terça-feira, 22 de outubro de 2013

Enquanto Nathalia Timberg e Ary Fontoura esbanjam talento, Bernarda e Lutero encantam em "Amor à Vida"

Infelizmente não são todos os escritores que valorizam os atores veteranos. Muitas vezes esses profissionais, que tanto engrandeceram a história da teledramaturgia no país, acabam ganhando personagens sem importância e servindo de escada para os mais jovens. No entanto, há dois autores que sempre fazem questão de destacá-los: Silvio de Abreu e Walcyr Carrasco. E o segundo novamente está fazendo isso em "Amor à Vida", através de Bernarda (Nathalia Timberg) e Lutero (Ary Fontoura).


Os personagens sempre tiveram uma grande importância na história. A mãe da Pilar (Susana Vieira) entrou para movimentar o núcleo do César (Antônio Fagundes) e é uma das poucas pessoas sensatas da família Khoury. Já o experiente médico enfrentou um duro golpe no início da trama, quando foi investigado pelo conselho por causa da descoberta a respeito do tremor de suas mãos durante as cirurgias. Ele também sempre enfrentou Félix (Mateus Solano) e Aline (Vanessa Giácomo) e ainda ajudou Bruno (Malvino Salvador) a resgatar Paloma (Paolla Oliveira) da clínica onde ficou internada contra sua vontade.

Ou seja, dois papéis que engrandecem o enredo da novela das nove. E quando Walcyr resolveu juntá-los, conseguiu criar uma linda história de amor e ainda criou uma vida própria para duas pessoas que estavam
acostumadas a viver para os outros. Bernarda e Lutero formaram um encantador casal e vêm protagonizando cenas que transbordam delicadeza e doçura.

Eles parecem adolescentes em início de namoro, o que dá um ar de inocência na relação. Isso reflete muito bem o que o autor está querendo passar para o público, que é justamente a redescoberta de um sentimento que estava adormecido há anos. Afinal, os dois se conhecem há muito tempo e só agora começaram a se relacionar. E Walcyr Carrasco ainda aproveitou a relação para abordar outro tema pouco explorado na teledramaturgia: o sexo na 'terceira' (ou melhor) idade.

Fazendo jus a um folhetim que está levantando vários assuntos e causando inúmeras polêmicas, "Amor à Vida" agora explora o preconceito que algumas pessoas têm em relação ao relacionamento entre 'idosos'. Afinal, por incrível que pareça, há gente que acha que idoso não tem mais idade para namorar, além de nem cogitar a possibilidade de que tenham relação sexual. E, obviamente, a família acaba sendo a primeira a se 'surpreender'. No caso, Pilar, que não gosta do excesso de intimidade de sua mãe com o médico.

Nathalia Timberg e Ary Fontoura são atores extraordinários e já fizeram história na teledramaturgia. Ambos têm inúmeras novelas, minisséries, peças teatrais e filmes no currículo. É até injusto citar apenas alguns trabalhos, levando em consideração o tempo em que eles estão presenteando o telespectador com atuações magníficas. São profissionais que merecem o prestígio que têm e o destaque que estão ganhando em "Amor à Vida" é mais do que justo.

É bom destacar, também, que não é a primeira vez que Walcyr cria casais de mais idade. Virou até uma marca do autor. Em "Alma Gêmea" (2005), Walderez de Barros (Adelaide) e Umberto Magnani (Elias) fizeram um lindo casal e seus personagens tinham uma bonita história de vida. Já em "Sete Pecados" (2007), o público se apaixonou por um par que até hoje é lembrado: Juju (Nicette Bruno) e Romeu (Ary Fontoura). E em "Caras & Bocas" (2009), Ary Fontoura novamente foi protagonista de uma história de amor maduro: Jaques, seu rico e bem-sucedido personagem, se apaixonou por Piedade (Bete Mendes), uma senhora simples e humilde. Finalmente, em "Morde & Assopra", o autor abordou o amor da terceira idade com o tocante casal Hortência (Walderez de Barros) e Plínio (Paulo José).

Bernarda e Lutero, agora, entraram para o time dos casais maduros e encantadores de Walcyr Carrasco. Nathalia Timberg e Ary Fontoura estão protagonizando lindas cenas e a química da dupla é nítida ----- ainda foram muito felizes na escolha da música-tema deles: 'I have the love', do Simply Red. Os personagens mais sensatos e sábios da novela combinaram desde que se aproximaram e não demorou muito para emocionarem o público, afinal, o telespectador noveleiro gosta de um par romântico, ainda mais formado por atores talentosos. Ou seja, "Amor à Vida" ganhou mais um ótimo casal, destacou dois profissionais que sabem o que é atuar e ainda levantou mais um tema oportuno, deixando bem claro que as pessoas mais maduras também têm o direito de amar.

60 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Um tema muito interessante e que enriquece as telenovelas e os tele-espectadores.
Existem veteranos nestas artes que continuam a ser óptimos profissionais sendo exemplos para os mais novos.

✿ chica disse...

Eles estão maravilhosos, como sempre que os vejo. Sabem bem a que vieram nesse mundo! Estou adorando os dois e torcendo pra que fiquem juntos! abração,chica

Patricia Galis disse...

Dois grandes atores e porque não mostrar o amor na terceira idade? Muito bom esse casal.

A Viajante disse...

Muito legal a sua postagem... adoro as cenas com os dois... todo o amargor dela vai pro espaço quando está ao lado dele e do cachorro... risos... uma delícia imaginar a velhice com um companheiro do bem ao lado... só de imaginar, na tv, já fico feliz na vida real... risos... beijão!

Bell disse...

Gosto do trabalho deles, e é bom para todo mundo relembrar que o amor não tem idade =)

Bell disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fábio Coutinho disse...

Oi Sérgio, concordo com tudo que você disse, realmente o Ary Fontoura e a Nathália Timberg estão atuando muito bem, e os personagens dele são encantadores.Mas vejo muitas pessoas reclamando de Amor a Vida, dizendo que é muito ruim e que até Salve Jorge é melhor, o que eu não concordo, eu gosto muito de Amor a Vida e odiava Salve Jorge.Queria saber sua opinião sobre isso, se você poder me responder claro.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Você disse uma grande verdade, pois a maioria dos autores de novelas não valorizam os veteranos, não obstante o grande talento e experiência dos mesmos, colocando-os em papéis de pouco destaque. Preferem caras bonitas e corpos sarados como atrativos para suas novelas.
Sempre admirei o talento de Nathalia Timberg e Ary Fontoura e estou gostando muito de ver que a seus personagens foi emprestado um papel significativo na trama. Gosto do casal Bernarda e Lutero, que encantam com seu relacionamento, regado a doçura. O amor é para todos e pode chegar em qualquer idade.

Parabéns pelas ótimas considerações.

Dia feliz.

Abraço.

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Muito legal vc ter preparado um post sobre esse casal tão simpático e encantador.
Achei bonito vc ter escrito que o autor 'conseguiu criar uma linda história de amor e ainda criou uma vida própria para duas pessoas que estavam acostumadas a viver para os outros'...
Ver o amor maduro que Bernarda e Lutero vivenciam,realmente encanta.
Bjs e tenha uma ótima 3ªf.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia
Sérgio
Sempre admirei Nathalia Timberg e Ary Fontoura.
As categorias etárias não são suficientes para aprisionar o amor e o talento.Ainda bem que os autores perceberam isso.
Não é porque a pessoa alcançou determinada idade que ela não poderá se apaixonar novamente e vivenciar um grande amor ...e nem que deixem de ser talentosos. Não necessariamente precisa os deixar de lado em função de uma convenção social, estereótipos dos atores jovens e bonitos...além do mais o amor e a sexualidade fazem parte de toda uma vida.
Bela análse!
Agradeço pela visita
Bela semana
Abraçs

Lulu on the Sky disse...

Foi uma ousadia do autor abordar um tema como amor na terceira idade. Muita gente tem preconceito com isso achando que só porque é idoso não tem vontade de amar, não tem tesão. Fala sério.

Ótimo dia pra vc!
Big Beijos
Lulu
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio concordo que Walcyr Carrasco foi muito feliz ao criar a trama do amor na terceira idade entre Bernarda e Lutero. Ainda mais embalada pela linda e sensível "I have a love", do Simply Red. Nathalia Timberg e Ary Fontoura dispensam elogios.

Thallys Bruno Almeida disse...

Abordagem do amor na melhor idade é sempre um acerto do Walcyr e agora não é diferente. A química entre Ary Fontoura e Nathalia Timberg é maravilhosa pra mostrar que não existe idade pra namorar e/ou transar. E a história ainda ganha um contorno ótimo porque eu prevejo que só a Paloma vai apoiar o romance dos dois (Pilar será contra, fatalmente Félix e César idem). Walcyr - e tbm o Sílvio de Abreu - são alguns dos poucos autores a fazer isso em tempos onde a juventude saradona prevalece. A nova fase fez bem à trama e aos poucos os erros da primeira vêm sendo corrigidos. Abç!

Thallys Bruno Almeida disse...

PS1: Vi no Flávio Ricco a história da atriz figurante que discutiu com Walcyr via Face por causa da polêmica do Jayminho e, sinceramente, aquilo vai dar mais pano pra manga de quem considera o Walcyr vingativo.

PS2 (esse é fora do tema): vi O Tempo e O Vento ontem e, na boa, filme belíssimo. Poético do início ao fim, imagens lindas e uma Fernanda Montenegro encantadora. Marjorie maravilhosa, Cleo Pires ótima, elenco coadjuvante perfeito. Jayme corrigiu os erros de Olga (que era meio novelístico demais para o cinema) e acertou de vez agora. E curiosamente, a caracterização da Cleo em algumas cenas a deixou parecida demais com a Glória Pires. Em alguns momentos ficava muito igual.

Anônimo disse...

Os dois atores veteranos são excelentes mesmo mas essa novela é terrível.

Flávia disse...

Maravilhosos! Amo os dois, amo o casal e tô amando a novela, Sérgio. Não entendo quem critica, mas o sucesso da novela deve tá incomodando os amargos. kkk bj

MARILENE disse...

Sergio, é encantadora a relação dos dois. Costuma-se olhar as pessoas mais velhas com estranheza, quando demonstram amor. Existe um certo "preconceito", um modo estanho de pensar, voltado para sua incapacidade de viver um sentimento que abrange, também, o lado sexual. E ele aparece primeiro na família, que tem os mais velhos como já afastados do amor.
Dois atores brilhantes e uma bordagem mágica. Bjs.

jannaina teixeira disse...

Boa tarde Sergio, amei sua visita ao meu blog, obrigada. Quando assisto as cenas de Lutero e Bernarda sinto que as pessoas mais jovens nutrem um infeliz preconceito contra o amor da terceira idade. Porém isso tá guardado dentro do nosso subconsciente, e mesmo que muitos neguem está lá. Eu tenho a felicidade de conviver com uma mulher fantástica que vive um relacionamento desses, e a partir da convivência com ela e do conhecimento desse amor é que abri minha mente. Sempre que assisto a novela penso neles e me repreendo por um dia ter acreditado que a idade tirava do homem o direito à um novo amor. Espero que se tiver a oportunidade de chegar lá (já estou no meio do caminho) possa ter ao meu lado alguém que me complete, me deseje e me ame. Parabéns ao Walcyr pela janela que abriu para a aceitação deste lindo momento.

Rita disse...

Serginho querido acho uma graça esses dois atores , além de ser ótimos sou fanzoca deles, mostram sim um amor que quase nem vemos mais por ai...existe sim mas muitos tem vergonha de mostrar...mas aqui na novela é divino ver a carinho dos dois se amando..parabenizo o Walcyr pela bela imagem e realidade que mostra pra gente
Viva a bernarda e Lutero viva o amor

Abraços com carinho de sempre

└──●► *Rita!!

Paty Michele disse...

Eu confesso que fico meio tímida qdo eles se beijam... rsrsrs
Mas é um tema importante (e raro) de ser abordado, afinal tds nós chegaremos à melhor idade, e com sorte, amando!

Bjo, Sérgio.

Maria Lúcia Gromann disse...

Embora eu ache a novela uma bela de uma porcaria, eu acho que o Walcyr acertou nessa trama, que é a única que presta junto com a a da autista. Acho muito linda e bem escrita essa trama, e as atuações magníficas e indescrítiveis de Ary Fontoura e a bombástica Nathalia Timberg. Realmente o Walcyr além de criar casais da terceira idade, valoriza muito essa faixa etária. Atores como o saudoso e o magnífico Claudio Correia e Castro, Ary, Fulvio Stefanini,Laura Cardoso, estiveram em algumas tramas do autor e foram muito bem valorizados. Muitos autores mal entrelaçam uma trama para os idosos, e fazem com que o talento deles seja dissipado. Mas Walcyr e Silvio não fazem assim. Eles sempre tem alguma boa trama ou situações impactantes para a faixa. Abraços Sérgio!

Maria Lúcia Gromann disse...

em vez de dissipado, quis dizer disperdiçado rsrs

Celina Alves disse...

Show de talento esses dois, o capítulo de hoje em que fizeram amor foi lindo, estou amando esse casal, quero ser assim quando estiver bem velhinha rsrs
BjoBjo querido;)
Celina Alves
Luxos e Luxos

eder ribeiro disse...

Já comentei aqui sobre a veracidade que as duas personagens passam e sobre o talentos dos dois atores. Tenho uma admiração gde pelo envolvimento dos dois. É para se aplaudir de pé. Mais uma vez o Walcir demonstra a sua qualidade como escritor. Abla, Sergio.

Barbie Californiana disse...

Esse tema é bem interessante, Sérgio, acho que nunca havia sido tratado em uma trama antes. beijinhos

Letícia disse...

Boa Tarde Sérgio,

É muito ver o casal Lutero e Bernarda, são tão fofos juntos. Mas é interessante ver o Walcyr falar de uma tema do sexo na terceira idade, melhor ainda, a possibilidade de encontrar um amor nesta faixa etária da vida. Normalmente, quando se perde um companheiro depois de muitos anos de casamento, para muitos, é como se a vida, em parte, terminasse ali, mas o autor, mostra que não, pode sim, encontrar alguém e quem sabe até viver um novo amor.

Sérgio, vivemos em uma sociedade que valoriza a juventude, não há nada de mal nisso, mas em parte. Esquecemos que um dia, se tivermos sorte, vamos envelhecer também, é o processo natural da vida, mas ainda insistimos em acreditar que todas as respostas então com a juventude, mas não é assim. Quando somos jovens temos mais saúde, mas vigor físico, mas não temos experiência, sabedoria, vivência. Alguém me disse uma vez que era a "Lei da Compensação", e como boa curiosa que sou perguntei "Como assim?", e a pessoa me disse, quando somos jovem, o corpo está em sua plenitude, mas não temos maturidade emocional, mas quando envelhecemos, já não temos o vigor físico, mas já temos a maturidade, já sabemos como a vida é. E vocês jovens, ainda tem tanto que aprender.

Mas voltando a novela e o casal mais fofo da drama, ontem assisti o capítulo que Bernarda comunica a filha que passará a noite fora, eu adorei a cara que a Pilar (Susana Vieira) fez, o capítulo ontem foi do casal. Foi muito bonitinho ver os dois acordando juntos, foi hilário ver a Bernarda chegando em casa e Pilar e Félix na mesa do café da manhã, as caras que fizeram foi o momento alto da cena, estavam estarrecidos.

O Walcyr, mas uma vez, fez bem em mostrar um tema que quase não se vê na telinha, que um casal pode ter uma vida feliz e plena, sendo, no caso do casalzinho, octogenários.

Os atores, nem precisar falar, são extraordinários, Nathália e Ary, assim como um bom vinho, estão cada vez melhores, e seus personagens estão ótimos em cena.

Um abraço..

Melina disse...

Isso é verdade, o Silvio de Abreu e o Walcyr são os únicos que sempre valorizam os atores mais velhos. E o casal tá lindo. A cena de ontem da primeira transa deles foi emocionante. Beijo.

Filha do Rei disse...

Sérgio,eles são um encanto e contracenam com naturalidade.Passam vida e renovo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Luís. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Com certeza ficarão, Chica. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Patrícia. Bjs

Sérgio Santos disse...

Ainda tem o cachorrinho também, Ju. Bem lembrado. E o casal é encantador. bjs

Sérgio Santos disse...

Isso aí, Bell. bj

Sérgio Santos disse...

Oi Fabio. Acho essa comparação ridícula e sem o menor sentido. Amor á Vida é uma ótima novela, grande elenco, quase todos valorizados, atraente trama, boas viradas, enfim. Salve Jorge foi um completo equívoco, tirando um ou dois acertos. Abçs!

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Vera. E infelizmente são poucos os autores que valorizam os veteranos mesmo. Mas Walcyr acertou em cheio na abordagem do amor na terceira idade. E Nathalia e Ary estão incríveis. Bjão.

Sérgio Santos disse...

Agradeço o carinho, Clau. ;) bjssss

Sérgio Santos disse...

Exato, Felis, e é uma lástima que esse preconceito exista mesmo na vida real. Não é coisa de novela. A abordagem está sendo muito corajosa, o que já virou marca em Amor à Vida. Abçs

Sérgio Santos disse...

Concordo com vc, Lulu. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elvira. E realmente a linda música do Simply Red só deixa tudo ainda mais delicado. Bjssss

Sérgio Santos disse...

O Walcyr sempre forma ótimos casais veteranos em suas novelas, Thallys. Agora não é diferente. A abordagem está ousada e os atores estão maravilhosos.

Eu vi esse caso e não é atriz figurante porque eu nunca vi a cara da infeliz na novela. E essa mulher é deprimente, ainda divulgou uma conversa privada demonstrando o quanto que é desprezível. E esse papo de racismo me cansa.

O filme é lindo mesmo. Mas achei parecido com uma minissérie. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Com certeza está, Flávia. Pelo menos não podem usar o ibope pra criticar a novela. bjs

Sérgio Santos disse...

É encantadora mesmo, Marilene. Está tudo muito bonito de se ver. Bjssss

Sérgio Santos disse...

De nada, Jannaina, convidou eu fui. O Walcyr está sendo muito feliz nessa abordagem e os atores estão fazendo jus ao talento que têm. Sim, é uma pena mas há preconceito em relação aos mais velhos. Triste. Bjs

Sérgio Santos disse...

Claro que existe, Rita. E que bom que existe. O casal é muito bonito. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Jura, Paty? rs Mas é um tema raro mesmo, aliás, sejamos justos, o que mais tem nessa novela é tema pouco abordado. Não podem jamais falar que a trama é uma mesmice. Bjssss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Maria. Os veteranos são sempre bem valorizados pelo Walcyr e vc fez boas lembranças. Quem dera se todos fizessem o mesmo. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Também quero, Celina. =) A cena da transa deles foi muito bonitas mesmo e ainda divertiu pela inocência. Bjs

Sérgio Santos disse...

Temos que aplaudir de pé mesmo, Eder. Concordo. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Nas tramas do Walcyr ele sempre aborda, Barbie. Mas é raro mesmo. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Letícia. É verdade, está sendo muito bacana ver esse casal que encantam pela doçura. E essa Lei d Compensação é bem pertinente, hein? Gostei.

Mas é verdade mesmo, a juventude é muito valorizada e algumas pessoas acham que idoso não tem mais o que viver e nem razão pra recomeçar a vida. Por que não?

O Walcyr sempre aborda esse tema com sensibilidade e agora não tem sido diferente. E foi muito engraçado mesmo ver a Bernarda chegando em casa e falando que transou e que funcionou sim. rsrs Muito bom. Beijão!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo reforço, Melina. Bjs

Sérgio Santos disse...

Isso mesmo, Cléu. Bjsssss

Karina disse...

Essa casal é muito fofinho. Tô amando vê-los juntos e a forma como o Walcyr da abordando. E o seu texto também está muito do bom! Bjinho!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

To adorando o autor abordar esse tema, estava na hora de uma novela abordar mais afundo o romance entre pessoas de idade, e os dois estão dando um show! Abraçossss

Sérgio Santos disse...

Concordo, Karina. Bjs

Sérgio Santos disse...

É verdade, Kellen. O Walcyr sempre abordou isso mas como está pela primeira vez no horário nobre houve uma maior dimensão. Bjs!

Augusto disse...

Um casal maravilhoso interpretado por atores maravilhosos.

E Sérgio, gostei de ver vc criticando a atitude do Benedito Ruy Barbosa no Twitter. Abraço!

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

O casal é mt bonito mesmo, Augusto.

Sim, não consegui ficar quieto. Uma hora cansa. Abçs.