quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A evolução de Igor Rickli em "Flor do Caribe"

Ele começou muito fraco em "Flor do Caribe". Ficou claro para todos (público e crítica) que era sua primeira novela. Apresentando uma total inexpressividade, chegou a ser chamado de 'Novo Cigano Igor' (Ricardo Macchi em "Explode Coração", marcado pela péssima atuação na época). O peso do seu vilão era neutralizado por causa do fraco desempenho do intérprete. Entretanto, com o passar dos meses, o ator foi evoluindo até encontrar o tom do personagem. Agora, faltando pouco tempo para o folhetim terminar, pode-se dizer que Igor Rickli está ótimo na obra de Walther Negrão.


Alberto é um tipo de vilão extremamente tradicional na teledramaturgia. Quase um clichê. O homem obcecado por uma mulher, que faz de tudo para tê-la ao seu lado, inclusive trair e tentar matar seu suposto melhor amigo. Em suma: o malvado invejoso que quer tirar a mocinha do mocinho. Sem dúvida, apesar de comum, é um personagem que exige um profissional de mais experiência. Portanto, foi até previsível o início turbulento de Igor na trama, afinal, "Flor do Caribe" era a sua estreia em novelas. 

A inexperiência falou mais alto e a insegurança do ator ficou visível. Ele estava apático e o máximo que conseguia fazer era uma cara de malvado. Aliás, cara que permanecia 'congelada' em todas as cenas. Mas nada como o tempo para amadurecer um profissional que tem competência para as artes dramáticas.
Igor fez teatro ainda criança e na adolescência chegou a produzir seus próprios espetáculos. Obviamente que essa vivência o ajudou. 

Bastou o ator se familiarizar com a televisão e com seu personagem para que começasse a se destacar positivamente na trama. A entrada de Cláudia Netto, vivendo a Guiomar, mãe de Alberto, ajudou a 'expor' o talento até então escondido de Igor. Todas as cenas protagonizadas pela dupla são ótimas e refletem a boa parceria presente. As sequências com Dionísio também são muito boas. O ator, que antes era totalmente apagado por Sérgio Mamberti, passou a crescer ao lado dele. 

Igor também soube, com o tempo, se aproveitar mais do sarcasmo do vilão, enriquecendo as cenas em que Alberto abusa da hipocrisia para provocar, principalmente Ester (Grazi Massafera), Cassiano (Henri Castelli) e Hélio (Raphael Vianna). Não há dúvidas de que o ator dos primeiros meses de novela não é o mesmo visto a partir de aproximadamente metade de trama em diante. 

O sujeito inexpressivo saiu de cena, cedendo o lugar para um profissional que conseguiu corrigir seus erros, demonstrando sua vocação para atuar. Houve um claro amadurecimento e diante dos olhos do telespectador.

Muitos atores acabam sendo massacrados (algumas vezes justamente outras nem tanto) pela crítica em seus primeiros trabalhos, entretanto, quando há vocação para as artes cênicas e dedicação ao trabalho, o talento acaba aparecendo mais cedo ou mais tarde. O autor e a direção de "Flor do Caribe" se equivocaram quando escalaram um profissional tão inexperiente para viver um personagem tão importante, no entanto, o intérprete do Alberto soube dar a volta por cima. A evolução de Igor Rickli é visível e seu bom desempenho na atual novela das seis merece reconhecimento. 

45 comentários:

Bruno Marques disse...

Muito boa a sua crítica,Sérgio!!!
Concordo com tudo!!!
Igor começou mal,mas ganhou uma força com o decorrer da trama!!!
Ele tá perfeito na pele desse homem tão obcecado!!!
Abraços!!!

Lulu on the Sky disse...

Iche Sérgio, essa novela eu detesto.
Tenha um ótimo dia!
Big Beijos
Lulu on the sky
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Rafael Barbosa disse...

Bom Sérgio, não me incluo nos que criticavam o Igor no inicio. Realmente estava bem claro que era sua primeira novela, e que por isso era inexperiente. Mas sempre discordei dessa história de "Cigano Igor" e de inexpressividade, eu sempre o vi seguro sim no seu papel, e vi potencial nele la no inicio. Bastou o primeiro capítulo, para já o classificarem como péssimo, nem deram a chance dele mostrar seu trabalho direito. Fico feliz em ver que não me enganei, e que no decorrer dos capítulos ele pode demonstrar todo seu potencial e provar ser um ator que tem futuro, é impressionante seu crescimento, e muito bom saber que é um ator esforçado, que tem futuro na televisão e que tem chances de fazer uma bela carreira. Que bom que ele não se abalou com as críticas e seguiu em frente. o Alberto é um personagem comum, mas foi ganhando contornos interessantes ao longo d atrama e para mim é um dos melhores personagens da trama. Bom que o Igor tenha um bom futuro e continue se superando e aprendendo mais.

Abraços

Thairys Moreno disse...

Olá Sérgio! Realmente tenho que concordar contigo, no início não dei nada pelo Igor, mas apesar de não acompanhar a novela com assiduidade, ficou claro o seu crescimento no papel do vilão Alberto, ainda não é o tipo de vilão que atrai, que faz a gente odiar... mas com certeza é visível a sua evolução, e espero que ele possa crescer cada vez mais como ator e mostrar seu real talento. Levando-se em conta que é sua primeira novela, é compreensível a sua inexpressividade e insegurança no início, já que com pouca experiência já teve que encarnar num vilão.
E com certeza o Igor tá merecendo um crédito sim, e elogios pela sua atuação e notável evolução.
Beijos.

eder ribeiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
eder ribeiro disse...

então, Sérgio, ele fez milagre, a novela é um pé no saco.

A viajante disse...

Sério que conseguiu enxergar isso? Eu ainda não... a novela toda é muito bobinha... tem cenas insuportáveis, de tão doces... e outras, surreais. Não curti. Beijo, querido.

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, sabe que eu não tive essa sua percepção, desde o começo eu achei que ele estava bem, claro que é visível que ele está bem melhor que no inicio, sem duvida ele evoluiu e está interpretando muito bem o papel,mas compara-lo com o cigano Igor é crueldade kkkk Abraçossss

Pedro Bertoldi disse...

Oi, Sérgio.
O Igor realmente está melhor no papel. Acho que no início o problema era a inexpressão mesmo. Ele tinha uma bagagem muito rica no teatro. Isso o fazia ir de 8 a 80. Porque em alguns momentos ele deixava a inexpressividade de lado e dava um show, mas no mesmo capítulo voltava à estaca zero. Eu parei de acompanhar Flor do Caribe porque a novela, ao meu ver,já terminou. Não tem algo que empolgue, que te prenda... Acho a atual novel melhor que Araguaia, mas mesmo assim, aquela reviravolta, da volta do Cassiano à Vila dos Ventos, parecia que ia fazer a novela andar, mas foi só naquela semana e morreu de novo. Personagens que eu gostava (Juliano e Natária) perderam destaque, a Doralice perdeu a identidade, as tramas paralelas andam em círculos, a principal é clichê. Flor do Caribe tem personagens ótimos: Dionísio, Samuel, Guiomar, Maria Adília, Amaralina, Candinho, entre outros. O problema é a evolução da trama. Desde as chamadas eu dizia "Esse cara não me convence!" E nos capítulos iniciais ficou claro esse problema! Mas espero que ele continue progredindo nessa e em próximas novelas!
Abraços, querido!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, também noto evolução no desempenho do Igor Rickli. Ele esteve especialmente bem nas cenas do Alberto desesperado ao perder a guarda da Laurinha.
Contracena bem com Grazi Massafera, Claudia Neto, Sérgio Mamberti, Patrícia Naves, Raphael Vianna.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boam dia
Sérgio
gostei quando vc analisou que, por vezes, muitos atores acabam sendo "massacrados" , justo ou não, em seus primeiros trabalhos,penso que é porque tendemos a "caricaturizar" em função de nossas idealizações, parâmetros , traços ou até mesmo por atuações negativas desses. Melhor seria ver os aspectos positivos dos outros. Mas, por sorte, as pessoas mudam, por conta própria ou com a ajuda de terceiros,e principalmente, quando há vocação, determinação e dedicação ao trabalho, e não tem como isso não aparecer, cedo ou mais tarde. E nesse processo de mudança de Igor se percebe, por um lado, uma superação pessoal...sucessos à ele!
Obrigado pelo carinho de sempre
Belos dias
Abraços

Rita disse...

Parabéns a esse ator que com esses belos pares de olhos agradou pela bela atuação, mas como maldoso não né rsrsr
como gosta de fazer sofrer parece que vai enfiando um prego nas pessoas, mas tem talento eu gosto, vamos esperar o que está preparado pra ele no final
Bjusssss
_________Rita!!!!!

Barbie Californiana disse...

Eita, Sérgio, eu não estou vendo essa novela... hehee Não posso opinar. ;] beijos

VERINHA TIBURSKI disse...

Olá Sergio tudo bem?
O pouco que eu assisto esta novela, só posso dizer que detesto ele...rsrs Então quer dizer que o autor é bom, realmente ele provoca o que há de pior em mim. Acho que para ele vale como experiencia e a cada personagem aprende um pouquinho não é?
Peço desculpas pela ausência e agradeço seu carinho lá no Eternamente.
Beijos.

Anônimo disse...

Para mim, a melhor novela atualmente no ar é uma das das mais subestimadas que eu tenha visto e ela é exatamente: Flor do Caribe.

Podem dizer que ela é clichê, mas e daí, a tão aclamada "Amor à Vida" nada mais é que um amontoado de situações que aconteceram em várias outras novelas das 21 h, feitos anteriormente com uma maestria ainda maior, com um elenco bem mais competente (pois, tirando Mateus Solano, Vanessa Giácomo, Antônio Fagundes, Savalla, Luis Melo e Bárbara Paz quem mais merece aplausos? Caio Castro? Daniel Rocha? Júlia Rocha? os 652469173 médicos que aparecem uma vez a cada milênio?)

Com um elenco enxuto Flor do Caribe faz bonito, e mesmo com o início fraco dos três protagonistas ( especialmente Igor) a novela conseguiu levantar o ibope e resolveu o estrago feito por "Lado a Lado" e agora é esperar Jóia Rara para consagrar o horário das 18h novamente, mas o Walther Negrão está de parabéns por essa maravilha de novela que é Flor de Caribe, e assim como ele, parabéns também a toda a produção, a direção incrível e o elenco quase perfeito dessa trama maravilhosa.

Raylan disse...

Cigano Igor Rickli... hahaha
No começo ele realmente estava muito ruim, cheguei a pensar que ele não era brasileiro, parece que tinha problemas de dicção, mas como não tenho acompanhado a novela não sei se melhorou. E, mesmo se tiver melhorado, é um erro escalar atores inexperientes para papéis centrais.

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo artigo, Sérgio.

A escalação do Igor Rickli, no início, foi um erro natural decorrente do risco de se escalar um ator com nenhuma ou pouca experiência em TV para um papel de peso, embora essa responsabilidade seja um pouco suavizada pelo horário das seis. Nas chamadas, senti a impressão de novo cigano Igor, parecendo até um protagonista de trama da Televisa (inclusive nos traços físicos).

Felizmente, conforme a trama foi melhorando, Igor procurou extrair o máximo de suas cenas com os veteranos para adquirir e lapidar o personagem e, felizmente, mostrou um surpreendente amadurecimento que me permite considerá-lo atualmente o melhor personagem do trio principal (já que Grazi tem feito algumas de suas melhores cenas da carreira, mas a personagem nem sempre ajuda, e o Castelli é repetitivo demais). De uns dois meses pra cá, ele parou de ser engolido pelos parceiros de cena e passou a brilhar junto com eles, a partir desse acertado aprimoramento. A parceria com a Cláudia Netto merece um destaque especial porque revelou um talento oculto dos dois também em outras artes: como numa recente dança no bar da novela e uma peça de voz e piano cantada por ambos.

É visível o quanto Flor do Caribe melhorou, ainda mais pelo enfoque merecido dado aos atores mais adultos (40 pra cima): Luiz Carlos Vasconcellos e Cyria Coentro protagonizando cenas emocionantes na conflituosa relação com o filho Hélio; Laura Cardoso que vinha mal-aproveitada começou a receber o espaço merecido pra nos presentear com seu brilhantismo, ainda mais com a entrada de Inez Vianna; a mais do que bem-vinda entradas de Elias Gleiser num triângulo de ouro com Juca de Oliveira e Sérgio Mamberti; Cláudia Netto maravilhosa. Considerando tudo isso, me sinto à vontade pra dizer que Flor do Caribe é a novela dos veteranos, mas com boas surpresas jovens como o próprio Igor Rickli, o José Ligabue (Lino) e o Raphael Vianna (que evitou o risco de parecer ator de um tipo só por causa dos papéis em Araguaia/AEA e mostrou-se ótimo agora). Abçs!

Sérgio Santos disse...

Oi Bruno. Muito obrigado. Ele tá muito bem mesmo. Abração.

Sérgio Santos disse...

Eu também não sou fã, não, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

Rafael, eu fiz parte desse grupo e não me arrependo. Criticaria tudo de novo porque realmente ele estava muito ruim e gélido em cena. Mas quando se tem talento o tempo ajuda e muito. Não sei se ele brilhará nos futuros papéis, mas acredito que tem boas chances porque evoluiu significativamente na novela. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Thairys. Também não acompanho a novela assiduamente, mas pelo pouco que vejo percebo a evolução dele.

Também não é um vilão que me atrai porque acho isso de separar a mocinha do mocinho repetitivo demais, porém, é um papel que exige mt e o ator conseguiu evoluir. bjão

Sérgio Santos disse...

Eder, eu acho a novela chatinha também. Vejo pouco. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Ju, as cenas mais adocicadas e melosas são protagonizadas por Ester e Cassiano. Não gosto também. Aliás, não acho a novela uma desgraça e vejo qualidades, mas costumo caracterizá-la como 'boazinha'. É uma trama que vc não dá graças a Deus por ter acabado mas também não sente falta quando chega ao fim.

E eu vi evolução no Igor, sim. Mas respeito sua opinião. bjs

Sérgio Santos disse...

Foi um exagero mesmo compará-lo com o Cigano Igor, Kellen. Eu lembro que vc o elogiava desde o início. Bjão

Sérgio Santos disse...

Pedro, assino embaixo do seu comentário. Nem tenho muito mais a acrescentar. A novela praticamente já acabou mesmo e a tal vingança do Cassiano não aconteceu. Ele ameaçou o vilão desde o início mas não passou disso. Agora só nas últimas semanas mesmo, se é que ele vai fazer algo.

É uma novela esquecível, não me conquistou. Já o Igor merece reconhecimento. Tá bem melhor. Abração.

Sérgio Santos disse...

Exato, Elvira. A cena em que ele toca o piano quando tá com raiva é incrível. A perda da guarda eu não vi toda, mas só um momento em que ele está sentado chorando. Bjsss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Felis. E não há problema algum elogiar um ator mesmo se vc já o criticou antes. Mudar de opinião é sempre válido e muitas vezes necessário. abçssss

Sérgio Santos disse...

Verdade, Rita. bjssssss

Sérgio Santos disse...

Sem problemas, Barbie. bjssss

Sérgio Santos disse...

Oi Verinha. Vc sumiu mesmo. E, sim , o Alberto é odiável mesmo. bjssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, discordo da sua opinião mas respeito. Amor à Vida trouxe muitas coisas novas, como já disse anteriormente. Se formos comparar repetições, Flor do Caribe também é e muito. Aliás, toda trama do Walter tem pescador, um vilão mais velho, etc etc etc.

Amor à Vida tem um baita elenco. É engraçado que as pessoas que criticam o elenco sempre usam o Caio Castro e Julio Rocha como exemplos. Eu concordo, eles são péssimos. Mas o elenco tem mais de 80 atores. Eles são dois. Minoria. Discordo sobre o Daniel Rocha.

Lado a Lado foi um baita fracasso mas, na minha opinião, infinitamente superior a essa incluindo elenco, trama, personagens, tudo. E Flor do Caribe teve mais ibope mas não 'ergueu' o ibope porque ainda está bem longe da meta. Ela e Sangue Bom também são consideradas fracassos nos números. Abraços.

Sérgio Santos disse...

É mesmo, Raylan, ele parecia um ator estrangeiro. E tinha sérios problemas de dicção também. Até nisso melhorou. Sim, foi um erro a escalação. abçsss

Sérgio Santos disse...

Não vi essa cena do bar, Thallys, mas deve ter sido bonita mesmo. Igor tem traços físicos parecidos com os atores mexicanos e o personagem é igual ao dos folhetins mexicanos, ou seja, era impossível não compará-lo.

A evolução dele é nítida mesmo.

Os veteranos estão mesmo dando um show na novela e merecem as boas cenas. Não tenho visto muito a trama pra saber se tá ótima ou não, mas as cenas do Elias Gleizer eu fiz questão de pesquisar pra ver. abçs

Felipe disse...

Confesso que não acompanho Flor do Caribe, mas no começo da novela achava ele bem ruim. Que bom que ele melhorou!

Estou curioso mesmo é para ver como será o desempenho dele no filme O Tempo E O Vento, tomara que faça bonito e não destoe do grande elenco.

Rafael Barbosa disse...

Bem, pois eu não acho, para mim era só uma questão de tempo e experiencia para ele mostrar seu potencial, e agora ta mostrando.

Luana Rocha disse...

Olá Sérgio.

Bom falando em "Flor do Caribe", a trama vem me agradando bastante nas últimas semanas, mas ainda estou bastante ansiosa por "Jóia Rara", e não é porque quero ver logo o fim da saga de Cassiano e Ester, mas sim pelo time da próxima produção: Autoras maravilhosas, e que não brincam em serviço, como Duca e Thelma, direção primorosa, a mesma de "Avenida Brasil" com Amora Mautner e Ricardo Waddington, e o elenco de primeira com nomes como Mariana Ximenes, Letícia Spiller, Thaigo Lacerda, Bruno Gagliasso e mais tantos outros de muito talento.

Sobre o Igor, confesso que no começo ele destoava e muito de seus parceiros de cena, e se não conseguia brilhar com Grazzi (que admiro pelo esforço, mas ainda tem muito a estudar) e Henri Castelli, imagina só atuando com o grande Sérgio Mamberti (nosso eterno Dr. Vitor rs)?

Mas o tempo foi passando, e ele foi encontrando o tom de seu personagem, e agora sim o Alberto está sendo o grande vilão que deveria ser desde o início da trama.

E a novela em si, está longe de ser a melhor produzida pela Globo, porém, funciona bem como entretenimento, assim como "Sangue Bom" e "Amor À Vida", mas uma novelona boa de novo no horário das 18h de novo, só mesmo quando "Jóia Rara" começar.

Sérgio Santos disse...

Felipe, fiquei curioso em relação a esse filme também. Vamos ver como ele vai se sair. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Ok, Rafael. Pra mim, se ele continuasse da forma como começou na novela seria deprimente.

Sérgio Santos disse...

Oi Luana. Estou ansioso por Joia Rara também, e, sendo sincero, quero que a atual acabe logo porque realmente não me conquistou. ps: não acho o Thiago Lacerda tão talentoso assim não, e o Gagliasso alterna altos e baixos. Vamos ver.

Gosto da Grazi e a acho uma boa atriz. Já o Sérgio Mamberti é um gênio (lembro do Dr. Vitor, um clássico). O Igor evoluiu muito e merece o reconhecimento.

Sou fã de Sangue Bom e Amor á Vida. Acho que quando Joia Rara estrear teremos uma ótima 'trinca'. Beijos!!!!

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jhwz2011 disse...

Concordo com Luana esses nomes ao todos bons e Gagliasso tambem os melhores papeis dele foram Caminhos das Indias, Celebridade, Sinha Moca, Paraíso Tropical,Ciranda de Pedra e Cordel Encantado

Sérgio Santos disse...

Não achei o Gagliasso bem em Cordel Encantado, não. Ele falava pra dentro igual ao Ricardo de Sinhá Moça e irritava muito.

jhwz2011 disse...

Ouvi dizer que ele falava pra dentro em todas as novelas mas nao reparei nisso

jhwz2011 disse...

Já Mariana Ximenes MARAVILHOSA da gosto de vê-la em cena

Sérgio Santos disse...

Em todas não, mas depois de Sinhá Moça, Paraíso Tropical foi a única em que ele falou normalmente. Mariana é ótima sempre.