segunda-feira, 5 de agosto de 2013

"Fantástico" acerta com a estreia do quadro "Vai fazer o quê?"

O "Fantástico" estreou no penúltimo domingo de julho (21/07) um novo quadro, adaptado de um programa da rede americana ABC, chamado "Vai fazer o quê?". O formato funciona da seguinte forma: vários atores encenam alguma situação polêmica ---- como tentar agredir um mendigo, maltratar um idoso, humilhar uma criança etc ---- em um local público, com o objetivo de descobrir como as pessoas reagem diante de tal situação.


Comandado por Ernesto Paglia, que só se apresenta aos transeuntes após a reação dos mesmos, o quadro rendeu polêmica assim que estreou. Afinal, muitos consideraram as tais experiências apelações para conseguir audiência e não algo cuja função seja alertar a sociedade a respeito do comportamento das pessoas diante alguma injustiça ou constrangimento. Porém, o "Fantástico" procurou evitar qualquer tipo de sensacionalismo. 

O repórter quando se apresenta faz questão de pedir desculpas pelo ocorrido e aproveita para fazer um rápido debate com a pessoa que procurou defender ou ajudar o 'injustiçado'. Já os que ignoram ou não ajudam são simplesmente ignorados pela reportagem, o que acaba evitando qualquer tipo de constrangimento. Entretanto, a verdade é que fica difícil o telespectador não associar isso às famigeradas
pegadinhas --- denotação que o programa fez questão de evitar, diga-se. Aliás, o próprio repórter se mostra bastante desconfortável na hora de explicar para as pessoas que elas foram vítimas de uma cena armada, ainda que seja para elogiar as atitudes das mesmas.

O quadro pode ser controverso, mas, polêmicas à parte, gera boas reflexões. A situação envolvendo um mendigo que era empurrado por um grupo de jovens, por exemplo, despertou atenção de vários passantes, porém, as mulheres foram as que mais se impuseram, ao contrário dos homens, que na maioria das vezes acabaram se omitindo. Essa peculiaridade se repetiu no caso de um idoso que era maltratado pela 'cuidadora' e na situação envolvendo uma menina gordinha que era humilhada pela mãe no Shopping; porém, a indignação dos envolvidos, em ambos os casos, foi bem maior. Ou seja, um mendigo tem menos importância para a sociedade do que um idoso ou uma criança? As mulheres costumam ser mais protetoras do que os homens? As pessoas que se omitiram fizeram por medo ou por não se importarem com as crueldades? Vale a pena se meter em um problema que, teoricamente, não é seu? São perguntas que acabam ficando na cabeça do telespectador.

A verdade é que o "Fantástico" ----- que completa 40 anos no dia 5 de agosto ---- estava precisando de algo que despertasse a atenção do público, afinal, a revista eletrônica não tem conseguido criar quadros muito atraentes. As matérias investigativas continuam sendo o ponto alto, ao lado de produções mais caprichadas como o recém-terminado "Planeta Gelado", porém, no saldo geral, o programa fica devendo e muito. Deve-se considerar a estreia dessas chamadas 'pegadinhas do bem' e o novo quadro a respeito do autismo (comandado por Dráuzio Varella, que começou a ir ao ar no último domingo - 04/08) bons feitos da revista eletrônica.

O formato adaptado pela atração dominical está longe de ser uma novidade no Brasil. O "Legendários", na Record, e o "CQC", na Band, já exibiram situações semelhantes. A única diferença é que nos respectivos programas, os repórteres faziam questão de constranger e 'atacar' as pessoas que se omitiam, ao contrário do "Fantástico", que focou apenas nos transeuntes que ajudaram. Ou seja, deixando qualquer tipo de comparação de lado, pode-se dizer que o "Vai fazer o quê?" acabou sendo um acerto dentro de um produto que estava precisando urgentemente de quadros que despertassem a atenção e a reflexão do telespectador. 

36 comentários:

Celina Alves disse...

Oiiii Sérgio, faz dois domingos que não consigo assistir Fantástico, vi alguns trechinhos dessa matéria nos comerciais durante a semana e me pareceu interessante, principalmente agora lendo seu post, vou ver não perco no próximo domingo.
BjoBjo;)
Celina Alves
Luxos e Luxos

eder ribeiro disse...

O acerto do Fantástico ao montar esse quadro deve-se ao foco dado ao mesmo ao centrar nas boas atitudes das pessoas, pois o q não falta é programas para explorar as mazelas numanas. Abçs, Sérgio.

Anônimo disse...

Não sei o que mais me impressiona aqui nesse blog, se a total parcialidade do autor do mesmo ao avaliar determinada emissora ou o puxa-saquismo dos seus seguidores que só sabem comentar "concordo sergio" ou "tem razao sergio"... A globo não sabe o fã que ela tem. Alias o unico lugar que eu vejo elogiar produções pra lá de caídas da globo é aqui, fala serio, alguem ainda perde tempo com fantastico? E as novelas? Quem lê suas resenhas ate imagina que a globo voltou aos áureos tempos de grandes novelas, tantos são os elogios inflamados. Não bate com o que vejo e leio por ai de jeito nenhum!

Rita disse...

Bom dia, bom começo de semana
hj vim te convidar para comemorar
meu aniversário, quero dividir minha
alegria e oferecer um pedaço de bolo
Venha que a festa já está começando
Bjuss carinhosos
♫•*(¯`v´¯)¸.•*✿ღ
*◦.(¯`:✿!:´¯) ✿ღ
*✿.(_.^._)*•.¸¸.•
______________Rita!

✿ chica disse...

Muito legal ver a reação das pessoas,não? Primeiro olhando de longe, depois tomando coragem pra se envolver! abração,linda semana,chica

Pedro Bertoldi disse...

Oi Sérgio! Voltei!!!
Se me permite vou responder o "Anônimo"!
Meu caro, se você acha o blog tão ruim, ou tão parcial, por que continua lendo as resenhas do blog?
E, quanto a nós, os leitores, não puxamos o saco do Sérgio, apenas concordamos com o que ele escreve. Além disso, compartilho de uma ideia que acredito que a grande
maioria dos leitores também tem:o De olho nos Detalhes é um espaço de debate, de discussão... Não conheço o Sérgio e nenhum dos outros leitores, mas quando entro no blog, parece que conheço cada um deles, por que sempre tem uma opinião que se agrega à minha e eu construo uma opinião própria sobre os temas! Enfim, Sérgio, parabéns pela elegância, o cuidado, a atenção, a cabeça aberta, e por tudo que eu já citei sobre o blog anteriormente. E essa análise, muito bem escrita. Faz tempo que eu tinha deixado o Fantástico de lado e assistido outra produção no canal pago. O "Vai fazer o que?" me conquistou, gosto dos debates sociais que ele proporciona, e eu que sou ator, acho que os intérpretes perfeitos, pessoas que a gente vê nas ruas, que pode ser qualquer um de nós. Espero que alguns deles estejam em produções futuras da Globo.
Leio todas as análises, às vezes não comento porque tô em aula, é o caso agora!
Desculpa me prolongar tanto, é que me empolguei.
Abraços, querido!

Bell disse...

estou assistindo e gostando muito.

A viajante disse...

Sinceramente? Programas como Bem estar agregam mais valor. Trazem informações simples sobre saúde, para qualquer telespectador, e não geram polêmicas. Esse quadro, embora implica reflexões, não me agradou. Pelas chamadas, nem quis conferir. O Fantástico tem investido basicamente em reportagens sensacionalistas, como se fosse um resumão da semana inteira. Não gosto, não assisto e acho uma pena a programação ao longo do domingo, dia acessível a todos, tenhamos programas tão fúteis e nada agregadores.

Beijo, Sérgio!

Max disse...

Realmente, um grandioso acerto. Fantástico é repercussão, e estava faltando um quadro que repercutisse tanto como esse. Não costumo assistir nada nas noites de domingo. Porém, encaro os quadros anteriores no intuito de assistir a esse quadro. MAs, Sérgio, esse quadro é por temporada? Se sim, será bom, há inúmeras situações que eles poderiam abordar.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Boa análise, Sérgio. Este quadro chama a atenção e gosto de observar as reações das pessoas. Mas existe um problema: quando estas agressões ocorrerem realmente, muitos poderão pensar que se trata de uma "pegadinha" e não mais interferir em favor das vítimas.

Clau disse...

Boa tarde Sérgio :)
Estou achando bem legal,esse quadro 'Vai fazer o quê?'.
Gera reflexão,e isso é válido.
Mas eu aprecio muito mais os quadros apresentados pelo Dr. Dráuzio Varella.O que estreou ontem sobre o autismo,gostei e aprendi muito.
Bjs!

paulo disse...

Ouvi dizer que semana passada o @zamenza criticou o Rodrigo Faro se passando por catador de papel e tambem as reportagens sensacionalistas do Domingo Espetacular. Agora o seu blog enche de elogios o quadro apelativo do fantastico, o que na sua opinião "gera reflexões". Oras, fazer as pessoas pensarem que uma mãe agredindo o filho ou um mendigo sendo atacado é algo real só pra ver a reação das pessoas, e pior, deixá-las ir embora sem saber que era mentira É O FIM da picada! E aquele bico(ou mico) que o Marcelo Adnet tá fazendo ali dispensa comentarios.
Abrçs!!!

Van disse...

Oi Sergio

Particularmente não gosto desse quadro, acho desconfortável enganar as pessoas, embora isto seja feito com a boa intenção de se debater algo justo, e o Paglia seja quase piedoso ao abordar os enganados, mas ainda assim é enganar a boa fé de alguém.

Beijo

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Não acompanho o "Fantástico", então não poderei opinar. Mas quero dar o meu pitaco sobre o seu sistema de comentários... Por que não faz a opção por "Usuário registrado - inclui OpenID", pois espanta os "sem identidade virtual" e "spammer". Esses "fodões-merda" são um saco!
Boa semana!

Sérgio Santos disse...

Celina, obrigado pelo comentário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Eder! Abração.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, obrigado por ser meu fiel leitor e sempre acompanhar as postagens desse humilde blog. Continue lendo meus textos e todos os comentários!

Sérgio Santos disse...

Rita, já te dei meus parabéns, hein! rs bjsss

Sérgio Santos disse...

Também gostei, Chica! bjsss

Sérgio Santos disse...

Pedro, claro, fique à vontade. Aliás, todos podem debater aqui uns com os outros.

Eu agradeço o seu carinho e o elogio. Fico feliz de verdade. Abração! =)

Sérgio Santos disse...

Eu também ,Bell. bjsss

Sérgio Santos disse...

Oi Ju. O Bem Estar é um ótimo programa, mas são propostas distintas. Porém, respeito sua opinião e concordo que o Fantástico, no saldo geral ,tem deixado muito a desejar mesmo. Elogiei só esse quadro porque achei de fato interessante. Aliás, já achava no CQC, só odiava a forma ofensiva como os repórteres abordavam, caso que não ocorre no dominical. bjssss

Sérgio Santos disse...

Max, é verdade. Estava fazendo falta um quadro como esse mesmo. Olha, eu acho que será uma temporada mesmo e que tudo já foi gravado. Até porque, agora todos já sabem que há esse tipo de 'pegadinha', né? Não cairiam mais. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Elvira, isso que vc citou faz sentido. Pode ser mesmo que alguma situação real não seja combatida justamente por causa do quadro. No entanto, foi uma estreia interessante. E, infelizmente, ainda somos muito omissos. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Clau, o quadro é bom mesmo. E eu sempre achei interessante os quadros do Dráuzio. Esse novo sobre autismo é ótimo. Ainda é oportuno por causa do tema abordado em Amor à Vida. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Paulo, critiquei mesmo e fiquei constrangido. Mas nem é culpa do coitado do Rodrigo Faro que está fazendo o que a Record tá mandando: transformando o infeliz num clone do Gugu. Triste retrato dessa emissora.

Vc deveria ver o quadro do Fantástico, porque se tivesse visto saberia que eles não deixam as pessoas saírem sem saber que era mentira, pelo contrário, o repórter vai até eles e debate. Agora, quem ignora e vai embora, tem que ir mesmo. Queria que o repórter fosse atrás e perguntando pq a pessoa não agiu? Aí sim seria constrangedor.

Sérgio Santos disse...

Van, o quadro gera esse tipo de controvérsia mesmo. Afinal, é ou não fazer uma pessoa de trouxa? Mas eu achei interessante. O Ernesto Paglia não esconde o desconforto ao contar para as pessoas que era mentira. bjsss

Sérgio Santos disse...

Luma, "fodões de merda"? hahahahahaha Achei genial isso!!!!

Mas eu não bloqueio os comentários anônimos porque tem muita gente que faz ótimos comentários, mesmo que sem identificação. Acho injusto prejudicar várias pessoas por causa de um ou dois.

E o comentarista ao menos não me ofendeu. Quando me ofende ou fala uma merda qualquer eu excluo depois. Esse apenas me chamou de puxa-saco da Globo como todo fã da Record faz. Normal. Bjsss

Barbie Californiana disse...

O quadro é mesmo excelente, Sérgio!
Mas minha opinião sobre a omissão das pessoas é: não é que ela não se importe, é que de repente pode sobrar para ela. Digo assim, pois dependendo do lugar aonde a pessoa tiver, é melhor ficar quieta, por exemplo, num restaurante, num shopping ou em lugares públicos com pessoas "selecionadas" dá para fazer algo, dá para chamar a polícia, segurança e tal, mas em lugares "de risco", se é que você me entende, é melhor não "comprar/ assumir" briga. beijinhos e boa noite.

Sérgio Santos disse...

Entendo perfeitamente, Barbie. Realmente, do jeito que o mundo tá é capaz de levarmos um tiro de algum maluco. A omissão às vezes é compreensível. bjssss

BIA disse...

Acho legal quando os programas criam novos quadros, melhor ainda quando são educativos e elucidativos porque o povo é amortecido por futebol, carnaval e tragédias... desviando a atenção das coisas que fazem toda diferença e uma nação progredir...
Bom dia Sérgio!!!
Bjs :)

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Bia. bjssss

Anônimo disse...

olá tudo bem?? estou adorando esse quadro.queria se possivél também destacar, a que você e sua produção mostrasse algo baseado em maus tratos de animais.A cada dia sabemos que tem um monte de louco que acabam criando,pegando animais e no final não dão o amor merecidos a eles.E simplesmente abandonam, ou agridem muitos esses animais.Como seu quadro toca muito e sensibiliza as pessoas,por favor mostra essa realidade...um abraço.

Sérgio Santos disse...

Sua sugestão é muito boa anônimo, mas não posso ajudar porque não sou da produção do programa e nem trabalho na Globo. abraços.

Fernando Clemente disse...

O quadro do Elcio Coronato no Legendários não era engraçado e era exatamente igual esse do Fantástico onde eles armavam a cena pra ver a reação das pessoas e depois contavam quantas pessoas tinham se omitido ou agido.E o Panico com sua paródia E Agora vai Fazer o quê? foi muito feliz pois ficou realmente muito engraçado e divertido

Sérgio Santos disse...

Eu vi esse quadro no Legendários uma vez, Fernando. A paródia do Pânico ficou divertida mesmo. abçssss