quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Mateus Solano e Antônio Fagundes em "Amor à Vida": dois atores, dois personagens e o muito talento

Eles são os responsáveis pelas cenas mais intensas de "Amor à Vida". E sempre que se juntam, o telespectador é presenteado com uma grande sequência, repleta de sentimentos e muita entrega. Apesar de se destacarem desde o primeiro capítulo, não há como negar que começaram a protagonizar momentos mais fortes a partir do instante que Edith (Bárbara Paz) expôs a sexualidade de Félix durante um jantar de família. Claro que os atores em questão atendem pelos nomes de Mateus Solano e Antônio Fagundes.


Mateus começou a novela roubando todas as cenas. Félix caiu imediatamente nas graças do público e o vilão repleto de trejeitos virou a sensação da história de Walcyr Carrasco. Porém, com o tempo, o bordão "Salguei a Santa Ceia" foi irritando pela quantidade de vezes que era repetido. Houve um exagero e isso refletiu negativamente. Entretanto, o autor ouviu as críticas e retirou o bordão, passando a criar inúmeras variáveis para o personagem. Deu certo. Agora o irmão de Paloma (Paolla Oliveira) só mantém o "Pelas contas do rosário" e cria novas expressões, todas bíblicas, como "Eu devo ter dançado pagode com Herodes!", "Eu devo ter colado chiclete na Santa Cruz!", "Só posso ter assoado o nariz no Santo Sudário!", "Eu dancei pole dance na cruz!", "Será que eu engarrafei as águas do rio Jordão?", "Devo ter feito uma peruca com os cabelos de Sansão!", entre tantas mais.

Já César foi apresentado inicialmente como um tipo justo, íntegro e bom. No entanto, com o tempo, o telespectador foi percebendo que o personagem tinha muitos podres em seu passado e que abusava da hipocrisia e do preconceito. Se nas primeiras semanas de novela, o médico aconselhou uma paciente a não
abortar, pouco depois da metade da trama o mesmo cogitou a possibilidade quando Aline (Vanessa Giácomo) disse que esperava um filho dele. César também não admite que seu filho seja gay, embora diga que não é homofóbico, desde que o homossexual não seja da sua família. Ele ainda se indignou, com razão, quando descobriu que Félix havia desviado dinheiro do San Magno, mas fez algo parecido quando retirou uma pequena quantia para dar à sua amante. Ou seja, um tipo muito comum na sociedade, infelizmente.

E os atores estão crescendo cada vez mais na novela, ainda que pareça impossível devido ao grandioso desempenho deles desde o início. Mateus Solano e Antônio Fagundes têm consciência dos grandes papéis que ganharam e sabem imprimir toda a complexidade dos personagens com competência. Félix é um vilão clássico, mas fica claro que sua inveja da irmã e sua ganância por poder surgiram principalmente por causa da rejeição do pai e também devido à sua homossexualidade, reprimida desde a infância. César, por sua vez, está longe de ser um 'demônio', pelo contrário, é um tipo que faz o que acha certo, não se dá conta da sua intolerância e, apesar de tudo, tem um lado humanitário forte, já que criou uma ala para pacientes sem condições financeiras em seu hospital particular.

Sem dúvida a cena mais forte protagonizada pelos atores foi a que o pai humilha o filho, depois de 'descobrir' que ele tem um caso com um rapaz. O texto foi pesado, repleto de palavras fortes, e a dupla impressionou. Tanto Fagundes demonstrando a fúria e o desprezo de César, quanto Mateus, expondo a fragilidade e a dor de Félix. A sequência em que o vilão conta para toda a família que Jonathan (Thalles Cabral) é na verdade fruto de uma transa de Edith com seu próprio pai também foi maravilhosa. Mais um momento em que eles brilharam. Vale citar também a já histórica cena em que o vilão é desmascarado pelo pai, diante da família, e a revanche de Félix, que expõe os desvios de dinheiro de César e o impede de voltar à presidência do hospital.

E o capítulo da última terça-feira (26/11) proporcionou outro grande embate. Após saber a verdade sobre Cristiano ----- seu irmão que morreu afogado na piscina, ainda criança, por causa de uma distração da babá ----, através de Márcia (Elizabeth Savalla) e Pilar (Susana Vieira), Félix vai até César para confrontá-lo. Porém, ele acaba ouvindo tudo o que sempre temia. O pai faz questão de dizer que a culpa da morte do irmão foi dele e que se não fosse seu maldito choro para distrair Márcia, a tragédia não teria acontecido. Também enfatizou que Félix tinha 'tremeliques' e que Cristiano era um filho de verdade. O texto foi forte e os atores mais uma vez deram uma aula de interpretação.

Antônio Fagundes mostrou toda a frieza de César, enquanto que Mateus Solano expôs a perplexidade do seu vilão, que chorou copiosamente após ouvir as barbaridades proferidas pelo médico. A cada cena, a cada diálogo e a cada capítulo, vai ficando mais evidente o quanto que Félix é uma vítima do seu pai, que indiretamente o transformou nesse ser frio, ambicioso e que foi capaz de destruir a vida da própria irmã.

"Amor à Vida" tem um grande elenco e é perfeitamente possível elogiar e aplaudir vários atores que fazem parte desse ótimo time. Porém, Mateus Solano e Antônio Fagundes são os responsáveis pelas cenas mais pesadas e até cruéis da novela. E quando os dois se juntam, a história cresce. A dupla é um dos grandes acertos da trama das nove e Félix e César estão sendo muito bem representados. Um ator veterano que faz bonito ao lado de um ator que tem se mostrado um dos melhores da sua geração. As idades são diferentes mas o talento é igual.

72 comentários:

Anônimo disse...

Juro que tento assistir essa novela mas não consigo, o texto dela é horrível.

MARILENE disse...

Eles estão muito bem e é inquestionável o talento de cada um. O último capítulo apresentou, mais uma vez, cena forte entre pai e filho. Fiquei com dó do Félix, pois foi uma criança abandonada quando a mãe passou pela depressão e não amada pelo pai, desde que era um bebê, por chorar muito. Grandes atores. Bjs.

✿ chica disse...

Eles estão arrasando.Cenas intensas, profundas e fortes.,De doer! abração,chica

MICHELE OLIVEIRA disse...

Olá Sérgio..não pude deixar de comentar e concordar com sua crítica. Os dois atores são muito talentosos e ouso dizer que a Amor a Vida é a novela do Felix. Até esqueço que a insonsa da Paloma é a protagonista as vezes.Apesar de todas as vilanias do Felix, é impossível odiá-lo..alias,é mais fácil odiar o Cesar, falso moralista , hipócrita e frio, do que o Felix, que na verdade é fruto do desamor do pai.Acredita que quase chego a torcer para que o Felix se arrependa e fique com o Niko? kkkk Achei muito fofo os dois juntos.

Bell disse...

bom dia Sérgio

Felix é a alegria daquela novela, apesar dele ser ruim acredito que todo mundo tem um carinho especial por ele. Consegue arrancar risadas com suas piadas e bordões. Adorooo!!

paulo disse...

Vendo o Fagundes me lembrei de comentar algo, saiu esses dias na imprensa que o consagrado ator lidera um movimento dentro da rede globo pra tentar diminuir a participação do elenco da casa nos vários programas mais do mesmo em que são intimados a participar(vídeo show, encontro, altas horas, faustão, mais você, etc). Fagundes alega que além do cansaço das gravações o rodizio pelos programas dentro da globo se torna inviável para os atores, que tem vida também fora dos limites do projac(teatro, eventos, cinema). Outro medo dos atores ainda é de que com o fim da sessão da tarde a globo coloque mais um programa de entretenimento no lugar e consequentemente exija mais participação do elenco da casa. E por ultimo o ator ainda reclama do não pagamento de cachê pelas reprises de programas e novelas. TÁ FEIA A COISA LÁ NO PROJAC!

Anônimo disse...

Gostei da crítica e principalmente da parte final: "São atores de idades diferentes mas com o mesmo talento". São dois grandes atores e as cenas são muito boas!


Marco

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Belo texto, Sérgio. Parabéns. Concordo que Felix é a alma da novela, e suas cenas carregam a trama nas costas. Mateus Solano está cada vez melhor, mais entregue ao personagem. Temo até que possa vir a ter uma exaustão, do tipo que a Débora Falabella teve no final de Avenida Brasil. Espero que não. Ele emociona na pele do frágil e desamparado personagem, por vezes tendendo para as ironias e a crueldade.
Quanto ao Antônio Fagundes, ele acertou no tom do controvertido dr. Cesar. Suas melhores cenas são mesmo com o Solano.

Alexandra Amaral disse...

Amor A Vida seria um cocô se não existe o Félix. Personagem cheio de nuances, desvios, comicidades, inconsequências... E o ator tbm ajuda mto. Mateus Solano sabe brihar em qlqr cena. Ele sabe que uma é mais cômica e outra mais dramática, e não se cansa de ofuscar aquela chata da Paloma (gosto da atriz Paolla Oliveira, mas acho que ela deveria fazer uma vilã, bem melhor do que aquela qfez na horrorosa Cama de Gato.
A imagem da atriz fica repetitiva.
Antonio Fagundes é sem comentários, ator com A maiúsculo. Ele fez bem e continuar em Amor A Vida, e Walcy não matá-lo, pois um um personagem de peso, com história cheia de nuances e ações estapafúrdias. Eu li que ele iria sair de Amor pra fazer um papelzinho na já insossa Em Família.
Por isso q eu digo, e vc já disse, que vão sentir saudades de Amor A Vida. Preparem-se que virá trama insossa por aí.
Beijo e ótima círitca!

Clau disse...

Oi Sérgio!
Mateus Solano e Antônio Fagundes,
são atores brilhantes e ambos tem dado um show de interpretação.
Félix mesmo tão maldoso,agora está
despertando compaixão...quem diria.
Bjs!

Melina disse...

Sérgio, você não se cansa de escrever ótimos textos? Como consegue fazer isso diariamente e tão bem? Nenhum profissional formado consegue. Parabéns!

Mateus e Antônio: dois atores com a maiúsculo e que estão fazendo cenas maravilhosas. Texto forte e atuações precisas. César e Félix são personagens muito bem construídos! A cena de ontem deu uma dor no coração. César foi de uma crueldade sem tamanho. Beijo.

Karina disse...

Dois atores e dois personagens ótimos! A trama deles está a cada dia melhor e as cenas mais fortes. O choro do Félix ontem foi de cortar o coração. Gostaria de vê-lo com o Niko no final e redimido. Bj!

Filha do Rei disse...

Antônio Fagundes sempre esbanjou talento,ele tem uma percepção apura em descobrir a essência de cada personagem e Mateus está numa caminhada brilhante, ele fez de Félix um sucesso: u, vilão que muitas vezes odiamos e que outras vezes rimos de suas tiradas. Parabéns para estes dois excelentes atores.
Sérgio, tenha uma excelente semana.Bjs

Pedro Bertoldi disse...

Oi Sérgio!!!
Eu sinceramente já gostei mais de Amor à Vida. Acho que algumas tramas se perderam no meio do caminho. Achei interessante as tramas serem apresentadas como seriado, mas algumas forma mal desenvolvidas (caso Nicole), vejo um didatismo exagerado no texto, principalmente no núcleo evangélico. Li uma crítica à novela um dia desses e achei bacana: As novelas das seis tem que ser mastigadinhas, porque o público desse horário não está sentado em frente a TV. Estão cozinhando, passando a roupa, varrendo a cas...
O das nove é diferente. Já fizeram as tarefas de casa, estão em frente a Tv. Walcyr se acostumou com o horário das 6, onde se consolidou. Obvio que Amor à Vida é sua primeira novela das nove e ele começou muito bem, melhor que muitos por aí, mas isso tem me irritado muito. No capítulo de ontem a história de Cristiano foi citado 3 vezes. Ok! Foram diálogos separados mas o Walcyr não podia dar uma enxugadinha?
Quanto ao Matheus e ao Antônio, não tem nem o que discutir: O talento deles é incrível. Os personagens são bem escritos e os atores aproveitam tudo e mais um pouco do que eles oferecem!
Acho que me passei na escrita!
Abraços querido!!!!

Anônimo disse...

Definitivamente, eles são o maior destaque da novela, e para ser sincera eu só a vejo por causa do Mateus Solano, até esqueço que a chata da Pamonha é a protagonista.
Mudando de assunto, Sérgio, vc assiste Revenge? Adoro essa série americana, que teve recentemente o melhor episodio da temporada(3x08)

Lucas disse...

Boa tarde, Sérgio

Os dois estão excelentes em seus papeis. Fagundes, Solano e Savalla são os únicos que se salvam nesse circo, porque o resto é dose. Acho que Walcyr poderiam aproveitar a morte da personagem da Leona Cavalli e fazer uma limpa na novela. Pamonha, Bruno, Michel, Patrícia, Amarilys, Eron e Valdirene poderiam ir nessa leva também. Seria um grande favor ao público se ele fizesse isso. Desculpe, sei que você gosta da novela, mas ela está péssima. E pensar que após essa novela teremos que aturar Maneco e Agnaldo. Oh, vida dura. E pensar que a pouco tempo tivemos Sangue Bom e ano passado tivemos Avenida Brasil, Cheias de Charme e Lado à Lado. É, a coisa tá feia mesmo. Espero que comece logo a nova novela das 7, Geração Brasil. Essa realmente promete ser muito boa. Abraços.

eder ribeiro disse...

Sérgio, o Fagundes, mesmo sem mto diálogo, interpreta com o olhar,ele é um ator completo. O solano, com esse papel, está se encaminhando para o mesmo patamar do Fagundes. Abçs.

Lulu on the Sky disse...

Me surpreendo a cada capítulo com os dois.
Big Beijos

Letícia disse...

Boa noite meu caro Sérgio,

a última frase de seu texto resume tudo. Mateus e Fagundes são atores extraordinários. A cena que Félix confronta o pai sobre o irmão morto me emocionou, ali se via a fragilidade do vilão, mas a frieza de um pai que não soube amar seu filho e perceber claramente que ele preferiria o filho morto, pior, que preferiria que Félix tivesse morrido no lugar do irmão, é algo muito forte. É claro que o personagem tem um sério desvio de caráter, mas Félix não deixa de ser resultado da rejeição do pai.
O mais interessante é ver o tamanho da humanidade dos personagens, quando digo isso me refiro ao lado bom e ruim existente em cada um deles. Quando Félix descobre que não é pai de Jonathan, fica arrasado, mas encontra no filho o amor de pai. Você vê o lado bom de Félix, agora com o filho, com Niko e agora também com a Márcia. Parece que o autor vai tentar regenerar o personagem, transformá-lo em alguém melhor, não sei se é possível, mas é válido.

Em relação ao César, provavelmente, sua casa irá cair quando descobrir que foi o tempo todo manipulado pela Aline e que esta estava querendo vingança pela morte da mãe em um acidente. Certamente, acredito eu, ainda terá que pedir perdão a Pilar por todos os erros cometidos. O personagem, assim como qualquer pessoa é capaz de atos de generosidade, mas também é capaz de trucidar.

Os dois atores são maravilhosos e vê-los em cena é sempre um prazer.

Um abraço Sérgio...

Rita disse...

Bom dia Serginho, eu assisto sim, mas como já disse aqui, estou cansando dessa novela
Felix apesar de vilão, eu tenho dó dele, é tão massacrado ,mas tbém puder fez e faz tantas coisas, é sim um ótimo ator, adoro ele
Quanto ao FAGUNDES, sempre achei um ator maravilhoso, mas de uns tempos pra cá to achando sem graça, apesar de concordar com vc sobre os dois que roubam a cena, acho ele meio frio parece que o rosto dele fica sem empolgação nas cenas..sei la se é eu que estou vendo de outra maneira. Mas é o que eu vejo....enfim.......só espero mesmo que tenha um final bem legal

Bjusss de um lindo dia

___________Rita!

A Viajante disse...

Antônio fagundes encarnou tão bem o idiota, inescrupuloso, jogador, preconceituoso, cruel e frio Dr César, que não consigo gostar de nenhuma cena com ele. Mas reconheço que ele está se superando na frieza. Mateus Solano, por sua vez, está brilhante e tem empatia pois é puro charme, mesmo com exageros em algumas cenas, que seriam desnecessárias. Adorei o post, Sérgio!

Thallys Bruno Almeida disse...

Em meio às restrições que passei a ter sobre Amor à Vida, dá perfeitamente pra mostrar Mateus Solano e Antônio Fagundes como pontos mais positivos. Um pela composição visceral de um personagem altamente reprimido e carregado de culpas que o transformaram nessa criatura que é hoje, o outro pela composição precisa de um sujeito que se mostrou um grande covarde e canalha.

A cena do confronto de Félix na reunião revelando os desvios cometidos por César foi perfeita, mas sejamos francos, surra de cinto? Pra uma cena desse impacto eu imaginava que eles fossem trocar socos, sair na porrada mesmo.

Sobre o tal lado humanitário do César, eu tenho visto isso bem mais na Paloma, que herdou essa faceta ao topar investir na divisão beneficente após assumir a presidência. Atualmente ele está um completo cego com o tal relacionamento com a Aline. E o pior é que tem gente assim. Ficou tão burro, mas tão idiota que dá até vontade de torcer para ela destruí-lo.

Solano e Fagundes merecem os aplausos. Mesmo em meio a um texto irregular (uma boa ideia central, mas tem diálogos que pelamor...), dignificam cada sequência e fazem do núcleo principal de Amor à Vida o maior acerto de longe. Abç!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Perfeito seu texto e considerações. Parabéns!
Realmente, as cenas mais fortes e cruéis se desenvolvem entre estes dois personagens (César e Félix), cujos protagonistas impressionam pelo talento.
Estou me doendo por Félix. A grande rejeição do pai o transformou no que é. Torço para que ele tenha um final feliz, apesar de todas as suas maldades, provocadas, sem dúvida, em razão do estado psicológico resultante de uma trajetória de vida cheia de sofrimento e frustrações.

Abraço e ótima tarde.

Luan Bruno disse...

Olá, Sérgio!

Embora tenha ótimos atores, como Mateus Solano e Antônio Fagundes, por exemplo, essa novela deixa muito a desejar. Uma pena, tantos barracos... Fico imaginando esses embates "nas mãos" de João Emanuel ou Manoel Carlos, seriam antológicos. Mas, feitos por Walcyr, tão mais para aqueles dramalhões mexicanos.

Não consigo mais assistir a novela, infelizmente. Achei que seria uma novelão, mas mudei de opinião com o passar dos meses. Enfim, quero que Maneco volte logo e possa nos presentear com obras maravilhosas, como ele já faz tantas vezes, no passado.

Grande abraço, Sérgio, sou seu fã.

Anônimo disse...

José Wilker pediu pra sair da novela também, vixe, a ultima vez que ele pediu pra sair de uma novela foi em suave veneno, só quando terminou que ele justificou: não aguentava tanta bobagem.

Barbie Californiana disse...

Eles estão mesmo arrasando, Sérgio! Nunca concordei com as maldades do Félix, contudo, sempre o achei divertido e depois da revelação das maldades dele, senti pena, como pode um pai rejeitar um filho? E agora o César ainda vai atrapalhar a carreira profissional do filho, sendo que ele errou tanto ou até mais do que o filho. Acho que o Félix merecia uma nova chance, ainda mais agora que ele está sendo cuidado pela Márcia. beijinhos

Patricia Galis disse...

Vi outro dia a cena em que o Fagundes da uma surra de cinta no filho confesso que achei sensacional os dois saindo do hospital se olhando como inimigos....não vejo a novela mas algumas coisas são bem legais.

Anônimo disse...

A novela está cumprindo seu feito. Novelinha mais chata, não consigo assistir de jeito nenhum, cruzes, peço até pra minha irmã de 2 anos botar naquela Disney na hora dessa novela nojenta.

ana lucia disse...

Eca você assiste a essa novela podre sérgio? poxa magoei :(

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Marilene, concordo com vc. E deu dó do Félix mesmo. Ele no fundo é uma vítima, embora não justifique suas atitudes. bjs

Sérgio Santos disse...

Isso, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Michele, eu torço para que o Félix se redima e fique com o Niko. Ele, Jonathan, Jayminho, Fabrício e Niko formariam uma bonita família. Mas eu discordo sobre a Paloma, não a acho insossa, pelo contrário, gosto mt dela. Bjão.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Bell. rs bjs

Sérgio Santos disse...

Paulo, eu li isso e li também que ele queria cachê pela participação nos programas. Confesso, achei isso constrangedor. Eles já ganham uma fortuna, faturam com comerciais, presenças vips e ainda querem cachê pra ir em programa? Sobre o cansaço, ele tem razão. Realmente não pode abusar porque quando o ritmo de gravação tá intenso não dá pra ficar indo em tudo quanto é programa. Mas a coisa não tá feia, não, embora eu sei que vc reza para estar.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Marco!

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Elvira. E realmente eu também pensei que ele fosse ter algum tipo de estafa que nem a Débora Falabella. A entrevista que ele deu pro Vídeo Show logo após a cena antológica impressionou. Ele tava destruído. Fagundes também está fantástico. Bjs

Sérgio Santos disse...

Alexandra, o Félix é maravilhoso mesmo e o ator é ótimo. O Walcyr tb fez muito bem em não matar o César. Sorte a nossa. Não sabia que o Fagundes iria para Em Família, mas agora ele deve ir para mais um remake do Benedito. Coitado...

Eu torço para que o Maneco acerte, mas não nego, tenho medo de ser uma nova Viver a Vida/Páginas da Vida. Que sentirão falta de Amor á Vida eu não tenho dúvida.

Discordo sobre Cama de Gato, porque considero a melhor trama da Duca e da Thelma. Bjsss

Sérgio Santos disse...

O Walcyr tá trabalhando muito bem esse processo de redenção dele, Clau. Por isso nos causa piedade. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Melina, muito obrigado pelo carinho! Não é fácil, não, mas eu tento! bjsss

Sérgio Santos disse...

Também gostaria, Karina. bjssss

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente com vc, Cléu! Bjs e bom fim de semana.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Pedro, o caso da Nicole foi "especial". Tudo ocorreu por causa da tal polêmica do cabelo, caso contrário a trama seria bem melhor.

Sobre os evangélicos, acho válido o Walcyr não abordar o tema de forma caricata e esteriotipada. E ainda deu uma trama pra Carolina Kasting.

Não tenho o que reclamar do texto, porque cada autor tem um estilo. E o texto de Amor à Vida jamais poderia ser usado numa trama das seis, o que mostra que está compatível com o horário.

Os atores estão incríveis mesmo. Não passou da escrita não, escreva o quanto quiser. Abração!

Sérgio Santos disse...

Anônimo, assisto sim. Gosto muito. Porém, eu não achei esse episódio o melhor, acho que tiveram outros bem melhores. E pelo visto o 9 e o 10 serão épicos. Pena que só 18 de dezembro agora. Por isso não gosto de ver série americana. Essa é a primeira e a última que eu verei. abçs.

Sérgio Santos disse...

Respeito sua opinião, Lucas, mas discordo. O elenco da novel é excelente e quase todos os personagens idem. Mataria Michel e Patrícia porque são personagens irritantes e não têm função na novela. Mas Valdirene? Um dos maiores sucesso da trama? Sem Amarilys (que é insuportável, sim) o núcleo do Niko acabava. E Paloma é uma ótima protagonista e tem química com Bruno. Enfim, não acho nada péssima. Sobre Sangue Bom, Av Br e Lado a Lado eu concordo, fazem falta. Cheias de Charme nem tanto. Abçsss

Sérgio Santos disse...

É mesmo, eder. abçsss

Sérgio Santos disse...

Dupla boa, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

Letícia, excelente comentário. Os atores são fantásticos e os personagens fascinantes e repleto de complexidades. Félix é uma vítima da rejeição do pai, o que, claro, não justifica o que ele fez, mas explica.

O Walcyr está mostrando traços de humanidade nele e a parceria do Solano com a Savalla está ótima. Não sei se ele se regenerará, mas seria um final bonito.

O César já está começando a sua derrocada e será um baque mesmo quando descobrir tudo. Beijos e bom final de semana.

Sérgio Santos disse...

Rita, obrigado pelo comentário! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo carinho, Ju. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Pai e filho trocando socos, Thallys? Sem saber como Bento e Wilson, ok, mas sabendo iriam dizer que foi forte demais e mimimi... Não vi nada demais na surra de cinto.

Fagundes e Solano fazem uma brilhante parceria e todas as cenas são ótimas. Dá gosto de ver.

Paloma está mais voltada para isso mesmo porque o César tá cego, mas ela aprendeu isso com ele, que sempre teve uma ala para necessitados no hospital. Abç

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Vera! É verdade, os atores dão show e os personagens são excelentes. Tb torço para que o Félix se redima e fique com Niko. Mas não espero que Paloma o perdoe e nem que tenham uma boa relação. Aliás, acho que a solução pra ele seria começar de novo, formando uma nova família mesmo e deixando tudo pra trás. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Luan, obrigado pelo elogio e pelo carinho. Discordo sobre a novela, as respeito sua opinião.

Os barracos estão dentro de um contexto e não são gratuitos. E todas as cenas são brilhantemente interpretadas e dizer que a cena em que Paloma agride Félix não foi antológica chega a ser injustiça.

Sou fã do Maneco, mas se a próxima novela dele for igual a Páginas da Vida e Viver a Vida será um fiasco. Mas se for igual a Laços de Família, Por Amor, História de Amor e Mulheres Apaixonadas será incrível. Mas não tô animado. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Suave Veneno foi um dos maiores fracassos do horário nobre, anônimo. A diferença é essa. Mas ele tem o direito de querer sair, até porque o papel dele seria ótimo já que haveria um caso de incesto, mas o autor mudou porque encheram tanto o saco de "ser nojento, muito forte e blá blá blá" que ele mudou a trama, o que a fez perder o impacto.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Barbie. Félix fez muita maldade, mas é uma vítima e torço por uma redenção. Vamos ver como o autor conduzirá tudo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Foi uma ótima cena mesmo, Patrícia. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Vejo sim, Ana Lucia, e sou fã. Lamento te decepcionar.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thallys Bruno Almeida disse...

OK, Sérgio, tudo bem que se tenha uma tendência natural de defender o autor de uma novela que se gosta, mas às vezes percebo que mtas coisas que outros autores fazem vc diz "se o Walcyr fizesse isso estariam criticando" como se eles não pudessem fazer nada. "Aumentar" os defeitos das outras pra compensar o que Walcyr erra, como se os erros dos outros fossem mais graves.

Por exemplo: a fase final de Cheias de Charme, os dois últimos meses. Eu sou bem mais capaz de relevar aquilo do que o excesso de Valdirene, Patrícia e Michel (e olha que eu gostei do vídeo dela no BBB) e as tramas paralelas que ficaram pelo caminho ou não têm profundidade suficiente. Sinto bem mais falta daquela novela do que provavelmente sentirei de AAV. Cordel Encantado que vc tanto fala de repetição na segunda metade, por exemplo, é outra que eu relevo bem mais que isso. Se é que eu vi essa tal repetição.

Ou mesmo no caso de Gabriela, onde vc ficava falando o tempo todo que a culpa do fracasso da protagonista era só da Juliana Paes, que o Walcyr era contra ela de protagonista - sendo que o Walcyr desmentiu no twitter que estava brigando com o Talma (sim, foi escolha dele) por causa disso. Era mais fácil simplesmente dizer que não gostava da atuação dela e pronto. Mas colocar a culpa pelo fracasso só nela e defender o Walcyr o tempo todo é o que não me entrava. Deculpe, mas pra mim ela foi injustiçada demais, não merecia nem metade das críticas que levou. Ainda mais que vieram depois protagonistas que me davam mil vezes mais motivos pra irritar.

Tá certo que vc gosta da novela, mesmo com Patrícia e Michel que já foi falado. Só que eu não acho que "apontar o erro do outro pra defender o Walcyr" seja algo adequado. Adorei várias tramas do Walcyr, mas Amor à Vida não tá dando não. Pelo menos pra mim.

Thallys Bruno Almeida disse...

Errata: desmentiu que estaria.

Alexandra Amaral disse...

Nao suportei Cama de Gato, novela ruim, kkk. Abracos,bom fim de semana

Lucas disse...

Boa noite, Sérgio

Olha, respeito seu gosto pela novela, mas ainda acho a novela péssima. Concordo com o Thallys com relação ao acerto do núcleo principal. Para mim dentro desse núcleo os personagens mais interessantes são Felix, César e Aline. Os demais núcleos são completamente horrorosos. Cheio de furos e arremedos. Um exemplo disso é trama da Glauce. Pelo que eu li, ela vai cometer suicídio quando descobrirem que ela matou a mulher do Bruno. E quanto ao assassinato da enfermeira que ela cometeu???? Ninguém vai descobrir???? Ela vai morrer e isso não virar a tona???? Desculpe mas isso é um tremendo furo do Walcyr. Essa história poderia render bastante, mas pelo visto vai ser jogada para debaixo do tapete. Isso é só um exemplo dos tantos furos que a novela possui. Respeito sua preferência pela novela, mas ela está muito distante de ser uma boa novela. Concordo que Cheias de Charme não foi perfeita, principalmente em sua reta final. Mas ainda é muito superior a AAV, assim como as demais que eu citei no meu comentário anterior. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Thallys, vamos por partes.

Primeiramente, há um problema seu de interpretação. Eu quando cito isso no Twitter sobre os outros autores, não estou criticando os outros autores, e sim mostrando com clareza de detalhes a incoerência em algumas supostas análises críticas. Como eu poderia criticar algo que os outros autores fazem, se eu gosto quando o Walcyr faz? Não teria a mínima lógica. Os outros autores podem fazer o que bem quiser. Eu não reclamo de cena pastelão ou do humor do Walcyr, assim como não reclamo quando vejo exatamente a mesma coisa em outra novela. Pelo contrário, eu gosto!

O Walcyr e o Silvio de Abreu são os autores que eu mais defendo porque são os que eu mais gosto e procuro sempre embasar minhas defesas. Claro que quando considero erros deles eu também critico, sem problema algum. Na mesma Av Br, eu defendia o JEC das críticas que muitos insistiam em fazer o tempo todo.

Sobre Cheias de Charme, vc tem todo o direito de relevar e nem sequer de ter achado que a novela tenha se perdido (embora vc mesmo tenha criticado isso na época). Não há problema algum nisso. Porém, isso não muda minha opinião de que, sim a novela se perdeu na metade pro final, incluindo barriga, perda de acontecimentos e imbecilização da Cida.

Sobre Cordel, vc também tem todo o direito de ter achado a novela uma das melhores que vc já viu e se vc não sabe se viu repetição ou não, eu não posso falar por vc. Mas caso vc ache que todos aqueles sequestros, com exatamente o mesmo desdobramento, não tenha sido repetição, ok, é seu nível de percepção. Pra mim foi e muito, incluindo os outros problemas que já citei várias vezes, incluindo aquela trama da Emanueele Araújo com o Felipe Camrgo que foi totalmente equivocada.

Já sobre Gabriela, há outro grava problema de interpretação. Quando foi que eu disse fracasso? O remake foi um sucesso e foi excelente. Porém, eu achei a interpretação da Juliana fraca e achava mesmo a Gabriela uma retardada. O que, aliás, só mostra como mesmo eu gostando de uma novela e do Walcyr, eu critico o que acho ruim. E eu li ele negando essa rusga, mas embora não acredite na negação (até pq ninguém assumiria isso, até em respeito à Juliana), ok. Mas isso tb não atenua o fato de eu não ter gostado dela.

E repito, não há problema algum em vc não gostar de AAV. Não obrigo ninguém a gostar, cada um com seu gosto e opinião. Eu vou sentir muita falta da novela, mas vc não, qual o problema? Nenhum. Assim como não havia problema em vc ter odiado a Amora e eu não. Só rebato argumentações que considero injustas e fracas, agora, gosto, isso não se discute. Abç

Sérgio Santos disse...

Eu adorei, Alexandra. ;) Bjs e bom domingo.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Lucas, sem problema. Discordo disso de furos e personagens horrorosos, mas ok, vc acha. Sobre a Glauce, vc tá fazendo conclusões precipitadas, né? O Félix sabe que ela matou a enfermeira e a novela só acaba em janeiro, como vc sabe que isso não vai ser descoberto? E achei ótima a morte dela, principalmente por ser um suicídio, algo raro em novelas.

E, aliás, sobre furos, a descoberta de que ela tramou a morte da mulher do Bruno, apenas aniquila um furo que muitos apedrejaram na estreia da novela, dizendo que uma mulher com pressão alta não poderia parir sem cuidados especiais. Enfim, abração.

Anônimo disse...

A Patrícia Kogut disse que a Glauce vai confessar o crime em uma carta antes de se matar. Ao contrário do que o comentarista Lucas escreveu não terá furo.

Sérgio Santos disse...

Sim, anônimo, eu li. Não houve furo mesmo.

Thallys Bruno Almeida disse...

PS: eu não falei fracasso da novela. Eu falei fracasso da "personagem Gabriela", que foi suplantada pelas tramas de Lindinalva / Gerusa / Malvina / Sinházinha / Dorotéia. Fracasso esse que eu continuo (e vou continuar) achando que Juliana levou uma culpa que não foi nem um pouco justa. Simples.

Sérgio Santos disse...

Ok, Thallys, sua opinião. Amo a Juliana, só que não gostei dela nesse papel. Mas que a trama dela foi apagada por causa do sucesso desse quarteto, isso é fato.