quarta-feira, 14 de maio de 2014

Os 20 anos da estreia de "Éramos Seis": a melhor novela produzida pelo SBT

No dia 9 de maio de 1994, estreava no SBT o remake de "Éramos Seis", dirigido por Nilton Travesso, Del Rangel e Henrique Martins, e escrito por Silvio de Abreu e Rubens Edwald Filho. Baseada na obra original, exibida pela TV Tupi em 1977, a história, adaptada do romance de Maria José Dupré, novamente fez um grande sucesso e foi a melhor novela produzida pela emissora de Silvio Santos até hoje. Recentemente, a estreia completou 20 anos e o folhetim ainda é muito lembrado pelos telespectadores saudosos.


A história era muito triste e repleta de situações emocionantes. O drama era o grande protagonista e a vida de Dona Lola, interpretada magistralmente por Irene Ravache, foi acompanhada de perto pelo público, que sofria com ela e via a luta daquela brava mulher para criar os quatro filhos, desde quando eram pequenos até a idade adulta. Entre as muitas dificuldades da principal personagem, a morte do marido (Júlio - grande Othon Bastos), o falecimento prematuro do filho mais velho (Carlos - Jandir Ferrari) --- morto na Revolução de 1932 --- e seu triste fim em um asilo foram as mais dolorosas para a guerreira Lola.

Um típico novelão. Assim era o remake, que contou com um elenco grandioso e uma produção caprichada, cujo resultado foi o ótimo retorno no Ibope. O folhetim chegava a marcar 20 pontos de audiência, incomodando a Globo e a enfrentando de igual para igual. Os capítulos iam ao ar assim que terminava
a inesquecível "A Viagem" (também um ótimo remake) na líder, exibida no horário das sete. A estratégia funcionava e os índices eram muito satisfatórios. E merecidos, afinal, era um produto de imensa qualidade.

O SBT gastou mais de 2 milhões de dólares na construção da cidade cenográfica, que não ficava devendo para as produções globais. E a emissora também investiu no elenco, contratando todos os grandes nomes exigidos pelos autores, especialmente Silvio de Abreu. Afinal, o autor sempre escolheu muito bem seus elencos e sua principal característica é a valorização dos atores veteranos. Não por acaso, ele escolheu Irene Ravache (afastada das novelas desde "Sassaricando", de 1988, escrita pelo mesmo Silvio) para viver a Dona Lola. A atriz, aliás, está sempre presente nas novelas do autor e já ganhou dele inúmeros grandes papéis.

Além de Irene, o time também tinha vários nomes de peso: o já citado Othon Bastos, além de Tarcísio Filho, Antônio Petrin, Jussara Freire, Bete Coelho, Luciana Braga, Umberto Magnani, Denise Fraga, Yara Lins, Rosi Campos, Cláudia Mello, Rosaly Papadopol, Marco Ricca, Nelson Baskerville, Ney Latorraca, Osmar Prado, Elizângela, Nathalia Timberg, Marcos Caruso, Jandira Martini, entre tantos outros. A novela ainda marcou a estreia de Ana Paula Arósio e Caio Blat, incluindo também Wagner Santisteban e Otaviano Costa.

O remake chegou a ser reprisado pelo SBT em 2001, às 18h, e novamente a história teve uma boa repercussão na mídia. É uma pena que a emissora tenha parado de investir em novelas de tanta qualidade quanto esta, embora esteja voltando a olhar com bons olhos a teledramaturgia, investindo em remakes de tramas infantis de sucesso, como "Carrossel" e "Chiquititas".

"Éramos Seis" foi uma legítima obra prima e a adaptação de Silvio de Abreu e Rubens Edwald Filho segue sendo lembrada com muito carinho pelo público, mesmo após 20 anos. Não é qualquer folhetim que consegue este feito, e o sucesso da produção é ainda mais valorizado principalmente por se tratar de uma novela que não é da Globo. Dona Lola e sua família estarão sempre na memória do telespectador, enquanto que a obra ficará para sempre na lista de melhores da teledramaturgia.

52 comentários:

Mila Duarte disse...

Era muito criança mas lembro mesmo assim, muito boa novela poderia reprisar novamente

MARILENE disse...

Você me fez relembrar a novela! Não assisto programas do SBT, mas eu a vi. Comecei, em vista de alguns comentários, e me apaixonei. Foi muito boa. Bjs.

Iara disse...

Uma outra grande arte do SBT foi As pupilas do senhor reitor, lembra dela?

Bell disse...

Eu era criança mais lembro vagamente dos atores.
Hj em dia SBT só passa aquelas Mexicanas, que já reprisaram umas 10 vezes antes.

Tenha um lindo dia =)

paulo disse...

Era muito boa mesmo, lembro que em 1994 eu fazia malabarismo pra conseguir assistir Eramos Seis no sbt e A Viagem na globo pois fazia faculdade e tinha que deixar gravando no videocassete, mas como gravar duas novelas em canais diferentes? Rsrs...

Danizita L. disse...

Uma linda novela, com certeza, não assisti na primeira exibição, ( ainda era bem criança ), mas assisti a reprise, lembro do final que é triste mesmo...e muito emocionante também.
O SBT, quando quer de verdade, sabe fazer novela,deu provas disso em outras obras também, como "Fascinação",novela que também gosto bastante.
"Éramos Seis"; foi uma novela muito bem feita, lembro que era tudo bem primoroso: os cenários, figurino, e claro, o elenco.Seria bom se ela fosse reprisada de novo, pra matar saudades.

Bjsssss.

Anônimo disse...

Nossa, 20 pontos pro sbt é muito. Hoje as novelas da globo é que dão isso, kkk. Na época as novelas globais nunca ficavam abaixo dos 30. E A Viagem quase no mesmo horário foi um dos maiores ibopes da década de 90, chegando quase a 50 pontos. mas Eramos Seis fez sucesso mesmo assim.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Nessa época, eu assistia 'A Viagem', na globo, e não deu para acompanhar 'Éramos Seis". Se a trama fosse reprisada, com certeza eu assistiria, ainda que fosse para gravar e ver depois.

Como sempre, perfeito em suas considerações.

Abraço e ótimo dia.

Melina disse...

Sérgio, querido, que boas lembranças. Eu adorava essa novela! E a Flávia Monteiro novinha? Silvio de Abreu conseguiu escrever um remake de grande qualidade em uma emissora que não era caracterizada pelo capricho nas novelas. Isso só mostra o quanto ele é bom. E não sabia que a Irene estava afastada desde Sassaricando. O Silvio é o único que a valoriza. Por que será? Gostei de voltar no tempo. Foi prazeroso. Um beijo.

OX disse...

Sou da época de Éramos Seis de 77 que também era ótima. Mas o remake, até pelas modernidades da produção da época, que hoje estão ainda mais surpreendentes, conseguiu ser melhor para mim. A Dona Lola da Irene foi muito bonita e como minha falecida mãe chorava com ela. Bons tempos!

Clau disse...

Sérgio...tô ficando velha mesmo!
Eu lembro dessa novela, e já se passaram 20 anos!!
Lembro até de algumas atuações como a de Luciana Braga e Jandir Ferrari.
Foi uma obra inesquecível.
Adorei o post!
Bjs \o/

Cc disse...

MILAGRE, UM POST NOSTALGICO RELEMBRANDO OS BONS TEMPOS DA NOSSA TV. NADA SOBRE A GLOBO E SUA PROGRAMAÇÃO LIXO ATUAL. PARABENS, SE QUER SER UM CRITICO DE TV É BOM SABER DO PASSADO TAMBEM.

Lulu on the Sky disse...

Essa novela eu não assisti
Convido você para participar da nossa pesquisa no blog
Big Beijos
Lulu on the Sky

Elba disse...

Novela primorosa! Ótimos tempos! Assisti a novela inteira. E olha que eu tinha apenas 10 anos! Saudades desta época!

Fernanda disse...

Essa novela foi linda! Atuações impecáveis e história sofrida mas bonita de se ver. Não entendo porque o Sbt abandonou o investimento nas novelas. Foi um tiro no pé porque ao contrário da Record a emissora sabia produzir boas novelas.

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
A minha mãe me fez ler o livro! Agora está explicado!!
:D
Eu amo a Irene Ravache. Se passassem novamente, eu assistiria!
Beijus,

Anônimo disse...

Os 20 anos mereciam mesmo uma homenagem! Texto ótimo e saudoso!

Andressa Mattos M. disse...

Nossa, 20 anos!!!! Chocada! Faz tempo! Novela maravilhosa e foi a partir daí que virei fã da Irene Ravache. E para a minha ignorância nem sabia que o Silvio de Abreu tinha escrito. Jurava que ele estava na Globo em 1994. E na Globo tinha A Viagem! Que novela boa também! Bateu saudade agora. Beijo.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, gostei do texto. Não assisti à novela, mas na época li muitos comentários elogiosos. Li o livro e fiquei encantada com a doçura e sensibilidade da autora ao descrever a família de Dona Lola.

Anônimo disse...

QUE SAUDADES DESSA NOVELA! QUE SAUDADES DE TER PRODUTOS DE QUALIDADE NA TELEVISÃO BRASILEIRA.

Sérgio Santos disse...

Tinham que reprisar de novo mesmo, Mila. bjs

Sérgio Santos disse...

Foi um sucesso, Marilene. Novela boa demais. bjsss

Sérgio Santos disse...

Lembro sim, Iara, com o Juca de Oliveira. Foi outra boa produção do SBT. bjsss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Bell, uma pena. bj

Sérgio Santos disse...

A Viagem e Éramos Seis faziam uma boa dupla, Paulo, ainda que em canais diferentes. E apesar de ter suas limitações, eu preferia o vídeo-cassete do que as atuais formas de gravação na Net que vc precisa ficar excluindo os mais antigos pra não lotar o disco.

Sérgio Santos disse...

Danizita, foi uma linda novela. E eu tb me lembro de Fascinação, do Walcyr Carrasco. Foi uma excelente novela tb e fez mt sucesso. Lançou a Mariana Ximenes, inclusive. Bjssss

Sérgio Santos disse...

É verdade, anônimo, agora as novelas das seis e das sete da Globo dão por volta dos 20 pontos. Era outra época.

Sérgio Santos disse...

Vera, mt obrigado. A novela foi linda e tenho certeza que vc gostaria. A Viagem era incrível tb. Até hj me lembro da linda cena da mãe da Diná encontrando com a filha no céu. Que cena! bjssss

Sérgio Santos disse...

Melina, eu lembro da Flávia novinha. E lembro bem, viu! A novela era mt boa e quando o SBT quer ele sabe fazer um bom produto. O problema é que mtas vezes há uma preguiça na emissora. Olha, o Silvio de Abreu é o único autor que valoriza a Irene e eu tb não sei responder a essa sua pergunta. Pena dos outros autores que perdem uma grande atriz. bjssss

Sérgio Santos disse...

OX, da de 77 não é da minha época, mas imagino que tenha sido mt boa tb. Abçssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Clau. Achei que era justo fazer uma homenagem. E estamos ficando velhos. rs bjssss

Sérgio Santos disse...

Legal, Cc, e pra ser um bom comentarista ter educação é primordial. Obrigado pelo seu grande elogio.

Sérgio Santos disse...

Ok, Lulu, bjssss

Sérgio Santos disse...

Elba, eu tb era criança mas fazia questão de ver. Era mt boa. bjs

Sérgio Santos disse...

Fernanda, até hj eu tb não entendo o Sbt. Se a emissora tivesse continuado nesse ramo estaria ainda melhor hj. Pena. bjs

Sérgio Santos disse...

Eu tb amo Irene Ravache, Luma. bjssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

O tempo passa mesmo, Andressa. E rápido.A Viagem tb era ótima. bj

Sérgio Santos disse...

Jura, Elvira? Eu tinha certeza que vc tinha visto. Me surpreendi agora. Foi uma grande novela. bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, anônimo.

Carlos disse...

Bons tempos! Época em que o público gostava de uma novela por sua história e não porque nela teria gente gritando, brigando e falando alto no núcleo pobre. Lembro muito bem da segunda versão e do romance. Era muito pequeno na primeira. Sentia tanta pena da mãe, Ravache conseguia passar esse sentimento em uma personagem bem difícil. Saudades desses bons tempos.

Abraços

Anônimo disse...

Novela boa demais! Nem parecia do SBT! Eles são burros porque se reprisassem as 18 horas teria uma boa audiência.

Thallys Bruno Almeida disse...

O Sílvio de Abreu tem uma coisa que eu acho curiosa (no bom sentido) entre os grandes autores da geração dele: longe de desmerecê-los, mas não vi uma novela do SdA que eu possa classificar como ruim ou fraca (como ocorreu com Glória Perez com América, Maneco com Viver a Vida, Aguinaldo com Fina Estampa, até mesmo com Lauro César Muniz - que flopou com Máscaras). E isso que Passione teve um período no meio que eu achei chatinho - mas voltei a gostar logo depois; e Guerra dos Sexos 2012 só veio a me agradar dois meses depois, quando Sílvio mudou a trama (mesmo discretamente). Pra mim, ele e o Gilberto Braga são, entre os principais autores dessa geração pré-JEC, os que menos erraram (com uma vantagem pro Sílvio porque Insensato Coração do Giba foi fraca do começo ao fim, mas só essa).

Eu lembro de Éramos Seis na reprise de 2001. Não cheguei a acompanhar, mas pelo elenco podia muito bem se considerar uma novela "global" no SBT. Um elenco digno de novela global - o SBT tinha MUITA gente boa nos anos 90 e produziu novelas maravilhosas nessa época - uma história emocionante e uma Irene Ravache especialmente inspirada vivendo Dona Lola, somando-se a direção inspirada do Nilton Travesso. Arrisco dizer que foi por causa dessa parceria inspirada entre Irene e Nilton que ele a chamou pra homenagear Hebe no Teleton, já que foi consultor artístico do mesmo. Uma novela boa como Éramos Seis, fazendo um sucesso expressivo à época e ainda concorrendo com A Viagem era algo fantástico.

Agora, é torcer pelo Sílvio de Abreu na novela do Daniel Ortiz, pois em matéria de qualidade ele costuma dar sorte como supervisor de texto (acho que só "errou" em Eterna Magia pq achei aquela trama bem chata). Tomara que Buu seja ótima e tem tudo pra isso, mt embora eu não esteja tããããão ansioso por estar adorando Geração Brasil.

Sérgio Santos disse...

Era uma novela maravilhosa, Carlos. A trama era densa e bem triste. O Sbt conseguiu produzir um remake de imensa qualidade. abçsssss

Sérgio Santos disse...

Tb acho, anônimo. Se reprisassem de novo faria sucesso.

Sérgio Santos disse...

A única novela do Silvio que eu achei fraca, Thallys, foi As Filhas da Mãe. Tinha núcleos que eu gostava mt, como o central com a Fernandona, mas tinha mta coisa que não funcionou tb. Foi seu único erro na minha opinião. O resto gostei de tudo. O Gilberto fez novelas excelentes mas se equivocou por completo com Insensato Coração e me assusta ele falar com convicção que justamente essa foi a única trama dele que ele gostou.

Eu achei Eterna Magia a melhor novela da Elizabeth Jhin. Ela foi ousada ao falar de bruxaria, conseguiu criar uma boa trama, com grande elenco e que ainda tinha o capricho de ser de época. Mas no caso de Buu, a novela será do Daniel Ortiz, que foi colaborador dele. Silvio só irá supervisionar, portanto nem considero essa como a próxima novela dele. Só fico feliz em ver que ele está escalando o elenco pq ele é mestre nisso.

Thallys Bruno Almeida disse...

Acho curioso, eu não me assusto tanto assim com isso. Acho até normal, até porque o Gilberto Braga, na mesma entrevista, declarou que mesmo tendo gostado da novela, é o único que acha isso. Sendo assim, não acho que haja motivos pra se desconfiar dele ou diminuir sua carreira por causa de uma única novela onde ele errou, os acertos dele continuam muito maiores, não dá pra dizer que ele "se perdeu", ele continua sendo pra mim um dos meus autores preferidos. Por isso tô bastante confiante pra próxima novela dele, ainda mais pelo ótimo elenco que vem sendo anunciado (tirando um ou outro). É empatia, não tem jeito.

Sérgio Santos disse...

Eu tb estou confiante com essa novela dele, tanto pelo elenco quanto pelas tramas que v~em sxendo divulgadas aos poucos. Bem mais do que a novela do Aguinaldo. Não diminuí a carreira dele, até porque antes de IC eu gostei de todas as novelas dele que eu vi. Só não gosto da característica que ele tem de demorar demais pra provocar uma queda do vilão, ainda que temporária. Às vezes cansa. Mas Vale Tudo, Celebridade, Paraíso Tropical, Força de um Desejo, enfim, tem várias novelas ótimas. Acho que essa novela del tem tudo pra ser ótima, mas se fizer o que fez com IC será trágica. Só que as chances de acertar como fez anteriormente são bem maiores.

VITOR disse...

éRAMOS SEIS, PARA MIM, FOI A MELHOR NOVELA PRODUÇÃO NO NOSSO PAÍS. cOMO ERA BOM VER IRENE RAVACHE, OTHON BASTOS, DENISE FRAGA, NATÁLIA THIMBERG, ENTRE OUTROS, ATUANDO.. UMA VERDADEIRA OBRA-PRIMA. EU TINHA APENAS 11 NA ÉPOCA, MAS ME LEMBRO DA NOVELA COMO SE FOSSE HOJE!!! LINDA!! GANHOU O TROFÉU IMPRENSA DE MELHOR NOBELA DO ANO. ALIÁS, FOI A ÚNICA NOVELA DA HISTÓRIA DO SBT A GANHAR TAL PRÊMIO

VITOR disse...

PERFEITO ELENCO, EXCELENTA RECONSTITUIÇÃO DE ÉPOCA, BOM TEXTO, EXCELENTE ENREDO, ENFIM, UMA VERDADEIRA OBRA-PRIMA CHAMADA ÉRAMOS SEIS.

Ana disse...

só de pensar nessa novela meus olhos se enchem de emoção até hj...como essa novela me marcou!!!! tenho orgulho de ter podido viver em 1994 e assistir a Éramos seis,embora eu fosse uma criança apenas naquele tempo.

VITOR disse...

NOVELA FABULOSA, MARAVILHOSA, EXCELENTE!!!! NENHUM ERRO,TUDO DEU CERTO. SE ME PERGUNTASSEM QUAL A FÓRMULA DE UMA BOA NOVELA, RESPONDERIA: ÉRAMOS SEIS.