quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Na pele da vingativa Silvia, Nathalia Dill convence em "Joia Rara"

A vingança é um clichê muito antigo na teledramaturgia e na literatura. E após o sucesso de "Revenge", esse tema ficou ainda mais em evidência e foi explorado em "Avenida Brasil" ---- através de Nina (Débora Falabella). Já em "Amor à Vida", é Aline (Vanessa Giácomo) a vingativa da vez, e a dissimulada mulher mostra não ter escrúpulos para atingir seu objetivo. Mas o horário das seis não ficou de fora dessa temática. Duca Rachid e Thelma Guedes também quiseram aproveitar o momento, digamos, propício e escreveram a Silvia (Nathalia Dill) de "Joia Rara", aumentando o número de vingadoras das novelas.


A personagem, claramente inspirada em Emily Thorne, quer se vingar de Ernest Hauser (José de Abreu). O rico empresário, após descobrir que sua esposa (Catarina) tinha um caso com o pai de Silvia, mandou matar a mulher e colocou a culpa no amante, que acabou pagando por um crime que não cometeu e morreu sem conseguir provar a inocência. Para conseguir ficar mais próxima do vilão, ela se casou com Franz (Bruno Gagliasso) e passou a morar na mansão.

Entretanto, a seu plano de vingança só começou de fato recentemente, quando Silvia foi 'descoberta' por Pilar (Silvia Salgado), antiga amiga de seu pai e que trabalha na joalheria Hauser. Com sua mais nova aliada,
a personagem passou a investigar Gertrude (Ana Lucia Torre) para descobrir mais detalhes sobre o passado e a relação da governanta com Catarina. Mas antes, a 'vilã' não estava sendo muito bem desenvolvida.

Silvia sempre teve como único objetivo acabar com Ernest, no entanto, ela mais ajudava o seu alvo do que prejudicava. Todas as suas tentativas de separar Franz de Amélia (Bianca Bin) soaram incoerentes, já que o vilão nunca suportou a mãe de sua neta (Pérola - Mel Maia), e o fato de ter ficado 10 anos na mansão (a novela apresentou uma passagem de tempo) 'só' desviando dinheiro da Fundição Hauser, com a ajuda de Manfred (Carmo Dalla Vechia), fez a personagem perder sua força e seu impacto.

Mas, aos poucos, foi possível ver o crescimento do perfil, principalmente quando Silvia iniciou um caso com Viktor (Rafael Cardoso). A princípio era apenas uma atração física e a vilã fazia questão de usar o rapaz para conseguir o que queria. Porém, ela acabou se apaixonando de verdade pelo irmão de Franz e expôs seu lado humano. A frieza vista desde o início passou a ficar de lado nos momentos quentes do casal. E o romance gerou frutos, já que Silvia engravidou.

A química de Nathalia Dill com Rafael Cardoso é grande e o par agrada. As cenas protagonizadas por eles são sempre intensas e os atores estão ótimos. A paixão que une Silvia e Viktor foi vital para o engrandecimento da personagem, que passou a ficar muito mais interessante e ambígua. Afinal, apesar de amar o rapaz e ter sofrido muito, a nora de Ernest não se importa em prejudicar pessoas que nada têm a ver com o que aconteceu com seu pai; vide Hilda (Luiza Valdetaro), sua cunhada, Amélia e o próprio Franz. Ela também não esconde a raiva que sente de Pérola e sempre que pode ameaça a menina.

A nova fase de Silvia, que agora se volta mais para sua vingança, é importante para atrair o telespectador, movimentar a história e destacar o trabalho da atriz. Nathalia Dill está muito bem, consegue transmitir toda a elegância do papel, exibe segurança e ---- apesar de ter sido desenvolvida de uma forma errônea no início ---- interpreta uma das melhores personagens de "Joia Rara".

Entretanto, ao que tudo indica (e segundo tem sido divulgado), Silvia morrerá e haverá um clima de 'quem matou' na história. Caso isso realmente ocorra, será um grande equívoco das autoras. Eliminar uma boa personagem como essa enfraquece a trama e ainda prejudica o desenvolvimento de Viktor, um tipo que só dá possibilidades de Rafael Cardoso crescer em cena quando está com seu grande amor. Porém, se for apenas uma estratégia para tirar a vilã de circulação e fazê-la voltar tempos depois, será, sem dúvida, uma reviravolta interessante.

Nathalia Dill tem convencido em "Joia Rara" e sua atuação é digna de elogios. Apesar de ter uma carreira relativamente curta, a atriz tem colecionado bons personagens em seu currículo. Após ter estreado muito bem na "Malhação" em 2007, vivendo a vilã Débora; ganhou sua primeira protagonista (Santinha) em "Paraíso" (2009) e logo depois emendou com outra mocinha em "Escrito nas Estrelas" (2010), quando viveu a carismática Viviane. Em 2011 interpretou a destemida Dora em "Cordel Encantado" e em 2012 viveu a Débora em "Avenida Brasil", além de ter participado do filme "Paraísos Artificiais". Uma sequência de trabalhos que ajudaram no seu amadurecimento profissional, que hoje pode ser mais sentido com a Silvia da atual novela das seis: uma personagem que, quando teve sua ambiguidade exposta para o público, cresceu e evidenciou o talento de sua intérprete.

37 comentários:

Milene Lima disse...

É um prazer vê-la interpretando, embora eu pouco vejo essa novela. Mas se uma vilã me irrita, é porque a atriz é boa.

Um pouco de preguiça do casal Franz-Amélia. Um dos dois não era pra ter mais sangue no zóio nao?

Beijo, Sérgio.

Lulu on the Sky disse...

Não vejo essa novela portanto não sei como opinar.
Big Beijos

Danuza disse...

Ótima crítica, Sérgio! Concordo totalmente. Nathalia Dill apesar de ter estreado bem em "Joia Rara" parecia um tanto insegura, o que é perfeitamente compreensível. Mas, aos poucos sua personagem foi tomando forma, e se tornou um dos pontos principais da novela. Sua personalidade ambígua me instiga, Sílvia é uma personagem fascinante,e ficou ainda mais interessante depois que passou a se envolver com Viktor. Com ele, deixa de lado à dureza e quase se entrega totalmente à paixão. Esse relacionamento deu tão certo, que fez com que parte do público se revoltasse com a 'possível' morte da personagem. Ao mesmo tempo que Sílvia causa raiva por suas atitudes, também se faz 'adorada' pelo seu 'relacionamento' com Viktor. Como muitos, torço para que essa possível morte seja apenas uma estratégia para que ela volte com mais força e dê continuidade à sua vingança. Pois, como bem disse, seria um erro grave se às autoras a tirassem da trama definitivamente. Acredito que Sílvia se tornou uma peça-chave para desvendar os mistérios que rondam a família Ernest Hauser, um ponto importante para à trama. Entretanto, este tipo de 'estratégia' poderá prejudicar o desenvolvimento da personagem de Rafael Cardoso, que só tem crescido em suas cenas com Nathalia. Espero sinceramente que isso não ocorra. E nem que sua personagem caia no esquecimento como aconteceu com Gaia (Ana Cecília). Sílvia se tornou, pelo menos para mim, uma das poucas personagens interessantes. "Joia Rara" só foi me conquistar à partir do desenrolar da trama da personagem e de seu conturbado envolvimento com Viktor. Por isso, desejo que sua personagem dê a volta por cima, consiga sair desse atentado ilesa, e retorne para recomeçar uma nova vida, ao lado de Viktor e seu filho. O fato de Sílvia ainda permanecer casada com Franz, mesmo não amando o moço, faz muita gente se perguntar: Porque ela não larga dele e se casa com Viktor? Assim, poderia de certa forma continuar sua vingança, sem grandes preocupações. Mas creio, que não fez isso por sofrer ameaças de Manfred. Outra personagem um tanto duvidosa é Pilar. Ela chegou na tentativa de ajudá-la a acabar com Ernest. Mas, não me parece ser tão confiável, já que sabe de muitos segredos, e nem chegou a contar tudo para Sílvia. Em suma, desejo que esta reviravolta da personagem de Nathalia Dill, traga um novo gás, e mais agilidade para à novela.

Beijos!

Alexandra Amaral disse...

Desculpas enormes sérgio, mas infelizmente não poderei opinar pois nunca vi a novela. Simplesmente não me atrai. KKK Desculpe, beijos!

Paty Michele disse...

Oi Sérgio
das poucas vezes que vi essa novela, me impressionei com a personagem. Natália Dill está brilhante, uma vilã que dá ódio é sempre sucesso para a sua intérprete.

Um abraço.

Filha do Rei disse...

Quando olho para Natália lembro-me de como a Malhação trouxe-nos talentos valiosos e que se destacam. A Natália é um dos ótimos exemplos, quando a vi na Malhação percebi que esta iria fazer história na dramaturgia: ela é natural nas personagens que já fez e na atual ela tem sido má com classe, não tem sido exagerada naquilo que uma vilã pode permitir. Que venham mais papeis para que a Natália Dill brilhe e quem sairá ganhando somos nós.
Sérgio, bjs e tenha um fim de semana abençoadíssimooooo.

M. Butterfly disse...

Desde que Nathalia estreou tive uma boa impressão sobre ela. Vi o quanto se entrega em cena, com tamanha naturalidade que chega a impressionar. É tão bom vê-la atuando! Ela já escreveu seu nome na teledramaturgia, certeza. É o tipo de atriz que se encaixa em qualquer papel que lhe é destinado. Coisa rara hoje em dia. Ela faz uma Sílvia sem ser vulgar, exagerada, escandalosa. Nathalia Dill é um presente, e daqueles dos bons! Que ela continue nos agraciando com suas personagens, sejam: mocinhas, vilãs, revoltadas, loucas... Quem ganha é o público!

Bjs!

F Silva disse...

Sérgio
Uma pergunta: você acompanha a teledramaturgia desde quanto?
Porque gostaria de sugerir que você escrevesse a respeito da tua visão sobre o que mudou na teledramaturgia durante todos esses anos.
Eu digo isso, porque com o canal viva, temos a oportunidade de rever as novelas consideradas como clássicos dos anos 70 e 80, porém quando eu a vejo, pego nos sono diante da tv. As novelas são chatas e como você mesmo comentou em um dos teus posts. cenas longas e arrastadas, onde ao longo dos capítulos nada acontecem. Água Viva, no ar, é um bom exemplo disso.
Recentemente tivemos a reprise de Mulheres de Areia no VPVN, considerada um grande sucesso dos anos 90, mas que novelinha chatinha, uma trama até que interessante, mas o ritmo era muito arrastado e o resultado não foi nada animador no quesito audiência.
Ou seja, em termos de ritmo e pegada, as novelas atuais, mesmo as que são consideradas como um fracasso, são incomparavelmente melhores que os grandes clássicos do passado. Que você acha?

Anônimo disse...

Nunca assisti essa tal de jóia rara(que nome brega) e nem sei quem é essa atriz(?). E esse "F Silva" que acha Agua Viva e Mulheres de Areia fracas e ruins só tem uma explicação: qtos aninhos você tem? Tá explicado!

Maria Clara disse...

Acho Nathalia uma atriz mediana e a Silvia é uma personagem mal construída. Ela envergonha a categoria dos tipos vingativos. E Joia Rara prometia muito mas não conseguiu honrar as promessas das chamadas.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, não tenho nada a acrescentar à sua ótima análise. Nathalia Dill está muito bem no papel, tem química com Rafael Cardoso e será um desperdício se a personagem Silvia realmente morrer na trama. Melhor seria uma "falsa morte".

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, ela está muito bem mesmo, e me passando muita raiva, aliás em Malhação ela já me passava raiva kkkkk ótima atriz! Abraçosss

Thallys Bruno Almeida disse...

Nathalia é a prova de que talento não tem faixa de horário. Pena que não teve muita sorte em Avenida Brasil, onde sua personagem ficava a maior parte do tempo correndo atrás do insuportável Jorginho. Mas ainda assim, é visível seu crescimento desde Malhação 2008.

Em Joia Rara, em alguns momentos, Sílvia me pareceu dramática demais. Pouco agia, e o que agia mais era em suas tentativas de sedução pra cima de Franz e Viktor. Mas com o tempo, a paixão deste por ela e a chegada de Pilar fizeram a personagem voltar a crescer (além da retomada das cenas com a Sílvia Salgado, com quem atuou junto na referida Malhação).

Sobre a anunciada morte de Sílvia, não vejo utilidade a não ser que seja de fato o artifício da falsa morte.

Sílvia se junta a Aurora, Davi, Ernest e Viktor como meu quinteto preferido de Joia, uma vez que Amélia tem tomado algumas atitudes irritantes e Franz e Mundo vez por outra agem de forma machista. E mesmo não sendo exatamente um novelão (acho Joia inferior a Cordel, inclusive), pra mim é a melhor entre as três globais no ar. Abç!

Iara Lima Samburá Zulai disse...

esse F Silva pensa que é quem pra dizer que é Água Viva é chata e Mulheres de Areia ruim? Filho querido, não viaja na maionese, se n entende de televisão, nem fala nada amigo. Acho que ele deve amar essas porcarias como ''Insensato Coração'', ''Viver a Vida'', ''Cama de Gato'', ''Fina Estampa''... RISOS .

Maria Lúcia Gromann disse...

Realmente tem que ser muito patético para achar que ''Mulheres de Areia'' e ''Agua Viva'' são novelas chatas. A criatura deve ter nascido lá em 1998 e quer falar algo. Ah, me poupe né. Vai assistir seus lixos televisivos atuais q vc ganha mais.
Sobre Joia Rara, a novela tá ótima, a atriz atua muito bem sob um perfil interessantíssimo apesar de clichê. Ela evoluiu muito. Em Aven Brasil achava ela péssima. Maas deve ser por conta d sua personagem, n gostava muito.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene! Olha, eu gosto do Franz com a Amélia, embora a Amélia ás vezes irrite. Ao contrário de Jesuíno e Açucena que eu odiava mortalmente. rs bjsssss

Sérgio Santos disse...

Ok, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Danuza. No início a personagem não foi bem construída, mas o tempo foi sendo um aliado. Silvia cresceu quando se envolveu com Viktor.

A Thelma Guedes fez um comentário no Twitter que deixou claro que ela não morrerá, o que é plausível. A falsa-morte dela será mt interessante e movimentará a trama. Aliás, outro caso parecido com o da Emily de Revenge, que na atual temporada, simulará a própria morte.

Eu gosto de Joia Rara mas não acho incrível. É tudo muito bonito mas não dá aquele prazer de assistir. Porém, é mt melhor que Flor do Caribe e tenho quase certeza que será melhor que mais um remake do Benedito.

Jura que vc não acha a Pilar confiável? Acho que tá vendo pelo em ovo. Ela não teria razão pra fingir. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Sem problema, Alexandra. Bj

Sérgio Santos disse...

Paty, obrigado pelo comentário. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Cléu, é verdade, a Malhação ainda é um celeiro de talentos e a Globo faz bem em continuar, ainda que algumas temporadas sejam péssimas, como é o caso da atual. Nathalia está mt bem. Bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, M. Butterfly. Bjs!

Sérgio Santos disse...

F Silva, eu acompanhado há um bom tempo. Confesso que nunca parei pra contar e nem me lembro exatamente do instante que comecei, mas penso sim em escrever sobre a evolução da teledramaturgia, citando Água Viva como exemplo.

Eu fui fã de Mulheres de Areia e não achei nada de chata, mas respeito sua visão. Sobre as novelas atuais, há boas, regulares e péssimas assim como há 20 anos. Porém, os estilos e a linguagem são bem distintos. Abçssss

Sérgio Santos disse...

Maria Clara, respeito sua opinião. Sobre Joia Rara, concordo que prometeu bastante e não cumpriu muita coisa, mas enfim... bj

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elvira. Vai ser uma falsa-morte mesmo, tenho quase certeza. Só deixei em aberto no texto porque não escrevo a novela e as autoras podem, sei lá, mudar do nada. Mas a falsa-morte será bem interessante mesmo e o romance com o Viktor é ótimo. Bjssss

Sérgio Santos disse...

A vilã Débora de Malhação foi ótima também, Kellen! bjs

Sérgio Santos disse...

Nathalia tem talento mesmo, Thallys, e está mt bem. Não via problema dos dramas da Silvia, até porque eram todos falsos. Achava que ela não estava sendo bem desenvolvida mesmo. A parceria com a Silvia Salgado está mt boa e em Malhação elas foram bem tb.

Na minha opinião, Amor á Vida é a melhor novela no ar e com larga vantagem. Sobre Joia Rara, não dá pra comprar ainda com Cordel porque a anterior começou de uma forma genial e depois se perdeu na metade, ficando repetitiva. Até prefiro que uma novela comece boazinha e que engrene de vez, como ocorreu com Sangue Bom, do que comece perfeita e se perca, como Ti ti ti e o Cordel, como citei. Por enquanto JR está boa. Mas fica nisso. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Iara, calma. Cada um com sua visão.

Sérgio Santos disse...

Maria, não acho que tenha que ser patético, não, acho que cada um tem o direito de achar o que quiser e ter a opinião respeitada.

Sobre a Nathalia, eu gostei dela em Av Br, mas era uma coadjuvante. Agora ela ganhou um papel bem melhor. Abçs

MARILENE disse...

Sergio, não gostei da possibilidade de ela ser assassinada, pois é importantíssimo seu papel na trama.
A atriz está ótima, em todos os sentidos. E seu romance com o cunhado tornou mais interessante a novela, eis que têm química e o sentimento é real, embora ela faça a mulher vingativa e fria. Bjs.

Kaká disse...

Oi, Sérgio. Apesar de gostar da Nathália, devo admitir que estava ficando aborrecida com a Sílvia, pois a mesma pretendia se vingar e passou dez anos sem fazer nada. Mas, agora, finalmente, ela está crescendo cada vez mais na novela, principalmente com essa nova parceria com a Sílvia e com as investigações sobre a morte da Catarina. Realmente, essa história está muito interessante e talvez cause alguma reviravolta na trama. Sobre essa morte, acho que causaria mais suspense se o assassinado fosse o Ernest, mas a interpretação do José de Abreu está tão boa, que não quero que ele morra. Enfim, espero que essa "morte" da Sílvia seja falsa e que ela possa voltar para esclarecer a verdade sobre a Catarina, e que fique com o Viktor, já que os dois formam um lindo casal.

Sérgio Santos disse...

Marilene, acho que ela não vai morrer, será uma falsa-morte. E o romance com o Viktor foi muito interessante para a composição da Silvia. Bjs

Sérgio Santos disse...

Kaká, eu também me decepcionei com esse início da Silvia porque era uma vingança boba e até incoerente. Mas agora, espero, que ela comece a agir de fato. E creio que será uma falsa morte mesmo. Vamos ver. abçs

Ingrid Monreal disse...

Acho que a Nathalia esta muito bem e acho que essa personagem era importante para ela se livrar das mocinhas,acho a Silvia uma das personagens mais interessantes da novela pq é vingativa,fria e dissmulada mas por outro lado mostra um amor pelo pai e que esta se apaixonando pelo viktor.Apesar que concordo que esses 10 anos da novela enfraqueceram a historia dela mas tb entendo ela necessario a passagem de tempo e nao daria para mostrar a silvia se vingando nesses 10 anos tudo que ela fez e vai fazer contra o ernest sera agora.Mas a historia dela ficou ainda melhor do que estava com esse filho que sera interessante por ela não ter paciencia com criança,viktor que é seu ponto fraco e a quimica Rafael e da Nathalia é muito boa e alem dessa falsa morte eu tenho quase certeza que ela nao moore sera muito interessante e uma boa reviravolta ela ser dada como morta,ficar o misterio na novela e depois aparecer para acabar ernest.Alias essa trama do misterio que envolve a morte da catarina é muito boa e ficou melhor com a silvia investigando com a ajuda pilar,Nathalia e Silvia estao fazendo otimas cenas

Sérgio Santos disse...

Ingrid, ela está muito bem mesmo e tambem acredito que Silvia não morrerá e que tudo será um plano dela com a Pilar. Será uma reviravolta interessante. bj

Danuza disse...

Sérgio, sobre a Pilar..., conheço muita gente que tem a mesma impressão que eu. Posso estar errada, mas não a acho tão confiável assim. Quanto à Nathalia, está cada dia melhor, e sua parceria com Rafael Cardoso é a melhor, na minha opinião, da novela. A trama de Sílvia e Viktor, tem todo um conflito externo e interno da personagem. Concordo quando diz que Joia Rara não é 'A NOVELA', mas, acho a melhor no ar atualmente. Comecei a assisti-la pela trama principal, e pela personagem da Nathalia que para mim, é a mais complexa até então da trama. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Eu acho Amor à Vida melhor, Danuza. Silvia e Viktor formam um lindo casal mesmo e torço para que fiquem juntos no final. abç