sábado, 24 de novembro de 2012

O Clone, América, Caminho das Índias, Salve Jorge e as eternas repetições de Glória Perez

Glória Perez é uma profissional consagrada e não há como contestar seu prestígio. Com várias novelas de sucesso no currículo e vista, há anos atrás, como sucessora de Janete Clair, fez sua história na televisão e merece respeito. Porém, é impossível não observar um grande comodismo em suas obras e o que poderia ser apontado por alguns como 'estilo', nada mais é do que uma verdadeira overdose de repetições. "Salve Jorge" está no ar há pouco mais de um mês e, caso nada de extraordinário aconteça, caminha para ser o maior equívoco da autora.


Embora já tenha demonstrado interesse em apresentar novas culturas ao telespectador em "Explode Coração" (1995) --- onde retratou os costumes ciganos ---, foi depois do estrondoso sucesso de "O Clone" (2001) que Glória resolveu estabelecer um padrão para suas novelas: sempre exibir um núcleo cuja história se passa no exterior. Provavelmente achou que tinha encontrado a fórmula do sucesso e de início até parecia mesmo que era uma estratégia inteligente. Apesar dos problemas iniciais, "América" e "Caminho das Índias" tiveram uma boa repercussão e audiência satisfatória. Mas a paciência do telespectador parece ter finalmente chegado ao fim.

Em "Salve Jorge", a autora resolveu praticamente misturar todas as suas obras anteriores, incluindo até mesmo personagens iguais e situações muito semelhantes. A Turquia, por exemplo, como é muçulmana, faz lembrar o "O Clone"; cujos bordões fazem lembrar "Caminho das Índias", cujas vestimentas fazem lembrar os turcos de "Salve Jorge", novela cuja história da protagonista faz lembrar a Sol, personagem de
"América", trama que também retratou uma 'espécie de tráfico de pessoas', só que com brasileiros entrando ilegalmente nos Estados Unidos. Em suma: um fio se entrelaça no outro e assim sucessivamente, até virar uma imenso nó de difícil aceitação.

Como se não bastasse esse verdadeiro novelo de mais do mesmo e o público estar presenciando vários atores vivendo papéis parecidos --- caso de Betty Gofman, repetindo sua personagem de "Caminho das Índias"; Jandira Martini, repetindo suas personagens de "O Clone" e "Caminho das Índias"; Walter Breda e Mussunzinho incorporando clones do Seu Gomes e do Farinha de "América"; além de Neusa Borges, que chegou a afirmar que Diva é realmente a mesma personagem de "América" ---, ainda foi exibida, recentemente, uma cena praticamente igual a um acontecimento ocorrido em "América". Impossível não ter associado a sequência em que Morena vê sua mãe sendo expulsa do seu barraco à cena em que Sol se desespera ao se deparar com a casa dos seus pais sendo demolida por tratores. E para culminar, a protagonista de "Salve Jorge" só irá cair nas mãos do tráfico de pessoas porque buscará um dinheiro fácil para comprar outra casa; motivo praticamente idêntico ao da Sol quando resolveu ir para os E.U.A. .

É muito déjà vu para uma história só e a atual novela das nove tem feito por merecer cada crítica recebida. Por enquanto, a única trama que aparenta um certo fôlego é a do tráfico de pessoas, embora também já não esteja tendo o mesmo impacto do início e a suposta grande vilã de Cláudia Raia, Lívia, seja sempre 'engolida' por Wanda, víbora vivida por Totia Meirelles, cuja interpretação é digna de elogios. Ou seja, infelizmente, até no aparente acerto da novela há erros visíveis.

Que essa baixa audiência e a grande quantidade de críticas proferidas em cima de "Salve Jorge" sirvam como uma espécie de alerta para que Glória Perez pare de uma vez por todas se copiar a si mesma. Uma renovação se faz necessária e mudanças futuras serão bem-vindas, caso contrário, a próxima trama da autora será parecida com "O Clone", "Caminho das Índias, "América" e "Salve Jorge".

60 comentários:

Samuel disse...

Sérgio, parabéns pela crítica, concordo com tudo, você resumiu muito bem o que é Salve Jorge, e vou te dizer uma coisa, os grandes sites e revistas estão perdendo um grande crítico de televisão. Hoje eu li duas críticas sobre a novela, que acho que até eu que sou leigo no assunto, escreveria melhor, kkk. Uma foi do colunista Tony Goes, que dizia que só a Cláudia Raia e seu núcleo salvavam Salve Jorge, logo a Cláudia Raia! e a outra foi de Jorge Brasil ele elogiou a atuação do Rodrigo Lombardi e disse que a atuação da Totia Meirelles era canastrona, olha a lógica dele. Bom, enviei duas respostas a eles que foram censuradas, normal, kkk. Só tenho a dizer que você menos famoso “engole” os dois nas críticas.

Andressa disse...

Concordo!Morena é praticamente a Sol.E Gloria errou muito nisso,já q Sol foi sua protagonista q mais deu errado.Acho q o grande problema de Salve é o ritmo.Capitulo apos capitulo,parece que nada acontece!Eu gosto dos núcleos estrangeiros nas novelas dela,mas acho que nessa especialmente,ele está meio 'gratuito' na trama.Em Caminho das Indias por exemplo,sempre que aparecia os nucleos indianos,acontecia algo relevante por lá.Agora em Salve,dá a impressão que só está la para ocupar um espaço.Como se tivesse que ter um nucleo estrangeiro.Mas eu,particularmente(acho que sou a unica)gosto muito do nucleo da Turquia,muito mais q a Morena,o morro e etc.E as repetições só empurram a novela ladeira abaixo.Duda Nagle é de novo um play boy,Ana Beatriz Nogueira é novamente a perua interesseira,Ciça Guimarães com outra personagem que só existe pra ser amiga de alguma personagem(exceto O Clone,nunca uma personagem dela na propria casa,é sempre na casa dos outros,nas festas....),Antonio Caloni é um novo Mohameed.Gloria alem de repetir personagens,em alguns casos,tambem repete os atores q os interpretam.Fora atores com personagens muito parecidos com outros vividos por eles na tramas de outros autores(Dalton Vigh lembrando o Renee de Fina Estampa,Mariana Rios a Yasmim de Malhação,Natalia do Vale com muitos personagens da carreira....).Enfim,impossivel não ter dejavus vendo Salve Jorge

Barbie Californiana disse...

Sou a "única" que gosta de Salve Jorge, Sérgio!? hehee
Suas observações foram super bem escritas... Que memória, heim! :)
beijos e lindo final de semana.

✿ chica disse...

Eu fico esperando que algo de muito bom e novo aconteça, senão.... abraços,lindo fds!chica

Kellen Bittencourt disse...

Olá amigo, vc resumiu tudo em uma unica frase que eu assino embaixo, "é muito dejà vú para uma novela só, tudo muito igual, ela sempre apela para novas culturas e cenários maravilhosos mas cai na mesmice qdo escolhe culturas parecidas, tudo bem fazer novela no exterior mas pelo menos deveria distinguir mais as culturas que escolhe, vai p China!!! rsrsr Abraçosss

ReBonelli disse...

Sérgio eu concordo contigo em gênero, número e grau, é lamentável!!

Rita disse...

Bom dia Serginho querido, vc tem razão viu, adoro a Glória acho ela uma mulher maravilhosa, e acho tbém que ela já viveu em outras vidas pelas bandas da Turquia, pq repetir sempre coisas parecidas, não é normal
Mas vamos pensar que ela gosta daquelas bandas e coloca como quer
O que deixa tudo na mesmice
Por isso a Globo perde audiência

Quem não tem cão caça com gato mesmo, bjuss e bom final de semana
Rita!!!

Tatiane disse...

Excelente crítica Sérgio, eu só assisto Salve Jorge agora esporadicamente, e mesmo assim ligada na internet, como já disse, a minha última esperança é que a novela melhore depois que a Morena for traficada. Enfim, a baixa audiência de Salve Jorge é na verdade um recado que o público está mandando não só para Glória, mas para todos autores da emissora,dizendo que cansou de mesmice.

Valquiria Novaes disse...

Parece tudo igual mesmo né, affff eu assiti só alguns capítulos e o que mais me interessou foi o tráfico de pessoas. Uma pena a opinião pública sempre influenciar, sendo que várias cenas não vão ao ar por ser consideras chocantes. Uma pena.
Bjos!
http://amonailart.blogspot.com.br/

Marcos Silveira disse...

Não sei se vcs leram, mas saíram notícias, de que a Glória Perez teria afirmado durante os workshops de Salve Jorge, que Salve Jorge seria a última da trilogia que começou em O Clone (culturas exóticas no exterior)!

A ideia de abordar culturas diferentes é interessante, mas da forma que está sendo feita esta abordagem realmente gera um cansaço no público.

Mas o núcleo turco/árabe/indiano/cigano/seja lá o que for, não é o único roblema! Ela pode voltar a fazer novelas sem um país estrangeiro, que, se não houver uma boa reciclagem de ideias, as novelas continuarão repetitivas! (vide cenas de Morena que se assemelham com as de Sol e que nao tem nada de exotismo cultural)

Tomara ue Glória invista mais no núcleo do tráfico de pessoas. Pelos últimos capítulos que assisti está havendo um investimento um pouco maior nessa trama da novela.

Ouvi dizer que a personagem da Carolina Dieckmann tbm pode não morrer mais (já que agradou tanto ao público), e que pode ser uma terceira protagonista, que inclusive disputaria o amor de Theo. Quem sabe não dá certo? Essa tática tbm já foi usada antes pela autora... Sol e Tião acabaram com outros pares em América; Maya acabou com Raj, sendo que na sinopse a ideia original era o amor impossivel de Maya com o intocável Bahuan...

Resta aguardar...

Abração, Sérgio!

Zilani Célia disse...

OI SÉRGIO!
MUITO BEM ELABORADO TEU TEXTO, CONTENDO A LUZINHA QUE FALTAVA, PARA NOS DARMOS CONTA DO PORQUÊ, DESTA NOVELA NÃO ESTAR NOS PRENDENDO,COMO ACONTECE NORMALMENTE COM NÓS OS NOVELEIROS INVETERADOS.
TENS TODA A RAZÃO EM TUAS COLOCAÇÕES,AGORA TE LENDO ME DOU CONTA DE TUDO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Paty Michele disse...

Eu assisti às 3 primeiras, mas com Salve Jorge tive minhas ressalvas. Cansei dos núcleos estrangeiros, das passagens de tempo absurdas e da idade de personagens que não correspondem às dos artistas (Giovana Antonelli poderia ser mãe de Mariana Rios???).
Adorei América, O Clone e Caminho das Índias, mas Jorge eu não salvo, não!

Um bjo, Sérgio.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Sérgio
...há decisões que podem e devem ser tomadas uma vez para sempre. Há questões pessoais com possibilidades de serem resolvidas instantaneamente, por um determinado ato da vontade. E pelos "rebates" dela nas Redes Sociais, ela ainda não descobriu que existem limites, não passou uma peneira fina, para no final, descobrir que muitas das coisas que escreve, além de repetitivos , não fazem mais sentido, pois vai afastando os telenoveleiros. Além do que a trama, sente a falta de personagens inéditos, ou, mais carismáticos, daqueles que ficam cravados na memória das pessoas logo de cara...é hora de mudar!
Obrigado!
ótimo final de semana!
Abraços
(IN)FELIZ

Lulu disse...

O público está cansado de tanta repetição. Prova disso é a audiência. Acho normal, o autor querer usar uma ideia de uma novela que fez sucesso. Veja o caso de avenida Brasil, cuja sinopse foi inspirada na cena do lixão da Bárbara da Cor do Pecado, mas era um enredo extremamente ágil.
Essa novela tá arrastada, monótona. O Théo é um bobão como o Tufão. Está longe da realidade do cara ideal. Não tem atitude e não gosto da Nanda Costa.
Big Beijos

Thallys Bruno Almeida disse...

Perfeita crítica, Sérgio. Salve Jorge é a definição perfeita do déja vu e não empolga. Parece um remake piorado de O Clone. O núcleo da Turquia não serve pra absolutamente NADA, nem bordões conseguiram emplacar dessa vez. O fato de a Morena parecer a Sol é um mau sinal, uma vez que foi a pior mocinha de Glória Perez. O tráfico de mulheres que é a trama que mais renderia foi piorado, várias escalações erradas, tudo é um grande "já vi isso antes". Por isso mesmo parei de ver. Prefiro esperar a do Walcyr Carrasco, que pelo menos foi anunciado que trará algo diferente (como as abordagens homossexuais do casal com filha e do vilão). Abç!

Milene Lima disse...

Achei de muita pertinência a sua crítica e concordo com muito do que li aqui como comentário, por exemplo: que a Natália do Valle é sempre a mesma entra novela, sai novela. A impressão é que interpreta ela mesma. Que o Téo é um bobão (até sorrindo ele parece bobo). A Glória Perez consegue clonar os próprios personagens criados por ela, é incrível!
E sobre a novela melhorar depois que Morena for sei lá pra onde, eu duvido, visto que continuará sendo interpretada pela mesma sem carisma, sem graça, sem tanto talento, da voz chata, a Nada Consta. Ops... Nanda Costa.

Beijo,Sérgio.

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Não se é verdade, mas ouvi dizer que é a própria globo que pede de Glória tramas que abordem outras culturas visando o mercado internacional, mas não sei. Realmente Glória vem demonstrando certa preguiça e isso fica claro não só nas repetições como também nos diálogos e desenvolvimento das muitas tramas. Acho que o desgaste já bateu nela rsrs. Acho que ela deveria abordar uma cultura diferente, de outro país, mas Turquia é quase a mesma coisa que Marrocos e Índia, os bordões, figurino, cenários são todos os mesmos, e os personagens são bem parecidos. Morena é uma mocinha diferente, mas o seu drama é praticamente o mesmo de Sol, enfim são tantos pontos negativos que se for falar todos rsrs. Bem, mas eu torço muito para que as coisas melhorem, e espero um dia ainda gostar de Salve Jorge, Glória é competente e sempre acaba conseguindo virar o jogo, parece difícil mas impossível, talvez quando finalmente Morena for traficada, vamos aguardar. Parece também que com Salve Jorge, Glória pretende encerrar o ciclo de novelas passadas nos estrangeiro, oremos. Quanto ao comentário do Samuel, acho que cada crítico tem uma opinião que nem sempre vai com a maioria e nem por isso são mal profissionais.

@aiquetudogente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
@aiquetudogente disse...

Olá Sérgio! Primeiramente, parabéns pelo blog. AMO! Acho que depois de O Clone (para mim a melhor novela da autora.) todas a novelas de Glória Perez foram bastante repetitivas (vide Caminho das Índias [O Clone 2]), mas Salve Jorge passou dos limites. Não gosto de compara-la com a anterior (Avenida Brasil, já ouviu falar? rs) mas é praticamente inevitável. Nina era uma mocinha fora dos padrões e Glória criou Morena que não passa de uma Sol barraqueira, não uma mocinha de "seriado" como foi a anterior. Nanda Costa não está bem, mas também não está mal. Claudia Raia também não conseguiu achar o tom da vilã, antes da novela começar ela falava "Vou ser pior que Carminha!" até agora não chegou aos pés da anterior. Enfim, Glória vai ter que ralar muito pra fazer Salve Jorge decolar na audiência e na critica. PS: Bloquear as pessoas no twitter não vai resolver nada, muito pelo contrario vai piorar a situação.

aiquetudogente.blogspot.com.br

Anônimo disse...

FATO. Otima Critica. Mandou muitissimo bem.

Carlos disse...

Acho que, dessas quatro, apenas O Clone e América trouxeram "novidades" ao telespectador. A primeira trazia uma cultura completamente diferente da nossa e por isso os conflitos faziam sentido e a segunda tocou na ferida da imigração ilegal, se não inédito foi um assunto quase nunca falado ou explorado na teledramaturgia. A últimas duas, pronto, são a mistura das duas primeiras. Pouco assisti Caminho das Índias pq fiquei indignado em ver uma Índia perfeita. Era medo de ter problemas com o exterior? Até o filme "Quem quer ser um milionário" retratou melhor esse país, e é um filme, ou seja, mais espectadores, mais polêmicas. A autora só tinha elogios. E agora essa, que tem uma Turquia (quase um O Clone, Caminho das Índias) e o tráfico de mulheres (quase um América). Paro por aqui, pq não assisto. Já teve alguma dancinha nessa novela nova?

Abraço

Clau disse...

Oi Sérgio \o/
Que maravilha de postagem.
Vc tem uma memória de elefante!Parabéns.
Eu gosto da Glória Perez,mas ela precisa renovar mesmo.
Repetição cansa e enjoa.
Bjs!

MARILENE disse...

Você tem credibilidade. É um grande observador e suas críticas são pertinentes. A novela está uma chatice e, se continuar nesse plano, logo terão que forçar seu final.
Fiquei em dúvida sobre seu aniversário ser hoje ou amanhã (rss), por ter publicado depois da meia noite. Mas não tenho dúvidas sobre os votos que lhe formulo, no sentido de que tenha um ano maravilhoso, em todos os sentidos, proporcionando-lhe a concretização das expectativas que para ele alimenta. PARABÉNS!!!!! Bjs.

Vera Lúcia disse...


Oi Sérgio,

Enquanto lia o texto pensei a mesma coisa que a Clau a respeito de sua memória- rsrsrs. Demais!

Suas considerações são todas pertinentes e muito bem colocadas. Você é um excelente crítico. Parabéns!

Gosto de alguns focos que a Glória coloca em suas novelas, posto que abrem discussões e provocam alertas. Nesta novela, destaquei dois pontos: o tráfego de mulheres e bebês e a compulsão por compras por parte da delegada.
A novela está uma mesmice, monótona e cansativa. Há barriga em excesso.
Estou decepcionada. Espero que a Glória desperte e movimente a trama enquanto ainda há audiência.

Ótimo final de semana.

Beijo.

Sérgio Santos disse...

Oi Samuel, muito obrigado pelo elogio. Sem querer bancar o falso humilde, eu realmente não me considero um crítico porque nunca estudei jornalismo, então nem tenho formação para tal. Eu apenas sou um telespectador que fala sobre televisão e emite opiniões a respeito.
Fico feliz que goste! Abração! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Andressa, obrigado pelo comentário. Eu particularmente nunca gostei das novelas da Glória, com exceção de O Clone e o ritmo das suas tramas sempre me desagradou porque eu detesto história arrastada e as dela são assim. No entanto, é apenas meu gosto pessoal e caso a novela fosse boa, não teria problemas em elogiar.

É muita repetição mesmo e nem acredito que o tráfico da Morena vá melhorar muito a novela, mas quem sabe eu não queimo a língua? Beijão.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie! rsrs Você tá na lista das exceções dessa vez, viu? Beijão e bom domingo.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica, pois é, e você tá esperando até agora, né? Tá complicado... Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, obrigado. Realmente só tá faltando a China para a Glória inserir nas suas novelas... Ainda assim seria melhor que esses locais com costumes tão parecidos... Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Re! Obrigado! Decepcionante aguentar tantos meses de repetições. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Rita! Eu também gosto da Glória e a admiro como pessoa, só não gosto mesmo é desse festival de repetições da autora e do estilo de suas histórias.

Mas confesso também que essas suas atitudes de bloquear todo mundo que discorda dela me decepcionou um pouco. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Tatiane. É humanamente impossível assistir a um capítulo inteiro e eu não vejo já há vários dias. A única cena dessa semana que eu vi foi a da Morena sendo despejada, que, veja só, foi quase que uma cópia da sequência da Sol em América. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Val, sim, tudo muito igual. Repetição atrás de repetição. Uma cena que muitos esperavam e que foi censurada foi o tal estupro da Jéssica (Carolina Dieckmann). A novela já é cansativa, e ainda cortam uma das poucas cenas que gerariam interesse... Difícil. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Marcos. Sim, eu li essa declaração antes mesmo de Salve Jorge estrear. O problema é que a Glória não poderia ter deixado para depois o que deveria fazer agora. Resolveu só parar com essa sequência na próxima novela e o resultado é esse imenso equívoco.

Claro, sem dúvida, não é apenas o núcleo da Turquia e esse déjà vu de núcleos estrangeiros os únicos erros da trama e sim todas as outras repetições. Como mencionei, é muito repeteco pra uma obra só. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Zilani! Muito obrigado! Beijão.

Sérgio Santos disse...

Oi Paty. Pois eu digo que você não está perdendo nada.

Concordo que é difícil de aceitar Giovanna ser mãe da Mariana, mas isso é o de menos. Quando a história é boa, dá pra perdoar essas situações. Caso por exemplo de Nicette Bruno ser mãe de Neusa Maria Faro em Alma Gêmea ou Rosamaria Murftinho ser Tia de Regina Duarte em O Astro. As histórias eram tão boas que isso ficou em terceiro plano. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto. E tá afastando mesmo, porque a audiência está baixíssima e nesse caso considero merecido. Agora, quem sabe, na próxima novela a autora acorde e finalmente apresente alguma inovação. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Lulu. Exatamente. O autor repetir uma ou outra situação já abordada anteriormente é normal, afinal todos já fizeram isso e após tantas novelas escritas, acaba sendo inevitável. Mas não do jeito que Salve Jorge está.

E o caso de Avenida Brasil ainda foi uma série e não uma novela anterior do João Emanuel.

Nanda Costa é talentosa, mas não tem carisma e sua personagem é bem irritante. Beijossss

Sérgio Santos disse...

Thallys, a Sol foi a pior mocinha da Glória mesmo. Personagem insuportável! E Morena parecer com ela só piora o que já está ruim.

Também estou ansioso pela novela do Walcyr e a cada notícia que divulgam, eu me animo mais. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, obrigado. Também não tenho grandes esperanças que melhore, não. Tinha até a segunda semana, mas diante do que está sendo mostrado, é difícil...

Théo é um bobão mesmo e Rodrigo Lombardi é um canastrão de primeira.

Já ouvi várias críticas de gente que pensa como você a respeito da Natalia do Valle. Eu gosto dela.

Beijão! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael. Com certeza não é verdade. A Globo é responsável pela produção e contratação dos atores e não se mete a respeito de temas. Os autores sempre enviam suas sinopses para a emissora e aí sim ficam esperando uma aprovação ou uma reprovação. Caso aprovada, o autor tem total liberdade para escrever. Claro que há casos de vetos a beijos gays, ou uma cena ou outra, infelizmente, no entanto, nada se interfere em cima de sinopses.

A Glória garantiu mesmo que essa será a última sobre isso, mas deveria ter parado bem antes. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi @aiquetudogente! Sim, também acho que depois de O Clone houve uma grande acomodação. Foram repetições atrás de repetições e Salve Jorge é o caso mais extremo disso.

Sempre gostei dos trabalhos da Cláudia Raia, mas ela errou feio na composição de Lívia. Está caricata e parece uma vilã de teatro infantil.
Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi "Anônimo", muito obrigado! Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos! Concordo plenamente com o seu comentário! Caminho das Índias já foi um ensaio das repetições da Glória e agora o caldo entornou...

Sim, claro que já teve dancinha, aliás, muitas vezes. Mas eu só vi duas cenas. Não tive paciência para ver mais que isso. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau! Muito obrigado. Lembro de muitas coisas, mas outras tantas eu esqueço porque não sou de ferro... rs Sim, cansa e enjoa muito. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Marilene! Puxa, obrigado pelo carinho! A novela tá uma lástima mesmo, o que é uma pena porque é um horário tão prestigiado... Enfim...

Ah sim, é hoje mesmo, dia 25. rs Muito obrigado! Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, muito obrigado! Também gosto dessas causas sociais que a Glória retrata, mas muitas vezes elas acabam se perdendo ao longo da novela. Nesse caso já se perdeu logo no início porque a trama da compulsividade da delegada está avulsa, como tantos núcleos, aliás. Beijão!

EDER RIBEIRO disse...

Sérgio, permita-me um instante de aplausos para um texto, coeso e redondo. O q dizer mais se vc disse o q eu penso sobre a repetição contumaz de uma autora acomodada em textos q conta o mais do mesmo. Abçs.

Rita disse...

Sergio me perdoa, não entendi essa resposta sua...

((Mas confesso também que essas suas atitudes de bloquear todo mundo que discorda dela me decepcionou um pouco. Beijos.))

Você disse minhas atitudes de bloquear todo mundo que discorda dela confesso que não entendi o que vc quis dizer, em nenhum momento eu falei algo errado, só dei uma opinião sobre o tema que vc postou nada demais, desculpe se não entendi tá bom....se puder me explicar vou agradecer, pq fiquei triste com isso
Bom final de tarde pra vc!!!
Rita

Rita disse...

Não fique de mal de mim, só me explica..adoro visitar você de coração mesmo!!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo com tudo, Sérgio. É por essa sensação de dèjá-vu que boa parte do público, inclusive eu, não consegue assistir diariamente e em tempo integral à novela. Chega na metade do capítulo, bate um tédio e a melhor opção é mudar de canal ou partir para outras opções de lazer. Glória Perez ainda tem tempo para modificar a situação, antes que seja tarde demais. A direção de Marcos Schechtman também não ajuda, pois é lenta demais.

Sérgio Santos disse...

Oi Eder, muito obrigado pelo elogio! Abração!

Sérgio Santos disse...

Rita, você me entendeu mal! Jamais falaria uma coisa dessas de você. Eu me referi à Glória Perez, porque a autora tem bloqueado todas as pessoas que criticam Salve Jorge no Twitter. Continuo admirando a pessoa dela, mas esse tipo de atitude me decepcionou.

Como falaria isso de você que é sempre 100% comigo? Beijão! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, é isso. Não dá pra ver essa novela do início ao fim. Mais de cinquenta minutos onde nada acontece, ou o que ocorre é repetição, não pra pra acompanhar. Ainda bem que fico na internet e me distraio com outras coisas, além de muitas vezes mudar de canal por nem aguentar ouvir alguns diálogos.

A direção é lenta mesmo e a história idem. Uma combinação fatal. Ainda há como melhorar, mas acho difícil. Beijos.

A viajante disse...

Sérgio... eu nem consigo mais opinar. Não consigo assistir. Beijo, querido!

Anônimo disse...

Oi Sérgio, eu concordo 110% com você e com todos os amigos e amigas, a novela é um desperdício do horario nobre. Falar os equívocos dessa obra que não acredito que a Gloria Salve é fazer o que a autora esta fazendo repetir repetir....Péssima novela. Eu e minha família não aturamos mais tanta palhaçada é abusar da boa vontade das pessoas. Colocar a culpa em horario de verão e eleitoral para justificar a audiencia afundando não parece coisa de uma rede seria, isso poderia ser a desculpa perfeita para "Balacobaco". Para finalizar, eu adorava Avenida Brasil e todos meus amigos que não gostavam tentavam me irritar mandando pelo You Tube capítulos da "novela" sátira que o Pânico fez na época, eu que não gosto do programa por N motivos assistia e gostava da Carminha e da Nina que eles faziam era ótimo para rir. Então infelizmente acabou a novela e começou esse suplicio que é Salve Jorge, eu por curiosidade procurei ver como o Pânico estava satirizando a novela. Sérgio é incrível a novela deles se chama "Save George" tem no You Tube, recomendo assistir, pois eles demostram como as pessoas que tentam ver a novela da Gloria se sentem. Não tem como fazer nem sátira da novela porque simplesmente não acontece nada!!!!!! E quem lê os resumos dos capítulos fica mais triste porque se perde tempo lendo lendo e nada acontece. Que alguém Nos Salve, um terremoto ou algo parecido na Turquia já seria bom. Abraçao do seu leitor Márcio de Porto Alegre RS. PS: Adoro ler suas criticas parabéns deveria estar escrevendo em jornais e revistas serias.

Sérgio Santos disse...

Oi Ju, faz bem! Bjs!

Sérgio Santos disse...

Oi Márcio, muito obrigado pelo elogio! Fico feliz de verdade! Olha, eu vi a sátira de Salve Jorge feita pelo Pânico e achei muito boa mesmo, assim como era a de Avenida Brasil. Eles foram espertos e aproveitaram que o Casseta e Planeta fingiu que não faria mais paródias, e resolveram fazer.

A atual novela das nove é um suplício mesmo. Difícil aguentar! Abração e mais uma vez obrigado! Gostaria de conhecer Porto Alegre! abçs

Mai disse...

Concordo com o texto!

Fiz uma busca rápida e achei Atores que estavam em caminho das índias e que estão em Salve Jorge (a maioria tb esteve em o clone e America)! aff. cansei de procurar mais..
Ai vão

Paula Pereira
Tania Kahllil
Cléo Pires
Murilo Rosa
Rodrigo Lombardi
Ana Beatriz Nogueira
Stenio Garcia
Totia Meirelles
Vera Fisher
Clarice Derzié Luz
Cris Viana
André Gonçalves
Neusa Borges
Betty Gofman
Odilon Wagner
Duda Ribeiro
Cissa Guimarães
Caco Cioller
Antonio Callonni
Nivea Maria
Jandira Martini
Dira Paes
Eva Todor
Karina Ferrari
Mussunzinho

João disse...

Nome da próxima novela da Glória Peres:
Salve o Clone que pegou o caminho da américa