quinta-feira, 17 de abril de 2014

Marcelo e Priscila: um casal que diverte em "Além do Horizonte"

Falta pouco para "Além do Horizonte" chegar ao fim e a problemática novela de Carlos Gregório e Marcos Berstein, além dos equívocos já mencionados, errou na formação dos casais da trama. Nenhum deu certo inicialmente e algumas mudanças foram necessárias. A principal delas foi a aproximação de Marlon (Rodrigo Simas) e Lili (Juliana Paiva), que viraram merecidamente o par protagonista da novela. Mas além desta medida, outra atitude dos autores foi louvável para melhorar o folhetim: a união de Marcelo e Priscila.


Igor Angelkorte e Laila Zaid mostraram química em cena e o bom entrosamento fez o par ganhar espaço na novela. E a situação acabou unindo o útil ao agradável, uma vez que a história ganhou um bom casal (além de Marlon e Lili) e a dupla ainda foi 'usada' para imprimir mais comicidade à obra, que andava pesada demais, focando somente no núcleo central.

Infelizmente, um contratempo atrapalhou um pouco a condução do romance: Laila Zaid contraiu pneumonia e precisou se ausentar das gravações por um tempo. Ou seja, Marcelo ficou avulso na história por
longas semanas e esta parte da novela ficou prejudicada. Mas o retorno da atriz retomou o rumo do par, que voltou a se destacar positivamente.

Enquanto a história envolvendo a Comunidade começa a ficar mais movimentada nesta reta final, Marcelo e Priscila (juntos com Ana Rita - Mariana Xavier e Ana Selma - Luciana Paes) cumprem a função de divertir um pouco o telespectador com a relação atrapalhada de seus personagens. Eles agora moram juntos e percebem que um relacionamento a dois não é tão simples quanto imaginavam. E é justamente esta situação que resulta uma sucessão de cenas engraçadas.

Igor é um estreante na televisão. Apesar de ter começado em uma obra considerada um grande fracasso, o ator tem motivos para comemorar. Seu papel cresceu graças ao talento dele e os autores foram muito felizes ao apostar no viés cômico do personagem, que nos primeiros meses era apenas um chato. Já Laila Zaid tem mais experiência. Estreou em "Malhação" (2004) e depois foi para Record em 2008, onde participou de duas novelas: "Amor e Intrigas" e "Bela, a feia". No ano de 2012 voltou para a Globo atuando em um episódio de "As Brasileiras" e emendou com a novela "Amor Eterno Amor", vivendo coincidentemente uma outra Priscila. Agora, Laila ---- que já participou de alguns filmes, como o recente "Somos tão Jovens" (2013) ---- conseguiu se destacar na trama das sete na pele de uma personagem que não tem medo de correr atrás do que quer.

"Além do Horizonte" está perto de seu desfecho e os equívocos foram muitos. Porém, entre os acertos da novela escrita pelos estreantes Carlos Gregório e Marcos Berstein está o casal formado por Marcelo e Priscila. Os personagens divertiram e os atores se destacaram.

30 comentários:

Raquel disse...

Sérgio,

Concordo com você que juntar Priscila e Marcelo foi um acerto dos autores e que os dois por um certo tempo formaram o melhor casal de ADH (antes de juntarem Marlon e Lili). Mas na minha opinião, depois que a Laila voltou da pneumonia, a história dos dois desandou e agora só da vergonha alheia.

Os atores não têm culpa nenhuma, é claro e têm dado conta do recado em cima das cenas cretinas que lhe escrevem, mas a coisa chegou num nível que nem dou conta mais de assistir. Gravidez psicológica, guru da fertilidade, briga por causa dos envolvimentos amorosos alheios e terapeuta de casal num mesmo relacionamento é puxado demais. Forçaram e ficou ridículo.

Uma coisa ficou clara pra mim sobre os autores: eles não sabem segurar um romance sem deixá-los cansativos. Nem os cômicos.

Barbie Californiana disse...

Poxa eu não tô vendo, não tô em casa no horário... beijinhos

Anônimo disse...

O que é Além do horizonte? Aquela musica do rei Roberto Carlos? Quem são esses atores ai? O que eles tem a ver com a musica????

F Silva disse...

Algo a comentar...

Permita-me discordar em parte Sérgio, mas eu concordo com a Raquel, do primeiro comentário. A história de Priscila e Marcelo, que era boa, desandou nessa reta final, apesar da química entre Igor Angelkorte e Laila Zaid. Tá chato e muito chato. Agora, o que vemos é muita enrolação.

Carlos Gregório e Marcos Berstein até que tentaram melhorar a história em um determinado momento, com o envolvimento dos personagens Lili e Marlon, pois Juliana Paiva e Rodrigo Simas, são impagáveis atuando juntos.

No entanto, os autores não tiveram criatividade para dar continuidade a história do casal. É bastante nítido que a trama de Marlon e Lili já acabou, os dois são apaixonados e já decidiram ficar juntos, ponto final.

O casais Priscila e Marcelo e Marlon e Lili, foram boas ideias dos autores, porém essas boas ideias foram mal aproveitadas e mal desenvolvidas tornando os romances chatos e cansativos.

Agora a novela se restringe a resolução do caso da comunidade, da máquina, da fórmula... blá... blá... blá...

Um abraço...

Bell disse...

Não assisto muito mais pelo pouco que vi achei bem engraçados.
Quero te desejar uma doce Páscoa =)

Roberto Santos disse...

Apesar do talento dos dois, que tem tudo para crescer nas próximas novelas da Globo, a trama dos dois se perdeu, assim como toda a novela, após mudar o foco inicial. É muito importante a Globo apostar em novos autores, mas esta trama não deu certo. Só erra quem arrisca.

Rita Sperchi disse...

Nesse final de semana comemoramos a Páscoa
Quero desejar a vc e toda família um dia muito feliz
Agradeço mais uma vez sua amizade
Parabéns pelo belo post, abraços pelo carinho de sempre

Bjussss
____________✿Rita!!!

Rita Sperchi disse...

Olha Serginho apesar de não gostar muito dessa novela, adoro essa atriz
maravilhosa desde quando trabalhava na Malhação.
E o casal é td de bom , bem complicadinhos mas um doce de assistir ainda bem né rsrsrs

Bjuss meu querido boa Páscoa!!

Anônimo disse...

No começo de ADH eu achava que o Marcelo era um clichê idiota, mas depois que ele começou o namoro com a Pri o personagem melhorou muito. Porém, concordo que depois que a Pri voltou de viagem a história deles ficou boba. Entretanto o casal ainda é muito fofo e engraçadinho. Depois que o Alexandre Nero saiu de ADH só vejo as cenas desse casal.

Raquel disse...

Apenas complementando o comentário do F Silva, também concordo contigo que os autores não souberam aproveitar os romances de Marlon e Lili e Priscila e Marcelo. Por isso eu volto afirmar que os autores têm sérios problemas em escrever os romances.

Mas antes já terem definido Marlon e Lili como EndGame agora do que continuar focando naquele quadrado ridículo do jeito que estava. O jeito que conduziram os envolvimentos amorosos de Marlon, Lili, William e Celina ficou tão ruim, que não duvido que tenha vindo uma ordem de cima pra acabar logo com aquilo lá. Apenas mais uma prova que romance não é mesmo o forte dos autores.

Anônimo disse...

Adoro esse casal!!!!!!! São mesmo mt divertidos e os atores são mt bons! Adorei a crítica!

Mayra disse...

Não gostava desse menino mas ele melhorou bastante. A Laila tem mais talento e gosto dela. A química dos dois é divertida. A novela é bem ruinzinha mas esse casal foi um acerto.

Anônimo disse...

O que mais gosto do casal é o jeito atrapalhado dele. Ela tentando entender isso também diverte. Adorei o texto.

Thallys Bruno Almeida disse...

Do pouco que vi recentemente de ADH (desisti da trama tem um tempinho já) achei esse casal divertido. O Igor melhorou ao longo do tempo e a Laila tá ótima (já tinha gostado dela em Malhação e no Somos Tão Jovens, onde ela viveu a menina que supostamente inspirou Ainda é Cedo da Legião). Mas vou concordar com a Raquel de que os autores não sabem segurar par romântico. Se conseguiram, foi apenas com Lili e Marlon, e ainda assim por causa da sintonia de Juliana e Rodrigo - embora eu tenha preferido largamente Fatinha e Bruno, mais divertido, mais verdadeiro. E em matéria de casal de ADH eu devo ser o único que conseguiu encontrar química entre a Flávia Alessandra e o Alexandre Borges, mas...

Agora que a novela tá chegando ao fim, acho que a escolha da maioria das meninas do núcleo jovem compensou o erro da escalação da Christiana Ubach. Laila tem a boa parceria com o Igor, Juliana tb tá mt bem, a Yanna Lavigne tem sido uma ótima revelação, mas meu aplauso em especial vai pra Mariana Rios. Depois de duas roubadas (Araguaia e Salve Jorge) ela tem defendido muito bem a Celina, diminuiu bastante o sotaque, tem tido um crescimento notável, tá linda e ainda levou um par romântico nas costas - considerando-se a nulidade que é o Thiago. Isso sem falar na turma mais velha (Calloni, Cássio, Nero, Carolina Ferraz).

Sérgio Santos disse...

Raquel, eu acho que melhoraram. Ná época do início do relacionamento deles, eu nem conseguia ver a novela porque estava numa de suas piores fases, onde eu acreditava que nada mais conseguiria melhorá-la. Tanto que cheguei a abandonar a trama e fiquei sem vê-la por semanas.

Mas eu achei a sacada da psicóloga mt divertida e achei as cenas engraçadas.Aliás, a reconciliação deles foi bonita e cômica, como tinha que ser mesmo. Tenho muito o que reclamar dessa novela, mas desse casal e de Marlon e Lili não posso falar nada. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Ok, Barbie! bj

Sérgio Santos disse...

Claro que permito, F Silva. Aliás, pode discordar sempre que quiser, sem problemas. Essa novela se fosse uma série seria incrível, mas como folhetim não deu certo e isso ficou claro. Teve e tem vários equívocos.

Mas não acho que Priscila e Marcelo sejam um deles, assim como Marlon e Lili. Realmente o casal já está junto, mas só serão felizes mesmo quando a questão envolvendo a Comunidade for resolvida. Aliás, esse núcleo sempre foi o melhor da história e não por acaso que está levando a reta final nas costas. Abçs!

Sérgio Santos disse...

Bell, Feliz Páscoa. bj

Sérgio Santos disse...

Roberto discordo que o casal tenha ficado chato, mas concordo sobre a novela. Foi um grande erro mesmo, mas ao menos arriscaram. Insisto que se fosse uma série daria certo.

Sérgio Santos disse...

Rita, obrigado pelo comentário e pela mensagem. Beijos e Feliz Páscoa.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, no início da novela o personagem era insuportável. Mas depois os autores acertaram aos colocá-lo como um tipo cômico. Tb gostava do Alexandre Nero, mas ele quis sair pra se dedicar ao seu próximo papel em Falso Brilhante.

Sérgio Santos disse...

Raquel, realmente romance não é o forte deles pq inicialmente não teve um casal que tenha dado certo. Mas ao menos depois vieram esses dois casais já citados. bj

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Mayra, no início eu tb não gostei mt dele não. Mas Igor evoluiu bastante e fez com a Laila um bom par. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb gosto disso, anônimo. Obrigado.

Sérgio Santos disse...

O casal é ótimo, Thallys, e ainda funcionou pra melhorar a comicidade da novela. Os dois atores ganharam espaço merecidamente. Esse casal e o Marlon com a Lili foram os únicos que deram certo na novela. E por isso mesmo não acho que os autores tenham falhado com esses pares. Achei a condução dos pares aceitável, embora tenha tido alguma enrolação. O elenco teve bons nomes e outros péssimos.

Filha do Rei disse...

Divirto-me com eles. São bons atores e o casal é bem afinado.

MARILENE disse...

Sergio, eles são mesmo divertidos. No começo, não gostava dele, mas me acostumei com o personagem. Ela é ótima e fez falta durante sua ausência. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Cléu. bj

Sérgio Santos disse...

Exatamente o quer houve comigo, Marilene. Tb não gostava dele no início. bjs