terça-feira, 27 de novembro de 2012

Personagens fascinantes e elenco primoroso transformam Sessão de Terapia em uma série impecável

O canal a cabo GNT arriscou ao investir na criação de uma série brasileira, baseada no seriado israelense Be`tipul. Entre várias versões já feitas,  a americana --- In Treatment --- era a mais conhecida no Brasil. Mas agora, após várias semanas no ar, pode-se dizer tranquilamente que a história nacional chegou para ficar. "Sessão de Terapia" é uma produção de imensa qualidade, a direção de Selton Mello é esplêndida e o texto maravilhoso. Além de todos esses pontos positivos, há um grande acerto na escalação do elenco e na criação dos personagens, que contêm uma complexidade fascinante.


Os atores foram selecionados a dedo e a entrega de cada um é visível. Absolutamente todos estão brilhando e emocionando o telespectador com suas atuações. Os personagens se tornaram críveis e não seria nenhuma surpresa se o público realmente misturasse ficção com realidade, uma vez que o talento desses profissionais e a rica história que envolve a série formaram um 'casamento' perfeito.

Zécarlos Machado está um verdadeiro assombro vivendo o terapeuta Theo e já protagonizou uma quantidade absurda de cenas memoráveis. O ator estava precisando de um papel como esse: um psicólogo que precisa enfrentar problemas familiares e resistir a uma paixão avassaladora que sente por uma paciente, tendo necessidade, inclusive, de
desabafar com outra psicóloga a respeito de suas angústias. Para piorar, o protagonista ainda fica sem rumo após seu paciente mais problemático se suicidar.

Em meio a todas essas situações nada fáceis é que os demais personagens se destacam, assim como o respectivo talento do time escalado. Maria Fernanda Cândido está muito bem vivendo Júlia, a paciente que se apaixona pelo psicólogo e acaba sendo ser correspondida. Mariana Lima e André Frateschi também estão perfeitos interpretando um casal, Ana e João, que se ama e se odeia com a mesma intensidade. Já Maria Luisa Mendonça demorou para começar a ter destaque, mas quando a oportunidade finalmente surgiu, começou a dar show vivendo Clarice, a esposa de Theo, uma mulher triste e que traiu o marido após tantos anos de desgaste no casamento.

Sérgio Guizé e Selma Egrei foram os atores que protagonizaram as melhores cenas ao lado de Zécarlos Machado. Ela, vivendo a psicóloga Dora e ele dando vida ao problemático Breno. As sessões que Theo tem com sua terapeuta são sempre tensas, com costumeiras trocas de acusações, já que os colegas tiveram problemas mal resolvidos no passado. A parceria dos atores é fantástica. Outras sequências merecedoras de elogios foram as protagonizadas pelo Sérgio. O ápice foi o momento em que Breno descobre todos os problemas particulares de Theo e o confronta, deixando o terapeuta tão destemperado, que acaba sendo atacado por ele, num ataque de fúria. O dia em que há uma espécie de trégua entre psicólogo e paciente, havendo até uma despedida entre eles (definitiva, pois Breno se suicida no dia seguinte), também foi memorável. Precisas atuações.

A grande revelação da série atende pelo nome de Bianca Muller. A atriz de 22 anos interpreta uma adolescente de 15 com uma dedicação impressionante. Nina é uma ginasta que viu o pai traindo a mãe quando era pequena e carrega esse trauma desde então, tentando, inclusive, o suicídio após tantas brigas com a mãe e baixa autoestima. A personagem é apaixonante e Bianca agarrou com unhas e dentes a oportunidade. Após esse trabalho é provável, e necessário, que os autores da Globo a escalem para novos trabalhos. É o mínimo que se espera.

Não é fácil uma produção só contar com bons atores em seu time, mas a série conseguiu esse fato raro e quem ganhou com o feito foi o telespectador. Ainda houve uma grata participação do grande Norival Rizzo, vivendo o pai autoritário de Breno, que, após a morte do rapaz, confrontou Theo a respeito da verdadeira função da terapia. Já é praticamente certa uma segunda temporada do seriado em 2013 e, pelo que está sendo visto na primeira, essa notícia não poderia ter sido melhor.

"Sessão de Terapia" é uma série que precisa da atenção do telespectador em cada troca de olhar, em cada detalhe, em cada cena e em cada atuação. Não pode ser assistida sem a devida concentração. A história de cada personagem hipnotiza o telespectador e a grandiosidade do elenco faz da atração um espetáculo imperdível. O GNT está com um produto valioso em mãos e sabe disso.

28 comentários:

ELAINE disse...

Sérgio, meu amigo! Li atentamente e fiquei encantada com a qualidade de teu texto, com os elogios e considerações à série... Fiquei até tentada, pois assistia "In Treatment", que foi cancelada....Obrigada pelo carinho e pelo comentário gentil! Um início de semana de paz e alegria!
Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Rita disse...

Bom dia meu amigo querido, só pude
vir hj postar aqui, adorei a sua resposta pra mim e fiquei muitooooo
feliz mesmo..Tá explicado!!!!!

Quanto a esse post não assisto por isso não posso dar opinião, mas sobre
a Sandra e o Evaristo, eu amo de paixão eles são meus ídolos, esse jornal eu não perco por nadas, parabéns por tudo mais uma vez
Abraços com todo meu carinho
Rita!!!!

Kellen Bittencourt disse...

Amigo eu não assisto por isso hj vou me abster rsr mas se vc fala que é boa tenho certeza que é, ia te sugerir um tema da tv mas esqueci, qado lembrar eu volto rsrsr abraçosss

Regina Rozenbaum disse...

A-do-ro e nem preciso explicar os motivos. O episódio do confronto do pai do Breno foi per-fei-to...e o terapeuta ali, em sua função, sem sair do seu "lugar". Que boa notícia nos trouxe Sérgio: não sabia que 2013 teremos mais.
Beijuuss

Felisberto Junior disse...

Olá!
Sérgio
demonstrou que qualquer pessoa, seja em qualquer área de trabalho, por melhor que seja, seguro e incisivo em suas colocações/análises profissionais , pode ser tanto quanto inseguro quando troca de lugar/função...é o caso do terapeuta Theo. Papel muito bem desempenhado pelo Zecarlos Machado.
Direção segura do Selton!
Quem acompanhou In Treatment, não tem como não gostar dessa série!
Obrigado!
ótima semana!
Abraços
ClicAki Blog(IN)FELIZ

EDER RIBEIRO disse...

Sérgio, o Shelton já nos surpreendeu com o filme O Palhaço, não é de estranhar a sua mão na série. Abçs.

Patricia Galis disse...

Gostei da dica, como estou sem nete consequentemente sem tv...affff, mas assim que instalar tudo em casa novamente vou ver sim, programação aberta é triste demais, adoro essas series.

Barbie Californiana disse...

A produção parece ser interessante mesmo, Sérgio, ainda mais porquê tem Selton Mello em sua direção. beijos e linda noite.

Sérgio Santos disse...

Oi Elaine, eu que agradeço o seu carinho. Beijos e boa semana!

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, ainda bem que tudo foi explicado e o mal entendido foi resolvido.

Pena que você não possa ver a série, vale a pena!

Sandra e Evaristo são ótimos mesmo e fico feliz que tenha gostado do post. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, obrigado pelo carinho. Não tem problema, quando lembrar me fale. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Regina! Que cena tensa foi essa, hein? Sérgio e Zécarlos foram incríveis.

Pois é, devido ao sucesso uma segunda temporada foi confirmada. Muito legal mesmo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto. A série é muito boa e foi só eu ver o primeiro episódio, que me vi preso a acompanhar todos os dias e não me arrependi. Pena que acaba essa semana! Abraços!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Eder, o Selton tem se mostrado um grande diretor. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Patricia! Ah é, sem Net fica difícil. rsrs Creio que você só poderá acompanhar as reprises porque a série acaba essa semana. Mas tente ver depois que você irá gostar. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie. Pode ter certeza que é muito interessante, imperdível mesmo. Beijos.

Malu disse...

Dentro de tantas coisas que são apresentadas de forma deteriorada ainda há alguma coisa boa para se ver... A televisão está se acabando a cada dia, principalmente os canais abertos... quem não tem condições de pagar por bons programas vai ficando às margens da cultura a cada dia que passa, o que é uma pena, pois muitos já não tem acesso a revistas de qualidade, jornais e, por aí vai...
Um abraço e grata pela sua visita!

Smareis disse...

Olá Sérgio,

Eu não assisti, mais pelo teu relato deve ser muito boa essa Série. EU fiquei curiosa e se tiver em 2003 eu irei assistir.Realmente é muito dificil uma produção ter só atores de primeira qualidade.
Gostei muito da postagem.

Beijos e ótima semana!

Milene Lima disse...

Menino, eu tenho tv à cabo em casa (é do meu irmão e eu nunca paguei ao bichinho, mas não conta pra ninguém) e passo batida pelas séries. Sei que tem umas ótimas, mas busco logo os canais de filmes, esporte e música. Mas atentarei para a sua dica, certamente.

Beijo, Sérgio.

Vanessa Barbosa. disse...

Já ouvi falar dessa série mas nunca parei pra assistir, agora que sei mais a fundo deu uma vontade enorme de conferir. :D
Beijos e um ótimo dia.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Malu. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Smareis. Obrigado. Olha, a série acaba nessa sexta, mas o GNT já vai começar a reprisar a primeira temporada na segunda, dia 3. Às 22h30. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene! Eu tenho tv a cabo, mas não sou fã de séries americanas, não. Essa é a segunda série brasileira num canal a cabo que eu vejo. A outra foi Oscar Freire 279. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Vanessa! Vale a pena, viu? Vão reprisar tudo a partir da próxima segunda! Beijos.

Marcos Mariano disse...

Eu sempre vejo as chamadas nos intervalos, entre um filme ou outro, mas ainda não tinha despertado o interesse em assistir, mas seu texto me despertou a curiosidade, vou assistir pra ver se gosto.

Abraços

Sérgio Santos disse...

Oi Marcos, a temporada acabou hoje, mas segunda, às 22h30m começam a repetir. É muito boa. Abração!

Samanta Sammy disse...

Olá querido amigo, como vai?

Lhe disse anteriormente que fui conferir sua dica sobre o programa em uma postagem anterior e simplesmente adorei!!!
Geralmente não tenho tempo para ver durante a semana , então assisto as maratonas que reprisam aos fins de semana, e quase me acabei de chorar com o episódio da Nina onde o pai dela vai à sessão... Maravilhoso, emocionante e contundente. Aliás, todos os episódios tocam lá no fundo do nosso íntimo com uma força enorme. Tudo é ótimo, está mesmo impecável, sou fã de carteirinha já :)
Ótima indicação e merecidos os elogios da postagem!!

Um enorme abraço e boa semana :D

Sérgio Santos disse...

Oi Samanta, tudo bem? Que série incrível. Também gostei muito desse episódio da Nina e da participação do Paulo Miklos. Aliás, a cena final com o Theo caminhando pelas ruas foi perfeita.

Que venha a segunda temporada! Beijão e obrigado por tudo.