terça-feira, 17 de abril de 2012

Cheias de Charme tem cheiro de sucesso

Estreou nessa segunda (16/04/2012) a nova novela das sete. Claramente voltada para a almejada 'classe C', "Cheias de Charme" apresentou uma história muito bem amarrada e com um forte apelo popular. Recheada de personagens caricatos e extremamente carismáticos, a trama dos estreantes Filipe Miguez e Izabel de Oliveira já mostrou a que veio logo no primeiro capítulo.


A história começou mostrando a chegada do trio protagonista à delegacia. É exatamente ali que Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drumond) se conhecem. Logo após essa cena, a trama 'voltou' no tempo para esclarecer aos telespectadores como essas mulheres foram parar naquela enrascada. Apesar de lembrar claramente "Quatro por Quatro" (trama de Carlos Lombardi que foi ao ar em 1994), a união dessas empregadas domésticas foi interessante e o entrosamento das atrizes ficou nítido. Taís Araújo se destacou após sua trágica interpretação como Helena em "Viver a Vida". Leandra Leal estava precisando de uma protagonista há tempos e finalmente lhe deram essa oportunidade. Já Isabelle Drumond é uma das melhores atrizes de sua geração e não decepcionou.

E o que falar da vilã Chayene? Claudia Abreu fazia falta na televisão e voltou em
grande estilo. A cantora brega é hilária e cheia de tiradas inspiradíssimas. A atriz já roubou a cena e promete ser  um dos pilares da trama. Após ter participado da fraca "Três Irmãs" (2008), estava precisando de um papel à sua altura e ele veio.

Alguns atores é que acabaram apresentando fracos desempenhos: Humberto Carrão, Marcos Palmeira, Jonatas Faro, Jayme Matarazzo e Ricardo Tozzi não convenceram. Embora todos tenham recebido personagens diferentes de seus respectivos últimos trabalhos, acabaram sendo mais do mesmo e ficaram devendo.

Filipe Miguez e Izabel de Oliveira estão sendo lançados pela Globo e fazem parte da nova safra de autores que a emissora está formando. Nessa primeira novela da dupla, ambos estão sendo supervisionados pelo autor Ricardo Linhares. Ao que tudo indica, ambos irão emplacar uma trama que já cheira a sucesso e se consolidarão na teledramaturgia, podendo seguir, em seus próximos trabalhos, sem a ajuda de ninguém, como já ocorreu com João Emanuel Carneiro, Elizabeth Jhin, Duca Rachid e Thelma Guedes.

"Cheias de Charme" é uma novela colorida, apresentou uma abertura ótima, e não tem vergonha de ser cafona todos aspectos. Vários personagens vestem roupas extravagantes e os ambientes em que vivem também não são nem um pouco discretos. Destaque para o jatinho cor-de-rosa da vilã e o ônibus do cantor Fabian (Ricardo Tozzi). A caricatura presente, claro, é proposital e funcionou perfeitamente para o que a trama propõe. Embora mire na 'classe C', a história tem potencial para agradar a todos. A estreia gerou grande repercussão e a audiência correspondeu: obteve 35 pontos de média, índice excelente para o horário. A trama das empreguetes, pelo visto, vai conquistar muita gente.

16 comentários:

Thallys Bruno disse...

Se não dava pra ter meio-termo, uma coisa é certa: vem mais um sucesso por aí, pelo menos no que se viu na estreia.

Taís Araújo surpreendeu e pelo visto conseguiu se reerguer do desastre em VaV. Leandra estava ótima, Isabelle não deixou por menos, mas Cláudia Abreu foi o grande nome da estreia. Já conquistou todo mundo desde as chamadas e também gostei dela cantando no show do Fabian. Voltou com tudo.

Sobre os fracos desempenhos, concordo sobre o Matarazzo, o Marcos Palmeira e o Jonatas Faro (o pior de todos). Prefiro esperar um pouco mais para avaliar o Humberto Carrão.

Discordo um pouco sobre Ricardo Tozzi: pelo menos com o Fabian, não me pareceu os bobalhões que interpretou antes. Só quando apareceu cantando foi que ficou artificial (não que ele tenha sido ruim, mas o playback ficou tão na cara que não dava pra saber se era a voz dele mesmo). A Cláudia Abreu cantando se saiu melhor.

Enfim, adorei a estreia. Luminosa, alegre, popular, bem alto astral. Que a boa impressão se mantenha.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Thallys. O primeiro capítulo foi ótimo e as expectativas são grandes. Também acredito em um sucesso à vista. Taís me surpreendeu, uma vez que nunca a achei grande atriz. Mas esteve bem à vontade no papel. Claudia Abreu roubou a cena mesmo. Achei o Humberto mais do mesmo, mas espero que ele melhore. Vamos torcer para que a novela continue assim. Abraço!

Mary Miranda disse...

Também gostei da estreia, Sérgio!

A mesmíssima impressão que tive em quase em todos os aspectos que você enumerou.
Esse "quase" ficou por conta de Ricardo Tozzi, que estava ÓTIMO, na minha opinião, como o cantor de eletro-brega, passando longe daqueles idiotas que andou interpretando... Ele achou a veia certa para o personagem: um misto de galã suburbano, com "persona grata", um cara comum que vende a imagem de imponente; gostei muito!!!!
Os outros enfoques seus foram PERFEITOS e ficaram tão iguais aos meus pensamentos, que seria redundância repetir! rs

Grande abraço!!!!
Espero que o sucesso se estabeleça e que o horário das 19h retome a diversão e o brilho que já estava perdido desde "TiTiTi"!

Mary:)

Sérgio Santos disse...

Mary, obrigado pelo carinho de sempre. Que bom que temos opiniões quase que parecidas. Achei que o Fabian lembra o Douglas de Insensato Coração e o seu 'sósia' já diferencia um pouco a atuação dele.

Eu gostei de "Tititi", mas tive bem mais carinho por Morde & Assopra. rs Beijos! ;)

Thallys Bruno disse...

Ah, só esclarecendo parte do meu comment acima, onde eu estava em dúvida sobre a voz do Fabian ser do Ricardo Tozzi: não é ele. E sim dublado por um cantor, chamado Juliano Cortuah, que integrou uma das edições daquele reality musical da Globo, o FAMA. A Cláudia Abreu, essa sim, cantou de verdade. E já dizem que na verdade a Chayenne tem uma inspiração na Cláudia Leitte.

E pegando carona no seu comentário acima, eu gostei mais de TiTiTi do que Morde & Assopra, embora ambas tenham agradado no saldo geral. rsrsrs Abraço!

Sérgio Santos disse...

Thallys, eu énsei que vc soubesse que não era a voz do Ricardo. Já sabia a respeito dessa cantor do FAMA, mas não lembrava o nome. A cena de hoje da Chayenne falando mal da Ivete Sangalo fez surgir vários comentários no Twitter sobre essa 'inspíração' na Claudia Leitte.

Pois é, Thallys, eu gostei de "Tititi", mas depois a novela ficou andando em círculos até o fim e me cansei dela. Com "Morde & Assopra foi ao contrário: começou lenta e perdida, para depois se acertar e ir ótima até o fim, por isso prefiro a trama do Walcyr. rs abração

Fabio Dias disse...

Essa promete e muito!!!!

Mas tb não é aquela coca-cola toda!
A novela é boa, mas não excelente!

Abs
Fabio
www.ocabidefala.com

Sérgio Santos disse...

Fabio, obrigado pelo comentário. Gostei muito da novela, mas a história em si não é nenhuma novidade. Pelo visto ela já caiu no gosto do público. Vamos ver se essa audiência persiste. Abraço.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite!
Tudo bem?
Bem! Não sou muito fanático por televisão aberta,e muito menos de telenovelas, mas vou seguir o que seu top/cabeçalho disse, não gosto, porem ficarei á vontade aqui!
Não é o fato de não assistir, que serei um alienado! E estou antenado, lendo blogs com seu estilo de conteúdo!
Obrigado pela visita!
Volte mais vezes!
Boa quinta
Abraços

Alfredo Neto (@netto_alfredo)) disse...

Nossa! Adorei a resenha sobre a novela, realmente concordo em tudo.
Mas acho que o Tozzi está bem.. na medida do possível.
Claudia Abreu é o trunfo da novela. Ela fazia falta. Mesmo eu achando que ela faria a Carminha de Avenida Brasil brilhantemente.
Muito colorida, dinâmica e divertida, Cheias de Charme se mostrou uma ótima novela em apenas 3 capítulos. Espero que mantenha essa boa impressão até o último capítulo.
As 3 empregadas são legais.. Penha, Rosário e Cida. Mas eu gosto mesmo é da Juciléia! OPS!!! Chayene rs.

Van disse...

Oi Sérgio,

sobre a novela não posso opinar porque não vi, mas a descrição que você fez é bastante completa e rica, desperta a curiosidade.

Beijos!

Sérgio Santos disse...

Felisberto, tudo certo sim, obrigado. Seja bem-vindo. Que bom que gostou do blog mesmo sem ser fã de televisão. Abração.

Sérgio Santos disse...

Alfredo, obrigado pelo comentário. Tenho gostado mais do Tozzi, mas não como Fabian, pois o acho repetitivo nesse papel. Mas como o sósia, o achei melhor. Claudia está impecável. Foi ótima essa sacada do verdadeiro nome da Chayene. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi, Van! Procure ver pelo menos um capítulo. Acredito que vá gostar. Beijos.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

"Cheias de Charme" trouxe de volta a alegria para o horário das sete. É uma novela alto-astral, colorida, movimentada. Claudia Abreu fazia falta na TV e valeu a pena a espera. Ela rouba as cenas como Chayene. Além de linda, canta bem.
Leandra Leal e Isabelle Drummond confirmam o talento. Taís Araújo consegue apagar o fraco desempenho em "Viver a Vida". Malu Galli, Aracy Balabanian, Alexandra Richter, Tato Gabus Mendes estão ótimos. Muito bom rever Ilva Niño. Ricardo Tozzi convence mais como Inácio do que como Fabian.
De modo geral, o elenco feminino é superior ao masculino, por ora.

Sérgio Santos disse...

Elvira, concordo plenamente com você! O elenco feminino é superior ao masculino mesmo. Todos os atores citados por você estão ótimos! O trio protagonista dá show e a vilã vivida pela Claudia pe hilária. Chayene rouba a cena. Também acho que o Tozzi convence como Inácio, mas como Fabian ele interpreta mais um bobalhaão na carreira. Beijos.