segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

"Altas Horas" completa 13 anos e acerta ao homenagear novelas da Globo

O "Altas Horas" sempre festejou seus aniversários fazendo surpresas para Serginho Groisman e relembrando momentos marcantes do programa. O apresentador ainda costuma convidar vários atores e músicos para uma grande confraternização. Porém, em 2013, o programa ---- exibido nesse último sábado (14/12) ---- resolveu inovar e comemorou o aniversário de 13 anos de uma forma completamente diferente: homenageando as novelas da Globo.


Para falar de "Água Viva"; "Corpo a Corpo"; "Roque Santeiro"; "Top Model"; "Meu bem, Meu mal"; "Alma Gêmea"; "Cheias de Charme"; "Salve Jorge"; e "Amor à Vida", foram convidados Lucélia Santos, Isabela Garcia, Regina Duarte, Malu Mader, Lima Duarte, Priscila Fantin, Flávia Alessandra, Isabelle Drummond, Nanda Costa e Tatá Werneck. A atração também contou com Fábio Jr., Marina Lima (ambos responsáveis por músicas que fizeram parte de várias novelas, incluindo as aberturas), Fernanda Abreu, Gaby Amarantos, Sandy, Zeca Pagodinho, Gabriel Vallim, César Menotti e Fabiano e o onipresente Thiaguinho.

O programa foi de pura nostalgia e os noveleiros não tiveram do que reclamar. Foi um presente e tanto. Todos os atores tiveram a oportunidade de falar das tramas e algumas imagens dos folhetins foram exibidas, assim como as músicas que marcaram as produções foram cantadas pelos intérpretes convidados.
Serginho Groisman, como de costume, comandou muito bem a comemoração, que já entrou na história do "Altas Horas".

Lima Duarte e Regina Duarte lembraram da clássica "Roque Santeiro" e o ator também fez questão de falar da memorável cena onde Dom Lázaro pede melão para a enfermeira (Zilda Cardoso) em "Meu bem, Meu mal". Já Isabela Garcia lembrou da época que participou de "Corpo a Corpo" e esbanjou simpatia. Lucélia Santos falou de "Água Viva" e enfatizou o quanto que o formato da telenovela era diferente nos anos 80, quando cenas eram mais longas e havia muito mais pausa entre as falas. Malu Mader comentou sobre "Top Model", enquanto que Priscila Fantin e Flávia Alessandra comentaram sobre o fenômeno "Alma Gêmea" e relembraram os embates entre Serena e Cristina.

Tatá Werneck honrou o sucesso de Valdirene, de "Amor à Vida", e roubou a cena. A atriz abusou dos improvisos e fez todo mundo gargalhar inúmeras vezes. Conseguiu até um beijo do Fábio Jr., após declarar sua paixão por ele. Sua participação foi a parte mais engraçada do programa, sem dúvida. E a cena que a produção exibiu foi justamente uma das melhores da periguete na novela: a gravação do vídeo de inscrição da personagem para o "Big Brother Brasil", quando Tatá abusou dos cacos e protagonizou momentos impagáveis. Já Isabelle Drummond lembrou do seu bem-sucedido trabalho em "Cheias de Charme" e encantou a todos com sua conhecida timidez.

Mas apesar das ótimas homenagens, foi estranho "Salve Jorge" estar entre as novelas comentadas e ainda terem escolhido Nanda Costa para representá-la. A trama foi rejeitada, não fez sucesso e a protagonista sofreu várias críticas. A atriz parecia uma estranha no ninho e, por coincidência, acabou saindo antes da atração acabar devido a compromissos. A ausência de "Avenida Brasil" também foi sentida, principalmente por causa da presença da história de Glória Perez. Claro que não tinha como citar todos os folhetins da emissora, entretanto, como incluíram uma obra tão questionada na lista de produções homenageadas, era esperado que o recente trabalho de João Emanuel Carneiro fosse lembrado.

Preferências à parte, a verdade é que o "Altas Horas" especial de 13 anos foi um grande acerto de Serginho Groisman. O apresentador ---- que agora está no horário que sempre quis e merecia (depois do "Zorra Total", trocando de lugar com o "Supercine") ---- comemorou mais um ano no ar de uma forma diferente e ainda homenageou várias produções que fazem parte da história da teledramaturgia e da televisão. Foi uma edição histórica e que apenas ajudou a comprovar a superioridade do formato, tanto em relação aos demais programas de auditório das concorrentes, quanto os da própria Globo.

34 comentários:

Gabriela disse...

Também achei ótima a ideia de falar e homenagear as novelas através de atrizes/atores e trilhas sonoras. Fugiu do comum e com certeza agradou os inúmeros noveleiros pelo país. Curti!!
Sobre a seleção das novelas, para mim ficou claro que foi totalmente aleatória, sem critérios, pelo menos no que diz respeito a novelas dos anos 80/90 e grandes autores. E concordo com você, entre as novelas recentes, Salve Jorge estava deslocada ali.

Abraços, Gabriela (sempre leio seus textos, embora não tenha costume de comentá-los)

paulo disse...

Achei válida a ideia, a realização nem tanto. Pareceu tudo improvisado. Discordo que a Isabela Garcia mostrou simpatia, pelo contrario, achei no mínimo uma falta de educação ela dizer que não se lembra da novela Corpo a Corpo, sequer da historia da sua personagem. Aliás ela parecia estar meio alterada. Lima Duarte sim mostrou extrema simpatia e bom humor lembrando da novela Meu Bem Meu Mal. E os cantores convidados pra cantar as musicas das novelas foi péssimo. Fernanda Abreu assassinou "Menino do Rio". E quanto aquelas atrizes jovenzinhas comentando sobre as novelinhas recentes que participaram também destoou do resto. A não ser pra adolescentes e crianças que estivessem assistindo, rs. Pelo menos não colocaram a ridícula Avenida Brasil, essa é a pior das piores. (esses dias aqui em casa estava minha família na sala falando sobre novela e assistindo Amor a Vida, dai meu pai disse que a novela era chatinha mas a pior que ele já tinha visto foi Avenida Brasil, e olha que ele nem é noveleiro mas lembrou dessa novela intragável. Dai minha mãe e minha tia concordaram. Lembrei de você Sergio!)

Thallys Bruno Almeida disse...

Que programa foi esse, hein. Programaço.

Não entendi nada da escolha da Nanda, a Morena foi ofuscada pela Heloísa da Giovanna Antonelli, se exibiu uma das piores cenas já vistas e de Thiaguinho eu não vou nem comentar, rs. Ainda mais que a interpretação dela foi beeeeem mais ou menos. Era pra Adriana Esteves ou Débora Falabella estar ali representando Avenida, pq foi bem estranho uma obra que causou furor sendo preterida em favor de uma contestadíssima.

Quanto a Alma Gêmea, foi uma obra maravilhosa, mas senti a Priscila Fantin totalmente deslocada ali, a Flávia Alessandra foi bem mais representante dessa novela (ainda mais que foi o grande personagem dela, a grande virada de jogo, o sucesso definitivo). Vale lembrar que a Flávia tbm saiu antes do programa acabar, só que no início do penúltimo bloco.

Tatá Werneck: acho essa garota sensacional desde os tempos de MTV. E ainda bem que exibiram uma cena realmente divertida dela, que foi o vídeo pro BBB. Ainda acho que tem improviso dela.

Isabelle Drummond maravilhosa e linda representando a geração jovem de CdC, Lucélia Santos e Isabela Garcia relembrando o formato dos anos 80, o gênio Lima Duarte e a Regina falando sobre a obra-prima de Dias Gomes... Enfim, tudo isso compensou o erro de SJ/Nanda.

Entre as versões musicais, destaco Fábio Jr e sua Alma Gêmea e a versão da Sandy pra Meu Bem Meu Mal.

Enfim, um programa excelente, o melhor do ano, relembrando um tema que muita gente adora e com uma seleção de atrizes em sua maioria bem acertada pra cada geração. Fiz questão de rever a reprise de tão bom que foi. Abç!

Max disse...

Juuura Sergio que esse prato cheio para mim aconteceu? Não... Fiquei triste. Não acompanho o Altas Horas, mas farei questão de assisti-lo no Globo.com.


Sergio, gostaria,que vc comentasse aqui no blog a carreira mega bem sucedida de Walcyr Carrasco. O Nilson Xavier fez isso no blog do Viva e pensei como seria os seus comentários a esse autor fabuloso. Espero que minha humilde sugestão possa será aceita nessa reta final de Amor à Vida.

Má Vegan disse...

Nossa já faz tudo isso? Como o tempo passou rápido e voando!

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia, Sérgio!
como tu sabes, não sou noveleiro, mas, em compensação, sou fã do Altas Horas, e com a mudança do horário mais ainda. Saiu da mesmice de comemoração de aniversário do programa e inovou,homenageando as novelas.Muito bom...e bela análise!
Agradeço pelo carinho, bela semana,abraços!

Lulu on the Sky disse...

O maior lucro da Globo vem das novelas, não pode deixar de homenagear.
Big Beijos
Lulu
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, gostei do texto. A produção do Altas Horas encontrou uma ótima forma de comemorar o 13º aniversário do programa. Também achei que Avenida Brasil ou A Favorita mereciam ser lembradas.

Alexandra Amaral disse...

Gostei do programa, bem criativo.
Roque Santeiro foi uma das melhores novelas já exibidas pela Globo, elenco ótimo, texto e história deliciosos, um marco.
Água Viva é uma deliciosa e marecante novela, com núcleos de encher os olhos e história interessante. Mas foi tomada pela barriga logo depois da entrada do Manoel Carlos, e só ganhou gás mais da metade pro fim. Mas ainda assisto diariamente no VIVA.
Corpo A Corpo foi uma ótima novela em 1984 mas realmente é muito esquecida. EU mesmo tinha até esquecido do nome dela, jurava que era ''Do Corpo ao Corpo'', kkkk. E Se a Isabela Garcia esqueceu, é o problema dela, aliás, quem nunca esquece de alguma coisa? -_-
Top Model foi uma novela bem elegante, fina e um estrondo de audiência. A Globo estava em um ótimo momento entre o final dos anos 80 e o começo dos anos 90, na época só teve um ou dois
fracassos.
Meu bem meu Mal foi uma ótima novela, vi na reprise de 1996 e tinham várias cenas marcantes. Quem é bem leigo imagina pela cena do ''Melão'' que a novela é bem engraçada, mas era bem dramática.
Alma Gêmea é uma novela épica, mostrou um Walcyr bem mais sério, e lá já mostrou que tinha competência pra fazer um bom drama. A cena da Morte da Débora e da Cristina foi tão marcante que surgiram até emoticons no antigo MSN.
Cheias de Charme foi apenas uma boa novela. Começou bem, mas se perdeu na metade. E terminou bem mais ou menos. Salve Jorge não merecia nem estar aí, novela sem graça, desgraçada, salva-se o elenco, mas que foi todo desperdiçado (jogar no lixo EVA TODOR)? A personagem era tao ínfima que dá pra contar as cenas delas no site globo.com
Amor A Vida está sendo uma boa novela, apesar das cenas bem desnecessárias (não só do Michel e Patrícia). As vezes eu gravo a novela e pulo essas cenas de Perséfone, Michel, Pilar e o motorista e Jaques... E ninguém melhor que essa Tatá Werneck pra representar. Mulher sambante!!
As representadas foram ótimas tambem (exceto Nanda Costa que não tem expressão nem na voz). Se mostraram bem simpáticas. Foi bom ver Lucélia Santos devolta, não a via desde 2009.
Acharia bom que Avenida Brasil fosse lembrada, se bem que eu achei uma novelinha bem mais ou menos, só prestava a Carminha e a Nina, mas nada.
Essa é a minha conclusão, adorei o programa, mas acho que deveria ter alguns ajustes, rss
abraços

Anônimo disse...

Ufa que Av. Brasil nem foi lembrada! Novela horrorosa!

Melina disse...

Sérgio, não entendi Salve Jorge estar ali. Apesar de não ter achado Avenida Brasil isso tudo, reconheço que era bem mais merecedora. O programa foi muito divertido com exceção dos cantores assassinando todas as músicas das novelas. Foi uma comemoração em grande estilo. Me diverti, principalmente com a Tatá e com o clipe da Valdirene que não tinha visto quando passou em Amor À Vida.

Comentário aleatório: Você viu a entrevista da Sophie no GNT? Ela foi um doce e hoje aparecerá no Reviva junto da Mariana Ximenes, Carolina Dieckman e Taís Araújo para falar das atrizes veteranas. Ela está cada vez mais em alta, Sérgio! Beijo.

Carlos disse...

A RRRRiiiita devia assistir amor a vida pra aprender com a galine como se vingar de verdade de alguém. Porque passar três capítulos xingando a Chatinha, ops, Carminha e cortar o cabelo dela é vingança? A Carminha é que se vingou dela fazendo-a de doméstica por 100 capítulos. Novela mais boba e chata da historia, isso sim.

Residenci-lar disse...

Gostei do programa
MAIS GOSTEI MESMO FOI DE VER TANTOS ATORES MARAVILHOSOS JUNTOS!

Francisca Baptista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisca Baptista disse...

So gostaria de ter ouvido as atrizes e o Lima falarem mais de suas novelas, isso sim teria sido maravilhoso, evitaria que os cantores presentes nao acabassem com as musicas selecionadas, teve gente cometendo assassinato musical. Estavam la 4 geraçoes de atrizes que eu amo que sao: Regina Duarte, Malu Mader, Isabelle Drummond e Tatá Werneck. As pessoas que estavam lá, exceto Nada Consta e Fantini (é assim?), tinham muita coisa mais pra falar e quase nao tiveram chance. Acho que esse é o perigo que correm programas que convidam muita gente sem tempo suficiente para elas falarem. De qualquer maneira foi valido, foi bom ter assitido.

Barbie Californiana disse...

E que venha mais... a homenagem foi justa, Sérgio. beijinhos

Anônimo disse...

Gostei do programa

Sérgio, porque vc nao posta nenhuma foto sua no Twitter?

Sérgio Santos disse...

Oi Gabriela, obrigado pelo carinho! =)

Realmente, eu também vi uma escolha aleatória, mas achei equivocada a presença de Salve Jorge. Mas ainda assim foi um bom programa. bjssss

Sérgio Santos disse...

Mas foi improvisado mesmo, Paulo. Eles claramente não sabiam o que seria mostrado e que bom, ficou menos artificial.

Não achei falta de educação da Isabela, ela foi sincera ao dizer que não lembrava. Eu a achei mt simpática. Aliás, todos estavam, com exceção da Nanda Costa.

Imaginei que vc ia comemorar a ausência de Avenida Brasil! Abçsss

Sérgio Santos disse...

Foi um ótimo programa, Thallys. A Nanda tava deslocada mesmo e a Flávia saiu antes, mas não fez tanta diferença já que foi quase no final. Não achei a Priscila deslocada pq ela tava lá por Alma Gemea, assim como Flávia.

Tatá improvisa muito na novela e isso fica claro. O Walcyr deixa ela, Savalla e Solano improvisarem.

As músicas deixaram a desejar pq não foram cantadas pelos intérpretes originais, com exceção da Alma Gêmea. abç

Sérgio Santos disse...

Max, veja pq vale a pena! Olha, coincidentemente eu escrevi um texto falando dele e da Savalla. Creio que seja, digamos, metade do seu pedido. =) Abraços!

Sérgio Santos disse...

Verdade, Má, passou rápido mesmo. bj

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Felis. Abraços!

Sérgio Santos disse...

É verdade, Lulu. Bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Elvira, Avenida ou A Favorita tinham que estar presentes, assim como A Próxima Vítima tb. Mas foi uma forma criativa de comemorar o aniversário. bjsss

Sérgio Santos disse...

Alexandra, obrigado por expor sua opinião sobre todas as tramas. Gostei! Concordo com quase tudo e as mortes de Débora e Cristina foram marcantes mesmo. Água Viva tá com barriga? Vou tentar dar uma olhada, tão me cobrando mt pra escrever.

Enfim, foi um programa muito bom, apesar dos pesares. Foi divertido! Beijos!!

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Oi Melina. É verdade, vários cantores assassinaram as músicas mesmo, isso é fato. Mas foi um bom programa. SJ não merecia mesmo estar ali e aquela cena da Valdirene foi impagável!

Sim, eu vi a entrevista da Sophie e cheguei a comentar no Twitter e no Facebook. Uma linda. Ela merece o prestígio e o crescimento. Tb vi o Reviva. Li que ela foi escalada para a novela do Gilberto Braga. Se foi, é obra do Dennis Carvalho que adorou o trabalho dela em Sangue Bom. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Carlos, realmente a vingança da Aline está sendo bem mais cruel. Isso é verdade, mas vc sabe que eu amei Av Brasil. Abçsss

Sérgio Santos disse...

Isso foi muito bom mesmo, Residenci-lar.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Francisca, eles deveriam ter falado mais mesmo, mas tem isso do tempo. Uma pena. Mas foi bacana. bjs

Sérgio Santos disse...

Tomara, Barbie. Bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, qlq dia eu posto. Mas pra que vc quer me ver? Não sou bonito, não.

Anônimo disse...

Oi Sergio vc poderia postar aqui sobre a novela Alma Gêmea, Walcyr e sobre a personagem Cristina(Flávia Alessandra)?