terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Cumplicidade entre Jonathan e Félix expõe a perfeita sintonia entre Thalles Cabral e Mateus Solano em "Amor à Vida"

Walcyr Carrasco iniciou "Amor à Vida" explorando a inveja que Félix (Mateus Solano) tinha da irmã (Paloma - Paolla Oliveira) e os efeitos pérfidos que esse sentimento provocava nele. Entretanto, aos poucos, o telespectador foi percebendo as peculiaridades do vilão. Os complexos foram exibidos, principalmente, em três momentos: na hora que sua homossexualidade ficou exposta, no instante que soube do caso que Edith (Bárbara Paz) teve com César (Antônio Fagundes) e quando descobriram que ele jogou a própria sobrinha recém-nascida em uma caçamba. E, curiosamente, essas situações fizeram nascer uma bonita relação entre Jonathan (Thalles Cabral) e Félix.


O vilão sempre humilhou o filho e os dois viviam brigando. Era um relacionamento difícil e a convivência sempre causava conflitos, principalmente da parte do pai, que ignorava a existência de Jonathan e só falava com o garoto para xingá-lo. O próprio Jonathan, para se vingar de tantas humilhações, colocou seu skate na escada para o pai cair, o que de fato aconteceu, provocando uma fratura que fez Félix andar de bengala por algumas semanas.

Porém, o que parecia impossível, foi acontecendo em doses homeopáticas. Após ser duramente humilhado por César ---- quando o dono do San Magno descobriu que o filho tinha um caso com um homem ----, o irmão de Paloma recebeu o apoio de Jonathan, que mesmo baqueado com o choque da revelação,
procurou entender e consolar o pai. A partir desse instante, Félix começou a olhar o filho com outros olhos.

O carinho entre os dois foi ficando mais forte e o vilão sofreu duplamente quando soube que na verdade Edith era uma prostituta paga por César para seduzi-lo. Afinal, além da pesada traição, ficou comprovado que Jonathan não era filho dele e sim fruto da relação que a 'esposa' teve com o ex de Pilar (Susana Vieira). Entretanto, Félix se emocionou quando ouviu do próprio rapaz que o sentimento não iria mudar e que a relação deles seria sempre de pai e filho.

A relação ficou ainda mais tocante depois da derrocada de Félix ----- após toda a monstruosidade envolvendo a filha de Paloma ser exposta perante a família. Apesar de ter condenado a atitude do pai, Jonathan novamente o apoiou e foi o único que ficou do seu lado. As cenas protagonizadas por Thalles Cabral e Mateus Solano foram emocionantes.

Os atores estão em completa sintonia e todas as sequências envolvendo Jonathan e Félix são repletas de cumplicidade e amizade. Vale citar também, o engraçado momento em que os dois comem um sanduíche na praça e se divertem, apesar da inusitada situação. E esse relacionamento de 'pai e filho' está sendo riquíssimo para a grandeza do vilão de "Amor à Vida". Nada mais interessante do que ver um personagem humanizado, ainda que seja o grande antagonista da história. Aliás, a aproximação de Niko (Thiago Fragoso) também serviu para expor o lado bom de Félix, que demonstrou ter um carinho sincero pelo mais novo amigo. Mas, sem dúvida, o filho foi o grande responsável por essa humanização.

E foi exatamente quando se viu sem nada que Félix percebeu a importância de Jonathan em sua vida. Por sinal, o personagem interpretado por Thalles Cabral (que cresceu muito na trama) é o mais íntegro e sofrido da novela. O garoto sempre se viu renegado pelo pai, enfrentou várias revelações chocantes que destroem o psicológico de qualquer um e, apesar de tudo, demonstra serenidade e firmeza de caráter. Recentemente, o ex-presidente do San Magno se surpreendeu com a visita do filho e ficou constrangido por ter sido flagrado vendendo hot-dog. No entanto, o neto de Tamara (Rosamaria Murtinho) não se importou com a situação, aconselhou novamente o pai e ainda lhe deu uma parte da mesada para ajudar nas despesas.

Jonathan e Félix estão protagonizando várias cenas que primam pela delicadeza e profundidade dos sentimentos envolvidos. A parceria está a cada dia mais solidificada e Walcyr Carrasco está sendo muito feliz ao focar nesse tão atrativo relacionamento. Já Thalles Cabral e o sempre ótimo Mateus Solano formaram uma bem-sucedida dupla, que vêm presenteando o público de "Amor à Vida" com ótimos momentos, marcados pela característica que virou a principal marca da relação dos personagens: a cumplicidade.

50 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Desde a separação da Paloma e do Bruno eu só tô vendo a novela pela internet, pra ver as cenas que gosto e me poupar daquilo que não me agrada (por exemplo, qual é a graça e utilidade do Carlito virando "cantor"?).

E como a relação entre Jonathan e Félix se encaixa no núcleo principal, meu preferido, faço questão de comentar.

Jonathan ama muito seu pai. Aturou vários abusos e humilhações e chegou ao ponto de provocar o acidente do pai pra dar um basta em tudo aquilo. Porém, não se viu capaz de tripudiar daquele sujeito que o humilhava sempre mesmo após a revelação de toda a verdade. Seu amor pelo pai era maior do que toda a confusão de relações na qual estava envolvido.

Sobre a humanização de personagens com desvio de caráter, acho interessante, mas sou dos que defendem uma moderação nesse tipo de abordagem. Tivemos Carminha, Fabinho, Amora e agora Félix. Uma redenção bem feita pode fazer o público sentir pena do personagem que antes odiava, mas vamos com calma. Porque senão daqui a pouco todo e qualquer personagem com esse tipo de desvio vai ser redimido. Prefiro esse recurso de veeeez em quando porque temo que se abra um precedente perigoso, diminuindo as chances de vermos um "vilão autêntico" (como César) punido de fato.

Bom ver um jovem rosto (Thalles Cabral) crescendo e mostrando potencial pra se firmar no futuro. Outra ótima cena que eu destaco dele foi uma conversa com a Pilar (Suzana Vieira), em que ela garante que Jonathan continuará sendo bem-vindo na mansão Khoury mesmo depois da confusão toda. Do Mateus eu nem preciso falar muito, mantém a excelência.

Nisso eu dou meu ponto positivo pro Walcyr por investir nesse relacionamento dos dois. É na trama principal de AAV que ele mais acerta. Abç!

Thallys Bruno Almeida disse...

PS: Por falar no Solano, estendo meu aplauso a ele pelo prêmio de melhor ator no prêmio da APCA. Ganharam tbm a Savalla e a Bianca Comparato (empate em melhor atriz), o Felipe Hirsch (diretor de A Menina Sem Qualidades, que a Bianca protagonizou), o Amor e Sexo (em programa de entretenimento) e o Sai de Baixo recriado pelo Viva vai receber uma menção honrosa pelo sucesso do revival com o elenco original. Só estranhei o fato de não ter saído melhor novela (já que ano passado Avenida ganhou).

Thallys Bruno Almeida disse...

Só um esclarecimento a mais: sobre a punição ou não de vilão, eu tbm gostei mto das não-punições que o Sílvio de Abreu inseriu em Belíssima e Passione (assim como nesta o Fred ter sido preso injustamente). Só acho que o recurso da redenção ñ deve ser tão usado assim.

✿ chica disse...

É comovente ver que após tantos maus tratos o filho o recebe, acolhe e entende! Lindo de ver! abração,chica

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também acho bonita a relação de Felix e Jonathan, reforçada pelos bons desempenhos de Mateus Solano e Thalles Cabral. Curiosamente, até os acho parecidos fisicamente.
É muito bom mesmo mostrar que ninguém é cem por cento mau; no caso do Felix, bastava uma demonstração de amor, para ele retribuir. Apenas nos casos da Paloma e da Edith não foi assim, porque elas sempre gostaram dele, mas a inveja do afeto que Cesar nutre por Paloma acabou provocando toda essa tragédia familiar.
Felix ama mesmo Pilar e está começando a amar Jonathan, Marcia e Niko.

Letícia disse...

Bom Dia Sérgio,

Belo post. Eu adoro a relação do Félix como o filho. No início era bastante conflituosa, mas foi preciso o vilão ter sua sexualidade exporta para que os dois se entendesse. Aliás é uma das coisas que mais me encanta na novela.

Jonathan humaniza o Félix. Quando descobre que não é pai biológico do rapaz, apesar de ter jogado na cara de todos isso, o vilão ficou realmente triste com a possibilidade de ter "perdido" o filho, porém o jovem preferiu ele ao César. A relação deles fica cada vez mais bonita e a cumplicidade faz aumentar a cada dia. Jonathan sabe o caráter do pai, mas não desiste dele e isso é tocante.

É legal ver que o Walcyr colocou três ótimos personagens no caminho do Félix para sua regeneração, Jonathan, Márcia e agora o Niko. Quando sobe que eles se apaixonar nos próximas semanas, eu não gostei muito, todavia pensei depois, por que não, seria muito interessante, já que Félix consegue ser bom na presença do Carneirinho, ajuda, dá conselhos, tenta mostrar para o Chef que o mundo não é tão cor de rosa como imagina. Já a Márcia, acredito que se torna uma segunda mãe. Toda mãe sabe dos defeitos dos filhos, e mesmo assim é capaz de acolher. Pilar, apesar de expulsar Félix de casa, agiu muito bem, foi a forma que encontrou para fazer o filho se tornar alguém melhor. Tirar dele tudo o que mais prezava.

Também gostei muito da cena que Jonathan pergunta sobre sua situação na mansão e a dermatologista o acolher e diz que nada muda, ele é neta dela e ponto final.

Acho interessante que Walcyr tenha dado esta mudança na estória, está ficando bem legal. Não acredito que Félix se torne um santo, mas certamente alguém bem melhor.

Bjs e uma ótima semana.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia, Sérgio!
Bela análise,
sim, uma bela parceria
eu penso que apesar de telenovela, o "vilão" tem que ser verossímil! Por isso é importante humanizá-lo, com os mesmos anseios, medos e dúvidas de qualquer ser humano razoável. E assim, aos poucos e com tons sensíveis, culminando em respostas para uns e tristes desfechos para outros.
agradeço pelo carinho,no Blog Dois, bela semana,abraços!

Patricia Galis disse...

Bacana mesmo essa relação no começo qdo assisti aos primeiros capítulos eles brigavam muito, agora não vejo mas as vezes leio algumas coisas na nete.

Flávia disse...

Ia te pedir pra escrever um texto sobre essa relação de pai e filho, Sérgio! Mas nem foi preciso! kkkkk Adorei o texto e os dois estão em perfeita sintonia. As cenas são muito bonitas e o Félix perdeu o posto de vilão para a Aline!

Anônimo disse...

Esse garoto é um talento e o Mateus merece todos os prêmios que está conquistando. A novela também é muito boa e merece o sucesso! Ótima crítica!!!


Eliana

MARILENE disse...

É uma bela relação. O filho, em nenhum momento, demonstrou preconceito ou indignação. Mesmo sabendo que Felix não é seu pai biológico, ofereceu-lhe apoio e amizade. E dá exemplo, provocando sentimentos mais dignos no pai. Bjs.

Maxxi disse...

Ai Sérgio...

Você conseguiu me emocionar... Com esses comentários, essa foto que ilustra seu texto, sobretudo para mim que tem um péssimo relacionamento com meu pai (também pelos mesmos motivos do Félix em relação ao César)... Queria mesmo ter um pai ao menos que nem o Félix...

Pois bem, seu post incrível me fez lembrar de uma cena do Félix e Jhonatan que deixou meus olhos lacrimejando.. É uma cena em que o filho conta a história de JEan Valjean do clássico Os Miseráveis ao Félix. Uma história verdadeiramente linda que caiu que nem uma luva para o momento. Foi emocionante ver o talento do Thalles Cabral ao encarnar um filho que dava lição ao pai. Com certeza, uma cenas muito emocionantes que ficarão marcadas nessa montanha-russa chamada Amor à vida.

A Viajante disse...

Esse de fato é um grande acontecimento na novela. A aproximação entre pai e filho, após inúmeros processos de rejeição entre ambos. Concordo que haja cumplicidade e beleza entre os dois. Parabéns, Sérgio. Texto excelente.

Adriana Helena disse...

Sérgio, boa noite amigo!
Preciso parabenizá-lo ( pela enésima vez é claro..rsrs) por este lindo post!
As cenas da novela que eu mais gosto atualmente são o "Casal Perfeito, em sua vida perfeita representados pela Linda, autista e o advogado Rafael e em seguida o Jonathan e Félix! Ah, que delícia ver esses dois últimos atuando com tanta sintonia e simplicidade!

Thalles Cabral promete e será um ator brilhante!
Ele parece mesmo ser filho do Mateus Solano: todo igualzinho a ele- até mesmo na interpretação: está no olhar!!

Adorei o post amigo!
Obrigada por sua sensibilidade ímpar em capturar os melhores momentos desta novela!
Beijos e uma semana maravilhosa!

Paty Michele disse...

Estou adorando essa nova fase dos dois. Acho que Felix precisou "descer do salto" pra perceber o ótimo rapaz que é o filho dele.

Sérgio, aproveito para parabenizá-lo pelas indicações no Xícara de Ouro.

Um beijo

Rita disse...

Emocionante ver os dois, e o amor suave que o filho tem pelo pai é gratificante, gosto das cenas dos dois juntos....

Mas Felix e Márcia dão o swhouuu
a parte , apesar de não ver a hora dessa novela acabar, tem coisas boas pra gente ver
Serginho tenha uma bela noite com bons sonhos

Bjusss
___________Rita!!!!

Anônimo disse...

Fala sobre a novela Água Viva!

Milene Lima disse...

Eu não sei se o Felix vai se redimir ou não, mas queria que ele demorasse muito pra voltar pra mansão (pelo que li por aí, vai acontecer logo), porque essa passagem dele pelo universo da Márcia está muito bom. Todos os dias dou boas risadas.

E as cenas dele com esse menino são lindas demais, desde o primeiro grande baque do Feliz, como você bem citou.

Beijo, Sérgio.

Melina disse...

Sérgio, essa relação é muito bonita e o processo de humanização do vilão está sendo muito bem conduzido. Jonathan é um menino encantador e nem o Félix resiste mais ao filho de coração.

E essa relação está sendo bem escrita por Walcyr. Eu gostaria muito que Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari tivessem feito a mesma coisa com a Amora. Nós teríamos mais tempo para admirar e se encantar com a relação dela com os sobrinhos e com o Bento. Lógico que ela não era vilã porque já conversamos muito sobre esse assunto, mas deveriam ter feito o que o autor está fazendo agora com o Félix.

Parabéns ao Walcyr, ao Thales e ao Mateus. E a você por mais esse texto! Beijo.

Alexandra Amaral disse...

Oi Sérgio... A novela anda me decepcionando com várias cenas desnecessárias e bobas... Mas ainda ando assistindo... A trama central me agrada e muito.
Realmente as cenas de Thallys e Félix são ótimas, mostra a capacidade paternal do Félix, que
ele no fundo tem um bom coração em relação ao filho... Anda me agradando também as cenas dele com o Niko, espero que se inicie um romance e que ele se regenere... Seria um ótimo final (aliás se o romance e a regeneração existirem mesmo é melhor acontecer logo, só temos um mês e meio de Amor A Vida...
abraços

Alexandra Amaral disse...

Tinha esquecido o nome do personagem e botei o nome do ator mesmo (Thallys)

Clau disse...

Oi Sérgio,td bem?!
Ultimamente não tenho conseguido assistir nada,mas gostei de saber que está acontecendo esta cumplicidade entre Jonathan e Félix.
Numca imaginei que cenas como estas citadas por vc,pudessem acontecer um dia.
Walcyr Carrasco,continua surpreendendo...
Bjs \o/

Sérgio Santos disse...

Faz muito bem em ver pela internet, Thallys, pq assim vc não sofre.

A humanização de vilões complexos acaba implicando em uma redenção futura, mas não é uma regra. Amora e Fabinho não eram vilões, mas não vou entrar nesse mérito de novo. E Carminha e Félix são grandiosos personagens e que dão muitas possibilidades de final. A Carminha se regenerou e caso o Félix se regenere será ótimo.

César não tem nada de vilão autêntico, até porque ele não faz maldades e nem prejudica pessoa. É um preconceituoso, hipócrita e intolerante, mas mau não é.

Leila sim é uma vilã autêntica e o final dela será próprio de uma víbora.

Todos os premiados do APCA mereceram os prêmios. abç

Sérgio Santos disse...

Verdade, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

É verdade, Elvira, eu tb acho eles parecidos fisicamente. E os atores estão em perfeita sintonia. As cenas são sempre bonitas e transbordam cumplicidade. Félix tá começando a amar mesmo Jonathan, Niko e Márcia. Bjs

Sérgio Santos disse...

Letícia, excelente comentário. Concordo com tudo. Félix está mudando, mas não virará um santo, até porque não mostrou o vídeo com o depoimento da Mariah pra Paloma só por birra. E suas ironias e comentários maldosos sempre estarão presentes.

Essa cena do Jonathan com a Pilar foi bonita mesmo, assim como todas as dele com o Félix, que realmente ficou triste quando soube que não era o pai dele.

Márcia, Niko e Jonathan estão sendo os grandes responsáveis por essa humanização do vilão e o personagem ama cada um de um jeito diferente. Bacana ver isso. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Felis, não tenho nada contra os vilões 100% maus, até porque são ótimos tipos quando bem escritos e interpretados, mas um vilão humanizado abre mais possibilidades, tanto para o ator quanto para o desfecho do tipo, que fica em aberto, havendo possibilidade de redenção ou não. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Patrícia. bjs

Sérgio Santos disse...

Tá vendo, Flávia, me antecipei de novo. rs Aline virou a grande vilã mesmo. Bjão!

Sérgio Santos disse...

De pleno acordo, Eliana. bj

Sérgio Santos disse...

Exato, Marilene. Ele não demonstrou preconceito e procurou entender e apoiar o pai. Isso amoleceu o coração do Félix. bjs

Sérgio Santos disse...

Maxxi, fico feliz que tenha gostado do texto. Não sabia dessa seu conflito com o seu pai, o que só mostra como essa trama da novela é real.

Essa cena bem lembrada por você foi muito bonita mesmo e os atores foram ótimos. Acho que foi ao ar no sábado, se não me engano. A relação entre pai e filho está a cada dia mais próxima. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Ju. bjs

Sérgio Santos disse...

Adriana, novamente agradeço o seu carinho de sempre. Eu também acho a relação entre Jonathan e Félix a mais bonita da novela, além, claro, de Rafael e Linda. Ainda é bom lembrar de Lutero e Bernarda que também encantam.

Thalles e Solano estão ótimos e a relação dos personagens ficou muito bacana. Bjs e boa semana.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Paty, ele precisou ser desmascarado e ficar no fundo do poço pra começar a ter bons sentimentos. Bjs e obrigado pelo parabéns, eu fiquei muito lisonjeado com a segunda vitória.

Sérgio Santos disse...

Rita, a relação do Félix com a Márcia tb está muito boa. Nesse caso há mais comicidade, mostrando que Mateus é bom no drama e na comédia. Bjs

Sérgio Santos disse...

Vamos ver, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Milene, também tenho me divertido com as cenas do Félix com a Márcia. E agora tá com Valdirene também pra melhorar ainda mais.

Pelo que li, ele vai voltar mesmo pra mansão, mas continuará convivendo com Márcia. E a relação dele com Jonathan está mt bonita. Bjão

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Perfeito em sua análise e considerações.
Acho lindo os momentos entre Félix e Jonathan. O apoio do 'filho' tocou o coração carente de Félix. O mesmo está ocorrendo com relação à Márcia, que está despertando em 'seu menininho' o sentimento da gratidão. Muito bom ver um vilão sendo estremecido por bons sentimentos.

Beijo.

Sérgio Santos disse...

Melina, obrigado. Olha, MAA e VV poderiam ter iniciado esse processo de redenção da Amora antes mesmo, mas aí a novela ficaria sem ação. Ela movimentava todos os núcleos e movia a trama.

Em AAV, há essa possibilidade, porque ainda há Aline, Amarilys e Leila, mas em SB não tinha mais ninguém, já que Fabinho tinha se redimido e o sabotador só surgiu no final. Enfim, mas a humanização do Félix está mt bacana. Bjs e obrigado de novo.

Sérgio Santos disse...

Alexandra, torço para um final com Félix e Niko juntos. Acho que a chance de acontecer porque a aprovação do casal é muito alta e Walcyr gostou do par.

O nome do personagem é Jonathan. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Pois é, Clau, no início de AAV essa relação era impensável. E tb nem dava para imaginar o quanto que seria bonita de se ver. Bjs!

Sérgio Santos disse...

Vera, obrigado! Márcia e Jonathan estão amolecendo o Félix mesmo. Ele só precisava desse carinho pra se mostrar como é, ao contrário daquele cara humilhado pelo pai e capaz de atrocidades para conseguir o que queria. Bjão!

Barbie Californiana disse...

É mesmo uma linda relação... acredita que o Félix é o primeiro vilão que eu curto? E não é de agora não, é desde o começo. ;) Sei lá, sabe? Mas o senso de humor dele tem carisma... hahaa beijinhos

Alexandra Amaral disse...

Ando vendo tão pouco a novela que até esqueci o nome do personagem, rs

Sérgio Santos disse...

Jura, Barbie? Não sabia! Mas o Félix é um grande personagem. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Mas tava no título do meu texto, Alexandra. Foi falta de atenção. rsrs bjsssss

Fabíola Oliveira disse...

Eu acho essa novela Amor À Vida simplesmente belíssima e tirando o espírito da Nicole que já sumiu, muito realista.

Acho interessante a maneira como o Walcyr vem mostrando os conflitos humanos nessa trama. O que eu acho mais interessante também é que todos os personagens estão, no devido tempo, tendo destaque na trama e o Johnathan não foi exceção.

No início da novela e até o meio, ele tava bem apagadinho, com poucas falas e só aparecia de vez em quando, mas à medida que a casa do Félix começou a cair, ele foi aparecendo e tendo oportunidade de mostrar o quanto ama o pai.

Talvez o amor de Johnathan pelo Félix possa trazer o o personagem do Matheus Solano à redenção, pois o Johnathan tem o que o seu pai não aprendeu ainda, que é generosidade.

Acho que a grande proposta do walcyr nessa novela é mostrar ao telespectador o que intuitivamente todos eles já sabem, mas que conscientemente a gente se esquece um pouco, que é que todos tem seus anjos e demônios e, nessa novela, todos os personagens, pelo menos a maioria deles, já deram uma bela pisada na bola.

A única exceção disso que vejo na trama é o Rafael, o advogado que está lindamente ajudando a Linda a desabrochar para a vida...

Abraço imenso para ti, Sérgio!

Sérgio Santos disse...

Fabíola, obrigado pelo comentário! E eu assino embaixo! Gostei do que você falou, mt bacana! Um beijo e volte sempre!

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.