quarta-feira, 25 de junho de 2014

Estabilizado na grade da Globo, "Encontro com Fátima Bernardes" tem bons motivos para comemorar

Após surpreender todos os telespectadores com o anúncio do seu desligamento do "Jornal Nacional", Fátima Bernardes se arriscou ao se aventurar no mundo do entretenimento como apresentadora. E o início deste novo recomeço não foi nada fácil. Seu programa estreou no dia 25 de junho de 2012 e não despertava interesse. O "Encontro" debatia vários assuntos com alguns convidados, mas a forma como tudo era conduzido cansava e deixava o resultado entediante.


Com uma Fátima insegura, a atração ainda tinha um cenário que em nada combinava com o horário matinal. A apresentadora ainda não conseguia ter um bom entrosamento com seus companheiros de palco --- Lair Rennó e Marcos Veras. Mas como a situação não tinha como continuar do jeito que estava, algumas mudanças foram ocorrendo de forma gradativa. Em fevereiro de 2013, por exemplo, Boninho assumiu a direção e mudou o cenário. Mas o conteúdo ainda não despertava interesse e a forma do programa continuava cansativa.

Porém, em 2014 o "Encontro" parece que finalmente se 'encontrou'. O cenário sofreu uma nova reforma e ficou ainda mais bonito. Fizeram uma sala de estar, com uma grande sofá para os convidados e ainda construíram um lugar especial para as bandas se apresentarem. Isso porque diariamente a atração conta com a presença de algum cantor (a) ou conjunto musical. E agora, ao contrário do que ocorria no começo,
todos os temas debatidos são feitos com a presença de algum especialista (quase sempre fixo, vide o médico Fernando Gomes Pinto e o psiquiatra Francisco Daudt, que já são da equipe) e conduzidos de forma mais descontraída e nada exaustiva.

Já Fátima Bernardes está completamente à vontade e esbanja simpatia, não tendo pudores com seu programa. Entra nas brincadeiras, sabe ser séria quando necessário, comanda a atração com competência e se mostra uma ótima apresentadora, principalmente levando em consideração que tudo é 'ao vivo'. Aquela mulher insegura, ansiosa e que muitas vezes tinha um sorriso forçado não existe mais. O medo da reprovação do público passou e isso transparece em todos os momentos.

O "Encontro", por sua vez, já ganhou uma identidade e não parece mais um programa improvisado. Um bom exemplo é a questão das novelas. Sempre a atração conta com a presença de vários nomes do elenco quando a trama está em sua última semana de exibição, e também conta com alguns atores no sofá quando há a estreia de um folhetim. Virou uma característica.

E se antes um tema era debatido à exaustão pelos convidados, agora há muitos temas para cada programa (geralmente são três) e os assuntos mudam a todo instante, provocando um bom dinamismo e, algumas vezes, deixando um gosto de 'quero mais' quando a conversa está embalada. Sem dúvida, o conjunto de acertos nem lembra o desagradável e entediante início da atração, em 2012, onde apenas a apresentadora despertava alguma curiosidade do público.

O resultado da evolução do programa é um produto de qualidade indo ao ar de segunda a sexta, que se estabilizou no Ibope, mantendo a liderança com folga, apagando de vez o preocupante passado da programação matinal da Globo, que costumava perder audiência com a exibição da "TV Globinho" (hoje exclusiva dos sábados). Após um início turbulento, o "Encontro com Fátima Bernardes" acabou sendo um acerto, onde tanto a apresentadora quanto o seu programa precisaram passar por um período de adaptações, que hoje demonstram um amadurecimento de todos os envolvidos na atração. Hoje, dia 25 de junho de 2014, a atração completou dois anos no ar, estabilizado na grade e com bons motivos para comemorar.

41 comentários:

✿ chica disse...

Apesar de eu não assistir o programa, fico feliz que ela tenha se encontrado. Havia tantas críticas no início! Pena que é em horário que não vejo tv. Que ela tenha sempre mais e mais sucesso.Gosto e torço por ela!
Aliás, vejo muiiiito pouco! abrealços,chica

Clau disse...

Oi Sérgio :)
O programa da Fátima Bernardes, pra mim, não desperta nenhum interesse, talvez pelo fato de eu raramente assistir, aí quando vejo, acho sem graça.
Mas algo que acho interessante é ela entrar no clima de alguma brincadeira, antes ela de mostrava sisuda demais, agora está mais espontânea.
O que eu mais gosto na Fátima é o lado jornalista e não apresentadora.
Beijos \o/

Bruno Marques disse...

Perfeito Sérgio!!! Fátima de fato se "encontrou"!!! No início achei que ela tivesse feito uma grande burrada ao sair do JN pra apresentar o Encontro.Hoje digo com firmeza que foi a melhor coisa que ela fez.Melhor coisa pra ela e pra Globo,que antes do Encontro viva perdendo pro Hoje em Dia da Record.E bom pra Fátima,que se tornou uma apresentadora versátil e firme!!!
Vlw Sérgio!!! Abraços!!!

Thallys Bruno Almeida disse...

Eu já acho que Fátima e o programa se "encontraram" um pouco antes, lá pelo meio de 2013. Ali foi que eu comecei a perceber a Fátima mais espontânea, entrando mais no universo do programa, e um maior dinamismo dos temas abordados.

Mas, definitivamente, o programa é a cara dela e essencialmente dela. Nas edições com ela de folga, não gosto da Ana Furtado (e sua artificialidade de sempre) e acho o Dan Stulbach meio deslocado. Vejo-o com um perfil mais adequado para um talk-show de TV a cabo.

Boninho tentou emplacar uma edição aos sábados (justamente com Stulbach e Furtado), mas a Globo vetou. Felizmente, porque fatalmente seria derrubado por alguma transmissão esportiva ocasional no mesmo horário (vôlei, basquete ou até F1).

Mas fico feliz que a Fátima conseguiu acertar e tornar o Encontro mais atrativo.

Anônimo disse...

A Globo e sua mania de achar que mudando o sofá, pintando o cenário e outras bobagens vai atrair audiência, kkk. Esse programa da Fatima não passa de uma grande bobagem, chega ser patético ver a antes séria apresentadora do JN ficar ali debatendo temas bobos e dançando funk ou pagode. Sem contar aqueles malas metidos a engraçadinhos ali. Me poupe!

paulo disse...

Vou ser sincero: é preciso ser muito fã da rede globo pra assistir esse tal de "Encontro com FB", cruzes, não tem atrativo algum naquilo. E a Fatima Bernardes continua artificial e chata nessa empreitada matinal dela. Aguentar esse programa é dose pra leão...

Melina disse...

Sérgio, esse é aquele típico programa que vc acompanha fazendo outra atividade ou estando na sala de espera de alguma consulta pela manhã. Mas do pouco que vejo, também percebi uma melhora. As peças parecem que entraram nos eixos. E era natural que ocorresse porque Fátima é uma profissional competente e após o período de adaptação tudo entrou nos eixos. Um beijo.

Vinícius disse...

O programa evoluiu e merece o reconhecimento. Era uma porcaria e agora está interessante. A Globo soube mexer e a Fátima se adaptou bem, tanto que na época da TV Globinho sempre perdiam pra Record e agora estão na liderança folgada, com a decadência do Hoje em DiA, que tá perdendo até pro sbt.

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa tarde, Sérgio
esses dias estava futucando meu Canal do
Youtube, procurando entrevistas com dubladores , e acabei encontrando um no "Encontro",de anos atrás,e,realmente , mudou muito e,como analisado, para melhor...tanto no cenário,temas e da própria Fátima. Ela é uma simpatia, super profissional e merece todo o sucesso do mundo...e ainda bem, que ela e o"Encontro" conseguiram achar o bom caminho da evolução...
Obrigado pelo carinho, belo final de semana,abraços!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Raramente assisto ao Encontro, por isso não tenho opinião formada. Mas vejo a audiência estabilizada entre 7 e 10 pontos, como sempre esteve.

Sissym Mascarenhas disse...



Olá Sergio,

Melhorou muito, ela está muito mais a vontade com o programa dela. É uma mulher inteligente. Contudo, gosto muito do trabalho dela como jornalista, sinto falta da presença dela.

Bjs

Filha do Rei disse...

É, a Fátima acreditou, aceitou o desafio e prosseguiu. Conquistou o que talvez muitos já não acreditavam mais.

Leandro disse...

Cara, sempre curti a jornalista Fátima Bernardes, nada contra o programa dela, até pq não olho. Mas ainda sinto falta dela no JN e ainda mais agora na copa, apesar de estar curtindo a Patrícia, a Fátima era fantástica nas copas

Amanda Ventura disse...

Assisto pouco o programa, mas é nítido que Fátima Bernardes está muito mais à vontade e espontânea do que no início.

Após 14 anos assumindo uma postura mais formal exigida pelo JN, era de se esperar que ela tivesse alguma dificuldade até encontrar a informalidade adequada ao Encontro. Mas Fátima é essencialmente uma jornalista, e não uma mera apresentadora. Ela sabe fazer as perguntas certas na hora certa.

No início do Encontro, era também visível o seu desconforto com algumas piadas um tanto forçadas de Victor Sarro, o que resultou na demissão do humorista alguns meses depois.

Só falta agora encontrarem substitutos mais à altura dela, para cobrirem suas férias, pois Ana Furtado e Dan Stulbach não convencem.

Lulu on the Sky disse...

Melhorou muito o programa dela.
Big beijos
Lulu on the Sky

Barbie Californiana disse...

Ah que bom melhorou, pois eles estavam numa fase ruim... pena que eu não tenho tempo de ver. beijinhos

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Verdade amigo, o programa não parece mais improvisado, lembro quando começou a 2 anos eu fiquei bastante desconfiada que fosse vingar, achava a Fátima muito perdida, e meio desorganizado o programa, mas hoje tenho outra visão, adoro assistir e acho que vamos acompanhar o Encontro muitos e muitos anos ainda! Abraçosss

Sérgio Santos disse...

Eu tb não vejo, Chica, mas é perceptível a evolução. bjs

Sérgio Santos disse...

Te entendo perfeitamente, Clau. Ela como jornalista era ótima, mas finalmente se achou como apresentadora e era o sonho dela. bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Bruno. Pois é, no início eu tb achei que tinha sido uma burrada, até pq o programa era mt ruim e ela está apática. Mas nada que o tempo não ajude. abçs

Sérgio Santos disse...

Eu acho que melhorou de fato com a terceira mudança de cenário, Thallys. Não tenha algo a ver, mas só para fazer uma marcação de período.

Dan e Ana ficam deslocados e não se entendem, mas é uma solução para as férias dela para que não haja programa gravado. A Globo fez bem em vetar, deixa a Tv Globinho pelo menos aos sábados.

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Paulo, sabia que vc iria pegar no meu pé. Eu critico esse programa desde a estreia, mas agora está bom e Fátima à vontade. Então achei justo elogiar, fazer o que...

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Melina, é quase sempre assim que se acompanha mesmo. Mas pra ter segurança, fiz questão de gravar um pra ver todo, fora os especiais das novelas que costumo ver. Tá bem melhor. bjs

Sérgio Santos disse...

É verdade, Vinícius, agora se estabilizou na audiência e nem se vê mais ameaçado por ninguém. Finalmente acertaram.

Sérgio Santos disse...

Nem se compara, Felis. Antes o cenário era escuro, os assunto um saco, a apresentadora artificial, e tudo equivocado. Agora tudo entrou nos conformes.

Sérgio Santos disse...

Elvira, no início o programa costumava empatar com a Record e às vezes perder pros desenhos do SBT. Mas agora está sem concorrente, pq as duas emissoras perderam público e o programa da Fátima se encontrou.

Sérgio Santos disse...

Isso é verdade, Sissym. Principalmente na cobertura da Copa ela faz falta.

Sérgio Santos disse...

Isso aí, Cléu. bjs

Sérgio Santos disse...

Ela era ótima nas Copas mesmo, Leandro. Sinto falta tb.

Sérgio Santos disse...

Amanda, posso assinar embaixo do seu comentário? Nem tenho mais o que acrescentar. É isso. bjs

Sérgio Santos disse...

Muito, Lulu. bj

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Barbie. bj

Sérgio Santos disse...

Todo mundo ficou desconfiado, Kellen. E o programa dava motivos pra isso, diga-se. Agora tudo se encontrou. bjs

Lucas disse...

Meu irmão, acho que é a primeira vez que vou dizer isso, mas concordo com vc em tudo nesse texto. No começo a Fátima tava perdidona, mas agora ta dando um show e gatona como sempre...

Lucas disse...

Outra coisa, a Fátima está fazendo muita falta nessa copa, ouvi falar em um projeto de um cenário itinerante que parece que não vingou, pena pois imagina o sucesso que ela não faria, pois a copa de 2002 foi a melhor cobertura da Globo e de uma tv brasileira.
Cara, parece que a Globo proibiu que a Fernanda Gentil seja chamada de "musa da copa" em seus programas, e também proibiu que a moça dê entrevistas, isso por que não quer que ela tenha mais visibilidade que a Patricia, queriam que a Patricia fosse uma nova "Fátima Bernardes" o que não ta acontecendo,.... pena mas a moça é muito meiga e delicadinha parece que nem entende de futebol na real...rsrs tu sabe de alguma coisa sobre isso?

Carlos Hamilton disse...

Na minha opinião é o melhor programa da Globo no segmento entretenimento e jornalismo factual. Fátima trás a experiencia de uma bancada de jornal onde tudo é improviso e ao vivo é improviso, com certeza o sucesso é merecido. Assisto sempre que posso e estou sempre aprendendo com o programa.

Abraços

Sérgio Santos disse...

Lucas, vc está com febre? Realmente, não esperava que viesse a concordar.

Mas isso da Globo proibir a Fernanda de ser chamada de musa é uma bobagem. Duvido, ela quer é que faça sucesso mesmo, até pq Patrícia é uma e ela é outra. Ela nem têm o que competir. Eu gosto da Poeta na cobertura, mas ela não sabe mta coisa msm de futebol. Mas nem precisa saber, pra isso tem quem entende.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

A Fátima está muito bem, Carlos. Conseguiu se encontrar (sem trocadilho) e agora fica bem à vontade na atração. Abçssss

Anônimo disse...

ninguem efeio pq ebaixo famoso baixo lindo:Bernardo marinho Pedro Inoue Luane desqenta Sandy Ana Beatriz Cisneiro Valentina Bandeira moco ddupla rionegro solimao Tata Vernek,tm baixo belo dnariz coxa boca braco quadril barriga,epesado dizer q so pode ser belo se for alto