terça-feira, 24 de maio de 2016

Na pele da complexa Carolina, Juliana Paes vive seu melhor momento em "Totalmente Demais"

A reta final do atual fenômeno das sete tem sido tão atrativa quanto foi toda a trajetória do folhetim de Rosane Svartman e Paulo Halm. E as últimas semanas da novela têm servido para destacar o quarteto central da história, composto por Jonatas (Felipe Simas), Eliza (Marina Ruy Barbosa), Arthur (Fábio Assunção) e Carolina (Juliana Paes). Os dramas e relacionamentos dos personagens estão ainda mais em vigor, valorizando o talento os atores. Mas Juliana Paes tem sido a mais exigida, pois o seu papel é o mais complexo de todos. E esse aumento de destaque tem servido para evidenciar o grande momento profissional da atriz.


Carolina sempre foi o perfil mais dúbio da história, passeando pela vilania e fragilidade o tempo todo. A até então diretora da Revista Totalmente Demais fez muitas armações para prejudicar Eliza no concurso com o intuito de ganhar a aposta feita com Arthur, herdando assim a empresa do seu grande amor. Porém, como o agenciador de modelos se apaixonou pela mocinha, a personagem não interrompeu suas 'maldades', mesmo com o fim do concurso. A sua atitude mais condenável foi o plano elaborado com Rafael (Daniel Rocha), onde os dois doparam a menina para simular que a mesma havia dormido com o fotógrafo. Ela ainda fez Leila (Carla Salle) de bode expiatório.

E Carol tinha o costume de esbanjar arrogância diante de seus funcionários, com exceção de Pietro (Marat Descartes), seu grande amigo. Também utiliza de ironias e deboches para enfrentar seus inimigos, como a colunista Lorena (Adriana Birolli), por exemplo. Ou seja, analisando superficialmente, a poderosa mulher seria uma vilã. Mas nunca foi. Esse era apenas um lado seu, o que sempre era exposto como forma de defesa, principalmente diante de Arthur para não mostrar a mulher amorosa e frágil que guardava dentro de si.
Muitas de suas atitudes foram condenáveis e injustificáveis, entretanto, no fundo, a personagem só queria ser feliz profissionalmente e no amor, além de conseguir ser mãe.

Após muitas armações plantadas ao longo da história, Carolina tem colhido vários golpes doídos nesta reta final. O primeiro foi seu desmascaramento diante de todos, quando Arthur mostrou, durante a festa de Cassandra (Juliana Paiva), que ela foi a responsável pelo doping de Eliza. O segundo foi o mais doloroso de todos: a descoberta sobre a sua infertilidade através de um exame, vendo seu grande sonho ruir diante de seus olhos. O terceiro se deu com a constatação do processo iniciado por Eliza contra ela. Porém, apesar de tudo isso, a personagem conseguiu se reerguer mais uma vez. Agora voltando aos velhos tempos, quando ainda morava no subúrbio e sonhava em ser a mulher poderosa que de fato havia se tornado.

Carolina abriu um brechó em parceria com sua irmã, Dorinha (Samantha Schmutz), e ainda iniciou um processo de adoção. E foi justamente durante esse processo que a complexidade da personagem se evidenciou ainda mais. Ela se encantou com Gabriel (Icaro Zulu) assim que o viu e não demorou para ambos iniciarem uma relação afetuosa. As cenas de Juliana Paes com o menino são repletas de sensibilidade, destacando o talento da atriz, que dominou o papel por completo. Porém, Carol sofreu um novo baque ao descobrir que não poderia adotar o menino em virtude do processo movido por Eliza. Para culminar, ela ainda descobre que o garoto é soropositivo, apesar da doença não ter diminuído em nada o amor que a empresária já sente por seu filho. Ou seja, um verdadeiro turbilhão emocional passou a fazer parte da vida daquela mulher, que teve toda a sua dor transmitida com maestria pela intérprete.

E uma das cenas mais lindas da novela foi exibida nesta segunda-feira (23/05), logo após Carolina ganhar a guarda de seu filho. O texto dos autores, dito através do juiz, foi belíssimo e toda a sequência de emoção da Carol, ao som de "Rise Up" (Andra Day) ---- tema da personagem ----, enquanto Gabriel vai correndo em direção ao abraço da mãe, sensibilizou profundamente. Um momento delicado e que foi transmitido com perfeição através de um conjunto primoroso envolvendo direção, diálogos e a atuação precisa de Juliana Paes.

Essa personagem é uma das mais complicadas da trama e não é qualquer atriz que conseguiria passar toda complexidade do papel. Mas Juliana conseguiu. Ela deu um show em todos os momentos de vilania da Carolina ----- protagonizando grandes cenas e honrando a importância daquele perfil tão rico ----, ao mesmo tempo que emocionou nos instantes de fragilidade de uma poderosa mulher que tirava a máscara de forte diante da irmã e do melhor amigo. A intérprete foi muito exigida ao longo da novela, correspondendo sempre. Ainda vale mencionar a sua evidente química com Fábio Assunção (vista logo no primeiro capítulo), durante as idas e vindas daquele casal nada tradicional, cujas apostas norteavam a relação de grande tensão sexual.

Juliana Paes estreou na televisão vivendo a empregada Rita em "Laços de Família" (2000) e desde então emendou várias novelas. Entre as suas personagens mais marcantes estão a Jaqueline Joy ("Celebridade" - 2003) e a Maya ("Caminho das Índias" - 2009). Já no remake de "Gabriela" (2012), ela não se saiu tão bem e acabou ofuscada pelos demais personagens. Porém, conseguiu dar a volta por cima no remake de "Meu Pedacinho de Chão" (2014), onde interpretou a histriônica Catarina. Mas, agora, a atriz tem vivido o seu melhor momento profissional. A Carolina Castilho é a sua melhor personagem na carreira até então e será difícil surgir uma outra que consiga superá-la tão cedo.

"Totalmente Demais" está em seus momentos finais e a novela de Rosane Svartman e Paulo Halm, dirigida por Luiz Henrique Rios, apresentou inúmeros acertos. Um deles foi a escalação acertada de Juliana Paes para interpretar um dos tipos mais complexos e dúbios da história, fugindo de qualquer tipo de maniqueísmo. A Carolina tinha que ser dela.

30 comentários:

Karen disse...

Que texto perfeito sobre a Carolina! As burras que a consideram uma bruxa que merece terminar a novela infeliz deveriam ler pra deixar de serem burras.

Denner disse...

Melhor personagem da carreira dela que foi mesmo fraca em Gabriela mas deu a volta por cima!

Kika disse...

Já disse que te amo hoje?????

Lisandra disse...

Ela nunca teve uma personagem tão rica dramaticamente quanto essa. As outras ficaram pequenas diante da Carol.

Rafaella disse...

Me apaixonei pela Carolina desde o início da novela e logo vi semelhanças com a Amora Campana.Dito e feito, são mesmo parecida demais.E se Sophie Charlotte soube aproveitar a complexidade de sua personagem, podemos concluir que o mesmo aconteceu com a Juliana Paes. Ela está maravilhosa e eu chorei nessa segunda com o juiz concedendo a adoção pra Carolina.

Sandro disse...

Personagem bem escrita e Juliana soube aproveitar essa única oportunidade.Carol tem várias nuances e fascina.

✿ chica disse...

Aqui fico sabendo as melhores críticas dos personagens e novelas! Sempre! abração, linda semana,chica

Fred disse...

Belo texto, Sergio, concordo com tudo. Acompanho a carreira da Juliana desde o início e é muito bacana ver o quanto ela cresceu na profissão. Ultimamente, vemos muitos atores e atrizes que iniciam com um papel pequeno e depois, já na segunda ou terceira novela, já ganham destaque e, às vezes, até o papel de protagonista da trama (alguns merecem, mas nem todos). Mas o que eu acho bacana na carreira da Juliana é a forma como ela foi merecendo suas personagens e crescendo a cada papel. Susana Vieira disse uma vez, no programa "Damas da TV", que para uma atriz ser considerada "atriz de carreira", a mesma precisa ter uma experiência necessária para isso. E acho que a Juliana está se tornando uma belíssima atriz de carreira, vide seus trabalhos na TV e até mesmo no cinema (ganhou em 2014 o Kikito de Ouro como melhor atriz no Festival de Gramado pelo filme "A Despedida"). Em "Laços de Família", o nome dela nem aparece nos créditos e em "Totalmente Demais", é o primeiro nome a aparecer. Muito bacana isso.

Quanto à Carolina, é daquelas personagens que despertam amor e ódio e não é qualquer atriz que conseguiria despertar esse sentimento nos telespectadores. Já senti raiva pelas burrices que a Carol fez, mas hoje me emociono a cada cena e torço para que ela tenha um final feliz. Mérito da atriz e dos autores, que escreveram tão bem a personagem.

Parabéns pelo blog, é excelente!

Pâmela disse...

Texto perfeito! Juliana merece todos os elogios. Carolina é sim a melhor personagem dela, posto antes ocupado pela Maya de 'Caminho das Índias', apesar da personagem rasa.
Além disso amava a Creuza falsa beata de América , morria de rir com ela HAHAHA. Também Shippei Gui e Arthur em Pé na Jaca.
Quanto à ' Gabriela' : foi o único papel que eu não gostei. Aconteceu o que eu previa, ela perdeu espaço para os coadjuvantes que tinham mais histórias. Acho que Gabriela pedia uma atriz mais 'jovem' Sophie Charlotte seria ideal. Porque a personagem pede inocência de menina.

Melina disse...

Sérgio, querido, texto maravilhoso como sempre. Carolina é a minha personagem preferida e vc sabe a razão: é a Amora mais madura. A riqueza dessa personagem é incrível e a cena de ontem foi de tocar o coração.Torço para ela ficar com o Arthur porque só Carol é capaz de deixá-lo legal, já que com Eliza ele vira um boçal completo. Carolina como vc mesmo já disse é vilã, mocinha, frágil, forte, tudo. Assino embaixo do seu texto e a Juliana Paes está em seu melhor momento mesmo. Já estou com saudades da novela. Um beijo.

Pâmela disse...

Viu essa notícia Sérgio? To p... que a globo não segurou a Anaju
http://portalovertube.com/2016/05/23/anaju-dorigon-estara-no-elenco-da-serie-sobre-o-mamonas-assassinas/

Anônimo disse...

sobre as arlizas que ficam de mimimi: até o Fábio Assunção é Joliza
HAHAHAHAHAHAHAHAHA

Lulu on the sky disse...

Detesto essa personagem que ela faz.
Te mandei inbox no face.
big beijos

Rita Sperchi disse...

Boa noite Serginho querido, eu achei um
bom trabalho dela, pena que emagreceu muito
ta cadavérica acho que nem precisava né masssssss
E eu nem sei quem eu quero no final, ela ou a Eliza
com o Artur....vamos aguardar pra ver....sai de cena mais uma bela novela e parabenizo todos os atores e atrizes .
Temas bem elaborados nessa novela. espero um gran-finale

Bjusss até mais
Rita

Sérgio Santos disse...

Fico feliz que tenha gostado, Karen!

Sérgio Santos disse...

Exato, Denner.

Sérgio Santos disse...

Não, Kika. rs

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Lisandra.

Sérgio Santos disse...

Onde eu assino, Rafaella?

Sérgio Santos disse...

Fascina msm, Leandro.

Sérgio Santos disse...

Sandro, desculpe.

Sérgio Santos disse...

Que bom, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Fred, mt obrigado e sinta-se à vontade aqui. Seu comentário ficou excelente e eu estou de pleno acordo, tanto sobre a Juliana quanto sobre a Carol. abçs

Sérgio Santos disse...

Isso, Pamela, a escalação dela para Gabriela foi equivocada e ela não convenceu tb. Tb acho que o papel pedia uma atriz mais 'jovem'. Agora, como Carol, ela está impecável. bjssss

Sérgio Santos disse...

Isso aí, Melina!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Pamela, mas a série é curtinha. Vamos ver.

Sérgio Santos disse...

Eu vi, anonimo. rsrs

Sérgio Santos disse...

Ok, Lulu

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Nao to achando ela cadavérica não, Rita. bjssss