sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

"Amor à Vida" e os inadequados títulos de novelas

Quando o telespectador assiste "Amor à Vida", surge um questionamento em sua cabeça: "O que tem a ver o título da trama com a história apresentada?" Afinal, a novela expõe preconceito, vingança, dramas pesados, além de apresentar muitos personagens com desvio de caráter. E o conjunto em questão não combina com o nome do folhetim. São peças que não se encaixam. Entretanto, esse tipo de problema é mais comum do que se imagina na teledramaturgia.


No caso da trama de Walcyr Carrasco, o nome mais apropriado seria "Em nome do pai", que chegou a ser cogitado inicialmente, mas preterido pouco depois. O título tinha consistência, afinal, Félix (Mateus Solano) foi capaz de praticar inúmeras monstruosidades por causa da rejeição de sofria de César (Antônio Fagundes). Porém, optaram por "Amor à Vida", que faz sentido apenas em relação ao momento em que Bruno (Malvino Salvador) acha Paulinha (Klara Castanho) na caçamba e salva sua vida.

E várias novelas têm optado por essa estratégia, onde o título da obra só serve para explicar uma rápida situação, ignorando todo o contexto da história. Entre alguns exemplos mais recentes, há o fenômeno "Avenida Brasil", de João Emanuel Carneiro. O título nada tinha a ver com a história de vingança de Nina (Débora Falabella)
e muito menos com o Divino Futebol Clube. O nome apenas fazia uma referência ao atropelamento de Genésio (Tony Ramos), que morreu quando Tufão (Murilo Benício) o atingiu com seu carro em uma das principais avenidas do Rio de Janeiro.

"Flor do Caribe", recente trama das seis de Walther Negrão, também pode ser incluída na lista. A história era sobre a obsessão de um psicopata (Alberto - Igor Rickli) por uma mulher (Ester - Grazzi Massafera), que amava um rapaz (Cassiano - Henri Castelli) e era correspondida. Havia também todo um drama em cima do nazismo, que servia de pano de fundo. Os personagens viviam no Rio Grande do Norte e a única referência ao título foi exibida no início da produção, quando o mocinho caiu nas mãos da Máfia Caribenha ----  inclusive, após se libertar e chegar ao Brasil, traz uma flor de lá para sua amada, fazendo jus, então, ao nome da obra. Porém, no contexto geral, o folhetim das seis nunca combinou com sua denominação.

"Sangue Bom", excelente obra de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, é outro bom exemplo recente. A trama das sete abordava o mundo midiático e o conflito da protagonista (Amora - Sophie Charlotte) entre o "ser" e o "ter". Essa situação servia para movimentar todos os núcleos e apresentava a temática de uma forma dramática e bem-humorada ao mesmo tempo. O título pouco tinha a ver com a história, a não ser pela bondade excessiva de Bento (Marco Pigossi) ou então pela real identidade de Amora, que no fundo sempre teve um 'sangue bom'. Entretanto, partindo dessa premissa, o nome serviria para qualquer novela, uma vez que personagens bons sempre fazem parte de uma história, assim como os maus. Mas em se tratando do conjunto da obra, o nome não combinou com a trama.

Além dos exemplos citados, há inúmeros outros, vide "Salve Jorge" (que nada tinha a ver com tráfico de pessoas ou com qualquer núcleo apresentado), "Paraíso Tropical", "Balacobaco", "Cobras & Lagartos", "Pé na Jaca", "A Lua me disse", "Fina Estampa", entre tantas outras. Até mesmo "Malhação" pode ser incluída, afinal, a novelinha adolescente deixou de ter uma academia como cenário principal há anos.

Antigamente, havia uma maior preocupação com o título das obras, para que o nome fizesse jus ao contexto da novela. Claro que exceções também estavam presentes nos anos 70/80/90, assim como há casos relativamente recentes onde o nome 'casou' perfeitamente com o contexto geral. "Celebridade", "A Vida da Gente", "A Favorita", "Lado a Lado", "Passione", "Chocolate com Pimenta", "Duas Caras", "Alma Gêmea", "Senhora do Destino", "Laços de Família", "Mulheres Apaixonadas", enfim, são vários exemplos onde título e história combinam.

Mas o caso de "Amor à Vida" reflete bem o momento atual da teledramaturgia. Os autores estão deixando o título de suas produções de lado e se preocupando exclusivamente com o conteúdo. Claro que a história merece ser uma das principais preocupações para quem a escreve, entretanto, o nome da mesma não pode ser apenas 'algo decorativo'. E a trama de Walcyr Carrasco não pode ser o único alvo desse tipo de questionamento, já que vários folhetins apresentaram e apresentam o mesmo problema. Resta torcer para que os responsáveis reflitam um pouco mais na hora de nomear suas obras e optem por nomes que se encaixem com o que é mostrado ao telespectador. A ficção agradece.

67 comentários:

Bell disse...

é nesta novela a única que luta pela vida é a coitada da Ciça rs...
Tadinha é vitima de maldades.
Agora o pq deste nome, eu nem desconfio rs...

Sérgio Gillet disse...

Preciso discordar quanto ao título Sangue Bom não ter relação com a trama.
Um dos principais motores da trama foi o exame de DNA trocado, fazendo remissão aos sangues bons e ruins do Bento, Fabinho, Wilson e Plínio.
Acredito que isso seja suficiente para justificar o título, senão vejamos a própria Malu que tem sangue bom, mas nasceu da Bárbara Ellen, que tem o sangue ruim.
Acaba sendo uma trama sobre como a herança de sangue não define se será bom ou ruim.

Anônimo disse...

Nesta novelas¿ os unicos com amor a vida mesmo sao Bruno e Paloma, lutam pelo amor e a verdade.

Milene Lima disse...

A questão é que Amor à Vida exagera no quesito destoar completamente do enredo. Amor ali é coisa rara, que eu vejo agora mais presente no olhar terno e inocente do Niko.

Um beijo, Sergio.

Anônimo disse...

Realmente o nome deveria ser Amor ao Lixo, oh novelinha ruim. E ibope não quer dizer qualidade, alias hoje em dia tudo que é lixo faz sucesso.

Anônimo disse...

QUE BOM QUE VOCÊ INCLUIU A TAL AVENIDA BRASIL QUE NÃO TINHA NADA A VER MESMO COM A PROPOSTA! PORQUE VEJO GENTE E SUPOSTOS CRÍTICOS QUE SÓ FALAM ISSO DE AMOR À VIDA MAS IGNORAM OS OUTROS VÁRIOS CASOS. POR ISSO QUE VOCÊ É UM DOS MELHORES ENTENDEDORES DO ASSUNTO! NÃO DEIXA PASSAR NADA!!!!!!!!

Fabrício disse...

Excelente texto! Concordo com você e venho percebendo isso há muito tempo. Amor à Vida é só mais um caso. Você fez bem em citar Avenida Brasil e Salve Jorge, os exemplos mais recentes e mais claros. A novela do Walcyr não tem diferencial algum nesse sentido. Um título apropriado para o contexto não é tão difícil assim de se pensar. Basta fazer, o que os autores e diretores não tem feito muito.

Rápida observação - li seus tweets sobre a relação de Linda e Rafael e assino embaixo!

Rita disse...

Bom dia de sábado!!!

Nesse começo de ano quero desejar muita paz
saúde e sucesso nesse espaço tão bonito onde
encontrei uma amizade perfeita.
Parabéns sempre, e que td por aqui continue assim
Cheio de encantos

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Thallys Bruno Almeida disse...

Quatro novelas seguidas das 21h com nomes que pouco ou nada têm a ver com suas histórias principais. Isso se não tiver mais.

Bem, Amor à Vida eu só vejo no Niko e na Paloma, e talvez no Lutero, porque aquele hospital é uma verdadeira zona. Os conflitos do Félix com César acabaram se tornando maiores e justificariam mais o uso do termo Em Nome do Pai - que só não rolou porque o nome já tava registrado.

Lembro que Salve Jorge chegou a cogitar o nome de Amor Guerreiro, em referência ao flopado romance de Morena e Theo; na tentativa de evitar um mal-estar com grupos religiosos, mas Glória manteve o nome e peitou a briga. Agora Avenida não tinha NADA msm.

Sobre Sangue Bom, vou concordar com o Sérgio do segundo comment. Amora tinha essa coisa de "aprontou pra caramba, mas no fundo tinha um sangue bom" , mas tbm tínhamos Malu e Giane - a primeira de forma mais doce, a segunda mais moleca - que representavam o sangue bom do título. A filha legítima da Bárbara poderia herdar a péssima criação que Amora herdou, mas escapou pq recebeu os valores do pai (Plínio) mesmo na fase inicial, antes de assumir voz ativa contra a irmã. Até porque são seis protags.

Entre os títulos que se adequam, incluiria - por me lembrar agora - Cordel Encantado, graças a convivência da família real de Seráfia (Encantado) no meio do sertão (Cordel). E tbm porque a última cena revelou que a novela toda foi um grande livro de cordel.

É sempre estranho um título ter pouco ou nada a ver com a história. E espero que tomem mais cuidado com isso. Abç!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Bem oportuna a sua colocação. Confesso que não me detive neste particular e agora, lendo o seu texto, sou levada a concordar com suas observações. Também acho que deveria haver maior coerência entre o contexto das novelas e o título das mesmas.
O título cogitado inicialmente para a novela 'Amor à Vida', ou seja, 'Em nome do Pai', teria sido perfeito para a trama, pois o foco principal da mesma redundou (redunda) em torno da rejeição de César por Félix.

Parabéns pelo excelente texto.

Ótimo final de semana.

Beijos.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, eu também me fiz essa pergunta: a novela deveria se chamar Em Nome do Pai, porque quase nada tem de Amor à Vida.
Outra coisa: são muito frequentes as palavras "amor" e "família" nos títulos das novelas.
O título é muito importante para despertar a atenção, e as amostras citadas por você demonstram que essa máxima não está sendo seguida. Entre títulos bem-sucedidos, incluo Cordel Encantado, Selva de Pedra, Pecado Capital, Rei do Gado, Terra Nostra, Dancin' Days, Vale Tudo, O Clone, A Próxima Vítima, Laços de Família, O Cravo e a Rosa...

Barbie Californiana disse...

Sérgio, quando eu vi os chamados pela primeira vez, cheguei a pensar que se tratasse de uma novela de Manoel Carlos, pois ele sim fala de amor de forma suave... Amor a vida não é uma novela ruim e acho que ela retrata muito do que acontece no dia-a-dia e na vida das pessoas, outro dia desses vi numa reportagem na TV uma menina declarava que o filho dela era também filho do pai, enfim... as pessoas são capazes de maldades até piores do que as passadas na TV... sei que nem todos são tão maus assim e também não acho a novela péssimas, mas acho que o título, realmente, não é muito apropriado para o contexto da novela. beijinhos

Barbie Californiana disse...

Ps.: E sobre o preconceito, o mais polêmico, talvez, seja o caso de Linda e Rafael, hoje mesmo, li em uma rede social minha, uma conhecida falando ser contra o relacionamento deles, pois ela é deficiente e ele normal... achei tão pesado o que ela disse. :'/

Melina disse...

Sérgio, querido, que texto bem colocado e oportuno já que algumas pessoas criticam o título de Amor à Vida e ignoram os outros vários casos bem lembrados por você.

Posso estar equivocada, me corrija se estiver, mas acho que Amor à Vida se deve ao núcleo do San Magno, não? Afinal, todos os médicos têm amor à vida. Mas no fundo você está certo. No geral, esse título não condiz mesmo.

Até hoje sinto um vazio com o fim de Sangue Bom mas concordo com você também. O título nada tinha a ver com a proposta da novela e é verdade: partindo da premissa todas as novelas poderiam ter esse título já que os protagonistas de qualquer novela são sangue bons.

Avenida Brasil e Salve Jorge eu acho ainda mais graves do que Amor à Vida. Porque no caso das duas não tem nada a ver mesmo! E o título da novela do Manoel Carlos é muito simplório. Em família serviria para qualquer novela até mesmo Amor à Vida.

Adorei o texto, Sérgio! Um beijo!

A Viajante disse...

Toda vez que comento sobre Amor à vida, finalizo dizendo: difícil amar essa novela... concordo contigo Sérgio. O nome não combina em nada com essa saga de vinganças e "n" temas que são abordados na novela, na maioria, de forma superficial, pretensiosa e em alguns momentos, preconceituosa.
Torcendo para acabar logo... beijo!

Lulu on the Sky disse...

Não entendo de onde tiram esses títulos.
Big Beijos

blog Lulu on the sky

Bia Hain disse...

Hahaha, gostei do seu ponto de vista... sabe que eu não havia pensando nisso? O nome da novela não tem mesmo nada a ver com trama, pois a última coisa que predomina é o amor. Dos títulos que citou como positivos, acho que A favorita deu certinho, devido à dualidade de não saber quem era a boazinha da trama. Um abraço!

F Silva disse...

Algo a comentar...

Durante muitos anos na Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o "Boni", era quem dava o título das novelas. Ele lia a sinopse, assistia os primeiros capítulos e decidia o título do folhetim. Não era o autor da novela quem decidia, mas sim o Boni.
Alguns exemplos:
"Perdas & Lucros" ele mudou para "Brega & Chique".
"A filha da mãe" mudou para "Bebê a Bordo".
"Pancada de Amor não Dói" mudou para "A Gata Comeu".
"Pátria Amada" Boni preferiu "Vale Tudo".
"Troca Troca" e "Alta Costura" ele trocou para "Ti Ti Ti".
"Novos Tempos" mudou para "Barriga de Aluguel"
Entre outros títulos como "Bambolê" e "Que Rei Sou Eu?"

Há quem seja contrário um homem só decidir as coisas dentro de uma emissora, tudo tem que ser feito com um trabalho de equipe, e isso é bom. Porém, assim como a Fernanda Montenegro é a dama do teatro. O Sílvio Santos é o melhor animador de auditório. O Roberto Carlos é o 'rei' das canções românticas. O Boni é um grande diretor de criação da tv brasileira.
O Fantástico, o Vídeo Show, Os Trapalhões, O Xou da Xuxa,o Balão Mágico, o Chico Anysio Show, o Tv Mulher, a Tela Quente entre outros, foram todos programas que tiveram seus títulos criados pelo Boni. Faz falta.

Michele Nunes disse...

Sergio, acho que o problema realmente esta na falta de criatividade dos autores e diretores como um todo, porque eh muito dificil vc montar toda uma obra, escreve-la, analisar oa assuntos e dali tirar um nome que case com aquilo que está ali escrito! Eu adorro escrever e pensar em historias mas a maioria nao tem titulo e acho que nunca terão pq eh bem dificil vc pensar em algo que case com algo bem grande, tipo Amor a Vida que aborda varios assuntos!! Acho que a soluçao pra alguns eh usar a uma parte da historia e inserir como titulo, como Paraiso Tropical que era a praia onde os protagonistas de conhecem ou Avenida Brasil q vc ja explicou!!
Bejo!!

Carlos disse...

F SILVA, pegando carona no seu comentário, existem duas rede globo: antes com o Boni(ótima) e depois sem o Boni(decadente).
FIM.

Pedro Bertoldi disse...

Oi Sérgio. Concordo contigo. Sabe que nos EUA a novela tem um nome bem coerente? Se chama Trail of Lies (Rede de Menrtiras). Tudo a ver já que a Família Khoury cresceu sobre menriras que acabam movimentando a história. Quanto a Sangue Bom, também concordo com o Sérgio do segundo comentário. Algumas novelas tem um motivo bem definido e marcado na história. Eu tenho 16 anos,mas pelo que vejo de novelas dos anos 70/80 tinham nomes mais criativos. Hoje em dia não tem tanto essa preocupação com o título. Amor à Vida parece nome de novela do Maneco. Falando nele, pela sinopse, "em família" tem relação com o título. Mas título não salva novela, se em família repetir o marasmo de Páginas da Vida e Viver á Vida serão seis meses de tédio. Tomara que ele volte com o mesma qualidade de Laços de Família e Mulheres Apaixonadas.
P.S. Comentei bem atrasado teu texto mais recente sobre Além do Horizonte.

Pedro Bertoldi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pedro Bertoldi disse...

Desculpa pelos dois comentários é que eu tô pelo celular.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Mais dois títulos infelizes: "Caras & Bocas" e "Morde & Assopra".

Daniellyn disse...

Discordo sobre Sangue Bom, o título tinha tudo a ver sim. O Bento que era o protagonista era um legitimo sangue bom, assim como outros protagonistas, com exceção de Amora e Fabinho que tinham seus sangue um tanto ruim, mas que tornaram-se sangues bom também. A novela falava da importância em SER e não em TER. E SER seria ser um sangue bom, assim como os 4 sangues bom protagonistas. É claro que a premissa da novela ficava evidente entre Bento/ser e Amora/ter, mas daí o conflito da novela com o mocinho sangue bom.

MARILENE disse...

Sergio,essa é uma observação que já me havia ocorrido. O nome da novela nada tem a ver com o enredo. "Sangue Bom" até que considerei apropriado. Realmente, os títulos tem destoado do conteúdo, o que, geralmente, não ocorre em obras literárias.Por outro lado, o que mais me incomoda na novela é a equivocada abordagem dada aos assuntos jurídicos. Não acertam uma e certas matérias não podem, na ficção, divergir da realidade. Bjs.

Anônimo disse...

Discordo apenas quanto a Sangue Bom. Acredito que o nome da novela não se relacione com a gíria carioca que quer dizer gente boa e sim com a questão dos laços sanguíneos propriamente ditos, que era justamente a trama principal. Nesse sentido, considerei sim o titulo apropriado

Sérgio Santos disse...

Bell, a Ciça tem mesmo muito amor á vida! rs bjssss

Sérgio Santos disse...

Sérgio, entendo essa sua concepção, mas a novela não era sobre isso. Aliás, a troca só veio a ocorrer depois da metade da trama e não creio que o título tenha sido dado por causa de exame de sangue. E é aquilo que mencionei, partindo dessa premissa, qualquer novela poderia ter esse título. Mas achei interessante sua teoria. Abçs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, mas ainda assim nem é caso de amor à vida. Acho que a relação com o título é só mesmo a marcante cena onde Bruno salva a vida da Paulinha. abç

Sérgio Santos disse...

Não é tão raro assim, Milene. Tem mt amor entre Bruno e Paloma, Valdirene e Carlito, Lutero e Bernarda, Niko e Félix, Niko e Jayminho, Félix e Jonathan, Márcia e Valdirene, Márcia e Gentil, enfim... Bjsss

Sérgio Santos disse...

Ibope nem sempre quer dizer qualidade mesmo, anônimo, mas nesse caso significa.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, tinha que incluir porque não tinha nada a ver mesmo. E sim, vejo gente indignada com esse caso do título de Amor à Vida mas que nem falou nada na época de Avenida Brasil. abç

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Fabrício! Os casos são muitos e cada vez mais corriqueiros.

Sobre Linda e Rafael, acho a relação mt bonita e bem desenvolvida. abçs

Sérgio Santos disse...

Abraços, Rita! Boa semana!

Sérgio Santos disse...

Foi o que falei pro Sérgio, Thallys, teoricamente faz sentido mas a trama em si nada tinha a ver com o título Sangue Bom. E partindo dessa premissa, Amor á Vida poderia se chamar Sangue Bom tb porque Félix era mau mas no fundo tinha um sangue bom. Já Bruno e Paloma sempre tiveram sangue bom etc etc etc. Isso em qualquer novela.

Cordel Encantado tinha tudo a ver com a novela. E Amor Guerreiro, apesar de horrível, seria um título mais plausível do que Salve Jorge. E Av Br nada tinha a ver. abç

Sérgio Santos disse...

Vera, muito obrigado. Em nome do pai seria muito melhor mesmo. E há vários casos além de Amor á Vida. Ou seja, é injusto apedrejar só essa novela e esquecer de todas as outras. bjssssss

Sérgio Santos disse...

Pois é, Elvira. Seria mt mais apropriado. E além dessas duas palavras, "vida" também é mt comum em títulos. Impressionante.

Laços de Família eu coloquei no texto. Evitei novelas mt antigas pq quis enfatizar que há casos recentes onde nomes e tramas combinam.

Sobre Caras & Bocas, creio que foi por causa da pintura que era o tema principal. E isso reflete em poses, caras e bocas, etc. Sobre Morde e Assopra, era por causa das constantes brigas e reconciliações entre Julia e Abner. Quase um O Cravo e a Rosa, já que Walcyr se copiou nesse caso na época. Bjs

Sérgio Santos disse...

Barbie, esse título parece mesmo de novela do Maneco. E talvez isso tb reflita uma certa previsibilidade do autor, mas enfim...

Olha, sobre Linda e Rafael, tenho lido comentários tão assustadores. Esse que vc me falou ão é nada do que eu já li. Pena que alguns não tenham se sensibilizado com esse amor tão puro e bonito. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Melina, obrigado! Olha, faz sentido isso que vc colocou sobre Amor à Vida, mas a novela não é sobre medicina. O hospital é um dos cenários principais mas não é a profissão deles o foco e sim os dramas. Acaba destoando mesmo do enredo.

Eu tb acho Avenida Brasil e Salve Jorge até mais "graves" que a atual. Bjsss e obrigado pelo carinho.

Sérgio Santos disse...

Ju, discordo da sua opinião sobre a novela porque acho que o objetivo é justamente enfrentar o preconceito em vários aspectos e não aumentá-lo, mas ok. Sobre a superficialidade dos temas, se houvesse aprofundamento, várias tramas ficariam estagnadas e atores seriam esquecidos. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Lulu. bj

Sérgio Santos disse...

Bia, A Favorita casou perfeitamente. Foi um título certeiro! Bjão!

Sérgio Santos disse...

F Silva, é verdade, o Boni era e ainda é um mestre. E sabia nomear novelas como poucos. Gostei do comentário. abçs

Sérgio Santos disse...

É verdade, Michele, falta criatividade mesmo nesse ponto. Isso é fato. Mas no caso de Paraíso Tropical, o título também nada tinha a ver com a trama. Tanto que até incluí na lista de nomes que não compactuavam com o enredo. Porém, é bom ressaltar, eu achei essa novela excelente. Bjs

Sérgio Santos disse...

Tá sumido, Carlos. abç

Sérgio Santos disse...

Daniellyn, obrigado pelo comentário. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Pedro, sem problemas. E respondi ao seu comentário no texto de ADH.

Olha, o título dado para AAV foi excelente nos EUA. Rede de Mentiras é um nome excelente, pena que não foi usado aqui. Casaria perfeitamente.

É verdade, os nomes antigamente tinham mais a ver. Em Família é um título banal, mas será coerente com a trama até porque seria com qualquer novela sobre família. Mas o logo me lembra o de Páqinas da Vida e espero que fique só nisso. Pq realmente essa novela e Viver a Vida foram mt ruins. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Marilene, vc como advogada com certeza sabe do que está falando. Imagino sua frustração com essas situações. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Respeito sua concepção, anônimo! Abraços e obrigado pelo comentário.

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Acho que já comentei com você que faz pouco tempo que comecei a assistir novelas, como forma de relaxamento. Então não tenho conteúdo suficiente para rebater as suas afirmativas. Mas no caso de Salve Jorge, o Santo era reverenciado à todo momento na trama.
Tenho a teoria que quiseram dar para o Daniel a música tema e daí ele escolheu a tal música, que por sinal achei sua versão horrível. E a não ser que o papi poderoso passe por uma situação de luta pela vida... mesmo assim, acho bem estranho e tenho que concordar que o nome foi inapropriado. Se pelo menos tivesse algum paciente terminal... Mas qual seria o melhor título para essa novela?
Boa semana!!
Beijus,

Anônimo disse...

Avenida Brasil tinha como principal cenário um bairro do subúrbio carioca. Até onde eu sei a zona norte da cidade do Rio de Janeiro, onde se encontram os bairros suburbanos, parecidos com o Divino, é cortada pela Avenida Brasil, uma das maiores avenidas da cidade. Ainda nessa novela, o atropelamento de Genésio na Avenida Brasil une as personagens principais e forma o núcleo principal da novela. Isso é mais do que um mero acontecimento. Enfim, eu concordo demais com seu texto, mas acho que Avenida Brasil era um nome muito bem colocado.

Anônimo disse...

Excelente texto mas gostaria de falar sobre a novela Amor à Vida e escolhi esse espaço por ser o único blog que procura ser crítico, técnico, imparcial e justo. A novela do Walcyr Carrasco terminará sendo o único alívio da Rede Globo de Televisão que enfrenta sua maior crise em anos na teledramaturgia. Nada dá audiência e tudo é fracasso. Amores Roubados também tem que agradecer muito ao Walcyr porque se beneficiou do IBOPE. E basta constatar: tudo que vem antes de Amor à Vida é um fiasco e tudo vem vem depois dá boa audiência. Será uma coincidência? Não, nada tem de coincidente.

Walcyr está de parabéns por ter escrito essa novela e por ter aguentado calado tantos meses as pedradas que levada de críticos, principalmente dois pseudoprofissionais do Portal UOL.

A novela Amor à Vida quebrou paradigmas, emplacou personagens populares, fez sucesso com o grande público e ainda poderá ter o beijo gay para chutar a cara de todos que criticam essa novela. O autor ainda sofreu por causa do esticamento da novela e teve que criar tramas que nem estavam previstas e tudo para não deixar a história ficar chata de monótona.E a própria Globo demonstra gratidão pelo Walcyr tanto que agora há três novelas deles no ar e duas com uma ótima audiência. Não duvido que Caras e Bocas repita esse feito. Desculpe me alonga mas precisava expor meu pensamento e aqui vi o melhor lugar para tal. Boa tarde!

Melina disse...

Esse comentário do anônimo sobre Amor À Vida está muito bem colocado! Concordo com ele!

Sérgio Santos disse...

Luma, sei sim! Mas no caso de Salve Jorge, isso só ocorreu no início da novela. Primeiros dias pra ser mais exato. Depois foi acabado. E o título nada tinha a ver. No caso de Amor à Vida, é só uma situação, mas que não faz jus ao contexto geral. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, respeito sua opinião, mas vc forçou na explicação. Ainda assim, nada da trama tinha razão para ter aquele título. Se for assim ,toda novela do Maneco tinha que se chamar "Leblon". A vingança, o Divino, até o Cadinho, enfim, nada tinha referência ao título. E aquele bairro nem existia. Abçs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, muito obrigado por ter escolhido o meu blog. E eu concordo com o seu comentário. Aliás, algumas críticas e algumas polêmicas levantadas estão tão ridículas que já está ficando feio.

É óbvio que a novela terminará sendo um alívio pra Globo e tanto que foi esticada por isso. Acabou até prejudicando Em Família que estreará perto do Carnaval. Walcyr contornou problemas de uma forma sólida, vide os capítulos com quase 30 minutos a mais que o normal, além do esticamento da trama em duas semanas. Ele emplacou vários personagens, consagrou vários atores que têm dominado e vão dominar as premiações, despertou uma imensa repercussão e ainda foi reconhecido pela emissora que colocou 3 novelas dele no ar. A crítica (com exceções) nunca gostou do Walcyr e sempre criticou seus folhetins. Mas no caso de AAV há um excesso que causa até constrangimento. Enfim... Da próxima vez diga seu nome. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Eu tb concordo, Melina. bj

Clau disse...

Oi Sérgio,td bem?!
Estou lendo alguns posts aqui e me deparei com este, achei muito interessante sua abordagem.
Pensei que só eu não entendesse o nome das novelas...
E a próxima das 21h que se chamará: 'Em Família',
será que título e história vão combinar?!
Bjs!

Athyne Tedesco disse...

Realmente os autores estão pouco se importando com os títulos das novelas, no caso de Amor á Vida o nome "Em Nome do Pai" seria o mais adequado pena que já estava registrado. E o pior é que tem muitos outros casos como esse de títulos que não condizem com a história da novela, mas isso acaba passando em branco na maioria dos telespectadores.
Ah e parece que em Portugal Sangue Bom vai se chamar "Labirintos do Amor" acho que é o titulo perfeito para a novela.

Alexandra Amaral disse...

Oi Sérgio!!

Amor à Vida não tem nada a ver com a dramática novela. Pouquíssima gente ali tem amor à vida, a não ser os médicos do San Magno. Acho que é por isso que o título é assim. Mas, os médicos pouco importam na trama principal da novela. Então, achei equivocado.
Mas não suporto aquelas pessoas que criticam o título de Amor A Vida e vangloriam o título de Avenida Brasil. O que tinha haver o título com a trama da vingança da Nina. Coerência mandou lembranças.

Mas, separo aqui, alguns títulos que combinaram perfeitamente com a s tramas:

- HISTÓRIA DE AMOR
- O CRAVO E A ROSA
- UM ANJO CAIU DO CÉU
- POR AMOR
- PECADO CAPITAL
- ANJO MAU
- LAÇOS DE FAMÍLIA
- SENHORA DO DESTINO
- BARRIGA DE ALUGUEL
- FORÇA DE UM DESEJO
- A SUCESSORA
- A CASA DAS SETE MULHERES
- O BEIJO DO VAMPIRO


E alguns, estranhos (em relação à trama)

- ÁGUA VIVA
- CARAS E BOCAS
- MORDE E ASSOPRA

Anônimo disse...

Discordo quanto “Avenida Brasil” e “Amor à Vida”. ‘Avenida’ teve esse título porque era na própria avenida que dá nome à novela que Tufão atropelava Genésio, e, a partir da confusão que Tufão fez quando Genésio tentava explicar para ele denunciar Carminha, toda a trama se desenrolava.
Quanto à “Amor à Vida”, o próprio texto do teaser da novela já dava a entender o porquê do título. “Hoje em dia, o amor se manifesta de muitas formas. Existe o amor na sua forma mais pura, mas, também, existe o amor ao dinheiro, o amor ao sucesso, o amor ao corpo, o amor ao belo, o amor ao sexo, o amor ao nada, o amor ao tudo... mas, no fundo, o que todos DEVERIAM TER era amor à vida”.

Sérgio Santos disse...

Clau, nesse caso creio que sim. Até porque esse título Em Família combina com qualquer novela. Bjs

Sérgio Santos disse...

Athyne, não sabia desse título de Sangue Bom. Realmente tem tudo a ver com a trama. Lá fora estão fazendo isso melhor do que nós. bjs

Sérgio Santos disse...

Alexandra, é verdade, os que criticam o título de Amor à Vida mas fazem questão de ignorar o de Avenida Brasil forçam a barra.

Bons exemplos de título que combinam com as tramas. Sobre os que não combinam, Morde e Assopra foi por causa da relação do casal protagonistas Julia/Abner, que era quase igual a do Petruchio e Catarina. Já Caras e Bocas, é por causa das poses e pinturas, tema central da novela. Água Vivam, eu realmente não sei o que tem a ver. bjssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, vc fez uma boa lembrança do teaser de Amor à Vida. Realmente ali havia uma explicação bacana e interessante. Mas de Av. Br. eu mesmo citei que era só por causa de uma rápida situação. Abçsss

Carlos Fred Schrage disse...

F Silva do dia 11 de janeiro de 2014:
A novela "A Gata Comeu" é uma regravação da novela "Barba Azul" da extinta Rede Tupi e "Os Trapalhões" já vieram com este nome para a Globo. Realmente o Boni é um ótimo profissional, mas ele não o seria se apenas se detivesse nos títulos.