terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Silvia e Viktor: um casal que se destacou em "Joia Rara"

Na última semana de "Joia Rara", uma reviravolta marcou a trajetória de Silvia (Nathalia Dill). Ela se declarou a Viktor (Rafael Cardoso), seu filho nasceu e o plano de vingança foi descoberto por Ernest Hauser (José de Abreu). A personagem ainda descobriu que foi ele quem matou Catarina, confirmando a inocência de seu falecido pai. Para culminar, sofreu um acidente e foi dada como morta, após tentar escapar de Manfred (Carmo Dalla Vechia). E toda essa virada, além de ter sido benéfica para a história, serviu para confirmar o quanto que foi acertada a formação do casal Silvia e Viktor.


Antes de "Joia Rara" estrear, chegou a ser divulgada a história do personagem Viktor. Ele seria um rapaz homossexual e, além de ter que lidar com o preconceito (que na década de 40 era ainda maior do que nos dias atuais), acabaria internado em um manicômio para 'tratar' dessa sua condição. Entretanto, Duca Rachid e Thelma Guedes desistiram de abordar esse delicado assunto, justamente por causa do horário da novela e das limitações que teriam em cima da exploração do tema.

Claro que essa abordagem seria muito interessante, ainda mais em uma obra de época, e abriria boas possibilidades para Rafael Cardoso mostrar seu talento. Porém, pode-se dizer com certa tranquilidade que a
alteração na sinopse acabou sendo um acerto. A paixão de Viktor por Silvia foi bem desenvolvida, assim como a rejeição inicial da vilã, que apenas aproveitava esse sentimento para usar o rapaz e se divertir com ele.

Aos poucos, a madrasta de Pérola foi se envolvendo com o irmão de Franz e se viu apaixonada. Ele era seu ponto fraco, o responsável pelos momentos de humanização da personagem. Nos capítulos mais recentes, Silvia deixou o sentimento falar mais alto, perdeu o ar vilanesco e se declarou ao rapaz, confirmando que o filho que esperava era mesmo de Viktor e não de seu marido. Foram cenas lindas e os atores souberam aproveitar os momentos de pura paixão entre seus personagens.

A sequência mais tocante foi o momento do parto. Quando o bebê nasce, Silvia se desarma e o casal se olha apaixonado e feliz diante do filho que acabou de chegar. A hora em que a vilã (agora mocinha) conta para Viktor sobre seu plano de vingança também foi um ponto alto da dupla. Rafael protagonizou sua melhor cena e Nathalia emocionou. Vale elogiar ainda o instante que Silvia se despede do filho de Ernest, enquanto ele dorme, se desculpando pela sua fuga ---- que posteriormente resultaria em um grave acidente, separando momentaneamente o par.

Rafael Cardoso também conseguiu se destacar na cena em que Viktor descobre que a mãe do seu filho "morreu" e parte pra cima do pai, o acusando de ter sido o responsável pela "morte" dela. O ator emocionou e mostrou com perfeição toda a dor de seu personagem, somada ao ódio profundo por ter "perdido" seu grande amor. Ele se destacou na novela merecidamente e vem fazendo um bonito trabalho.

Silvia e Viktor formaram um ótimo casal, desde que os personagens começaram a se envolver, e os acontecimentos recentes serviram apenas para enfatizar a química presente entre Nathalia Dill e Rafael Cardoso em "Joia Rara", e ainda enriquecer a trama que os envolve. O resultado é o crescimento da história de um bonito par romântico, que foi ficando com conflitos a cada dia mais interessantes e passou a ser um dos pontos altos da obra de Duca Rachid e Thelma Guedes.

27 comentários:

Letícia disse...

Boa noite Sérgio,

Belo texto. Realmente a personagem da Nathalia Dill teu uma guinada de 180 graus, a princípio a vilã tinha duro para se igualar ao seu sogro, mas como se apaixonou pelo cunhado e ainda teve um filho acabou por humanizar a personagem.

Já o personagem do Rafael Cardoso, a princípio quase não aparecia, mas como o envolvimento teve sua participação ampliada na novela. Como disse em seu post, tinha lido que, a princípio, trataria sobre a homossexualidade, seria interessante se as autoras tivessem seguido este caminho, mas o novo também é interessante, afinal de contas com o envolvimento com a agora ex-vilã o personagem Viktor começa a mostrar para o que veio.

Os atores estão ótimos e conseguem transmitir a emoção necessária em cena. Foi muito boa a cena de hoje em que o rapaz culpa o pai pela suposta morte da amada... O sofrimento estava em seu rosto... foi muito bom...

Agora esperar para saber o que realmente aconteceu com a Silvia e se ela voltara disposta a se vingar de Ernest e agora de Manfred também... Vamos esperar os próximos capítulos...

Sérgio, um natal maravilhoso e uma ótima semana... Até a próxima... Um imenso abraço...

Sérgio Santos disse...

Letícia, obrigado! É verdade, o personagem do Rafael aparecia muito pouco, mas foi crescendo e merecidamente. Teve uma boa química com a Nathalia e o casal deu certo.

O capítulo dessa segunda foi do Rafael, ele deu um show. A volta da Silva será interessante pra história e pro retorno do casal. Vamos ver. Um beijão e desejo um lindo Natal pra você! Saúde e felicidade pra sua família. =)

MARILENE disse...

Estava inconformada com a morte dela, que li em resumo publicado na internet, por não ter assistido a novela nos últimos dias. Gostei de saber que vai voltar (rss). O casal deu um show de interpretação e não poderia ser desfeito.
Sergio, renovo meus votos de um ótimo Natal para você e sua família. Bjs.

Danuza disse...

Ótimo texto, Sérgio! A princípio, Nathalia Dill parecia um tanto presa na interpretação, o que acho normal, pois sempre se demora em encontrar o ponto certo das personagens no começo de uma trama. Mas, ao se apaixonar pelo 'cunhado' Viktor, tornou-se mais leve, sensível, que acabaram humanizando à personagem.
Já Rafael Cardoso, praticamente não aparecia, seu personagem só passou a crescer no momento em que se envolveu com a personagem Sílvia. Como bem lembrou, inicialmente, era para ser um homossexual, mas dado ao horário em que se passa Joia Rara, acharam por bem não abordar o assunto. Foi uma decisão acertada, para ambas às partes, pois o casal foi um acerto. Um porém é que, essa trama, traição, não pode ser melhor aprofundada pela mesma questão, o horário. Felizmente, isso não prejudicou a aceitação do casal, nem seu andamento. Pelo contrário, agora está cada vez mais interessante. Em suma, os atores estão ótimos, e a cada cena conseguem passar a emoção que precisam. Foi muito boa a cena em que Rafael descarrega sua raiva no pai pela então, morte de Sílvia. Assim como foram também boas às cenas em que Sílvia mostra sua dor, ao revelar sua identidade a Viktor, além da cena do nascimento de Heitor, que foi tocante. Agora só nos resta esperar para ver o que acontecerá quando Sílvia retornar. Estaria ela disposta a retomar sua vingança contra todos que lhe prejudicaram? Veremos!

Sérgio, Bom natal! Abraço.

Má Vegan disse...

Maravilhosa essa trama de inocentar alguém, ficamos torcendo. Parece estar bem quente embora eu não esteja acompanhando.
Feliz Natal!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também gostei da dupla Silvia e Viktor. Foi uma boa ideia das autoras ao investir nesse romance. Silvia, a princípio com ideias de vingança, amoleceu o coração e deixou aflorar o amor pelo Viktor. E este tem demonstrado ser digno deste amor, ao assumir a relação após o nascimento do filho do casal e ao ajudar nas investigações sobre o assassinato da mãe. Nathalia e Rafael têm química.
Feliz Natal pra você e os seus familiares.

Vera Lúcia disse...


Oi Sérgio,

Apesar de não seguir a novela, gostei de ler suas considerações e de me atualizar a respeito.

Grata pelo carinho da companhia no decorrer do ano.

Desejo a você e família um Natal de amor, luz e alegria. Que 2014 seja um ano especial em sua vida, trazendo-lhe muito sucesso e muitos motivos de sorrisos e celebrações.

Ótimas festas.

Grande abraço.

Thallys Bruno Almeida disse...

Eu confesso ter estranhado um pouco essa humanização da Sílvia, apesar de durante a fase em que ela foi vilã ela ter feito mais drama do que o que realmente aprontou. Ainda assim, gostei do envolvimento dela com Viktor, cheio de perigos e intensidade, mas ainda assim com sentimento legítimo.

E tbm não entendi a Pilar ter traído a Sílvia sem qualquer razão aparente, de uma hora pra outra. Se ela expressasse medo ou talvez ameaçasse o Manfred, ainda dava pra crer, mas traindo de uma forma fria uma pessoa que até o capítulo de anteontem (acho) era amiga e nunca demonstrou essa falsidade na mesma cena? Ficou estranho.

Felizmente, elas desistiram de matar Sílvia de vez. Eu não achava a personagem adequada para um quem matou, mas tbm não queria que um personagem do Zé de Abreu morresse de novo (o que no caso seria uma repetição de Amora e Ricardo por causa de Avenida).

A química existente entre Nathalia e Rafael é mais um acerto da novela. Os dois têm protagonizado cenas belíssimas recentemente, em especial a revelação do plano da vingança. A Nathalia ganhou uma personagem maravilhosa e vem correspondendo à altura, enquanto Rafael mostra maturidade a cada cena de A Vida da Gente pra cá.

Não à toa Sílvia e Viktor serem meu segundo par preferido atrás apenas de Aurora e Davi. Se bem que uma coisa que não se tem em Joia Rara é casal sem química. TODOS os pares funcionam. E apesar das coisas que mencionei acima negativamente, não chegam a comprometer seriamente o bom conjunto de Joia.

Um grande abraço e um ótimo natal pra vc e tua família! Até mais!

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio. Um pouco ausente depois de uns probleminhas ,mas, eis-me aqui :)
Gosto muito quando personagens "apagados" se despontam e dão uma virada, assim aconteceu com Viktor, era simplesmente o filho e o irmão dos personagens que mais se destacavam e hj faz parte, ativamente, de todo o enredo.

Quero deixar um Feliz Natal, uma noite cheia de paz e luz. Bjs

Melina disse...

Gosto mais do Rafael Cardoso do que da Nathalia Dill, Sérgio! Muitas vezes acho exagerada. O casal é bonitinho mesmo e deu certo.

Te desejo um lindo e iluminado Natal! Virei sua fã! Um beijo!

Ingrid Monreal disse...

Eu so fa da Nathalia Dill acho uma otima atriz e Rafael Cardoso vem crescendo a cada trabalho os dois juntos tem uma quimica incrivel e ainda tem uma historia bem construida que começou com uma vingança e se transformou num amor que mudou os dois.Silvia deixou de ser fria quando se apaixonou e viktor ficou determinado e auto confiante.Desde ja quero ver o reencontro dos dois quando ele souber que ela esta viva,Rafael tem uma coisa que muito atores nao tem sabe passar emoçao, como ontem na morte da silvia

Ingrid Monreal disse...

Eu acho que Silvia quando descobrir que ó manfred tentou mata-la,pilar a traiu e entregou as provas da inocencia do pai deve ficar ainda mais com sede de vingança e querer acabar manfred e ernest.Agora acho que sera silvia que prejudicara manfred pq ernest esta nas maos dele e a partir de agora manfred e silvia sera inimigos declarados,e uma hora amnfred sera dara muito mal agora ele conseguira quase tudo o que quer

Luan Bruno disse...

Olá, Sérgio!

Antes de me surpreender com seu texto, já que é de costume, resolvi deixar logo meu comentário te desejando um Feliz Natal.

Independente de nossas crenças, espero que essa data te traga grandes realizações e que você continue realizando seus sonhos. Te imagino sendo um rapaz batalhador.

Bom, muita paz, saúde e felicidades, amigo.

E que 2014 possa ser um ano maravilhoso para você e toda sua família.

Ah... Agora vou me deliciar com seu texto, falando da minha novela preferida: Joa Rara.

Abraço.

Sérgio Santos disse...

Marilene, eu tb não tinha gostado dessa morte mas sempre desconfiei que seria falsa. Só pensei que seria uma armação da Silvia e não que seria apenas um golpe de sorte mesmo. Bjs e espero que tenha tido um lindo Natal.

Sérgio Santos disse...

Eu gostei desde o início da Nathalia na novela, Danuza. Só a personagem que estava perdida e não se vingava nunca ajudava o seu algoz, o que fazia da situação algo totalmente sem sentido. Pena que demorou pra ela começar a vingança. Eu espero que ela volte e se vingue porque deixar de lado seria decepcionante. Rafael e ela formam um lindo casal e merecem um final feliz. bj

Sérgio Santos disse...

Vegan, Feliz Natal atrasado pra vc. bj

Sérgio Santos disse...

Elvira, a dupla funcionou mt bem e o casal têm química. É um dos melhores pares da novela. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Vera, eu que agradeço o seu carinho! Espero que tenha tido um lindo Natal Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Eu gostei da humanização da Silvia, Thallys, até pq nunca a considerei vilã. Aliás, foi uma propaganda enganosa. Disseram que Nathalia ganharia uma vilã mas não era bem assim. E no início sua personagem ajudava o algoz e não se vingava, o que deixava tudo sem sentido.

Essa traição da Pilar foi completamente inverossímil e pareceu uma improvisação das autoras, ou uma saída fácil pra vingança do Manfred. Ficou forçado. Os casais da novela funcionam mesmo, uns mais e outros menos, mas o saldo geral dos pares é ótimo.

Abçs!

Sérgio Santos disse...

Cléu, espero que esteja tudo bem! E é verdade mesmo. Bjs e espero que tenha tido um bom Natal.

Sérgio Santos disse...

Melina, obrigado pelo carinho e pelos votos. Bjão!

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Ingrid, a cena do reencontro do casal tem tudo para ser emocionante. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Luan, muito obrigado. Desejo o mesmo pra vc! Muita saúde e tudo de melhor. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Ah, Ingrid, eu espero que quando a Silvia volte, faça de tudo para destruir Manfred e Ernest.

Ingrid Monreal disse...

tb espero Sergio,Silvia é uma das personagens preferidas minha da novela alem de ser interpretada pela Naathalia que acho uma otima atriz tb gosto pela complexidade que ela mostra dividida entre vingança e o amor e sempre mostrou um sentimento quer poderia se regenerar seja amor pelo pai,viktor ou filho.Eu quero que a silvia acabe com Manfred que esta por cima agora e tb ernest pq mesmo que ele nao tenha matado catarina ele fez heitor pagar por um crime que nao cometeu.Super na expectativa para volta da silvia, manfred e ernest sabendo que esta viva e reencontro viktor que tem muita quimica

Sérgio Santos disse...

Vamos aguardar, Ingrid. Bjsss