segunda-feira, 23 de abril de 2012

Pânico na Band apela em busca de audiência

Nesse último domingo (22/04/2012), os humoristas do "Pânico na Band" utilizaram a velha estratégia da apelação para aumentar a audiência do programa. Alegando que as panicats precisavam de uma mudada no visual, o apresentador Emílio Surita disse que Babi --- a única dançarina que estava com eles na Redetv! e permaneceu com a trupe --- teria duas opções: ou raspava a cabeça ou teria o mesmo visual que o Neymar (jogador do Santos). E essa enrolação perdurou até o final da atração, onde foi 'decidido', em comum acordo com ela, que Babi rasparia a cabeça. Dito e feito: deixaram a mulher careca, raspando seu cabelo ao vivo, lembrando a cena da Camila (Carolina Dieckmann) em "Laços de Família". As outras mudaram apenas a cor dos cabelos.


Essa atitude apelativa faz surgir a pergunta: "Vale tudo pela audiência?". O que houve com a Babi fez lembrar o quadro em que o grande objetivo era emagrecer o Bola (Marcos Chiesa) e engordar o Vesgo (Rodrigo Scarpa), fazendo referência ao "Medida Certa" --- quadro do "Fantástico", em que Zeca Camargo e Renata Ceribelli tinham que emagrecer. Com a ajuda de um nutricionista, Rodrigo ficou muito gordo e o Bola perdeu alguns quilos. Porém, não teve a mínima graça. O objetivo, claro, era aumentar a audiência e gerar repercussão quando os resultados fossem ao ar.

O pessoal do Pânico nunca foi santo e embora apresente excelentes quadros, tem também
aqueles com um grau de apelação elevado, como o caso em que Bola e outros integrantes sofrem agressões físicas ou quando há cenas escatológicas com o Carioca (Marvio Lúcio) forçando o vômito quando tem que comer alguma comida repugnante. Porém, o que houve com Babi ultrapassou todos os limites do mau gosto.

É óbvio que a dançarina sabia que teria seu cabelo raspado e não foi pega de surpresa. Pode até ter recebido algum bônus financeiro com isso, ou ter sido convencida visando uma maior projeção na mídia; mas nenhum desses fatos diminui a situação degradante de uma pessoa em busca de ibope. E não, isso não é nenhum tipo de preconceito contra mulheres que gostem de raspar a cabeça. Mas uma coisa é uma mulher raspar a cabeça porque acha bonito, por necessidade - em virtude de alguma doença, ou pela arte. Outra é agir gratuitamente devido a uma busca desenfreada por audiência. E o pior é  que essa situação nem pode ser enquadrada no tal debate sobre 'os limites do humor' por um simples motivo: não teve graça! Era pra fazer rir?

A reação dos telespectadores foi dividida, embora tenha havido bem mais reclamação do que elogio. Mas o objetivo foi alcançado: no momento em que essa 'polêmica' foi exibida, o "Pânico na Band" teve picos de 16 pontos, ficando na liderança isolada e conseguindo uma vantagem de cinco pontos em relação à segunda colocada. Na média geral conseguiu marcar 10 pontos.

Com mais essa atitude lamentável, o Pânico comprova que continua o mesmo, tanto em relação aos quadros merecedores de elogios --- como nas hilárias imitações de Carioca e Eduardo Sterblich --- quanto nos que merecem críticas em virtude das apelações desnecessárias, buscando alguns números a mais no ibope.

Links relacionados: Pânico na Band mantém a fórmula de sucesso e acerta
                             O que será da Rede Tv! ?
                             Márvio Lúcio: o grande destaque do Pânico na Tv

25 comentários:

Anônimo disse...

vc ten imveja d a babi imveja mata vil

Thallys Bruno Almeida disse...

Ela ficou a cara da Lacraia.

Não é de hoje que o Pânico adora esse tipo de apelação. As cenas escatológicas pra forçar vômito, por exemplo, eram o ponto negativo do Amaury Dumbo. Isso sem falar no famigerado Zina, que foi preso com drogas e porte de arma. Ontem, enfim, foi a prova cabal de que o Pânico não mudou.

Patricia Galis disse...

Sinceramente faz um tempinho que deixei de ver o pânico, aquele humor irreverente que no começo me atraia e fazia bem, tornou-se apelativo e até agressivo.
Amigo ao fazer o login, vai aparecer a página avisando da nova interface, ela é toda branca, bem acima do lado direito abaixo da sua foto e nome esta escrito Português(Brasil), na frente tem um tipo de flor, clique nela, vai abrir uma pagina escrito Ajuda Blogger, Enviar comentário, Editar notificações,, Conectar ao Google, Interface antiga do blogger...pronto clique nela que o blog volta ao antigo, tive que fazer esse procedimento duas vezes que fiz o login, depois já não aparecia mais.

Levi Ventura disse...

Também acho que é muita apelação para conquistar audiência. Se usasse toda a capacidade pra pensar nisso pra investir em criação de conteúdo novo e de qualidade conseguiria a audiência mas audiência de qualidade.

Levi Ventura

Sérgio Santos disse...

Thallys, como você é mau! rs Ela continua linda mesmo careca. Realmente foi uma apelação. Não teve graça, foi gratuito e ridículo. Ela sabia de tudo, mas isso não ameniza o fato. Essas situações escatológicas também são péssimas. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Olá, Patrícia! O Vesgo e o Silvio foram um dos primeiros que perderam a graça, mas o programa ainda tem quadros muito bons, porém, essas situações ridículas ainda persistem.

Olha, eu não consegui achar isso. Talvez só pelo google chrome apareça. Mas mesmo assim obrigado pela atenção de sempre. Vou tentar novamente e qualquer coisa te falo. bjs

Sérgio Santos disse...

Oi, Levi. Obrigado pelo comentário. Você tem razão. O pior é que nem teve graça. Grande abraço!

Nívea Marco disse...

Sergio, achei de muito mau gosto toda a situação. É lógico que ela sabia e aceitou raspar a cabeça, mas como você falou, não teve graça nenhuma. Eu estava esperando o Jornal do Bóris (que nem passou) e assisti o programa um pouco assustada.
Isso tudo foi só pra ter audiência em um domingo?! Sendo que o pânico já estava com audiência ótima desde o primeiro programa na band?
Não entendi mesmo.

Thallys Bruno Almeida disse...

Mau, eu? rsrs Nada, tava todo mundo dizendo isso no twitter, que parecia a Lacraia. Quando vi a foto, também acabei associando, vai ver foi por causa das jóias junto com a careca. Mas de fato, mesmo assim ela ainda é uma deusa, uma linda.

Sozynho disse...

Olá, Sérgio!
Infelizmente, é assim (pra eles) que as coisas funcionam.
Abçs!
Rike.

Sérgio Santos disse...

Nivea, você tem total razão. Deixaram de exibir um ótimo quadro como o Jornal do Bóris para exibir aquela bobagem sem graça? Ela sabia mesmo, mas isso não ameniza essa apelação. Obrigado pelo comentário. Beijosss!

Sérgio Santos disse...

Não achei isso não, Thallys. rs Ela é a mais bonita do time atual.

Sérgio Santos disse...

Oi, Rike. Obrigado pelo comentário. Grande abraço!

Cecilia sfalsin disse...

O Pânico começou com um nível de audiência muito bom, eu particularmente gostava muito, mas foram saindo fora do foco, do humor sincero rsrs,pois é assim que eu via, e por fim esta última e inusitada apelação tirou todo o brilho do programa. Acredito que perdeu bastante mediante esta atitude sem lógica ....

Abraços Sérgio

Anônimo disse...

adelson

como somos ipocritas,como sabemos que foi apelação? pelo que os outros falam? ou por que assistimos o programa,se assistimos é por gostamos ,vão assitir o fantastico ,o domimgo espetacular,ontem foi o dia que mais dei risada na minha vida,,é engraçado se da ibope é apelação ,se não da é mer... vai entender e povão,,,,

Guilherme Freitas disse...

Não entendo essa galera que se revolta contra o Pânico, CQC e programas afins. Eu assisto com frequência e confesso que gosto. Isso não faz de mim um idiota como muitos tacham quem os assiste. Pior é ver os mesmos críticos criarem hashtags nos twitter e campanhas na web contra o programa. Será que eles não perceberam ainda que o que derruba um programa é audiência e não críticas? O Pânico faz bizarrices e bate recorde no ibope e consequentemente na web. Na semana seguinte todo mundo vai assistir pra ver a nova bizarrice e os críticos estarão lá criticando, mas assistindo ao mesmo tempo. Estão dando audiência para quem tanto odeia. Um conselho: se você quer derrubar um programa não o assista e nem comente sobre ele. Tem que ignorá-lo. Se o Pânico perdesse pro SBT e Rede TV sentiria na pele a rejeição e teria que mudar o formato.

E não adianta chorar ou reclamar, TV é Ibope, audiência. Se algum programa usar conteúdos apelativos (coisa que o Pânico faz as vezes) e tiver bons números no Ibope, ai continuar crescendo e ganhando dinheiro. O mundo de hoje é isso ai: dinheiro e mais dinheiro. Quem dá retorno (audiência) estará sempre em foco. E mais, a população brasileira não gosta de produções culturais ou intelectuais. O brasileiro desce a lenha no Pânico, mas assiste a novela das 8 que mostra putaria, traição, baixarias, etc. Duvido ver algum dia alguma TV mostrar ópera ou um filme cult no horário nobre. Ninguém vai ver.

Sérgio Santos disse...

Oi, Cecília. Obrigado pelo comentário. Eu ainda gosto bastante do Pânico, mas esse caso específico foi lamentável. Beijo!

Sérgio Santos disse...

Adelson , você tem todo o direito de ter achado muito engraçado rasparem o cabelo de uma mulher, assim como eu tenho todo o direito de achar uma apelação muito da sem graça. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Guilherme, obrigado pelo comentário. Se você leu atentamente o texto, percebeu que eu citei os pontos positivos do Pânico e não simplesmente critiquei por criticar. Eu gosto do programa e já o elogiei em um texto anterior meu. Caso te interesse, procure no blog que achará. Porém, a atração nem tinha necessidade desse tipo de apelo, uma vez que vem ameaçando a liderança da Globo com ótimos quadros, como o "Jornal do Bóris".

Televisão é ibope, mas não sou a favor de conseguir isso a qualquer custo. Também discordo dessa sua visão a respeito das novelas das nove. Classificá-las desse modo é bem simplista. E, óbvio, também não concordo com o seu argumento a respeito de brasileiro não gostar de produtos culturais e intelectuais, colocando todo mundo em um mesmo pacote. E até porque, esse nem é o tema em questão. Estamos falando sobre um programa de humor que apresentou um quadro sem a mínima graça. Abraços e volte sempre.

Rafinha disse...

Sérgio querido, vi seu comentário em meu blog, agradeço e volte quantas vezes quiser. Como você deve ter visto, o blog é dividido em páginas, se tiver alguma dúvida deixe nos comentários que verei quando estiver por lá. Críticas e sugestões também serão muito bem vindas. Danielle França divide o blog comigo, não é sempre que ela pode postar, mas quando tem um tempinho ela faz seus posts.

Fique a vontade em curtir a página do blog Diário Fã Clube Danielle França e da própria Dani. Ela é uma pessoa super legal, garanto.

Abraço!!!

Sérgio Santos disse...

Rafinha, eu que agradeço! Abração! :)

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo, Sérgio. Não vi graça nenhuma no quadro, pelo contrário, achei-o de mau gosto e foi constrangedor acompanhar a reação da panicat. Infelizmente, o que não falta na TV são programas de baixo nível, que apelam para o sensacionalismo em busca de audiência fácil.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Elvira. Qual foi a graça daquilo? O único objetivo foi conquistar audiência, e conseguiram. Muito mau gosto. Beijos.

Victor disse...

realmente...a muito tempo dava boas risadas com o pânico,mas hoje percebo como o "câncer da tv" alcançou cerca de 90% da programação brasileira na tv!!!é lamentavel essa atitude..enquanto algumas emissoras se esforçam para criar algo cultural,dgno de nota outras querem apelar para o simples fato de ter popularidade!!!isso pra mim é forçar barra e muito falso...chega de falsidade na tv...isso já tem demais na vida cotidiana...!!!!!

reginaldo garcia rodrigues disse...

para mim foi uma crueldade tirar os cabelos de uma mulher só pela audiencia.