segunda-feira, 16 de junho de 2014

Série sobre câncer de mama foi mais um êxito de Drauzio Varella no "Fantástico"

No dia 27 de abril, o "Fantástico" iniciou uma nova série do doutor Drauzio Varella. O quadro em questão, abordava o câncer de mama e o tratamento da doença, tomando como base o depoimento de várias mulheres que já tiveram a doença e também das que descobriram a enfermidade recentemente. A produção, que chegou ao fim neste último domingo (15/06), foi impecável e mais uma vez o médico acertou ao falar de um assunto tão pertinente e importante.


As histórias foram abordadas com o máximo de intimidade, incluindo até mesmo o momento onde as mulheres recebiam a notícia que estavam com câncer. Várias protagonizaram fortes momentos, iniciando o tratamento diante dos olhos do telespectador. Os medos, a tristeza, a depressão, o apoio dos amigos e da família, o choque de perder os cabelos por causa da quimioterapia, a rotina de exames, enfim, tudo foi mostrado para o público, mas sem qualquer tipo de sensacionalismo. O intuito era aproximar aquelas personagens da vida real com pessoas que estavam sofrendo do mesmo problema.

E o objetivo foi plenamente alcançado. Mas, obviamente, outra meta da série foi explicar que o câncer de mama, apesar de ser uma doença grave como qualquer tipo de câncer, é plenamente tratável e, caso seja descoberto no início, a chance de cura chega a 95%.
Em cada episódio, Drauzio explicava de forma detalhada e de fácil entendimento como a doença começava a se desenvolver no organismo e como os remédios agiam para combater o câncer.

Como forma de incentivo, além da rotina do tratamento das mulheres que aceitaram participar da série, depoimentos de pessoas que tiveram câncer de mama e hoje estão curadas serviam para ajudar, tanto as 'protagonistas' do quadro, quanto a telespectadora enferma que assistia.  E embora os episódios não tenham sido muito longos, todos foram explicativos, emocionantes e contaram com delicadeza a história de algumas lutadoras.

Sem dúvida, a principal delas foi Fabricia, professora que precisou se afastar de seus alunos para iniciar o tratamento do seu câncer de mama, descoberto, inclusive, diante dos olhos do telespectador, que viu a primeira consulta médica. O último episódio da série foi lindo e o momento mais tocante foi protagonizado justamente por ela; quando Fabricia volta para a escola, após várias sessões de quimioterapia, e encontra suas colegas e seus alunos com lenços na cabeça (além de um aluno que raspou a cabeça para homenagear seu retorno). Difícil não ter se emocionado com aquele reencontro tão bonito.

Após ter produzido várias séries ótimas, onde abordou temas como vício em cigarro, depressão, febre amarela e autismo, Drauzio Varella e a equipe do "Fantástico" novamente acertaram com este quadro tão importante sobre o câncer de mama e seu tratamento. Um quadro de utilidade pública é sempre bem vindo e quando é bem realizado fica impossível não aplaudir todos os responsáveis. Que venham outros e que o médico mais conhecido do Brasil continue abordando temas importantes para a saúde da sociedade!

22 comentários:

✿ chica disse...

Esse tema é importante, nos causa emoção e que bom seja tratado e desmistificado o mais possível! abração,linda semana! chica

Bell disse...

Foi lindo e emocionante.

Anônimo disse...

Foi bonito mesmo. As matérias com o Drauzio ainda salvam o Fantástico.

Andressa Mattos M. disse...

Não consegui ver todos, mas vi o último e dos que vi me emocionei e realmente foi uma série muito boa. Minha mãe teve câncer de mama e o programa ajudou a solucionar várias dúvidas dos leigos ou dos que tem medo da doença. Ótima postagem, Sérgio.

Anônimo disse...

Eu chorei muito! Foi uma linda série de reportagens. Parabéns pelo post!

Clau disse...

Oi Sérgio,
Essa série foi excelente (assim como todas as outras que o Drº. Dráuzio já apresentou). Realmente uma utilidade pública.
Acho uma pena, uma doença que tem 95% de chance de cura, matar tantas mulheres, e o motivo ser diagnóstico tardio...
Foi emocionante ver a professora Fabrícia voltar à escola e ser recebida daquela maneira tão especial...
Que venham outros quadros com o Drº Dráuzio, tão bom quanto este.
bjs!

A Viajante disse...

Muito legal a sua postagem, Sérgio... mais até do que as reportagens de Dráuzio... risos... desculpa, mas é que não curto essa imagem do "sabe tudo" desse médico-apresentador... quem mesmo sabe tudo sobre tudo? Ele é que não é, mas aparece como tal... afff

Um beijo!

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Sérgio
sim, perfeita análise, ao falar de um assunto tão pertinente e importante. E como dito, não houve sensacionalismo, somente pacientes relatando suas reais experiências e transformações após o diagnóstico da doença...sim, foi importante, também,a referência/citação de que se diagnosticada rapidamente, a chance de cura aumenta...
Bela partilha...
Obrigado pelo carinho,bela semana,abraços!

Anônimo disse...

Não assisto o fantástico há muito tempo mas parece que continua o mesmo de sempre mostrando médicos sabe-tudo, fundo do mar, gols da rodada... enquanto o domingo espetacular esta cada domingo melhor, com matérias que prendem a gente.

Patricia Galis disse...

Foi lindo mesmo, chorei até affff....até pq passei por essa situação, e graças a Deus qdo retirei o nódulo depois de mamografia, pulsão e ultrassom (sem saber se era benigno ou maligno), foi constatado que era benigno.
Se não estaria frita tinha mais de 9 cm.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Chica. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Foi mesmo, Bell.

Sérgio Santos disse...

Concordo, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Andressa, a série, além de importante e educativa, ainda foi mt interessante e envolvente. Minha avó morreu de câncer de mama pq só contou quando já estava em estágio avançado. Quem sabe se ela tivesse assistido na época, isso não teria ocorrido. bj

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente com vc, Clau. E a série anterior dele tb foi ótima, que foi sobre autismo, por causa da Linda de Amor à Vida, na época. Tb foi mt interessante e bonito. bj

Sérgio Santos disse...

Sem problemas, Ju. Mas eu acho bom que o Drauzio saiba tudo até pq ele se formou pra isso. Eu não queria ir a um médico que me dissesse que não saber o que fazer pra me tratar. bjsssss

Sérgio Santos disse...

É isso, Felis, foi um conjunto de situações interessantes e elucidativas. Abçs

Sérgio Santos disse...

Bem, anônimo, um médico sabe tudo que ajuda muita gente.

Sérgio Santos disse...

Que bom que deu tudo certo, Patrícia. bjssss

Filha do Rei disse...

É, Sérgio, foi realmente FANTÁSTICO. Um tema tão delicado e tratado com profundidade e sensibilidade.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Cléu. bj