terça-feira, 29 de abril de 2014

Reviravoltas e ótimas sequências marcam reta final de "Além do Horizonte"

A novela de Carlos Gregório e Marcos Bernstein está em sua última semana e a Globo com certeza está aliviada, uma vez que a novela dos estreantes autores foi repleta de problemas e amargou uma baixíssima audiência. No entanto, "Além do Horizonte" apresentou significativos sinais de melhora já há alguns meses e sua reta final está empolgante. Os capítulos das duas últimas semanas estão repletos de adrenalina e reviravoltas atraentes.


O núcleo da Comunidade passou a ser o foco central e é justamente esta situação que tem mobilizado a história. Desde a estreia da novela, ficou claro que os mistérios envolvendo a tal organização de LC (Antônio Calloni) eram o grande atrativo do enredo. Portanto, não chega a ser uma surpresa que a reta final esteja voltada exclusivamente para esta situação. 

Os autores tiveram uma grande sacada quando resolveram colocar todos os personagens de maior importância viajando para Tapiré, com o intuito de salvar Lili (Juliana Paiva), Marlon (Rodrigo Simas) e os demais que estão presos na Comunidade. Heloísa (Flávia Alessandra), Thomaz (Alexandre Borges), Inês (Maria Luisa Mendonça), Jorge (Cássio Gabus Mendes), Priscila (Laila Zaid), Marcelo (Igor Angelkorte),
André (Caco Ciocler), Sandra (Karen Coelho), Guto (Lucas Salles) e Jéssica (Jacqueline Sato) foram para a cidade vizinha da organização e o resultado desta migração foi muito positivo para a trama.

Todos os envolvidos passaram a ter um bom destaque e desta vez totalmente integrados ao contexto da novela, ao contrário de antes, quando ficavam avulsos no núcleo do Rio de Janeiro, quase sempre com cenas irrelevantes. E Marcelo e Priscila assumiram definitivamente o posto de casal cômico, sendo os responsáveis pela graça nas cenas de Tapiré. As tiradas deles estão ótimas e imprimem uma necessária leveza na história, cada vez mais voltada para a tensão provocada pela organização de LC.

Com esta migração, o núcleo da cidade interiorana finalmente engrenou, com direito até a uma ótima sequência de enfrentamento entre o povo (liderado por Celina - Mariana Rios, ótima) e os capangas do agora chefe do local Edu Dente de Ouro (Daniel Ribeiro). Ficou perceptível a melhora envolvendo os conflitos de Tapiré e o quanto que os autores se empenharam para provocar boas reviravoltas.

Já a Comunidade continuou sendo o ponto principal da obra e, como não poderia deixar de ser, tem levado a reta final nas costas. Juliana Paiva tem sido muito exigida, uma vez que Lili virou a grande responsável pela queda dos vilões, e vem correspondendo à altura. Suas cenas com Antônio Calloni, Carolina Ferraz (Tereza), Letícia Colin (Vitória) e Rodrigo Simas são sempre muito boas e bem interpretadas, tanto por ela, quanto por seus colegas. As viradas em torno do plano da mocinha de enganar o pai estão atrativas e o elenco tem convencido.

Vale destacar a sequência onde Lili tenta convencer Marlon a agredi-la e, como não consegue, acaba se ferindo para ajudá-lo a escapar e bancar a vítima para LC e os outros. O instante em que ela é desmascarada por Tereza e consegue dar a volta por cima também pode ser classificado como outro ótimo momento desta reta final, repleta de agilidade e tensão. É necessário, ainda, elogiar Antônio Calloni e Carolina Ferraz, que estão impecáveis e têm feito uma sucessão de grandes cenas.

"Além do Horizonte" chegará ao fim tendo o fracasso como marca, mas independente dos erros da novela de Carlos Gregório e Marcos Bernstein, não há como contestar que os capítulos finais da trama foram (e estão) recheados de ótimas reviravoltas e boas cenas. Ingredientes indispensáveis para qualquer obra que se propõe a apresentar uma história de aventura para o telespectador. O objetivo ao menos foi alcançado. Pena que tão tarde. 

34 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Sinceramente? Essa reta final ñ me engana não. As cenas podem até estar boas e bem-feitas, mas nem assim me prendem atenção. Só as atuações é que convencem. Da turma veterana, Antônio Calloni e Carolina Ferraz são os que mais se destacam, em especial o primeiro.

Sobre a Juliana Paiva, ela está muito bem mesmo, tem correspondido bem a cada cena, mas ainda prefiro sua personagem anterior, que me conquistou mais. A química com o Rodrigo Simas tá aí de novo, evidente, com boa sintonia, mas, muito longe de desmerecer os dois (pelo contrário), acredito que ela ganhou um presente, então as coisas ficam um pouco mais fáceis pra ela.

Em compensação, Mariana Rios pegou uma verdadeira pedreira nas mãos. Sua personagem estava em um dos núcleos outrora mais chatos da trama, seu par inicial com Matias (Begê Muniz) não foi desenvolvido direito, e na troca de casais já descrita aqui entre Lili-Marlon e William-Celina ela precisou segurar o casal sozinha por causa da inexpressão do Thiago. Conseguir fazer isso tudo, se destacar e ganhar um merecido espaço contornando esses obstáculos não é tarefa nada fácil e por isso não tenho dúvidas em elegê-la como minha preferida do núcleo jovem, ainda mais pelo crescimento visível dela após dois papeis onde ela não podia fazer mta coisa.

A essa altura do campeonato, as expectativas de Geração Brasil me interessam bem mais que a reta final de ADH. Sei que vc adora a atual fase, em especial a personagem da Juliana, mas pra mim ñ tá rolando. Mas tomara que as tentativas de ousar continuem. Afinal, por exemplo, ninguém botava fé em Cordel Encantado e deu certo demais.

Fernanda disse...

Eu fui uma das que se arrependeram de ter criticado tanto essa novela. A reta final tem me deixado presa diante da tela e concordo com todo o seu texto muito bem escrito. Sentirei até falta de algumas coisas dessa novela só por causa desse fim bem feito. Quem critica é porque não tem visto nada.

Anônimo disse...

ÓTIMO texto! A reta final tá empolgante e como você comentou no Twitter, se fosse série teria dado certo. O problema foi transformar em novela!

MAX disse...

Só acompanhei essa novela no começo porque depois perdi o interesse. Mas tenho visto esses últimos capítulos e concordo que está cheia de reviravoltas mesmo. Mas agora que ficou boa acaba? Aí não dá!

Bell disse...

Não gostei deixei de assistir, não prendeu minha atenção.
A outra parece que vai engatar com tudo. Vou aguardar rs...

Anônimo disse...

PERFEITO!!!!!!!!!! CONCORDO COM TUDINHO! A RETA FINAL TÁ BOA DEMAIS! VÁRIAS CENAS FORTES E REVIRAVOLTAS BEM CONSTRUÍDAS! TÔ AMANDO! AS PESSOAS PEDEM INOVAÇÃO E QUANDO VEM NÃO GOSTAM. AFFFFF

Rita Sperchi disse...

Que bom que deu essa reviravolta
pelo menos termina melhor
Assisti sem muita atenção, bons atores e cada um fez seu papel bem feito, agora é esperar a prõxima ,e ver o ibope subir um pouco
Bjuss Serginho
Rita!1

Anônimo disse...

Marcello Novaes fez um ótimo Kleber também, merece elogios...

Ana Carolina disse...

A reta final está bem movimentada como está bem detalhado no texto. Mas demoraram demais mesmo e se a novela tivesse sido assim desde o início seria boa.

Adriana Helena disse...

Oi Sérgio, boa tarde!
Tudo bem amigo?
Ah, pena que o horário não me deixou acompanhar o pleno desenvolvimento desta novela!
Mas ela é recheada de ótimos atores e os novatos também fizeram a sua parte!
Creio que pela originalidade da história, não tenha atraído o público necessário pra transformá-la em um grande sucesso, mas valeu. Minha mãe disse que o final está ótimo..rsrs

Beijos amigo e uma semana maravilhosa!
Sempre com relatos impecáveis dos programas de tv! Valeu!! :))))

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, de fato a novela deu uma movimentada nesta reta final, eu perdi alguns capítulos mas achei bem legal os personagens todos em Tapiré, de qualquer forma foi um enredo muito fraco, estou colocando fé na próxima vamos ver! Abraçosss

F Silva disse...

Algo a comentar...

Exatamente, Sérgio, mais uma boa observação tua sobre Além do Horizonte.

Agora, permita-me discordar um pouco, mais uma vez. Essa coisa de sucesso e fracasso tá ficando cada vez mais relativo. No quesito audiência eu sempre questiono esse tipo de comentário. Vamos a minha tese.

Os números de audiências são muitos relativos. As últimas novelas no horário das sete tinham todos os elementos característicos de uma trama das sete como "Sangue Bom", "Guerras dos Sexos", "Aquele Beijo", no entanto, não atingiram os números desejados pro horário que atualmente é 30 pontos. Acredito eu que muito dificilmente Geração Brasil irá atingir essa meta, lembrando que 'Cheias de Charme' fechou com 29 de média, portanto, apesar da repercussão, não chegou a atingir a meta. Acho que muita coisa está mudando no perfil do telespectador, e essa meta pro horário vai baixar, pode anotar.

Com isso, eu vejo que o fracasso de 'Além do Horizonte' é relativo, sem contar que a novela teve um público fiel.

Eu particularmente, adoro televisão, e adoro quando vejo novidades. Muita gente torceu o nariz pra essa novela só em observar as chamadas. Eu gostei da proposta e da maneira como ela foi apresentada. Teve problemas? Sim, muitos deles Sérgio, você muito bem pontuou aqui no blog durante os meses de exibição. Mas a proposta ousada pro horário das sete, eu gostei. A novela se apresentou cheia ganchos interessantes entre os capítulos e até mesmos entre as partes.

Com relação ao elenco, eu acrescento que o Caloni esteve em seu melhor papel na tv. Foi o melhor ator da novela.

Juliana Paiva não começou bem, talvez prejudicada pelo fraco desempenho do Thiago Rodrigues e do Vinícius Tardio, porém, pelos motivos que você muito bem frisou, ela se tornou a melhor atriz da novela.

Já o Rodrigo Simas ofuscou pela segunda vez na sua carreira os protagonistas de uma novela. Primeiro Guilherme Prates e Guilherme Leicam, em Malhação, e agora o Thiago Rodrigues e o Tardio. O Marlon tornou-se mais protagonista até do que o próprio William, apresentando uma química imbatível com Lili além de proporcionar a Rodrigo oportunidades de mostrar coisas diferentes na atuação.

Bom vou parar por aqui, pois sei que esse não é teu último post sobre essa interessante trama das sete.

Um abraço...

Barbie Californiana disse...

Não pude assistir a novela, Sérgio, mas ela parecia ser boa... ;) beijinhos

Milene Lima disse...


Parece um pouco o povo de Salve Jorge indo todo dia pra Turquia, né? Eu sinceramente acho muito chato uma novela com duas "cidades-sedes".

Pra mim, melhorou apenas ao ponto de ficar razoável. Só o Calonni foi impecável. E o Matias, embora um personagem castrado, é lindo demais.

Abraços, Sergio.

Melina disse...

Sérgio, como havia lido seu comentário dizendo que a reta final estava muito boa eu acabei assistindo ao capítulo de ontem. Admito que fiquei atraída e acabei vendo todo. Realmente há uma melhora bem nítida. A trama parece esses seriados de suspense e mistério. Gostei e decidi acompanhar até o final, na sexta. Mas você encerrou bem sua crítica: pena que tudo isso foi tão tarde. Um beijo.

Sérgio Santos disse...

Bem, Thallys, a reta final está excelente em todos os sentidos. Tudo o que precisa uma boa trama de aventura está tendo com sobras. Mas se não prende sua atenção, paciência. Isso de 'não enganar', é bem relativo. Não creio que eles queiram enganar, apenas encerrar a novela repleta de problemas em grande estilo. E estão conseguindo.

Mariana está ótima e merece elogios pela sua Celina. Mas Juliana Paiva está ótima e tem feito cenas dificílimas na reta final. O par com Marlon deu certo e apesar de repetirem a grande química, ambos em nada parecem com Bruno e Fatinha e isso é bom.

Sérgio Santos disse...

Fernanda, eu não me arrependo de ter criticado porque apesar dessa reta final estar incrível e da trama ter tido uma clara melhora há alguns meses, isso não apaga os inúmeros problemas que ela teve. Mas que o saldo final ficará melhor do que o esperado, é fato.

Sérgio Santos disse...

Exato, anônimo, o formato ideal era uma série. Aí seria perfeita.

Sérgio Santos disse...

É verdade, MAX, agora que os capítulos estão ótimos a novela acaba. Parece implicância.

Sérgio Santos disse...

Ok, Bell. bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, inovações são sempre bem vindas, mas desde que sejam bem feitas. Até a metade, Além do Horizonte não estava fazendo isso bem feito. Só depois que melhorou de fato.

Sérgio Santos disse...

As reviravoltas estão ótimas, Rita. bjsssss

Sérgio Santos disse...

É verdade, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Ana!

Sérgio Santos disse...

Sua mãe está certa, Adriana. O final está ótimo msmo. Só cena boa e adrenalina no máximo. Obrigado pelo carinho! bjão!!!!!

Sérgio Santos disse...

Kellen, foi uma novela de altos e baixos, com muitos baixos até a metade e com muitos altos na reta final. bjs

Sérgio Santos disse...

À vontade, F Silva. Realmente não será meu último. Tenho ainda mais um com o saldo final. No início achei a ousadia bem interessante, mas foram mts erros no desenvolvimento. Agora, com os ótimos caps finais, fica claro que seria um seriado excelente de vinte e poucos capítulos no máximo.

Entendo sua argumentação sobre fracasso e sucesso e concordo em partes. Mas todas as novelas que vc citou foram mesmo um fracasso. Infelizmente, pq amei Guerra dos Sexos e Sangue Bom. Cheias de Charme não ficou na meta mesmo, mas teve altos índices (29 é mt bom) e uma imensa repercussão. As outras, além dos indices menores, nem isso tiveram. E com ADH isso caiu ainda mais. Foi um fiasco mesmo e os erros até fizeram por merecer isso. Mas na minha opinião, e vendo essa reta final, ela não merecia ficar com o título de pior ibope do horário pq outras novelas foram bem piores.

Sérgio Santos disse...

Ok, Barbie. bj

Sérgio Santos disse...

Oi Milene. Olha, apesar de ter tido mts erros, essa novela não merece ser comparada com Salve Jorge. O Calloni tá incrível. Acho o ator que faz o Mathias mt fraco. bjs

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Milene. O suspense e a tensão estão mt presentes e a reta final tá ótima. Prende mesmo. O capítulo de quarta-feira, então, foi o melhor da novela até agora. Que bom que vc decidiu ver até o final. Tem valido a pena. Mas foi tarde mesmo. bjs

Raquel disse...

Bom, posso dizer que assistir a novela do começo ao fim e afirmo que essa reta final tá valendo a pena todos os outros 5 meses de novela. Está de tirar o fôlego. E muito melhor, na minha humilde opinião, do que o final da novela anterior com aquela tosqueira de sabotador.

Tenho uma teoria que isso se deu grandemente pela decisão dos autores não levarem o nhenhenhém amoroso até o último capítulo, como tem sido de praxe com as novela de hoje. Os autores acabam tendo que esticar tanto pra deixara as revelaçoes de quem fica com quem só pro último bloco do últico capítulo que a coisa acaba desandando. Pares definidos, puderam focar na ação de na aventura que sempre foi a proposta da novela.

Parabéns aos autores pela ótima reta final e por terem tido o jogo de cintura de tirar a novela do marasmo em que se enfiou nos primeiros meses. Estou até triste pq vai terminar...

Sérgio Santos disse...

Raquel, nem comparo com Sangue Bom porque amei aquela novela e achei a reta final maravilhosa. Mas concordo que essa reta final chegou até a apagar por alguns momentos todos os problemas que ela teve. Tá valendo a pena. Cenas incríveis!

Tb achei ótimo isso de não deixar Marlon e Lili só pro final, embora eles tenham dado uma enrolada com Celina e William.

E por incrível que pareça, sabe que eu tb já tô meio saudoso? E é estranho pq eu desci a lenha na novela nos primeiros meses (e desceria de novo se tudo fosse repetido, vale dizer). Mas ela apresentou boas melhoras e essa reta final tá excelente. Se fosse uma série, ou então uma novela das onze com 50 capítulos, seria perfeita. bjs

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, achei ótimas as cenas finais, do incêndio na Comunidade, e do trágico fim do LC. Ótimo Antonio Calloni.

Sérgio Santos disse...

Foram ótimas cenas, Elvira. E o Calloni foi magistral!