segunda-feira, 21 de julho de 2014

Luiz Fernando Carvalho acerta novamente ao inserir a chegada do inverno em "Meu Pedacinho de Chão"

"Meu Pedacinho de Chão" não é uma novela movimentada, pelo contrário, há uma escassez de acontecimentos relevantes. O ritmo é muito devagar e a história contada não apresenta muitas possibilidades de conflitos. Portanto, provocar uma virada em uma trama deste tipo é praticamente impossível. Mas, surpreendendo a todos, Luiz Fernando Carvalho conseguiu dar um novo fôlego à novela com a chegada do inverno.


Em mais uma sequência de encher os olhos, o diretor apresentou para o telespectador uma sucessão de imagens lindíssimas, com a neve começando a cair, cobrindo toda a Vila de Santa Fé, para a surpresa e alegria dos personagens. Os flocos brancos vindos do céu, ao som de uma tocante trilha, eram pura poesia. E o bonito momento serviu para marcar uma espécie de nova fase da trama; só que ao invés de ocorrer alguma reviravolta no roteiro, houve uma drástica mudança em toda a estética da produção.

Toda a cidade cenográfica ficou coberta de neve e gelo (artificiais, obviamente), e todo o colorido forte cedeu espaço para cores mais suaves e gélidas. O mesmo aconteceu com o figurino dos personagens, que passaram a usar roupas ainda mais espalhafatosas e incrementadas, como se todos estivessem no Polo Norte.
O verde piscina e o azul claro passaram a predominar nas vestimentas e a fotografia da novela ficou mais fosca, causando a impressão de frio extremo ----- culminada ainda com os flocos brancos em cima das casas e jardins, e árvores com troncos cobertos por um tecido de renda branco.

Ou seja, quando achava-se que Luiz Fernando Carvalho não poderia mais surpreender e muito menos deixar este remake tão lindo esteticamente ainda mais encantador, o diretor vem e presenteia o público com esta bela ideia de inserir uma estação do ano, tão aconchegante como o inverno, para deixar todo o visual da novela diferente e fascinante.

Claro que se antes a novela podia ser comparada com filmes como "Alice no País das Maravilhas", de Tim Burton, agora a produção lembra a animação Frozen, da Disney, que fez sucesso recentemente nos cinemas. Portanto, o clima de conto de fadas continua presente e o tom lúdico da trama segue sendo um dos pontos altos do folhetim, escrito por Benedito Ruy Barbosa.

Vale destacar a equipe de caracterização que se preocupou em deixar o nariz avermelhado e as bochechas rosadas de todos os personagens com o intuito de ressaltar o frio que estão sentindo. Mais uma situação muito bem pensada pelo diretor, que casou perfeitamente com toda esta nova fase da história.

E fica até injusto citar algum figurino para elogiar, já que todos ficaram ainda mais interessantes; entretanto, o de Zelão (Irandhir Santos) foi o que mais impressionou. O capataz ---- que antes usava amarelo, azul e vermelho, e depois tinha passado a usar apenas vermelho vibrante na fase em que vivia um romance com Juliana (Bruna Linzmeyer) ---- adotou uma roupa completamente preta, combinando com o atual momento de sofrimento (separado da professora) e também com o clima de frio que se instaurou na cidade. Ficou parecendo uma espécie de Cavaleiro das Trevas. Visual impecável, assim como todos os demais, vale enfatizar.

Outro ponto interessante é o romance de Gina (Paula Barbosa) e Nando (Johnny Massaro) que finalmente engrenou. Ou seja, enquanto os outros personagens enfrentam o frio, o casal vive um clima bastante quente, onde ambos estão cada vez mais entregues ao amor. A química do par, aliás, é ótima e as cenas deste início de romance estão bonitas de se ver, da mesma forma que foi lindo ver o começo do relacionamento entre Zelão e Juliana.

"Meu Pedacinho de Chão" está em plena reta final e embora a história não tenha apresentado muita evolução, o visual estético da produção ficou ainda mais deslumbrante com a chegada do inverno. Portanto, nada mais justo do que reconhecer novamente o quanto que Luiz Fernando Carvalho acertou quando apostou no tom de fábula para produzir este remake. Ele, a equipe de caracterização e todos os responsáveis pela bela cidade cenográfica estão de parabéns!

33 comentários:

Anônimo disse...

Essa novela pode ser bonitinha e tals mas não tenho paciência pra assistir. Acho que novela tem que ter uma estória que prenda a gente. Tem que ter uma trama bem amarrada. Tem que ser interessante de assistir. E esses detalhes faltam nas novelas atuais cada vez mais. Preocupam com o HD, com o filtro na imagem, com o figurino, mas o que interessa mesmo fica em ultimo plano, ou nem existe. Novela é novela, não é filme, nem seriado americano, nem nada parecido. Que falta faz uma Ivani Ribeiro, um Cassiano Gabus Mendes...

Ana Carolina disse...

Lindo mesmo. Fiquei encantada com esse inverno. Que imagens maravilhosas. Mas também concordo com o início do texto, onde você bem diz que não há mta história. Não há mesmo e isso é falha do Benedito.

Anônimo disse...

Embora ame a novela sou obrigada a reconhecer que realmente a história não é o seu forte. Até acho que na abertura deveriam colocar "Uma novela de Luiz Fernando Carvalho" porque é ele que está sendo o responsável pelo nosso encantamento. O inverno surpreendeu quem assistia e deixou a novela ainda mais linda. Concordo com o texto.

Bell disse...

Gosto tanto desta novela,pena que vai acabar.

paulo disse...

Assino embaixo do primeiro comentário. Novela é TRAMA. Por isso não engulo uma Avenida Brasil de jeito nenhum(sem contar que era insuportável, rsrs). Qto a pedacinho de chão se fosse um seriado até passava, mas pra uma novela falta muito.

Thallys Bruno Almeida disse...

O trabalho de Luiz Fernando Carvalho é de fato fantástico e caiu como uma luva à história. Eu mesmo confesso que não a tenho acompanhado direto, prefiro o bom e velho Chaves no SBT. Mas do que tenho visto, é um encanto msm.

Mas mantenho o que disse outra vez: não é todo autor que permite que um diretor faça uma transformação drástica desse tipo em uma criação sua e o Benedito foi corajoso ao topar a empreitada do LFC. Não é porque não sou fã das tramas do Benedito que vou deixar de reconhecer essa coragem dele.

E se essa novela for concorrer ao Emmy, será só no ano que vem. Tem grande chance, mas é preciso tb antes ver como as outras se sairão (afinal em 2013 tivemos duas - ótimas - concorrendo).

Anônimo disse...

A novela é um encanto e o diretor transformou tudo em uma linda trama. Mérito dele mesmo.

Zilani Célia disse...

OI SÉRGIO!
ENCANTADOR É POUCO PARA SE DIZER SOBRE ESTE REMAKE.
EU, PARTICULARMENTE GOSTEI MUITO, UMA INFANTILIDADE LÚCIDA, ABORDANDO ASSUNTOS ATUAIS, SEM AS VULGARIDADES QUE ESTÃO NOS IMPINGINDO ATUALMENTE NAS NOVELAS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Vinícius disse...

Se não fosse o diretor essa novela seria um saco. E a ideia do inverno foi ótima. Eu me surpreendi bastante.

Caio disse...

Texto muito bom. A chegada do inverno foi apropriada, já que estamos mesmo no inverno, e ainda serviu para deixar toda a novela ainda mais bonita. Mas a trama deixa a desejar realmente. O Luis Fernando conseguiu deixar uma história fraca encantadora.

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa noite,Sérgio
falou em poesia,fui lá ver a cena...sim,só alguém de olhos nos detalhes poderia perceber e elogiar a caracterização pelo nariz vermelho e as bochechas rosadas dos personagens,ficou perfeita ...o visual da novela ficou mesmo muito fascinante...vamos ver se há evolução na trama do rmake , tanto quanto no visual estético...
Obrigado pelo carinho, belos dias, abraços!

Uma Interessante Vida disse...

É uma pena eu não ter tempo para assistir essa novela, Sérgio, pois ela realmente parece ser boa. beijinhos

Anônimo disse...

O inverno deixou tudo mais lindo mesmo!

Bruno Marques disse...

Luiz Fernando Carvalho transformou essa novela numa obra de arte!!!
A chegada do inverno foi uma das coisas mais lindas que eu já vi na TV!!!
O figurino do Zelão de fato é o que mais chama a atenção!!!
Ele está de negro.Um luto pelo momento que o personagem tá passando!!!
Enfim,sou um fã da novela!!!
Abraços Sérgio!!!

Anônimo disse...

A novela tá linda e é tudo por causa do belo trabalho do diretor.

Sarah disse...

A novela pode não ter a trama mais complexa e envolvente, mas mesmo assim é encantadora. Ela tem um estilo de fábula, feita pra ser curtinha, sem falar que ela é um remake de uma novela bem mais antiga. É um conto de fadas que nos encanta nos detalhes. Justamente nessa simplicidade e nesse lado lúdico e infantil que a gente já havia esquecido. Sem falar nos momentos engraçados que dão leveza ao enredo, que também trata de assuntos sérios. Eu gosto da novela e assisto todos os dias, em que outra novela a gente vê tudo isso? É uma inovação para televisão e um prato cheio para quem sabe apreciar uma verdadeira obra de arte. E sobre o inverno: nunca vi um cenário tão lindo em uma novela!

Sérgio Santos disse...

A trama da novela, anônimo, foi um dos pontos fracos justamente pq não desperta interesse e poucos acontecimentos foram relevantes.

Sérgio Santos disse...

Exato, Ana. O autor teve uma trama mt fraca e repetitiva, mas nas mãos do diretor, isso perdeu a importância.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anônimo. E gostei disso "Uma novela de LFC". Talvez até use no último texto.

Sérgio Santos disse...

Já tá acabando msm, Bell. bj

Sérgio Santos disse...

Nossa, Paulo, que fixação com Avenida Brasil. Tá parecendo os haters de Amor à Vida que não tiram o nome da novela da boca. Mas eu concordo e tanto que comecei o texto colocando isso. Esse remake tem uma trama fraca, mas o trabalho do diretor salvou essa novela. Ficou diferente e encantadora.

Sérgio Santos disse...

Entendi, Thallys, então o autor tem mérito por ter dito sim? É até tem razão, mas se ele tem algum mérito é uns 10%. Os 90% são do diretor pq sem ele essa novela seria entediante e sem nenhum atrativo. E não custa eu enfatizar que sempre detestei esse estilo do LFC, mas não é pq sempre detestei que não vou considerar esse grande trabalho que ele fez agora.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Linda mesmo, Zilani. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Caio. Pois é, milagre do diretor.

Sérgio Santos disse...

Essa novela é a sua cara, Felis. Vc ia gostar. abçsss

Sérgio Santos disse...

Vc ia amar, Barbie. bj

Sérgio Santos disse...

Deixou, né, anônimo?

Sérgio Santos disse...

O inverno deixou a novela ainda mais linda, Bruno. E o figurino do Zelão ficou ainda melhor e combinou mesmo com esse período de luto dele. abç

Thallys Bruno Almeida disse...

Tem mérito por ser dono dos personagens. Ele criou Juliana, Zelão, Gina e Nando os pares românticos, ele criou a história, ele criou o texto. O que o LFC fez foi usar uma linguagem pra tornar atrativo. Mas a história ainda é do Benedito. Mas enfim... Aquela velha mania sua de desmerecer autor que vc não gosta...

Sérgio Santos disse...

É encantadora mesmo, Sarah. Uma fábula inocente e muito bonita. Algo diferente mesmo na televisão. Ponto pro diretor. bjs

Anônimo disse...

Acertou mesmo. Ficou tudo ainda mais lindo!

Sérgio Santos disse...

Ficou mesmo, anônimo.