quinta-feira, 5 de maio de 2016

Composto por personagens divertidos e ótimos atores, núcleo da fazenda é o melhor de "Êta Mundo Bom!"

"Êta Mundo Bom!" tem sido um fenômeno de audiência e Walcyr Carrasco está trazendo de volta para o horário todas as suas fórmulas de sucesso que o consagraram na faixa das seis ---- após quase onze anos 'afastado', enquanto escrevia para a faixa das sete, nove e onze. Uma característica que o autor sempre fez questão de manter em seus folhetins de final de tarde era a presença de uma fazenda, repleta de caipiras. Agora, portanto, não é diferente. E o núcleo da fazenda de Cunegundes (Elizabeth Savalla) é justamente o melhor da atual trama do escritor.


Essa parte da novela funciona quase de maneira independente, uma vez que todos os personagens se complementam e vivem praticamente isolados da cidade grande em uma fazenda caindo aos pedaços. O núcleo é um grande acerto da história e poderia até virar uma série com tranquilidade. A história é baseada no conto "O Comprador de Fazendas", de Monteiro Lobato. Tanto que o enredo que move os personagens é basicamente vender aquele casarão velho, fazendo de tudo para atingir o objetivo. E, no início do folhetim, todos acabaram caindo na lábia de um vigarista, Romeu (Klebber Toledo), que fingiu ser rico e se aproveitou da hospedagem gratuita por um bom tempo.

Mas, aos poucos, o autor foi inserindo novos conflitos e situações, deixando o núcleo ainda melhor. Todos os personagens da fazenda são atrativos e o humor está sempre presente. Os perfis foram inicialmente apresentados ao público através da ligação com o protagonista Candinho (Sérgio Guizé), uma vez que o menino foi criado pela família após ter sido encontrado no rio.
Depois que o caipira foi para São Paulo com seu burro em busca da mãe, a fazenda passou a caminhar de forma independente, ganhando ainda mais destaque e servindo como um dos muitos alívios cômicos do folhetim. Os caipiras formam uma espécie de família Buscapé e estão sempre brigando, ao mesmo tempo que demonstram não viver um sem o outro.

O núcleo contém onze personagens, desconsiderando ainda Filó (Débora Nacimento), Pancrácio (Marco Nanini) e o próprio Candinho que passam a maior parte do tempo na cidade. Cunegundes e Quinzinho (Ary Fontoura) são os donos da fazenda e têm três filhos: a já citada Filomena, a ingênua Mafalda (Camila Queiroz) e o malandro Quincas (Miguel Rômulo), que se casou com a Dita (Jeniffer Nascimento), sobrinha da empregada Manuela (Dhu Moraes). Há ainda a virginal Eponina (Rosi Campos), irmã de Quinzinho, e o Zé dos Porcos (Anderson Di Rizzi), empregado que faz de tudo um pouco. O veterinário Josias (Flávio Migliaccio) não é da família, mas praticamente passa o dia todo com os demais, aproveitando a boca livre. Vale citar também o banqueiro Inácio (Mauro Mendonça), que visita a família várias vezes por causa da dívida que eles têm com o banco. Além de todos os mencionados, há o Romeu, que se apaixonou verdadeiramente por Mafalda e ainda ficou milionário ganhando na loteria.

Todos os personagens são bem construídos e funcionam juntos. Sempre chamada de Boca de Fogo pelos demais, fazendo questão de corrigi-los dizendo que seu nome é Cunegundes, a dona da fazenda é uma vilã cômica e vem sendo defendida com competência por Elizabeth Savalla, que mais uma vez faz uma novela do Walcyr, repetindo a parceria de sucesso. Xucra, preconceituosa, autoritária e interesseira, a mulher manipula o marido e briga com todos ao seu redor. É mais um tipo diferente que o autor dá para a atriz, após sete novelas juntos. E a parceria da intérprete com o grande Ary Fontoura ---- já vista em "Chocolate com Pimenta" e "Morde & Assopra" ---- é marcada pela sintonia, implicando em ótima cenas da dupla.

É preciso também aplaudir o show de Rosi Campos, que finalmente está sendo valorizada como merece em uma novela. Após vários perfis que não fizeram jus ao seu talento ao longo dos últimos anos, a atriz ganhou a inocente Eponina, que nada mais é do que uma princesa que não pode mais desfrutar da juventude. A personagem protagoniza sequências hilárias e emocionantes, se destacando sempre. A tia de Mafalda age como a verdadeira mãe da menina e as duas nunca se largam. Tendo a virgindade como algo em comum, as personagens sempre compartilham as dúvidas a respeito da 'perda da inocência' e divertem ---- as tiradas em torno do 'cegonho' são impagáveis. Rosi ainda faz boas cenas com Marco Nanini, que agora se divide em dois papéis, pois o irmão gêmeo de Pancrácio (o refinado Pandolfo) chegou justamente para fazer par com Eponina.

Já Camila Queiroz se firmou de vez na carreira, após os inúmeros elogios que merecidamente recebeu em 2015, protagonizando "Verdades Secretas", do mesmo Walcyr. A novata deixou a Angel de lado e incorporou uma caipira perfeita, repleta de expressões faciais 'fofinhas', fazendo jus ao perfil extremamente ingênuo da personagem. Ela ainda tem uma visível química com Klebber Toledo e boa sintonia com Anderson Di Rizzi, que também se destaca. Camila tem, inclusive, demonstrado uma veia cômica até então desconhecida na pele da Mafalda. Dhu Moraes e Jeniffer Nascimento são outros bons destaques e as duas optam por um tom mais caricato que também funciona. Miguel Rômulo idem. E é sempre prazeroso ver o grande Flávio Migliaccio em cena. O ator faz rir com as trapalhadas do sonso Josias, enquanto Mauro Mendonça ajuda a engrandecer ainda mais o time.

A família, aliás, tem protagonizado cenas hilárias desde que Romeu foi obrigado a comprar dois telefones para a fazenda ---- com o intuito de provar que está realmente rico. Os personagens (principalmente Cunegundes, Quinzinho e Mafalda) ficaram deslumbrados com a novidade e todas as cenas em que falam no aparelho (sempre ligando para eles mesmos) proporcionam impagáveis momentos. São situações simplórias, mas que funcionaram perfeitamente. É quase impossível segurar o riso enquanto um pede para passar o telefone para o outro. O objeto acabou virando um outro personagem.

O núcleo da fazenda é o melhor de "Êta Mundo Bom!" e um dos grandes êxitos da atual trama de Walcyr Carrasco. O autor mostra que sabe criar caipiras como poucos, conseguindo divertir e cativar o público com seus personagens ------ vale relembrar, inclusive, a fazenda de Petruchio (Eduardo Moscovis) em "O Cravo e a Rosa", de Carmem (Laura Cardoso) em "Chocolate com Pimenta" e de Crispim (Emílio Orciollo Neto) em "Alma Gêmea": todas inesquecíveis e que fizeram sucesso. A família de Cunegundes já entrou nesse time de caipiras adoráveis e o núcleo é um show à parte na novela das seis. Não por acaso tem tido cada vez mais destaque na história. Merecidamente.

38 comentários:

Heitor disse...

Ótimo texto! É o melhor mesmo. Faltou ainda relembrar a fazenda de Morde e Assopra também.

Kika disse...

Me divirto com essa fazenda e esses caipiras. O elenco está perfeito mesmo e a minha preferida é a Mafalda. Depois vem Eponina. É um humor leve e pueril.Os que ficam repetindo a mesma coisa a respeito do Walcyr estar se 'repetindo' não entendem que o intuito é justamente esse: trazer de volta pra faixa tudo o que ele fez que deu certo.Se fosse pra fazer diferente não o trariam de volta pro horário das seis.

Flávia disse...

Eu quero é ver esse pessoal todo morando na mansão da Anastácia! Será épico. kkkkkkk Bjssss

Bell disse...

Assisto pouco mas riu muito com essa turma.

bjokas =)

Larissa disse...

Walcyr sabe mesmo fazer humor e esses núcleos de fazenda são os melhores. Até hoje me lembro da fazenda do Petruchio, da Aninha Francisca e do Crispim (MIRNAAAAAAAAAA). Agora a da Cunegundes já tá na lista e adorooooo! Me divirto com todos eles. Adorei o texto! Merecido!

Cézar disse...

É muito bom e esse autor deveria ensinar alguns outros a fazerem humor. João Emanuel Carneiro, Gilberto Braga, Maneco e Glória Perez não fazem a menor do ideia do que seja ENGRAÇADO.

Pâmela disse...

Ótimo texto! Como sempre você passando com transparência tudo o que os telespectadores pensam. Concordo com tudo, sem tirar nem por! ��

Pedro disse...

Sérgio, ótimo texto. E gostaria que quando vc respondesse os comentários vc explicitasse pros haters todas as diferenças das personagens que o Walcyr deu pra Savalla, incluindo a atual.Tu é bom nisso.E Cunegundes é engraçada demais mesmo sendo uma peste!

Giovany Gdss disse...

Esse núcleo é um dos meus 3 favoritos, junto com os núcleos: Maricel e o da doença de Gerusa

Giovany Gdss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Me delicio com eles!

Ana Carolina disse...

Essa novela tem feito por merecer o sucesso. É uma volta aos bons tempos das seis. Estou gostando da tama embora não possa ver sempre. E esse núcleo é o melhor mesmo, concordo.

William O. disse...

O sucesso dessa novela está na simplicidade. Depois de ter ousado em Morde e Assopra, Gabriela, Amor à Vida e Verdades Secretas, o Walcy voltou com aquele arroz com feijão que ele sempre fez tão bem. E deu certo de novo.

✿ chica disse...

Que bom quando podemos ver coisas assim, leves, divertidas! abração, lindo fds! chica

Karen disse...

O núcleo é cheio de talentos e tem sido muito divertido acompanhá-los.Concordo com a crítica e destaco especialmente a Rosi Campos que está uma graça.

Anônimo disse...

Rosi Campos e Dhu Moraes pra mim estão perfeitas,de longe minhas preferidas.Elas deram um tom para as personagens muito único.
Diferente de Elizabeth Savalla,que apesar de ser uma Ótima atriz,adotou um tom muito caricato e só diz as coisas aos berros.Ainda bem que seu "Caipirês" melhorou,porque no início estava muito forçado.
O resto do elenco também está ótimo, todos em plena sintonia.

Anônimo disse...

O núcleo é uma graça,com atores da melhor qualidade com destaque para Rosi Campos,Ary Fontoura e Camila Queiroz.
Obs:A falta de destaque ao drama Gerusa me incomoda um pouco,pois a novela já está perto do capítulo 100 e a trama dela parece não se desenvolver.Sem contar que tem vezes que a coitada aparece uma vez na semana.Por ela ser detentora da doença,deveria aparecer mais que o Osório, e não é o que ocorre.Não acha?

Pedro disse...

Só tem fera no elenco!

Sérgio Santos disse...

É verdade, Heitor. Mas não falei dessa (que foi ótima também com Abner e a minivaca) pq falei só das 18h mesmo.

Sérgio Santos disse...

Perfeito, Kika. O intuito dele voltar pras seis foi justamente esse: trazer de volta pro horário tudo aquilo que ele fez na faixa e deu certo, repetindo o msm sucesso do passado.

Sérgio Santos disse...

Vai ser msm, Flávia. rs bj

Sérgio Santos disse...

São ótimos, Bell.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Larissa. =)

Sérgio Santos disse...

Walcyr sabe mesmo, Cézar.

Sérgio Santos disse...

Fico feliz que goste, Pamela! Bjão!!!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Pedro, são inúmeras. Uma mulher fresca em A Padroeira, uma vilã perua em Chocolate com Pimenta, uma mulher rica e sofrida em Alma Gemea, uma viciada em tratamentos estéticos em Sete Pecados, uma senhora pobre e íntegra em Caras e Bocas, uma primeira-dama corrupta em Morde & Assopra, uma ex-chacrete engraçada em Amor à Vida e agora uma xucra interesseira em Eta Mundo Bom. Personagens parecidos ONDE???? Só sendo mt hater burro msm.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Giovany.

Sérgio Santos disse...

Eu tb, anonimo.

Sérgio Santos disse...

É uma volta aos bons tempos msm, Ana. Gostei.

Sérgio Santos disse...

Perfeito, William.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Chica. bjs e boa semana.

Sérgio Santos disse...

A Rosi está maravilhosa, Kika!!!

Sérgio Santos disse...

Kika não, Karen. Desculpe.

Sérgio Santos disse...

Discordo sobre a Savalla, anonimo. O tipo é mais exagerado mesmo.Faz parte do perfil.

Sérgio Santos disse...

Olha, anonimo, concordo que a trama não tem mtt destaque. Porém, a novela vai até setembro. Então tem mta coisa ainda pela frente.

Sérgio Santos disse...

Sem dúvida, Pedro!

Anônimo disse...

Novela péssima! Camila Queiroz é fraca e tem uma dicção horrível, a nudez do Klebber Toledo é pura apelação, Walcyr perdeu a mão há tempos, trabalho na Globo e sei quase nenhum ator gosta de trabalhar com ele, reparem que sempre é o mesmo elenco, em Amor à Vida os atores reclamaram pra caramba dos absurdos, a Patrícia Kogut até deu essa nota, em Verdades Secretas ele foi salvo pelo Mauro Mendonça filho e pela Maria Elisa Berredo!

Sérgio Santos disse...

Nenhum gosta de trabalhar com um autor que só emplaca sucessos, anonimo??? Ok, já vi que vc é hater do Walcyr, mas ele emplacou mais um sucesso seguido.