "másculas" na frente dos outros e eles aceitam numa boa. Ele passou do "nível" homem sensível ou engraçado.

Mas ok né. Pra quem já voou em Salve Jorge, voar em Amor a Vida é obrigação (pelo menos até o momento).

Abraços

Felisberto Junior disse...


Olá!Bom dia
Sérgio
Belo texto...assisti a entrevista dele no Fantástico e aqui só veio confirmar o que eu imaginava, O personagem caiu no gosto popular, pois seduz pelo lado divertido...e
não sei se vc chegou a ver , tem várias páginas no Facebook, que ganhou público após a publicação de uma montagem em que Félix recebia da Carminha de "Avenida Brasil" o bastão de novo vilão das novelas. "Meu doce, obrigado por me passar a coroa", dizia...hehehehe!
Obrigado pelo carinho da visita
Bom final de semana
...sim...estou melhorando!Obrigado!
Abraços

Luma Rosa disse...

José de Abreu já declarou ser bissexual e ninguém o chama de gay ou homossexual. O Félix é bisexual conforme a Bárbara Paz afirmou em uma entrevista e como nunca questionei isso, não sei se quem tem atração por ambos os sexos pode ser chamado de homossexual.
O Félix tem todos os traços de um psicopata em que a auto-estima não pode ser tocada. Acho que ele rouba o dinheiro do pai por ganância e por disputa com a irmã. A dor dele é pelo pai nunca ter colocado nada no seu nome ou dar-lhe dinheiro. Ele mesmo casado ainda mora com os pais.
Do mesmo modo que na cabeça dele, pensa ser rejeitado pelo pai, ele rejeita o seu filho - uma dúvida, o menino é filho do félix?
Bom fim de semana!

Rita disse...

Bom dia!!!
Olha estou gostando dessa novela, e não comparo
o malvadinho com a Carminha não acho que cada um tem seu jeito de fazer o mal, cara de safado o Felix vai mesmo conquistando o publico, e se o pai o rejeita é pq sabe que ele é mal né,pq mãe ´mãe e da um jeitinho em tudo, mas vamos continuar a ver e sabe ro que acontece
Deixo um abraço de bom final de semana
Bjuss
Rita°º✿°º✿

Rita disse...

Mas o choro dele quando foi descoberto ahaha...foi demais doreiiiiiiiiiiii

Fernando Oliveira disse...

O choro dele falando da terapia foi demais! É uma personagem ousada para o horário nobre, a maioria dos olhos do telespectadores estão voltados para a tela da Rede Globo. Não acho ele exagerado, aliás o talento do Mateus está dando ao Félix um ar super natural, onde a homossexualidade em alguns momentos chega a ficar em segundo plano. O que tem me incomodado é o fato da repetição dos bordões. Prefiro que ele para de falar, afinal ele já tem carisma de sobra e não precisa arrumar coisas para atrair antipatias. No geral, a personagem é ótima e está totalmente no contexto da novela. Gostei do seu ponto de vista, Sérgio. Abraços a todos!

Letícia disse...

Boa tarde Sérgio, tudo bem?

Não posso negar estou adorando a atuação do Mateus Solano com seu Félix. Cada vez mais o ator tem mostrado que não teve medo do desafio de fazer o vilão. Acredito que será um divisor de águas na sua carreira.

O Walcyr e a direção da novela acertaram em cheio na escolha de Mateus para o papel. Não consigo imaginar outro ator fazendo o Félix. Vejo que alguns reclamam os trejeitos da personagem, mas para mim é isto que também enriquece a psique de Félix.

Acredito que parte da vilania vem da rejeição acredita que o pai, César, tem por ele, mas também é uma questão da própria homossexualidade negada para si mesmo. Ele precisa viver tal mentira, mas no fundo sabe sua real inclinação, tenta segurar, mas haverá um momento em que a máscara irá cair. Outro detalhe que reforça a personalidade é que é mau caráter por natureza, é um sociopata que ares de psicopata. Não é difícil encontrar sociopatas por aí, basta ver as páginas policias (é políticas) dos jornais, pessoas que passam por cima de tudo é todos sem o menor remorso das suas atitudes. E ainda tentam justificar seus atos como tivessem o direito das maiores atrocidades e não pudessem ser punidos por isso, afinal de contas acham que a vida lhes deve isso.

O autor soube criar uma personagem cheio de nuances e isto é enriquecido pelo talento do Mateus. Não tem como não brincar (e celebrar)com um papel desse, e o ator certo para fazer isso precisa ser realmente muito bom para poder mostrar seu talento e isto faz toda a diferença.

Tenho adorado assisti o Mateus fazer um papel tão bom e espero que continue assim até o final.

Um abraço, e aproveite muito seu final de semana.

Lulu disse...

Esse vai ser o papel da carreira do Matheus Solano. Só as tiradas dele merecem um livro.
Big Beijos e bom fds!

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Oi Sérgio,
Também tenho adorado o Félix, é um personagem incrível mesmo e o Mateus Solano tá fazendo perfeitamente, acho que nas mãos de outro ator o resultado não seria o mesmo. Também acho que o vilão da pinta demais rs, mas concordo com vc, se assim não o fosse, o personagem perderia o charme, e além do mais é novela né sem falar que todos ali sabem disso, só fingem que não vê, que é o que geralmente acontece na vida real. Só acho que o Walcyr poderia economizar um pouquinho nas piadas fora de hora do Félix, muitas são hilárias mas outras, dependendo da situação soam um pouquinho forçadas. E aquele bordão "Eu salguei a santa ceia" já cansou rs, porque não é uma coisa espontânea, parece que querem nos enfiar o bordão guela abaixo, e a graça do bordão é justamente essa espontaneidade, que vai caindo na boca do povo aos poucos e não repetir a mesma coisa cena sim e cena não, se ainda fosse um personagem cômico, mas por mais humor que Félix tenha, ele é o grande vilão da história, fica forçado. O "pelas contas do rosário" eu já gosto rs, pq Félix tem dito menos até agora e acho mais fácil de pegar. Acho que a grande motivação do Félix nem é tanto o dinheiro, acho que ele é um cara totalmente frustrado, não se aceita e que no fundo sabe que o pai o rejeita e atribui isso a sua homossexualidade, por isso ele quer a todo custo provar ao pai que ele pode, que ele é capaz, quer que o pai o respeite e se orgulhe dele, acho que por isso ele faz tudo o que faz, rejeição, necessidade de ser aceito, e acha que para isso precisa estar no poder. Fascinante isso, aliás o personagem é incrível e a história está ótima. Basta o Walcyr corrigir essas escorregadas no texto, tipo aquele de ontem da Cavalli se declarando para o Bruno, um papo de "Mão do destino" rs, nada haver . Enfim, amando Amor a vida, ja até me acostumei com o VIDAAA, VIDAA, VIDAA do Daniel.

Abraços

Clau disse...

Oi Sérgio!
Vi poucas cenas dessa novela até agora,mas,achei Mateus Solano simplesmente demais!Tá dando um show mesmo.
Certamente conquistou o amor dos noveleiros de plantão.
É um vilão que é amado e odiado ao mesmo tempo!!
Bjs!!

paulo disse...

Eu vou repetir o que algumas pessoas já comentaram aqui: um ator pode ser considerado ótimo em um papel quando você não consegue imaginar outro ator fazendo aquele mesmo personagem. Desde que fez os gêmeos na novela quase homônima "viver a vida" que eu acho o Solano um ator muuuuuito a frente da sua geração que é fraquíssima de jovens talentos. E quanto a compará-lo com Adriana Esteves já acho exatamente o contrario, penso que existem dezenas de outras atrizes que fariam aquela Carminha muito melhor, a própria Barbara Paz por exemplo.
ps.: outro dia liguei a TV no canal viva e estava passando a Adriana Esteves naquele programa toma lá da cá, eu de inicio achei que era a Carminha pois nunca assisti tal programa e a interpretação dela era exatamente a mesma, ou seja, muita careta, voz rouca, gritos e exageros. Mas juro que pensei a principio que era um trecho da novela, conclusão...

✿ chica disse...

Estou gostando dessa novela e dele... Muito legal! abração,de volta,chica

Paty Michele disse...

Eu adoro!!!!
E vc se esqueceu do bordão: "Pelas contas do rosário". kkkkkkkkk
Tem coisa mais gay???
Felix ainda vai aprontar mto, assim espero.

beijo, Sérgio.

Barbie Californiana disse...

Ele é lindo e talentoso... e ele está trabalhando tão bem que ao mesmo tempo que sinto raiva do personagem, me divirto... hahaa beijos

MARILENE disse...

Sergio, ele está adorável. Ninguém pode questionar seu talento. Apesar de ser vilão, nos faz rir. A novela, no todo, está agradando. Bjs.

Anônimo disse...

Sucesso de criticia não é não.O Mauricio Stycer e o Teledramturgia odeiam o personagem E acham que a Val é a melhor personagem da novela(MAS EU ACHO ELA UMA COPIA DE TODAS AS PIRIGUETES Nada de novo).Acho que erram o tom do personagem Felix Mas ele é o melhor personagem sim.O que vcs pensam disso ZAMENZA?

Anônimo disse...

Opinião do teledramaturgia e a do Stycer faz lembrar Maria Vanubia: pi pi pi pi olha o recalque.

A viajante disse...

Ele é muito bom ator. Concordo contigo. Alcançou "a" oportunidade nessa novela! Beijão!

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo artigo, Sérgio. Com todo mérito Félix tem sido o maior nome de Amor à Vida.

As comparações com Carminha não procedem porque de fato são praias muito diferentes: ela é mulher, popular, "bagaceira", vulgar, etc. Ele, por sua vez, é elegante, frio, misterioso, embora não deixe de demonstrar a homossexualidade. E os diálogos são rechados de pérolas hilárias.

Em temos em que as mulheres têm sido as responsáveis pela maioria da parte vilanesca das novelas mais recentes, onde vilões homens têm sido mais esporádicos, a presença de um personagem como Félix é mais do que bem-vinda. E colocá-lo como gay foi um grande acerto do Walcyr pra mostrar que não interessa sexualidade de ninguém, o que interessa é caráter.

Mateus Solano, então, é um dos poucos bons representantes da geração jovem masculina de atores e tá absolutamente brilhante, dispensa mais comentários.

"Amor à Vida" chegou mandando a chatice do politicamente correto pro espaço (pra não dizer outra coisa). Cenas ousadas que chegam perto do que temos visto às 23h, vilão gay, casamento de fachada... Um tapa na cara do falso moralismo e da patrulha do politicamente. E isso porque tá só no começo. O horário merecia uma trama que não tivesse medo de ir direto nesses assuntos, pra combater essa caretice que vemos na mídia. E torçamos pra manter essa pegada. Abçs!

eder ribeiro disse...

Sérgio, li um comentário em um dos seus posts anteriores q dizia q a personagem Felix estava caricato. Discordo completamente, pois vejo nas suas afetações reflexo de seus desvios psicológicos. Uma personagem de uma riqueza ímpar, com diálogos sarcásticos e inteligentes, as expressões corporais do ator enriquecendo a personagem. Nessa novela há um casamento perfeito de autor, atores e direção. Abçs.

Anônimo disse...

Fantástico Mateus Solano, basta compará-lo com outros atores, imaginem o Cauã Reimond que é da mesma idade dele fazendo esse papel que desastre seria. Por falar em nulidades o que aquele Caio Castro tá fazendo nessa novela? A interpretação dele dá vergonha, aquilo cheira a pistolão se é que me entendem.

Filha do Rei disse...

Félix é simplesmente mau,mau,mau :)Comecei a compará-lo e chamá-lo de "Carminha de saia", mas ele é pior q a Carminha.Ele é cruel.
Mateus está fazendo muito bem o papel,mas ele é muito mau,não livra ninguém.
Sérgio,tenha uma linda semana!!

Danizita L. disse...

Boa noite Sérgio,

Bom, também adoro ele, rsrsrs. Já estava na hora disso acontecer, porque mostrar os homossexuais sempre de uma forma pura, inocente também é preconceito. Mostrar um gay com uma face cruel é uma forma de humanização ,assim como os demais seres humanos existem os bons e os ruins.
Bjs ;)

Sérgio Santos disse...

Douglas, obrigado pelo comentário. O "Salguei a Santa Ceia" às vezes fica forçado mesmo. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Bia, essa cena citada por vc foi excelente! Mateus deu um banho. bjssss

Sérgio Santos disse...

Thiciane, muito obrigado. Mateus é um grande ator e merecia um personagem desses há mt tempo! Ele vai roubar a cena, porém, também acho que muita gente ainda vai brilhar na novela, que está ótima. bjssssss

Sérgio Santos disse...

Pedro, também tinha boas perspectivas para Amor à Vida e até agora a novela não me decepcionou em nada. Está tudo sendo conduzido com maestria e a trama promete. Mateus está incrível.

Já vi seu recado e respondi. Antes mesmo de ler esse de agora. abraços!

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, obrigado. A trama está muito bem amarrada e também acho que será um sucesso. Tem qualidades pra isso. bjss e boa semana.

Sérgio Santos disse...

Carlos, pelo menos tente ver a novela esporadicamente. Tem valido a pena. O César mesmo já deu indícios que sabe da homossexualidade do filho. Ou seja, quase tudo gira em torno daquela hipocrisia do 'faz de conta'. Achei esse vilão uma das melhores criações do autor e acho que sem esses trejeitos perderia a 'graça' do personagem. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Eu vi sim, Felis. As montagens estão a todo vapor e são mesmo inspiradas. rs O vilão caiu no gosto popular. E que bom que vc está melhor. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Luma, realmente quem tem atração por ambos os sexos é bissexual, mas Félix sente desejo só por homens. Com a mulher é quase uma "obrigação". A bissexualidade será abordada através do personagem vivido pelo Marcelo Antony que entra sexta-feira.

Olha, pelo o que tem sido mostrado, parece que o garoto não é filho do Félix não. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Rita, pois é, o pai desconfia sim. E aquele choro falso do Félix foi genal mesmo. O ator foi extraordinário. A novela tá mt boa. Bjssssss

Sérgio Santos disse...

Oi Fernando. Obrigado! Também acho que algumas vezes alguns bordões são excessivos. E vejo as 'escorregadas' dele como essenciais para a composição do vilão. Sem dúvida é um papel ousado. Abraços!!!!

Sérgio Santos disse...

Oi Letícia, tudo indo. Também não consigo ver outro ator vivendo o Félix. Aliás, o autor deu um tiro certeiro na escalação do Mateus, até porque temos poucos bons atores, se compararmos com a imensa quantidade de grandes atrizes.

Félix é um papel rico e está sendo muito bem interpretado pelo ator. Uma união perfeita. Muito bom seu comentário sobre os sociopatas.

A novela tem sido uma ótima surpresa. Beijão!!!

Sérgio Santos disse...

Já está sendo, Lulu! Beijossss

Sérgio Santos disse...

Exato, Rafael. Isso acontece na vida real mesmo. Todos percebem mas fingem que não. Por isso acho perfeitamente aceitável.

Acho que a graça nas tiradas do vilão é justamente essa: ser inoportuna. O único excesso que eu vejo é no "Salguei a Santa Ceia", mas tirando isso acho tudo ótimo e natural.

A abertura eu não me acostumei não. A música não poderia ser cantada pelo Daniel. Mas, fazer o que... Abraços!!!

Sérgio Santos disse...

Isso mesmo, Clau! Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Paulo, eu gostei do Mateus assim que o vi como Ronaldo Boscoli em "Maysa". Não consigo mesmo ver outro ator vivendo o Félix. O vilão está sendo magistralmente vivido por ele. E é preciso dizer que bom ator é raro. Atriz temos bem mais.

Acho Celinha totalmente diferente da Carminha. E sobre a Bárbara, apesar de estar gostando dela na novela, sempre a considerei teatral demais. abraços.

Sérgio Santos disse...

Bom te ver de volta, chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Verdade, Paty! Me esqueci desse. rs Com certeza ele ainda irá aprontar muito. bjão

Sérgio Santos disse...

Ele está muito bem, Barbe. Bjssssss

Sérgio Santos disse...

Marilene, também acho que a novela está agradando como um todo. E o vilão é um dos acertos. bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu acho a Valdirene um dos destaques da novela ao lado do Félix. Mas se eles não gostam do vilão, é a opinião deles.

Discordo que Valdirene seja mais uma periguete. Sim, é uma pereguete, mas a graça dela é justamente a tentativa dela ser uma e nunca conseguir. Ela é uma periguete rejeitada por todos os homens. Isso já a diferencia e muito. abçs

Sérgio Santos disse...

Sem dúvida, Ju, uma grande oportunidade. bj

Sérgio Santos disse...

São vilões totalmente distintos mesmo, Thallys. E tenho gostado muito desse festival de ousadias da novela. Vários assuntos pouco abordados estão sendo colocados em questão é isso é ótimo. Um soco no politicamente correto mesmo. Tomara que continue assim, incluindo as ironias e maldades do Félix. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Também discordo, Eder, e acho as escorregadas fundamentais para o papel. Nessa novela tem havido um casamento perfeito entre esses três pontos sabiamente colocados por vc. abçs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, concordo. O risco desse personagem ser interpretado por um ator ruim era imensa. Ainda bem que deram um tiro certeiro. Mateus está no topo. abraços.

Sérgio Santos disse...

Cléu, ele é mt mau mesmo. E o olhar que o vilão faz já vale a cena. Beijos e boa semana.

Sérgio Santos disse...

Exato, Danizita. Antes, de acordo com as novelas, só existia gay bonzinho. Tava mais do que na hora de aparecer um mau-caráter. Beijos!!!!!!

Carlos disse...

Mas pq o personagem tem que ter "graça"? Só pq os últimos vilões são cômicos? Odete era cômica "sem querer". Acho que se ele seguisse esse humor dela + fosse discreto e deslizasse de vez em quando = seria perfeito. Não digo que não existam caras que nem ele, mas pra um homem que quer esconder o que é, ele está fraco demais. Mesmo assim, o ator tem mandado bem.

E li aí o comentário da Celinha, na sexta-feira ouvi o toma lá da cá e fui até o televisor pensando que fosse Avenida. Concordo com o Paulo. Adriana Esteves não é péssima atriz, mas está longe de ser uma maravilha, como dizem. Cláudia Abreu, por exemplo, fez participação no Dentista e em NADA lembrava a Chay. A Chay, sendo vilã, em NADA lembrava a Laura e por aí vai. Já a Adriana tem tudo parecido. Ela foi muito bem em Dalva, como Carminha não. E Félix tem nada a ver com Carminha, o público que é chato e fica fazendo comparações com Avenida, como se essa tivesse sido novela modelo, sendo que não passa nem perto disso. Público jovem é assim mesmo, fazer o quê?

Quanto a Werneck, mais do mesmo e ela está bem forçada como piriguete, chega a ser sem graça. Humor bobo. E concordo com você da Bárbara Paz, ela é muito teatral. Pesa muito nas cenas. Menos é mais. Mas não é só ela a ruim dessa novela: Caio Castro, Júlio Rocha, Paolla Oliveira, Malvino Salvador, Juliano Cazarré estão bem fraquinhos. Os três ultimos tem salvação, já Caio e o Júlio...

Abraços

Patricia Galis disse...

Concordo tenho certeza que será um dos grandes papeis da vida do Mateus

Anônimo disse...

Percebo no twitter que o publico cansou do Felix.Será que o amor de antes,vira rejeicao?

Sérgio Santos disse...

Carlos, quando falei da "graça" não me referi ao riso e sim á essência do papel. Até porque própria ironia dele já é engraçada, independente da 'pinta'. Só acho que a escorregada faz dele um vilão diferente, até porque,, como eu disse, não teremos bj gay e mt menos cenas mais 'fortes'. Ou seja, ele demonstraria sua homossexualidade como? Falando sozinho? Só trocando flertes com rapazes? Ficaria algo superficial demais.

Acho Adriana uma excelente atriz. Não sei se vc chegou a ver uma cena dela com a Cássia Kiss em Morde & Assopra, mas foi de uma sensibilidade absurda. Porto dos Milagres, O Cravo e a Rosa, Dalva e Herivelto, enfim, a achei bem em todos os trabalhos.

Estou gostando da Bárbara na novela, mas considero uma exceção justamente porque sempre a achei teatral demais. Só que agora ela tá bem. Gosto do Juliano, da Paolla e do Malvino na novela. Já Caio e Júlio... Mesma coisa sempre! Abração

Sérgio Santos disse...

Com certeza, Patrícia. bj

Sérgio Santos disse...

Duvido, anônimo.

Carlos disse...

Vi a Adriana naquela novela e a achava um horror. Lá acho que só salvava a Cássia Kiss e o Mateus com aquele personagem bobo.

Não acho que ficaria superficial, desde que ele escorregasse de vez em quando. Veja bem, não disse dele tirar toda a pinta do personagem, mas parte dela. Esses bordões dele é que são superficiais. Interessante que hoje, o Flávio Ricco, que não gosto como jornalista, disse sobre isso e concordo plenamente com ele:"Só que o Mateus Solano se soltou demais. O Félix saiu exageradamente do armário, se é que algum dia esteve enfiado lá dentro. O bissexual criado por ele está carregado de trejeitos. É quase uma caricatura." É como se o autor dissesse que a personagem da Bárbara Paz é burra. Muito burra. O engraçado é que ele não é discreto na hora de falar, mas na internet deve ser muito, porque ela leu as mensagens dos dois e não percebeu que o anjinho era um homem rsrs. É, vai ver é isso. Ela É uma tonta. Mas ok, como já disse outras vezes, dá pra voar.

abraços

Sérgio Santos disse...

Aquela novela tinha muita gente boa, Carlos. Incluindo Jandira Martini vivendo a pão-dura Salomé, o Paulo José, a Walderez de Barros, a Elizabeth Savalla e o Ary Fontoura vivendo um casal de políticos corruptos, o André Gonçalves como o gau Áureo, enfim...

Acabei de ler o Ricco. Discordo dele. Não acho que o personagem não exista, muito pelo contrário. Sobre alguns bordões eu concordo. Uns estão excessivos e forçados.

Mas a mulher dele sabe que ele é gay. Aliás, a mulher e a sogra. E pelo que consta, o César (pai) também sabe. Ela só tá desconfiada a respeito das traições. Ou seja, é aquilo: hipocrisia em prol dos 'bons costumes'. Abraços!

Fernando Oliveira disse...

Acabei de ler o Flávio Ricco também, não concordo com nada que ele escreveu. Seguindo o que um anônimo falou mais acima: pi pi pi olha o recalque! Mateus Solano está ótimo, não tem nada de mais nem de menos. O que o povo conservador quer na verdade é um homo ou um bi dentro do armário mesmo.

Sérgio Santos disse...

Gosto muito do Flávio Ricco, mas também discordei totalmente dele, Fernando. Abraço!

Carlos disse...

Nada a ver Fernando. Uma coisa é vilão gay outra coisa é vilão gay enrustido. Tem muita diferença de um para outro. Pra mim o Félix é gay que engana não sei quem. Se fosse enrustido ele deveria sim estar dentro do armário, independente do povo conservador. Aliás o próprio personagem falou isso. Acho que ele deveria dar alguns deslizes. Se todo gay enrustido na vida real fosse que nem ele seria muito fácil de identificar, não acham? Mas ok, novela não é vida real. Vou voar.

E Sérgio, quando falei da esposa dele disse de ANTES. Quando na primeira semana ela leu o pc do marido. Ela leu e não percebeu que o "anjinho" era homem. Disso que comentei. Aliás, eu estranhei essa cena, mas voei... Sei lá, imagino que um gay enrustido como ele diz ser (o autor diz, né) iria ficar bem soltinho na internet rsrs.

Acho que tem erro de tom (por culpa do texto e não do ator), mas pra público de novela está bom e pra quem voou durante meses só pra reclamar de uma autora aí, está ótimo.

Abraços

Sérgio Santos disse...

Ah tá, Carlos. Mas, sobre o anjinho, Carlos, para pra pensar: Um homem pode chamar uma mulher de "meu anjinho". "Minha anjinha" fica até esquisito. Aliás, o termo "meu anjo", apesar de teoricamente ser masculino é usado para ambos os sexos, verdade seja dita.

Pelo o que consta, o próprio pai dele sabe que ele é gay e até contratou a atual esposa (que era prostituta) para "consertar" ele. Ou seja, o Félix deve achar que engana sem enganar. Abraços.

Fernando Oliveira disse...

Anjo não tem sexo! A minha opinião: a homo/bissexualidade de Félix não interfere ou determina mal caratismo dele, ou vise-versa. Ainda assim acho que o que está havendo é recalque ou coisa parecida em ter um gay na novela que dá pinta mas não quer parecer o que é. Talvez o fato dele dar pinta, deslizar e virar a mão demais e querer parecer homem esteja incomodando aqueles que acham que ou o cara deve ter um rótulo e ponto! Ou sai ou fica dentro do armário? Acho que não devemos nivelar a qualidade da personagem por esse ponto de vista. Para finalizar, o texto do Sérgio sobre esse assunto é ótimo; a crítica do Flávio Ricco não foi legal, pois percebi que ele se embasou no que os outros falam e não na própria opinião.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Uma boa crítica, Sérgio. Mas confesso que gostava mais do início da novela do que da fase atual. Acho repetitivas algumas expressões do Félix - como "assoberbado", "pelas contas do rosário" e outras - e algumas expressões fisionômicas. É difícil (com exceção do César)ninguém perceber a aflição do personagem quando se trata do Atílio. Mateus Solano está bem, mas precisa tomar cuidado para não cair na caricatura.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Fernando. Não acho que a crítica seja por inveja, acho esse argumento limitado. Mas é compreensível que esse vilão causa estranheza, afinal, é algo novo na tv.

Agora, vc está coberto de razão sobre isso de "maria vai com as outras". Veijo isso no Twitter. Basta algum perfil mais 'influente' criticar para que uma manada siga atrás. Aliás, o que eu lia de crítica em cima de Guerra dos Sexos dizendo que era 'datada e não sei o que' só por causa de críticas que surgiram no primeiro mês de novela. Na reta final o msm tipo de crítica continuava, sendo que dava pra notar que a pessoa nem via mais a novela. Enfim... Achei coincidência demais todas as críticas ao vilão terem surgido quase que ao mesmo tempo... Abraço, Fernando!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elvira. Não acho "assoberbado" forçado. Pelas contas do rosário também não. Mas "Salguei a Santa Ceia" sim, tá mt exagerado. Tenho achado o Mateus excelente e não vejo nada de caricatura. Olha, ao que tudo indica, o César sabe muito bem quem é o Félix. Beijos!

Carlos disse...

Não Sérgio, digo o texto e não i apelido. Sim, "anjinho" serve pra homem e mulher, mas ela leu o texto. Duvido que no papo deles não tinha uma saliência kkkkkkk.

E quanto ao preconceito, posso falar por mim, já vi filmes em que tinha beijo e vi algumas cenas de novelas estrangeiras com homens se pegando. Estranhei de início, mas é arte e é real. Aqui falo sobre o personagem que quer esconder sua sexualidade. O pai pode desconfiar, mas o Félix não sabe que o pai desconfia. Mateus é bom ator como já disse, só acho que talvez até pela direção, e o texto, o ator esteja exagerando. Fica na cara de todos que ele é gay, talvez bi. Não falo de rótulos, falo dele pensar, pensar que esconde alguma coisa de alguém. Pra alguém que tenta esconder ele precisa tentar mais.

Então a Barbara Paz é prostituta na novela? Isso não sabia. Mas deve ter "aprendido" a gostar dele, né? Pq ficou com ciúme e pelo jeito não leu o chat todo kkkkkk.

Bom, pra mim já deu esse assunto.
Abraços

Sérgio Santos disse...

Entendi, Carlos. Também não me incomodaria em ver dois homens se beijando, mas isso não vai acontecer.

O pai, pelo que li, não desconfia, ele sabe mesmo. Tanto que contratou a prostituta para 'consertá-lo'.

Sim, ela acabou se apaixonando msm! rs Abraços!!!

Anônimo disse...

Também acho a novela incrível e o Mateus Solano está irresistível na pele do Félix, mas sabe-se que essas expressões no texto dele são por conta do autor e não do ator. A própria Elizabeth Savalla (é assim que se escreve?) admitiu que não se pode "improvisar" com Walcyr Carrasco. Ooooou seja, enquanto ele quiser escrever essas expressões nos textos do Félix... continuaremos ouvindo...

Sérgio Santos disse...

Escreveu o nome da atriz certo, anônimo. Infelizmente esse é um erro grave do Walcyr: não admitir cacos. É uma pena que ele não corrige esse defeito. Mas o Félix é um grande personagem. abçs

Silvana Haddad disse...

Olá Sergio:
Não assisto sempre a novela, mas os capítulos que já vi, achei interessantes.
Aliás, a trama de Walcyr Carrasco deve estar surpreendendo muita gente.
Dentre essas vezes em que assisti a novela, percebi que o "ódio" que a Pilar sente por Paloma, pode ter o seguinte motivo = Pilar foi traída por César, que teve a Paloma com outra mulher e no fim das contas, o casal resolveu assumir a criança como filha.
Por isso, Félix disse a irmã que ela foi adotada.
Mas na verdade, ela é sim filha de Felíx, e por essa razão Pilar a rejeita.
Depois me diga se concorda com essa minha opinião, ok.
Pode ser um furo aqui no seu blog, rsrsrsrsrsrs.
Bjs.:
Sil
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

Sérgio Santos disse...

Silvana, ao que tudo indica é isso mesmo. César teve um caso com outra mulher e Pilar assumiu a filha dos dois. A novela está muito interessante. bjsss