quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Juliano Cazarré faz de Adauto um dos personagens mais queridos de Avenida Brasil

Ele é o retrato da burrice em "Avenida Brasil". Um verdadeiro idiota em todos os sentidos e responsável pelas melhores pérolas da novela. Este é Adauto, que surgiu na segunda fase da trama, veio tendo cada vez mais cenas, e há muito tempo tem divertido o público, se transformando em um dos personagens mais queridos do atual sucesso das 21h.


Juliano Cazarré descreve seu personagem como sendo um bobo da corte, o único cara que pode falar a verdade ao rei. Apesar de reconhecer que está vivendo um bobalhão, o ator garante que Adauto não é tão burro quanto parece. Não há como negar que o namorado de Muricy (Eliane Giardini) já mostrou que não vai muito com a cara do Max (Marcello Novaes) e desconfia que Carminha (Adriana Esteves) não tenha nada de louca.

Adauto é um tipo que poderia cair facilmente na caricatura ou acabar descambando para uma sucessão de exageros e trejeitos que acabariam destruindo o personagem. Mas Juliano conseguiu imprimir uma ingenuidade cativante, ao mesmo tempo que o deixou com uma cara de burro engraçadíssima. Muitas vezes ele nem precisa abrir a boca para que o telespectador ria. Em uma obra tão pesada, este toque de leveza é mais do que necessário e está sendo muito bem representado por este bobalhão. O próprio autor, João Emanuel Carneiro, percebeu o talento do ator e foi dando cada vez mais cenas e falas ao personagem. A integração e sintonia com a histérica família do Tufão foi tão grande que não dá mais para imaginá-lo longe daquela mansão.

Algumas pérolas de Adauto que merecem ser lembradas: "Aquele papel higiênico é horrível. Cada passada lá é um grito.", "Naquele salão todo mundo tem nome estranho: Olenka, Beverly, Impáfia, Monalisa...", "Ele trancou ela no lavábulo", "Eu também nem tomei café, só pensando no bufête...". Difícil segurar o riso ouvindo este texto do autor e vendo a interpretação hilária do ator.

Apesar de ser apenas a segunda novela de Juliano Cazarré, não é a primeira vez que ele se destaca com um papel de pequena importância. Em "Insensato Coração", vivendo Ismael, o bandido que virou capanga de Norma (Glória Pires), o ator já sentiu o cheiro do sucesso com a boa repercussão que teve com sua participação. Tendo poucas novelas em seu currículo, Juliano fez aparições em algumas séries da Globo ("Força-Tarefa", "Som & Fúria" e "As Cariocas" são algumas delas) e tem sua carreira mais solidificada na tela grande: fez mais de 15 filmes e está em cartaz atualmente com o longa-metragem "360", de Fernando Meirelles. 

Juliano Cazarré tem se mostrado um ótimo profissional --- a ponto de não se imaginar outro ator vivendo este divertido personagem --- e com certeza será alvo de vários outros autores, que vão querer escalá-lo para suas próximas produções. O sucesso de Adauto em "Avenida Brasil" é apenas uma questão de justiça.

55 comentários:

Rita disse...

kkkEu adoro o Adauto mesmo com a
burrice como falam ele da um verdadeiro Shwouuuuu, tem umas coisas que ele fala que é mesmo sem noção
vai deixar saudades que pena que já vai acabar, novela de peso
Abraços d eum bom dia
Rita!!!!

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Ele é ótimo interpretando ! Rio bastante com o papel dele.

Clau disse...

Olá Sérgio,bom dia!
Na verdade,ninguém é tão burro quanto parece...
Ele é prova disso.
Além de sensacional,é muito querido.
Adoro ver Muricy e Adauto juntos.
Bjs!

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Tudo bem por aqui?
Sergio! Quando eu vi esse sobrenome Cazarre pensei que tinha parentesco com um outro humorista Olney Cazarre,falecido, que trabalhou com Chico Anysio...
É verdade, algumas pérolas do Adauto,são bem engraçadas! E é difícil alguém fazer rir só com a interpretação e trejeito, e ele está conseguindo!
Valeu pelo texto!
boa quarta feira1
Abraços

Carlos disse...

Ta aí um dos poucos personagens que ainda se salvam nessa novela. Ele é o único que se salva tbm nessa histérica família, e pode reparar, ele segue um padrão desde o INÍCIO. O Adauto é o "burro, mas nem tanto", assim ele fica oscilando dentro dessa personalidade. Os demais personagens desse núcleo fogem da lógica, não tem uma personalidade própria, o Leleco por exemplo, é um imbecil que de vez em quando (pq convém ao autor)ele "saca" as coisas.

Aliás, é incrível como nessa novela ninguém percebe nada, as paredes tem quantas camadas a prova de som? Essa gritaria em todo o tempo é um saco... Quero ver tbm quando é que o autor vai parar de enrolar vcs...

Mas voltando ao tópico, o ator merece o personagem que tem. Não lembro dessas frases que vc falou (até pq não acompanho mais), mas lembro da cena em que ele ia jogar a comida pela janela, mas era de vidro e estava fechada kkkkkkkkk

Parabéns ao Juliano.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gostei da crítica, Sérgio. Juliano Cazarré merece o crescimento de importância do personagem Adauto, que lembra Forrest Gump, do filme de mesmo nome, com seu misto de ignorância e lucidez. Tem ótimas cenas com Eliane Giardini, Murilo Benício, Marcello Novaes, Cacau Protásioo, Claudia Missura.
Antes, convenceu num papel oposto, o do Ismael, em "Insensato Coração".
Ele deu entrevistas em que mostra não estar deslumbrado com a fama, pelo contrário, estranha o assédio dos fãs. Espero que seja escalado para outros papeis.

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótima crítica, Sérgio. "Século XAC", "perversão do tempo", "empáfia", "lavábulo", "magnésia" (sobre o Jorginho), enfim, Adauto manda pérola atrás de pérola, não sobra uma. Mas uma das coisas legais foi justamente mostrar que ele não é tão idiota, por causa das desconfianças do Max e da Carminha.

Juliano Cazarré é uma daquelas gratas surpresas que a TV nos proporciona de vez em quando, assim como a Titina Medeiros (Socorro de Cheias de Charme). Depois do papel em Insensato Coração, agora ele traz um lado cômico impressionante que garante cenas impagáveis.

Kellen Bittencourt disse...

Oii Bruno, eu estou adorando o personagem e me divertindo, e ele só veio crescendo, é um ótimo ator e com certeza terá mais oportunidades na tv agora além do cinema, valeu o post sobre ele, merecido! Abraçoooosss

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Eu não conhecia o autor por não ter assistido nada de Insensato Coração, mas definir o personagem como bobo da corte me parece bem apropriado. É impossível não rir com sua sinceridade nua e crua, porém ingênua. É isso o que o torna interessante, ele não fala por maldade, mas por ingenuidade. Ótima interpretação, um abraço!

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Eu não conhecia o autor por não ter assistido nada de Insensato Coração, mas definir o personagem como bobo da corte me parece bem apropriado. É impossível não rir com sua sinceridade nua e crua, porém ingênua. É isso o que o torna interessante, ele não fala por maldade, mas por ingenuidade. Ótima interpretação, um abraço!

Cecilia sfalsin disse...

Ei Sérgio,

Sinceramente no início não estava me adptando com o Adalto, achava uma chatice ,mas como bem disse ele ultrapassou barreiras e se destacou como uma pessoa que embora considerada burra tem uma visão incomparável no meio dos que se julgam espertos , rsrs, fala o que ninguém tem coragem, e esta sim brilhando ...Juliano deu um salto em sua carreira através deste brilhante personagem....

Beijos e linda noite pra ti

Fragmentos meus disse...

Interessante teu blog!
Seguindo-te!
Beijos
Eu! Leilinha

Mery disse...

Ah, adoro o Adauto; é cômico e no meio de tanta tragédia ele faz a festa.
Bjinho

Narinha disse...

O personagem cresceu ao longo da trama justamente porque o ator soube emprestar a ele uma candura irresistível.Não tivesse encontrado este viés, restaria um tipo ignorante caricato, tipo Zorra Total.
Perfeita sua análise. Digo sempre: o núcleo família Tufão merecia uma série! E Adauto entrou pro panteão dos grandes personagens da nossa teledramaturgia. Bjs

Milene Lima disse...

Ai, você sabe que eu e o Adauto vivemos um caso de amor virtual, né? Tão virtual que ele nem sabe da minha paixão platônica.

Juliano Cazarré é fantástico. Já amei o Ismael de Insensato Coração e esse personagem agora, fantástico. Estou muito brava pela Muricy estar sacaneando o bichinho... Rsrs.

Beijo, Sérgio.

Cla disse...

Sérgio boa noite,

Ele é hilário, ele uivando imitando lobinho é uma das melhores cenas que já vi, aquela cara de besta dele, encanta a todos com tamanha inocência.
Por mais que ele parece bobo, é bem desconfiado e fica bem de olho no mundo ao seu redor.

Excelente post Sérgio, nada mais que merecedor o papel de Juliano Cazarré.

Um abraço, tenha uma ótima quinta feira.

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, tem como não rir com o Adauto? Difícil. Nem me fale que a novela tá acabando que eu fico triste. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Luciana, ele é ótimo mesmo e o personagem muito engraçado e carismático. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, ele é muito querido e eu torço para que Adauto fique com a Ivana e Muricy com Leleco. Vamos ver como será. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, lembro do Olney interpretando um corintiano fanático na Escolinha. Às vezes há coincidências mesmo. Adauto é um ótimo personagem e Juliano está sabendo conduzir o papel muito bem. Abração e obrigado pelo elogio.

Sérgio Santos disse...

Carlos, realmente Adauto tem uma singularidade, desde o início se mantém do mesmo jeito e também não é tão burro quanto parece. Juliano está sensacional no papel. A cena do restaurante foi épica! Ri muito!

Se todo mundo da família descobrisse logo sobre Carminha e Max nem teríamos novela, mas entendo essa indignação. Há uma licença poética nisso, mas que acaba forçando. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, é verdade, Juliano está tão bem quanto os demais atores que você citou. Adauto mistura burrice com inocência e transborda carisma. Tenho certeza que o ator será escalado para as próximas novelas. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, ainda tinha muito mais pérolas, né? Todas ótimas e impagáveis.

Tem razão, ás vezes vemos revelações como Juliano e Titina. Bons atores e que merecem mais espaço daqui pra frente. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, obrigado pelo comentário. No cinema ele já é veterano e também se sai muito bem. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Bia, o personagem não tem um pingo de malícia. Engraçado que foi o único homem do Divino que não ficou com a Suellen. O ator é um talento e você não perdeu muita coisa de Insensato Coração, não. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Cecília, eu sempre gostei do Adauto e achei uma sacada genial inseri-lo na família do Tufão. Isso só fez crescer mais ainda o personagem. Também acho que Juliano deu um salto na carreira. Beijos e linda noite (agora madrugada) pra você também!

Sérgio Santos disse...

Oi Leilinha, seja bem-vinda. Que bom que gostou. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Mery, é verdade, até quando a família está no meio de uma crise (quase sempre, aliás) ele não percebe o tamanho do problema. Acaba vivendo numa espécie de mundo imaginário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Narinha, obrigado pelo elogio. O próprio JEC disse que foi se encantando com a interpretação do ator e fez crescer o papel. Realmente corria o risco de virar uma espécie de "Zorra Total". Uma série para essa turma seria uma boa! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, não sabia, não! rsrsrs Pois é, agora o coitado tá sendo chifrado pela Muricy. Quem sabe você não o consola quando ele descobrir tudo? rs Beijos!!!!

Sérgio Santos disse...

Oi Clarice, essa cena dele uivando foi hilária mesmo. Foi como eu escrevi, ele nem precisa abrir a boca pra fazer rir; a expressão facial já diz tudo. Beijos e tenha uma ótima quinta! =)

Carlos disse...

Mas ou menos Sérgio, licença poética é uma coisa, enrolação é outra. O que ocorre agora é uma barriga. O autor enche um capítulo de besteiras e coloca uma situação tensa só no final. Se todos descobrissem, ele criaria uma outra novela dentro dessa, isso sim seria inédito e diferente. A Carminha se daria mal, como ela conseguiria dar a volta por cima? Mas não, o que ele está fazendo é mais do mesmo, a vilã, mesmo sendo uma burra, se dando bem em cima de uma protagonista que supostamente deveria ser mais inteligente (Nina é chef, bilingue, culta, mas ainda assim é uma burra). Vilá inteligente e mocinha burra ja teve em várias novelas, aliás é o que mais tem.

Abraço.

✿ chica disse...

Ele dá um ar de inocência ao tipo...Não incomoda. Mas detestei na cena, lá no começo, da árvore. Ali era idiotice da booooooooooa,rsss...Lembra? abraços,chica

Patricia Galis disse...

Bem como disse não vejo sempre, mas alguma coisa que sapiei foi hilaria mesmo, teve uma cena um tempo atráz que ela vai com ele num restaurante e vai até o banehiro, ele fica esperando e o garçom chega e diz que eles dão as sobras de comido para os pedintes na parte de tras e ele vai indo lá kkk até que a mulher chega e senta com ele na mesa e claro, não entende nada do cardápio e pede uma rabada acho
eu kkk

Rafael disse...

ahaha.. ele sempre manda umas tiradas engraçadas... garante o lado bem humorado da novela. abçs!

Adriana Helena disse...

Sérgio, bom dia queridão!!
Ah, agora sim, veio falar do meu personagem favorito da novela...rssr Eu adoro o Adalto e suas hilariantes frases tão bem interpretadas por Juliano.

Ele é um excelente ator e há muito merecia um papel de maior destaque. Começou pequenininho na novela e está crescendo a cada dia, pois suas cenas, como muito bem explicou amigo, dão um toque de leveza e diversão em uma novela com momentos tão tensos e pesados não é mesmo?

Excelente artigo, você consegue captar o que há de melhor Sergio, parabéns!!
Abraços e um dia maravilhoso!!!

Barbie Californiana disse...

É isso mesmo, Sérgio, o que encantou o público foi a "ingenuidade" dele. ;) É isso que cativa as pessoas de fato. Gostei de sua percepção. beijos e tudo de bom!

A viajante disse...

Ele está com tudo!!! Está no elenco do filme 360, de Fernando Meirelles. Está em cartaz nos cinemas, e contracena com ninguém menos que Rachel Weisz... é mole? Tomei um susto e fiquei mais admirada dos seu trabalho. Veja o filme, Sérgio! http://www.adorocinema.com/filmes/filme-182993/

Abraço.

Montez Oliveira disse...

Otimo texto, Sérgio!
Adauto é risada garantida. Juliano Cazarré realmente está mostrando toda a sua versatilidade. Como não rir desse personagem genial? Sem dúvidas, assim como o Ismael, vai ser lembrado. E o texto do capitão-gancho só vem a acrescentar.
Abraços!

Jeanne Geyer disse...

este ator está dando um show de bola! nota 10! beijos :)

Sérgio Santos disse...

Carlos, discordo de você. Nina é uma mocinha totalmente atípica e ela não tem nada de burra, muito pelo contrário. Carminha também não é burra, mas ambas têm um defeito em comum: quando estão no comando se deixam levar pela prepotência e empáfia, assim acabam ficando vulnerável em algum ponto. Também não acho que a novela esteja com barriga. PS: o capítulo de desta quinta foi o mais fraco até então, mas ainda assim não vejo enrolação na novela. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica, lembro sim, Adauto tentava se jogar da árvore por amor e ficou plantado lá em cima por dias. rsrs Beijos!!!

Sérgio Santos disse...

Oi Patrícia, obrigado pelo comentário. Essa cena é mais uma que entra para a lista de mais engraçadas do personagem. Nesse mesmo dia ele tacou comida no vidro! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael, é verdade, obrigado pelo comentário. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Adriana, tudo bem? Adauto é uma figura! Realmente se faz necessário um tipo desses numa novela tão pesada quanto Avenida Brasil. Suas pérolas são incríveis! rsrs Obrigado pelo carinho de sempre! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, a ingenuidade junto da burrice formou uma combinação e tanto. Adauto é ótimo. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Oi Ju, obrigado pelo comentário. Esse filme tá sendo bem elogiado, tentarei ver, com certeza. Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Montez, bom te ver por aqui! Como não gostar de Adauto? Impossível. O texto é um ingrediente a mais no personagem. Abração e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Jeanne, obrigado pelo comentário. Bjssss

Carlos disse...

O capítulo desta quinta foi o mais fraco de uma SEMANA fraca. Claro que não se compara a última, mas essa novela já está cheia de mais do mesmo.

Se a Nina não fosse burra, ela já teria sacado que não tem mais pra onde ir com essa vingança. A Carminha ser levada pela prepotência até é aceitável, porque ela é esperta da vida, mas uma ignorante da realidade. Não estou falando que uma pessoa inteligente não pode ser prepotente e acabar dando mole, mas a Nina já deu vários, e isso começou quando por uma incrível "inteligência", a mocinha levou uma boneca de infância pra uma casa que ela sabia quem eram os moradores.

Pra quem já deu mole uma vez (quando a Carminha descobriu sobre ela e quase a enterrou) a Nina está sendo burra em persistir no erro. Tem as provas contra a madrasta? Então prove.

Aí entra o que falo de barriga e enrolação, e isso pq estou falando apenas da trama central. Lembro que a Kogut até escreveu no blog dela, comparando a série americana com a novela, que a primeira usava tecnologia a seu favor e que a última não, e aí estava a graça e bla bla bla... Meses depois, a Nina usou o quê? TECNOLOGIA. Aí fica a pergunta: pq nao usou antes? A coisa mais emocionante que ela fazia era comida pra rival, nem um cuspezinho ela deu (ética e vingança não combinam). Agora ela está a 30 capítulos com uma vingança sem objetivo e ainda corre risco, algumas fontes dizem, de ir parar na cadeia. Sério? kkkkkkkkkk Só rindo mesmo.

Como já disse em outros tópicos dessa novela, fico no aguardo da próxima do JEC, pq na teoria, AB seria ótima, mas na prática...

Sérgio Santos disse...

Carlos, mas aí é que tá: ela sabe que não tem pra onde ir, o problema é que ela quer continuar sentindo o prazer de pisar da mulher que a humilhou na infância e, como está no comando, acha que não poderá ser combatida pela rival. Está crente que o controle permanecerá com ela até quando bem quiser , o que não é o caso.

Se ela usasse a tecnologia desde o início a novela acabaria em dois meses, ou pelo menos a trama central acabaria em menos de dois meses. Não teríamos novela. Muita gente questionou: "Ora, mas que absurdo, era para Carminha ter matado Nina na cova." Claro que era, mas aí acabaria a trama.

Acho essa trama fantástica e uma das novelas mais ágeis já exibidas. Realmente essa semana não foi das melhores, mas ela tem crédito. PS: esse papo sobre a Nina me deu uma ideia de um post! Abração.

Carlos disse...

Se ele enrolou 100 capítulos pra garota tirar uma foto, ele conseguiria enrolar se ela usasse mais tecnologia, pq a Nina estaria apenas reunindo provas, como qualquer pessoa inteligente faria, e como a Nina supostamente era pra ser uma...

E vou ter que discordar de ti, Sérgio, ela NÃO sabe pra onde ela vai. Teve um capítulo que ela disse isso, se eu não me engano para a mãe Lucinda. É como se ela tivesse ficado 12 anos pensando em nada.

Eu acho que a cena da cova seria muito mais emocionante se Carminha tivesse enterrado a Nina e alguns capítulos depois, do nada, a Nina aparecesse, tipo a volta dos mortos vivos (kkkk) e depois, em flashback, o autor explicasse como ela conseguiu escapar, seria mais crível por conta da personalidade de cada uma delas, sem contar que seria bem mais emocionante e menos bobo, pq sinceramente: "pede desculpas" foi no mínimo vergonhoso.

Como já disse, achei a novela interessante lá no início, perder um capítulo era impossível por conta de sua narrativa acelerada, mas esse tbm foi o pecado do autor. Nina chegou mto rápido na mansão, e a vingança deu espaço para uma trama onde só a mocinha se dava mal, e a vilã se dando bem. Carminha só se dá bem, mesmo quando a Nina estava no controle. Ela peitar uma pessoa que tem provas reais contra ela, é/foi ridículo, mas fazer o que se ela é a vilã?

Já imagino o seu post e os coments a favor, mas vou ler mesmo assim kkkkkk

Abraço

Sérgio Santos disse...

Mas iria cair na mesma situação, Carlos. Ela tiraria logo as fotos e depois todo mundo se indignaria: "Oras, ela tirou fotos da vilã com o Max e por que tá demorando tanto pra mostrar?" Enfim, acho Nina ótima e acho normal Carminha enfrentá-la porque nunca conseguiu segurar sua fúria contra Rita, nem anos atrás e muito menos agora; mas ainda assim consegue se controlar na frente dos outros. Já tô pensando aqui no texto. rs Abraços!

Eu Meus Reflexos e Afins disse...

Adalton é um espelho,
muitos riem dele
e quando se percebem
calam a boca e
refletem sobre si mesmos.
Adalton é um personagem do bem.
Adoro!

Sérgio Santos disse...

Também gosto muito do Adauto. Obrigado pelo comentário!