segunda-feira, 29 de julho de 2013

Matérias exclusivas evidenciam o acerto do "Fantástico" e o equívoco do "Domingo Espetacular"

O "Fantástico", da Globo, e o "Domingo Espetacular", da Record, não são apenas concorrentes diretos nas noites de domingo. São programas que apresentam formatos muito semelhantes. Aliás, o "DE" foi criado pela emissora de Edir Macedo com esse intuito: ser parecido com a revista eletrônica da líder. Porém, no último domingo (28/07) ---- por causa da coincidência em relação ao tratamento dado a uma entrevista exclusiva ----, ficou evidente o êxito de uma reportagem e o equívoco da outra, deixando de lado qualquer similaridade às vezes presente entre as atrações.


Enquanto o jornalístico da Globo anunciava uma entrevista com o Papa Francisco, representando um furo de reportagem de repercussão mundial, o programa da Record anunciava com destaque uma matéria repercutindo a traição de Tony Salles (marido de Scheila Carvalho, participante de "A Fazenda", que foi traída por ele recentemente). O que chamou atenção foi justamente a diferença do nível de reportagem de dois programas teoricamente semelhantes.

O "Fantástico" há tempos tem deixado a desejar, fazendo por merecer muitas críticas pela falta de matérias que realmente chamem atenção do público. Entretanto, o programa acertou quando estreou o polêmico quadro "Vai fazer o quê?", no domingo passado (21/07), e deu um banho de jornalismo ao conseguir
uma entrevista exclusiva com o sumo pontífice. O repórter Gerson Camarotti conseguiu tirar ótimas declarações do Papa, que esbanjou sinceridade e simpatia, características que já havia demonstrado desde que chegou ao Brasil.

Francisco falou, sem nenhum tipo de constrangimento, sobre os escândalos no Vaticano, a necessidade da reformulação da igreja, a perda de fiéis para outras religiões, a boa acolhida que teve no país, os protestos dos jovens e também comentou a constrangedora falha de segurança durante seu trajeto no centro da cidade do Rio de Janeiro. Ainda houve tempo para brincadeiras, como no momento em que o santo padre fez questão de dizer que qualquer rivalidade entre o Brasil e a Argentina já estava superada, uma vez que o Papa é argentino e Deus é brasileiro.

Já o "Domingo Espetacular" tratava com importância a traição envolvendo o marido de Scheila Carvalho. A matéria, que foi devidamente interrompida com um intervalo comercial para segurar a audiência, apresentou uma entrevista com Tony Salles e com a amante (Kamyla Simioni). Ele se fez de vítima e disse que irá pedir perdão a Scheila. Já a mulher que se envolveu com o marido da participante do reality da Record, demonstrando uma clara felicidade por ter conseguido atingir seu principal objetivo, disse que não divulgou as fotos (ela plantou as provas da traição na mídia) para gerar polêmica. E, por incrível que pareça, o jornalismo da emissora tentou passar a impressão de que esse assunto era realmente importante.

Coincidentemente, as duas matérias foram exibidas quase que ao mesmo tempo. Enquanto o Papa ainda dava declarações a respeito da juventude, da não ostentação e da necessidade de mudanças na Igreja; Tony Salles se desculpava por ter traído sua mulher e a amante negava qualquer tentativa de aparecer na mídia.

Essa 'coincidência' envolvendo tanto a divulgação de matérias jornalísticas exclusivas ---- em dois programas com formatos parecidos ----, quanto a hora quase simultânea em que foram exibidas, serviu apenas para evidenciar a gritante diferença na qualidade entre as duas reportagens. Enquanto o "Fantástico" conseguiu um grande furo jornalístico, o "Domingo Espetacular" protagonizou um momento constrangedor ao tratar com importância um tema totalmente irrelevante e que ainda pode ser puro 'marketing' dos envolvidos. Ou seja, utilizando a linguagem do futebol, o telespectador presenciou um gol de placa da Globo e um gol contra da Record.

42 comentários:

Anônimo disse...

Você diz isso chegando a conclusão do programa de um domingo só, em outras edições, o DE foi primoroso e superou a qualidade do original. Nesse texto, você ignora todas aquelas esquetes ridículas do Fantástico e ignora as milhares de reportagens e entrevistas exclusivas, investigações e série de reportagens que o DE já produziu e ainda produz. No balanço total disso, digo que o DE é totalmente superior ao Fantástico hoje.

wila disse...

Como assim?milhares foram as vezes que o DE atacou concorrentes da Record,ou mesmo produziu perolas do jornalismo brasileiro como a entrevista do et bilu. com exclusividade interplanetária..O DE aposta na violência,em causar polemica,mas a verdade é que nunca vai ter o que o Fantástico tem de sobra GRIFE,realmente o Show da Vida passa por uma crise d e meia idade,mas estamos mas logo esta crise passa..Oque falta a Record entender é que a Globo faz parte da vida do brasileiro,ela pode copiar tudo,mas esta cumplicidade ela tem que conquistar.

✿ chica disse...

Eu faço valer o uso do controle e Inicio no Fantástico, mas nem sempre aguento ver os quadros lá. Daí vou alternando com o Jô que passa repetindo os melhores da semana, no GNT. Assim dá certo e por lá, sigo na Marilia Gabriela. abração,chica

paulo disse...

Por mais defensor que você seja da globo, sergio, admita que o fantástico já não é fantástico mesmo há muito tempo. Como disse o "anônimo" você não citou as matérias ridículas que o dominical exibe, como aquela de ontem do Ronaldo que agora resolveu "cantar" funk(?). Isso depois da revolta nacional com o "simbólico" cachê de 6 milhões que a ex-poderosa pagou pra ele perder aquela pança, e pelo visto não resolveu, rsrs.... E aqueles quadros sem graça de "humor"? E as matérias de mundo animal e similares? Ah, tenha dó? Se você acha aquilo FANTASTICO é problema seu. A record aposta em matérias que realmente prendem a atenção do telespectador, como artistas sumidos da mídia, costumes estranhos de outros países... e por que não explorar o sucesso da atual edição da fazenda? Você mesmo não disse que a globo quando explora o famigerado bbb em TODA a sua programação ela esta apenas divulgando seu produto? Não sei onde você vê o ibope mas eu pesquisei e o DE venceu o cansástico, deve ser por isso sua revolta. E uma ultima coisinha, se tem um "reality" onde tudo, mas tudo mesmo é fake e combinado é o bbb.
Falei!

Wander Veroni Maia disse...

Sérgio,
por uma questão de afinidade com a IURD eu não acreditaria que a Record desse mesmo espaço no Domingo Espetacular ao Papa Francisco.

Sem querer defender a Record, mas já defendendo...rs...a estratégia de colocar uma reportagem sobre A Fazenda, nos momentos finais da revista eletrônica, faz sentido uma vez que isso acaba sendo uma promoção do reality, instigando o povo a assistir.

Eu não tenho muito paciência com o Fantástico. Tem domingo que está muito bom, e outros o nível cai muito.

Nesse horário, por exemplo, estou assistindo algo na TV Paga. E só depois assisto #AFazenda6.

Já o Domingo Espetacular está indo para as matérias que estão dando audiência, por ora, que é celebridades e bichos.

Como jornalista, acredito que o Domingo Espetacular e o Fantástico são programas diferentes, com dinâmicas diferentes, inclusive.

O DE já foi muito bom. E o Show da Vida, por mais problemas que tenha, é referência. Se tornaram programas distintos, mas com o cerne de revista eletrônica.

Um adendo: ainda tenho restrições quanto ao Ernesto Paglia bancando o Ivo Holanda nas pegadinhas sérias nas ruas. O debate é interessante, mas não acho que deveria ser dele o papel de falar que aquilo é armação, uma vez que o compromisso do jornalista é com a verdade, e não com a armação (dramaturgia).

Para a pessoa que passou por aquilo pode ficar a sensação de que a pegadinha partiu dele, e não de um quadro mais amplo. Acho que faltou esse cuidado.

Mas enfim, cada um sabe que o faz com a sua vida e com sua carreira. Sério, eu como jornalista não faria. Acima de tudo, se tivesse a qualidade e a história do Paglia.

Abraços,

http://cafecomnoticias.blogspot.com.br

Anônimo disse...

O funk do Ronalducho é "F-A-N-T-A-S-T-I-C-O", kkkkkk.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia
Sérgio
olha, que coincidência...estava vendo o "Vai fazer o quê?",com o velhinho e a reportagem do Gerson...confesso que não vi o D.E...mas, lendo a sua análise e saber que o foco era Sheilla e Tony,não tenho nem como discordar, que fica claro e evidente a gritante diferença na qualidade entre as duas produções/reportagens. Parabéns pela análise
Obrigado
Bom início de semana
Abraços

A viajante disse...

Por mais críticas que a Globo merece, especialmente no Programa Fantástico, que nada anuncia de fantástico, eu nem consigo checar outras programações... ciente da sua crítica, aí é que não vou mesmo conferir... uma lástima o "furo" de reportagem sobre a infidelidade alheia... me poupe!

Um beijo!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

A entrevista exclusiva com o papa Francisco foi excelente. Aliás, gostei demais da sinceridade, humildade, simpatia, carisma do papa. E também da cobertura da mídia.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Quanto ao quadro "Vai fazer o quê?", não deixa de ser uma "pegadinha", mas os assuntos abordados são palpitantes, como o de ontem, sobre maus-tratos a idosos, por parte dos cuidadores, o que infelizmente acontece muito na vida real.

Clau disse...

Oi Sérgio!
O Fantástico já foi melhor,porém é um programa que aprecio e assisto.
Tenho gostado do quadro 'Vai fazer o quê?',sensacional!
E ontem o furo de reportagem com a entrevista do Papa,adorei e me fez conhecê-lo melhor,e ver o quanto ele é inteligente e querido.
Não sou católica mas Francisco,é um ser fácil de amar e admirar.
Já o DE ao exibir o caso da traição da Sheila,não acrescentou absolutamente nada.Foi algo ridículo.
Então,mil vezes o programa da Globo do que o sensacionalismo barato da Record.
Seu post está perfeito como sempre.
Bjs \o/

Anônimo disse...

Que tendencioso pegar um determinado horário onde uma emissora falava de um líder religioso enquanto a outra tratava de um assunto de infidelidade, e dai? Na época do estupro dentro do big brother o fantástico e outros tantos programas da globo exploraram o assunto, ai pode? Era armação também ou nesse caso era jornalismo serio? Menos...

eder ribeiro disse...

Sérgio, pelo visto a polêmica aqui germina. Há muito tempo que o Fantástico cansou com inutilidades, qto a Record, é de conhecimento público q o jornalismo da emissora é voltado para as tragédias, seja naturais ou humanas. Qto a entrevista do Papa foi o mais puro jornalismo profissional. Neste dia, aplausos para a Globo. Abçs.

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio, como vai?
Por um tempo acompanhei o Domingo Espetacular e até gostava bastante das reportagens, mas comecei a perceber que o programa começou a se limitar em uma disputa com o Fantástico e infelizmente a apelação começou a ser utilizada como meio de aumentar audiência. A criatividade precisa ser a mola propulsora para programas de qualidade e assim naturalmente a audiência virá. Um abraço!

Adriana Helena disse...

Boa noite Sérgio!
Tudo bem amigo?
Nossa, a reportagem com o Papa Francisco no Fantástico foi o maior furo de reportagem do ano! Absolutamente maravilhoso e fantástico de verdade!
Na outra emissora, nem me dei ao trabalho de conferir tamanha a falta de assunto...hehehe falar sobre traição de pessoas que se dizem famosas? Ora, ora, nos poupem não é mesmo?

Sérgio, estive observando o seu gadget de seguidores e realmente é diferente do meu. Mas posso lhe afirmar que antes de eu ter o atual lá no meu blog eu usava esse igual ao seu e talvez você possa alterar o número de seguidores no twitter manualmente. Faça uma tentativa e visualize para ver se dá certo. Se não der, é só reverter ao original! :))
Beijos e uma semana maravilhosa amigo!

Bruno Marques disse...

Sérgio,vc disse tudo!!!
Enquanto o Fantástico evidenciou um furo mundial ao entrevistar o Papa,o Domingo espetacular mostrou a traição do marido da dançarina e atual participante de um reality show!!!
Enfim,cada um mostra o que tem!!!
Abraços!!

Barbie Californiana disse...

Sérgio, eu já desconfiava disso, a Record "copia" a Globo em quase tudo, né verdade? Sobre ontem eu vi a Globo, a matéria sobre o Papa era imperdível. =] beijos e linda semana.

Filha do Rei disse...

Sérgio, realmente, desta vez a Record não foi feliz. Assisti a en- trevista do papa, o repórter foi inteligente o papa direto, sem muitos rodeios.
Abraços.

Epifanio Santos disse...

Tenho certeza que a vontade dos repórteres que participaram na produção desse material envolvendo os personagens desse caso de traição queriam mesmo era "pedir pra sair". Jornalista faz algumasesse tipo de coisa porque é "obrigado". Ninguém pede demissão de um emprego só pq não concorda com a linha editorial do veículo de comunicação. Ser jornalista não fácil.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu fiz uma comparação entre duas matérias e não entre os saldos dos dois programas, embora pudesse muito bem fazê-lo. O Curioso é que vc ao elogiar o DE também ignorou tudo de ridículo que ele apresentou. Ou seja, fez o que criticou em mim.

Sérgio Santos disse...

Wila, juro que tinha me esquecido dessa reportagem ridículo do ET Bilu. Dos constante ataques à concorrência nem citei porque já fiz isso outras vezes. rs abraço

Sérgio Santos disse...

Chica, obrigado pelo comentário. bjssssssss

Sérgio Santos disse...

Paulo, eu sei que vc é um fanático pela Record e que iria se indignar com esse texto como belo fã que é.

Vc me viu escrevendo que o Fantástico é maravilhoso? Aliás, vc leu? Pelo visto não. Comparei duas matérias que coincidentemente forram tratadas com a mesma ordem de importância.

E há uma pequena confusão. Não vi o Ronaldo cantando e nem quero ver. Assim como muitos quadros de humor do Fantástico são patéticos. Mas isso não faz parte do jornalismo. Aliás, se o DE exibisse essa bobagem de traição do tal infeliz na parte de entretenimento, sem nenhum tipo de alarde sensacionalista, ok, mas trataram essa imbecilidade como um "grande furo do programa". Por favor...

Aliás, vc não citou a matéria do ET Bilu e nem aquelas matérias ridículas elogiando a própria emissora e divulgando dados do ibope... Logo vc que cobra tanto de mim imparcialidade.

Vc também não citou esse furo da entrevista do Papa. Vc achou bobo conseguir entrevistar uma pessoa que estava sendo 'cobiçada' por toda a imprensa mundial?

E, desculpe, Paulo, mas sua moral pra criticar o BBB é zero. Ainda mais gostado dessa Fazenda e da manipulação descarada da produção que cancela uma eliminação (num programa de ELIMINAÇÃO) sem avisar só porque uma participante polêmica e que dá ibope poderia sair. E depois que manipula é a Globo... Tá né... rsrs

Sérgio Santos disse...

Oi Wander. Claro que não. Aliás, a Record falou o menos possível sobre a JMJ. Mas a questão não foi essa. Foi a importância que eles deram em cima de um assunto imbecil e que ainda corre o risco de ser um golpe de marketing. Se colocasse isso na parte do entretenimento, ok, mas inserir na área jornalística, foi patético.

O Fantástico há tempos está fraco mesmo e concordo plenamente. Aliás, nem vejo muito. Costumo ver mais o Pânico mesmo. Porém, a minha comparação no texto foi em relação especificamente a essas duas situações.

Sobre o Paglia, eu escreverei um texto sobre o quadro domingo que vem. Achei o quadro mt bom, embora pareça mesmo pegadinha. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Felis, que bom que vc entendeu e leu o meu texto. Aliás, infelizmente, pelo teor de muitos comentários, vejo que vc foi um dos poucos. Pena. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Ju, a repórter nem conseguia disfarçar o constrangimento na matéria. Ela nem merecia passar por aquilo. bj

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, foi excelente mesmo. Também fiquei impressionado com a franqueza e a simpatia dele. É um Papa especial!

O novo quadro, embora pareça mesmo uma pegadinha, está sendo tratado com cuidado. Tenho gostado. bjssss

Sérgio Santos disse...

Clau, muito obrigado pelo carinho! O Papa conquistou católicos e não católicos. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Anônimo, o caso do estupro envolveu até POLÍCIA! Fora a repercussão nacional que teve. Vc quer comparar mesmo? Que repercussão essa traição teve no país? E traição e estupro são coisas um pouco distintas. Uma é crime, a outra é canalhice. Menos...

Sérgio Santos disse...

Isso, Eder, NESSE dia, aplausos para o Fantástico. E, sim, sabia que o post geraria indignação dos fãs da Record e dos anti-Globo, mas ainda assim escrevi. rs Abraços.

Sérgio Santos disse...

Realmente, Bia. Esse tipo de atitude só enfraquece o programa. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Oi Adriana! Tudo indo, como sempre.
Olha, foi um furo mundial, e isso é incontestável. A imprensa de tudo quanto é país queria entrevistar o Papa e ninguém conseguiu, só a GloboNews.

Olha, vou tentar fazer isso então. Tomara que dê certo. bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Bruno, não poderia deixar passar as coincidências. Duas matérias exclusivas, mas com uma diferença tão gritante de qualidade que deu até vergonha. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Não tenho como discordar, Barbie. ;) bjssss

Sérgio Santos disse...

Verdade, Cléu. bjssss

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente com você, Epifânio. Não duvido que eles tenham pensado em recusar. Abraços.

paulo disse...

Só te respondendo quanto a fazenda, quem acompanha o reality sabe que o baú tinha um envelope(cancelando a roça) que só seria aberto DEPOIS da votação e o brito avisou que seria algo inédito na fazenda, portanto era impossível a produção prever quem iria pra roça(polemico ou não). Quanto ao bbb o que vemos é uma bagunça total: participante eliminado pelo publico e depois simplesmente volta, participante que entra no meio do programa sem votação nem nada, paredão duplo, triplo, falso paredão... mas tudo isso você deve achar o máximo, não?

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, considerando os saldos totais dos programas, acho até que se equivalem tanto em matérias importantes quanto em matérias fúteis. Só que com o agravante ao DomEsp de ser o veículo oficial dos ataques aos concorrentes.

A reportagem do Fantástico pegou todo mundo de surpresa até dentro da própria emissora, uma vez que havia sido gravada na quinta e posteriormente engavetada. E mostrou que por trás do carisma e da humildade demonstrados nas ruas existe um Papa bastante esclarecido, que não se furtou ao falar em assuntos delicados como os recentes escândalos enfrentados pela Igreja Católica Romana e a perda de fiéis para denominações evangélicas/protestantes. Aliás, por falar em cobertura da JMJ, deixo meu aplauso à Renata Vasconcellos pela competência de sempre no comando dos principais eventos (Via Sacra, Acolhida, Missa de Envio). Pouco depois, na coletiva concedida, uma frase simples, mas marcante, em que ele defende que os homossexuais não devem ser discriminados pela Igreja.

Quanto à do Domingo Espetacular, nem é preciso falar muito. Um típico assunto de TV Fama ganhando grande destaque, ainda mais devido à participação de Scheila em A Fazenda. Fatalmente, isto poderá ser entendido como um favorecimento à mesma e aumentar suas chances de chegar à final e faturar os 2 milhões. Aliás, nem tenho visto essa Fazenda, felizmente. Não tenho qualquer paciência pra Britto Jr.

O que fica claro aqui é que um dos programas acertou em destacar um assunto de destaque relevante do jornalismo para qualquer veículo de comunicação (a visita do Papa Francisco ao Brasil), enquanto o outro focou demais em algo relegável aos portais de celebridades/sub. Abçs!

Sérgio Santos disse...

Paulo, o Britto deve ter Alzeimher. A edição passada desse reality já teve o cancelamento de uma eliminação. Inédita onde???? Eu que vejo pouco desse reality tô sabendo mais que ele.

Sobre os participantes do BBB que voltam, voltam por votação popular. O público decide e isso movimenta ainda mais o jogo. Isso é manipulação desde quando? Aliás, Paulo, acabei de me lembrar, vc acha que o caso do estupro (que tirou patrocinadores do BBB e queimou a imagem do programa) foi uma estratégia da Globo pra ter ibope... Por aí já dá pra ver que vc é um tanto paranóico em se tratando da emissora, né?

Sérgio Santos disse...

Pois é, Thallys, no saldo geral nenhum dos dois estão podendo se vangloriar, não, porque andam bem mal das pernas. Porém, no caso dessas matérias foi triste...

O sensacionalismo em torno de um assunto totalmente inútil chegou a constranger. Nem consegui ver tudo porque olha...

Boa lembrança da Renata Vasconcellos que fez uma grande cobertura mesmo. Abraços.

paulo disse...

Aquele tal de caubói, que Deus o tenha, entrou no meio de um desses bbb nem lembro qual, aquele que tinha a naná. E se foi votação deve ser entre os filhos e/ou parentes do boninho, pois não lembro de ter votação nenhuma pra tal absurdo. Entrou do nada porque o ibope tava baixo. E outra, na fazenda as enquetes da internet sempre batem com o resultado, digo com certeza isso porque sou até chato com essa coisa de manipulação, detesto. O mesmo não se pode dizer do bbb onde claramente há manipulação do resultado dos paredões e as enquetes acusam isso, fora que na fazenda o os votos tem uma auditoria(BDO) e no bbb se tem ninguém nunca ouviu falar. Aliás um programa que ilude as pessoas a enviarem vídeos e os escolhidos são sempre modelos, misses, capas de revista, amigos e/ou parentes de globais convenhamos já perde a credibilidade, pelo menos pra mim que detesto ser enganado. Se você gosta envia seu vídeo pra lá então, rsrs...

Sérgio Santos disse...

Paulo, nesse caso o Boninho inseriu o finado e a Mayra porque o ibope tava baixo mesmo. Mas que diabos isso tem a ver com manipular? Ele só inseriu outros participantes. Ponto.

Sobre votação, quase sempre as enquetes e os resultados dos paredões conferem. São poucas as que não e ainda assim, qual o problema não bater às vezes?

Sobre isso dos vídeos, eles mesmo já confessaram que vários olheiros ficam procurando esses mesmos biotipos de sempre. E provavelmente continuará assim ,afinal, quando colocaram pessoas 'normais' elas sempre venciam, independente de ser um bom participante ou não. Aliás, apesar de ter isso de miss, modelo e afins, há sempre também a cota do nerd, do mais gordo etc...

E quando eu falo dessa manipulação descarada da Fazenda, em nenhum momento falo de votação, até pq não vejo objetivo de manipularem isso. Nem lá e nem no BBB. Falo dessa regras que eles criam do nada sem avisar ninguém. Muita gente vem me dizer que eles não avisam nunca o que tem dentro da arca ou sei que o que. E como eu disse, esse papinho do Britto de ser algo "inédito" não colou pq aconteceu na edição passada a mesma bobagem.

Eu sou fã do BBB mas pra assistir, não participar. Não te darei o prazer de me assistir diariamente.