sexta-feira, 11 de abril de 2014

Com Marcelo Adnet inspirado, "Tá no Ar: a TV na TV" diverte e mostra uma Globo que sabe rir de si mesma

A estreia de Marcelo Adnet na Globo foi frustrante. Após sair da MTV, o humorista foi para a principal emissora do país e acabou entrando em um projeto que não deu certo: "O Dentista Mascarado". A série escrita por Alexandre Machado e Fernanda Young foi um fracasso e Adnet recebeu inúmeras críticas. Muitos, inclusive, disseram que dificilmente ele conseguiria emplacar algum projeto com a sua identidade na empresa. Entretanto, alguns meses depois, a chegada de "Tá no Ar: a TV na TV" marcou um recomeço na carreira do marido de Dani Calabresa, que durante o intervalo chegou a fazer paródias de clipes no "Fantástico". A atração, que estreou nessa quinta-feira (10/04), surpreendeu e trouxe para o telespectador um humor afiado que foca no meio televisivo e não poupa ninguém.


O programa começou quebrando todos os paradigmas da Rede Globo. Conhecida por ignorar a concorrência, a emissora só permitia que seus humorísticos fizessem piadas com os programas da própria empresa. Mas a regra que parecia inquebrável foi finalmente deixada de lado na nova atração. O "Tá no Ar" fez piada com Record, Band, Rede TV!, SBT, mercado publicitário e até com a própria Globo. Não escapou ninguém. Nem mesmo as pessoas que odeiam a líder e a acusam de manipulação.

Marcelo Adnet, Marcius Melhem (ambos também roteiristas e redatores finais), Luana Martau (que recentemente participou de "Joia Rara"), Verônica Debom, Renata Gaspar, Márcio Vito, Welder Rodrigues, Carol Portes, Danton Mello e Georgiana Góes protagonizaram várias esquetes que ridicularizavam o meio televisivo e
mostraram que estão preparados para muitas outras paródias. Sem dúvida, um elenco bem escolhido, onde todos podem se destacar.

Entre os muitos pontos altos, é preciso citar o 'Jardim Urgente'. A sátira mesclava o "Brasil Urgente", da Band, com o 'Cidade Alerta', da Record, dois programas caracterizados pela exploração da violência e pelos apresentadores que se exaltam constantemente com os crimes exibidos. Foi hilário ver Welder Rodrigues incorporando um jornalista indignado com uma criança e exigindo a redução da maioridade penal para um ano e meio.

Outra situação que provocou muitos risos foi o vídeo do intelectual de esquerda que odeia a Globo e grava depoimentos criticando a programação da emissora, fazendo questão de dizer o quanto que ela manipula o povo e aliena as pessoas. Adnet deu um show e ainda tirou uma de si mesmo ao dizer que o "Adnet era muito mais engraçado quando estava na MTV".

Vale citar também as paródias de alguns programas da TV a cabo, como as séries "House" (Dr. SUS) e "Sexy and the City" (Sexy Indecisa), além da impagável "Pesca Fatal", onde ridicularizavam canais como Record News e Discovery. A equipe ainda foi ousada ao exibir o clipe 'Galinha Preta Pintadinha', em referência ao sucesso infantil 'Galinha Pintadinha', só que fazendo piada com o candomblé, tocando em religião, assunto controverso em se tratando de humor. Houve tempo ainda para ironizar os mensaleiros que estão na cadeia com a campanha 'Fiança Esperança' e rir da inexpressividade do ator Ricardo Macchi, que fez uma pequena participação.

E a ideia de exibir trechos de programas fictícios entre uma paródia e outra, com o intuito de mostrar uma zapeada de canais, foi uma tacada de mestre, ainda que já tenha sido feita na extinta "Comédia MTV". Incrementar o humorístico com brincadeiras envolvendo publicidade também foi outro acerto. Vide a propaganda da Freebofe, com direito a um Roberto Carlos sem graça e a uma voz praticamente igual a de Tony Ramos, em off, confirmando a qualidade do produto.

A nova atração tem algumas claras características da "TV Pirata", só que com muito mais liberdade para brincar com as concorrentes e ainda podendo usar a internet na televisão como arma para rir do próprio telespectador. Porém, todo este bem-sucedido conjunto só pôde ser feito por causa da liberdade dada pela Globo, que parece ter aprendido que rir de si mesma é a melhor solução para os problemas.

O "Tá no Ar: a TV na TV" foi uma das melhores estreias da Globo dos últimos anos em se tratando de humor. A emissora finalmente conseguiu um sopro de novidade com esta nova atração e Marcelo Adnet, Marcius Melhem e elenco estão com um ótimo produto em mãos, que merece ter vida longa na televisão para debochar de tudo e de todos.

35 comentários:

L Casteli disse...

Renata Gaspar <33 sou fã dela desde 2009 quando fez a série "Descolados" da MTV, alias, vc já assistiu, Sergio? É muito boa, vale a pena. Tem no yt.

Diogo S. disse...

Apesar de ter achado o ritmo acelerado, ágil de mais (no q se refere ao zapping), o programa foi muito bom. Desde o anti-clímax do 'Pesca Fatal' até a crítica social do 'Doutor SUS', espero q dessa vez, o programa do Adnet exploda!

Thallys Bruno Almeida disse...

Apenas genial. Uma das melhores estreias dos últimos anos. E talvez a melhor estreia do ano até agora junto com o The Noite do Danilo Gentili.

Ver a Globo disposta a zoar a si mesma e às outras, parodiar a publicidade, quebrar seus próprios paradigmas de outrora e até trazer pra dentro de si os esquerdistas de facebook que não perdem a chance de promover um "dia sem globo" foi algo surpreendente. Dar essa liberdade pro Adnet foi um acerto daqueles que pouco se vê.

Eu não sei nem por onde começar, foi tanto quadro bom: "galinha preta pintadinha", as sátiras com a publicidade, o Dr SUS alfinetando a saúde pública brasileira, o Fiança Esperança, o Pesca Fatal, o clipe final - no melhor estilo Comédia MTV, o Jardim Urgente...

E que venham os próximos. Um acerto desses deve ser é aproveitado e aplaudido. Um tapa na cara de quem dizia que o Adnet jamais se reegueria daquela desgraça do Dentista Mascarado.

Thallys Bruno Almeida disse...

*reergueria

Anônimo disse...

Enquanto a globo se achava a melhor emissora do brasil, a que nunca perdia no ibope, não se podia sequer citar o nome de outras emissoras, agora que a ex-poderosa esta vendo seu ibope cair dia após dia ela resolveu tomar um chazinho de humildade? Que bom, nunca é tarde.

Anônimo disse...

É importante rir de si mesmo. Lembro de Sangue bom que tinha ótimas criticas e sátiras ao mundo das celebridades e principalmente à televisão, apesar dos defeitos. Até da vida alheia (2010) que também era arrasadora.

Barbie Californiana disse...

Esse eu assisti e foi mesmo bom, tanto que prendeu a minha atenção, algo muito raro nos programas de hoje... rs Sua crítica ficou perfeita, Sérgio. beijinhos

Anônimo disse...

SENSACIONAL!!!!!!!! Como você mesmo gosta de dizer no Twitter. Nunca ri tanto! Finalmente um programa cômico engraçado!

Vinícius disse...

Me surpreendi de fato! Tudo funcionou e as piadas ficaram ótimas. O cara intelectual que odeia a Globo foi o melhor e lembra até alguns leitores do seu blog! kkkkk

MARILENE disse...

Que pena, Sergio, eu me esqueci do programa e não o vi. Pelo que descreveu, provocou risos, coisa difícil e que nos faz relaxar. Vou ficar mais atenta. Bjs.

Carlos disse...

Gostei muito desse programa, foi bem divertido e até agora nada ofensivo, nem na parte religiosa teve ofensa, embora já ache meio batido esse tipo de piada, mas tudo bem. Depois do desastre que foi o Dentista Mascarado, Adnet merecia fazer ele mesmo um programa e olha que nem vejo tanta graça assim no rapaz, mas acho que ele merecia essa chance. Só não vou elogiar mais porque foi apenas um programa, mas tem tudo pra ficar por um bom tempo na telinha.

Das estreias e reestreias até agora gostei desse programa, da Grande Família (achei o começo bem interessante e cômico com um final tenso e misterioso puxando pra semana que vem. Fora a abertura que foi genial mostrando a evolução com os bonequinhos da abertura de 2002 avançando até os dias de hoje) e o Profissão Repórter (abordaram o tema de uma forma tão legal que até agora me pergunto como esse programa continua em um horário tão ingrato). Não sei se aguardo muita coisa dessa série do Cauã por motivos de: Cauã, rsrs.

Obs.: sumi porque estava difícil. Não vejo mais novela e para piorar ainda tinha notícia sobre BBB. Como iria comentar? Agora, sei que não foi esse o tópico aqui, mas que perda essa do José Wilker. Uma pena mesmo para a nossa dramaturgia.

Clara Sol disse...

Olá Sérgio...
Boa noite.
Amigo mais uma vez sinto em informar que não assisto a TV Globo, não só a rede Globo,mas todas as emissoras de canal aberto, jornal leio informação online. Às vezes escuto por que meus pais, estes sim veem, não só novela, mas vai de jornalismo entre outras emissoras. Agora acho pouco provável que eu assista este programa, mas aceito ler em suas matérias, pois são com assunto breves e interessante e não fica cansativo.
Compartilhe sempre que tiver noticia sobre mídia, pois está sendo para mim de grande utilidade, ficar sabendo de fatos quais deixei de ler.. Desejo um ótimo final de semana.
Abraços sempre.
ClaraSol

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa noite, Sérgio
também, me esqueci e não assisti a estréia, mas pelo que li em sua bela análise, muita gente nova, exceto Marcelo Adnet, Danton Mello e Marcius Melhem que conheço muito bem, a Luana Martau, Verônica Debom, Renata Gaspar, Márcio Vito, Welder Rodrigues, Carol Portes, e Georgiana Góes nunca ouvi falar.Que bom que a censura interna não prevaleceu, então, que tenha vida longa, essa nova atração...
Obrigado pelo carinho, belo final de semana, abraços!

narciso disse...

olá sérgio queria que você fizesse um análise da reestréia da última temporada da grande família tive a impressão que a fotografia e o tom do enquadramento das imagens tinham um ar mas sombrio e cinzento


obg adoro seu blog .

Vera Lúcia disse...


Puxa! Perdi. Aliás, nem me lembrei da estréia. Desliguei a televisão logo após a novela para me dedicar ao blog. Pelo seu relato, o programa é divertido e merece ser visto. Deixei de ver programas de humor pela falta de graça dos mesmos. Vou ficar atenta para não perder o próximo.

Abraço.

Sérgio Santos disse...

L Casteli, não cheguei a ver, mas tentarei dar uma conferida. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Mas eu achei que bom bom justamente por isso, Diogo. A rapidez reflete bem o que nós fazemos quando zapeamos. Vemos tudo mt rapidamente mesmo, sem mta demora. E tudo divertiu! abçsssss

Sérgio Santos disse...

Sim, Thallys, tudo foi mt bom. Os quadros funcionaram mt bem e não vi nada que não tenha sido bem feito. Tudo funcionou, pelo menos na estreia. Fizeram um baita programa e os elogios foram merecidos. O Adnet se achou e o programa deu certo.

Sérgio Santos disse...

Nem acho que tenha sido humildade, anônimo. Acho que foi mesmo uma mudança positiva em prol do humor.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, anônimo! Sangue Bom fez isso com maestria e A Vida Alheia foi uma boa lembrança sua. Aquela série era ótima!

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Barbie. Foi mt engraçado, né? Deu pra rir mt. bjs

Sérgio Santos disse...

Isso, anônimo, sensacional!

Sérgio Santos disse...

Vinícius, o hater da Globo interpretado pelo Adnet é uma figura comum na internet e foi uma sacada genial dele. Que bom que a emissora permitiu isso. Ficou hilário.

Sérgio Santos disse...

Marilene, tente ver quinta que vem. Nem será sacrificante esperar pq antes vem a deliciosa Doce de Mãe. bjs

Sérgio Santos disse...

Carlos, há quanto tempo! Ainda bem que vc se precaveu e explicou a ausência pq eu já ia reclamar mesmo.

Eu tb nem vejo mt graça no Adnet, mas o programa ficou excelente. Tudo deu certo e promete se fixar na grade com méritos.

A abertura de AGF ficou ótima e achei o ponto alto dessa volta. O episódio mesmo, confesso, achei cansativo. Mas torço para que a última temporada se encerre em grande estilo.

Sim, escrevi um texto em homenagem ao José Wilker. Foi uma perda chocante e até agora não dá pra acreditar. Mt triste. Abração!

Sérgio Santos disse...

Clara, ok, respeito sua opinião e sua decisão. Mas obrigado pelo carinho. bjs

Sérgio Santos disse...

Felis, é um bom programa e nem e longo. Dá pra ver sem cansar. Vale a pena. abçs

Sérgio Santos disse...

Narciso, obrigado pelo elogio. Fico feliz que goste do blog. Vou escrever sim sobre A Grande Família e nem teria como pq esse ano é o último. Só não sei se nessa semana ou depois. abçssss

Sérgio Santos disse...

Vera, tente ver pq esse humorístico foi de fato engraçado. Foi um sopro de bom humor em meio a tanta mesmice sem graça. bjssss

livbrandao@live.com disse...

A Globo aprendeu com o erro pois comediantes como Adnet precisam de liberdade, foi só a Globo da a ele essa liberdade e pronto surgiu um programa de humor inteligente, que faz ri sem apelar diferente de programas como Zorra Total e Divertics. Continuo tendo minha opinião particular sobre a Globo mas sem duvidas Ta no Ar foi uma grata surpresa diante de tantos programas ruins apresentados hj pela emissora espero que tenha vida longa. Parabéns pela critica Sérgio !

Melina disse...

Sérgio, não vi no dia, só vi depois porque gravei! Mas gostei! E nem dava nada pelo programa. Até porque nem sabia na verdade do que se tratava. Vi pouca divulgação. Mas a ideia de zapear os canais sem sair da Globo foi bem original. E concordo com sua ótima crítica, principalmente na parte que você elogia o intelectual de esquerda. É o que mais tem na internet, não é? Quem faz discurso contra a Globo. Adnet me fez rir. Um beijo.

Sérgio Santos disse...

Livbrandao, mt obrigado. A Globo acertou mesmo ao dar essa liberdade pro Adnet e o resultado ficou excelente. O Tá no Ar promete bons episódios, com direito a muita ironia e piadas realmente engraçadas. abçs

Sérgio Santos disse...

Melina, no início eu tb não me empolguei, mas depois que vi o clipe do programa na edição do Vem Aí achei bem promissor. E a estreia confirmou isso. Adnet e equipe estão inspirados e ficou bem engraçado. É verdade, esse tipo de hater da Globo que se acha mais inteligente que os demais é mt comum na internet. Bjão!

Bia Hain disse...

Sérgio, eu sou suspeita, sou fã incondicional do Adnet, mas gostei muito do programa, também gosto demais do Marcius e do Danton... a paródia Dr SUS parece exagero, mas beira a realidade. Desejo sucesso ao novo programa, gostei bastante. Um abraço!

Sérgio Santos disse...

Bia, a paródia do Dr. SUS é uma triste realidade msm. E o programa tá ótimo. bj