quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Embates entre Malu e Amora engrandecem "Sangue Bom" e destacam o talento de Fernanda Vasconcellos e Sophie Charlotte

A novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari segue com um bom ritmo. Após a reviravolta causada pela troca do exame de DNA, Fabinho (Humberto Carrão) caiu em desgraça, Bento (Marco Pigossi) teve que romper seu namoro com Malu e Glória (Yoná Magalhães) chorou de decepção quando soube que o florista 'não era' seu neto. Ao mesmo tempo, Bárbara Ellen (Giulia Gam) segue divertindo com suas excentricidades e Damáris continua surtada, a ponto de criar até uma irmã gêmea (Gládis). E Verônica (Letícia Sabatella) ainda viu a farsa da Palmira Valente acabar. Porém, mesmo diante de tantas situações interessantes, os embates entre Malu (Fernanda Vasconcellos) e Amora (Sophie Charlotte) sempre acabam se sobressaindo na trama.


As últimas brigas protagonizadas pelas irmãs já entraram para a lista de melhores cenas de "Sangue Bom". E o embate exibido na última semana pode e deve ser considerado o melhor de todos até então. Malu se cansou de ver Amora bancando a boazinha e resolveu expor sua maior fragilidade no programa de Sueli Pedrosa (Tuna Dwek): o closet repleto de sapatos da filha predileta de Bárbara, que tem uma compulsão pela compra de calçados para curar uma ferida aberta na infância, época em que não tinha nada para calçar. Amora, após ver a matéria na televisão, se descontrolou e foi tirar satisfações com Malu, que revidou.

Não foi uma cena muito grande, porém, mesmo tendo pouco mais de dois minutos de briga, o telespectador pôde presenciar uma sequência magistral, onde as atrizes se doaram por completo. Além das atuações magistrais, o texto foi esplendoroso: "Não é você que quer ser uma pessoa melhor, que valoriza mais os afetos? Me explica pra que 600 pares de sapatos, meu amor? Você tem dois pés!" "Quem é você
pra me julgar? Você sabe o que eu passei enquanto você tava aqui, quentinha e protegidinha? Você não sabe de nada!" "Abre seu coração. Conta essa sua historinha aí de menina abandonada, que foi pobre, fala a verdade, Amora: eu preciso de 600 pares porque fui uma menina desvalida e descalça! Você não faz por medo das pessoas te desprezarem! Eu quero que você e a mamãe morram atoladas no egoísmo e no oportunismo de vocês!" "Sabe que a coitada é você? Porque o que são alguns sapatos comparado a perder quem a gente ama, né?"

Sophie Charlotte mostrou o quão foi acertada sua escalação para viver essa complexa e rica personagem. A atriz, que vem brilhando desde a estreia, cresceu ainda mais em cena e conseguiu demonstrar todo ódio acumulado de Amora através de um olhar fuzilador. Ainda exibiu o lado frágil da 'it girl' quando chorou depois de ter sua maior ferida exposta pela irmã. Já Fernanda Vasconcellos comprovou para o telespectador o quanto que evoluiu ao longo de sua carreira. Após ficar meses presa a mais uma boazinha que profere frases bonitas, a atriz pôde exibir uma nova faceta ao interpretar perfeitamente toda a mágoa e a inveja guardadas por Malu durante anos, que foram vomitadas ao mesmo tempo durante a discussão. Praticamente um vulcão que finalmente havia entrado em erupção. Ainda foi possível ver um lado mais sádico da personagem quando ela debochou do passado pobre de Amora. Sem dúvida, uma sequência marcante.

E obviamente, que a cena lembrou o histórico embate protagonizado por Ana e Manu (Marjorie Estiano, impecável) em "A Vida da Gente", linda novela das seis de Lícia Manzo. Afinal, infelizmente, Fernanda Vasconcellos acabou ganhando uma personagem parecida com a anterior, inclusive no contexto da relação com a irmã --- paixão pelo mesmo homem. Claro que no geral são situações totalmente distintas, mas como uma mesma atriz participou de ambos os conflitos, a comparação ficou inevitável. Porém, nada que tenha quebrado o impacto da briga.

Amora, a cada capítulo que passa, vai transparecendo toda sua complexidade --- evidente desde o primeiro capítulo ---, enquanto Malu vai demonstrando que não tem vocação para santa imaculada. E enquanto Sophie se destaca cada vez mais com a pluralidade de sentimentos da 'it girl', o lado obscuro da filha de Plínio (Herson Capri) dá para Fernanda a oportunidade de mostrar para o telespectador que não é atriz de um papel só e que está pronta, sim, para viver uma vilã ou algum tipo diferente da mocinha boa em futuras novelas. Resta torcer para que a Malu ativa permaneça até o fim da história, evitando o retorno da Malu passiva, 100% boa, amiga, sincera e amada por todos os personagens; o que acaba enfraquecendo a força do papel.

Fernanda Vasconcellos e Sophie Charlotte fazem uma boa parceria e os embates protagonizados pelas filhas de Bárbara Ellen são um dos muitos pontos altos de "Sangue Bom". Conflitos que engrandecem a história, proporcionando ótimos momentos. E a guerra entre Malu e Amora ainda acaba ocasionando uma polarização de torcidas. Tanto que o telespectador que gosta de uma, odeia a outra e vice-versa. Dificilmente gostam de ambas. Alguns até exageram no 'talifanismo', chegando ao ponto de confundir atriz e personagem ou então agredir verbalmente quem discorda de sua opinião. Mas a verdade é que quanto maior o número de discussões, maior o número de ótimas interpretações, de grandes cenas e de complexidades expostas. Portanto, para o bem do público, do folhetim e das talentosas atrizes, que venham mais embates!

50 comentários:

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, ta engraçada essa condução do autor em relação a essas personagens, eu gosto e desgosto da Amora o tempo todo e as vezes tbém me encho da Manu, rsrsr já estou torcendo é pela Jeane ficar com o Bento, to achando mais justo rsrs Abraçosss

Meirioanai disse...

Caramba, não sobrou muito o que acrescentar. Gosto muito do seu blog, leio sempre, comento as vezes, concordo com tudo sempre. Bom, isso você já deve ter percebido, rs. Sou totalmente encantada pelo trabalho da Maria Adelaide Amaral, como já comentei outras vezes, acho que as personagens dela são possíveis, personagens com qualidades, falhas, traumas, manias... até a mocinha mais "morna" reagiria em situações como as que vivem Amora e Malu, não há amor fraternal, ética ou bom senso que segure tanta mágoa. Quanto a Fernanda e Sophie, não sou crítica de TV mas como telespectadora fico tocada por suas interpretações... amo, odeio, xingo. Parabenizo o trabalho e o talento das duas.

Barbie Californiana disse...

Realmente, são dois talentos excepcionais, Sérgio. Sobre as personagens, creio que haja um empate de amor e ódio pelas duas... rs elas vivem batendo de frente. beijos

Rafael Barbosa disse...

Bem Sérgio, vamos lá rsrs: Primeiro, concordo sobre a grandiosidade da cena e o talento das atrizes. Em todas as cenas das duas juntas, elas brilham, mas nessa em questão, uma espécie de acerto de contas entre ambas, onde uma jogou umas verdades na cara da outra, realmente acho que foi o melhor embate entre Amora e Malu, e tanto Sophie Charlotte e Fernanda Vasconcellos provaram seu imenso talento, e com um texto perfeito em mãos, as duas deitaram e rolaram, achei a cena perfeita em todos os sentidos, sem exagero.
Acho que esses papeis representam uma evolução do trabalho e talento das duas atrizes, sempre gostei de ambas nos trabalhos anteriores, mas nessa novela elas estão se superando.
Não faço parte de torcidas, gosto das duas personagens, acho ambas bem construídas e bem interpretadas, mas tenho uma relação diferente com cada uma. Acho Amora mais rica em relação a Malu, justamente por sua complexidade, mas nos últimos capítulos nessa fase, digamos, mais "macabra" de Amora, ela vinha me irritando. Tudo bem, sabemos que não é uma vilã, é precipitado dizer que ela é uma, mas ela tem agido como tal, é inescrupulosa, tem um sério desvio de caráter, e até matar a irmã já passou por sua cabeça e agora o incêndio na ONG, enfim, acho natural não torcer pela personagem, deve-se entende-la, mas não necessariamente torcer. Agora ela está voltando a expor suas fragilidades, sua humanidade e é assim que gosto de Amora.
Quanto a Malu, não consigo achar a personagem chata e muito menos fraca. A bondade, ética e caráter de Malu é a essência da personagem, acho que os autores a conceberam assim justamente para faze-la se contrapor a Amora. Não acho que um personagem do bem, legal, amado pelos outros seja sinônimo de personagem desinteressante. Talvez tenhamos nos acostumado tanto com pessoas "FDP" rs, que ver alguém bacana, honesta e solidária parece surreal, mas acho que existem sim pessoas como Malu. Sempre gostei dela, e a acho tão humana como a maioria dos personagens de Sangue Bom sabem ser. Ela sempre teve inseguranças, medos, mágoas, desde o inicio ficou claro o sofrimento dela pela rejeição da mãe, e que ela tinha certa inveja da irmã, dava pra ver que ela própria se sentia inferior a Amora. Quando vejo a Malu com os irmãos, eu digo, queria ter uma irmã mais velha assim, ou uma amiga sim rs. E pela Malu já é mais fácil torcer.
Quanto aos personagens da Fernanda serem repetidos, acho que isso é um erro dos autores e diretores da globo, porque talento a Fernanda tem de sobra, e acho que mandará bem em qualquer papel. Agora não consigo ver muitas semelhanças entre Ana e Malu. Ana era totalmente frágil, impulsiva e subjugada pela mãe. Malu tem suas fragilidades, mas sempre enfrentou sua mãe e Amora e é independente, dona da própria vida, cheia de ideais e etc. Em AVDG as irmãs disputaram o mesmo homem, mas em um contexto bem diferente, o conflito em questão era o amor entre a irmãs ameaçado pelo sentimento pelo mesmo cara, e eram as circunstancias que afetavam o destino delas. Em sangue Bom, as irmãs são rivais desde o principio, conheceram o Bento em outras situações e enfim. Enfim, acho Ana e Malu personagens igualmente incríveis e bem interpretados pela Fernanda, a construção dos autores são o que diferenciam uma da outra,a única semelhança são o fato de serem pessoas de bem.
De qualquer modo Sangue Bom é ótima e tem personagem pra todo mundo torcer e amar rs.
Abraços

GustavoGM disse...

Ótimo texto.

Torcendo muito para a Manu solte ainda mais as suas asinhas, e mostre o quão perturbada a personagem tb é. Dentro dessa imagem de santinha, tem um lado mais escuro que está sendo mostrado aos poucos nos últimos capítulos.

Enquanto isso a Amora vai cada vez mais caminhando tb em direção a vilania. O que adoro!! hahaha

OBS: Até o Bento vem mostrando um lado menos mocinho...

eder ribeiro disse...

Realmente, Sérgio, as duas atrizes se saem bem no papel, contudo, destaco que a Giulia Gam está impagável no papel. Abçs.

Thallys Bruno Almeida disse...

E vamo lá, rs.

1 - Eu me rendo a Sophie Charlotte. Como sabe, nunca a achei essa coisa toda que a crítica fala desde o início da trama, mas passei a gostar mais quando começou a derrocada desde o começo de Julho e agora fica visível que ela encontrou o tom da personagem. Atualmente, eu vejo a personagem alternando momentos humanizados com vilanescos (como a carta de Simone e o incêndio na ONG, que ainda virá).

2 - Da Fernanda eu nem preciso falar muito, adoro sua atuação, a intensidade no olhar, a emoção que ela entrega à personagem, de tal forma que ela mesma se encarrega de diferenciar as mocinhas que recebeu. E agora que Malu assumiu um perfil mais vilanesco, debochando da irmã e sendo irônica, ela só cresceu ainda mais. As duas vêm dando show em cada conflito e especialmente agora. Cada parceria que ela construiu nessa novela (Sophie, Giulia, Pigossi, Matarazzo) rende cenas maravilhosas. E confesso que tô começando a gostar mais da possibilidade de ela se envolver com o Maurício, ainda mais que o Bento tá nessa fase irritante.

3 - Não acho que ser uma personagem amiga, sincera e querida por todos seja passiva ou que enfraqueça o conjunto final, pois mesmo antes da explosão de revolta ao tirar Bárbara Ellen do controle da situação, ela já deu mostras de que não tinha sangue de barata. É uma personagem muito mais real do que se imagina, é o tipo da pessoa que todo mundo quer ser amigo. E se eu já gostava da Malu mesmo na fase mais calma, agora tô adorando vê-la aprontar, sendo mais esperta e irônica. Quanto a Ana de AVDG, vejo a diferença de que Ana tinha boa relação com a irmã Manu (maravilhosa Marjorie) e, antes do acerto de contas e mesmo do flagra de Manu e Rodrigo, ela às vezes a defendia das humilhações de Eva.

4 - Sim, tem espaço pra Giane nessa história. Agora que ela redescobriu a vida própria, ela e Malu terão papel decisivo na redenção do Fabinho e farão o possível pra Bento "acordar pra vida" em relação a Amora.

Esse é o ônus de uma novela boa de verdade. Desde A Vida da Gente não tínhamos uma torcida tão dividida e provando que fracasso de ibope não quer dizer zorra nenhuma. E que Fernanda e Sophie continuem brilhando. A gente agradece. Abçs!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também gostei da cena. Malu enfim saiu do seu papel de sempre boazinha e tolerante e mostrou suas garras para Amora. Fernanda Vasconcellos teve a oportunidade de mostrar outra faceta do talento.
Acho o Bento um personagem muito linear, "perfeito demais", e as cenas das três meninas apaixonadas por ele se tornaram repetitivas.
Seria interessante ele também ter outras nuances. Maurício às vezes tem chance de apresentar outros ângulos. Amora e Fabinho são personagens ricos. Giane se tornou mais interessante agora que assumiu seu lado mais feminino.

A Viajante disse...

Euzinha, de férias, estou podendo me concentrar na programação da noite. Adoro cada vez mais essa novela. Tô adorando os diálogos entre essas duas talentosas... ótimo texto, Sérgio. Beijão.

Anônimo disse...

Pra falar a verdade, não acho a fernanda talentosa prefiro a sophie é muito mas talentosa...nessa novela não me surprrendeu,porque ela só faz esses papeis de moça bonita e boazinha, que acaba sendo sempre chata,se Malu ficar com Bento vai ser a escolha do autor/a porque eles dois de bonzinhos são muito chatos.

Anônimo disse...

Essa novela me deixou muito a desejar,primeiro quando Amora estava com Mauricio a Malu estava apaixonada por ele agora que Amora quer o Bento Malu também ta na cara que essa Malu é uma invejosa e ela é que é a vilã e ficava se fazendo de boazinha agora está se revelando.

Anônimo disse...

Só tenho uma coisa a dizer estou farta,porque esse segredo do passado de Amora vem sendo adiado desde o primeiro capitulo,quando vai ser descoberto no último capitulo? por isso já não vejo essa novela a duas semanas e descobri que não perdi nada.

Elisabete disse...

Esta novela não está passando aqui.
Fique bem.

Letícia disse...

Boa noite meu caro Sérgio,

realmente foi um belo embate entre Malu e Amora. Mágoas de anos surgiram ali, entre as duas, finalmente foram irmãs e rivais. A rivalidade ali é alta. Malu finalmente mostrou que não tem sangue de barata e Amora mostrou que não foge de uma boa briga e sabe perfeitamente o que quer, mesmo que para isso use de meios bastante questionáveis. Daqui a poucos capítulos irá tocar fogo na ONG da Malu e vai deixar a culpa cair sobre o Fabinho (para uma mocinha com ares de vilania).

Acredito que Malu irá se reinventar, afinal de contas para enfrentar a It Girl, a moça precisará usar armas que normalmente não usaria, não falo em usar as mesmas estratégias de Amora, mas saber combater a altura.

Vi que Bento irá se casar com Amora, mas parece que o casamento irá naufragar antes mesmo do final da lua de mel, afinal de contas o jovem florista vai descobrir alguns podres de Amora e para alguém como Bento, tais atitudes não são facilmente aceitáveis e tão pouco desculpáveis.

Confesso que entre Amora e Malu, prefiro a filha biológica de Bárbara Ellen, mesmo que seja santinha demais para meu gosto, mas agora ela parece ser mais "humana", assim como a irmã Amora. Mas acredito também que até Amora terá sua redenção no final, mas caberá isso aos autores.

Um abraço meu caro Sérgio...

Patricia Galis disse...

Faz um tempinho que não vejo coloquei tv paga e to sempre vendo filmes ou documentários rsrsrsr, mas preciso tirar um tempinho estava gostando da novela e acho as duas atrizes umas fofas.

Thallys Bruno Almeida disse...

Só um adendo, Sérgio.

Sobre a questão do fanatismo extremado, acho que ele existe entre das duas personagens. Eu procuro tomar bastante cuidado pra não parecer um talifã da Malu, mas tem hora que não dá pra segurar com as incoerências que encontro na torcida contrária (e não são poucas). E, na boa, mesmo algumas atitudes suas soam assim. Como exemplo, responder a uma crítica à it girl dizendo "vc gosta mesmo é da Anita da Malhação": isso pra mim é fanatismo, não gosto disso, é dizer que a pessoa não gosta da Amora porque não entende. Eu entendo sim toda a complexidade da mesma, mas detesto a Amora, não acho bonito um casal montado sobre as farsas que ela arma. Sobre a Malu, já falei antes aqui e vc sabe que não concordo que seja passiva ou enfraqueça o resultado final. Enfim. Não sei ser talifã de ninguém. Só não gosto de incoerência. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen. É exatamente esse o bom da personagem. Vc odeia e ama dependendo da situação. Quero que Giane fique com Fabinho. rs bjsss

Sérgio Santos disse...

Meirioanai, obrigado pelo seu carinho! As duas estão ótimas e os embates são excelentes. Sim, foi mt bom ver a Malu reagindo e parando de dar a outra face. Isso fez a Fernanda crescer. Já Sophie sempre brilhou. bjssss

Sérgio Santos disse...

Concordo, Barbie. Há esse empate mesmo e a briga de torcidas é ferrenha. rs bjs

Sérgio Santos disse...

Sem dúvida, Rafael. As duas têm muito talento. E claro que as atitudes recentes da Amora foram de vilã, isso não se discute. E também óbvio que ninguém é obrigado a torcer por ela, aliás, sempre fiz questão de defender isso aqui, por inúmeras vezes. Não gostar e repudiar a personagem, ok, sem problema algum. Só que classificá-la como uma mau-caráter e fim de papo não dá.

Também não acho que personagem íntegros e bons significam papéis desinteressantes. Aliás, há inúmeros exemplos na novela. O principal é o Érico. Ele é um poço de virtudes e é um grande personagem. Porém, ele não fica usando frases de autoajuda como a Malu vivia fazendo e nem aceita ser humilhado de cabeça baixa como ela também fazia, sempre dando a outra face, parecendo Cristo. Enfim, a questão não era Malu ser boa, a questão era Malu pregar a bondade e quase nunca ter conflitos interessantes, a não ser com Amora.

Fiz questão de enfatizar no texto que o contexto de AVDG e SB são totalmente distintos, porém, o fato da Fernanda já ter vivido uma personagem também boazinha e que também teve um conflito com a irmã fica difícil não comparar. Mas óbvio que são personagens com vivências e relações distintas. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Gustavo. Também torço para que a Malu solte mais suas asinhas mesmo e que não volte a ser passiva como era. Fernanda só ganha com isso.

Olha, o Bento tá insuportável e pra mim ele é daqueles chatos que acham "bens materiais" coisas de gente egoísta. Preguiça. abraços.

Sérgio Santos disse...

Giulia tá incrível mesmo, Eder. Já escrevi um texto sobre ela. abçs

Sérgio Santos disse...

Thallys, já disse ao Rafael sobre o fato de também não achar que personagem bom significa personagem desinteressante então não me repetirei. Sobre a situação da AVDG e SB também mencionei com ele que óbvio que o contexto é totalmente distinto e sublinhei isso no texto, só quis dizer que a situação em si fica comparável justamente porque Fernanda viveu uma personagem "igual".

Em Guerra dos Sexos também tivemos muitas rivalidades entre Juliana e Nando e Roberta e Nando. Por isso que digo que audiência não reflete mesmo. AVDG, GdS e SB provam que paixão só há quando há personagens bem construídos e, ressalto, ausência de vilões nos relacionamentos amorosos.

Já sobre o talifanismo, discordo. Se tem uma coisa que eu não sou é talifã. Falei isso da Anita pro Daniel mesmo porque eu conheço ele e já sei que pra ele é 8 ou 80: Amora e Fabinho são dois desgraçados que merecem terminar a novela no limbo e sem perdão. Ele tem todo o direito de pensar assim, mas isso, como bem disse a Maria Adelaide Amaral, é a prova que há um costume em cima do maniqueísmo.

Vc precisa se esforçar mais pra provar que não é talifã porque ás vezes vc exagera. Como naquele seu comentário aqui no post da Amora e quando vc fica repetindo a mesma coisa várias vezes. E, sejamos, francos, vc não gosta de Amora com Bento independente da farsa. Vc já não gostava antes, quando nenhuma armação tinha acontecido. Aliás, direito seu, afinal, torcida vai de cada um e gosto não se discute.

Eu nunca disse que quem não gosta da Amora não entende, mas quem vem com esse papo de que Fabinho é 'melhor' que ela, desculpe, mas não tá entendendo bulhufas mesmo. E ele também já fingiu ser bonzinho e puro que nem Amora fez e faz. Só é mais burro, nada mais.

E como eu também já disse, gostar ou não, torcer ou não, ok, vai de cada um. É empatia.

Hj vc veio me dizer que a Amora foi baixa quando falou que a Malu amava o Bento. Claro que foi, sem discussão. Mas Malu também não foi (e que bom que foi, diga-se) quando expôs a compulsão da irmã e quando tentou novamente acusá-la em rede nacional? A situação de hj foi ataque e contra-ataque.

E hoje, de quebra, uns talifãs me acharam lá e vieram me encher a paciência me chamando de mau-caráter porque eu gosto da Amora. Ou seja, até eu, que tenho uma paciência de jó, cansei.

E eu detesto incoerência também. Agora, gostar ou não gostar, é questão pessoal. Só questiono qd vêm até a mim expor argumentos sem embasamento para justificar o gosto ou a torcida. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Elvira, foi ótimo mesmo ver a Malu saindo do casulo, como se diz. Fernanda só cresceu.

Amora e Fabinho são os mais ricos mesmo e os que apresentam mais nuances e complexos. Maurício é um personagem que não é bem aproveitado, pena. Giane ganhou mesmo quando se assumiu mais mulher.

Bento está a cada dia mais insuportável. Só gosto um pouco mais dele quando tá com Amora feliz e não dando lição de moral. Mas essa perfeição e a constante "pregação" dele irritam muito. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Ju, que bom que suas férias forçadas estão te deixando ver mais a novela. É ótima, né? bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu acho a Fernanda muito talentosa. Só lamento que os autores só a escalem para esse tipo de papel. Sophie eu também acho talentosíssima e está vivendo sua melhor personagem da carreira até então. Eu torço para Bento ficar com Amora, mas se os autores não quiserem seguir a sinopse e o contexto, não irei me incomodar caso fique coerente. abç

Sérgio Santos disse...

Anônimo, a Malu tem mesmo inveja da Amora e já chegou até a dizer isso. Mas não acho dissimulada, só me cansava dos discursos politicamente corretos dela que quando se juntam com os do Bento dão um sono gigantesco.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, calma. Ainda tem muita novela pela frente. E se a Amora se regenerar agora o que acontece? Ela move quase toda a história. E quem vê a novela diariamente sabe que a personagem não é uma vilã e que tem sim humanidade.

Sérgio Santos disse...

Pena, Elisabete. bjs

Sérgio Santos disse...

Olá, minha cara Letícia. Tirando a sua leve predileção pela Malu, concordo novamente com tudo.

O embate foi épico e as atrizes deram um show. Também acredito que a Malu terá uma nova fase para enfrentar a Amora, o que é ótimo. Sim, Amora agiu várias vezes como vilã, o que não implica que ela seja.

O casamento vai naufragar mesmo e será mais um castigo para ela depois de tudo o que fez. Por isso sei que no final haverá a redenção, porque ela bateu mas apanhou (e apanhará) muito também. E casório no meio de novela nunca fica feliz até o final, senão perderia a graça. rs Beijão.

Sérgio Santos disse...

Tá explicado, Patrícia. Conseguiu sua tv paga de volta! rsrs bjssss

Vanessa disse...

Sérgio, querido,

Vou discordar um pouquinho. Aliás, concordo com "SB". A novela está cada vez melhor. Pra mim, é anos luz a mais interessante no ar.

Mas eu não consigo gostar dos trabalhos da Sophie Charlotte e tampouco do da Fernanda Vasconcellos.

Acho a Amora uma das melhores personagens da trama. Uma pena que tenha caído no colo da Sophie. Estaria melhor cuidado se tivesse caído no colo da Isabelle Drummond. Tenho certeza de que a Amora seria queridinha do público. Uma personagem assim exige o combo: atriz talentosa + atriz carismática. E a Sophie, pra mim, não pertence a nenhum bloco destes.

Quanto à Fernanda, reforço que não consigo ter prazer em ver atrizes que se repetem. A Malu é a Ana toda. A cena da discussão lembrou demais a famosa briga entre a Ana e a Manu em "A Vida da Gente". A Fernanda precisa urgente sair do terreno fácil e buscar desafios maiores. Assim, quem sabe, mostra que de fato é uma boa atriz, não uma atriz de um personagem só.

Beijos, querido.

Vanessa

Anônimo disse...

Boa noite Sérgio

Concordo com tudo que você disse no seu post. Gosto da personagem Amora e acredito que ela irá se redimir, mas não acredito que ela terminará com Bento. Digo isso porque na sinopse diz que o Bento não mudará e também porque a maioria quer ele com a Malu. Duvido que os autores compraram briga com o grande público. Bom espero que a personagem tenha um final decente se redimindo mas não nutro mais esperanças dela terminar com Bento.

Sérgio Santos disse...

Sem problemas, Vanessa. Eu admiro muito a Sophie desde Malhação. O único trabalho dela que eu detestei foi em Ti ti ti, vivendo a vilã Sthefany. Agora, a vejo em seu melhor momento profissional e brilhando absoluta. Mas respeito vc não gostar.

A Fernanda conquistou minha admiração aos poucos. Em Malhação a achei péssima, mas em Páginas da Vida e A Vida da Gente ela me encantou. Como Malu, no início, não a via se destacando, até mesmo por causa da passiva personagem. Mas essa reviravolta a fez mostrar que é talentosa mesmo. Porém, concordo com vc em relação aos papéis repetidos. Está cansativo mesmo. Beijão!!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Anônimo. A redenção será certa mesmo, porém, se seguir o rumo coerente da trama, ela fica com Bento. Tem torcida por Bento e Malu, mas também tem por Bento e Amora. E não há maioria absoluta, pelo contrário, há um bom equilíbrio. Porém, se ele ficar com Malu, ok, desde que conduzam isso de forma coerente. abçs

Neli Souza disse...

É, Sérgio, segue o embate Malu X Amora. E,pelo visto, ainda com muitos rounds. Que bom.Mais cenas em que as duas jovens atrizes terão oportunidade de brilhar, como você bem ressaltou.
Acho que, se considerarmos o que os autores construíram do Bento até hoje, é completamente improvável um final verossímil dele junto com Amora.Nada o fará aceitar uma mulher capaz de tanta dissimulação e de tantas ações torpes e condenáveis. E aí já não consigo imaginar também que gatilhos acionariam a redenção dela.Pena, porque , desde o início, eu torço pelos dois.
Continuo gostando muito da novela por muitas razões.Mais até pelo lado cômico e leve que envolve Damáris,Lucindo, Tina, Nice...
Mas, no momento, é mesmo a explosão da rivalidade entre as irmãs e o acerto de contas entre elas que tem feito a roda girar sem entraves.
Parabéns, mais uma vez , pelo seu texto.
Um abraço.

Janaína disse...

Sérgio,
concordo com você, tanto Fernanda Vasconcellos quanto Sophie Charlotte têm brindado o público com ótimas atuações a cada cena em que se defrontam.
Como nunca assisti a nenhum trabalho anterior de uma ou de outra, vejo com olhos virgens o trabalho delas, sem comparações ou expectativas.E, tenho gostado muito de ambas vivendo as personagens interessantes que representam.
Amora, tão detestada, tem tantas razões que explicam sua ausência de balizas morais.Uma infância de abandono, miséria,frustração.Uma adolescência de orientação para o egoísmo e o sucesso fantasioso com o fim de ter luxo e fama a qualquer preço.Onde encontrar outros valores? Os da irmã com quem compete?
Malu, a doce, também sofre a rejeição materna, uma forma de abandono.Mas tem o esteio do amor paterno, e da situação financeira cômoda.Bebeu e cultivou os valores do pai até para negar a figura da mãe que moldou a irmã adotiva à sua imagem e semelhança.Competir com Amora, derrotar Amora é,por tabela, derrotar Barbara Ellen.
Não há como ficar indiferente à luta das duas por suplantar a outra.Até entendo os talifãs.
Mas,mais uma vez concordo com você: torcer pela personagem é uma questão de identificação ou de adesão à construção de sua identidade.Porém,atrelar essa torcida à simpatia ou antipatia prévia por determinada atriz é mesmo confundir ficção e realidade em detrimento da apreciação isenta da obra, da novela em si.
Bom mesmo é torcer para que os autores criem muitas cenas em que as duas atrizes contracenem e brilhem.O público agradece.
Até o próximo post.
Beijos.

Sérgio Santos disse...

Neli, muito obrigado. As duas brilham mesmo e os embates são ótimos. Olha, realmente se for o Bento de agora não aceita mesmo. Porém, pelo que vejo, ele e ela terão que ceder um pouco em prol do relacionamento. Até agora só ela teve que "ceder", ele está numa posição confortável: a de julgador.

A redenção dela é certa pra mim, quanto ao casal, ainda acho que será formado por eles. Mas vamos ver né... Beijos!

Sérgio Santos disse...

Janaína, me permite assinar embaixo do seu excelente comentário? Vc disse tudo e fica quase impossível eu acrescentar algo a mais. Só discordo quanto aos talifãs. Eu não os entendo não, eu os detesto mesmo. Minha paciência se esgotou de vez. Beijão e obrigado pelo comentário.

Narinha disse...

Sérgio,
estou meio desolada com o que ando vendo e lendo sobre as ações da Amora para enredar e se casar com o Bento e mesmo depois do casamento. Ou muito me engano ou a personagem criou uma vida própria que os autores mesmos estão detestando.Não dizem que isso existe? Lá pelas tantas a criatura foge ao controle do criador.
Amora só comete vilanias,todas premeditadas e sem preocupação com o mal que podem causar a terceiros.Um trator programado que passa por cima de tudo e todos.
Hoje,pelo texto e pelo contexto, nem do amor dela pelo Bento podemos ter certeza.Até isso - até há pouco tempo uma certeza e o único valor dela - pode ser lido/recebido como mero interesse no dinheiro que ele vai herdar do Plínio, na lógica fantasiosa dela.
Como espectadora de primeira hora, me sinto frustrada.Afinal, gostei de uma personagem dividida,multifacetada,que oscilava entre o branco e o preto com mais de 50 tons de cinza .
E agora nem um traço de humanidade mais?Nem um matiz? Até a Bárbara vira aprendiz de feiticeira perto dela.
Sei que a novela é muito mais que uma de suas personagens, claro.E que sempre haverá a Damaris pra aliviar e manter o prazer de acompanhar a história.Mas que estou frustrada com o desenrolar das ações da Amora, estou.Uma filha da madrasta dos contos de fada.Só falta acabar louca, internada em um hospício.
E, sim, as duas moças, Fernanda e Sophie, estão perfeitas como Malu e Amora.E, sim, a trama está bem mais instigante com o embate entre as irmãs.Afinal, foi disso que você tratou tão bem aqui e não dos desatinos de uma delas. Sorry .
Um abração,Sérgio.

Sérgio Santos disse...

Te entendo perfeitamente, Narinha. Se os autores realmente optarem por isso será uma decepção, mas ainda enxergo humanidade na Amora, principalmente depois que aquela criança deu pra ela o desenho, a emocionando. Acho que Fabinho será o primeiro a se regenerar e ela depois, até porque se os dois virarem santos agora a novela acaba. rs Aliás, li que vão vandalizar a Toca do Saci e todos pensarão que é Amora, mas dessa vez não será. Ou seja, mais um bom indício.

E não precisa se desculpar de nada. Beijão!

Anônimo disse...

Bom dia Sérgio,

Acho que os embates entre Amora e Malu um dos grandes acertos da novela também. Mas mudando de assunto, sobre a redenção da Amora, fico espantado como tem gente que quer ela se ferre no final. Sim, ela deve pagar pelos seus crimes e responder pelos seus atos, mas devo lembrar que o Fabinho (um personagem que todos querem a redenção, inclusive eu) não pagou pelos seus crimes. Tudo bem, ele está sofrendo e tal mas não ficou preso por muito tempo. Ai muitos alegam que a Amora é fria e prejudicou muita gente. Devo lembrar as pessoas que crime é crime, não importa o gênero, número e grau. Acho incoerente não torcerem para Amora mas torcerem pelo Fabinho justificando que ele só prejudicou ele mesmo. Vejo que a diferença entre Fabinho e Amora é apenas que ele é burro e ela não. Acho que todos tem o direito de torcerem por quem quiser, mas que não venha justificar de maneira estapafúrdia os atos de seu personagem preferido, dizendo que ele tem salvação e a outra não tem salvação por que não pagou pelos seus crimes.

Abraço.

Sérgio Santos disse...

Exato, anônimo. A única diferente entre Fabinho é Amora é essa: ele é mais burro. Sim, chega a impressionar ver como algumas pessoas utilizam o famoso dois pesos e duas medidas. Fazer diferenciação entre eles é descambar pra incoerência mesmo. Eu nem tenho o que acrescentar, eu concordo plenamente. abçs

Thiciane Diniz. disse...

A complexidade da Amora é um tema que rende bastante, por isso a personagem é tão polêmica. Porque ela não é aquela personagem que sai fazendo maldades gratuitas. E creio que isso ainda será muito explorado pelos autores, principalmente na reta final da novela.Os traumas e os fantasmas que a perseguem.

Bárbara tem uma grande parcela de culpa pela forma que criou e manipulou Amora. Isso pesa bastante no caráter e na personalidade de uma pessoa, mas aqui, o buraco é bem mais embaixo. O passado de Amora e o trauma que ela tem de ter sido abandonada pela irmã também influenciaram bastante e acabaram acarretando esse desvio.

Eu ainda acredito na redenção da Amora. Mas é algo que terá quer ser muito bem conduzido pelos autores, por isso, espero que eles já estejam trabalhando em cima disso, porque aquela coisa de correr com a trama, faltando duas semanas pra acabar a novela, não dá. Ela terá que sofrer e responder pelos atos que cometeu, nada mais justo.

Sobre a única diferença com o Fabinho, também concordo. Ela é bem mais esperta.

Thiciane Diniz disse...

Torcer pela redenção de Fabinho e não torcer pela redenção de Amora é de uma incoerência sem tamanho. Ali são dois pesos, duas medidas. Como ele já está no caminho da redenção, Amora também merece a sua, ou essa novela será uma decepção total. Quem disser que Amora é pior que Fabinho, com certeza tá falando besteira. Fabinho ainda iria aprontar muito, caso tivesse ficado com o dinheiro do Plínio. Foi obrigado a baixar a bola, pois voltou a ser pobre e ninguém mais acredita nele. Se Fabinho irá ter uma nova chance, Amora também merece ter!

Sérgio Santos disse...

Thiciane, perfeito comentário. É exatamente isso que penso.

Aliás, no caso do Fabinho ainda há um agravante: ele recebeu muito amor da mãe adotiva, Amora recebeu 'lições de como se dar bem na vida'. Ele ainda deixou a mãe pagar por um crime que ele cometeu e nem remorso sentiu. Amora também não sentiu remorso por tacar fogo na Toca do Saci, ou seja qual a diferença? Nenhuma. Aí vem desculpa de que "ele é mais engraçado e sincero". Oi? Quer dizer, se for um (desculpe o termo) um filha da puta cômico e sincero tudo bem, só não pode ser falso? Ora, por favor. E ele também já dissimulou inúmeras vezes, principalmente na época em que estava com Natan.

Ele terá sua redenção primeiro, mas Amora terá a dela, isso é fato. Duvido que os autores destruam uma novela tão boa como essa.

Enfim, concordo com tudo. ;) bjssss

Filha do Rei disse...

Sérgio, acho o autor confuso com o destino do sexteto e por isso também fico confusa :)
Confesso que Sophie Charlotte não me agrada muito,ah, falta algo nela, mas também vejo crescimento e é assim mesmo: algumas parecem que já nasceram atrizes, outras ainda precisam se exercitar e o crescimento é diferente.Realmente: as melhores cenas das duas é quando se enfrentam.Bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Cléu! Bjão!

Anônimo disse...

Pena que a personagem Amora virou, da noite pro dia, uma vilã pérfida e inescrupulosa, capaz de todos os golpes.Se antes o que havia de interessante nela era a ambivalência, eram os matizes de personalidade dividida entre Bem e Mal,acabou-se o interesse num passe de mágica.Amora desumanizou-se por completo: tudo nela é cálculo, frieza, ambição. Pra mim, Sangue Bom já deu.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, a entrada da Simone já fez Amora voltar a ficar ambígua. A Sophie está maravilhosa. abçs