quarta-feira, 30 de julho de 2014

Os vencedores da 16ª edição do "Prêmio Contigo"

A décima-sexta edição do "Prêmio Contigo!" de Televisão aconteceu nesta segunda-feira (29/07), no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Encerrando a leva de prêmios das produções referentes ao ano de 2013 ---- embora tenha contado também com algumas indicações de 2014 ----, a premiação da revista mais uma vez esbanjou luxo e reuniu vários artistas do cenário nacional. Não houve muita surpresa entre os vencedores e a maioria das escolhas foi justa.


Ao contrário do que ocorreu nos anos anteriores, não houve transmissão do evento pela internet, o que prejudicou o acompanhamento do grande público. No entanto, através de várias fotos e divulgação dos premiados, o telespectador foi informado sobre tudo o que ocorria na festa. Apresentado por Taís Araújo e Lázaro Ramos, a premiação começou com a categoria Melhor Atriz Coadjuvante. E, mais uma vez, Elizabeth Savalla saiu vencedora pela sua brilhante atuação em "Amor à Vida", na pele da ex-chacrete Márcia. Ela disputou com Bruna Linzmeyer ("Amor à Vida"), Carla Cabral ("Pecado Mortal"), Giovanna Antonelli ("Em Família"), Tainá Muller ("Em Família") e Mariana Rios ("Além do Horizonte").

A segunda categoria foi Melhor Ator Coadjuvante. E Thiago Fragoso faturou graças ao seu Carneirinho, de "Amor à Vida". Niko foi um personagem ótimo, protagonizou ao lado de Félix um beijo histórico, e o ator o defendeu com competência, tendo novamente seu talento reconhecido.
Ele disputou com Anderson Di Rizzi ("Amor à Vida"), Alexandre Nero ("Além do Horizonte"), Antônio Fagundes ("Meu Pedacinho de Chão"), Joaquim Lopes ("Sangue Bom") e Reynaldo Gianecchini ("Em Família").

A terceira categoria foi Melhor Ator e Atriz Infantis. Tomás Sampaio ganhou como Melhor Ator Infantil graças ao sapeca Serelepe, de "Meu Pedacinho de Chão". O menino ----- que concorreu com Filipe Cavalcanti ("Chiquititas"), Gabriel Santana ("Chiquititas"), Jean Paulo Campos ("Patrulha Salvadora"), JP Rufino ("Além do Horizonte") e Vitor Figueiredo ("Em Família") ----- fez jus ao prêmio e é uma grata revelação ao lado de Geytsa Garcia (Pituca), que infelizmente não ganhou como Melhor Atriz Infantil.

A vencedora, aliás, foi a já 'veterana em prêmios' Mel Maia ----- que concorreu com Larissa Manoela ("Patrulha Salvadora"), Ayumi Iriê ("Sangue Bom"), Giovanna Grigio (grata surpresa em "Chiquititas"), Klara Castanho ("Amor à Vida") e Geytsa Garcia ("Meu Pedacinho de Chão") -----, por seu trabalho em "Joia Rara", interpretando a mediúnica Pérola. A menina é um talento e mereceu o troféu, mas Geytsa Garcia encantou tanto no remake, dirigido por Luiz Fernando Carvalho, que seria um justo presente este reconhecimento.

A quarta categoria foi Revelação e, óbvio, foi da Tatá Werneck. A atriz ganhou todos os prêmios pelo sucesso da Valdirene, em "Amor à Vida", e todos os troféus foram merecidos. Após batalhar muito na MTV, Tatá ganhou a oportunidade da sua vida vivendo a periguete que não tinha talento para ser periguete e deu um show ao lado de Elizabeth Savalla e Anderson Di Rizzi. "Esse prêmio fecha um ciclo e uma época que aprendi demais!", disse a humorista, que tem se destacado atualmente com o "Tudo pela Audiência", no canal a cabo Multishow.

A quinta categoria foi Melhor Atriz de Série ou Minissérie. E deu empate. Fernanda Montenegro ganhou pela sua adorável Dona Picucha, da impecável série "Doce de Mãe", e Dira Paes ganhou pelo seu grande trabalho na minissérie "Amores Roubados", na pele da sedutora Celeste. Uma das melhores atrizes do país e uma ótima atriz foram merecidamente agraciadas. Elas concorreram com Cleo Pires ("O Caçador"), Isis Valverde ("Amores Roubados"), Isis Valverde ("O Canto da Sereia") e Bianca Rinaldi ("José do Egito").

A sexta categoria foi Melhor Ator de Série ou Minissérie. Venceu Cauã Reymond por sua atuação em "Amores Roubados". Se o ator tivesse vencido pelo seu bom desempenho em "O Caçador" seria justo, mas na minissérie de George Moura e Sérgio Goldenber ele não convenceu. Murilo Benício, que deu um show em "Amores Roubados", na pele do violento Jaime Favais, era muito mais merecedor da honraria. Além de Murilo, Cauã concorreu com Leandro Hassum ("O Dentista Mascarado"), Vladimir Brichta ("Tapas & Beijos"), Ângelo Paes Leme ("José do Egito") e com ele mesmo em "O Caçador", este sim um bom momento de sua carreira.

A sétima categoria foi de Melhor Minissérie. Ganhou com muita justiça "Amores Roubados", grande produção de George Moura e Sérgio Goldenberg, dirigida por José Luiz Villamarim. A minissérie fez um grande sucesso e teve méritos de sobra. Concorreu com "O Dentista Mascarado", "Milagres de Jesus", "Patrulha Salvadora", "Tapas & Beijos", "Doce de Mãe" e "O Canto da Sereia" (estas duas últimas também muito merecedoras).

A oitava categoria foi de Melhor Ator. Sem qualquer surpresa, a vitória foi de Mateus Solano pelo grandioso desempenho na pele do Félix, de "Amor à Vida". O ator ganhou absolutamente todos os prêmios que concorreu graças ao seu talento e ao personagem que caiu nas graças do público. Quem entregou o troféu, aliás, foi Thiago Fragoso, que acabou reeditando com seu colega no palco o beijo que seus personagens deram na novela de Walcyr Carrasco, quebrando um tabu histórico. Solano saiu desta novela consagrado, sem dúvida.  O ator até brincou dizendo que 'era um prazer receber o prêmio das mãos do seu Carneirinho', em referência ao Niko. Ele disputou com Antônio Fagundes ("Amor à Vida"), Arthur Aguiar ("Dona Xepa"), Bruno Gagliasso ("Joia Rara"), Henri Castelli ("Flor do Caribe") e Humberto Carrão ("Sangue Bom").

A nona categoria foi de Melhor Atriz. Quem venceu foi a talentosa Vanessa Giácomo, que deu um show interpretando a diabólica Aline, em "Amor à Vida". A atriz ganhou uma grande vilã e aproveitou a chance dada pelo autor. Ela, que recentemente emocionou com sua doce Eliane em "Império", mereceu cada elogio que recebeu e o troféu ficou em boas mãos. Vanessa concorreu com Paolla Oliveira ("Amor à Vida"), Isabelle Drummond ("Sangue Bom"), Bianca Salgueiro ("Malhação"), Bruna Marquezine ("Em Família") e Juliana Paiva ("Além do Horizonte").

A décima categoria foi de Melhor Diretor. E o vencedor não poderia ser outro: Luiz Fernando Carvalho, em parceria com Carlos Araújo, pelo trabalho impecável feito no remake de "Meu Pedacinho de Chão". A novela foi transformada em um lindo conta de fadas, onde a poesia, o colorido e o tom lúdico predominam. O diretor, que estava fazendo aniversário, ganhou um belo presente. Ele e Carlos concorreram com Dennis Carvalho ("Sangue Bom"), Ricardo Waddington e Amora Mautner ("Joia Rara"), Jayme Monjardim e Leonardo Nogueira ("Em Família"), Reynaldo Boury ("Chiquititas"), e Wolf Maya e Mauro Mendonça Filho ("Amor à Vida").

A décima-primeira categoria foi Mulheres Extraordinárias e a vencedora foi Dira Paes. Vale destacar ainda a bela homenagem feita a Paulo Goulart e José Wilker, que faleceram neste ano, deixando o mundo das artes dramáticas de luto. Outro belo momento foi a homenagem merecida a Nathalia Timberg, cuja rica carreira é respeitada por todos. Seu mais recente trabalho foi a íntegra Bernarda, de "Amor à Vida". Ela se emocionou e emocionou todos os presentes, incluindo Nicette Bruno, que estava na plateia representando seu saudoso marido.

Já a penúltima categoria foi Melhor Autor de Novela. E a merecida vitória foi para Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, dupla responsável pela ótima "Sangue Bom". A novela das sete lamentavelmente foi muito injustiçada ao longo das premiações, incluindo a falta de justas indicações em várias categorias, mas ao menos a trama levou este merecido troféu. Os autores escreveram um folhetim com um texto ácido, personagens cativantes, uma protagonista complexa, críticas ferinas ao mundo das celebridades e grande elenco. Os vitoriosos concorreram com Carlos Gregório e Marcos Bernstein ("Além do Horizonte"), Manoel Carlos ("Em Família"), Íris Abravanel ("Chiquititas"), Benedito Ruy Barbosa ("Meu Pedacinho de Chão") e Walcyr Carrasco ("Amor à Vida").

A última categoria foi Melhor Novela. A justa vitória foi mais uma vez para "Amor à Vida", que ganhou todas as categorias de Melhor Folhetim, honrando o sucesso da trama de Walcyr Carrasco, que caiu no gosto popular e foi estendida, na época, pela emissora, por ter sido a única produção que correspondeu nos números de audiência do ano de 2013. Valdirene, Félix, Niko, Bernarda, Lutero, Linda, Perséfone, Márcia, Carlito, enfim, foram muitos os personagens bem-sucedidos, assim como a história, repleta de reviravoltas e ritmo ágil. Mauro Mendonça Filho, o diretor, foi receber o merecido troféu, fechando o ciclo de troféus destinados à trama de Walcyr Carrasco. A novela concorreu com "Chiquititas", "Dona Xepa", "Em Família", "Joia Rara" e "Sangue Bom".

O "Prêmio Contigo", como ocorre em todos os anos, fechou o ciclo de premiações e a justiça foi feita em grande parte das categorias. "Amor à Vida" mais uma vez saiu consagrada com méritos, enquanto que "Amores Roubados", "Sangue Bom" e "Meu Pedacinho de Chão" foram merecidamente reconhecidas. Agora, a responsabilidade está com as produções iniciadas em 2014 e que serão as homenageadas da vez em mais uma leva de entrega de troféus que começará no final do ano. Que as disputas recomecem!

70 comentários:

OX disse...

Sérgio, dei uma sumida mas voltei. Eu soube da premiação através desse seu bem detalhado texto. O do ano passado eu vi na internet mas dessa vez pensei que meu computador tinha dado algum problema, mas vi que não. Eles não transmitiram mesmo. Costumava ser exibido também, após algumas semanas, no Canal MGM. Não sei se cancelaram isso também

Foram quase todos merecedores realmente. Amor À Vida saiu consagrada de todas as premiações e esta foi mais uma. Mateus Solano, Thiago Fragoso, Tatá Werneck, Beth Savalla e Walcy Carrasco merecem pelo bom trabalho que apresentaram ao longo de mais de 220 capítulos. Foi muita coisa. Queria ter visto a homenagem à Nathalia Timberg.

Amores Roubados foi uma série cheia de qualidades mesmo e os autores repetiram isso em O Rebu. Mas estou de acordo sobre o Cauã Reymond. Não merecia mais que Murilo Benício. Jamais! Fernanda Montenegro e Dira Paes foram outras vencedoras com méritos. Sangue Bom eu não vi, mas acompanhei seus textos e sei que você elogiou muito a novela. Tem até a famosa Amora Campana, alvo de constantes comentários. Então os autores devem ter merecido. Um forte abraço!

Anônimo disse...

Gostei de todas as premiações, inclusive do Cauã. Achei ele mt bem em Amores Roubados. E Amor à Vida sai consagrada de todas as premiações.

Zyon Waisterg disse...

Não fui um admirador de Amor à Vida mas a novela fez sucesso e conquistou o público, não nego. Gostava de alguns personagens e de alguns núcleos, mas não todos. Embora não tenha gostado muito achei melhor que a bajulada Avenida Brasil. E os prêmios foram mesmo merecidos. Não vi a novela das sete e nem Amores Roubados, mas vi Doce de Mãe e o troféu da Fernanda Montenegro foi justíssimo. Dira Paes é uma mulher engajada com causa sociais e mereceu a homenagem. Nathalia Timberg brilhou na Amor A Vida e é uma das maiores atrizes brasileiras. Ainda não entendo a morte de José Wilker e Paulo Goulart. Vida cruel e amarga.

Anônimo disse...

Amor à Vida samba na cara dos haters!!!!!!!!!

✿ chica disse...

Sérgio, passando pra agradecer e deixar um abraço praiano! chica

Paty Michele disse...

Oi Sérgio
passando pra conferir seu texto.
Gosto de ver essas premiações, são sempre tão glamourosas. rsrs
Mateus Solano realmente mereceu, foi o destaque maior da novela premiada. Thiago Fragoso e Tatá Werneck tbm.

Um abraço.

Anônimo disse...

Que bom que Sangue Bom não foi esquecida dessa vez. A novela teve muitos erros, mas foi melhor que Amor à vida em muitos aspectos. De Amor à vida só era bom mesmo o núcleo central, ou seja, a família Khoury.

Clau disse...

Bom dia Sérgio,
Os vencedores fizeram jus ao prêmio,
achei muito boa a 16ª edição do Prêmio Contigo.
Bjs!

Bell disse...

Boa premiação =)

Thallys Bruno Almeida disse...

Só digo isso: fiquei felicíssimo com a vitória de Maria Adelaide e Vincent como melhores autores por Sangue Bom. A melhor novela de 2013 na minha singela opinião teve enfim o seu reconhecimento justo e muito merecido, ainda que tardio. Nenhum outro podia tirar deles. Perto disso, a vitória (mais uma) de AAV em melhor novela pra mim passa a ser uma coisa irrelevante (mesmo a novela quebrando a sequência de vitórias merecidas das anteriores e impecáveis TiTiTi, Cordel Encantado e Avenida Brasil, as três infinitamente superiores a meu ver). Claro que Sangue Bom podia (e devia) levar em melhor novela tb, mas o prêmio dos autores é uma vitória grande.

E digo novamente, os atores de Amor à Vida, estes sim, merecem os prêmios pela competência apresentada. Vanessa, Mateus, Tatá, Thiago e em especial Savalla (que há muito não ganhava prêmios) merecem todos os aplausos.

E fiquei feliz demais (mas demais meeeeeesmo) também pela vitória da Mel Maia em atriz mirim pela Joia Rara. Dou meus parabéns também ao Luiz Fernando e ao Thomaz Sampaio pelo Meu Pedacinho de Chão; e ao George Moura e equipe pelo trabalho apresentado em Amores Roubados. Dira Paes merece muito a dupla honraria (o prêmio de atriz de série e o prêmio especial da L'oreal) pela crescente na carreira, embora eu tb torcesse pela Isis Valverde (em especial por O Canto da Sereia). Fernanda Montenegro dispensa comentários, é dama máxima.

Se houvesse a transmissão em vídeo, poderíamos nos emocionar mais com a homenagem concedida a Nathalia Timberg e ao Zé Wilker e ao Paulo Goulart. Embora desta vez eu tenha achado a premiação mais "rápida".

Só não gostei do fato de Pecado Mortal ter sido ignorada nas categorias principais como novela, ator, atriz, autor (até Dona Xepa que foi bem inferior teve) e do Cauã Reymond ter tirado do Murilo Benício o prêmio de ator de série. Aí foi pra acabar.

Enfim, tô felizão com o reconhecimento a Sangue Bom e desde já, mesmo parecendo precipitação, torcendo pra Drica Moraes ser inserida nas premiações do ano que vem porque o que ela tá fazendo é algo impressionante e tem tudo pra se prolongar.

Thallys Bruno Almeida disse...

Só uma coisa: Perséfone fazer sucesso? Sério? Com ela correndo atrás de homem no começo e a trama da obesidade que tava pra engrenar ter sido jogada fora por causa do bigodinho (que inclusive vc mesmo reclamou disso)? Eu achava que tinha sido Patrícia e Michel (que nesse caso o sucesso foi imerecido msm)

Melina disse...

Sérgio, querido, mais uma premiação onde as vitórias foram justas em sua maioria. Que bom. Amor à Vida saiu consagrada e repleta de troféus. Todos os atores foram merecedores e interpretaram excelentes personagens que fizeram muito sucesso. E minha Sangue Bom ganhar como Melhor Autor foi outro ponto positivo! As duas novelas foram mt merecedoras. Pena que só a Fernanda Vasconcellos estava sem trabalhar pra poder ir na festa. Todos os demais estão em outras novelas e não puderam ir, que pena. Mas que bom que essa novela tão linda não terminou sem ao menos um troféu.

E a Tatá, o Mateus, a Savalla, o Thiago e a Nathalia mereciam todas as homenagens. Queria ter visto. Amor à Vida ganhou em todas as categorias de Melhor Novela? Que maravilha! Mas Sangue Bom também merecia. Adorei seu post sobre o Prêmio, Sérgio. Estava ansiosa para ler. Um beijo!

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,tá certo q a Mel Maia mereceu,mas tenho duas perguntas em uma.já está na hora de criar uma categoria que premiasse Atores/Atrizes q estão na adolescência?e tirando as atrizes mirins da Globo,qual atriz mirim de outra emissora(Record e SBT)merece uma chance na Globo?

Fabrício disse...

Prêmio merecidos para Amor à Vida, Amores Roubados, Doce de Mãe e Sangue Bom. Todas produções merecedoras de prêmios e reconhecimento. Muito boa sua postagem, Sérgio. Informou e ainda expos suas opiniões sobre os premiados. Abraço.

Anônimo disse...

Tb acho que Geytsa Garcia merecia muito mais que a Mel Maia que interpretou aquela filhote de buda chata pra burro! A Pituca é lindinha demais e a garota merecia.

William O. disse...

Amor à Vida mereceu os prêmios e saber aceitar o sucesso de algo que vc não gostou é uma virtude para poucos. O Walcyr está de parabéns pela sua estreia no horário nobre. Faturou inúmeros troféus, fez uma novela ser bem-sucedida em uma fase catastrófica pra Globo, rompeu um tabu histórico e ainda ajudou a consagrar os atores de seu elenco. Admirável.

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,analisando os vencedores.
Amor à Vida mereceu ganhar todos os prêmios.
pra mim,Mel Maia surpreendeu vencendo como atriz infantil,esperava uma vitória da Klarinha Castanho por Amor à Vida mereceu mais,essa é a única ressalva que faço dos vencedores.agora,Sérgio,o q vc acha de várias premiações criarem categorias para o público Teen,que na minha opinião merece categorias nessas premiações,tipo esse Prêmio contigo de TV?

Anônimo disse...

Que premiação ridícula, um bando de novela chata e um monte de atorezinhos de meia-tigela, kkk. E Pecado Mortal não existe, a UNICA novela que presta mas não é da globo, nada suspeito esse premio né?

Gustavo Nogueira disse...

Oi Sérgio.Não acho que Amor à Vida merecia ganhar o prêmio como melhor novela porque não achava a novela ótima.Achei justo o Matheus Solano ganhar como melhor ator, já que se destacou bastante como o Félix e é o melhor personagem de sua carreira.Na minha opinião o seu personagem foi um dos poucos pontos positivos da conturbada novela(sei que você gosta da novela Sérgio, mas é minha opinião).Apesar de eu não ter gostado de Amor à Vida, é preciso reconhecer o sucesso que a novela fez.Elizabeth Savalla mereceu o prêmio, mas acho que a Bruna Linzmeyer merecia mais do que ela, pela sua difícil composição como a autista Linda e também porque a atriz deu um show de interpretação nessa personagem.Mas fazer o que...Achei justa a Vanessa Giácomo ganhar como melhor atriz, já que ela deu um show de interpretação como a vilã Aline e recentemente na novela Império, como a sofrida Eliane, na primeira fase.Thiago Fragoso também mereceu o prêmio como o bondoso e ingênuo Niko.Em relação aos atores mirins, achei justo a Mel Maia ganhar, apesar da sua Pérola ter se tornado uma chata da metade para o final da novela, ela deu um show de interpretação e emocionou na novela.Achei justo a Tatá Werneck ganhar como atriz revelação, apesar de não ter gostado muito da Valdirene, por ser uma personagem muito repetitiva e exagerada.Mas é preciso reconhecer o sucesso que a personagem fez e a Tatá não fez feio em sua primeira novela.Também gostei da vitória da Maria Adelaide Amaral e do Vincent Villarri como melhores autores, já que Sangue Bom foi uma ótima novela, repleto de personagens interessantes e ambíguos(a última novela boa das 7 na minha opinião).

Carlos disse...

Meu Deus, pensar que o futuro da nossa TV será apenas de Cauãs, Caios e afins, sem comentários.

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Sérgio
eu vi em outro blog,o fashionismo das artistas desfilando no tapete vermelho...e os vencedores somente aqui...tem razão,. "Amor à Vida" mais uma vez saiu consagrada,juntamente com M.Solano ...e com méritos, enquanto que Tata e "Meu Pedacinho de Chão" foram merecidamente reconhecidas. Agora,escolheria Ângelo Paes Leme ("José do Egito") como Melhor Ator de Série ou Minissérie, no lugar de Cauã Reymond...e , segundo uma amiga, que está lendo seu post comigo, aqui, hehehe, um ator infantil seria o de Chiquititas, o Filipe Cavalcanti...
Parabéns à todos/as vencedores!
Obrigado, belos dias,abraços

Daniellyn disse...

Estas premiações estão cada vez mais broxantes. No fim os vencedores ainda são um tanto coerente, mas os indicados, aff. Esses fandon estão acabando com a dignidade das premiações. Bianca Salgueiro concorrendo a melhor atriz? Num ano com Sophie Charlotte, Fernanda Vasconcellos, Giulia Gam, Paolla Oliveira, Suzana Vieira, Simone Spoladore e Paloma Duarte brilhando em seus trabalhos. Quanta ignorância!

PS: Nada contra Bianca, nem conheço o trabalho dela, mas outras atrizes se destacaram muito mais.

Alexandra disse...

Vc sabe bem Sérgio que não sou fã de Amor à Vida, mas reconheço que fez sucesso e teve boa repercussão, apesar de alguns erros. O elenco se saiu muito bem, em especial Mateus Solano, que com seu Félix tornou-se o dono e proprietário da novela. O casal com Thiago Fragoso foi ótimo e adorei o selinho deles na premiação (risos)... Realmente Dira Paes e Fernanda Montenegro são duas divas da atuação, e não concordei em terem premiado Cauã em detrimento do Murilo Benício. Murilo merecia muito mais. Fiquei feliz com a premiação de Maria Adelaide Amaral e VV, eles mereciam algum reconhecimento. A novela foi genial e repleta de atores ótimos, embora tivesse erros. Gostei da ótima Mel Maia ter vencido, afinal foi a dona de Joia Rara, e outra feliz premiação foi a Luiz Fernando Carvalho por MPDC, uma belíssima novela. Adorei a homenagem a Natalia Timberg, uma verdadeira dama da tv. Vida longa a ela e Fernandona. Bjsss

Cc disse...

NINGUEM MERECE ESSAS PREMIAÇÕES, SÓ LIXO!

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, eu acompanhei pelo Twitter da Contigo e pelos suas atualizações no Twitter também. Ia até perguntar se você iria escrever sobre, mas vc foi mais rápido.

Eu também achei a maioria muito justa. Não tinha como tirar os troféus de Elizabeth Savalla, Tatá Werneck, Mateus Solano, Thiago Fragoso e Amor à Vida. Mas concordo com o comentário do leitor que diz que Bruna Linzmeyer merecia ganhar como coadjuvante pelo seu trabalho como Linda.

Os autores de Sangue Bom também mereceram ganhar e pelo menos a novela não ficou sem troféu nenhum. Amores Roubados e Doce de Mãe também foram merecedoras, assim como Dira e Fernandona. Cauã vencer foi péssimo e o Murilo era mesmo bem mais merecedor. Não acompanho muito essa novela das seis, mas vi algumas cenas daquelas crianças e são dois fofos. Tomás mereceu ganhar e torci pela Geytsa, pena que foi a Mel de Novo. Agora isso de Troféu Mulheres Extraordinárias eu sinceramente acho desnecessário. Nem votação tem.

Só fiquei mesmo surpresa com o nível de alguns concorrentes. Melhor Atriz, por exemplo, era inadmissível a Vanessa Giácomo perder para qualquer uma das concorrentes. E diante do Solano só o Fagundes era merecedor pelo César, porque os demais também eram deprimentes. Mas foi boa a premiação e Nathalia Timber é mestra. Beijo!

Filha do Rei disse...

Fico feliz que os vencedores foram justos.Realmente muito talento, muito cuidado com as produções e cada um que ganhou mereceu.A linda,encantadora,talentosa,natural Geytsa Garcia ganhará na próxima.

Anônimo disse...

Esperava que o par Serelepe e Pituca ganhassem os prêmios infantis. Mas Mel também mereceu.

Agora, eu nutria todas as esperanças em Doce de Mãe, para a sua categoria. Não assisti O Caçador, portanto, nem posso comparar.

Aliás, nem acompanhei a premiação dessa vez. Fiquei sabendo dos resultados pelo seu blog mesmo...

Luis Fernando também mereceu seu prêmio. O trabalho que ele fez em Meu Pedacinho de Chão foi encantador. E, vamos concordar, se não fosse essa idéia de tingir a novela como um conto-de-fadas, ela seria beeeeem monótona.

Anônimo disse...

Ah, perdão, esqueci de assinar de novo! Esse comentário aí em cima é meu, TITO!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Não sabia quem eram os vencedores esse ano, em maioria acho que foram merecidos! Abraçosss

L Casteli disse...

Novela: O nome da categoria era "Novela do Ano", então, Amor à Vida, merecidíssimo. Dona Xepa e Em Familia indicados? hahahaa

Autor: Maria e Vincent mereceram, texto ótimo. Piada Maneco ser indicado, pfvr.

Atriz: Depois daquela injustiça no Melhores do Ano (por causa dos fanáticos da Paolla), a Aline da Vanessa G foi valorizada, assim como no Troféu Imprensa. Pq diabos aquela atriz de Malhação foi indicada? Ela é péssima. Isabelle Drummond é boa mas Sophie merecia bem mais ser indicada. Juliana Paiva por ADH n merecia essa indicação. Paolla tá melhorando, quem sabe um dia né. Não há o que discutir sobre a atuação de Bruna Marquezine, a menina é ótima e tem um excelente futuro, o problema foi a personagem que foi mal construída. Porém, depois da Vanessa, meu voto seria nela.

Ator: Não há o que discutir. Fagundes também merecia esse prêmio, seria justo um empate. Arthur indicado? rsrs Cadê Vitor Hugo ou Fernando Pavão de Pecado Mortal indicados? gente.

Atriz Coad: Savalla foi ótima, claro, apesar dos exageros, ganhou muitos prêmios por AAV, mas eu queria muuuuuito ver a Bruna Linzmeyer ganhar, depois dela ter sido excluída de 90% das premiações, merecia demais pela excelente Linda :/

Ator Coad: Justo Thiago ter vencido, Gianecchini tmb merecia.

Atriz Infantil: É sério que a Mel ganhou por esse personagem? para né, aposto que metade dos que votaram só escolheram ela pq ainda não tiraram Avenida Brasil da cabeça. Geytsa Garcia merecia muuuuito mais.

Ator Infantil: Justíssima a vitoria de Tomás Sampaio.

Diretor: Luiz tmb mereceu.

Série: Amores Roubados foi ótima, mas meu voto seria em Doce de Mãe.

Atriz de Série: Minhas duas favoritas entre as indicadas venceram :D Senti falta da Marília Pêra indicada, merecia muito por Pé na Cova.

Ator de Série: Primeiro que não tem pq alguém receber duas indicações em uma categoria só, escolhesse um trabalho e indicava, achei injusto isso pq tinha tanta gente merecendo ser indicado, e colocam uma mesma pessoa duas vezes, assim como em Atriz tmb (Isis). Murilo mereceu beeeeeeem mais que o Cauã. Cadê Miguel Falabella pelo ótimo Ruço de Pé na Cova?

Revelação: Tatá <33 mas Igor Rickli tmb merecia, excelente ator.

Enfim, nem sempre as coisas saem como a gente quer né? Pelo menos a maioria foi justo ;)

Anônimo disse...

Sérgio, sabia que Amor à Vida já é uma das novelas mais vendidas da Globo fazendo sucesso por onde passa? Achei que gostaria de saber.

Sérgio Santos disse...

OX, sumiu mesmo. Desculpe a demora em responder, só hj tive tempo. A maioria das premiações foi merecida mesmo e eu vou pesquisar pra ver se o MGM irá transmitir. Se for, deixarei gravando, certeza. Pois é, a Amora ainda é lembrada e Sangue Bom mereceu mesmo, assim como os demais. E Cauã não mereceu por Amores Roubados. abçssss

Sérgio Santos disse...

Respeito sua opinião, anônimo. E Amor à Vida saiu consagrada mesmo.

Sérgio Santos disse...

Parabéns pela maturidade, Zyon. Admitir o sucesso de algo que não gostou é para poucos. E os prêmios foram justos na grande maioria. Tb ainda não consegui compreender a morte de Wilker e Paulo Goulart. Pesado.

Sérgio Santos disse...

O tempo todo, anônimo. Não tá fácil pra eles.

Sérgio Santos disse...

Abraços, Chica!

Sérgio Santos disse...

Costumam ser mesmo, Paty! rs Foi legal a premiação. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, Sangue Bom teve mts erros? Não achei não. Tirando aquele núcleo do Felipinho que não deu certo, só vi acertos. Mas ok.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Clau. bjs

Sérgio Santos disse...

Foi boa, Bell. bj

Sérgio Santos disse...

Eu tb fiquei mt feliz, Thallys, e eles mereceram. A novela foi excelente. E Amor à Vida mereceu, mais uma vez, ganhar como melhor novela. Cordel e Ti ti ti passaram longe de serem impecáveis e andaram em círculos da metade pro final, mas foram boas novelas.

Os atores de Amor a vida mereceram todos os troféus que ganharam, comprovando que a novela não foi de um personagem só e sim de vários, mostrando o acerto na construção dos perfis e da história como um todo.

Sim, Perséfone fez sucesso. A personagem se perdeu com aquele babaquice de bigodinho e eu critiquei mesmo, mas sei reconhecer o que faz sucesso, independente do meu gosto. Vide Patrícia e Michel que tb foram sucesso mesmo eu tendo detestado. Essa é a diferença.

Sérgio Santos disse...

Foi mt merecido mesmo, Melina. Todos os atores de AAV mereceram a "avalanche" de troféus que ganharam, assim como a novela. E ue bom que ao menos dessa vez Sangue Bom não foi deixada de lado. Ganhou ao menos um troféu. Mt justo! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Matheus, sim, pode ser. Eu, como coloquei no texto, acho a Giovana Grigio de Chiquititas uma boa surpresa. E preferia a Geytsa no lugar da Mel. abçs.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Fabrício.

Sérgio Santos disse...

Aquele Pérola era uma mala mesmo, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Exato, William, é para poucos isso. E concordo com vc.

Sérgio Santos disse...

Matheus, achei a Klara Castanho mt bem em AAV, mas preferia mesmo a Geytsa Garcia. E concordo com vc sobre essa nova categoria, poderia ser interessante. Mas depende mt vtb.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, a Contigo não tem nada a ver com a Globo, acho que nesse caso a velha crítica em cima de compra ou favorecimento não se aplica.

Sérgio Santos disse...

Gustavo, n]ao precisa se justificar, não tem problema não ter gostado da novela. Até pq vc não tenta me atingir ou me desqualificar pq eu gostei. Tb acho que a Bruna poderia ter ao menos levado um troféu pela Linda, mas ela deu "azar" ter ter estado na mesma novela onde Savalla e Tatá estouraram. E tb achei Sangue Bom excelente e fiquei feliz pelo prêmio dos autores. abçs

Sérgio Santos disse...

Carlos, vc sumiu do blog!

Sérgio Santos disse...

Felis, não conheço o trabalho do Filipe Cavalcanti, então nem opino, mas o Angelo esteve bem em José do Egito mesmo. Mas Murilo Benício foi magistral. E Amor à Vida se consagrou msm. abçs

Sérgio Santos disse...

Daniellyn, concordo. Algumas indicações foram incompreensíveis e uma delas foi a da Bianca Salgueiro. Não entendi nada! E isso é coisa de fã-clubes mesmo.

Sérgio Santos disse...

Sei sim, Alexandra, mas bacana vc reconhecer isso. =) E tb achei mt divertido o selinho que Mateus e Thiago deram na premiação, encerrando o ciclo vitorioso dos personagens e da novela. Cauã não fez jus ao prêmio, ao contrário dos demais. E Sangue Bom tava merecendo mt um troféu. Que bom que ganhou, embora merecesse mais. bjs

Sérgio Santos disse...

Andressa, que bom que "adivinhei" seu pensamento. rs E n]ao tinha como tirar deles mesmo. Foi mt justo, com exceção do Cauã. E eu queria a Geytsa, pq a Pituca foi lindamente interpretada. Mas Mel é ótima atriz. Enfim, no final a maioria mereceu. Bjs

Sérgio Santos disse...

Tomara, Cléu. =) bj

Sérgio Santos disse...

Verdade, Tito, se não fosse o LFC, o remake do Benedito seria facilmente esquecível e bem cansativo. E pena que Geytsa não ganhou. Abraços

Sérgio Santos disse...

Tava sumida, Kellen. bj

Sérgio Santos disse...

Gostei das suas observações, Lucas. Tb acho que a Sophie merecia ser mais indicada do que a Isabelle e, embora tenha adorado a atuação da Juliana, não tinha calibre pra concorrer com a Vanessa. E senti falta da Marília tb. Pois é, Maneco indicado como melhor autor foi absurdo, assim como Em Família como melhor novela. E tb acho que a Mel ganhou mais pela Av Brasil. E é verdade, nem sempre tudo sai como a gente quer e não é por isso que tem que dar um ataque ou desmerecer. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Ah, Lucas, tb acho que a Bruna merecia ao menos um troféu pela sua brilhante atuação como Linda. Não acho que o Igor Rickli merecia pq ele evoluiu mt na novela, mas começou péssimo, ou seja, foi irregular.

Sérgio Santos disse...

Sabia sim, anônimo, mas vou me inteirar mais sobre essa nota pra poder postar no Twitter. Só pros haters reclamarem e chorarem mais que tá pouco ainda.

Thallys Bruno Almeida disse...

Pois pra mim elas continuam sendo impecáveis e eu juro pra você que não vi 10% desses tais círculos em Cordel. Em TiTiTi até teve sim uma fase chatinha, mas não vejo isso como algum demérito e todos os prêmios que elas ganharam foram merecidos demais. Mas enfim...

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,vc esqueceu tb da Larissa Manoela,q vem arrebentando nos últimos 3 anos e será a protagonista de ´´Cúmplices de um Resgate´´,q substituirá´´Chiquititas´´e fique de olho na Larissa,pq ela resolveu virar cantora e lançará seu 1o CD ainda este ano!!!!!!!!!

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,esse meu comentário de termos categorias com nome ´´teen´´vem embasado a partir do momento em q na categoria atriz infantil,nós tivemos 3 atrizes mirins acima de 12 anos entre as indicadas.a Giovanna Grigio(16) e Klara Castanho e Larissa Manoela(Ambas com 13 anos).

Sérgio Santos disse...

Ok, Thallys, vc não viu, mas elas tiveram. E Cordel ficou com aquele jogo de gato e rato repetitivo até o final, por isso me cansei. Ainda tinha aquele casal protagonista insuportável. Mas nunca tirei o mérito da novela que fez um sucesso merecido e foi boa, mas não acho impecável e o mesmo vale pra Tititi. Mas gosto cada um tem o seu.

Sérgio Santos disse...

Matheus, é verdade, a Larissa tb é um talento e merece elogios.

E eu entendi o que vc quis dizer. Concordo, poderia selecionar melhor as categorias, proporcionando chance para todas.

BETO disse...

Fernanda Montenegro,ganhado pela sua atuação na aquela horrível série Doce de Mãe,eu achei que quem deveria tem ganhou esse premio era a Patrícia Pila pela atuação na micro série Amores Roubados.Até hoje não consigo entende como o prémio internacional Emmy premio Fernanda por,esse papel tão fraco,pois à referida atriz merecia tem ganhou esse prémio pela sua atuação em Belíssima onde deu um show de interpretação como a vilã Bia Falcão.No mas,premios como Contigo,Faustão,e revista Quem,pra mim suas escolha de melhores são uma catástrofe total.

david disse...

ola Sérgio seu Blogg:está cada vez melhor.
Foi simplesmente horrível!!!!!!! esse prémio contigo,a escolha de Amor À vida como melhor novela,foi triste.se bem que nos últimos dois anos,às novelas dá globo tem deixado muito a deseja ou seja estão cada vez mais piores,o elenco são sempre os mesmos as histórias também.........quanta saudades eu tenho dá saudosa e maior autora de telenovelas que este país já teve conhecimento chamada Ivani Ribeiro,ela sim sabia escreve um novela como niquem.Há em vez de prestarem uma justa homenagem a talentosa atriz Eva Wilma que completou 80 anos de vida e 60 anos de uma brilhante e premiada carreira,repleta de personagens inesquecíveis,não só na televisão,mas também no cinema e no teatro no qual ela vem dando um show de interpretação com a peça Azul Resplendor,em inclusive atualmente está em Turner pelo nordeste com a referida peça.aí eu lhe pergunto que outra atriz teria coragem de deixa o glamour das novelas pra sai Brasil afora se apresentado com uma peça de teatro.não em vez disso homenagearam outra atriz assim não dá,ta parecendo até boicote a Eva.É por tudo isso que deixe de compra a revista contigo que um dia já prestou.

Sérgio Santos disse...

Beto, discordo. Achei Doce de Mãe uma série impecável, que mesclou drama e comédia com maestria. Mas respeito sua opinião.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

David, muito obrigado. Fico feliz que goste do blog. Uma homenagem a grande Eva Wilma seria mt merecida, mas achei a da Nathalia Timberg tb mt justa. Abraços.