sexta-feira, 16 de agosto de 2013

"Esquenta!" e "Altas Horas": quando pequenas mudanças promovem grandes resultados

Band, Record, Redetv! e SBT são canais abertos que já apresentaram inúmeras mudanças de horários em suas grades. Quando um programa não consegue alcançar o ibope desejado, não é nada anormal essas empresas mexerem no dia ou na hora de exibição da atração. Porém, na Globo esse tipo de mudança sempre foi muito raro ----- talvez o único caso de grande significância tenha sido com o "Mais Você", que antes de se adaptar à programação matinal, chegou a sofrer várias alterações, até mesmo ocupar o início das tardes. Mas, fugindo dessa rigidez característica, a emissora carioca abriu uma exceção em relação ao "Esquenta!" e ao "Altas Horas", trocando as produções de horário com "Temperatura Máxima" e "Supercine" respectivamente.


A Globo fez pequenas alterações que foram suficientes para provocar significativos resultados. Após o sucesso alcançado com o regime de temporadas, o programa apresentado por Regina Casé nas tardes de domingo foi efetivado na grade. Entretanto, a atração passou a ocupar o lugar de duas produções canceladas: "A Turma do Didi" e "Os Caras de Pau". Ou seja, ia ao ar de 12h30 às 14h30m, e a "Temperatura Máxima" entrava logo depois. Já o "Altas Horas" sofria com as oscilações do horário. Como entrava depois do "Supercine", não tinha uma hora fixa, afinal, dependia da duração do filme escolhido. E, inevitavelmente, o programa acabava terminando depois das três da manhã.

Ao simplesmente inverter as respectivas atrações com suas sucessoras, a emissora acabou acertando em cheio sem precisar promover uma mudança mais radical. Ao entrar no ar mais tarde (agora de 14h30 às 15h45), o "Esquenta!" se beneficia de um maior número de televisores ligados e ainda 'entrega' diretamente para
o futebol, evitando a 'quebra' na grade. Essa 'quebra' era causada simplesmente porque a "Temperatura Máxima" ---- sempre caracterizada pela exibição de filmes destinados ao público infantil/jovem ---- ficava no meio de dois produtos 'adultos'. Agora, há uma maior, digamos, harmonia na grade dominical.

Embora não tenha causado um aumento significativo de audiência, a mudança acabou elevando o programa de Regina Casé em um ou dois pontos, aproximadamente. Porém, esse aumento deverá progredir gradativamente, uma vez que os meses finais de Campeonato Brasileiro costumam ser mais atrativos, o que beneficiará não só o ibope da competição como também o do "Esquenta!".

Já a troca do "Supercine" pelo "Altas Horas" foi bem mais vantajosa no quesito audiência. O programa que costumava marcar seis pontos, simplesmente dobrou seu índice. Desde que a inversão foi feita, vem marcando 12, conseguindo muitas vezes alcançar mais de 14 pontos. Um resultado extremamente animador. E Serginho Groisman merecia o 'presente', uma vez que a alteração sempre foi muito exigida pelos telespectadores, que reclamavam, com razão, do horário tardio da atração. Após a experiência bem-sucedida com a antecipação do programa para a exibição das lutas do UFC, a emissora resolveu manter a estratégia mesmo nos dias sem o torneio. E fez muito bem, afinal, um produto tão bom e elogiado quanto esse precisava ir ao ar mais cedo ---- agora às 23h30m, logo após o "Zorra Total".

E o melhor é que a sucinta troca não prejudicou o título da atração ----- "Altas Horas" e a frase 'Vida inteligente na madrugada' caracterizavam o programa e evidenciavam o período em ficava no ar. Como contém quase três horas de duração, o programa termina praticamente às duas da manhã; ou seja, ainda que esteja começando mais cedo, continua saindo do ar de madrugada, honrando sua proposta.

Apesar de não terem sido trocados de horário pelas mesmas razões, o "Esquenta!" e o "Altas Horas" foram beneficiados pelas sucintas alterações promovidas pela Globo. Além de ter melhorado a estrutura da grade, a emissora ainda conseguiu elevar os índices de audiência dos programas, sem ter prejudicado significativamente os números alcançados pelas sessões de filmes. A emissora comprovou que pequenas mudanças, quando bem feitas, podem ocasionar ótimos resultados.

28 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo artigo, Sérgio. A grade da Globo sempre foi conhecida por ser bem planejada e ter seus horários sempre ali e por isso alterações só acontecem em motivos de força maior, como Copa do Mundo/Confederações, Olimpíadas ou o recente caso da Jornada Mundial da Juventude.

A antecipação do Altas Horas era um desejo antigo do próprio Serginho Groisman e, com isso, a emissora conseguiu tornar o programa ainda mais competitivo para o sábado a noite. Eu mesmo fico feliz pela ideia por ser um dos programas que mais gosto, mas quase nunca conseguia assitir por causa do horário antigo.

Quanto ao Esquenta, foi uma boa sacada aproximar o universo de samba do programa e sua boa audiência ao futebol, que é o produto de maior interesse no Domingo. E isso vai se refletir ainda mais quando o Campeonato Brasileiro estiver acabando.

Quanto ao Mais Você, ele já começou em 1999 às tardes. Passou pras manhãs com o horário eleitoral de 2000 e, a partir de 2001, foi fixado.

É nessas horas que a gente vê o quanto o planejamento de uma grade de programação faz toda a diferença. Pra citar um anti-exemplo, o SBT vai no sentido contrário: tirou o "Casos de Família" da semana pra reprisar uma novela já re-reprisada, vai colocar Rebelde contra o Amor à Vida, diminuir a duração do Ratinho em alguns dias, tirar programas do ar... Aí fica difícil. Nesse sentido a Globo merece o reconhecimento por saber exatamente o que tá fazendo antes de arriscar mudar algum horário ou programa. Abç!

eder ribeiro disse...

Sérgio, parabéns pelo post. Eu sempre acompanhei o Serginho Groisman, desde Matéria Prima na Cultura, contudo. O horário anterior do Altas Horas não dava, agora acompanho o seu programa. Abçs.

✿ chica disse...

A Altas horas é muito legal, vi poucos até hoje, mas gostei dos que vi! abração, tudo de bom,chica e lindo fds!

Anônimo disse...

Toda vez que tento assistir esse altas horas me decepciono muito: aqueles jovens da plateia são muito desanimados e só fazem perguntas cretinas pros convidados, esses são sempre atores da casa falando coisas óbvias, as atrações muisicais são péssimas(acho que antes não era assim), enfim, o Serginho era bom no programa livre mas esse programa dele na globo é dispensável. O da Regina Casé vale pela irreverencia dela porque o conteúdo também vou te contar...















Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também gostei das alterações, especialmente no caso do Altas Horas. Mas seria bom outros programas também serem exibidos mais cedo, como é o caso do Som Brasil e do Profissão Repórter.

BIA disse...

Faz tempo que não assisto o "Altas Horas" mas é um programa que eu gostava de assistir... bem como quando tem bons filmes transmitidos pela Globo...
Bom fim de semana Sérgio!!!
Bjs :)

Demian disse...

Regina Casé é a espontaneidade em pessoa, seu programa é popular, sem ser popularesco, dá a impressão que tudo ali rola naturalmente, não é previsível. No início achei que era "um samba do crioulo doido", depois vi que a aparente bagunça, a "desorganização" era exatamente a proposta e tinha tudo a ver... É um programa agradável de assistir exatamente porque não é pasteurizado como geralmente são os programas de auditório.
Quanto ao Altas Horas, sempre gostei, mesmo de madrugada conseguia acompanhar o programa, já que é sábado...
Mudando de assunto, Sérgio, já que vc mencionou o Zorra Total no seu post, o que vc acha desse programa??? Eu particularmente acho extremamente sem graça, as esquetes são péssimas, salva-se pouca coisa... Por que a Globo insiste com ele? Dá audiência um programa desses sábado à noite? Abçs

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, eu gosto de ambos os programas, achei ótima a mudança de horário do altas horas por que agora consigo assistir! Abraçossss

Vera Lúcia disse...


Ótimas considerações, Sérgio.
São bons programas, que merecem destaque e maior acessibilidade ao seu público. Mandou bem a Globo na mudança dos respectivos horários. Esta mexida básica, com certeza, trará mais audiência para os dois programas.

Excelente final de semana.

Beijo.

Meirioanai disse...

"A César o que é de César." Estamos acostumados a temer mudanças nas grades da TV porque com a mudança no horário também vem a mudança do formato, as vezes mudam os apresentadores, os quadros, e pouco tempo depois o programa é extinto. E é lamentável, porque às vezes o telespectador nem teve tempo de "conhecer", de gostar do programa. Entendo que a permanência e a longevidade tenha uma forte ligação com a personalidade do produto e da empresa. Altas Horas e Esquenta assim como seus apresentadores têm estilo, conteúdo e aceitação. E a Globo mostrou ter respeito pelos telespectadores acomodando-os em sua grade sem os transformar em programas diferentes.

MARILENE disse...

Não tenho visto os programas, Sergio, mas você sempre faz considerações procedentes. E acredito que pequenas mudanças podem ser estratégia excelente para angariar um número maior de telespectadores. Bjs.

Lulu on the Sky disse...

Ficou bem melhor o Altas Horas mais cedo.
Big Beijos
Lulu on the sky
http://luluonthesky.blogspot.com

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia
Sérgio
bela análise , e quem diria que uma das grades mais inflexíveis da televisão aberta brasileira, finalmente mudou. Mudar uma grade não deve ser uma tarefa fácil. Mas é tarefa necessária. Por mais que digam que não, sofre com perdas pontuais na audiência e que, até, acabam derrubando o desempenho de outras atrações, além de que não demonstram respeito ao público que sempre clamam pelas mudanças...
Obrigado
Belo domingo
Abração

Sérgio Santos disse...

A mudança do Altas Horas foi a melhor mesmo, Thallys. E demoraram demais pra fazê-la. Antes tarde do que nunca. A alteração do Esquenta! também foi benéfica.

Sim, li isso do SBT e achei um erro. Mas sobre o Casos de Família, qualquer horário seria ruim porque aquele programa é uma desgraça. abçs

Sérgio Santos disse...

Muito obrigado, Eder. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Anônimo, acho o conteúdo musical do Altas Horas um dos menos piores justamente por sempre valorizar o rock nacional ou bandas menos conhecidas. Mas claro que muita coisa ruim acaba indo também. Acho o Esquenta! um bom programa, mas não pra mim. Odeio pagode, samba, funk, sertanejo e axé e é só isso que toca lá. Não aguento mais de 4 minutos. abçs

Sérgio Santos disse...

Elvira, concordo sobre o Som Brasil que deveria ir ao ar ao menos antes do Jornal da Globo. Mas o caso do Profissão Repórter é mais complicado. Colocá-lo em que horas se já tem outros programas antes? bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Bia. bjssss

Sérgio Santos disse...

Oi Demian. O Esquenta! é uma desorganização organizada, como costumo dizer. O Altas Horas é muto bom mesmo e eu conseguia assistir porque durmo tarde, principalmente aos sábados.

Eu escrevi um texto sobre o Zorra há um tempo atrás (ano passado eu acho). Digita o nome do programa ali na barra de pesquisas do blog, à direita, que vc acha. O programa já foi bom com Nair Bello, Rogério Cardoso, Milani etc, mas há muito tempo que cansou. Porém, tem uma elevada audiência e faz muito sucesso. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Melhorou muito, Kellen. bjsss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Vera. Foram mudanças muito positivas mesmo. O público foi beneficiado. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Meirioanai, excelente comentário. Assino embaixo. As pequenas alterações foram só nos horários mesmo, e não no formato. bjsss

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo carinho, Marilene. bj

Sérgio Santos disse...

Ficou mesmo, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Felis. E nesse caso foram mudanças benéficas para todos. Abraços!

Fernando Clemente disse...

eu na verdade odeio esses dois programas não aguento ver o esquenta,nunca vi um completo mas o pouco que vejo as vezes me dá raiva....e o Altas Horas é horrivel,não gosto mesmo prefiro o Super Cine que as vezes passava bons filmes e as vezes até inéditos como Bruna Surfistinha que foi ao ar 1h30 da manhã o que é um absurdo....

Sérgio Santos disse...

Entendo seu lado, Fernando. Pra quem não gosta dos programas foi realmente uma troca infeliz. Abraços.