segunda-feira, 4 de novembro de 2013

"Além do Horizonte" tem uma estreia ousada e arriscada

Até onde você iria em busca da felicidade? A felicidade existe? Que preços temos que pagar para alcançá-la? É possível ser feliz? Você teria coragem de encarar um perigoso jogo para descobrir a resposta para todas essas perguntas? Tendo essa premissa inovadora e arriscada, estreou, nessa segunda-feira (04/11), "Além do Horizonte", trama que substitui a envolvente "Sangue Bom" no horário das sete.


A primeira novela de Carlos Gregório e Marcos Berntein (experientes na roteirização de vários filmes, incluindo ainda novelas, como "A Vida da Gente", onde trabalharam juntos) apresentou um primeiro capítulo repleto de incógnitas, honrando bem o clima de mistério e suspense que domina a história. A protagonista Lili (Juliana Paiva), após ficar noiva, lê uma carta deixada por seu pai e conclui que ele pode estar vivo. Ela discute com sua mãe (Heloísa - Flávia Alessandra), que acaba contando que o marido fugiu com uma amante. Rafa (Vinicius Tardio) é abandonado por sua namorada (Paulinha - Christiana Ubach), que vai em busca da tal felicidade ao lado de Marlon (Rodrigo Simas), irmão de William (Thiago Rodrigues). E a turma jovem em questão é formada pelos protagonistas da história.

O clima 'Lost' ficou por conta das cenas ambientadas na Amazônia, destino dos personagens centrais e local de uma sociedade secreta que carrega inúmeros mistérios. A começar pela existência de uma 'besta', que assassinou um homem logo no primeiro capítulo, aumentando ainda mais o
medo dos moradores da fictícia Tapiré, cidadezinha próxima, chefiada pelo vilão Kleber (Marcello Novaes), uma espécie de miliciano, digamos assim. O primeiro capítulo foi encerrado com a ida de Lili à casa de William, para tentar descobrir pistas do desaparecimento do seu pai. A partir desse encontro, descobrirão que têm algo em comum: são 'vítimas' de enigmáticos sumiços de parentes.

O telespectador que exige novidades na teledramaturgia e cobra o fim do chamado 'mais do mesmo' nas novelas, não teve do que reclamar depois de ter visto a estreia de "Além do Horizonte". Pouquíssimos núcleos foram apresentados e a maior preocupação foi despertar a curiosidade do público em cima da temática que moverá a história: a busca por entes queridos que desapareceram misteriosamente em busca de uma suposta felicidade que fica, teoricamente, em um lugar assustador.

Claro que toda ousadia tem um risco. E os autores precisarão ficar atentos a isso. O excesso de enigmas pode prender a atenção do telespectador mas pode também afastá-lo com a mesma facilidade, afinal, ao contrário do público das séries americanas, o brasileiro não está muito acostumado com esse estilo, ainda mais em uma novela.

E o elenco da trama não chama atenção. Logo na estreia já foi possível perceber que Juliana Paiva e Flávia Alessandra farão uma grande parceria, além de ser um prazer ver Maria Luisa Mendonça de volta às novelas (ainda que para interpretar novamente uma mulher ciumenta), entretanto, não foi possível se empolgar com mais ninguém. Ao menos por enquanto. Thiago Rodrigues, Vinícius Tardio, Christiana Ubach, por exemplo, precisarão melhorar muito para honrar a importância dos seus papéis. Outro ponto preocupante é que todos os protagonistas são jovens. Nada contra, claro, porém, é bom lembrar que "Sangue Bom" sofreu rejeição do público mais maduro justamente por causa da trama central ser voltada em cima dos conflitos de seis jovens. Tanto que a novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari virou uma febre entre os adolescentes, mas não agradou os mais 'adultos'.

O excesso de enigmas precisará ser muito bem desenvolvido para segurar o telespectador diante da televisão e para conquistar a audiência perdida em virtude do mau desempenho de "Guerra dos Sexos" e "Sangue Bom". Já ficou claro que o trunfo da trama está nas mãos dos autores. E, embora neguem a inspiração, não teve como o telespectador não se lembrar da série 'Lost'. Mas, segundo Marcos Bernstein ---- que descarta a comparação com o seriado americano ----, a trama tem muito mais das aventuras de 'Indiana Jones' e do filme "Horizonte Perdido" (de Frank Capra).

A nova novela das sete está cheia de estreantes e inovações. Além de Carlos Gregório e Marcos enfrentarem pela primeira vez a missão de escrever uma novela, Gustavo Fernandez também encara o desafio de ser diretor geral de um folhetim ----- o experiente Ricardo Waddington é o de núcleo. E para culminar, a história da trama é ousada até demais para ser exibida em um horário já marcado pelas comédias românticas. O primeiro capítulo marcou 23 pontos, cinco a menos que a estreia da antecessora. Um ibope decepcionante, mas que ainda não quer dizer muita coisa. É cedo para qualquer conclusão.

"Além do Horizonte" apresentou uma estreia repleta de riscos e não será fácil substituir uma obra tão bem feita quanto "Sangue Bom"; entretanto, a tentativa de sair da mesmice é válida e merece o reconhecimento. Ainda não há como saber o resultado dessa nova proposta, mas uma coisa é certa: o fracasso e o sucesso estarão se equilibrando na mesma corda bamba. Resta esperar e ver qual deles cairá primeiro.

60 comentários:

Felipe disse...

Curti bastante a estreia de Além do Horizonte.
Ainda é um pouco cedo pra comentar porque muito pouco foi mostrado, ao contrário de Sangue Bom, por exemplo, que já no primeiro capítulo conseguiu mostrar bastante dos contornos da sua história. No caso de Além do Horizonte ainda tem bastante coisa pra ser mostrada, pra ser estabelecida, mas já estou gostando do que eu vi e curioso pra assistir aos próximos capítulos!

Maria Lúcia Gromann disse...

Gostei um pouco da estréia, apesar de arriscada. Sim, o elenco é horroroso, com poucas salvações, mas é bem enxuto. Saudades de ver uma novela com elenco bem pequenininho. Juliana Paiva e Flávia formaram um belo par e pode salvar a novela. Vinicius Tardio é um daqueles atores da escolinha de atores do Wolf Maya; e Chritiana Ubach parece ter tomado um chá ou acordado as sete da manhã para fazer as cenas, até porque quando entrou em cena tinha cara de sono e parecia ter tomado um chá alucinógeno. E continuo achando que Rodrigo Simas deveria ser William e Thiago como Marlon, daria direitinho e seria até melhor. Quero ver logo Carol Ferraz em ação, baita atriz. Ainda acho decepcionante uma novela das 19horas ter como cenário principal uma vilinha de novela das seis. Mas dá pra engolir, ainda que voltando em 2011, lembramos Morde e Assopra com fazenda e núcleo caipira de novela das seis. Sobre o ibope, esperava mais, 23 pontos é uma estréia decepcionante; nem ''Guerra dos Sexos'' que foi um belo fracasso marcou isso no primeiro capítulo. Mas, ainda é cedíssimo para argumentar audiência e reclamar da história.
E a abertura? Muito bem feita, muito bem cantada, amei mesmo, ela pisa na de Sangue Bom, que na minha opinião foi bem esquisita e extremamente colorida, lá só se salvou a música. Mas a trama era ótima, já estou com saudades de Amora, Bento, Damáris, Lucindo, Tina, Giane e Fabinho, Bárbara Ellen :(
Abraços Sérgio, excelente texto!

F Silva disse...

Concordo contigo Sérgio, com exceção à tua conclusão. Sangue Bom não foi uma obra tão bem feita, e tu mesmo, no próprio texto diz o porquê. Apenas acrescento que muitos núcleos de Sangue Bom pareciam esquetes de programas de humor, assim com Amor à Vida. Novela bem feita tem que ter coesão textual, que se reflita no conjunto das cenas, e só poucos autores tem esse talento.
Nesse primeiro capítulo de Além do Horizonte, tive a impressão que não teremos essas falhas, mas só o tempo irá mostrar.
Sobre o time de protagonistas:
Juliana Paiva, que brilhou como a espevitada Fatinha, em Malhação, gosto dela, porém erra muito no tempo e no tom da interpretação, não me atirem pedras, é só comparar com as excelentes Sophie Charlote, Fernanda Vasconcelos e Isabele Drumond. Nada que um bom diretor não possa corrigir.
Não achei o Thiago Rodrigues ruim na estréia, Ele deu o tom certo ao personagem. Já não posso dizer o mesmo do estreante Vinícios Tardio e da Cris Ubahc. Foram fracos.
Rodrigo Simas, esse jovem tem o tempo e o tom certo na atuação. Fez bem o marrento Leandro, depois deu outro tom a outro marrento, o Bernardo, do curta-metragem e brilhou como romântico Bruno de Malhação. Agora teremos que esperar mais cenas para ver como será o misterioso Marlon. Aposto nele.
No mais... assino embaixo o que expuseste no teu excelente texto.

Thallys Bruno Almeida disse...

Pra quem tinha uma expectativa pior, eu acabei não achando tão ruim o que vi da estreia (na vdd vi pelo site e por isso pulei as cenas do Thiago Rodrigues, e talvez por isso tive essa impressão).

Ficou claro que os autores não querem entregar o ouro logo de cara. Querem instigar o telespectador a cada cena, a cada capítulo. E outro fato é que o brasileiro normalmente só "compra" história sobrenatural se for de fora. Se um produto brasileiro aposta nisso é logo tachado de cafona, ruim, etc.

De longe, a melhor coisa foi a parceria entre Flávia Alessandra e Juliana Paiva. Linda em todos os sentidos. Só acho que a Juliana precisa tomar um pouco de cuidado com o tempo, pra não deixar suas falas rápidas demais. Quanto à Flávia, já se sabe que no drama ela manda bem (inclusive isso é um ponto positivo), o que me deixa ansioso para saber como vão explorar o lado cômico prometido (as cenas como apresentadora).

Por enquanto, dou nota 8. Gostei do texto, da direção do Gustavo Fernandez (o mesmo que assinou O Brado Retumbante, tbm no núcleo do Waddington), mas no elenco só elas me chamaram atenção hoje. Que venham os próximos. Abç!

Thallys Bruno Almeida disse...

PS: a frase que eu falei do brasileiro comprar trama sobrenatural é uma citação do que disse o Daniel (demlo) no twitter, com a qual concordo.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Uma análise atenta do mundo dos filmes e realização das telenovelas.
Penso que o bom desempenho dos personagens é um caminho para o sucesso mas as questões abordadas complementam a história.

Agradeço a visita em lidacoelho.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia, Sérgio
Bela análise,
...já gostei do enredo, a eterna busca pela felicidade, e realmente, parece ser mesmo um projeto ousado,saindo da mesmice costumeira.
Por vezes, só vence quem ousa, então, acredito muito nessa telenovela,apesar dos protagonistas sem estrelas.
Agradeço
Bela semana!
Abraços!

Lucas disse...

Bom dia, Sérgio

O capítulo inicial ADH foi razoável. Tirando as atuações de Juliana Paiva e Flavia Alessandra, o restante não empolgou. Ai que está o problema. Eu não sei se elas serão capazes de segurar essa novela sozinhas. Porque se for contar com o Thiago Rodrigues e Vinicius Tardio, essa novela será um fracasso. O clima de mistério ajuda a prender mas tem que ser bem conduzido. Essa novela é uma incógnita e tem que deixar de ser logo porque a 1° semana de uma novela é fundamental para criar um público cativo. Acho louvável iniciativas inovadoras como essa proposta dos autores, mas não vai adiantar nada se a trama não for bem conduzida e os atores não derem conta do recado. Sobre Geração Brasil que falei no meu outro comentário, eu concordo com você que CDC se perdeu da metade pro final. Mas eu tinha o mesmo receio de Sangue Bom por causa do final Ti Ti Ti da MAA. Eu pensei que ela ia cagar o final de Sangue Bom, mas isso não ocorreu. Acho que Geração Brasil tem tudo para ser um sucesso, uma vez que agora os autores estão com mais bagagem por conta de CDC. Fora o elenco primoroso composto por Carrão, Isabelle, Pigossi, Claudia Abreu, Titina e Tais Araujo. Estou muito ansioso para essa próxima novela. Abraços.

✿ chica disse...

Como sabes, nesse horário, é impossível aqui! Mas gosto de me atualizar aqui! abração,chica

Adriana Helena disse...

Bom dia Sérgio!
Uauu, vim somente para saber como foi a estreia da nova novela e me dei por satisfeita amigo!

Você falou tudo o que eu queria e mesmo eu não a tendo visto, acabei me transformando em uma expert no assunto só de ler a sua completa e ampla análise!

Parece ser uma boa novela: os ingredientes de mistério e a busca da felicidade, reunidos, muito me agradaram!

Obrigada amigo!
Tenha uma excelente semana!

Melina disse...

Estreia fraca na minha opinião, Sérgio. Pareceu um misto de Flor do Caribe, Tempos Modernos e Lost. Vou ver esse início mas é quase certo que não vá me atrair. Beijo.

Lulu on the Sky disse...

Não gostei não. Achei forçado e tem atores fraquissimos no papel. Além de ser parecido com lost, até a música incidental é igual. Lamentável.
Ótimo dia pra vc!
Big Beijos
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Rafael Barbosa disse...

Realmente a proposta da trama é bem arriscada, o mesmo público que pede uma coisa diferente, estranha quando uma novela foge da formula habitual. Eu não tinha boas expectativas com Alem do Horizonte, mas gostei bastante da estréia e posso dizer que elas foram superadas. Achei o primeiro capítulo bem feito, com uns recursos de roteiro interessantes, uma ótima direção, uma trilha bacana, cenas e sequencias legais, e a novela tem uma pegada diferente, tem um ar de novidade. Adorei a abertura. Só reclamo mesmo é do elenco, que me parece fraco, principalmente os jovens protagonistas. Da Juliana Paiva, eu gosto dela, a acho talentosa, mas achei ela um pouquinho exagerada, o que tornou a Lili dela, aparentemente um bom personagem, um pouco irritante rs. Do mais é cedo pra julgar, mas acho que a novela tem potencial para agradar e ser uma ótima trama, vamos ver o que os autores tem pra mostrar ainda. Enfim, gostei bastante do primeiro capítulo, muito superior ao que estava esperando, mas é claro, a saudade de Sangue Bom foi gritante ontem rs.
Abraços

Rita disse...

Bom Serginho não senti aquele impacto de uma boa novela, pode ser que mude com o tempo, tem bons atores e tem alguns mais fraquinhos, mas é assistindo que a gente vai vendo o que de bom acontece.....
Juliana Paiva , como Fatinho na malhação tava ótima, aqui achei ela um pouco sem graça, como eu disse
td pode melhorar

Bom final de tarde de chuva!!

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

David Denis Lobão disse...

O elenco é horrível, vários atores péssimos, especialmente entre os protagonistas masculinos. Não dá vontade de ver deste jeito. Parece Malhação às 19h.

MARILENE disse...

Sergio, o primeiro capítulo não impressionou. É muito vaga essa busca pela felicidade e nenhum ator demonstrou força em seu desempenho. Mas é cedo para qualquer avaliação e vou continuar assistindo. Bjs.

Anônimo disse...

Cruzes, essas novelas estão cada vez piores, não é a toa que o ibope só cai mais e mais. E esse Sergio não faz nada mais na vida a não ser assistir a globo o dia inteiro? Cara, sai da frente da telinha um pouco e vai conhecer o mundo lá fora.

Barbie Californiana disse...

Poxa, Sérgio, eu perdi a estreia ontem, pois foi o aniversário de uma de minhas irmãs, mas verei hoje. beijinhos

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, respeito sua opinião, mas achei esta uma das estreias mais fracas dos últimos tempos. Trama confusa, algumas atuações exageradas, abertura apenas razoável. Espero que os próximos capítulos melhorem bastante.

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Como vc escreveu:
'o fracasso e o sucesso estarão se equilibrando na mesma corda bamba',e eu vou acompanhar aqui no seu blog esse desenrolar,pois não irei assistir Além do Horizonte.
Bjs \o/

Danizita L. disse...

Fiquei curiosa em assistir, pena que ainda não deu, mas assim que puder vou conferir!

Bjs Sérgio ;-)

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Como sempre faço, assisti a estréia para decidir se irei acompanhar os capítulos ou não. Não gostei! Me senti assistindo Malhação na Amazônia e mesmo gostando muito de Marcello Novaes e Thiago Rodrigues, não vai rolar!
Boa semana!!
Beijus,

Milene Lima disse...

Ontem eu não pude assistir. Hoje eu dormi a novela inteira, no sofá. Achei a novela ruim e por isso dormi, ou dormi e por isso achei a novela ruim? Não dá pra saber. Vou ver, de verdade, mais alguns capítulos pra saber o que será.

Beijo, Sérgio.

eder ribeiro disse...

Sergio, td q é novo pode assustar ou arrebatar, é esperar para ver. Abçs.

Anônimo disse...

Eu não gostei nada nada dos atores. Não conheço a maioria deles, pode ser por isso, e tb porque nenhuma cena exigiu demais também. Agora eu gostei do enredo, achei instigante e tem potencial, se bem trabalhado. Todo mundo acaba criticando e julgando mas jistificando q ainda é cedo pra avaliar. Acredito que quem não gostou do começo da novela vai continuar sem gostar quando ela engrenar. Como eu não ligo pra audiência, vou continuar vendo até que ponto vai a criatividade desses autores.

Letícia disse...

Boa noite meu caro Sérgio,

Vi estes três primeiros capítulos de Além do Horizonte, reconheço que prestei mais atenção no primeiro, os outros a tv estava apenas ligada enquanto eu mexia no meu smartphone. O pouco que vi até agora, confesso que não me chamou a atenção. Apenas vi porque estava diante da televisão.

Sobre os atores, bom os veteranos sempre dão conta do recado. Já os novos, no caso os atores que fazem o Rafa e a Paulinha, me desculpe, mas os achei muito artificiais, as suas falas soavam mais falso que nota de três reais. Acho que foi um risco escolher alguém tão inexpressivo para papéis tão importantes.

O enredo da novela também não me chamou atenção, talvez por não ter acompanhado Lost, alguns amigos até me falaram que o seriado era bom, mas confesso que não me entusiasmei. A busca pela felicidade em um lugar distante da civilização e no meio do mato também não me chamou atenção. nada contra em buscá-la em um lugar tão distante, misturar isso com uma sociedade secreta, ou sei lá o quê, parece mais coisa daquela ceitas malucas que alienam as pessoas, ao ponto de fazer com elas façam coisas que normalmente não fariam.

Sabe Sérgio, esta novela me fez lembrar aquela que o Fagundes teve que fazer por questões contratuais (ao menos penso que seja isso, o Fagundes é um ator extraordinário, e a trama da novela era péssima, só pode ter sido obrigado e ainda tinha que contracenar com um suposto computador, mas constrangedor que isso, acho que não existe), a tal "Tempos Modernos", que foi um verdadeiro fiasco.

Mas, enfim, que sabe eu possa está enganada e a novela consiga recuperar o horário das sete da noite. Quem sabe o enredo se torne mais interessante no futuro... Quem sabe...

Um abraço e até a próxima...

Sérgio Santos disse...

Felipe, eu ainda não estou mt interessado na novela, mas realmente temos que aguardar mais um pouco. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Maria. Eu achei a estreia ousada e os dois capítulos posteriores despertaram mais a curiosidade. Mas ainda é difícil falar algo mais. O elenco é enxuto mesmo, mas fraco.

Sobre Morde & Assopra, o Walcyr ousou muito ao exibir uma novela que expunha o contraponto dos dinossauros e da robótica, mas ele foi esperto porque tb manteve núcleos tradicionais de uma novela. Essa, ao menos por enquanto, não optou por isso. Bj

Sérgio Santos disse...

F Silva, obrigado. Mas eu não considerei a escalação de seis protagonista jovens um erro de Sangue Bom, apenas citei que isso acabou afastando o público mais maduro e que repetir essa estratégia é arriscado, ainda mais pq o elenco anterior era muito melhor. Gostei dos núcleos cômicos de SB e gosto do de AAV, mas respeito sua concepção.

O Thiago Rodrigues sempre interpreta o mesmo papel, não há diferença. Já da Juliana eu tenho gostado, mas Vinicius e Christiana são mt fracos. Enfim, é uma proposta ousada, vamos ver se funciona. Bjs

Sérgio Santos disse...

Por enquanto estou achando a maior parte da história desinteressante, apesar do mistério, Thallys. Por isso é melhor esperar um pouco mais. No entanto, a ousadia é válida e resta ver como será conduzida. Mas se continuar do jeito que está acredito que o telespectador vai se cansar.

Sim, quando fazem algo em seriado americano é visto como incrível e na novela é criticado. O Daniel tem razão e concordei com ele. Aliás, eu já disse várias vezes que não vejo demérito em novela que copia ou se 'inspira' em temáticas já exploradas em séries de fora, desde que seja apresentada uma boa trama. Por isso não critiquei as situações parecidas vistas em Av. Brasil, Joia Rara, Amor à Vida etc... Abçs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Luís!

Sérgio Santos disse...

O enredo é instigante, Felis. Resta saber como irão desenvolvê-lo. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Lucas, concordo com tudo. Aliás, o mistério está no enredo mas tb está em torno do que será essa novela; uma boa história ou uma trama chata.

Sim, Cheias de Charme e Ti ti ti começaram muito bem mas se perderam da metade pro final. Ainda bem que Sangue Bom conseguiu se manter excelente até o fim, ainda que tenha começado meio devagar. Tomara que a Geração Brasil seja boa e que não repita os erros de CDC. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Sei sim, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Adriana, a busca pela felicidade é a sua cara. Mas a novela ainda é uma incógnita. Beijão!

Sérgio Santos disse...

Tapiré lembra mesmo um pouco das novelas do Walter Negrão, Melina. E algumas cenas do núcleo principal acabam lembrando Tempos Modernos, acredito eu, pela fotografia. Mas tomara que não passe nem perto dessas. Bj

Sérgio Santos disse...

A música incidental é igual, Lulu? Nem sabia disso porque não vi a série. Então a inspiração foi ainda maior. bjsss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Rafael, pedem mudanças mas quando elas vêm também criticam. Fica difícil agradar. Mas ainda é cedo pra dizer algo mais sólido. A estreia foi ousada e apresentou alguns bons momentos, mas teve outros péssimos também. Vamos ver qual irá prevalecer no futuro. O elenco é mt fraco e isso tinha ficado claro pelas chamadas. E eu ainda estou sentindo falta de Sangue Bom. abçss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Rita, vamos aguardar. bjsss

Sérgio Santos disse...

David, o elenco deixa a desejar mesmo e a trama ainda não está mt clara. Mas não acho que tenha a ver com Malhação. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Isso é mesmo, Marilene. A busca pela felicidade acaba deixando a trama um pouco piegas, mas vamos ver se valerá a pena. bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, obrigado pelo seu importantíssimo conselho. Pode deixar que pensarei no seu caso. E vc deve aproveitar mt a vida lá fora mesmo, fazendo questão de acessar um blog que odeia, de escrever em cima de um produto que vc nem viu e ainda fazendo um comentário cretino desses. Abçs!

Sérgio Santos disse...

Ok, Barbie. bjssss

Sérgio Santos disse...

Elvira, eu nem falei que achei a estreia boa, disse que achei ousada mesmo. Procurei ser mt cauteloso sobre isso porque a trama não apresentou muita coisa. Mas o elenco é mt fraco. A abertura eu achei legal. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Clau! bjsss

Sérgio Santos disse...

Por enquanto ainda não empolgou, Danizita, vamos ver mais pra frente. bjs

Sérgio Santos disse...

A audiência deu uma caída no segundo capítulo, Luma. Sinal que vc não é a única. Eu acho o Thiago um ator mt ruim. Mas a trama não tem nada a ver com Malhação, não. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Boa questão, Milene! rsrsrs Talvez as duas respostas sejam afirmativas. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Resta aguardar, Eder. abçs

Sérgio Santos disse...

Tem muitos atores desconhecidos mesmo, anônimo. E outros que participaram de poucas produções. Mas a trama tem uma proposta inovadora. Por enquanto tenho achado cansativo, mas quem sabe fica excelente. Ou então piora ainda mais. Só esperando. Abç.

Sérgio Santos disse...

Olá minha cara Letícia. Não se desculpe, eu também os achei muito ruins. E não dá para entender como os escalaram para perfis tão importantes. Falta de opção não é, pq tá cheio de ator bom querendo uma chance.

Eu também não vi Lost então nem tenho como fazer a comparação, mas esse tipo de enredo não me atrai. Porém, o tom de mistério da novela tem despertado minha atenção. Por enquanto, aliás, é só isso que tem me prendido.

Muitos a compararam com Tempos Modernos mesmo. Vamos ver se será tão ruim e fracassada quanto aquela. Beijão!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, então não fui a unica a achar semelhanças com Lost, aliás ultimamente virou moda os autores se inspirarem em seriados americanos né, não vi nada de Indiana Jones, vi Lost mesmo! Não sei se vai bombar não, a principio não me interessei muito mas começo de novela é assim mesmo a gente fica meio armado, vamos ver... Abraços

Alexandra Amaral disse...

Gostei da estréia. Mas A novela não é minha vibe. O elenco é bem ruinzinho mesmo. Cruzes, é cada ator mais ruim que o outro. A trama também não me agrada, pode ser que melhore pra mim, mas é difícil...

Anônimo disse...

Esta novela promete, gostei muito da estreia, do conjunto da obra, em especial do Ator Thiago Rodrigues, fotografa muito bem em cena. parabéns.....

Sérgio Santos disse...

Kellen, o início está desanimador. Se continuar assim o fiasco será inevitável. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Alexandra, o elenco é fraco mesmo. E por enquanto a trama não empolga. Vamos ver se melhora. bj

Sérgio Santos disse...

Acho Thiago Rodrigues péssimo, anônimo, mas respeito sua opinião. Abçs.

Fernanda P. disse...

Olá Sérgio!

Quero Sangue Bom de volta! Saudades da Amora e cia. Quanto mais eu vejo os capítulos dessa novela nova, mais me lembro de quão maravilhosa foi Sangue Bom! Acho válida a nova proposta, mas os personagens não me cativaram, pelo contrário, quanto personagem chato!

Sérgio Santos disse...

Nossa, eu também, Fernanda! Tentei dar uma chance pra essa novela mas não tá dando. Muito ruim. Saudades da Amora e da novela. :( Bjsssss

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.