terça-feira, 22 de julho de 2014

Com trama central atraente e todos os ingredientes de uma boa novela, "Império" tem ótima estreia

A missão não é simples: elevar os baixos índices de audiência obtidos durante a exibição da problemática "Em Família" no horário nobre da Rede Globo. Porém, o primeiro capítulo de "Império", que estreou nesta segunda-feira (21/07), foi bastante animador e a história mostrou potencial para alcançar este árduo objetivo. A primeira fase (que terá quatro capítulos), passada na década de 80, começou a ser contada e todos os clichês de um bom folhetim estão presentes.


A novela começou com uma cena no Monte Roraima (localizada na América do Sul, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana), com José Alfredo (Alexandre Nero) mostrando para sua filha favorita (Maria Clara - Andreia Horta) um local que é sagrado para ele ---- pois lá está uma cruz com o nome de Sebastião Ferreira (Reginaldo Faria), o homem que lhe deu tudo na vida. Depois desta sequência, há uma ida ao passado ---- recurso que já virou um dos maiores clichês das novelas e minisséries da Globo ----, onde toda a trama do protagonista, que enriqueceu e virou o dono de uma grande rede de joalherias --- chamada Império ---, se inicia.

José Alfredo procura abrigo na casa do irmão Evaldo (Thiago Martins) e da cunhada Eliane (Vanessa Giácomo), no Rio de Janeiro, em busca de uma oportunidade na cidade grande. Mas ao invés de arrumar um emprego, ele acaba encontrando um amor. E a mulher amada é justamente a esposa de seu irmão, que corresponde ao sentimento.
Como se não bastasse a paixão proibida, há outro empecilho: Cora (Marjorie Estiano), irmã de Eliane. Invejosa e rancorosa, a vilã, que não gosta do rapaz desde a sua chegada, acaba descobrindo todo romance e impede o casal de fugir, se aproveitando da gravidez da irmã para espantar José ---- ela engravida do protagonista mas a víbora conta que o bebê é de Evaldo.

Na rodoviária, José Alfredo conhece Sebastião Ferreira, que observa sua tristeza e acaba virando um grande amigo. Ele ainda arruma um emprego para o jovem no garimpo e pede, inclusive, para seu novo homem de confiança proteger sua vida, já que desconfiava que um dos trabalhadores queria matá-lo. Porém, o rapaz não consegue evitar a morte de seu anjo da guarda, pois cochila e quando acorda já se depara com o assassino enfiando uma faca no senhor. Mas mesmo tarde, consegue matar o homem com vários tiros, dados com a arma de Sebastião, que antes de morrer contou a ele todas as informações sobre seus bens.

A partir de então, o irmão de Evaldo segue para Genebra, na Suíça, para assumir os negócios do falecido, onde conhece Maria Joaquina (Regina Duarte, em uma grandiosa participação), que comanda uma empresa especializada na compra de diamantes, promete enriquecer José Alfredo (encerrando o primeiro capítulo com chave de ouro), e ainda insere o jovem no contrabando de pedras preciosas. É desta forma que o protagonista ---- que acaba conhecendo e se casando com Maria Marta (Adriana Birolli) ---- enriquece.

A estreia se preocupou apenas em contar a história principal e assim será durante toda a primeira fase. Poucos personagens e uma só trama. Uma estratégia válida para envolver o telespectador com uma ótima história e repleta de clichês novelísticos: a irmã invejosa, a irmã enganada, um romance proibido, um pobre que fica milionário, a morte de um perfil que proporciona a mudança na vida de outro e uma passagem de tempo que provocará vários reencontros anos depois.

A direção de Rogério Gomes se mostrou bem mais acertada para o estilo desta novela do que a do Wolf Maya, que vinha dirigindo todas as últimas novelas de Aguinaldo Silva. A fotografia foi de encher os olhos e o diretor se preocupou em deixar os atores em evidência ao invés dos acontecimentos, que foram contados de forma fácil e serviram mais de pano de fundo para os personagens centrais mostrarem suas facetas. A trilha sonora foi outro ponto alto, embora todas as músicas apresentadas já tenham feito parte de vários outros folhetins. E a abertura surpreendeu os ouvidos ao som da linda 'Lucy In The Sky With Diamonds', dos Beatles, mas agora cantada por Dan Torres --- revelado pelo programa "Fama".

Já os destaques ficaram bem claros logo nas primeiras cenas: Marjorie Estiano e Vanessa Giácomo. Marjorie mais uma vez mostrou seu conhecido talento na pele da recalcada Cora e conseguiu até imitar alguns trejeitos faciais de Drica Moraes, que interpretará a vilã na segunda fase. Todas as suas cenas com a ótima Vanessa (que não lembra em nada a maligna Aline, de "Amor à Vida", comprovando sua versatilidade) foram grandiosas. É a melhor atriz da sua geração com larga vantagem. E esta personagem rancorosa com certeza será o grande trunfo da novela. Vale elogiar também a atuação de Chay Suede (José Alfredo jovem), que não comprometeu, e as participações maravilhosas de Reginaldo Faria e Regina Duarte.

"Império" apresentou uma ótima estreia e, pelo menos neste início, Aguinaldo Silva conseguiu cumprir a promessa de escrever um novelão clássico, que prenderá a atenção do telespectador. Todos os bons ingredientes para uma boa história estão presentes no núcleo principal e a primeira fase começou em grande estilo. Se esta boa impressão se manterá ao longo dos capítulos não há como saber, mas a trama tem tudo para ser tão boa quanto "Senhora do Destino", o último grande folhetim do autor. E tomara que seja!

70 comentários:

Fernanda disse...

Estava no aguardo da crítica. Também gostei. A trama central foi bem construída e a estreia empolgou. O que me desanima são os outros núcleos da segunda fase. Mas o núcleo principal tá prometendo mesmo. Concordo com você sobre a Marjorie Estiano que é maravilhosa e sobre a Vanessa Giácomo que é muito talentosa também. Serão as donas da primeira fase com certeza. Parabéns pela crítica!

manu disse...

Cora excelente. nível Carminha e Nazaré Tedesco. Pena que a Marjorie não estará na segunda fase.
A trilha sonora é de tirar o chapéu. Como isso ajuda numa novela.
Achei o casal central meio sem graça e não tinha muita quimica. Achei indiferente, acho que a Cora é que fez a coisa acontecer. E acheio o ator muito novo para a Aline. Alexandre Nero lindo de morrer. Adorei os protaonistas da novela na próxima fase, só sentirei falta da Marjorie mesmo.

Anônimo disse...

CONCORDO COM TUDO! A NOVELA TÁ PROMETENDO E O NÚCLEO PRINCIPAL É ÓTIMO. MAS PRA MIM OS DEMAIS SERÃO MUITO RUINS. ENTÃO VOU APROVEITAR BEM ESSA PRIMEIRA FASE!

Felipe disse...

Me surpreendi positivamente com o primeiro capítulo. Não parecia aquele Aguinaldo de Duas Caras e Finas Estampa. Parecia o de Senhora do Destino. Assim como os demais comentaristas não tenho fé nos núcleos da segunda fase, até porque o jornalista venenoso é sempre um papel repetido nas novelas dele, mas a primeira eu farei questão de ver toda. Marjorie é a maior revelação da Malhação pra mim. Não teve outra que nem ela.

Karina Marques disse...

Suas críticas são sempre as melhores. Concordo, embora tenha achado a trama no geral bem comum. Mas a Marjorie foi a dona do capítulo. Que atriz! A segunda fase tem tudo pra decair a qualidade principalmente com aqueles núcleos cômicos ruins, mas darei uma chance.

Anderson Jr. disse...

Foi uma boa estreia mas prefiro esperar mais um pouco pra observar melhor. A primeira fase será ótima e você mesmo já tinha garantido isso no Twitter, então não foi surpresa. Quero saber mesmo é a segunda. Já Marjorie e Vanessa foram maravilhosas mesmo.

Anônimo disse...

Achei Em Família ótima no começo e depois virou aquela porcaria. Então nem me animo.

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, vi a estreia e tive a mesma impressão que vc. Gostei da história e dos atores, principalmente a Marjorie. Mas tenho ressalvas quanto aos demais núcleos e achei a situação do Sebastião morrendo muito parecida com a do Genésio em Avenida Brasil. Só faltou o personagem do Alexandre Nero querer se vingar. Achei falta de criatividade ainda mais vindo de um autor que gosta tanto de chamar os outros de plagiadores. Mas vamos ver o segundo capítulo. Estou gostando mesmo é de O Rebu. Impecável. Beijo.

paulo disse...

Teve alguma novela que estreou na globo que você não se empolgou com o primeiro capitulo? A audiência foi um fiasco, parece que a menor em anos, menor até que a de Em Familia. Juro, juro mesmo que tento assistir ao menos o primeiro capitulo das novelas atuais mas nem isso eu consigo. Fico dando espiadas, na verdade aproveito esse horário pra assistir as novelas do viva que deixo gravando. Tudo mais do mesmo, acho que as novelas da globo chegaram num ponto onde não há mais onde surpreender ou empolgar. Vamos apostar que será outro fracasso? E a imagem tenebrosa de película das novelas da globo eu nem vou comentar mais.

MICHELE OLIVEIRA disse...

OLá Sérgio...
Confesso que as novelas deste senhor sempre acabam decepcionando após os primeiro capitulo. Gostei do que vi ontem, mas 90% se deve a maravilhosa Marjori Estiano. Concordo cm você que ela hoje é a melhor atriz de sua geração. Eu coloco ela no mesmo patamar que a Regina Duarte deste idade...Incrível como esta moça consegue se destacar seja lá em que papel for.Taleto não se explica né, se admira. Adorei ela coo Cora, mas também tenho certeza de que a Drica manterá a personagem em destaque. Lembro dela como a Violante de Chica da Silva e a mulher arrasava como a fria e cruel vilã que atrapalhava a vida de todo mundo simplesmente pelo prazer d ver a infelicidade alheia (será que Cora foi inspirada em Violante kkkk?)Enfim, esperamos que o autor consiga manter o rito de ontem e nos presentear com uma trama que valia a pena assistir...

Anônimo disse...

O 1º capítulo foi ótimo, mas o Aguinaldo vai ter muito trabalho pra aumentar a audiência, até porque tem muita gente torcendo contra ele. Não gostei muito da atuação do Chay, mas ele não comprometeu. A Marjorie arrasou como sempre. Pelo jeito o Zé Alfredo vai colocar a Helena e Griselda no chinelo.

Thallys Bruno Almeida disse...

Adorei a estreia, embora seja preciso ter cuidado com estreias de capítulos. Vanessa mandou bem, continua linda (msm com aquele cabelo que mais parecia fruto do choque elétrico que ela tomou em AAV); o Chay, que eu não botava muita fé, se saiu bem; Alex Nero e Andreia Horta mesmo apenas na primeira sequência tão ótimos, mas é preciso dizer: o que a Marjorie aprontou nesse primeiro capítulo seria algo digno de novela inteira. É uma pena mesmo que ela só fique nesses primeiros capítulos. Aguinaldo aparentemente se arrependeu da mocinha chata de Duas Caras que deu pra ela. Um brilhantismo impressionante.

O outro destaque fica pra direção do Rogério Gomes, que acredito que fez uma boa leitura do texto do Aguinaldo e ao contrário do Wolf Maya, que levava tudo pro deboche, compreendeu bem a proposta atual. Por isso que mesmo antes da estreia eu dizia estar aliviado por Rogério dirigir esta novela.

Da trilha eu gostei, desde o momento em que Lucy in The Sky foi anunciada como abertura, mesmo na versão do Dan Torres do Fama (até pq seria caríssimo negociar a original). Mas fica a pergunta: é incrível como o pessoal do Fama continua rendendo até hoje enquanto o do The Voice, até agora, ficou restrito ao programa em si. E não me incomodou a reinclusão da música dos Paralamas.

Que os próximos capítulos e a segunda fase mantenham a boa impressão que ficou da estreia.

Sissym Mascarenhas disse...



Sergio,

Eu não assisti toda a novela, mas as cenas no Monte Roraima foram belíssimas, eu realmente adorei. A vista era deslumbrante.

Bjs

Gustavo Nogueira disse...

Adorei a estreia de Império, Sérgio.Império tem tudo para ser um novelão, se o Aguinaldo Silva não se perder, como se perdeu em Fina Estampa.Sem dúvida o grande destaque do primeiro capítulo foi a Marjorie Estiano, como a invejosa vilã Cora.Que atriz maravilhosa é essa Sérgio?Simplesmente perfeita.Ela fez uma ótima dupla com Vanessa Giácomo, que convenceu na pele da sofrida Eliane.O Chay Suede me surpreendeu e atuou muito bem como o José Alfredo jovem.Thiago Martins não fez feio como Evaldo.Enfim, a estreia de Império foi muito promissora e a trama tem tudo para ser ótima.

Danizita L. disse...

Olá Sérgio,

Também gostei muito, mas ainda é o primeiro capítulo, vamos aguardar e ver como a trama vai se sair,mas tomara que a coisa continue boa assim. Pois estou com saudades de acompanhar um bom novelão.

Bjs.

Anônimo disse...

A novela já estreou batendo um recorde: o menor ibope de um primeiro capitulo. Também, quem ainda aguenta essas novelas LIXO?

Railan disse...

Olá, Sérgio!

Tentei assistir sem preconceito (não gosto do estilo do autor e sua última trama foi horrosa, a pior coisa já feita pela Globo) e confesso que gostei do que vi.
Os atores se saíram bem (até o Chay Suede), mas Marjorie Estiano é um espetáculo à parte, que atriz maravilhosa.
A direção foi outro acerto e deu um tom apropriado à novela.
A trama central é forte e atraente e espero que seja bem desenvolvida no decorrer da novela.
Se a qualidade se manter, pretendo acompanhar sempre que possível.

Abraços.

Railan disse...

P.S.: Fiquei espantado com a audiência pífia do primeiro capítulo. Independente da qualidade de suas novelas, Aguinaldo Silva sempre conseguiu causar impacto nos números logo no início.
Tudo bem que ainda é muito cedo para qualquer prognóstico, mas com tantas chamadas atraentes e por tudo que foi apresentado neste primeiro capítulo, os números mereciam ser melhores.

Lucas disse...

Por enquanto a novela tá boa, adorei a Majore, fantástica como sempre. Alguém disse que a vilã dela está no nível de Nazaré e Carminha...kkk...Nazaré tudo bem, a Renata mando super bem nesse vilã, mas Carminha já é ofensa meu, vilãzinha mais tosta, gritona, odiei. Por enquanto a Cora é o tipo de vilã que gosto, discreta, e nada barraqueira, tomara que a Drica Morais siga esse mesmo caminho.

Nequéren Reis disse...

Eu não lê ainda mais amei a resenha
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Lulu on the Sky disse...

Só espero que autor mantenha esse pique na segunda fase.
Big beijos
Lulu on the Sky

Clau disse...

Olá Sérgio :)
Até mesmo uma trama mais fraquinha, conseguiria ser melhor e ter mais audiência que 'Em família'.
Sua análise é meu termômetro, pois dificilmente vejo novela, tomara que 'Império' surpreenda e prenda a atenção do público.
Bjs \o/

Raquel disse...

Oi, Sérgio!

Gostei do primeiro capítulo. Foi movimentado, cheio de acontecimentos e com ótimas atuações. Até me lembrou um pouco do primeiro de AAV... Oremos para que o nível se mantenha e não descambemos para as sucessões de acontecimentos rocambolescos que assolaram as últimas novelas do Agnaldo e AAV (eu sei que vc gostou, Sérgio, mas eu vou odiar se Império seguir na mesma linha da última novela do Walcyr).

E pra ser sincera eu adorei a Cora. Apesar de ela claramente ter ficado feliz pela desgraça da irmã, ela foi desde o início a voz da razão nesse capítulo. Tosca eu achei foi essa relação da Eliane com o cunhado. Dei um desconto por ter que passar rápido no 1o capítulo, mas paixões arrebatadoras assim em novelas me dão preguiiiiiiiçaaaaa. Até achei bom que a Cora separou. :P Espero maldades mais sérias mais pra frente.

A expectativa é das melhores depois do 1o capítulo. Sinceramente espero uma novela pelo menos boa, pq ultimamente no horário das 9 tá difícil!

Patricia Galis disse...

Foi muito legal mesmo...vamos aguardar.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Sérgio, eu comentei aqui, no outro post, que apesar das duas últimas tramas do Aguinaldo serem ruins, foram sucessos de audiência. Daí, você comentou que "Fina Estampa" foi sucesso e que "Duas Caras" teve problemas com audiência. O que aconteceu foi que com "Duas Caras" Começou a queda dos números? Ela teve 41 pontos e foi a última novela a passar dos 40 pontos. Todas as tramas seguintes ficaram abaixo dos 40 pontos. Apesar de "Duas Caras" ter sido a pior novela do Aguinaldo, ela foi um sucesso popular.
Seu maior fracasso foi "Suave Veneno", 38 pontos, e concordo contigo, foi uma boa novela.

E por falar em "Suave Veneno" você não acha que o protagonista vivido por José Wilquer não tem uma história parecida com a de José Alfredo, um probretão que também levantou um império, só que de mármore? (risos)

Sobre a estreia de Império, você disse tudo. Até agora, ótima trama...

Pórem...

Somente quando chegar a fase definitiva é que veremos a novela começar de fato.

Um grande abraço...

Anônimo disse...

Mais que droga essa novela império. E o sotaque carioquêx nordestino do rapazinho lá? Essas novelas da globo estão cada dia pior. Aff...

Anônimo disse...

O figurino da Cora é exatamente igual ao da Carminha. O personagem do Reginaldo Faria teve a mesma função que a do Tony Ramos em Avenida Brasil. O casal Maria Marta e Alfredo como tu colocou no Twitter lembra Conrad Grayson e Victoria Grayson. Então eu faço uma pergunta: quem é que copia os outros?

Melina disse...

Sérgio, querido, vi o primeiro capítulo e gostei muito. Até me surpreendi porque como já disse não gosto do estilo desse autor. Mas o segundo capítulo eu já não gostei tanto. Aquela atriz que faz a Maria Marta jovem é péssima e aquele menino Chay é muito fraco. O que tá salvando mesmo é a Marjorie Estiano e eu nunca fui muito fã dela, mas também confesso que não acompanhei muitas novelas que ela participou. Só que a moça tem talento mesmo. E Vanessa Giácomo é outra grande atriz. Não lembra em nada a Aline (aliás, saudades de Amor à Vida) e tem convencido.

A primeira fase eu decidi que verei toda. A segunda, quando surgir aqueles núcleos todos paralelos com jornalista gay venenoso, drag queen que grita, Viviane Araújo bancando a atriz e coisas do tipo é bem provável que eu abandone. Um beijo.

Anônimo disse...

haha, gritaria brasil agora virou referencia de novela boa, é pra acabar mesmo.

Maxxi disse...

Gostei dos capítulos iniciais, achei que a direção deu um bom tom ao texto e a imagem - nem tão escura como a de Rebu - causou uma ótima impressão.

O que me assusta é o estilo do Aguinaldo Silva. Não creio que ele mudou o estilo. Ao contrário: ele apenas reciclou o drama que deu errado de Suave Veneno. Porém, as tramas deles têm caminhado sempre para o deboche. Após uma primeira fase muito interessante e instigante, o que nos reserva a seguir são novamente dramas mal desenhados, gays estereotipados e personagens que querem ser engraçados a todo custo. Graças a isso não consigo me animar suficientemente com essa novela.

Mas Aguinaldo tem tudo para produzir uma das melhores novelas da nossa época.Ele tem talento, um bom elenco à sua disposição uma direção afinada e personagens com dramas interiores muito bom. Agora, falta que o texto se mantenha no nível atual.

Adriana Helena disse...

Sérgio, muito boa noite amigo!

Adorei a estreia da novela, fiquei encantada com as cenas no Monte Roraima, que coisa bela!!
Os atores estão excelentes e em grandes interpretações! Marjorie Estiano impecável! Vanessa, um primor!

Essa novela sim, promete!
Nem me lembro mais que algum dia existiu uma novela chamada "Em Família" rsrsrs

Gostei do seu texto amigo, bom demais da conta!
Beijos e uma semana maravilhosa!

Amanda Ventura disse...

Ainda acho muito cedo para apostar na novela. Gostei bastante deste início, mas não faltam exemplos de novelas que começaram bem e depois decepcionaram, seja pela trama arrastada ou pelas situações inverossímeis. Agnaldo Silva costuma pecar pela segunda opção. Então dá pra ficar com um pé atrás.

Quanto às atuações, Marjorie brilhando, Vanessa, Chay Suede e Thiago Martins dando conta de seus papéis e Adriana Birolli tendo ainda muito o que se aprimorar como atriz.


Letícia disse...

Boa noite meu caro Sérgio, tudo bem?

Quanta diferença, e olha que nem deu para acompanhar os dois primeiros capítulos na íntegra. Mas o que eu vi, gostei bastante... Como imaginava a Marjorie foi maravilhosa e realmente a Vanessa em nada lembra a sua Aline.
O fotografia da novela é maravilhosa, e vê a ambientação nos anos oitenta foi bem interessante. Espero que se mantenha assim, o Aguinaldo consegui apresentar um ótimo primeiro capítulo e adorei a música da abertura, aliás, conta um pouco o caminho dos diamantes até chegar ao consumidor final, bela apresentação. Gosto muito da ideia do protagonista ser quase politicamente incorreto, dá mais humanidade ao personagem... Já imaginou quando entrar em cena Lília Cabral e Drica Moraes, será um espetáculo a parte, principalmente se houver (e certamente haver) o embate entre elas... Duas grandes vilãs (ao menos temos duas grandes atrizes)... A novela começou muito bem e vamos acompanhar como será daqui para frente...
Bjs meu caro Sérgio, até a próxima...

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Também gostei da estreia de Império: texto, direção, desempenhos, escolha da música-tema, Lucy in the Sky with Diamonds, da abertura.

Anônimo disse...

Essa novela tá parecendo Indiana Jones, isso sim!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Fernanda. Foi um ótimo começo mesmo. E a segunda fase começou com pé direito. Marjorie e Vanessa foram as donas da 1ª fase msm. Bjs

Sérgio Santos disse...

Manu, o casal protagonista nem terá pq ela morre. Mas gostei de todos na primeira fase, menos a Birolli e o Thiago.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Felipe, concordo. Tb acho a Marjorie a melhor revelação da Malhação. Ela é show. E esse Aguinaldo é aquele que eu gosto, não o dos últimos trabalhos. Que continue assim.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Karina. Dê uma chance sim pq a segunda fase começou hj e parece bem boa. bj

Sérgio Santos disse...

Isso, Anderson, vamos ver como será essa segunda. Mas começou boa.

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Isso é verdade, Andressa. Essa situação lembrou mesmo a morte do Genésio em Av Brasil e até citei isso no Twitter. E sim, ninguém tem moral pra chamar ninguém de plagiador. Mt menos ele. bj

Sérgio Santos disse...

Paulo, é verdade, os primeiros capítulos têm me empolgado mesmo. Só de EM Família que não me empolguei. Mas de Geração adorei e depois virou uma decepção, mas enfim, espero que essa não seja. Por enquanto está mt boa. Tente ver ao menos um trecho da segunda fase que começou hj.

Sérgio Santos disse...

MICHELE, a Marjorie é fantástica, né? Vai gostar do meu texto de sexta-feira. E Drica já chegou dando show. Violante e Marcela foram duas vilãs mt bem defendidas por ela. bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, nem me lembre da Griselda, pq aquela novela foi uma desgraça.

Sérgio Santos disse...

A estreia foi ótima, Thallys, assim como o desempenho de 95% do elenco. O cabelo da Vanessa era comum na década de 80. A segunda fase começou hj e parece tão boa quanto. Que seja!

Sérgio Santos disse...

Essas imagens ficaram belíssimas mesmo, Sissym. bj

Sérgio Santos disse...

Tem tudo mesmo, Gustavo. Cora será o grande trunfo da trama e tb torço pro autor não se perder. E no caso de Fina Estampa nem acho que ele se perdeu, até pq ele já começou errado. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Vamos torcer, Danizita. bjs

Sérgio Santos disse...

O segundo capítulo teve um ótimo aumento, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Railan, tb gostei do que vi e Marjorie é maravilhosa. O Chay foi uma grata surpresa. abçs.

Sérgio Santos disse...

Ah sim, Railan, mas o segundo já teve um significativo aumento.

Sérgio Santos disse...

Lucas, por enquanto está mt boa mesmo e a segunda fase, que começou hj, manteve o nível, embora ainda seja necessário esperar mais um pouco. Mas a trama parece ótima e Drica já tá roubando a cena, assim como Marjorie fez.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Nequéren.

Sérgio Santos disse...

Tb espero, Lulu. bj

Sérgio Santos disse...

Isso lá é verdade, Clau. bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Raquel. Os demais capítulos mantiveram o msm alto nível. E o caso da Eliane com o irmão do marido foi atenuado pelo comportamento estúpido do Evaldo. Mas aquela paixão deu preguiça mesmo, mas não afetou nada. A segunda fase manteve o nível. Que continue assim. Eu amei AAV mesmo, mas respeito que não tenha gostado. ;) bj

Sérgio Santos disse...

Aguardemos, Patrícia. bj

Sérgio Santos disse...

F Silva, confesso a vc que não lembro bem da questão da audiência de Duas Caras, mas eu lembro que sa novela teve problemas. E eu não gostei.

Concordo, essa trama do José Alfredo lembra mt a de Suave Veneno. O autor chegou até a dizer numa época que queria reescrever essa novela, mas depois desmentiu. Vai ver ele reescreveu mesmo, mas mudando alguns pontos. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Eu achei o sotaque dele convincente, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Sim, anonimo, não deixa de ser uma ironia do destino.

Sérgio Santos disse...

Entendo, Melina, mas eu gostei de toda a primeira fase e adorei o início da segunda, hoje. Não sei se vc gostou, mas acho que a novela tem tudo pra ser boa. A Vanessa é ótima e não lembrou em nada a Aline mesmo. Marjorie idem, enfim... Mas Adriana é fraca mesmo. bjs

Sérgio Santos disse...

Maxxi, concordo com vc. Tb não acho que ele tenha mudado o estilo, tanto que tudo dele está presente e terá até mais uma passista de uma escola de samba etc etc etc. Tb concordo que ele reciclou a trama de Suave Veneno. Mas, ao menos até agora, está bem boa. Vamos ver. abçs

Sérgio Santos disse...

Nossa, Adriana, eu tb nem me lembro mais. Qual foi a novela anterior mesmo? Esqueci. rs Vamos torcer para que Império continue assim. bjão

Sérgio Santos disse...

Amanda, realmente ainda é mt cedo, mas até agora tá bem boa. A segunda fase tb parece promissora. Mas vamos ver.

Concordo com os seus elogios aos atores, mas tiro o Thiago Martins. bjs

Sérgio Santos disse...

Olá minha cara Letícia. Pois é, começou mt bem e continua boa. A segunda fase já mostrou que Drica e Lilia serão magníficas. E a música de abertura foi mt bem escolhida, um clássico e linda. Enfim, por enquanto o conjunto está bem bacana! Que siga assim. bjs!

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Elvira. bjs

Sérgio Santos disse...

Não entendi, anônimo.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.