quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Separação das empreguetes inicia uma nova fase em Cheias de Charme, mas não altera o ritmo morno

A semana do atual sucesso das sete foi marcada pela separação das empreguetes --- o trio que conquistou o país tanto na ficção quanto na realidade. Rosário (Leandra Leal) acabou se cansando da falta de compromisso de Cida (Isabelle Drummond) e Penha (Taís Araújo), e bastou uma armação da vilã Chayene (Cláudia Abreu) para que a corda arrebentasse, e a relação de harmonia das três amigas ficasse estremecida. Esta situação é o trampolim para o início de uma nova fase em "Cheias de Charme", entretanto, o ritmo permanece morno, sem grandes acontecimentos.


Apesar da briga do trio protagonista, os demais núcleos da trama não sofreram grandes alterações e parecem sem rumo. O telespectador tem a clara impressão de que a novela se encontra em um período de enrolação, a chamada barriga, e que tudo já aconteceu na história, só restando uma conclusão para cada personagem.

A família Sarmento, que ainda se mantinha como um ponto alto da trama, ficou sem função depois da falência. Após algumas boas cenas em que Cida humilha Sônia (Alexandra Richter) e Isadora (Giselle Batista), nada de mais interessante aconteceu. E falando em Maria Aparecida, a volta da personagem com o Conrado (Jonatas Faro), além de
ter aborrecido o público, foi um tanto forçada. Além deste fato, a bondade do Sarmento (Tato Gabus Mendes) não convence. Seria interessante para a obra que o personagem estivesse apenas fingindo uma redenção para dar um golpe na empreguete, mas a própria autora, Isabel de Oliveira, já confirmou que ele realmente se redimiu.

Lygia (Malu Galli) terá novamente a amizade com Penha abalada após o envolvimento da sua ex-empregada com o pai de Samuel (Miguel Roncato). Gilson (Marcos Pasquim) vai se interessar pela amiga da ex e o romance acontecerá, embora a empreguete ainda tenha uma queda por Sandro (Marcos Palmeira). Parece pura enrolação e é. Outros personagens que estão em 'banho-maria' (utilizando um termo culinário) são Máslova (Aracy Balabanian), Elano (Humberto Carrão), Liara (Tainá Muller), Seu Messias (Ednei Giovenazzi - por onde anda?), Ariela (Simone Gutierrez), Brunessa (Chandelly Braz), Otto (Leopoldo Pacheco), Humberto (Rodrigo Pandolfo), Liara (Tainá Muller), Rodinei (Jayme Matarazzo) e o próprio Ernani Sarmento que, depois da sua redenção, pouco tem acrescentado.

A verdade é que Chayene continua sendo o ponto alto da novela. Desde o primeiro capítulo que Cláudia Abreu diverte a todos com a composição hilária que fez de sua personagem, e as pérolas ditas por Chay continuam cada vez melhores. O núcleo da vilã, apesar de ter sofrido um 'baque' com aquele reality para acompanhar a falsa-gravidez da cantora,  foi um dos poucos que não perdeu o charme, com o perdão do trocadilho. Socorro (Titina Medeiros) também continua protagonizando grandes momentos.

Filipe Miguez e Isabel de Oliveira erraram ao apresentar uma sucessão de acontecimentos nos primeiros meses de novela. Acabaram acostumando mal o telespectador que, evidentemente, percebeu a brusca queda de ritmo que a história sofreu. Porém, "Cheias de Charme", apesar da fase morna, continua despertando interesse e sabendo como ninguém integrar internet e televisão. Não por acaso, a campanha "Empreguetes para sempre" foi parar nas redes sociais e o novo clipe lançado pelo trio protagonista foi novamente visto em primeira mão no site da trama. Independente de estar ágil ou não, o atual sucesso das 19h continua sendo uma ótima opção de entretenimento para toda a família.

Link relacionado: Ascensão das empreguetes diminui o ritmo de Cheias de Charme

38 comentários:

Anônimo disse...

Crítica mais que perfeita!!Concordo com tudo que foi postado!!!A novela não tem mais pra onde seguir e perdeu o ritmo!!!
Ainda tenho esperanças de uma possível volta da Cida com o Elano,mas diante da confirmação da autora de que o Conrado realmente se regenerou,fica difícil acreditar que isso possa acontecer!!!
O que me resta é esperar pelo fim dessa novela brilhante,como há muito não se via no horário,mas que deixou alguns furos em sua reta final!!!

Dandara Blue disse...

Sérgio,

Serei sincera, parei de assistir faz um tempinho. Para mim, Chayene era o encanto da novela. Nunca fui muito fã das outras tramas, achava algumas bem enfadonhas.O elenco masculino é um fiasco. Mas, assistia, noveleira que sou. Fui desgostando, desgostando e confesso: larguei.
A entrada do Pasquim, o romance de Cida com o péssimo Jonatas Faro, as armações chatinhas, textinho cansativo, tudo foi me afastando.
Muito bom que você levante essa bola. Claudia Abreu continua maravilhosa,mas, como o show não é só dela, eu, não estou brincando mais. rs
Grande beijo,
Dandara

Sérgio Santos disse...

Oi "Anônimo", obrigado pelo comentário. Olha, sobre o Conrado ter se regenerado de verdade eu não acredito, mas o Sarmento a autora confirmou! A novela é muito boa, mas foi desenvolvida rápido demais, agora fica tudo meio que sem direção. Tomara que se acerte na reta final! Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Dandara, eu continuo vendo sempre, mas a queda de ritmo tá visível. No entanto, acho os núcleos muito interessantes e atraentes, o problema é que parece que a história já se diluiu toda. Não tem mais nada para contar. Mas Cláudia continua impecável mesmo! Enfim... Beijos!!!

✿ chica disse...

Não posso opinar, pois não vejo...Lindo dia,tudo de bom!chica

ELAINE disse...

A novela mudando de fase, como você bem disse, em ritmo morno.... Parabéns pelo post, perfeito como sempre! Muito obrigada pelo carinho e pelo comentário! Quinta e sexta-feiras iluminadas!
Um abençoado e feliz final de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, você escreveu tudo o que penso a respeito dessa fase morna da novela. Será que a trama continuará despertando interesse, agora que o trio de empreguetes se desfez? Espero que o ritmo frenético seja retomado.

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Concordo que os autores aceleraram tanto no inicio, afim de conquistar o publico, que agora parece que precisaram travar um pouco para não esgotar o enredo. Talvez se tivessem tocado a novela em um ritmo normal (não lento) hoje não estaria passando por essa fase morna. Sou fã da Dandara ela sabe, mas vou discordar do comentário dela. Chayene é diva sim, o grande personagem da novela, mas os outros núcleos se saem muito bem, e proporciona tramas muito interessantes, o único chatinho era o de Rodinei, as protagonistas e suas historias eram o melhor da trama, nunca se deixaram ofuscar pelo brilho de Chayene, tem tbm o nucleo Sarmento e de Lígia que sempre agradaram. E quanto ao elenco masculino, Marcos Palmeira, Humberto Carrão, O que faz o Humberto, Daniel Dantas, Tatu Gabus mentes, Leopoldo Pacheco e Ricardo Tozzi, estão muito bem no papel. E gosto de Pasquim como ator, acho que ele precisa de boas oportunidades para mostrar seu talento, já que só lhe chamam para desfilar sem camisa. Amo Cláudia Abreu mas ela não brilha sozinha, Taís Araujo (que amo), Titina Medeiros, Alexandra Richter, Leandra, Isabelle, Chandelly, Malu Gally tbm são maravilhosas, mesmo que os personagens estejam meio deslocados. Tbm estou odiando Cida novamente com Conrado, e não suporto Sarmento, acho que seria mais interessante se ele não tivesse se regenerado. A separação das meninas proporcionou bons momentos a trama, e a cena em que as três rompem foi maravilhosa, uma das melhores da novela. Enfim a novela está em uma fase mais sossegada? Está sim. mas isso não compromete o sucesso da novela, dá pra sentir através das pessoas o quanto a trama é boa, e a audiência corresponde. Enfim, Cheias de Charme é um baita de um novelão, apresenta um bom texto, boas historias, e grandes personagens, está passando por uma fase na qual muitas novelas passam, e olha que a maioria não apresenta uma qualidade como Cheias de Charme apresentou em sua primeira fase. Espero que logo deixe esse núcleo, e que se encerre como a melhor novela das sete dos últimos anos. Nós noveleiros sempre queremos mais e mais rsrsrs, e as vezes somos meio injustos. Finalizo dizendo que Cheias de Charme é um grande sucesso tão bom quanto Avenida Brasil que deixará muitas saudades, já sofro só de pensar em ficar sem Chayzinha e empreguetes. Cheias de charme virou mania. Aliás já sofro com o fim da dobradinha Cheias de charme/Avenida Brasil.

Bom texto, Sergio msm discordando de algumas coisas, gostei da analise.
Abraço!

http://brincdeescrever.blogspot.com.br/

Milene Lima disse...

Mesmo concordando com essa tua análise, ainda acho Cheias de Charme boa demais, oxente! Eu só queria dizer pra Cláudia Abreu que ela, embora fale um nordestinês que não é tão caricato quanto o que vemos nas novelas ( o "pense numa mulé braba" que ela fala, é a nossa cara), por aqui não se pronuncia um "assinhee" como ela fala nas palavras terminadas com a letra "m". No mais, é impecável e tomara que as tramas se reacendam. A propósito, só porque eu sou bem chatinha e fico achando todo mundo chato, a Rosário bem merecia levar um gelo bom das meninas, até elas concordarem retomar o grupo. Melindrosinha demais.

Ai, me estendo novelando. Que massa! Rsrs...

Beijo,Sérgio.

Felisberto Junior disse...

Olá! Boa tarde!
Sérgio!
Eu gostei de sua crítica"eu penso que a novela perdeu um pouco do ritmo, ou seja, subiu rápido de mais e a queda é natural.Espero que o autor recupere o fôlego e acerte o final... Tomara que recupere o fôlego, senão iremos ver mudanças de rumos drásticas, para recuperar audiência, como por exemplo, uma incerteza da regeneração de Conrado ou um drama com a separação das "empreguetes"... sempre foi assim! Boa quinta feira!
Abraços.

Paty Michele disse...

Toda novela tem isso, né, Sérgio? Eu senti a quebra de ritmo, mas mais do que isso, senti muitos personagens perdidos na trama.
Não querendo ser do contra, mas adorei a volta da Cida com o Conrado. Poxa, é dele que ela gosta... rsrs
E o romance da Penha com o Pasquim vai ser bombástico!!! Quero ver pra crer.

Um bjo, querido!

Alfeu Gomes disse...

Olá,
Não gosto de novelas,isso não passa de uma jogada para alavancar a audiência,novela é tudo igual só muda o nome e os atores e ensina o que não presta.

Patricia Galis disse...

Vi esses dias mesmo ela sozinha mas não sabia o porque da separação, nossa toda minha familia acha um absurdo eu não ver essa novela, kkk como não peguei do começo agora já era, quem sabe no vale a pena ver de novo.

Barbie Californiana disse...

Concordo, Sérgio... a novela já não é mais tão interessante assim! ;) beijos e linda tarde.

Cecilia sfalsin disse...

Ei Sérgio..

Concordo, a novela esta em uma fase bem morna mesmo, empurrando com a barriga o que nos causa muito desânimo também, sem acontecimentos inéditos e com a separação das empreguetes piorou, mas acredito que os autores tem algumas cartas na manga de emergência que ira nos surpeender não é mesmo? Estou na torcida pra isto, pois é a unica que estou seguindo a risca..rsrsrs

Beijos

Kellen Bittencourt disse...

É amigo acho que a novela passa mesmo por um momento delicado e corre o risco de cair no marasmo! Salve Chayenne rsrs bjoos

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo arito, Sérgio. Se antes Cheias de Charme estava imperdível, agora, fica a sensação de que se perdeu um capítulo não se perdeu muita coisa (ou até mesmo nada). Chayenne e Socorro são o que tem salvado com suas pérolas. Não entendi porque colocar a Penha com o Gilson. Mas o saldo até agora ainda é positivo.

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Como vc escreveu:
'Parece pura enrolação e é.'
Ainda mais agora,com a separação das empreguetes...
Há quem continue gostando,mas eu acho monótono.
Bjs!

paulo disse...

Nunca assisti sequer um pedacinho dessa novela, mas acho que o formato das novelas em sí com 150-200 capitulos não funciona mais. Por vários motivos: os grandes autores de novelas já se foram, a nova geração de atores e atrizes é bem fraca, não há mais como inovar e todas as novelas parecem repetir o que já foi feito em outras tantas novelas, os autores atuais parecem escrever sempre a mesma novela dentro dos seus estilos próprios, e até os remakes sao fraquíssimos e não superam nem de longe as tramas originais. Desde 2000 não tenho saco mais pra assistir novelas e qdo me arrisco a assistir me decepciono.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica, espero que você tenha tido um ótimo dia tb. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Elaine, obrigado pelo carinho, tenha um ótimo fim de semana você também. bj

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado pelo comentário. Também espero que o ritmo frenético volte, mas ainda assim continuo acompanhando a trama. Espero que ao menos na reta final tudo volte a ser como era antes. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael, obrigado pelo comentário. Acho que independente de retomar o ritmo ou não, Cheias de Charme já marcou e é uma das melhores novelas dos últimos tempos. Também discordo da Dandara sobre as tramas. Acho todas ótimas (com exceção do núcleo do grafite) e há uma grande conjunção de fatores positivos. O problema é que agora tudo parece sem rumo e em clara estagnação. E Chayene é ótima, mas há várias outras personagens boas também.

Também gosto do Pasquim como ator e Walcyr Carrasco deu a ele a chance de brilhar COM camisa. E se a trama não tivesse corrido tanto no início, com certeza agora não haveria esse problema (por exemplo, a armação do Sarmento e Conrado foi descoberta muito rapidamente).

Em suma, pareceu que discordarmos muito, mas na verdade não houve quase nenhuma discordância. rs Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, continue se estendendo, viu? rsrs Acho que Rosário teve razão na indignação porque Cida e Penha nunca deram o devido valor para o grupo e estavam priorizando outras coisas. Porém, ela exagerou no chilique e optar pela separação foi extremista demais.

Também continuo gostando da novela, mesmo com essa barrigona. Nada apagará o sucesso que ela fez e faz. Chayene é sensacional e dá pra ver que há um exagero proposital, que deu um charme à personagem. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, boa noite! Na verdade essa sensível queda de audiência que Cheias de Charme sofreu nem foi por causa dessa estagnação e sim pela entrada do fatídico Horário Eleitoral Gratuito.

Acho que a regeneração do Conrado é falsa, mas vai saber... Abração e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Paty, todo mundo percebeu isso. Muitos personagens estão sem função mesmo, só esperando o desfecho da novela.

Jura que você gosta de Cida com Conrado? Ela gosta dele, mas o infeliz é um canalha, um poço de mau-caratismo. Já Penha e Gilson, acho que é uma situação bem desnecessária, mas vamos ver como será o desenvolvimento. Beijão! ;)

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Alfeu, embora discorde em gênero, número e grau dele. A vida costuma ensinar muita mais o que não presta do que as novelas. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Patrícia, sua família acha um absurdo porque a novela é um grande sucesso mesmo. Difícil ter alguém que não conheça as empreguetes! rs Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, obrigado. Beijos e boa noite.

Sérgio Santos disse...

Olha, Cecília, eu sinceramente espero que eles tenham, porque por enquanto parece que as coisas só irão pra frente na última semana! Vamos aguardar! Beijos e boa sexta!

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, a Chayene tem sido o ponto alto dos capítulos. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, pois é, ontem mesmo perdi o capitulo e vi não na verdade não tinha perdido nada. Sem dúvida o saldo ainda é positivo e será quando a trama se encerrar. Nada apagará esse sucesso e o fenômeno das empreguetes. Continua sendo a melhor novela das sete dos últimos anos. Sobre Penha e Gilson, também não entendi. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, sim, a enrolação tá bem nítida. Correram demais no início e agora deu nisso. Beijos e boa sexta!

Sérgio Santos disse...

Paulo, concordo que as novelas ficariam melhores e mais ágeis se forem mais condensadas. Há capítulos demais para uma história que acaba não conseguindo se sustentar até o fim.

Porém, discordo sobre a nova geração. Sim, há muita gente péssima, mas também há muita gente talentosa, em especial o elenco feminino. Sobre a criatividade, a atual trama das sete teve de sobra. A história das empreguetes é muito interessante e foi um acerto, assim como toda a trama. O problema é que tá tudo bem estagnado na atual fase. Abraço.

A viajante disse...

Concordo, Sérgio! Com essa greve, minhas noites são preenchidas com novelas, antes, com aulas... risos... mas nem Av. Brasil tem me atraído tanto quanto antes... e amor eterno amor, deveria se chamar amor estranho amor... é impressionante como Rodrigo/ Gabriel Braga Nunes é lindo e estranho... risos.. um abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Ju, pois é, imaginei que a greve estaria te trazendo esse 'benefício'. A novela das sete está numa fase bem sonolenta, mas a das nove continua excelente, na minha opinião, claro.

Amor Eterno Amor não aconteceu e só foi engrenar agora na reta final, uma pena. Rodrigo é bem estranho mesmo (exagerado até nos poderes) e nem tenho achado o Gabriel Braga Nunes isso tudo. Esse título que vc escreveu é daquele filme feito pela Xuxa... rs Beijos.

Rafael disse...

Essa novela é bacaninha, distrai, a Chayene garante umas risadas as vezes. Abçs!

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael, desculpe pela demora em responder seu comentário! Obrigado! Abraços.