segunda-feira, 9 de junho de 2014

Silvio Santos: um rei que não perde a majestade

A disputa por audiência nas noites de domingo, já há algum tempo, tem sido muito acirrada. Globo, Record, SBT e Band se enfrentam em busca da atenção do telespectador, que normalmente não costuma parar por muito tempo em um canal. Tanto que, normalmente, a partir das 21h, os índices destas emissoras costumam oscilar com frequência. Embora a Globo continue mantendo a liderança com o "Fantástico", a Record com o "Domingo Espetacular", o SBT com o "Programa Silvio Santos" e a Band com o "Pânico na Band" conseguem incomodar a líder algumas vezes. Principalmente, depois das 23h, quando o jornalístico global acaba. Porém, ao contrário das concorrentes, que procuram mexer constantemente em suas atrações, o Sistema Brasileiro de Televisão se mantém nesta batalha pelo Ibope graças ao inigualável Silvio Santos.


O "Programa Silvio Santos" existe desde a década de 60 e chegou, inclusive, a fazer parte da grade da Globo, na época em que Silvio era contratado da emissora em 1969. A atração também foi exibida na TV Tupi e até na Rede Record, antes, claro, do apresentador criar o SBT. A essência do produto pouco mudou ao longo de todos estes anos e a alteração mais significativa foi a troca de nome para "Topa Tudo por Dinheiro" em 1991, quando passou a ser exibido às 17h, aos domingos. E assim foi mantido até 2001, quando saiu do ar para ceder espaço ao reality "Casa dos Artistas", que fez um sucesso estrondoso.

Em 2008, a atração voltou e desta vez batizada com seu nome de origem. E ninguém poderia imaginar, nem o próprio Silvio, que o "Programa Silvio Santos" iria se tornar o produto de maior audiência do SBT e com plenas condições de enfrentar a concorrência, incluindo a líder, nas noites de domingo. A Globo, inclusive, há anos enfrenta dificuldades para emplacar qualquer produto pós-"Fantástico".
Até agora, todas as atrações exibidas pela emissora costumam perder para o homem do baú. O caso mais traumático foi com o seriado "Norma" (protagonizado por Denise Fraga). Mas também teve o "SOS - Emergência", o reality "Jogo Duro", a versão mais moderna do reality "No Limite", a série "Revenge", enfim.

A vítima do momento tem sido o "SuperStar", competição musical comandada por Fernanda Lima, que tem Ivete Sangalo, Fábio Jr. e Dinho Ouro Preto de jurados. A atração estreou com índices insatisfatórios e os números continuam sem corresponder, enquanto que o "Programa Silvio Santos" consegue alcançar a liderança em vários momentos. A sorte da Globo é que a média geral sempre favorece a emissora, já que o SBT não consegue números muito bons ao longo do dia.

Mas como explicar que um programa tão ultrapassado ainda consiga despertar tanto interesse do telespectador? A resposta é simples: o carisma e a desenvoltura de Silvio Santos. Pouco importa que o programa tenha provas bobas e velhas, que apresente pegadinhas armadas ou que esteja repleto de quadros repetitivos. O público não prestigia a atração, o público prestigia o Silvio. É ele o protagonista. As suas tiradas cheias de deboche, o seu tom irônico, as suas piadas fora de hora, as brincadeiras que faz com as mulheres da plateia, o talento que tem para apresentar, a espontaneidade sempre presente, a gargalhada característica, a simpatia nada forçada, enfim, todas as qualidades do dono do SBT fazem dele o rei dos domingos.

Silvio Santos é o melhor apresentador do país e ninguém nunca tirou este título do homem que popularizou a pergunta "Quem quer dinheiro?". E o carinho que o brasileiro tem por ele é nítido. São muitos anos de televisão e muito tempo no ar, fazendo a alegria do telespectador. Todo o sucesso que Silvio faz é mais do que justo e fruto de décadas de trabalho e dedicação.

O "Programa Silvio Santos" acabou virando o grande trunfo do SBT aos domingos e graças ao apresentador, que coincidentemente também é o dono da emissora. Ou seja, é um dos poucos casos na televisão brasileira onde o todo poderoso do canal é o responsável direto pelo maior retorno da sua audiência. Sem dúvida, é um mérito para poucos. Mérito de um rei que não perde a majestade.

44 comentários:

✿ chica disse...

Putz, faz séculos que não o vejo, mas ele é grande e forte sempre! Onde está, público aparece! abração,chica

Anônimo disse...

O Silvio é realmente muito talentoso e carismático. Gosto muito dele. Pra falar a verdade todos os programas de auditórios são horríveis (exceto talk-shows), entretanto os apresentadores fazem a diferença. Já vi alguns programas do Chacrinha que estava passando no canal Viva e percebi que ele realmente era um ótimo comunicador/apresentador, mas o conteúdo de seu programa era péssimo.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bell disse...

Já tem algum tempo que não assisto, aliás domingo ver TV aberta é uma tortura, só assisto Fantástico para estar por dentro das notícias.
Qdo mais nova assistia mais o Silvio, hj não faço questão rs...

Valéria disse...

Oi Sérgio!

Não podia deixar de comentar esse post. Adoro o Silvio Santos, pra mim ele sim é o ícone da tv brasileira; e o povo ama, isso é fato, como vc mesmo bem disse de forma magistral "O público não prestigia a atração, o público prestigia o Silvio". Tive o prazer de vê-lo somente uma vez no trânsito, muito enxerida dei um tchau, e ele de maneira natural retribui acenando a mão e me dando um sorriso, nunca mais esqueci da simpatia dele, ja gostava gostei mais ainda,kk, bjos.

adorei o post! Silvio é rei!

Clau disse...

Oi Sérgio, bom dia :)
Que post ótimo!
O Silvio Santos é um dos poucos ídolos vivos, que o Brasil possui.
E por mais sem graça e repetitivos que sejam as atrações que ele apresenta, vc foi perfeito ao escrever que:'O público não prestigia a atração, o público prestigia o Silvio. É ele o protagonista.'
É bem isso mesmo. O carisma e a espontaneidade dele são contagiantes.
Bjs e ótima semana!

Milene Lima disse...

Há muitos anos eu brigava em casa, que só tinha uma TV, pelo direito de ver o Qual É A Música. Adorava. Gosto demais do Silvio, mesmo não vendo mais o seu programa. Vida longa ao rei dos palcos televisivos.

Beijo, Sérgio.

Anônimo disse...

Ontem passeando pela cidade percebi que a maioria das TVs ligadas em bares, pizzarias, restaurantes e afins estavam sintonizadas no sbt ou na Record. Aqui em casa domingo é a mesma coisa, assistimos Silvio Santos e Domingo Espetacular. E o anônimo ai em cima falou do Chacrinha, eu discordo. O Chacrinha era legal mas o programa era bom também, as atrações musicais dos anos 80 são infinitamente melhores que os lixos de hoje. Nunca vi um sertanejo ou funk no Chacrinha, nos anos 80 não tinha essas porcarias que deve ser o que essa pessoa gosta.

Melina disse...

Sérgio, querido, o Silvio é mesmo um rei e concordo, as pessoas só assistem esse programa para prestigiá-lo. Até porque esse programa é brega demais e muito ruim. Mas ele faz valer a pena e a audiência tá aí para comprovar. Adorei o texto. Merecido. Um beijo.

paulo disse...

ADORO o Silvio. Ele faz de um programa tão simples e até bobo algo divertidíssimo de assistir. Ao contrario desses novos e chatérrimos apresentadores(Marcos Mion, Rodrigo Faro, Luciano Hulk, Sabrina, etc) que mesmo com programas cheios de firulas são insuportáveis. Lembro quando o domingo inteiro era do Silvio: domingo no parque, porta da esperança, qual é musica, namoro na TV, Show de calouros, bons tempos...

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Silvio Santos é um mestre da comunicação. Faz tempo que não vejo seu programa, mas ele tem um público fiel que o acompanha há décadas.

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio. Realmente, Sílvio Santos ainda atrai muitas pessoas, aquelas que simplesmente querem assistir junto com a família ou sozinho mesmo. Sílvio é bem-humorado, sabe até onde pode ir como apresentador.
Não o assisto sempre, mas sempre que o assisto não deixo de sorrir. :)
Abraços direto do frio dos Pampas :)

Anônimo disse...

O Chacrinha era legal mas o programa era bom também, as atrações musicais dos anos 80 são infinitamente melhores que os lixos de hoje. Nunca vi um sertanejo ou funk no Chacrinha, nos anos 80 não tinha essas porcarias que deve ser o que essa pessoa gosta.2

O sertanejo já existia na década de 80. Não gosto de funk e sertanejo, mas respeito quem gosta. A música brasileira nos anos 80 era realmente muito boa. Gostei do Chacrinha como apresentador,ele parecia ser uma pessoa legal, mas nunca gostei de programas de auditório. Mas respeito quem gosta.

Ilmara Almeida disse...

Eu acho a simpatia dele super agradavel;

Letícia disse...

Boa noite meu caro Sérgio... Tudo bem?

Pois é meu caro, eu não vou negar que adoro o Sílvio Santos... Reconheço que não sou de assistir o programa, porém dou uma olhadinha vez ou outra e morro de rir com o dono do Baú... Ele é hilário e realmente não há como negar que é o grande comunicador da televisão brasileira... Ele merece todos os elogios... É uma grande vantagem para o SBT, é... Porém é um grande problema também... Afinal de contas já é um senhor com mais de 80 anos e esta dependência pode causar problemas para o SBT, quem vai substituí-lo no futuro, ainda não há ninguém a altura... Temos a filha Patrícia Abravanel, que tem carisma, mas será que chega ao mesmo patamar do pai? Também há o neto Tiago Abravanel, este porém, prefere a interpretação... Como a empresa é da família... Seria uma saída? Não sei...
O Sílvio é ótimo... Sem contar que demonstrar ser alguém com imenso coração, apesar de ser um empresário bastante objetivo... Lembro-me que a Hebe Camargo estava já desenganada e mesmo assim assinou um contrato com apresentadora que não teria condição de cumprir... Sendo que faleceu dois ou três dias depois de "acertar" a volta dela para a emissora paulista... Na época do falecimento dela, soube que o Sílvio já tinha conhecimento que não seria possível ela voltar e mesmo assim fez questão de assinar... Outro demonstração foi com o jornalista Carlos Nascimento que está com problemas de saúde e fez questão de renovar o contrato assim mesmo, sendo que o apresentar está fora do ar deste do ano passado para se tratar... Como se vê, não basta ser um empresário bem sucedido, é alguém que parece se importar com o próximo...

Sérgio, fazia tempo que não comentava, mas é a vida corrida e sempre que posso dou uma olhada no seu blog... Tenha uma ótima semana... Um grande abraço e até o próximo post..

Anônimo disse...

Silvio tem muita desenvoltura no palco, e consegue cativar sempre. E isso entremeado com suas atrações (que embora bobas, não deixam de prender a curiosidade) faz do programa um verdadeiro curinga. E isso é resultado dos muitos anos de prática do apresentador, embora ele sempre tenha tido muita simpatia. Não é a toa que foi consagrado o maior comunicador da televisão (agora não sei se só da brasileira, mas acho que sim).

Ele é humano e brincalhão, e nada ganancioso (isso salta aos olhos). O fim de sua atração sempre deixa um gotinha de quero mais.

Mas é triste ver o SBT indo mal em outros horários. Isso porque o arquivo de fitas da emissora tem muita coisa boa engavetada. É tudo uma questão de saber escolher as atrações e os horários.

Lá estão guardados, por exemplo (só uma curiosidade), quatro episódios mundialmente perdidos de Chaves e não sei se dois ou se três de Chapolin. E pelo menos um terço deles está em condições de ir ao ar. Acho que é tudo uma questão de estratégia, chamar a atenção com boas propagandas, fazer um suspense... E não deixar tanta riqueza de arquivo mofando.

Como você imagina, Sérgio, a continuação do SBT após o falecimento de Silvio Santos? Como seria a emissora a partir daí?

TITO

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Não sabia que o "Programa Silvio Santos" chegou a fazer parte da grade da Globo.
Sílvio Santos é um ícone. Seu carisma é impagável. Há muito não assisto seu programa, mas já fui fiel a ele por muitos anos. Concordo que ele continua sendo o melhor apresentador do país. Há pessoas que nascem para vencer e brilhar.

Abraço.

MARILENE disse...

Sergio, já houve um tempo em que via o programa dele. Domingo é um dia em que nada de bom se encontra na televisão. Mas eu continuo a admirá-lo e reconheço que são muitos seus méritos. Um grande apresentador, que merece o respeito e o carinho de todos. Bjs.

Barbie Californiana disse...

Comecei a gostar dele por causa de minha mãe, mas ele é mesmo sensacional. beijinhos

Diogo S. disse...

Não tem como não amá-lo....

Sérgio Santos disse...

Exato, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Anônimo, concordo. E foi boa a sua menção ao Chacrinha. Vendo as reprises do programa dele no Viva, constatamos o quanto que aquele programa era ruim. Mas ele fazia a diferença.

Sérgio Santos disse...

Entendo, Bell. bjssss

Sérgio Santos disse...

Concordo, Valéria. Ele é rei mesmo e que legal saber dessa história. Então vc acenou pra ele? rsrs Mt legal. É a cara dele mesmo agir naturalmente. Ele é o melhor apresentador do país e não há substituto. bjssss

Sérgio Santos disse...

Boa colocação, Clau. É mesmo um dos poucos ídolos vivos do país. Em merece o prestígio que tem. Ele é ótimo! Bjssss

Sérgio Santos disse...

O Qual é a música? era mt bom, né Milene? Eu tb era fã e via sempre. Bjsssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, o Silvio é um ícone. Mas sobre o comentário do anônimo, eu concordei com ele. O programa era mt ruim. Mas não por causa das bandas apresentadas, até pq eu concordo com vc, o nível musical era bem melhor (embora tivesse tb suas porcarias). Mas o formato era triste e tudo uma zona.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Melina. Pois é, ele é o responsável pela audiência e não o programa. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb sou fã dele, Paulo. E eu vi sempre o Em Nome do Amor, Qual é a música, Topa tudo por Dinheiro, enfim, era um domingo delicioso. Bons tempos msm.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Elvira.

Sérgio Santos disse...

Cléu, que inveja desse seu frio. Aqui no Rj tá até mais agradável, mas frio msm é tão difícil fazer... Pois é, o Silvio é uma espécie de mito. Difícil não gostar dele. bj

Sérgio Santos disse...

Anônimo, o Chacrinha era um ícone e um ótimo apresentador. Ele sabia conquistar as pessoas, mas claro que no programa dele tinha dessas músicas.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Ilmara. bj

Sérgio Santos disse...

Olá minha cara Letícia. Saudades de vc, sinto sua ausência. Mas tá tudo corrido msm.

Boa colocação a sua. É msm, o Silvio é uma solução mas tb um problema pro SBT. E sem ele não há ninguém para substituí-lo, não tem como. A Patrícia tá mt longe de ser uma grande apresentadora e acho que a emissora ficará sob o comando da irmã dela msm. Mas quanto ao programa, com certeza acabará. Aliás, nem dá pra imaginar quando esse dia chegar...

O SBT precisa deixar o passado de lado e apostar em mudanças, mas parece que o pessoal de lá não consegue. Bjão e boa semana.

Sérgio Santos disse...

Ah, Letícia, bacana vc citar tb o quão Silvio é generoso, mencionando o que houve com Hebe e Carlos Nascimento. É verdade.

Sérgio Santos disse...

Tito, sem o Silvio, creio que o SBT continuará sob o comando de suas filhas, mas precisará de uma reformulação geral para sua própria sobrevivencia. E de preferência que não venda sua madrugada para os pastores evangélicos, pq o SBT e a Globo são as únicas emissoras abertas que não tem essa praga na programação.

Olha, o SBT chegou a exibir alguns episódio perdidos do Chaves e eu até escrevi sobre isso uma vez. Mas acho que não foram todos. Tb não entendo a razão de ter demorado tanto pra exibir. O SBT tem desses mistérios. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Vera, chegou a fazer parte sim. Depois ele saiu e criou sua própria emissora. Pra poucos, né? É um vencedor msm e merece tudo o que conquistou. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Marilene. bjs

Sérgio Santos disse...

É sim, Barbie. bjs

Sérgio Santos disse...

Não tem como, Diogo.

Thallys Bruno Almeida disse...

Sílvio Santos é uma das raras unanimidades positivas desse país. Um self-made-man, que iniciou sua história na comunicação no rádio, onde também descobriu o tino comercial. Explorou formatos simples, como o Vamos Brincar de Forca, em seus primórdios na TV, e fez grande sucesso em todas as suas etapas.

A melhor fase do programa SS pra mim foi nos anos 90, quando englobava tb outros formatos como o Em Nome do Amor, o TTD e até mesmo o Show do Milhão, no finzinho. Não peguei mta coisa desse de agora, mas faz sentido que ele seja a grande atração de seu próprio programa.

Além de tudo, transborda um carisma natural como poucos, sabe valorizar cada talento que tem a seu lado (vide também o exemplo de Hebe, que naquele "Maior Brasileiro" declarou que ele nunca atrasou um salário sequer), e o próprio Flávio Ricco falou ao considerá-lo um "herói da resistência" ao, felizmente, não se render ao dinheiro fácil das seitas evangélicas nem nas piores crises. SBT e Globo são mesmo as únicas que não tem essa coisa (td bem que a Globo tem a Santa Missa da igreja católica, mas não conta pq é um espaço gratuito e pequeno).

Se o SBT se intitula a TV mais feliz do Brasil, Sílvio Santos tem mta culpa nisso. Não à toa é unanimidade entre o público e as mais variadas emissoras. Conduz como ninguém um programa (do pior ao melhor formato), acrescenta credibilidade ao Teleton - não à toa o projeto da AACD é tão bem visto, valoriza cada talento que está a seu lado e merece todos os aplausos.

Sérgio Santos disse...

O Silvio é um mito, Thallys, e merece todo e qualquer prestígio. Eu via sempre o Show do Milhão, Em Nome do Amor, Tentação, Peão da Casa Própria e Topa Tudo por Dinheiro só por causa dele. Atualmente não tenho visto mta coisa pq me divido entre Pânico e Fantástico, mas de vez em quando dou uma olhada pq ele está sempre falando alguma pérola.

Anônimo disse...

O Silvio é um baita comunicador e quando morrer não haverá substituto. Só lixos.

Sérgio Santos disse...

Silvio tinha que ser imortal, anônimo.