quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Com uma atuação magistral de José Wilker, "Gabriela" apresenta seu melhor capítulo desde a estreia

O capítulo desta terça-feira (07/08) de "Gabriela" estava sendo muito esperado pelo público, após uma grande gancho na sexta-feira passada --- Coronel Jesuíno (José Wilker) estava prestes a flagrar sua esposa transando com o amante. E a excelência da cena provou que valeu a pena esperar por este momento, que com certeza ficará marcado na memória de todos.


José Wilker teve uma atuação magistral e não moveu nenhum músculo da face durante a sequência mais forte da novela. Coronel Jesuíno arrombou a porta da casa onde fica o consultório de Osmundo (Erik Marmo); subiu as escadas; girou a maçaneta da porta do quarto em que Sinhazinha (Maitê Proença) e seu amante estavam; se deparou com os dois se beijando; olhou; mirou; e atirou em ambos a sangue frio. Uma cena marcante e muito pesada. Maitê Proença emocionou na última aparição, embora tenha tido um desempenho de altos e baixos durante sua participação. Já Erik Marmo foi inexpressivo do início ao fim; entretanto, nada disso atrapalhou a esperada cena de "Gabriela".

Mas o capítulo todo foi merecedor de um festival de elogios. Além desta forte situação, foi mostrado a reação positiva da cidade após o assassinato brutal. A imensa maioria dos habitantes (todos religiosos fervorosos) aprovou a atitude do Coronel e o
parabenizou pelo feito. A hipocrisia demonstrada pela sociedade da época apenas mostra que os anos se passaram, mas muitos ainda mantêm esse tipo de pensamento, mesmo que velado.

Impossível não elogiar o texto primoroso de Walcyr Carrasco, que está presente em todos os capítulos, verdade seja dita, e a atuação da grande Laura Cardoso, vivendo a hipócrita e invejosa Dona Dorotéia. Outros bons momentos do capítulo foram a surra que Berto (Rodrigo Andrade) levou após tentar tirar a virgindade de outra moça e o show de atuações de Vanessa Giácomo e Bel Kutner na cena em que Malvina se revolta com a aprovação da cidade pelo assassinato de Sinhazinha e Osmundo, discutindo com a mãe (Marialva). Destaco também a sequência em que Coronel Coreolano (Ary Fontoura) está chegando em casa enquanto que sua 'teúda e manteúda' (Glória - Suzana Pires) está com o Professor Josué (Anderson di Rizzi) no quarto.

"Gabriela" tem se mostrado uma novela de muita qualidade, com produção caprichada, grandes atuações e texto impecável. Mas não há dúvidas que neste capítulo de terça-feira todas as expectativas foram superadas pelo espetáculo que foi apresentado. Valeu a pena ter ficado acordado até tarde.

Links relacionados: Vivendo a sofrida Lindinalva,Giovanna Lancellotti...
                          Estreia de Gabriela apresenta mais qualidades que defeitos

45 comentários:

Valquiria Novaes disse...

Nossa, mas o José Wilker combina demais com esses papéis de senhores carrascos kkkkkkk
O Erick Marmo sempre foi inexpressivo em tds as novelas q eu me lembre affff
Bjos!
amonailart.blogspot.com

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Ótima crítica, Sérgio. Concordo com tudo. José Wilker e Maitê Proença disseram tudo, com seus olhares de decepção, desprezo, desespero e súplica.
Muito boas também as atuações de Laura Cardoso, Vanessa Giácomo e Bel Kutner.

Sérgio Santos disse...

Oi Valquíria, combina mesmo. Ele está impecável nesse papel! Que grande cena nós vimos. Beijão! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado! José e Maitê fizeram uma cena fortíssima e que ficará marcada. Realmente todos esses sentimentos ficaram visíveis. Laura, Vanessa e Bel também deram show. Beijos!

Carlos disse...

Tenho nada a acrescentar. Disse tudo o que eu achei ao assistir a esse capítulo, que só assisti pq li a notícia na internet e acreditei que tudo iria acontecer realmente hj (sim, pq tem vezes que a Globo diz que vai ocorrer, mas só acontece na última cena e mesmo assim como gancho e não a cena inteira).

Todos estavam mto bons em suas cenas, me surpreendi positivamente.

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos, que cena, hein? E que capítulo. Valeu a pena esperar por esse momento na novela. Sim, às vezes ocorre esse tipo de situação mesmo. Que bom que você assistiu! Abração!

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, gente então o homem matou mesmo?! rsr eu não assisto, vejo só nas chamadas, de fato o Erik marmo sempre foi sem graça e ela tbém não fica muito atras! Abraçooosss, há, tem sorteio no Blog!

Rita disse...

Meu querido amigo, não assisto Gabriela, na outra vez assisti, já li o livro...Mas esse ator é muito bom mesmo..E fazer papel desses coronéis
olha ele faz muito bem
É bom ver suas postagens
Agradeço a visita
bjuss
Rita!!!!

Barbie Californiana disse...

Poxa, eu perdi esse capítulo, Sérgio... tenho visto quase todos os dias e a novela está se desenvolvendo muito bem. beijos e tudo de bom!

Jeanne Geyer disse...

Sérgio, não estou assistindo esta novela, mas entre as pessoas que conheço está fazendo muito sucesso.
bjs

FaloTV disse...

E o engraçado é que alguns personagens como: Lindinalva, berto, sinhazinha, doroteia, coronel jesuino... estão brilhando mais que a personagem titulo da novela!

Thallys Bruno Almeida disse...

O capítulo foi sensacional, Sérgio. De um lado, o desejo proibido de uma mulher que apenas queria ser amada. De outro, a personalidade vingativa à moda antiga de um coronel machista. Não bastasse isso, até 90% das mulheres tinham a postura "machista" de aprovar o assassinato. Malvina, com seus ideais avançados em busca da valorização da mulher, foi a única a lamentar a morte de Sinházinha. Medo, desprezo, vingança, desejo, desespero... uma vasta gama de sentimentos demonstrada por José Wilker e Maitê Proença apenas com seus olhares. Não era necessário ser dito muita coisa em palavras. A direção e o desenvolvimento de Walcyr Carrasco também contribuíram para o capítulo.

Bel Kutner está maravilhosa, Vanessa Giácomo mostra o acerto de seu nome pra Malvina, Laura Cardoso merece todas as salvas de palmas possíveis, enfim, perfeitas atuações.

Lilly Soares disse...

Não acompanho Gabriela mas vi essa cena. Wilker e Maitê deram show realmente. Já Erick Marmo, discordo de vc, claro que não chega aos pés de Wilker e outros gdes atores, mas atua melhor que o Reinaldo Gianechinni, que o Jonatas Faro e mtos rostinhos bonitos que vieram de Malhação!

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, obrigado pelo comentário. Sim, matou e foi uma cena bem pesada, mas magistralmente interpretada pelo José. Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, lembro que você já tinha me dito que não estava vendo essa segunda versão. Eu que agradeço sua presença constante aqui! Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, tente ver ao menos essa cena do assassinato no site da novela. É muito boa! A novela está excelente e se desenvolvendo muito bem mesmo. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Jeanne, obrigado pelo comentário. A repercussão é positiva mesmo e é merecido. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Falotv, é verdade, brilham bem mais. A a maioria deles foi criada pelo Walcyr Carrasco. Grandes personagens. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Thallys, sensacional em todos os aspectos. Uma grande direção e um excelente texto, somados a uma atuação visceral de José Wilker.

Vanessa Giácomo está maravilhosa mesmo e Malvina é uma grande mulher. Bel Kutner e Chico Diaz também estão dando show. Já Laura Cardoso faz uma Dona Doroteia odiosa! Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Lily, obrigado pelo comentário. Respeito sua opinião, mas discordo sobre Erik Marmo, que o acho fraco, e também sobre Reynaldo Gianecchini, que considero um ator que evoluiu muito ao longo da carreira. Já o Jonatas Faro, eu compactuo da sua opinião: muito limitado. Beijos!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Tudo bem,Sérgio?
pelo jeito mesmo não acompanhando as telenovelas ao vivo, eu tenho algumas "sensações" que , quando eu te leio, são concretizadas: já vi o Erik Marmo, em outras, e sempre o achei "muito fraco"!
Vi, agora, pela Net,essas cenas!Parabéns pela sua sensibilidade ao descrever!Não tenho nada mais acrescentar! Relatou fielmente meus sentimentos!
Boa quinta feira!
Abraços

Vera Lúcia disse...

Olá Sérgio,

Como já disse aqui, não assisto esta nova versão de Gabriela, mas vi a chamada para este capítulo.
José Wilker é um ator por excelência e seu perfil enquadra-se perfeitamente na figura de um coronel machista.
Sua crítica despertou o meu interesse pelo capítulo e vou vê-lo no site da novela.

Obrigada pela atenção e carinho de sempre.

Beijo.

Patricia Galis disse...

Ele é um grande ator vi a cena pela nete, ficou boa mesmo.

Clau disse...

Olá Sérgio,boa tarde!
Eu não assisto 'Gabriela',mas José Wilker e Laura Cardoso são fenomenais.Dão conta do recado!
Adoro eles.
Já Erik Marmo,não me surpreendeu ao ler que ele foi inexpressivo.
Sempre achei ele sem graça mesmo,embora seja muito bonito.
Bjs :)

Paty Michele disse...

Ah, eu bem que queria ter visto, mas dormi antes do final de Av Brasil. kkkkkk
Oh, Sérgio, eu acordo mto cedo...
Ainda bem que tenho vc, pra me passar essas resenhas de primeira qualidade.
PS: As poucas vezes que assisti, fiquei constrangida com a atuação do Erik Marmo, mto ruinzinho.
Um beijão.

Paty Michele disse...

Ah, eu bem que queria ter visto, mas dormi antes do final de Av Brasil. kkkkkk
Oh, Sérgio, eu acordo mto cedo...
Ainda bem que tenho vc, pra me passar essas resenhas de primeira qualidade.
PS: As poucas vezes que assisti, fiquei constrangida com a atuação do Erik Marmo, mto ruinzinho.
Um beijão.

Milene Lima disse...

Poxa, eu continuo sem ver Gabriela. Mas ouvi dizer demais dessa cena. Meu cunhado está fascinado pela interpretação do Wilker. Eu gosto demais dele.

Beijo, Sérgio.

Carlos disse...

Sergio, li sobre sua opinião quanto A Grande Família no twitter e não pude resistir (kkk).

Apesar de concordar que A Grande Família tem que terminar, pra não ficar cansativo, para mim A Grande Família continua sendo a melhor série da Globo e o episódio de hoje provou isso. O episódio inteiro foi cômico, só ficou sério na hora do despejo logo na última cena. Terminou ficando com aquela pergunta no ar: como eles vão se virar?

As piadas tbm foram boas, o que deixou o programa bem divertido nos 2 blocos iniciais. Agostinho falando sozinho na pastelaria, Bebel acusando sem provas, Nenê recebendo panelas de prêmio, Lineu sem jeito no programa de auditório, entre outras cenas foram bem engraçadas.

Aliás, infelizmente nas séries atuais, as piadas são bem bobinhas ou puxam a popularidade de um programa de sucesso, como por exemplo Tapas e Beijos que essa semana repetiu mais uma vez a piada do lixão da Lucinda e vez e outra falam da novela, assim como o Pânico, SNL tem feito, pegando carona em Avenida. A Grande Família hoje teve a oportunidade de fazer isso, mas não, saiu do óbvio, da zona de conforto. E saiu do óbvio também com a Nenê perdendo.

Tá certo que algumas situações se repetem, mas eles modificam. Como alguns falam que "novela não tem novidade, a graça está em como o tema vai ser debatido", podemos dizer que a série está na mesma situação. Agostinho agora não vem como deputado, mas sim como vereador, mas o nível da candidatura dele é diferente, o que dá um ar novo a uma situação que poderia ser igual a de 2 anos. Em 2010 ele tentava com as próprias pernas, agora ele tem apoio do Fontes feito pelo excelente Luiz Fernando Guimarães, o que já muda a estória.

O que assustou esse ano, foi o coma e a quase traição da Nenê, mas se analisarmos os personagens antes e depois, tudo faz sentido: Bebel sempre sonhou em morar na Barra e ter "vida chique", agora que ela está em uma condição melhor, gosta de esbanjar. O Tuco sempre mostrou dotes artísticos e isso aumentou após o BBB que ele participou (não preciso nem dizer que muitos ex-bbbs são humoristas ou atores né?). Nenê foi trabalhar pra sustentar a casa. O quase caso dela tbm faz sentido, acho que qualquer um no lugar dela ficaria na dúvida, até porque ela sempre sonhou ir pra Argentina. O coma foi só um pretexto pra passar o tempo de forma coerente, pq só dar uma viagem ao Lineu não faria sentido.

Acho que eles vem provando nesses episódios novos que são capazes de nos fazer rir, chorar, torcer (vi comentários de gente torcendo pela Nenê hoje. Isso pq é um programa "velho", tem programas novos que nem são capazes de fazer isso).

De qualquer forma, acho que se tiver mais uma temporada, eles devem focar no fim, pq a própria Marieta disse que de 2013 não passa. Com foco no fim sempre é bom, não apenas pelos destinos dos personagens mas pela verdade com o público saber que o programa está acabando, não apenas boatos, e a própria equipe quer finalizar de forma digna.

Parabéns a equipe desse programa.

obs.: desculpe pelo comentário nada a ver com o texto, mas me empolguei bastante com o episódio de hoje e ao ver seu tweet, me senti vendo um programa bem diferente kkkkkk. Mas é questão de opinião mesmo. Acho que consegui escrever tudo que queria.

Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, tudo indo! Que bom que você gosta dos textos. Fico feliz que tenha visto a cena na internet. Abração! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, pois é, o José Wilker se encaixou perfeitamente no papel. Você não irá se arrepender de ver a cena no site. Vale a pena. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Patrícia, obrigado pelo comentário. Ficou muito boa, né? Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, você citou uma dupla de peso! Laura e José estão impecáveis e são grandes atores. Erik é muito inexpressivo. Até gostei dele em Alma Gêmea, mas foi uma exceção. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Paty, eu sei, o horário é ingrato pra você! Sim, compactuo com o seu constrangimento! rs Beijão e obrigado pelo comentário! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, obrigado pelo comentário. Olha, seu cunhado tem bom gosto porque a novela é muito boa e Wilker está muito bem. Beijão! :)

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos, não tem problema algum. Olha, sempre fui um defensor ferrenho da Grande Família. Nunca achei que o formato estivesse desgastado e ano passado já havia lido muitos comentário querendo o término da série e nunca concordei.

Adorei o primeiro episódio dessa temporada e até escrevi um texto elogiando as inovações para evitar desgaste. No entanto, nos demais episódios que eu vi achei o enredo entediante, os atores apresentando cansaço e um grande equívoco terem tirado da série Dona Abigail e Gina. As duas personagens ainda movimentavam o núcleo e davam um novo fôlego. Erraram ao substituir as duas pela Katiuscia Canoro.

Nunca perdi um episódio sequer da série, mas esse ano, confesso, já deixei de assistir vários e isso acaba enfatizando o desgaste, pelo menos no meu gosto, claro. Achei interessante o episódio de hoje, porém, não ri de nada.

Concordo com você sobre piadas repetidas e que tentam muitas vezes pegar carona no sucesso alheio e também acho que Tapas & Beijos já não está sendo mais como antes. No meu gosto pessoal, as melhores séries de humor da Globo são escritas por Alexandre Machado e Fernanda Young. Adorei "Os Aspones", "Os Normais", "Macho Man" e "Separação?!". Aguardo com ansiedade a próxima deles: "O Fim do Mundo". Abração!

Mery disse...

Eu não assisti nenhum capítulo de Gabriela, o fato da "moça" ser a Juliana Paes é forçada e seus olhos de coruja ...meio taradona "louca, sei lá! não combina com a mocinha de Jorge Amado a "Gabriela c trinta e poucos anos subindo em telhado rs.
Escolheram mal a protagonista, ela tem q apelar muito pra agradar. Um apelo erótico já muito usado pela atriz em outras novelas, ñ passa emoção ...Nem gosto do Nacib. A Ivete é outra q não convence, tá muito manjada como cantora, parece tudo muito artificial.
Minha opinião.
bjus

Anônimo disse...

No geral pra mim Gabriela está sensacional.
os melhores: antônio fagundes, chico dias, josé wilker e laura cardoso.

Carlos disse...

Acho que o fato de o programa ser longo ajuda a "enjoar". A Grande Família é uma série, e por mais que mude, não dá pra mudar tanto quanto em um programa humorístico tipo Praça,Zorra ou Pânico, onde qualquer coisa é só vc jogar uma esquete fora e colocar outra.

Eu até que estava gostando da Katiuscia, mas a coitada, infelizmente, já tem a "cara" do Zorra, então realmente ela foi engolida pelos demais atores. Só alguém com muito talento mesmo, como o caso do Luiz Miranda, conseguiria segurar essa barra, tanto que ele já é a cara do programa com o seu Pajé Muricy. A saída da Dona Abigail e da Gina foi pra dar uma respirada, mas não gostei muito disso, espero que as duas voltem, ou pelo menos a Gina, pq ela e o Tuco eram bem legais juntos, seria até legal se nessa possível temporada do ano que vem, ela voltasse, casasse com ele e recebesse a notícia de que está grávida, naquele clima de "a Família Silva está ficando Grande...".

Quanto a Alexandre Machado e Fernanda Young, só gostei de Os Normais, que apesar de ter pecado naquela última temporada (o que é normal, as últimas temporadas de TODAS as séries costumam ser mais fracas que as primeiras), foi uma ótima série. Os Aspones foi legalzinho, mas esquecível. Macho Man só tinha piada de múltiplos sentidos, dava vergonha alheia pelos atores, só consegui rir em uma cena na série inteira (na cena do chocolate no banheiro, não sei se vc lembra kkkkk) e Separação?! era muito exagerada, muito nonsense, sem esquecer que tanto Separação?!, quanto Macho Man as vezes não tinham um final, o programa acabava do nada, era bem esquesito.

Também aguardo esse "O Fim do Mundo", mas tem cara de série que vai ficar só com uma temporada... É aguardar pra ver.

Abraço!

Thallys Bruno Almeida disse...

Sérgio, só uma observação sobre a série da Fernanda Young: Esse título "O Fim do Mundo" já existe, pelo menos assim escrito. Foi título de uma minissérie do Dias Gomes, em 35 capítulos, que foi exibida como novela em 1996 às 20h pra ocupar o buraco entre Explode Coração (Gloria Perez não queria esticar) e O Rei do Gado (produção atrasada). Acredito que vão usar o primeiro, "Como Aproveitar o Fim do Mundo". Mas vai saber. De qualquer forma, também tô ansioso por essa série, até pelos protagonistas (Alinne Moraes e Danton Mello) e pela competência da dupla Young-Machado.

Sérgio Santos disse...

Oi Mery, obrigado pelo comentário. Compactuo da sua opinião e também acho que escolheram mal a protagonista (embora não ache Juliana esse horror todo) e Ivete não tem nada a ver com Maria Machadão e muito menos com atuação. Mas a novela está muito boa e tem valido a pena assistir. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi "Anônimo", também acho Gabriela uma ótima novela e os quatro atores citados por você estão muito bem mesmo! Abraço.

Sérgio Santos disse...

Carlos, prefiro a Dona Abigail e a interpretação da Márcia Manfredini, que, alás, nunca teve a presença valorizada na abertura da série. Sempre a colocavam como 'participação', mas estava no elenco fixo há tempos. O Luis Miranda é muito bom e suas participações no ano passado já haviam agrado muito.

Eu sou fã da Fernanda e do Alexandre. Sim, me lembro perfeitamente dessa cena do chocolate, aliás, me lembro de quase tudo, adorava a série e essas piadas de duplo sentido. O desfecho dos episódios eram sem lógica alguma mesmo, mas era proposital, creio eu. Vamos aguardar essa próxima. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Thallys, é verdade, é bem provável que alterem o título mesmo. Mas acho que ficará parecido com isso, vamos ver. Também tenho boas expectativas! Abraço!

Anônimo disse...

Hurrah! At last I got a webpage from where I can in fact get valuable facts concerning my
study and knowledge.

Here is my website: fraxel

Anônimo disse...

Howdy! I simply would like to give you a big thumbs up for the great info you've got here on this post. I'll be returning to your site
for more soon.

my blog post: coolsculpting