sábado, 3 de novembro de 2012

Com a acidez de sempre, Alexandre Machado e Fernanda Young acertam mais uma vez em "Como aproveitar o fim do mundo"

De acordo com a profecia maia, o fim está próximo e tudo vai acabar no dia 21 de dezembro de 2012. E você, acredita? O que faria se o mundo realmente acabasse? Como aproveitaria seus últimos dias? Baseado nessa premissa, estreou na última quinta-feira (2/11) "Como aproveitar o fim do mundo", mais uma série da consagrada dupla Alexandre Machado e Fernanda Young, dirigida por José Alvarenga Jr.


Protagonizada por Alinne Moraes e Danton Mello, a série conta a história de um casal que se conhece em uma administradora --- local onde ambos prestam serviços --- e partir desse fato, a dupla se envolve em várias situações um tanto quanto absurdas. Kátia trabalha no departamento pessoal, é uma mulher linda, bem maluquinha e que acredita piamente na profecia. Seu sobrenome, aliás, é Maia, o que apenas reforça essa sua crença. Já Ernani trabalha na contabilidade, é um cara metódico, certinho e que detesta todo tipo de 'aventura'. Após se conhecerem durante a pausa do cafezinho, o rapaz estranha ao ver aquela mulher acreditando em algo tão sem sentido; mas logo se deixa levar pelas maluquices dela e acaba começando a listar o que gostaria de fazer antes que o mundo acabasse.

O texto mordaz dos autores está novamente presente e a acidez dos diálogos é sempre a característica principal da dupla, fazendo o telespectador rir tanto pelas conversas esdrúxulas quanto pelas situações nada convencionais. Mas é impossível fazer rir se os atores escolhidos decepcionarem. Por isso mesmo que houve um grande acerto na escolha dos protagonistas. Alinne Moraes e Danton Mello têm química em cena e formam uma
boa dupla. A atriz está ótima vivendo uma mulher sem o menor senso do ridículo, enquanto o ator não compromete dando vida a um cara medroso. Nelson Freitas também se destacou com um personagem diferente dos tipos que interpreta no "Zorra Total".

Alexandre Machado e Fernanda Young já apresentaram uma sucessão de seriados na Globo. Uns fizeram muito sucesso, outros fracassaram, mas todos ousaram e fugiram do humor fácil. Até hoje ninguém se esquece do fenômeno "Os Normais", porém, verdade seja dita, a dupla sempre manteve a qualidade mesmo nas séries que obtiveram menos repercussão. "Os Aspones", "Minha Nada Mole Vida", "O Sistema", "Separação?!" e "Macho Man" comprovam a competência dos autores, que sempre optaram pela provocação em suas produções. Agora, com essa nova empreitada, eles mostram que não estão enferrujados e continuam na ativa.

"Como aproveitar o fim do mundo" teve uma ótima estreia e se encerrará na madrugada do dia 21 de dezembro, justamente o dia profético. Não haveria melhor período para uma série como essa ir ao ar e até nisso Alexandre Machado e Fernanda Young acertaram. Pelo que se viu no primeiro episódio, o telespectador vai se divertir muito com as aventuras nada convencionais de Kátia e Ernani, que prometem aproveitar com muita entrega e intensidade esses 'últimos dias' precedem a catástrofe anunciada.

32 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Empolgações e paixões à parte (rs), vamos lá.

Bem, Sérgio, como vc percebeu (rs), adorei a série. Mas ainda assim deu pra perceber alguns "clichês" típicos da dupla Young-Machado, como o "paaaaaataqueoparéééééu" e alguns diálogos da introdução maluca dos maias. Ainda assim, não comprometeu o resultado final.

Adorei a Alinne naquela personagem maluquinha-misteriosa-neurótica, caiu como uma luva pra ela, um timing excelente pra comédia, enfim, ela arrasou (e eu sou suspeito pra falar, rs). Danton esteve igualmente ótimo na pele do cara cético-politicamente-correto que acaba se interessando por aquela mulher e "se permitindo" as mais variadas loucuras. Bom também ver Nelson Freitas, Luiz Serra e Kelly Freitas (que participou de Malhação 2008 e atuou junto com Alinne na peça Dorotéia do Nelson Rodrigues). A abertura ficou sensacional com a música de Wilson Simonal. A ambientação em externas foi outro acerto de José Alvarenga Junior.

Acho que o caminho da série vai mais pela coisa de mostrar as loucuras de se aproveitar a vida como se fosse a última vez do que propriamente numa ideia de apocalipse como em filmes como 2012 e O Dia Depois de Amanhã, além de ser diferente da premissa apocalíptica da série "O Fim do Mundo" de Dias Gomes, que passou como novela em 1996, entre Explode Coração e Rei do Gado.

Alguns críticos que li, ao falarem sobre a série, cometem um erro de a assistirem esperando algo próximo de Os Normais, quando a premissa é bem outra. De todas as séries da dupla, só não curti muito Macho Man (gostei de alguns poucos episódios), fui apaixonado por Minha Nada Mole Vida e tive um carinho especial por O Sistema.

Enfim, CAoFdM está aprovadíssima e não pretendo perder nenhum episódio. Abçs!

ELAINE disse...

Meu amigo Sérgio! Como estás? Confesso que não assisti e/ou assisto.... Mas depois de tua criteriosa e, com certeza, bem feita análise, me despertou a curiosidade, pois assisti um filme com Steve carell, ator que gosto muito, "Procura-se um amigo para o fim do mundo", mais ou menos sobre o mesmo assunto que, confesso, me decepcionou...Um abençoado e feliz fim de semana de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys! Sim, há alguns clichês dos autores, que considero suas impressões digitais. Como pro exemplo ser novamente um casal protagonista nada 'normal'.

Talvez eu seja um dos poucos que não considera Os Normais como a melhor série deles. Na minha opinião a melhor é Os Aspones. Achei todas as série deles excelente, incluindo Macho Man, que gostaria até de uma terceira temporada.

Também acho que a série nada tem a ver com os filmes de catástrofe e nem com a novela que abordou o assunto. E pode ter certeza que eu também não perderei nenhum episódio. Abraão.

Sérgio Santos disse...

Oi Elaine, obrigado pelo comentário. Também te desejo um ótimo final de semana! Não sei se essa série te agradaria, acho que não faz muito o seu estilo. Beijos.

Rita disse...

Bom dia de sábado, querido não acredito que o fim do mundo seja nesse dia , só DEUS pra saber...mas como tem tantas coisas trágicas acontecendo podemos dizer que já estamos nos fins dos tempos né, quanto a Aline e o Danton são ótimos e tem boa química sim, fazem sucessos juntos.

Será que o mundo vai acabar mesmo nesse dia......Vamos ver.....Me da medo nem quero pensar ai ai
Bjusss
Rita!!!!

Valquiria Novaes disse...

Eu não assisti, pela chamada achei meio bobo, masss vai saber hehehe
Bjos!
http://amonailart.blogspot.com.br/

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Respeito sua opinião, Sérgio, mas achei "Como Aproveitar..." mais do mesmo do estilo da dupla de autores. Alinne Moraes e Danton Mello tiveram boa parceria em cena. Lembrei da minissérie "O Fim do Mundo", do Dias Gomes, muito melhor do que esta.
Dos trabalhos anteriores de Alexandre e Fernanda, preferi "Separação?!" e alguns episódios de "Os Normais".
Espero ver os outros episódios da minissérie para avaliar melhor.

Tafena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felisberto Junior disse...



Olá!Bom dia!
Sérgio
gosto da Alinne Morais fazendo comédia. E gostei do humor leve, mesmo que repetitivo, dessa série. Na vida real,também temos esse "embate" entre os místicos e os céticos.Vale a pena ver, esse tema,Fim do mundo, da profecia Maia, num humor leve e descompromissado.
Aguardando!
Obrigado!
ótimo final de semana
Abraços
sorry...tive que excluir o comments anterior...estava com outro login...risos

Patricia Galis disse...

Eu perdi a estreia kk, mas vi Suburbia e gostei muito.

EDER RIBEIRO disse...

Sérgio, não assisti, mas aproveito para lhe convidar para ler o meu conto sobre o fim do mundo. O último capítulo irá ao ar no dia 20/12. Abraços.

Van disse...

Oi Sergio

Ainda não tinha ouvido falar desta série. Aqui fico sabendo de tudo que anda rolando.

Beijos

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, olha, fique tranquila porque não vai acabar, não. Se bem que vendo tanta coisa ruim acontecendo, acho que já tava na hora de acabar tudo e começar do zero.

A série é muito boa e os autores ácidos. Beijão.

Sérgio Santos disse...

Oi Val; olha, conhecendo você, eu acho que não gostaria mesmo! rsrs Beijão!!

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado pelo comentário. Também respeito a sua. Sempre gostei dos autores e de todas as suas séries. Essa é mais uma que eu gosto. Beijos!!!

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, obrigado pelo comentário. Alinne é uma ótima atriz no drama e na com´dia, além de ser linda. A série é bem descompromissada e o deboche predomina, o que é ótimo em se tratando de uma série de humor.

Nem vi seu primeiro comentário, mas não tem problema! Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Patricia, realmente Suburbia fez sucesso. Público e crítica aplaudiram. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Eder, obrigado pelo convite! Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Van, obrigado pelo carinho. Beijos!

Bia Hain disse...

Eu assisti o comecinho e achei o conceito interessante para que possamos repensar a própria vida! Gosto demais da atuação do Danton Melo. Ótima semana!

Kellen Bittencourt disse...

Adorei amigo, esta série será um sucesso, a Aline Morais está muito bem mesmo na interpretação, a série é divertida me parece que os autores acertaram, gostei! Me lembrei de uma postagem que tenho rascunhada a séculos desde que fiz a pergunta sobre o fim do mundo para os descendentes Maias que conheci na Riviera Maia no México, Valeu, vou atualizar o rascunho e postar! Abraçoooss e obrigado pela amizade!

Barbie Californiana disse...

Virou moda falar de fim do mundo, né verdade Sérgio? rs Até o Rock in Rio, fez brincadeira com isso... sobre a minissério, vi uns pedacinhos e gostei. Sobre a escolha do protagonistas, não poderiam ter feito escolha melhor, de fato, Alinne e Dalton, dão um espetáculo a parte. beijos e linda noite.

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, eu sou suspeito pra falar porque gosto muito dos autores. Adorei a série. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, foi legal, né? Alinne é ótima sempre! Puxa, essa sua viagem deve ter sido sensacional! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, pois é, principalmente agora que o tão 'esperado dia final' está chegando! rsrs A dupla se saiu muito bem na série e acho que o casal vai agradar. Beijos.

Samanta Sammy disse...

Olá querido amigo, como vai?

Mais uma ótima dica que com certeza vou conferir!Aliás, queria agradecer pela suas dicas a respeito da série Sessão de terapia, pois estou acompanhando e amando!! É realmente muito boa!
Esta sobre o fim do mundo deve ser ótima também, gostei do tema, que com certeza deve render cenas divertidas! Nesta loucura que anda por aí devido a este assunto, acho uma ótima idéia ter um programa com uma visão diferente e original :)
Sou fã da Fernanda, então acho que é uma boa pedida ;)
Obrigado por compartilhar!
Grande abraçoooo e boa semana :D

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Adoro a dupla de autores, gosto de quase tudo o que eles fazem! Amei "Os normais", "Macho man" e "Separação", esta última minha preferida. "Como aproveitar o mundo" è uma ótima série, adorei, texto genial e bem sacado, e os protagonistas mandando super bem, destaque claro para a linda Aline Moraes que sempre arrasa, sou fã dela. Sucesso para série!

Abraços

Sérgio Santos disse...

Oi Samanta! Tinha certeza que você ia adorar o Sessão de Terapia. A série é excelente mesmo. Também acho que você vai gostar dessa nova série da Fernanda. A acidez dela é sempre boa de se ouvir. Beijão e eu que agradeço!

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael, também sou fã. Gostei de todas as séries da dupla, sem exceção. Essa é mais uma. E ano que vem eles escreverão outra porque essa não terá continuidade, afinal, o mundo 'acaba' dia 21. rs Abraços.

Marcos Mariano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Mariano disse...

Eu assisti essa série, não por me interessar por ela, mas sim pq estava esperando Suburbia. Sinceramente não gostei da série Como aproveitar o fim do mundo, achei monótona, talvez porque não tenha dado a devida atenção, vamos ver os próximos capítulos.

Abraços

Sérgio Santos disse...

Oi Marcos, a série é muito boa. Vale a pena conferir. Abraços.