sábado, 21 de abril de 2012

As Brasileiras decepciona

Antes mesmo de estrear, a série de Daniel Filho havia gerado muita repercussão e ansiedade, tanto do público quanto da crítica especializada.  No entanto, após vários episódios já terem ido ao ar, podemos afirmar que o resultado não foi positivo. "As Brasileiras" tinha tudo para repetir o sucesso de "As Cariocas", mas essa 'continuidade' acabou sendo uma grande decepção.


A grande maioria dos episódios, até então, foi muito fraca, apresentando história bobas e sem um pingo de criatividade. Apesar do bom elenco selecionado (com raras exceções), os atores acabam sendo mal dirigidos e muitos passam do ponto nas caricaturas. Já deu para perceber que o intuito é realmente esse: abusar de personagens caricatos; no entanto, em muitos casos houve excessos que prejudicaram ainda mais o enredo frágil dos episódios.

Dentre esses excessos citados, pode-se mencionar o exemplo de
"A Fofoqueira de Porto Alegre", protagonizado pela Xuxa. Além do fato de terem abusado de situações grosseiras e nada engraçadas, o sotaque gaúcho foi elevado ao cubo. Ficou forçado e prejudicou todo o desenvolvimento de uma história que já não era muito interessante. "A Selvagem de Santarém" é outro caso que merece ser lembrado por esses equívocos. Os exageros nas atuações eram tão constrangedores que esse foi, sem dúvida, o pior episódio exibido até agora. E o enredo era tão bobo que o telespectador teve a sensação de estar vendo algum seriado infantil.

Um outro grande equívoco que precisa ser destacado é a total desimportância que os lugares têm para as hitórias. Todas as protagonistas poderiam viver seus conflitos em qualquer lugar que absolutamente nada iria interferir no contexto. O fato de a fulana ser de Belo Horizonte, Niterói, Porto Alegre ou Brasília pouco importa. Há apenas uma rápida introdução, onde Daniel Filho descreve com toques de humor o local que será apresentado e olhe lá. Inclusive a maioria das cenas é feita em estúdio ou em locais fechados. Acabaram jogando uma boa ideia no lixo.

Até o momento, "A Indomável do Ceará" foi o melhor episódio da série, protagonizado por Alice Braga e Rodrigo Santoro. "A Inocente de Brasília" e "A Viúva do Maranhão" (protagonizados por Claudia Jimenez e Patricia Pillar, respectivamente) também merecem elogios, mas acabam sendo exceções.

Ainda faltam alguns 'capítulos' para a temporada de "As Brasileiras" chegar ao fim. Mas, infelizmente, as perpectivas para os próximos episódios não são nada boas. Se seguirem o mesmo rumo que a maioria dos já exibidos, veremos bons atores vivendo situações desinteressantes e bobildas. Uma pena.

Link relacionado: As Brasileiras consegue atrair o interesse do telespectador

17 comentários:

Lucas disse...

Muitos episódios, falta de identidade com as cidades mostradas, historinhas bobas... Gostava muito mais de "As cariocas".
Lucas - www.cascudeando.zip.net

Thallys Bruno Almeida disse...

Saudades da Invejosa de Ipanema (melhor episódio de As Cariocas pra mim), Iludida de Copacabana, Noiva do Catete, Atormentada da Tijuca, Desinibida do Grajaú, etc. Os episódios da Deborah Secco e Angélica foram muito fracos.

Alinne Moraes, Paola Oliveira, Alessandra Negrini, Grazi Massafera, Cíntia Rosa, todas lindas, muito sensuais e ótimas atrizes. Impossível resistir às cinco. E ainda tinha o talento da Adriana Esteves, Fernanda Torres e Sônia Braga.

A abertura de As Cariocas inclusive foi muito superior, por ter menos mulheres, aproveitando mais a beleza/sensualidade delas.

Só diferimos no melhor episódio de As Brasileiras, que pra mim foi o da "Viúva", seguido de muito perto pela "Indomável". Os piores foram mesmo "Fofoqueira" e "Selvagem de Santarém". E nem o Daniel Filho estava inspirado nas narrações da nova série.

Thallys Bruno Almeida disse...

Mais uma coisinha: As Cariocas também ganhou nos índices de audiência. Competindo contra um produto fortíssimo da Record, que era A Fazenda 3; só perdeu uma vez (Inv. Ipanema) e empatou outra (Suicida da Lapa), de resto, ganhou.

Agora, com As Brasileiras, o páreo é duro contra Rei Davi, empatando algumas, perdendo outras e vencendo com vantagem apertada em outros.

Van disse...

Oi Sérgio,

como produções tão cara, com atores de peso como estes, pode cometer erros banais de enredo e direção?

Bom domingo pra você. Beijos

Sérgio Santos disse...

Oi, Lucas! Você andava sumido, hein? As Cariocas não era lá essas coisas, mas em comparação com As Brasileiras era bem melhor mesmo. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Thallys, é verdade. Não morria de amores pela As Cariocas, mas a qualidade era superior mesmo. A quantidade maior de mulheres acabou deixando a nova abertura muito corrida. Você também tem razão sobre as audiências. Acho que escreverei um post final sobre a série quando ela se encerrar, aí tento fazer essas comparações de audiência.

Gostei muito de A Viúva do Maranhão, mas achei A Indomável do Ceará um pouquinho melhor. Mas aí é questão de gosto mesmo. Abraço, bom domingo!

Sérgio Santos disse...

Oi, Van, obrigado pelo comentário. Pois é, tinha tudo para dar certo, mas os resultados não estão sendo nada positivos. Nem sempre um bom elenco segura enredos fracos. E a direção tem pecado bastante também. Beijos!

Joir disse...

Realmente, o fato de os personagens serem caricaturas ao extremo prejudicou e muito. Porque se alguém quiser ver personagens desse tipo, iria assistir Zorra Total, por exemplo.

Só pra constar, sobre o episódio da Fofoqueira de Porto Alegre: sou gaúcho, e vcs não tem idéia de como a Xuxa foi criticada, até mesmo em redes sociais pelos gaúchos. Críticas mais do que merecidas, afinal ela havia dito que ainda tinha o sotaque, mas por favor, se um gaúcho fala daquele jeito, né?

Até li um comentário que tinha achado bem interessante, de ao invés de terem colocada a Xuxa, que vive puxando o 'x', às vezes até demais (minha opinião), que tivessem colocado uma atriz como a Fernanda Lima, que ainda tem o sotaque gaúcho e não é nada forçado. Ou mesmo a Júlia Lemmertz, que é gaúcha, e não tem tanto sotaque quanto a Fernanda, mas tbm agradaria mais do que a Xuxa!

Sissym disse...

Só existem 2 seriados que assisto e gosto demais: a eterna Grande Familia e Tapas e Beijos.... o restante, nem tenho tempo.

Mas pense bem, até os seriados americanos tem um monte de lixo!
Melhor valorizarmos o nosso.

Beijos

Patricia Galis disse...

Concordo muito fraca a série. nem vi todas inteira mudei de canal no meio.
Desculpe a demora em responder esse final de semana foi agitado, então chegou a configuração nova do blog, odiei, quando vc entra do lado tem a opção de volta a interfeice antiga, e claro voltei, quanto ao navegador a tempos que so uso o chrome, os blogs em gerais são pesados, e explorer trava, demora para carregar, acho que vai gostar de trocar o navegador.

Sérgio Santos disse...

Joir, obrigado pelo comentário. Eu não sou gaúcho, mas sei que o sotaque não era daquela maneira. Foi constrangedor de se assistir. Uma bobagem. A Xuxa nunca foi atriz, porém, mesmo que colocassem uma atriz do gabarito da Julia Lemmertz, creio que não ajudaria porque se nota uma falha na direção que, ao que parece, incentiva esses exageros. Um abraço e volte sempre!

Sérgio Santos disse...

Sissym, é verdade. A exibição de seriados fracos não é um privilégio nosso. As duas séries que você vê são muito boas. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi, Patrica! Não tem problema! Jura que pode voltar pra opção antiga? Vou ver se acho isso o mais rápido possível. Sobre As Brasileiras, continuo vendo para analisar a série como um todo. Beijos!

David Denis Lobão disse...

Na sexta-feira, dia 20, as novelas "Rebelde", "Vidas opostas", "Maria do Bairro" e "Corações Feridos" registraram o mesmo Ibope: 6 pontos.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Com raras exceções, "As Brasileiras" tem um saldo negativo. Salvam-se alguns episódios e algumas atuações, porque a maioria tem cenas apelativas e de mau gosto, tendendo para o caricato. A narração do Daniel Filho às vezes é engraçada, as paisagens raramente são bem exploradas.
Mesmo sem ter sido uma maravilha, "As Cariocas" teve episódios mais bem construídos e atuações mais convincentes.

Sérgio Santos disse...

Oi, Davis! Você por aqui! Bem-vindo! Haja coindiência, hein? abraço!

Sérgio Santos disse...

Verdade, Elvira. As Cariocas não era grande coisa, mas em comparação com As Brasileiras foi bem superior. Até agora há muito mais motivos para críticas do que para elogios. Uma pena. beijos!