terça-feira, 19 de agosto de 2014

Elenco impecável engrandece "O Rebu"

As qualidades de "O Rebu" são inúmeras e quem acompanha a novela pode constatar isso em todos os capítulos. A trilha sonora é escolhida a dedo, os personagens transbordam ambiguidade, a direção é precisa, a fotografia escurecida é adequada, enfim, o que não falta é ponto positivo. Mas entre tantos acertos, é necessário fazer uma sucessão de elogios ao elenco que foi escalado para este remake.


Os autores George Moura e Sérgio Goldenberg, e o diretor José Luiz Villamarim, conseguiram selecionar um time de ouro para esta tão primorosa obra. Os atores, incluindo os mais jovens e os mais experientes, são grandes profissionais e todos estão em estado de graça no remake. Além de ser fisgado pela história bem amarrada e que se passa em 24 horas, o telespectador se encontra hipnotizado pelas atuações desta respeitada seleção de apaixonados pelas artes dramáticas.

Patrícia Pillar e Sophie Charlotte honram a posição de protagonistas e estão fazendo uma ótima dupla. Os trabalhos mais recentes de Patrícia consistem em três grandiosas atuações: a inesquecível e demoníaca Flora, de "A Favorita"; a arrogante Constância, de "Lado a Lado"; e a problemática Isabel Favais, em "Amores Roubados".
Todas personagens grandiosas e brilhantemente interpretadas pela atriz, que agora se destaca na pele da poderosa Angela Mahler, cujo envolvimento com a filha adotiva Duda desperta curiosidade.

Duda, que é interpretada lindamente por Sophie, totalmente entregue ao papel. A menina mistura agressividade com sofrimento e todas as cenas exigem muito da atriz, que defende bem a protegida de Angela. Uma das sequências mais fortes da novela, até então, foi, inclusive, o momento que a garota humilha Gilda, advogada da mãe que tinha um caso com Bruno, seu namorado. Sophie Charlotte se mostra um grande talento de sua geração e ganhou outra boa personagem, após ter se destacado em "Sangue Bom", com a complexa protagonista Amora Campana.

Já Gilda é um dos muitos tipos ambíguos do remake e está sendo magistralmente interpretado por Cássia Kiss, que compôs um perfil fascinante. A intensidade da atriz impressiona e suas expressões faciais são enriquecedoras para qualquer papel, principalmente colocando-as em uma advogada que tem um casamento de aparências com o marido, manteve um caso com o rapaz assassinado e ainda é aliada número um de Angela. Cássia é uma das maiores atrizes do país e mais uma vez confirma esta constatação. Vale lembrar, também, a sofrida Dulce, de "Morde e Assopra" e a ex-prostituta Carolina, de "Amores Roubados", algumas de suas preciosas composições.

E a advogada vivida por Cássia é casada com Bernardo, um advogado inescrupuloso vivido por José de Abreu, outro grande nome presente em "O Rebu". Após o sucesso do Nilo, de "Avenida Brasil", o ator ganhou o Ernest Hauser, em "Joia Rara", mostrando novamente sua capacidade de se reinventar mesmo tendo que viver dois vilões seguidamente. Já agora, o ator se destaca na pele de um tipo que, assim como todos os demais, carrega uma leva de mistérios e uma boa dose de mau-caratismo. Ele faz ótimas cenas com Cássia, Patrícia e principalmente Tony Ramos, que interpretada o comparsa do advogado.

O comparsa é Carlos Braga, um poderoso empresário envolvido em vários esquemas criminosos. E nada melhor do que ver um tipo desprezível como este sendo vivido pelo grande Tony. Toda novela que conta com Tony Ramos em seu elenco tem seu time fortalecido e agora não é diferente. Depois de ter vivido uma legião de personagens bons e íntegros, chegou em boa hora este vilão, que proporciona excelentes sequências, recheadas de deboche, descontrole e muita ironia. O ator está comemorando 50 anos de carreira em grande estilo.

Vale destacar também a sempre ótima Vera Holtz, que diverte na pele da excêntrica e milionária Vic Garcez, uma socialite devoradora de homens que só pensa em curtir a vida. A personagem é pequena mas ela brilha sempre que aparece graças ao talento da atriz, que divide a cena com Camila Morgado, igualmente ótima, intérprete de Maria Angélica, filha da perua, que puxou o gene da mãe. Pablo Sanábio (o Kiko) é outro bom ator que contracena com elas.

Marcos Palmeira e Dira Paes estão fazendo uma boa dobradinha interpretando o delegado Pedroso e a investigadora Rosa, respectivamente. Os personagens entraram um pouco depois, mas são vitais para a história e os atores têm correspondido. Suas cenas são sempre interessantes. Mariana Lima é outra ótima profissional que está na novela e se destaca com a deslumbrada Roberta, organizadora da festa na mansão de Angela. A atriz já havia brilhado recentemente na série "Sessão de Terapia", do GNT, e em "Doce de Mãe".

Depois de ter seu trabalho elogiado no filme "Tatuagem", Jesuíta Barbosa estreou na televisão em "Amores Roubados" ---- minissérie escrita pelos mesmos autores do atual remake ----, na pele de íntegro Fortunato, e agora novamente se destaca, mas interpretando um malandro, o Allain. Seu personagem rouba e pratica golpes com o intuito de pagar o tratamento da mãe, vivida por Cyria Coentro, outra grande atriz que participa desta produção. O ator é uma grata surpresa e merece muitas outras oportunidades na tevê.

É justo também aplaudir a atuação de Daniel de Oliveira, que vive o Bruno, rapaz que é assassinado na festa, sendo o 'responsável' pelo grande rebu. O ator transborda química com Sophie Charlotte, faz cenas intensas com Cássia Kiss e protagoniza fortes sequências com Tony Ramos. O cara de caráter duvidoso está sendo muito bem defendido pelo ator, que só aparece através de flashbacks, obviamente. Outro grande nome é Bel Kowarik, muito conhecida no teatro, que faz sua estreia na televisão vivendo a amarga Lídia, esposa de Braga.

Ainda é preciso elogiar a linda e talentosa Maria Flor, que virou uma figura rara na televisão. Após sete anos longe das novelas (o último folhetim que contou com sua presença foi "Eterna Magia", em 2007), a atriz voltou mostrando sua conhecida competência e está ótima na pele da controversa Camila. Esposa de Oswaldo ---- interpretado muito bem pelo igualmente talentoso Júlio Andrade ----, a mulher o trai com Kiko, ao mesmo tempo que se preocupa com ele e cuida de sua bipolaridade, que provoca surtos psicóticos em seu marido.

Bianca Muller (ambiciosa Mirna), Laura Neiva (tranquila Betina), Cesar Ferrario (agressivo Cozinheiro Adão), Rodrigo Rangel (Policial Canetti) e Antonio Fabio (motorista Nilo, cujo grande segredo é seu interesse por homens) são mais alguns bons nomes que merecem o reconhecimento, embora tenham bem menos destaque na trama.

"O Rebu" é um remake que tem angariado justos elogios e não há dúvida que ficará marcado na teledramaturgia como uma produção grandiosa. E com certeza uma das qualidades que engrandecem esta obra é seu elenco, que honra todos os complexos e ambíguos personagens, integrantes de uma história enigmática e bastante tensa. Um time merecedor de muitos aplausos.

66 comentários:

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, costumo prever sobre que assunto você irá postar. Dessa vez estava sem saber no que apostar porque estava sem ideia do que seria. E acabou sendo sobre O Rebu, a melhor novela no ar. Adorei e vc citou todos os atores do elenco, fazendo questão de elogiar todos.

Concordo com tudo. A novela está impecável e a atuação desse elenco é um dos muitos pontos altos. Nossa, é um mais talentoso que o outro. Elenco escolhido a dedo. Eu não mudaria ninguém, falando sério.

Patrícia Pillar e Sophie Charlotte estão fazendo uma dupla ótima, Tony Ramos é um gênio da atuação, José de Abreu está impecável, Cássia Kiss é um monstro, Maria Flor, Vera Holtz, Camila Morgado, Dira Paes, Marcos Palmeira, ufa, é muita gente pra aplaudir. Essa novela deixará saudades. Crítica perfeita. Beijos.

Arthur Silva disse...

Ótimo texto. O time dessa novela é de respeito e merece elogios constantes. Todos os personagens são bem defendidos e a novela é um primor.

Zyon Waisterg disse...

Belo texto, parabéns! O elenco é grandioso e honra a complexidade de todos os personagens. Destaco Patrícia Pillar, Tony Ramos e Cássia Kiss entre os veteranos e Maria Flor, Sophie Charlotte e Jesuíta Barbosa entre os mais jovens.

Flávia disse...

Muito bom, Sérgio! Colocou todo mundo que precisava ser colocado e elogiado. Completíssimo texto. Amei!!!! A novela tá boa pra caramba! Só faltam 16 capítulos pra acabar. Triste já! bjkkk

Rafael disse...

A novela é uma coisa rara na teledramaturgia. E acho que o tempo curto ajuda e muito. A trilha, o texto, os personagens, a história e o elenco estão em perfeita harmonia. É um trabalho que dá gosto de ver. Ótima crítica.

Anônimo disse...

Novela incrível e com um elenco bom pra burro! Assino em baixo do texto! Merecido reconhecimento a todos!

✿ chica disse...

Sérgio ,não assisto. Mas devo te dizer que adorei teus twets ontem à noite por lá,rs Durante e após a PEG. abração,chica

Anônimo disse...

Os atores conhecidos não me surpreenderam. Já sabia que eles fariam um ótimo trabalho. Minha surpresa foi em relação aos atores desconhecidos. O Pablo (Kiko), a Bel (que eu só sabia que era esposa do Marcelo Tas, César Ferrario, Rodrigo Rangel e o Antonio Fábio.

Thallys Bruno Almeida disse...

Eu destaco nessa turma: Patrícia Pillar, José de Abreu, Tony Ramos, Cássia Kiss, Vera Holtz, Camila Morgado, Dira Paes, Jesuíta Barbosa, Mariana Lima, Bel Kowarick (esposa do Tas), Maria Flor, Julio Andrade, Bianca Müller, Daniel de Oliveira e Laura Neiva. Eles pra mim são os melhores dessa novela e dispensam comentários.

Quanto à Sophie Charlotte, eu vou falar logo duma vez: se eu fosse hater nato, eu teria criticado até os papeis dela em Malhação e Caras e Bocas que eu já disse várias vezes aqui que eu gostei dela nessas novelas. E acho sim que a menina tá se saindo bem, tem química com o Daniel e etc. Maaaaaaassssss, eu não a acho isso tudo e prefiro outras, posso?

E quanto à novela, continuo não a achando nem de longe a melhor no ar. Os últimos caps até têm me atraído mais, mas não a ponto de achar espetacular.

Thallys Bruno Almeida disse...

O que eu acho espetacular meeeeeeesmo nessa trama é a trilha sonora. Aí sim, uma pérola atrás da outra.

Pamela Sensato disse...

Sérgio tudo bem?
Que pena que não assistir mas minha mãe diz que é muto bommm!
rsrs

Beijos
* Blog da Pâm #SobreDietas

Melina disse...

Sérgio, querido, que excelente crítica. Essa novela está a cada dia melhor e consegue ficar mais atraente a cada capítulo. Que história bem escrita, bem elaborada, bem escalada, bem interpretada e bem dirigida. A melhor novela no ar e a melhor das onze.

Patrícia Pillar está uma verdadeira rainha, enquanto Sophie Charlotte ocupa lindamente o posto de princesa. As duas estão magistrais e você viu o dez que Sophie ganhou da Kogut?

Mas o que dizer da Cássia Kiss? Essa mulher é um fenômeno. Que atriz! Boa lembrança sua sobre a doce e sofrida Dulce de Morde e Assopra e da prostituta de Amores Roubados. Fora a atuação magistral dela em Por Amor, Porto dos Milagres e em tantas outras mais.

Tony Ramos é sempre Tony Ramos. Que mestre! Junto com o José de Abreu faz uma grande e poderosa dupla. Vera Holtz sempre uma querida e talentosa demais. Queria ser amiga da Vic Garcez. Camila Morgado também ótima.

Maria Flor, Julio Andrade e Jesuíta Barbosa são incríveis também e todo o elenco desta obra é primoroso. Essa sua crítica veio em boa hora e é mais do que merecida. Amei! Um beijo!

Anônimo disse...

Adorei a crítica! Todos impecáveis e uma novela maravilhosa. Se comparar com as outras que estão no ar fica covardia. Não chegam nem aos pés dessa. E ri do seu comentário ontem no Twitter com um seguidor dizendo que os haters da Sophie estão a cada dia mais sofridos com o sucesso e o prestígio dela. Não tá fácil a vida pra eles, tadinhos.

OX disse...

Sérgio, concordo. A novela é a única que tenho acompanhado com assiduidade e com prazer. Tudo é bem feito e o elenco bem escalado é um dos pontos acertados. Só tenho elogios a todos e concordo com sua crítica do começo ao último parágrafo. E agora entendo porque vc elogiava tanto a Sophie em Sangue Bom. Essa menina é iluminada. Fora Patrícia, Tony, Cássia, Dira, Vera e tantos outros talentos. O Rebu fará história e deixará saudades. Abraço.

MARILENE disse...

Sergio, apesar de não acompanhá-la, costumo ver alguns pedaços, vez ou outra. Concordo com sua bem feita apreciação. Os atores são muito bons e a trama é envolvente. Só não me animei a segui-la porque já vejo a anterior e costumo assistir filmes nesse horário. Bjs.

Adriana Helena disse...

Oi Sérgio, muito boa tarde amigo querido que sempre me deslumbra com seu texto sobre as obras da tv!

Puxa vida, primor ficou o seu relato sobre os atores participantes do 'Rebu" que, diga-se de passagem, uma novela fabulosa como há muito não se via.
Cercada de mistérios, de segredos ( da escuridão) que aliás ajudou muito na composição desse clima) tem atuações preciosas dos atores, sem exceção! Adoro Tony Ramos e como é incrível ver ele em um papel de vilão ..rsrs Sabe, para mim, ele sempre será o eterno bom moço das telenovelas!!

Agradecida amigo, perfeitas todas as colocações!
Bela semana, belos dias!!!:)))))

Anônimo disse...

Novela boa é assim! Elenco bom, trama boa, trilha boa, personagens bons, direção boa, fotografia boa...

Amanda Ventura disse...

O Rebu é a única novela atualmente que me faz parar tudo para assistir, até porque não dá pra perder nenhum detalhe da trama complexa. Além da história instigante, tudo na novela é de primeira: direção, músicas, fotografia, figurinos. E principalmente o elenco, como você bem lembrou. Todos os atores estão maravilhosos em seus personagens, sem exceção.

Também gostei muito de ver Tony Ramos no papel do frio e cínico Braga, muito diferente dos personagens mais emotivos que ele costuma interpretar. Considero Patricia Pillar uma das melhores atrizes de sua geração e ela está mostrando isso mais uma vez com sua enigmática Angela Mahler.

Só uma observação, Sérgio: a doença do personagem de Julio Andrade, o jornalista Oswaldo, não parece ser transtorno bipolar, e sim esquizofrenia. É uma distinção importante, já que alguns bipolares podem se sentir incomodados com a associação. Bjs.

Maíra disse...

Você falou muito bem do elenco Sérgio que eu nem me estenderei a repetir os merecidos elogios. Realmente uma seleção minuciosa e primorosa de grandes talentos. Mas destaco a Cassia Kiss e a Patricia Pillar porque acho que elas estão extraordinárias. A contenção da Angela Mahler as vezes me arrepia, parece que ela é uma psicopata friíssima, numa trama assim, a gente pensa de tudo sobre todos. E também o fato de Tony Ramos vivendo uma crápula, fantástico também.
Aproveitando a deixa, falo de uma curiosidade que li recentemente e que me chamou a atenção: os autores falaram que pensaram em rebatizar a novela de Os Amorais, o que teria tudo a ver, mas como se trata de um remake, e sou mais o titulo original como de fato permaneceu. Mas é curioso, pois todo mundo ali parece amoral mesmo.

Ana Carolina disse...

Ótima crítica, Sérgio. Concordo com tudo o que você bem colocou e assino embaixo. Nem irei repetir todos os nomes e elogios porque endosso tudo o que foi postado por vc. Essa novela é de uma qualidade rara. Fará falta quando acabar e pena que setembro já está aí. bjssss

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Parabéns pelas excelentes e oportunas considerações. Não tenho acompanhado o remake com regularidade, mas pelo que já vi e tenho visto, sua análise cai muito bem com o meu ponto de vista. Sem dúvida, uma grande produção com um elenco de primeira.

Abraço.

Fernanda disse...

Concordo com toda a crítica. Assim como alguns dos colegas comentaristas, essa é a única novela que tenho parado pra assistir e presto atenção feito louca. São muitos detalhes e grandes interpretações para serem apreciadas. Concordo com os elogios a todos os atores citados no seu texto e nem tenho o que acrescentar porque vc foi completo.

Já sobre as demais novelas no ar, só digo que estão bem ruins. E Império, sinto dizer, Sérgio, mas é uma Fina Estampa com uma parte séria. Tirando o núcleo central, é uma bobajada só. E já reparou que a Drica Moraes tá sumindo enquanto aquele Romulo Arantes cresce cada vez mais? O autor já mostrou que gosta mais de um corpo sarado do que de talento.

jeff sp disse...

Concordo muito com sua critica, O Rebu ficará na memória de quem assistiu. Atualmente estou assistindo somente a Boogie Oogie e O Rebu, ambas novelas possuem uma ótima dinâmica.
Todos os atores estão excepcionais mas vou citar apenas alguns.
Marcos Palmeiras esta ótimo, o ator finalmente conseguiu sair daquela rotina dos mocinhos e agora tem feito papéis a sua altura. Desde Cheias de Charme tenho notado a evolução deste ator, claro que sempre gostei do trabalho dele desde os anos 90 mas durante uma época ele ficou muito estagnado como o ´´mocinho bobo´´. Só para lembrar o Marcos chegou a ser cotado para viver o Laerte de Em Família, sorte dele não é mesmo? Espero que outros atores também possam sair dessa rotina dos mocinhos e assim mostrar o verdadeiro talento deles em papéis mais diversificados esta acontecendo com o Marcos Palmeira.
Sophie Charlotte esta ótima como Duda, depois de um papel muito duvidoso em Sangue Bom (continuo acreditando que o maior problema foi a história da novela, ainda não sei se Amora era vilã ou mocinha), a atriz pode mostrar agora o seu talento, espero que ela continue a pegar ótimos papéis a partir de agora. Sua química com Daniel de Oliveira está ótima também. Daniel também está ótimo como sempre.
O regresso de Maria Flor também foi uma grata surpresa, mas não tanto visto que ela sempre continuou ativa, conferi algumas de suas séries na TV paga, ela é maravilhosa como atriz. Maria Flor é uma atriz que só deve fazer papéis de qualidade e, em O Rebu, ela acertou em cheio. Espero vê-la futuramente em outros projetos seja na Globo ou em suas séries.
Julio Andrade também tem sido uma outra surpresa, tenho notado como sua atuação nos prende muito, é difícil não prestar atenção nele quando entra em cena, chega a lembrar o talentoso Irandhir Santos, mas isso não me surpreende visto que ambos são crias do cinema. Atores oriundos do cinema possuem um talento acima do normal dos demais atores que só fazem novelas, não desmerecendo ninguém claro.
Jesuíta Barbosa, outra cria do cinema, também tem chamado muita atenção, este ator tem um futuro muito promissor, lembrando que o garoto já foi, inclusive, elogiado por Wagner Moura e Regina Duarte.
Enfim, quando se tem atores de qualidade e uma história de qualidade a novela obviamente será um sucesso.

Paulo Roberto disse...

Eu assisti a primeira versão e o elenco dessa versão é tão bom quanto a de 1974. Acho que deveria fazer mais remakes de novelas do Bráulio Pedroso, que era um autor que inova a linguagem em suas produções

Maxxi disse...

Muito interessante a postagem, Sergio... Não poderia deixar de comentar...

Nunca vi tantos atores realmente bons em cena, com atuações incríveis e texto realmente afinado. Quando tínhamos um, faltava outro...

Destaco a Patrícia, excelente, uma Sophie que mostrou que vai ter uma carreira muito longa e uma Cássia Kiss que já nem sei qual é o melhor papel de sua carreira. Esta última sabe se reinventar como atriz, fico bastante surpreso com todas as atuações dela, é uma atriz incrível e que tem de voltar ao horário das 9 com urgência.

Fico triste em saber que esse será o último resgate de novelas dos anos 70 da Globo. Ainda sonhava ver O Espigão, Pai Herói e sobretudo, Dancin Day's (que ainda sonho vê-la). Se dependesse de mim, continuaria as adaptações das novelas (com exceção do péssimo Ricardo Linhares e sua péssima Saramandaia).

O Rebu vai fazer falta... Vai, principalmente quando ela acabar e vermos que temos novelas como Geração Brasil no ar.

***Sérgio, sugiro uma postagem com os principais suspeitos de O Rebu na sua visão. Sei que é um blog de opinião, crítica, mas gostaria de ver uma postagem sua sobre o tema caso fosse possível.

Roberto Santos disse...

Apesar do elenco impecável e da curta duração, observo que O Rebu parece conter uma certa barriga, parecendo que a trama por vezes não sai do canto, tratando de pequenos casos e esquecendo o núcleo central: a investigação do assassinato.
Acredito que a produção funcionaria melhor como uma microsserie de 2 ou 3 semanas com 12 ou 16 episódios.

Sérgio Santos disse...

Ah é, Andressa? Vc costuma acertar nas previsões? rs

O elenco está impecável e dá gosto de ver. A novela é uma preciosidade. Todos os capítulos são saborosos e bem detalhados, com grandes cenas e tramas que prendem atenção. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Fato, Arthur.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Zyon. Vc citou ótimos destaques. abçs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Flávia, tb estou com saudades já. :( bj

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Rafael.

Sérgio Santos disse...

Valeu, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Chica, eu nem sabia que vc me seguia no Twitter. Aliás, nem sabia que vc tinha Twitter. nunca falou comigo por lá. bjssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, os atores pouco conhecidos tb estão dando show. O time é mt bom!

Sérgio Santos disse...

Claro que pode, Thallys, à vontade. Mas essa sua justificativa não serve porque na época de Malhação e Caras e Bocas vc ainda não era um hater nato dela. Aliás, naquela época vc criticava a Fernanda Vasconcelos, veja que ironia do destino. Minha memória é boa.

E eu acho a melhor novela do ar de longe por todas as qualidades já mencionada,s incluindo a trilha.

Sérgio Santos disse...

Sua mãe tem razão, Pamela. rs bj

Sérgio Santos disse...

Melina, que bom que gostou e concordo com todos os pontos que vc elogiou da novela. Ainda não digo que é a melhor das onze porque temos que esperar a reta final e o fim. Mas a melhor do ar é mesmo. Que produção caprichada!
E eu vi sim. Foi um dez mt merecido que a Sophie ganhou. Ela está impecável, aliás, como todo o elenco. Timaço. Dá gosto de ver. É uma cena mais intensa que a outra e a novela te prende. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Mas não tá fácil pra eles mesmo, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Ah, gostou da Sophie, OX? Eu vi primeiro, hein. rs Ela é um talento mesmo e todos os atores dessa novela estão primorosos. A única exceção coloco o Jean Pierre Noher, que sempre interpreta da mesma forma, mas como ele mal apareceu, então nem conta. A novela é um capricho só. abçsss

Sérgio Santos disse...

Marilene, tenho certeza que essa seria uma trama que te prenderia. bjssss

Sérgio Santos disse...

Adriana, o Tony ficou mesmo marcado pelo bom moço, né? Mas ele é versátil e é ótimo vê-lo como um mau-caráter. E os personagens são primorosos e mt bem interpretados. Que novela boa!!! =) bjão e obrigado.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Amanda, que novela! É a única que tenho visto, digamos, com paixão. É boa demais e precisa ficar de olho em todos os detalhes das cenas, das tramas, das trocas de olhares, enfim;...

E Tony vivendo um canalha é um presente pro público. Mt bom vê-lo em outra faceta. Patrícia Pillar é genial. Que baita atriz! Ela está no topo mesmo.

Olha, coloquei bipolar pq é como está na descrição em vários locais, mas colocarei esquizofrênico junto então. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Maíra. Nossa, Cássia e Patrícia estão fazendo uma dobradinha grandiosa. Que incrível vê-las juntas em cena e dando show. Perfeitas mesmo.

Tb acho que às vezes Angela mostra traços de psicopatia aguda. Creio que ela matou ou Duda. Embora seja mais fácil apontar os inocentes do que os suspeitos.

Eu tb li isso e o título caberia como uma luva pq ali todos são amorais, não há santo. O telhado de vidro se faz presente no teto de todos. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

De pleno acordo, Ana. bjssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Vera. Espero que vc esteja bem, na medida do possível, claro. bjssss

Sérgio Santos disse...

Fernanda, que bom que gostou. Fico feliz. A novela é primorosa mesmo e será lembrada como uma produção grandiosa.

Olha, ainda não vejo uma nova Fina Estampa, até pq aquela desgraça era triste. Mas tb tenho reparado algumas coisas que estão ficando piores. E, infelizmente, sim, tenho percebido que Cora perdeu o destaque, enquanto esse mala do Robertão cresce. Pena. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Jeff, concordo integralmente com seu comentário, com exceção da parte da Amora, pq considero a melhor personagem da carreira da Sophie até então. Era uma personagem complexa e dúbia. Tinha um pouco de mocinha e um pouco de vilã.

E com certeza quem assistiu O Rebu jamais esquecerá. Ficará marcada como uma produção espetacular, onde tudo deu certo, em sua plenitude. Elenco, trama, direção, texto, fotografia, trilha, embates, enfim...

Nossa, é verdade, o Marcos Palmeira acertou em cheio quando recusou o Laerte pra fazer O Rebu. E concordo que ele melhorou mt. Até pq o período que ele ficou estagnado como o mocinho bobo o limitou bastante.

Maria Flor é excelente e fiquei feliz quando li que ela renovou contrato com a Globo. E ela ficou mt tempo só na tv fechada, mas com o msm talento. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Maxxi, estava sumido. E é verdade, é um elenco primoroso onde todos se sobressaem e brilham com atuações memoráveis. Uma grande novela.

Não tenho nada contra em continuar com os remakes, mas a Globo preferiu uma trama inédita em 2015. Mas O Rebu fará muita falta mesmo. Já estou com saudades, inclusive.

Olha, vou ver se faço algo do tipo que vc me sugeriu. Não sei, vou ver se dá. Abraçs

Sérgio Santos disse...

Respeito sua opinião, Roberto, mas discordo. A Patrícia Kogut postou uma crítica hj falando exatamente isso e não concordo com ela. Todas as tramas paralelas acrescentam o enredo central e ainda enriquece cada personagem com dramas próprios. E se ficasse só no assassinato diriam que estava enchendo linguiça. E não vejo barriga alguma na novela. Abçssss

Anônimo disse...

Olha, ainda não vejo uma nova Fina Estampa, até pq aquela desgraça era triste. Mas tb tenho reparado algumas coisas que estão ficando piores. E, infelizmente, sim, tenho percebido que Cora perdeu o destaque, enquanto esse mala do Robertão cresce.2


Tem vários personagens de Império que não mostraram ao que vieram. E tem a sobrinha da Marta que ainda nem entrou. A novela está no começo, e como será longa espero que até a metade já esteja mais desenvolvida.

William O. disse...

Novela impecável, elenco impecável, trilha impecável, personagens impecáveis, direção impecável, trilha impecável, tudo impecável. Essa novela é uma obra de arte das mais luxuosas.

William O. disse...

E mais, será praticamente impossível surgir uma outra novela como essa tão cedo. Até aqueles saudosistas chatos que só elogiam o passado estão com vergonha de criticar O Rebu.

Amanda Ventura disse...


Sérgio, acabei de ler a crítica de Patrícia Kogut, após ler o seu comentário acima.
Assim como você, também discordo dela. As tramas paralelas nem são tão paralelas assim, já que contam as histórias pessoais dos suspeitos do crime - ou melhor, dos três crimes, que são os assassinatos de Bruno e do chef e o atentado contra Angela. E suspeitos são todos os que estavam na festa, sem exceção. Os três crimes podem ser obra de uma única pessoa ou de pessoas diferentes.

Sendo todos suspeitos, as histórias e personalidades de cada um dos presentes à festa precisam ser mostradas, seja para levantar ou confirmar uma suspeita, seja para descartá-la. A trama é intrincada e refazer os passos dos personagens é necessário para o clima de suspense. Não vejo nada ali que possa ser definido como "eventos rotineiros".

Patricia Galis disse...

Disse tudo mesmo elenco impecável.
Agora a Patricia Pillar é tudo de bom né...Depois da Gloria Pires ela é minha atriz preferida.

Sérgio Santos disse...

Sim, anônimo, concordo, está no começo ainda. Mas as coisas que incomodavam estão piorando. abçs

Sérgio Santos disse...

William O, concordo plenamente com vc. Novela primorosa e boa demais! abçs

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Amanda. Não tem trama avulsa ali ou desnecessária. Tudo tem relação e mostrar os meandros dos dramas particulares de cada um é vital para engrandecer ainda mais as complexidades de cada um. Senão seria algo superficial.

Tudo está correlacionado e não dá pra saber se todos os crimes têm um único autor ou se são eventos paralelos e coincidentes. Não vejo nada de arrastado ou cansativo, nada. Beijo.

Sérgio Santos disse...

Patrícia é espetacular, Patrícia. Sua xará, né. rs Glória é outro ícone. bj

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Adoro esta série amigo e de fato o elenco e a interpretação deles todos é primorosa, um show mesmo, fora a trama e a produção que até parece série americana kkk adoro! Abraçoss

Sérgio Santos disse...

Parece mesmo, Kellen! Tanto que vc até chamou de série ao invés de novela. É boa demais!!!!!!! bj

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maíra disse...

Eu concordo com você que O Rebu é uma novela bem feita com um elenco que merece um post só pra elogia-los. Que tem ação e que a cada capitulo tem acontecimentos. Mas eu sempre sentia que tava faltando alguma coisa nessa novela, que ela não era aquilo que esperava. E essa semana saíram duas criticas que explicaram bem aquele sentimento que eu não conseguiria me expressar em palavras. Foram na Patricia Kogut e Nilson Xavier, se você as leu, saberá do que estou querendo expressar. Eu esperava mais da novela, acho que ela saiu um pouco do seu fio. A festa, o rebu, a morte estão num segundo plano no meu ponto de vista. A festa mesmo, podemos dizer que sumiu, a trama se concentra muito mais no tempo atual(o dia pós-festa). E acho desnecessário por exemplo essa trama da Valentina, ok, esta proporcionando grandes cenas, os atores tão arrasando, e a novela precisa de conteúdo pra se sustentar vários capítulos no ar, mas eu acho que foge da trama proposta: uma história em 24 horas, seus antecedentes, a festa e o dia seguinte. As vezes eu tenho a sensação de que ninguém morreu, que a policia ta ali investigando o atentado à Angela e o dossiê é um personagem mais importante e crucial nessa história que o próprio Bruno. Sei que você adora a novela, eu também a acho uma novela bem feita com inúmeras qualidades, mas tenho essa sensação de que a história não é a que eu esperava, que fugiu um pouco da sua proposta. Me desanimei. Porém, não desisti, agora que faltam 3 semanas eu vou até o fim. Depois conto a minha conclusão final, rsrs.

Sérgio Santos disse...

Maíra, sou um apaixonado por essa novela mesmo. A crítica da Kogut eu li e discordo totalmente, a outra não li. Não acho mesmo que as tramas paralelas sejam pra encher linguiça, pelo contrário, acho fundamentais para enriquecer a complexidade de cada personagem.

E tenho certeza que se a novela tivesse ficado só em cima da morte do Bruno e com cenas da festa, onde todos ficam dançando, iria ficar cansativo. Até porque, todos os mistérios do assassinato estão na festa e com certeza aparecerão nos últimos capítulos.

Acho que os autores foram ainda mais ousados ao colocarem flasbacks dentro de uma trama de 24 horas, justamente para ajudar a esclarecer os podres e a vida de cada um daqueles convidados ambíguos. Enfim, continuo achando tudo impecável. =) bjsssss

Anônimo disse...

NOVELA FODA! COMO PODE TER GENTE QUE CRITICA????????

Sérgio Santos disse...

Vai entender, anônimo...