quinta-feira, 2 de abril de 2015

A crise e o amadorismo da Band

O ano de 2015 parecia promissor para a Band. A segunda temporada do bem-sucedido "MasterChef" devidamente encaminhada, o "CQC" reformulado, a aquisição de uma novela turca que tem feito sucesso em vários países ("Mil e uma noites"), "Agora é tarde" finalmente coma uma identidade própria; enfim, tudo parecia caminhar para bons resultados neste novo ano. Porém, o que se observa atualmente é uma crise de enorme proporções.


A emissora tem demitido vários funcionários e, por contensão de despesas, vários programas foram extintos sem explicações para o publico. A primeira atração eliminada da grade foi o "Tá na Tela", ainda em 2014. Após ter contratado a peso de ouro Luiz Bacci, a Band deu a ele um formato onde o sensacionalismo e a apelação eram os maiores ingredientes. Mas de nada adiantou o festival de baixaria, pois a audiência não correspondeu. Ou seja, não demorou muito para uma medida ser tomada: o produto foi simplesmente tirado do ar e o jornalista ficou sem função na nova casa.

A grande contratação virou uma dor de cabeça. O final desta infeliz história foi a volta de Bacci para a Record. Ele ficou apenas dez meses na Band e retornou para sua antiga emissora nesta semana, ganhando a metade do que recebia mensalmente. Sua mudança em 2014, definitivamente, não foi um bom negócio, nem para o apresentador, nem para a Bandeirantes e nem para o público.
Mas, esta é apenas uma parte dos equívocos da administração do canal de Johnny Saad. Lamentavelmente, o que tem sido visto é um verdadeiro festival de erros.

O pior deles foi, sem dúvida, o cancelamento do "Agora é Tarde", que culminou na demissão de Rafinha Bastos. O programa foi comandado por Danilo Gentili de junho de 2011 a dezembro de 2013, quando o apresentador foi para o SBT. A Band até pensou em acabar com a atração, mas escolheu Rafinha para contornar o problema. Ele assumiu a apresentação e, aos poucos, foi encontrando o tom e deixando o talk-show do seu jeito. Após longos meses de adaptação, o ex-CQC finalmente conseguiu apresentar um bom produto para o telespectador. Porém, a Band demitiu a produção e tirou a atração do ar. Sem direito a despedidas.

Até restaram algumas gravações, mas a emissora resolveu não exibi-las, antecipando o fim do programa porque não teria gostado das piadas de Rafinha a respeito da sua demissão. Uma dupla falta de respeito. A Band não teve consideração com os profissionais envolvidos, nem com o próprio apresentador e muito menos com os telespectadores. Era muito saudável que o "Programa do Jô", na Globo, e o "The Noite", no SBT, tivessem mais um concorrente.

Os funcionários das emissoras locais, vide Band Rio, por exemplo (cujo setor de jornalismo foi desativado), também têm sofrido com a crise. As demissões seguem atingindo vários setores e acabando com programas locais. O mais absurdo de todo este conjunto bastante assustador foi a coletiva de imprensa marcada pela emissora no dia 24 de fevereiro, quando a Band fez questão de apresentar aos jornalistas suas novidades de 2015, entre elas, a continuação do "Agora é Tarde" e a presença de Luiz Bacci na grade. O que houve com o planejamento? Ficou pelo meio do caminho?

E a próxima vítima pode ser o "CQC". Em 2014, o programa enfrentou sua pior crise e vários repórteres se desligaram do formato no fim do ano, entre eles três figuras de grande importância: Felipe Andreoli, Dani Calabresa (ambos já na Globo) e Marcelo Tas (agora no GNT). A promessa era de uma reformulação total em 2015 para renovar o fôlego. Mas, por tudo o que tem sido visto, foi mais uma promessa não cumprida.

As mudanças foram ínfimas e se preocuparam apenas na troca de apresentadores. Dan Stulbach assumiu a bancada ao lado de Rafael Cortez (que retornou depois de um período nada agradável na Record) e Marco Luque (único integrante que continua desde a primeira temporada), mas os quadros seguem desgastados, inclusive os apresentados como 'novos'. A audiência continua muito baixa ---- em torno de 1 e 2 pontos, números bem distantes dos 6 e 7 dos áureos tempos ---- e caso não tenha uma elevação, a emissora pretende tirá-lo do ar também.

Um dos poucos programas que escaparam desta grave crise, ao menos por enquanto, foi o "Pânico na Band". O humorístico comandado por Emílio Surita não alcança mais índices tão satisfatórios quanto antes; porém, ainda é o responsável por uma das maiores médias do canal e seu faturamento é alto. A segunda temporada do "MasterChef" é outro produto que não deverá ser atingido, já que foi o único grande acerto da emissora em 2014. Mas, a dúvida em torno do futuro de vários programas ainda persiste.

A Band enfrenta uma de suas piores crises e a emissora não conseguiu lidar com este problema de forma madura. O cancelamento de atrações e as demissões repentinas refletem a falta de organização e planejamento do canal de Johnny Saad, que precisa urgentemente voltar para o rumo. Caso contrário, mais profissionais pagarão o preço do amadorismo dos responsáveis, refletindo diretamente no telespectador, que ficará sem um serviço de qualidade. Uma coisa é certa: do jeito que está, não dá para continuar.

42 comentários:

Anônimo disse...

Do jeito que tá, a Band vai falir...

Sabrina disse...

Rafinha deveria processar a emissora. O que fizeram com ele não se faz nem com cachorro!

Anônimo disse...

Band parecia tão bem encaminhada... Não dá pra entender tanta trapalhada em tão pouco tempo. E acharam que trocar apresentador faria milagre no CQC? Coisa de principiante isso.

Rafaella disse...

Eu não vivo mt em internet e nem sabia que o Agora é tarde tinha sido cancelado. Soube por aqui. Que absurdo!

Ana Carolina disse...

Aquele Tá na tela tinha que acabar mesmo porque era um horror. Mas erraram ao contratar o Bacci que é um péssimo jornalista. Agora acabar com o Agora é Tarde foi atitude de amador. Duvido que aquele programa desse mt custo. E o pior é que continuam vendendo espaço pra Igreja com aquele pastor lá enganando trouxa. Excelente teu post!

William O. disse...

Quando a Band tirou o Bacci do ar eu me animei porque achei que ela tinha criado vergonha. Mas não tirou porque achou aquilo de baixo nível e sim porque não tinha mais dinheiro. Depois foi o Agora é Tarde e os programas locais. A situação está calamitosa. E eu acho que desse ano o CQC não passa. Dan Stulbach deu um tiro no pé saindo da Globo.

Anônimo disse...

Se ate na globo a coisa tá feia que dirá nas outras emissoras. Detalhe: o Rafinha já disse que vai voltar no "A Liga" e que não foi demitido. O CQC é muito bom mas tudo se desgasta um dia, só a globo que insiste com seus programas até não poder mais(bbb, a grande família, vídeo show), mas já sei, você vai dizer que na globo esses programas principalmente o bbb tem faturamento, lógico, tem um monte de trouxa ligando. Mas no dia que você escrever um texto falando da crise da globo vai chover canivete. O horário da tarde com o vídeo show se consolidou no terceiro lugar, a novelinha chata das 9 já é o maior flop de todos os tempos, o programa do jô dispensou metade da produção e dois integrantes do sexteto, o JN caiu junto com a novela, etc, etc... Vais escrever sobre isto?

Elaine disse...

Mas esse anônimo hater da Globo adora falar da emissora, não tira o nome dela da boca. Ou do teclado. A Globo vai tirar a Babilônia do ar pq ela tá mal? Não, essa é a diferença. Vai demitir todo o elenco? Não! Não sei se tem gente que é retardada ou se faz. A Band está numa crise semelhante a da Rede tv! há uns dois anos. E só deverá se recuperar lá pro meio do ano que vem.

Karina disse...

Oi Sérgio!
Lamento pela crise e torço pela recuperação da emissora apesar da falta de respeito com os profissionais. Adoro o Dan e não curti ele ter saido da globo, Rafinha apesar das piadas pesadas mostrou que tem talento pra comandar um programa espero que seja aproveitado na emissora ou em alguma outra, acho que se a Band demitir ele a Record contrata. O post nem é sobre a globo e já vem gente encher o saco olha sinceramente haja paciência rs

Anônimo disse...

Realmente a Band pecou muito em pensar só na audiência. Nao pensou nos profissionais muito menos nos telespectadores.

Ricardo Cortes disse...

Parece até que a emissora foi criada ano passado. Bem colocado seu texto e vale mencionar que tv é uma concessão pública ou seja não deveria poder vender horários pra igrejas. Mas os políticos se borram de medo dos evangélicos...

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,em meio a essa crise da Band,no meio das novelas de SBT e Record e o JN, a Band vem exibindo a novela turca ´´Mil e Uma Noites´´,q vem tendo boa audiência,na casa dos 3/4 pontos,e tem público fiel.não seria o caso de se sair dessa crise,a Band poder reativar o setor de teledramaturgia?

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Algumas atrações que foram extintas nem fazem falta, mas a pior parte é o desrespeito com os contratados,
e com o público também.
Gosto do Jornal da Band. Tomara que não demitam o Ricardo Boechat, que na minha opinião é um âncora excepcional.
Torço para que a emissora supere a crise atual.
Bjs e 'Feliz Páscoa'!

Anônimo disse...

A BANDEIRANTES esta onde sempre esteve, já a Globo... Estão ate fazendo parodia com daquela antiga musica usando o nome das emissoras: "e o motivo todo mundo já conhece, sbt e Record sobem e a Globo desce", kkkkkkkk!!!!!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Li a postagem para me inteirar do que anda acontecendo na Band. De lá, só vejo, vez ou outra, o Jornal da Band.
Tomara que a emissora supere a crise e que passe a trabalhar com melhor profissionalismo.

Beijo.

Anônimo disse...

Ué Sergio, pra você deve ser ótimo que acabe todas as emissoras menos a globo, você assiste algo na band? E na record? E no sbt? E na redetv? Ate quando as novelas da globo são péssimas você assiste mas não troca de canal. Como eram os nomes dos personagens daquela geração brasil? Aposto que sabe todos, mas de Pecado Mortal garanto que não. Ou seja, uma ótima novela mas fora da globo você não acompanha, é marionete, assim como a maioria dos brasileiros. Eu assisto a Globo quando algo me interessa mas ultimamente isso não tem acontecido, essa emissora caiu e muito.

Michele Oliveira disse...

Sérgio,gosto muito de seus textos, mas é incrível sua capacidade de exaltar excessivamente as novelas e programas da Globo, mas quando se trata de outras emissoras você tende a só colocar os pontos negativos.Não sou expectadora assídua da Band não, mas estou acompanhando apaixonadamente a novela turca(mil e uma noites) transmitida pela emissora e só leio elogios nas redes sociais em relação a novela. Mas vc apesar de citar a aquisição da novela pela Band,não citou a boa repercussão que esta está tendo..a trama praticamente triplicou a audiência no horário, e só não está alcançando o sucesso que fez em outros países, porque para grande parte do público assim como para você , só existe a rede Globo praticamente..ou seja, a Globo pode colocar em sua grade a porcaria que for (exemplo BBB) que sempre vai ter espaço na midia. Já uma novela ótima como esta turca, mal é citada nos blogs sobre TV e quando é para receber um 0 , como aconteceu no site da Kogut( deixei de ler esse blog justamente pela parcialidade da blogueira em relação a qualquer coisa que não seja global ou que concorra com essa emissora)..Enfim, uma pena você não ter parado para perceber que um programa da Band pelo menos , está agradando...

Anônimo disse...

Os alienados que odeiam a Globo e amam enaltecer as outras como se isso fosse sinônimo de inteligência são os mais burros. Não conseguem nem interpretar um texto. A BAND ESTÁ EM CRISE. EXTINGUIU PROGRAMAS E DEMITIU MILHARES DE FUNCIONÁRIOS. ISSO É UM FATO. PONTO E ACABOU. FUI UM DOS FUNCIONÁRIOS DEMITIDOS, POR SINAL! E essa moça que enaltece uma novela COMPRADA ao invés de enaltecer um produto nacional, deveria saber que o dinheiro que se gasta comprando esses produtos de péssima qualidade poderia ser investido em tramas próprias. A Band poderia fazer novelas novamente com houve com Floribella que fez sucesso.

Ed Taborda Assunção disse...

Nossa, a Band parecia tão promissora até algum tempo atrás.
Nunca fui muito de acompanhar a programação da Band, só via algumas poucas atrações quando não tinha nada melhor passando. Lembro que o CQC era tão bom antes... Não gosto do Rafinha Bastos e nem sabia que o programa dele tinha acabado. Aquele programa do Luiz Bacci era péssimo e ainda bem que acabou. Acho o Brasil Urgente muito chato. Só o MasterChef que eu achei bom por esses tempos mesmo. Ainda não vi essa novela turca, mas ela vem fazendo sucesso pelo visto.
Não tenho vontade de acompanhar a Band. Era um telespectador assíduo quando era mais novo, não perdia um capítulo de Dragon Ball.
Abraços

Michele Oliveira disse...

Anonimmo, eu enalteço sim um produto comprado SIM, porque na minha humilde opinião a novela Mil e Uma Noites é ótima. Uma história leva e cheia de romances que não precisa mostrar mulheres e homens expondo o próprio corpo para contar uma história, onde pai e mãe ainda são respeitados...onde ainda existem valores familiares. Me diz qual a trama Global que tem isso hoje em dia? A melhorzinho que está no ar é com certeza Sete Vidas e essa SIM eu concordo que é ótima, pois o texto da Lícia é maravilhoso.Agora não posso achar um produto turco bom por tenho que valorizar os nacionais? Em que mundo vc vive anonimo? No Brasil, produtos importados são o sonho de consumo de 10 ENTRE 10 brasileiros...celulares, tênis, roupas, aparelhos eletrônicos ...brasileiro adoro um importado e vc vem criticar quem enaltece uma ÓTIMA novela estrangeira, que não deixa de ser um produto importado?
Quanto ao texto, entendi sim o que o Sérgio quis dizer...o que eu critiquei, foi que quando se trata de outras emissoras ele SÓ foca nos pontos negativos ..A Globo também está bem caída,Babilonia está sendo um fracasso, mas não vejo ele ou a Kogut por exemplo falando sobre isso, por exemplo...Mil e Uma noites, nos paises que competiu com NOSSAS tramas nacionais, ganhou de lavada...por ai, você pode ver como ela é superior ao NOSSO produto...

Sérgio Santos disse...

Falir não vai, anonimo.Nao é pra tanto.

Sérgio Santos disse...

Não foram justos com o Rafinha mesmo, Sabrina.

Sérgio Santos disse...

Parecia msm, anonimo. Isso não deixou de ser uma surpresa. E só trocar de apresentador não resolve nada.

Sérgio Santos disse...

Absurdo msm, Rafaella. Ainda mais da forma como foi.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Ana. Tb acho que acabar com o Tá na Tela era obrigação e contratar o Bacci foi um tiro no pé. Mas o Agora é tarde tava ótimo, acabar foi uma sacanagem.

Sérgio Santos disse...

William, tb acho que o Dan não fez um bom negócio. E a situação do CQC é crítica tb. Pena ver tanta gente sendo demitida.

Sérgio Santos disse...

Claro que vou dizer, anonimo, pq contra fatos não há argumentos. Reclame com os patrocinadores do BBB que todo ano fecham contrato meses antes de começar. Reclame com eles, não comigo. E o Programa do Jô foi tirado do ar do nada? Babilonia vai sair do ar? Está tendo demissão em massa? Acho incrível como a Globo sempre está em pauta. Parece petista dizendo que o PSDB tb rouba e por isso ninguém pode falar do PT.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Elaine, são situações tão distintas. Mas muitas vezes tem gente que se faz de boba. Eu espero que a Band se recupere logo, mas tb acho que vai demorar o tempo da Red Tv!.

Sérgio Santos disse...

Haja mesmo, Karina. E o Agora é tarde nem foi cancelado por causa de audiência, foi por questões de custos msm. Mas então pq diabos chamou toda a equipe na coletiva de imprensa de fevereiro? Pra demitir em março? Isso é falta de respeito e de planejamento.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Vc tocou num ponto bom, Ricardo. É um absurdo que ainda haja isso de venda de horário pra igreja. Não pode, mas ninguém toma uma atitude por medo mesmo. A CNT, por ex, virou um canal evangélico. Foi toda vendida. Band e Rede tv! vendem horários nobres pros pastores e depois reclamam que o ibope tá baixo. Claro, os programas que vêm depois dos cultos recebem com 0,1% de ibope. A Record é outra, mas no caso dela são outros 500... Só Globo e SBT que estão ilesas.

Sérgio Santos disse...

Matheus, a compra dessa novela foi um acerto da Band. E colocá-la no lugar de um culto religioso, então, foi mais acertado ainda. Acho sim que a Band deveria investir nisso, mas pelo visto não tem grana. E o Masterchef foi outro êxito. Mas o resto entrou em colapso.

Sérgio Santos disse...

Perfeito, Clau. E duvido que demitam o Boechat, ele é um dos contratados mais respeitados da emissora. Bjs e espero que tenha tido uma boa páscoa.

Sérgio Santos disse...

Vc está bem equivocado. A Band chegava a alcançar a liderança com o Pânico aos domingos e o CQC ocupava a vice isolada. Uma emissora que não saía do quarto lugar estava, ainda que timidamente, conseguindo brigar por posições melhores em algumas faixas. Inclusive com o Masterchef, ano passado, cuja final conseguiu o primeiro lugar. Se informe um pouquinho melhor, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Vera, tomara. bjs

Sérgio Santos disse...

Somos todos marionetes, anonimo. Globo golpista, o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo. Um absurdo tudo isso. Um cúmulo.

Sérgio Santos disse...

Michele, vc está sendo bem injusta comigo. Ou então não tem acompanhado o blog. Escrevi semana retrasada um texto elogiando Os Dez Mandamentos. Ano passado, teci mil elogios ao Masterchef da Band. Falei bem de Chiquititas no SBT. E recentemente escrevi vários textos criticando Boogie Oogie e Império, novelas, veja só, da Globo. Portanto, isso que vc diz não é verdade. E eu citei a aquisição da novela turca como um ponto positivo ao lado do Masterchef. Tanto que me refiro a isso como uma boa premissa de um 2015 promissor pra emissora. Mas apesar disso, a emissora entrou em crise. Isso é um fato. Os cancelamentos de programas e as demissões estão aí. Só isso que escrevi e critiquei. Simples.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, lamento mt que vc seja um dos demitidos pela Band. Espero que consiga um outro emprego logo.

Sérgio Santos disse...

Saudades de Dragon Ball, Ed. rs E parecia promissora mesmo. Tava crescendo e parecia que tinha encontrado o rumo. Mas tudo degringolou no fim do ano passado e piorou no início desse. Eu vejo o Pânico e via ás vezes o Agora é tarde. O Masterchef eu sou fã e verei a segunda temporada com certeza. Abçs

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Visani disse...

Para entender o tamanho da crise na Band basta sintonizar a emissora aos domingos pela manhã (as entre 10:00 e 12:00 Hs)

Anônimo disse...

Tá uma vergonha o descaso da Band. Todas as emissoras estão apertadas por causa da crise no país, mas nenhuma tá agindo dessa forma.